Novo Chevrolet Classic 2011



Acabo de ter acesso à apresentação do novo Classic, da Chevrolet. Seguindo nossa tradição de “repaginar” carros com aparência e itens descartados pelos mercados americano e europeu, agora chegou a hora de copiarmos os chineses. Sim, o novo Classic ficou com cara de carro chinês, no qual o design da dianteira não conversa com o da traseira. Mas como nem só de design vive o homem, vejamos o interior…  …nada. Absolutamente nada diferente desde o início dos anos 90.

Exceto pelo rádio original de fábrica, que dispensa o uso de CD, possuindo entrada USB frontal. Recurso moderno, mas inútil num carro que acabou de ser reformado e continua antigo. Apenas duas coisas são realmente dignas de nota nesse último e triste face-lift tupiniquim: repetidores de seta – herdados do Astra – nas laterais dianteiras (finalmente um item de segurança num carro que não oferece ABS e airbags nem como opcionais) e a nomenclatura mundialmente uniformizada, a exemplo do Chevrolet Agile: LS, LT e LTZ (Classic sai em versão única LS).



Quanto ao preço, se mantém praticamente o mesmo da versão 2010: completo (ar condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, aviso de luzes acesas e pintura metálica) pode ser seu por R$ 35.364,00. Muito para um carro que, tecnicamente, tem 20 anos de estrada.

Por Leopoldo Henrique Fachini



Fonte: www.chevrolet.com.br



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *