Etanol x Gasolina – Como Calcular Qual é Melhor?



Saiba aqui como cacular o melhor combustível para seu automóvel.

Quem tem carro bicombustível, quase sempre fica em dúvida quando chega a um posto, pois não sabe se abastece com etanol ou gasolina. A questão é que o preço do álcool é sempre mais barato, entretanto, isso não é garantia de economia, pois será preciso encher mais o tanque para rodar a mesma distância que seria com gasolina.

Com essa greve dos caminhoneiros, a situação ficou ainda mais complicada, porque em várias cidades do Brasil, o preço da gasolina disparou e com a diferença para o etanol aumentando, fica quase impossível resistir a optar pela segunda opção, mas será que vale a pena?

É preciso fazer a conta para saber o que de fato gera maior economia e a fórmula é relativamente simples, podendo ser aplicada sempre que se chegar ao posto de combustível. O consumidor deverá pegar o preço da gasolina, multiplicar por 0,70 e o resultado deverá ser comparado ao litro do etanol, sendo que o mais barato é que deverá ser comprado.

Para entender melhor como funcionar, vamos supor que o litro da gasolina seja R$ 5,00. Então a fórmula fica assim: R$ 5,00 x 0,70 = R$ 3,50. Se o litro do álcool custar menos de R$ 3,50 então é melhor optar por ele, se custar mais, então é mais vantajoso abastecer com gasolina.

Veja este outro exemplo, supondo que o litro da gasolina seja R$ 4,80, então a fórmula fica assim: R$ 4,80 x 0,70 = R$ 3,36. Agora é só comparar com o preço do litro do álcool e optar por aquele que for mais barato.

Esta fórmula ajuda, mas não é eficaz em 100% dos casos, pois cada veículo tem um rendimento, por isso é bom que o motorista conheça bem seu próprio carro. Há modelos que rodam mais com álcool, outros menos. O ideal é que cada proprietário faça um teste com seu automóvel, abastecendo uma semana com etanol e anotando a quilometragem, depois usando gasolina e anotando novamente, para então saber quantos quilômetros o carro faz com ambos. Sabendo disso, ficará mais fácil usar a fórmula, sendo que em alguns casos ao invés de multiplicar por 0,70 é preciso mudar para 0,60 ou 0,80 e até algum outro valor, para chegar à média exata.



Outro fator muito importante nesta conta é se o carro está regulado, com a manutenção em dia e com os pneus calibrados. Tudo isso pesa muito no consumo do veículo, por isso é bom levar o veículo a um mecânico de confiança e certificar-se que tudo está funcionando corretamente.

E ainda que o carro esteja com a manutenção em dia e pneus calibrados, tem um outro fator que ainda precisa ser levado em consideração nesta conta, que é o próprio motorista. A forma como o veículo é conduzido pode fazer com que ele gaste mais ou menos combustível. Ficar acelerando demais, trocar de marchas de forma irregular ou demorada, tudo isso vai faz com que no dia a dia, o consumo seja maior do que deveria e no final do mês, fará uma grande diferença.

Por fim, o condutor pode, e deve, contar com a tecnologia para tentar economizar mais, utilizando os aplicativos de mapas para traçar o melhor caminho, sendo que muitas vezes, o trajeto mais breve não é o mais curto, mas aquele que também evita passar na porta de escola nos horários de entrada e saída dos estudantes, assim como é bom evitar avenidas congestionadas. Há vários aplicativos para Android e também iOS, que além de mostrar o mapa, também indica quais são as ruas e avenidas com maior fluxo de veículos, assim é possível evitá-las.

Tomando todos estes cuidados, certamente o motorista estará economizando dia após dias e depois de um longo período verá que valeu a pena todo o esforço, já que vai sobrar mais dinheiro na hora de abastecer.

Por Russel


Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *