Qual o verdadeiro valor de um carro novo?

Categorias: Carro Novo - Carros - Notícias - Preços

O setor automotivo no Brasil vem enfrentando uma das piores crises de todos os tempos e mesmo assim o valor dos veículos tem apresentado aumento em vários modelos, o que faz com que as vendas recuem ainda mais.



Até agosto já foram mais de 2 milhões de veículos vendidos, só neste ano, apresentando uma queda nas vendas de quase 10%.

E mesmo com queda nas vendas, os preços continuam subindo sendo que o valor médio de um veículo foi de R$ 45.296,00 para R$ 48.067,00, apresentando uma alta de mais de 6%.

E os brasileiros ficam se perguntando: por que os preços continuam subindo se as vendas continuam caindo?



No ano passado foi aprovada uma lei que passou a obrigar as empresas do setor de automóveis a produzirem carros com alguns itens obrigatórios, entre eles o AirBag e também o ABS e isso fez com que o preço dos veículos aumentasse, como era de se esperar. Mas há outros fatores que fizeram os preços dos automóveis terem alta, por exemplo, o aumento da alíquota de IPI.

Entre tantos problemas e reclamações, aumentos e melhorias, fica a pergunta: qual o verdadeiro valor de um carro novo?

No geral, as empresas vendem seus carros através das concessionárias, mas isso não é uma regra e há muitas exceções neste caso, pois algumas empresas preferem o método de venda/distribuição, algo que em um primeiro momento parece ser um grande negócio mas que em um futuro próximo poderá ser justamente o contrário.

Temos então 2 cenários definidos:

– Se um veículo é vendido através de uma concessionária, esta concessionária terá a sua remuneração, algo que varia em 2% e 6%.

– Se um veículo é vendido diretamente ao consumidor, poderá ser dado um bom desconto. Com isto a montadora consegue aumentar suas vendas.

Mas se a curto prazo isso é interessante para as montadoras, veja o que acontecerá futuramente: o cliente que comprou o veículo com um bom desconto, quando for vendê-lo irá oferecer o veículo por um preço bem abaixo do mercado, pois ele comprou mais barato, então pode vender mais barato, até mesmo para conseguir vender logo o seu veículo e poder comprar outro. Aí que entra o problema, pois os clientes que compraram carros mais baratos irão vendê-los por um preço mais baixo e derrubar este preço no mercado, desvalorizando os veículos da marca.

Há quem diga então que as montadoras poderão deixar as concessionárias de lado e passar a vender os veículos ao consumidor final, assim, a médio prazo, o valor seria novamente estabilizado. Mas acabando com as concessionárias, quem irá fazer a manutenção dos veículos?

E aí entra a dúvida citada no início deste artigo: Qual o verdadeiro valor de um carro novo? Seria o preço que a montada vende para seus clientes ou o preço praticado pelas concessionárias?

O tempo irá dizer. Por enquanto, ficam os consumidores brasileiros reclamando do alto preço dos veículos aqui, pois enquanto se compra um carro de médio porte aqui no Brasil, lá fora, pelo mesmo valor, compra-se um modelo top de linha.

Por Russel

Foto: Divulgação



Outros Conteúdos Interessantes

2 Comments



  1. DIZER QUE O PREÇO ESTA AUMENTANDO POR CAUSA DOS FREIOS ABS E DO AIR BAG, ESSES ITENS DE SEGURANÇA HÁ MUITO TEMPO JÁ É USADO NAS CARROÇAS NOS ESTADOS UNIDOS!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *