Toyota RAV4 2017 – Diferenças para a Versão Antiga





Modelo ganha reestilização e chega ao Brasil por R$ 159 mil.

A linha 2017 do RAV4, lançado pela Toyota, chega tendo como destaque, entre as novidades, a reestilização que foi feita em sua dianteira. Para compararmos ela ficou um pouco parecida com a do C- HR, um SUV compacto, que também é da marca e deve ser lançado aqui no Brasil em 2018. Veja os detalhes dessa novidade logo abaixo:

Os preços

Bom, voltando ao RAV4, ele será vendido em uma versão única sendo ela a 4×2 CVT Top. O preço sugerido é de R$159.290. A título de curiosidade, a linha 2016, que conta com a mesma configuração, era taxada em R$147.850. Aqui a alta foi de R$11.440.

Além da citada modificação na dianteira, que agrega também um redesenho da grade e do para-choque, o modelo também ganhou uma reestilização em suas saias laterais e nas rodas de 17 polegadas, que agora tem um novo visual. No caso da traseira, quase não houve mudanças, a não ser se considerarmos o aplique na tampa do porta-malas.

Mais novidades

O RAV4 2017 ainda tem outra novidade. Tanto as lanternas quanto os faróis agora contam com iluminação full-LED. Os faróis de neblina ganharam uma nova moldura cromada.

As poucas modificações feitas no carro foram suficientes para fazê-lo aumentar de tamanho. Apesar de ter ganhado 3,6 cm no comprimento, a distância entre-eixos (de 2,66m), assim como a largura (de 1,845m), não foram modificadas.

Itens de Série





Indo agora para os itens de série do modelo, vamos ter câmera de ré, central multimídia com GPS, computador de bordo (agora em tela TFT colorida), partida do motor por botão, abertura das portas com sensor de chave, acabamento de couro sintético, Isofix, controles de tração e estabilidade, sete airbags, sensores de estacionamento traseiros e dianteiros e teto solar elétrico.

Além de tudo isso, o Toyota RAV4 ainda irá contar com ar-condicionado trazendo dois ajustes independentes de temperatura e controle de velocidade de cruzeiro, além de aviso sonoro para a chave na ignição e faróis ligados.

Por fim, o trem de força continua sem nenhuma alteração. Continuamos com o motor 2.0 com 145 cavalos de potência e 19,1 kgfm de torque. O câmbio é um CVT de sete marchas virtuais.

Por Denisson Soares



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *