Oficialmente a marca anunciou a chegada do T3 no Salão de Pequim. Expectativa é que ele chegue até o fim de 2016

Uma das empresas do setor automotivo que chegaram no Brasil e estão cada vez mais ganhando prestígio do consumidor brasileiro é a JAC Motors. E é neste contexto que a empresa está conduzindo a todo vapor os testes para trazer o seu veículo T3 para o mercado nacional. Uma prova que os testes estão acontecendo em ritmo intenso é o fato de o modelo já ter sido visualizado durante o test-drive de imprensa do lançamento do renomado e aguardado Toyota Etios 2017, teste este que foi realizado no interior do estado de São Paulo na cidade de Mogi das Cruzes.

Com relação às dimensões o JAC T3 possui de 4,14 metros de comprimento, largura de 1,75m e 2,49m de entre-eixos, medidas estas que são bem similares às dos seus principais concorrentes que serão os Renault Sadero Stepway, Hyundai HB20X e Volksvagen Cross Fox. Todavia, o diferencial do T3 em relação aos concorrentes mencionados serão os faróis e capô em posição elevada, bem como um porte um pouco mais avantajado.

A comercialização do T3 aqui no mercado nacional já foi divulgada oficialmente pela JAC durante o Salão de Pequim 2016, sendo que a expectativa da empresa é que este modelo comece a ser comercializado até o final do ano de 2016.

Lá fora o T3 possui outro nome de batismo, sendo que por lá ele é conhecido como S2. No primeiro momento, a ideia da JAC Motors era realizar a produção do T3 junto com a produção do novo J3 na sua unidade da cidade de Camaçari (BA), porém com o atual cenário da economia nacional a JAC reformulou os seus planos, de modo que a principal aposta da fabricante passou a ser a fabricação do seu novo crossover o T5, modelo este que chegará ao mercado nacional para brigar com o Ford EcoSport.

Com relação à motorização que será utilizada no T3 será o conhecido propulsor 1.5 16V já utilizado pela marca nos modelos J2, J3 e J5 e também no próprio T5, este propulsor é capaz de entregar aos veículos chineses uma potência máxima de 113 cavalos e um torque de 14,9 Kgfm. Na versão brasileira o propulsor será adaptado para uma opção flex e terá a capacidade de gerar uma potência máxima de 125 cavalos quando abastecido com gasolina e 127 cavalos quando abastecido com etanol e, respectivamente, um torque de 15,5 e 15,7 Kgfm. No mercado chinês, este motor trabalha em conjunto com câmbio de seis marchas nas configurações manual ou automática de variação contínua, sendo que esta última opção de câmbio já está confirmada para equipar o T5 nacional.

Por Adriano Oliveira





CONTINUE NAVEGANDO: