A intenção do grupo PSA é lançar um automóvel completamente novo, uma vez por ano, até o ano de 2021.

Mesmo com a crise econômica que o mundo passou e que o Brasil ainda continua passando, o grupo PSA, dono das marcas Citroen e DS está criando uma nova diretriz estratégica bem audaciosa para as fabricantes das empresas aqui no Brasil.

A intenção do grupo é lançar um automóvel completamente novo, uma vez por ano, até o ano de 2021. Além disso, a organização pretende ainda criar uma série de novidades para o segmento ao longo desses cinco anos, juntamente com o programa de assistência XL, que promete auxílio gratuito para os clientes das marcas por oito anos.

O grupo PSA está cheio de novidades tanto no Brasil quanto na Europa. Por lá, a organização anunciou a compra da dupla Opel/Vauxhall. Mais detalhes de todas essas novas notícias não foram revelados para a imprensa, mas o que se sabe até agora é que pode chegar por aqui alguns modelos importados, como o novo SUV Aircross e o C4 Cactus. Alguns consumidores questionam sobre a nova geração do C3, contudo a empresa informa que esse caso, por enquanto, não é prioridade para a empresa.

As informações da notícia vêm de Paulo Solti, diretor-geral da empresa francesa. Segundo ele, a empresa está trabalhando em várias áreas, tanto na produção, quanto no marketing. O objetivo da Citroen é criar um novo pensamento e uma nova percepção dos clientes e não-clientes diante da marca.

As maiores novidades estão mesmo com a Citroen, a DS prevê alguns lançamentos, mais por causa do plano de expansão da marca. A empresa planeja inaugurações de mais lojas no segundo semestre desse ano e algumas mudanças nas lojas já existentes. As novidades maiores estão na venda do SUV DS 7 Crossback, que foi lançado recentemente e a apresentação da nova geração do DS3, que deve acontecer também este ano.

O grupo da PSA Peugeot Citroen pretende, além dos novos lançamentos de automóveis, dar um melhor atendimento e mais qualidade de contato com os seus clientes DS. Será um atendimento premium. A intenção da DS é conseguir se tornar uma marca independente da Citroen, segundo Nuno Coutinho, diretor de marketing da empresa. De acordo com Coutinho, a DS pretende ter distribuição e formatos de organização, estrutura e comunicação próprios. A organização DS começou seu trabalho no Brasil em 2012 pela Citroen e conseguiu vender cerca de 4.500 veículos.

Por Carolina Costa

Citroen


Novo modelo é resultado da parceria da Isuzu com a General Motors. Carro foi lançado com Facelift e motor 1.9 de 150 cavalos.

A nova Isuzu D-Max, que é o resultado da parceria com a marca General Motors, foi lançada com Facelift e motor 1.9 de 150 cavalos.

A estreia da máquina foi feita na Tailândia e não por acaso, já que é no país que se encontra o maior número de clientes da Isuzu.

Apesar de a Isuzu não ser ainda uma das líderes de venda no nosso país, vale destacar que a marca tem ganhado cada vez mais adeptos no Brasil, principalmente por seu valor acessível que gera uma boa competividade  com as outras empresas concorrentes, que fabricam modelos do mesmo gênero. Atualmente a marca está na lista das primeiras mais vendidas na Àsia e informou que tem estudado e planejado maiores investimentos no mercado automobilístico da América Latina e em especial no Brasil.

O novo modelo, agora, ganhou novidades na aparência, são rodas de 18 polegadas com novo desenho, barras horizontais diferenciadas (todas cromadas), faróis com novo modelo, destaque para as luzes para o dia feitas de LED e grade de frente em novo design.

A Tecnologia da Informação também é encontrada na nova Isuzu D-Max, pois o carro conta com um sistema de conectividade, com uma tela no tamanho de 8 polegadas, além de TFT, que comporta atividades de um microcomputador.

Além do já previsto, a nova picape conta também com um motor ainda mais potente, 1.9 Ddi turbodiesel com incríveis 150 cavalos, além de 35,6 Kgfm maior. São 6 o número de velocidades já automáticas que o novo modelo de propulsor da caminhonete conta.

Através da nova ficha técnica a empresa garante a maximização do aceleramento, velocidade total e parcial, mais econômica no combustível, além de benefícios para  o meio ambiente, já que o novo modelo conta com uma tecnologia aliada à mecânica que diminui a quantidade dos gases emitidos.

Apesar do valor ainda não ter sido divulgado oficialmente, estima-se que a nova D-Max ficará em torno de 30 mil euros.

Para conhecer melhor esse lançamento, acesse www.isuzuute.com.au/d-max/overview.aspx, site oficial da Isuzu.

Por Priscilla Fontes

 

Isuzu D-Max

Isuzu D-Max

Fotos: Divulgação


Novo modelo foi projetado para ser o conversível mais confortável do mundo.

Quem estava ansioso para saber mais sobre o novo Mercedes-Benz Classe S Cabriolet já pode ter uma prévia do que está chegando. É de deixar qualquer apaixonado por carros de queixo caído, tal a beleza do novo modelo da Mercedes-Benz.   

De acordo com a montadora, o modelo foi projetado para ser o conversível mais confortável do mundo. O Classe S Cabriolet tem como base o Classe S Coupé. O carro tem guarnição de madeira, estofamento de couro premium e uma cabine com detalhes cromados – é definitivamente um interior luxuoso e muito sofisticado.  

O que mais esperar de novo Mercedez:

Uma novidade é sistema bastante inovador, que protege contra o vento quando a capota é recolhida. Além disso, os assentos e os apoios de braços têm aquecimento – o carro conta com um sistema de climatização inteligente. Tudo isso graças à tecnologia conhecida como Airscraf, que é o que mantém a temperatura agradável e  que reduz a turbulência quando se anda com a capota aberta. O S Cabriolet terá uma função de autonivelamento em curva, parte de um sistema chamado “magic ride control”, que tem também uma função de “leitura” da estrada, podendo alterar automaticamente a rigidez dos amortecedores e o conforto do veículo.  Os motores vêm nas versões  S500, (4.7-V8 de 450 cv), AMG S63 (5.5-V8 de 576 cv) e AMG S65 (6.0-V12 de 620 cv). 

A montadora tem como objetivo recuperar a  história com modelos de capota retrátil, que teve início nos anos 20. Seu último Class S data de 1971, tem 44 anos de idade e é carro para colecionador. A Mercedes se refere ao lançamento do Classe S Cabriolet como "o retorno da estrela" – e esse retorno acontecerá em setembro, no Salão de Frankfurt. 

Um dos membros do conselho da Daimler AG, Ola, Källenius, falou sobre o novo modelo e destacou que o Classe S Cabriolet simboliza a paixão que a Mercedes-Benz tem por mobilidade individual  e por exclusividade e que isso é compartilhado com seus consumidores.  

Por Elia Macedo

Mercedes-Benz Classe S Cabriolet

Foto: Divulgação


Modelos são limitados e a versão Black contará com 50 unidades produzidas, com preço sugerido de R$ 225,5 mil, e a versão Style contará com 250 unidades fabricadas, com preço sugerido de R$ 169 mil.

Está chegando uma novidade nas concessionárias Land Rover: duas séries limitadas do SUV Range Rover Evoque: os modelos lançados serão o Black e o Style. As unidades dos dois modelos serão limitadas a 50 e 250 unidades, respectivamente.

Série Black:

Ocupando uma posição intermediária no portfólio, o modelo tem preço sugerido de R$ 225,5 mil. A linha é baseada no acabamento Dynamic e seu design reforça seu apelo esportivo. Como o seu nome sugere, o modelo tem várias partes de seu acabamento em preto. O modelo vem equipado com rodas de liga leve, de 19 polegadas e grade dianteira todas com acabamento negro.

O modelo também possui câmeras de ré, acionamento elétrico da tampa do porta-malas, faróis de xenônio, sistema de som Meridian com 380 Watts de potência, incrível teto solar panorâmico e subwoofer. O teto de todas as unidades é pintado de preto, mas o usuário tem a opção de escolha entre as carrocerias de cores branca, vermelha, preta ou cinza.

Série Style:

Quem deseja comprar um Evoque zero quilômetro pode se beneficiar com o custo benefício do modelo Style. O preço sugerido para o modelo é de R$ 169 mil e está R$ 28 mil barato do que a configuração Pure tech Pack. O modelo vem equipado em série com rodas de 18 polegadas de liga leve, faróis halógenos, para brisas com proteção contra os raios UV, sensores de estacionamento traseiros, opção de pilotagem automática e também controle automático da velocidade do veículo. A parte interna do veículo apresenta bancos parcialmente revestidos em couro preto, mesmo material que também reveste o volante.

As cores disponíveis para o modelo Style são branco, vermelho, preto e cinza e o teto contrastante pode vir nas opções preto ou cinza.

Equipamentos em comum:

Independentemente da escolha, o Range Rover Evoque traz para todos os seus modelos o motor 2.0 turbo, alimentado por gasolina, 240 cv de potência e câmbio automático que conta com nove marchas. É prometida para breve no Brasil uma reestilização leve do modelo SUV da Land Rover.

Por Patrícia Generoso

Range Rover Evoque Black

Range Rover Evoque Style

Fotos: Divulgação


Novo modelo esportivo conta com motor turbo 2.0, câmbio automático de 8 marchas e manual de 6 marchas, e outros itens de beleza, conforto e segurança.

A Landwind está lançando no mercado o mais novo modelo do X7, o carro apresenta o design bem parecido com Range Rover Evoque, mas o desempenho e as novas adaptações provocam muitos suspiros. Confiram:

O novo utilitário apresenta um modelo esportivo e possui um potente motor turbo 2.0 e torque de 25,5 m.kgf, potência de 190 cavalos. A caixa de câmbio na opção modelo automático com oito marchas, mas também tem a opção de seis marchas na versão manual.

Vale acrescentar que o esportivo também oferece um moderno sistema de entretenimento através da tela 10,2 pol, câmera traseira para proporciona mais conforto nas manobras, chave presencial que possibilita partida e o acesso do motor, o freio tem comando elétrico ao estacionar.

Dentro do carro ainda vem com bancos com revestimento de couro, como também possui a comodidade de controlar o aquecimento dentro do carro através dos bancos dianteiros, o carro vem com pneus com monitor de pressão e teto panorâmico.

Há possíveis criticas sobre o carro ser parecido com o antigo Land Rover em vários itens da parte externa e interna, mas este caso de similaridade não foi nada confirmado oficialmente e talvez passe despercebido às semelhanças, apesar dos comentários. 

A fabricante apresentou o Landwind X7 em novembro de 2014 no Salão de Guangzhou, na China, o preço de lançamento estava em torno de R$ 115.000,00, este valor corresponde a um valor de 40% mais barato no mercado brasileiro, mas ainda não tem nada confirmado sobre a data de chegada do carro oficialmente.

Enfim, o novo Landwind no modelo X7 está sendo lançado com toda a sua potência, beleza, conforto e segurança que oferece. E acredita-se que mesmo com tantas críticas de ser semelhante do Range Rover Evoque, esse detalhe não vai impedir as pessoas interessadas em adquirir o veículo. E qualquer novidade sobre o X7, não se esqueça de deixa um post sobre o assunto por aqui.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos 

Landwind X7

Landwind X7

Landwind X7

Fotos: Divulgação


Modelo, finalmente, traz novas alterações no seu design. Desde 2012, quando foi lançado, o modelo não teve nenhuma alteração. Agora, recebeu modificações discretas, mas importantes.

Um dos modelos de maior popularidade da Hyundai, o Santa Fé, finalmente ganhou uma nova versão. Dizemos “finalmente” porque o veículo foi lançado em 2012, e desde então não passou por nenhuma alteração. Essa estratégia é arriscada, sobretudo em meio a constante atualização que as montadoras buscam em seus veículos.

E agora, de acordo com imagens vazadas na internet sem nenhum tipo de disfarce, o Santa Fé deve receber um facelift discreto, mas importante para se manter na briga com seus concorrentes.

Pelo que é possível ver nas imagens divulgadas, a grade sofre alterações: ao invés de quatro filetes como no modelo atual, o próximo modelo da Hyundai deve receber apenas três filetes. Ainda na parte frontal, o veículo ganha novos elementos no para-choque, além de luzes em LED que aparecem melhor integradas.

O único item que as imagens vazadas escondiam era as lanternas traseiras, que tinham uma película protetora. Dessa forma, ficou difícil de identificar o possível novo desenho que esse item recebeu. Porém, o resto foi possível identificar, como duas saídas de escape que aparecem com formato menos arredondado, e novas luzes de neblina no para-choque traseiro.

Na parte mecânica, o veículo não deve sofrer alterações, mantendo o motor de 3.3 litros V6, com potência de 270 cavalos. O câmbio também permanece o mesmo, modelo automático de seis velocidades.

Ainda não há especulação de uma data prevista para o desembarque do novo Hyundai Santa Fé no Brasil, mas o esperado é que o veículo chegue ao país em meados do primeiro semestre do próximo ano. Também não há informações sobre o possível preço que o SUV receberia quando chegar às terras tupiniquins.

O que se sabe, por enquanto, é que no mercado internacional, o Santa Fé ainda deve ganhar uma versão 4 x 4, recebendo um motor elétrico para ganhar ainda mais força no eixo traseiro, recurso que ainda não havia aparecido nessa linha.

Por Felipe Villares

Hyundai Santa Fé reestilizada

Hyundai Santa Fé reestilizada

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: