Hyundai Creta 2017 – Reajuste nos Preços





Modelo sofreu aumento nas concessionárias e está R$ 1.000 mais caro.

Embora o Hyundai Creta tenha ganhado ritmo em suas vendas, o modelo sofreu um reajuste em seus valores e agora é comercializado pelo preço de R$ 73.990, o que chega a ser uma elevação de R$ 1.000 sobre o valor anterior, já a configuração top de linha é vendida por R$ 99.990, um aumento de R$ 500. Hoje, o modelo está na quarta posição entre os SUVs mais comercializados no mercado brasileiro.

O aumento maior ficou em cima da configuração mais barata do modelo, que a versão 1.6 Attitude que possui câmbio manual. De R$ 72.990 chegou a R$ 73.990, um acréscimo de exatamente mil reais. Essa versão está equipada com propulsor 1.6 com torque de 16,5 kgfm e potência de 130 cv, acoplado a um câmbio manual com seis velocidades. Uma versão logo acima, a 1.6 Pulse manual, elevou seu valor em R$ 500, passando a custar R$ 78.790. Equipado com câmbio automático de seis velocidades, é vendido por R$ 85.740, aumento de R$ 500 também.

A única versão que não sofreu mudança no preço foi o Creta 2.0 Pulse com câmbio automático, que continua em R$ 92.490. A versão 2.0 Prestige câmbio automático é vendido por R$ 99.990, aumento de R$ 500.





Devagar, o modelo Hyundai Creta conquista seu próprio espaço dentre os crossovers. O seu ritmo de vendas já se encontra maior de 3 mil exemplares, o que o posiciona na 4ª colocação. Esperando que o modelo Jeep Renegade, o qual ocupa a 3ª posição, siga sendo canibalizado pelo modelo Compass, assim fazendo com que se diminua mais ainda a atual lacuna entre eles, que é de 1.877 exemplares no ano.

Entretanto, esse combate é apenas pela segunda posição no segmento de SUVs compactos, já que é bem difícil bater o modelo Honda HR-V, o cabeça da lista. O modelo japonês soma 14.753 exemplares desde o início do ano, 4.698 a mais que o Creta. A dificuldade surge pela grande procura do HR-V, modelo que emplaca mais unidades do que o da Hyundai desde janeiro, porém, o aparecimento do WR-V pode atrapalhar um pouco.

FILIPE R SILVA



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *