Toyota Corolla – Modelos e Chassis convocados para Recall



Veja aqui mais informações sobre o Recall do Toyota Corolla.

Ao saber que haverá uma convocação para recall, a primeira pergunta que se vem é exatamente o que é este recall. As empresas possuem grande importância com a segurança de seus compradores, pois isso manterá seu status de empresa preocupada e a conseqüência disso é a maior procura por seu produto por ter um título de segurança, sendo assim, após análises, quando uma empresa detecta que em algum de seus modelos feitos está contido algum problema, os carros que estão “infectados” são convocados para a correção desse problema pela montadora, no caso do Corolla, a responsável é a Toyota.

Encontrado o problema que atinge 65.963 carros que é denominado por problema de transmissão. E também o problema nos AirBags que afetam 53.635 unidades.

Os proprietários da atual geração do Corolla foram convocados nesta terça feira, dia 3 de abril de 2018, para o recall.



De maneira organizada, primeiramente a convocação será para proprietários do Corolla 1.8 que contém câmbio automático, esses terão que fazer uma reprogramação na unidade de transmissão eletrônica da CVT. As 65.963 unidades citadas por problemas na tranmissão foram fabricadas todas entre 7 de outubro de 2013 e 11 de agosto de 2017. Abaixo seguirá os intervalos alfanuméricos nãoo sequênciais dos chassis:

Os carros Corolla convocados para a revisão são:

Do Corolla GLi Automático 1.8



O Alfanumérico: 9BRBL3HE*; Os chassis serão de J0104446 até J0125110

Alfanumérico: 9BRBLWHE*; Já os Chassis vão de F0001003 até H0104445

Já para os que contém problemas na transmissão:

Toyota Corolla:

O número Alfanumérico 9BRBD48E* ; O número de Chassis: D26020000 a E2642203

O número Alfanumérico 9BRBL42E*; E os Chassis: D4759577 a E4789205

Mas pensando profundamente no que interessa um recall para os condutores de veículos ou para as montadoras. Para as empresas é de grande importância ter uma boa segurança de seus passageiros e condutores de veículos comprados porque dessa forma a sensação de segurança por parte do passageiro é a garantia de que terá um retorno econômico para sua própria empresa pois essa segurança traz para os compradores uma sensação maior de que se comprarem o produto não terão problemas para enfrentar futuramente E caso tiverem, tem confiança na empresa, que consertará os defeitos contidos.

Diferentemente da indústria, o pensamento da pessoa física é normalmente com a própria preocupação do seu bem-estar e em caso de acidente não machucar a si mesmo e em Casos de Família não pôr em risco a vida de seus entes queridos. Até porque quem arca com as consequências materiais, ou seja econômicas, de um acidente, caso comprovado que for por erro de fabricação, é a própria montadora do veículos, independente da marca, pois ela prometeu uma segurança que as vezes não ofereceu.

Segundo informações da empresa, pode haver alguma possibilidade de ocorrer um mau funcionamento da válvula solenoide da transmissão CVT, isso faz com que a unidade de controle eletrônico acenda uma luz de advertência no painel de instrumentos, isso poderá dar um limite a velocidade do carro em até 60 km/h. Diferente de alguns outros recalls onde pode ser oferecido os riscos materiais e físicos ao condutor e todos que estiverem dentro do veículo Toyota deixa claro aos seus passageiros que não vai haver a possibilidade desses danos ocorrerem por esse problema válvula solenoide. Então é um alívio para quem conduz por saber que sua vida não está em risco e que poderá confiar na marca para continuar usando seus veículos.

Gustavo Martins dos Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *