Toyota Corolla 2021 – Características, Ficha Técnica

Categorias: 2021 - Características - Carros - Ficha Técnica - Lançamentos - Notícias - Toyota

Essa é a segunda vez que o Sedan fica mais caro no Brasil desde o seu lançamento, há mais de 1 ano.

O Toyota Corolla 2021 passou pelo segundo reajuste de preços no Brasil desde que foi lançado, em setembro de 2019. A versão mais básica está saindo por R$ 102.990 e a versão mais completa sai por R$ 137.390.



A Toyota começou aumentando os preços do carro no Brasil ainda em janeiro de 2020. O aumento não foi justificado por [quase] nenhuma alteração do carro, nem mecânica nem nos equipamentos.

A única mudança anunciada pela Toyota foi nos botões de fechamento e abertura dos vidros das 4 portas, que ganharam iluminação. Antes disso só havia iluminação no botão do vidro do motorista.

Painel de instrumentos e tela multimídia

O Corola 2021 conta com uma tela multimídia que é compatível com os sistemas operacionais de carros Apple CarPlay e Android Auto. A tela tem 8 polegadas (20 centímetros) de diagonal e é sensível ao toque. Além disso, a versão top de linha ainda conta com um painel de instrumentos de 7 polegadas (17 centímetros de diagonal) em formato de tela digital.



Suspensão

A suspensão traseira do Corolla 2021 traz o sistema Multilink. Já a suspensão dianteira tem o McPherson, como antes, mas com braços e geometrias novos.

Dimensões, porta-malas e tanque

O assoalho do Corolla está 4 milímetros mais alto em relação ao solo, apesar de ter seu centro de gravidade reduzido em 1 centímetro. As dimensões do sedã são as seguintes:

* Comprimento: 4,63 m (está 1 centímetro maior do que seu antecessor);

* Largura: 1,78 m (está 5 mm maior)

* Altura: 1,45 m

* distância entre eixos: 2,70 m

* volume do porta-malas: 470 litros

* Tanque de combustível: 50 litros (versão a combustão/gasolina); 43 litros (versão híbrida, com auxílio de um motor elétrico)

No papel, o Corolla híbrido não parece muito emocionante. Apenas 121 cv (90 kW). O veículo produz uma relação potência-peso de 10,68 kg/cv, o que promete uma aceleração realmente lenta. Os outros Corollas, com motores a combustão, oferecem 139 cv (103 kW) em um motor de 1,8 litros ou 169 cv (126 kW) em um motor de 2,0 litros.

Modelo híbrido é não é luxuoso

O modelo híbrido utiliza o trem de força do Prius, mas não oferece assentos aquecidos ou revestidos de couro, ou um volante aquecido e envolto em couro. Em vez disso, você se senta em bancos dianteiros e traseiros de tecido operados manualmente, cercados por painéis interiores em preto piano e fosco imperceptíveis. A cabine é mais funcional do que bonita, mas o Hybrid foi projetado para economizar peso e dispensar seu armazenamento de geração de energia elétrica com sabedoria.

O Hybrid desliza sem esforço pelos padrões de tráfego urbano, seguro em suas manobras de mudança de faixa graças a um chassi bem equilibrado. A plataforma TGNA que a Toyota utilizou pela primeira vez para o hatchback do Corolla 2019 finalmente chegou à versão sedan híbrida. Este layout utiliza arquitetura sedã esportiva clássica, com suspensão dianteira MacPherson e barra anti-oscilação trabalhando em conjunto com uma suspensão traseira independente multilink para fornecer manuseio ágil.

Em um mundo automotivo que enlouqueceu por rodas de aro 18, 19 e 20 polegadas e pneus de perfil ultrabaixo, foi realmente revigorante descobrir um veículo que se sai muito bem com rodas de liga leve de 15 polegadas (195 / 65R15). Esses pneus têm uma classificação de desgaste do piso bastante esportiva de TW 280, o que é bastante incomum para os híbridos geralmente consignados em borracha "Eco" dura como uma rocha com uma classificação TW 500. Como resultado do ajuste da suspensão, o Corolla se comporta surpreendentemente bem, sendo ágil nas curvas e com facilidade em manobras.

Por Bruno Rafael da Silva



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *