Nova Picape da Renault promete agradar ao público com sua tecnologia e design.

Não é novidade para ninguém que a Renault chegou com tudo para tentar dominar o mercado de SUVs no Brasil. Desde o lançamento da Renault Duster, a montadora francesa passou por aperfeiçoamentos e modificações.

Após dois anos, surge a Alaskan, picape média da marca que promete chegar ao Brasil só em 2018.

Primeiramente vamos analisar o design da picape. A Renault Alaskan nasce com traços de Frontier, porém, de forma mais moderna e chamativa. Os seus faróis pontiagudos dão ao carro um ar de mais agressividade e ousadia. Além disso, passa um ar aventureiro. A grande logo da Renault chama atenção dos espectadores para a marca.

No que se refere à mecânica, a versão topo da Renault Alaskan vem equipada com um propulsor de 2.3 litros com 190 cavalos em potência máxima. Além disso, a picape terá opcionais de câmbio manual com seis velocidades ou automáticas com sete. Outro aspecto que chama atenção são os opcionais de tração, pois a Renault Alaskan poderá ser encontrada nas versões 4X2 e 4X4.

A tecnologia também não deixa a desejar na picape média da Renault. Entre os itens que mais chamam atenção estão a chave inteligente e câmeras que proporcionam visão em 360 graus para auxiliar o motorista na condução do veículo.

A robustez também deve ser destacada. A Renault Alaskan conta com rodas aro 18, capacidade para 1100 Kg e reboque que suporta 3500 Kg.

A Alaskan chega ao mercado brasileiro em 2018 para brigar com gigantes do mercado como Hilux, S10 e Ranger. Tal fato justifica a demora em seu lançamento, haja vista que não convém entrar em um mercado com exigências tão peculiares sem ter um produto que agrade o público que tanto anseia por inovações e tecnologia.

Do que foi analisado é possível concluir que, de fato a Renault Alaskan demorará um certo tempo para chegar às praças brasileiras, porém, tende a ser uma concorrente de peso para as principais picapes médias do mercado. A Renault aposta em modificações e tecnologias para que consiga conquistar um público que possui exigências tão peculiares como o do mercado de picapes médias e tende a conseguir, haja vista estar produzindo um longo cenário de teste e experiências com a Renault Alaskan.

RAQUEL ALICE MOREIRA





CONTINUE NAVEGANDO: