A Renault se prepara agora para lançar no mercado a versão 2019 do Duster que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Depois de emplacar definitivamente um dos seus modelos mais conhecido e também um dos mais vendáveis, o Duster, a Renault se prepara agora para lançar no mercado a sua versão 2019 da marca que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Segundo os especialista e jornalistas que escrevem para muitos sites especializados em carros no país, a montadora francesa já sinalizou com muitas novidades que prometem surpreender e encantar o público brasileiro e fiel consumidor da marca.

Feito sob medida par o mercado de países emergentes como o Brasil, o Duster emplacou definitivamente pela sua relação custo/benefício pender sempre a favor do consumidor brasileiro.

Neste sentido, o modelo conseguiu alar um preço relativamente acessível ao seu baixo custo de manutenção e um desempenho que não deixa nada a dever aos seus concorrentes mais tradicionais do mercado brasileiro.

Se você pensa em entrar definitivamente para o grupo de consumidores que optaram para ter um SUV na sua garagem, o veículo da Renault passou a figurar como uma das opções mais escolhidas por uma grande maioria.

Lançado no país antes de 2015, o Duster vem passando constantemente por contínuos melhoramentos ao longo deste tempo e não é a toa que ele vem sendo cada vez mais preferido dos brasileiros.

Para o ano de 2019, a Renault parte na frente e já dita as principais tendências tecnológicas que deverão ser incorporadas para o seu modelo mais popular na classe dos SUVs.

Vale salientar que esse sucesso de vendas se deve principalmente ao fato de que mais que 35% dos SUVs que rodam no Brasil são da marca.

De acordo com algumas informações que são divulgadas pela Renault, as mudanças no novo Duster deverão começar tanto no seu exterior quanto no seu estilo interno.

Externamente, a Renault promete a adoção de novas linhas de design que poderão surpreender o consumidor. Na parte interna, a fabricante deverá adotar um conceito que valorize o espaço do veículo com mais conforto para seus ocupantes.

No seu aspecto visual, a montadora vai incorporar o uso de faróis de LED, talvez em formato de X e que segundo os críticos poderá se assemelhar a seu concorrente mais direto, o Jeep Renegade.

Internamente, a expectativa é o acabamento em estilo bem mais requintado o que pode trazer uma certa sofisticação e luxo internos, com a utilização também de painéis de controle digitais, assim como o seu ar condicionado que segue o mesmo sistema e se mostra como uma inovação para o modelo.

Com relação ao motor e câmbio, somente deverá mudar o novo câmbio do tipo CVT. O sistema mecânico de 2.0 litros deverá permanecer.

Caso o consumidor queira saber mais detalhes, poderá acessar o site do Inmetro e conferir todos os resultados. Para isto, basta clicar aqui www.inmetro.gov.br.

Para quem se liga no preço, o valor do modelo 2017 vendido no Brasil é um pouco acima dos R$ 65.000,00. A expectativa é que os novos modelos 2019 cheguem ao país possam manter esta média.

Se este for o caso, o modelo mais simples poderá custar algo em torno dos R$ 68.000,00, enquanto que a sua versão mais completa poderá chegar a mais de R$ 87.000,00.

Portanto, se você está pensando em trocar o seu Duster atual ou se está se preparando para adquirir o seu primeiro modelo desta categoria e quer ter na sua garagem o que há de mais moderno para este tipo de veículo, seria bom esperar um pouco mais e aproveitar para economizar um pouco mais para ter a certeza de ter investir num veículo que vale a pena.

Por Liana Gifoni

Duster 2019


Express é a nova versão básica do Renault Duster Oroch. Seu preço inicial irá partir de R$ 66.190.

Recentemente a montadora francesa Renault anunciou que agora o modelo Duster Oroch contará com uma versão básica, a qual será destinada para os consumidores que necessitam da mesma para o trabalho. O modelo foi batizado de Oroch Express, o qual tem seu preço iniciando em R$ 66.190 e conta com uma lista muito curta de equipamentos de série, o que popularmente é chamado de carro “pelado”.

Se comparar com a versão Expression, a qual é comercializada por R$ 72.190, ou seja, R$ 6 mil a mais, o Express não tem perda apenas nas letras de seu nome. O veículo não conta com vidros elétricos, ar-condicionado, rádio, regulagem de altura e nem alarme.

As suas rodas são de liga leve em aro de 15 polegadas, as quais foram alteradas pelas de aço estampado com a medida idêntica e as suas barras longitudinais presentes no teto foram subtraídas. O sobrou para a versão básica foi o ar quente, direção hidráulica, travas elétricas, ajuste de altura para o volante, repetidores de seta, ganchos para que a carga possa ser amarrada e também protetor de caçamba.

A Renault, para compensar estas faltas, disponibiliza dois diferentes pacotes como equipamentos opcionais. Um deles é o pack Comfort, que conta com vidros elétricos e ar-condicionado, no valor adicional de R$ 3.400. Como o veículo é voltado para quem deseja trabalhar com ele, existe também o pack Service, que custa R$ 1.090 e possui e grade para proteção do vidro de trás e extensor de caçamba.

O propulsor não tem alteração, sempre será o 1.6 de 16 válvulas SCe, o qual tem uma potencia de 120 cv em 5.500 giros e um torque de 16,2 mkgf em 4.000 rotações. A transmissão é manual com cinco velocidades.

A modelo Oroch Express é uma rival que vem para competir com às configurações de entrada da Saveiro e da Strada com cabine dupla. Entre as concorrentes, a picape da Volkswagen, a configuração Robust CD é vendida por R$ 58.790 e a versão Trendline CD por R$ 59.608. Já o modelo da Fiat, a versão Hard Working CD é vendida por R$66.520, só que possui ar-condicionado.

Por Filipe Silva

Renault Duster Oroch Express

Renault Duster Oroch Express





CONTINUE NAVEGANDO: