Redução de IPI para Carros Flex – Anfavea

  

  

Está marcado para hoje, 16 de junho, encontro entre os ministros da Ciência & Tecnologia, Desenvolvimento e da Fazenda para debaterem políticas de estímulo à confecção de carro elétrico em território nacional, tema delongado pelo próprio Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil, há algumas semanas.

Essa possibilidade tem sido levantada nos últimos tempos, seguindo exemplo chinês, que dispõe em seu território veículos dessa modalidade em suas ruas e avenidas. O programa, viável ecologicamente, poderá ser ampliado à produção de carros flex, ou seja, movidos por biocombustíveis.


A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), admite reportagem do portal de notícias G1, tem pressionado o governo na tentativa de reduzir o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aos carros flex, com o objetivo principal de seduzir os consumidores brasileiros a fazerem uso do etanol.

Caso essa tentativa por parte da Anfavea surta o efeito esperado, uma compensação de valores devido à “lei da oferta e da procura” poderá elevar o custo do abastecimento por meio do etanol. Mas esse caso é um assunto a ser transcorrido futuramente, bem futuramente.

Por Luiz Felipe T. Erdei

  

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *