Novo Renault Duster 2020 – Teste de Colisão do Latin NCAP





Modelo recebe nota baixa no teste de colisão.

O Latin NCAP (Programa de Avaliação de Carros Novos para a América Latina e o Caribe) divulgou nesta quarta feira, 30 de outubro, novos testes de colisão ( crash-test ). O novo modelo Renault Duster recebeu quatro estrelas para ocupantes adultos e três para crianças. A nova geração do Renault Duster de origem romena não está à venda no Brasil, mas já foi submetida ao teste de colisão. Durante os testes alguns detalhes contribuíram para uma nota inferior, onde usaremos a palavra “inferior” para que fique fácil de perceber em que ponto pode haver mudanças e que não é o que se esperava do SUV.

Vejamos os tipos de teste e as notas atribuídas:

Na batida frontal




O Renault Duster mostrou que a estrutura não é tão estável, a proteção para a cabeça e o pescoço dos ocupantes é boa. O tórax do motorista recebeu proteção “inferior” por conta de estruturas perigosas oriundas painel e para o passageiro foi considerada adequada.

Os joelhos do passageiro mostraram proteção “inferior” quando expostos ao risco de sofrer ferimentos. Toda a área dos pés foi considerada de qualidade “inferior”, onde é necessário fazer mais alterações no habitáculo. Essa área apresentou uma maior instabilidade já que não aguentariam um impacto muito forte,no teste de batida a velocidade empregada foi apenas 64 quilômetro por hora, contra uma barreira que se deforma.


O impacto lateral

Foi a melhor até então, com boa proteção para cabeça e cintura, “inferior”na região do tórax. Por não tem airbags laterais,o carro não pode receber cinco estrelas, o teste de impacto contra poste nem foi realizado. A proteção para crianças teve o resultado pior, até o momento, por não impedir que a criança tivesse impacto com o interior do veículo. Quanto aos bonecos, o de três anos foi fixado com a ancoragem ISOFIX e ancoragem Top Tether, para garantir maior fixação das cadeirinhas, enquanto o outro boneco de 18 meses ficou na cadeirinha olhando para trás, sendo fixado com o cinto de segurança apropriado para adulto, ambos tiveram impactos na cabeça durante o teste. O que não seria possível se tivesse com airbags laterais, diminuindo assim a probabilidade de ferimentos graves, por esse motivo recebeu 3 estrelas nesse quesito. O Renault Duster tem o sistema de lembrete de cinto de segurança (SBR), na fila de bancos dianteiro, o que ajudou a conquistar 4 estrelas.

Na Europa a Renault oferece airbags laterais para o corpo e airbags para a cabeça, como padrão, entre outros recursos de segurança.

Segundo o secretário-geral do Latin NCAP: “Os resultados estão incentivando os consumidores da América do Sul a exigir maior segurança, maior desempenho do equipamento para aumentar a segurança”. Fica a dica para Renault seguir a risca todas as mudança e trazer mais segurança aos consumidores do Brasil.

A Latin NCAP vai ter novas regras a partir de dezembro, que incluir o teste do alce, novos critérios para avaliar melhor os testes, veremos então que mudanças podem acontecer.

Teste de ESC

O controle de tração e estabilidade (ESC) foi testado e aprovado. "O comportamento atende aos requisitos. Uma recomendação que os consumidores comprem apenas veículos que ofereçam controle de tração e estabilidade, para maior segurança.

O novo Renault Duster, que deve chegar ao Brasil em 2020, oferece a possibilidade de desconectar o airbag do passageiro manualmente.

Por J. Emerson

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *