Comparativo Suzuki Vitara x Chevrolet Tracker – Qual é Melhor?





Confira aqui um comparativo e descubra qual carro é melhor.

O Chevrolet Tracker e o Suzuki Vitara são velhos conhecidos do consumidor brasileiro. O segundo chegou ao país no começo das importações, que foram reabertas nos anos 90, já o primeiro veio anos depois, da Argentina, em uma versão chamada Vitara, no país do Hermanos a GM era representante japonesa.

Do Tracker anterior que se baseou na segunda geração do Vitara, apenas restou o nome. O atual modelo, que lançado em 2013, ganhou uma reestilização no começo deste ano, com o novo motor Ecotec turbo do Cruze e equipamentos. O japonês apostou também em um motor turbinado e com desenho moderno, podendo personaliza-lo em 22 combinações de cores de teto e também da carroceria de acordo com o desejo do cliente.

Se na parte visual as linhas do Tracker acabam por se distinguir do desenho retilíneo do Vitara, embaixo do capô os veículos possuem certas semelhanças. Ambos contam com propulsores 1400 turbo e transmissão automática de seis marchas. O motor do Chevrolet tem uma potência de 150 cv e um torque de 24 kgfm ao utilizar gasolina. Já com etanol, os valores evoluem para 153 cavalos e torque de 24,5 kgfm. Abastecido somente com gasolina, o propulsor Booster Jet da montadora japonesa oferece potência de 146 cv e torque de 23,5 kgfm.





Com motor turbinado novo, o Tracker passou seus concorrentes diretos do segmento ao realizar testes de desempenho realizados pelo Instituto Mauá de Tecnologia, entretanto, não superou o Vitara nos teste de retomada e aceleração mesmo tendo vantagem na ficha técnica. O Suzuki, que é 243 quilos mais leve, necessitou somente de 8,6 segundos para que pudesse alcançar 100 km/h, já o Tracker precisou de 9,05 segundos com etanol e com gasolina precisou de 9,62 segundos.

O peso diferente influencia no consumo final. O Vitara acabou sendo mais econômico no segmento de SUV compacto testado pelo Carsale-Mauá ao atingir a marca de 12,1 km/l em perímetro urbano e 18 km/l fora da cidade. Embora tenha perdido para o Suzuki, o modelo da Chevrolet mandou bem também nas medições e bateu a concorrência, ficando com 11,2 km/l dentro da cidade e 16,1 km/l na rodovias usando gasolina.

FILIPE R SILVA



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *