Placas de Veículos no Padrão Mercosul começam a ser usadas no Brasil




O Estado do Rio de Janeiro é o primeiro e adotar o uso das placas no padrão Mercosul no Brasil.

No ano passado os brasileiros foram surpreendidos com uma novidade que despertou muitas polêmicas. Estamos falando de uma mudança nas placas de veículos que teriam que ser substituídas a fim de promover uma padronização entre os veículos da América do Sul.

Muitas coisas aconteceram desde o anúncio dessa mudança eu contribuíram para que ela não fosse realizada na data inicialmente prevista.


Contudo, agora depois de muitas idas e vindas dessa padronização já está confirmado. No Brasil, a nova placa que está sendo adotada pelos países que fazem parte do Mercosul passa a ser utilizada nesta terça-feira, dia 11 de setembro de 2018.

Essa notícia surgiu meio que de repente nesta segunda-feira, dia 10 de setembro, por meio de um comunicado que foi emitido pelo Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro em que foi confirmada a adoção desse novo sistema de placas.

O Estado fluminense será o primeiro a usar as novas placas no país. Embora essa nova placa seja com detalhes bastante complexos, o seu valor será o mesmo que atualmente é cobrado pelos Detrans, que é o valor de R$ 219,35.


Para quem ainda não estava muito ciente sobre esse novo sistema de placas, elas inicialmente serão utilizadas em carros novos, os que saem de fábricas e concessionárias. Outros carros que também já poderão receber as novas placas são os veículos que precisarem ter a sua placa substituída, seja em razão de danificação, por mudança da categoria, transferência de dono, de município ou de estado. Estes que se encontram nestas condições terão que utilizar as novas placas. Mas aqueles proprietários que desejarem já adotar o uso das novas placas de forma voluntária, podem pagar as taxas e realizar a troca.

Em relação à placa, a mudança principal está em seu padrão visual que possui um fundo na cor branca com uma faixa azul em sua parte superior. O que definirá a categoria do veículo serão as cores dos números e das letras. Aliás, a sequência dos números também passou por alterações. Atualmente, temos as placas com três letras e com quatro números. Já a nova placa virá com quatro letras e com três números que podem estar mesclados.

Aquela plaqueta que é utilizada para a identificação do município e estado também deixará de existir. A única inscrição que conterá na placa é “Brasil”.

Itens de Segurança da placa Mercosul

Para fazer a identificação do município e do estado serão utilizados dois brasões. O nome do município virá escrito com uma letra menor localizada sob o logotipo.

O grande diferencial deste novo sistema de placas relaciona-se à segurança. Aliás, o sistema de segurança das novas placas é semelhante aos itens utilizados nas cédulas.

As novas placas serão equipadas com um código chamado de QR Code, além de um chip que juntos irão permitir que a placa seja rastreada em qualquer um dos países que fazem parte do Mercosul. Isso representa uma grande vantagem, uma vez que será um empecilho na clonagem de placas, um ato criminoso muito comum atualmente e que é de difícil fiscalização.

Nesse sentido, se você for comprar um carro zero ou precisar mudar a placa do seu carro já poderá trazer esta novidade que finalmente se tornará uma realidade no Brasil, enquanto eu em outros países como Argentina e Uruguai ela já é uma realidade.

Como já foi dito, o objetivo principal dessa padronização entre países do Mercosul é tornar a fiscalização mais eficiente e oferecer mais segurança aos proprietários de veículos.

Se você ainda possui dúvidas, informe-se mais no Detran de seu estado, lembrando que o primeiro a receber as novas placas é o estado do Rio de Janeiro.

Por Ana Paula

Placa Mercosul

Posts relacionados

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *