A previsão é que a lei esteja vigente em um prazo de dois meses

Foi divulgada no Diário Oficial da União uma nova lei que tem como objetivo tornar obrigatória a informação de qual seria o preço de um veículo sem os impostos embutidos. A lei deverá ser cumprida tanto para carros novos como para os usados. Tudo indica que esta lei estará vigente daqui a dois meses.  

Conforme a Lei assinada pela Presidente Dilma Rousseff, todas as empresas que comercializem veículos como motos, carros, caminhões, ônibus, entre outros, deverão informar o valor dos impostos para os compradores. Outra situação que está explícita na Lei 13.111 é que os comerciantes dos automotores deverão informar o estado do veículo em termos de multas, furtos, IPVA, licenciamento, enfim, tudo o que diz respeito à regulamentação deverá ser informado.

As informações precisarão constar no contrato de compra, ao vender veículos com histórico de falta de pagamentos de qualquer índole, a empresa se responsabiliza a colocá-los em dia antes das transações. Também ficará por conta da concessionária ou revendedora a responsabilidade de pagar todas as taxas até o momento da aquisição.  

A Lei 13.111 também obriga a realizar o ressarcimento de valores ao comprador, caso for constatado que o veículo comprado for roubado.

O prazo para a entrada em vigor desta lei é de 60 dias, contando com a data de publicação desta nova sanção, 26 de março. Mesmo com a falta de especificação do valor dos tributos ao ser realizada uma transação de compra com um veículo, as pessoas já sabem que deverão pagar valores altos de impostos.

Comparado com o Japão e os Estados Unidos, o Brasil possui uma carga tributária muito mais significativa. Estima-se que, em nosso país, os impostos cheguem à 28,1% em carros com motor 1.0 e 2.0 Flex. Esta é uma boa medida, considerando que as pessoas estão cada dia mais cientes do que está acontecendo na economia.  

Por Melina Menezes

Foto: divulgação


A ideia, chamada de Espresso Mobil, foi feita em parceria com a Handpresso

A Audi e a Handpresso formaram uma parceria no mês de dezembro do ano passado e, com isso, agora temos de um lado uma marca que possui carros belos e potentes e do outro lado temos o café, uma das mais apreciadas bebidas que existe, originária provavelmente das terras altas da Etiópia, possivelmente do Sudão e do Quênia.

O que esses dois itens podem ter em comum? Em um primeiro momento você pode estar pensando em nada, mas a Audi informou que colocou em sua linha de acessórios no continente europeu uma máquina portátil de café expresso.

Esse sistema já era comercializado pela Handpresso e agora quem curte essa bebida pode comprar junto com um dos carros da Audi. O sistema recebeu o nome de “Espresso Mobil”, que a tradução mais próxima fica em expresso móvel e o equipamento funciona ao ser plugado a uma tomada de exatamente 12v do veículo.

Para entender melhor o processo, podemos informar que, ao colocar a cápsula na máquina (que no caso utiliza essa cápsula é da marca IIly), a mesma é enchida com água e basta apertar o botão e em 2 minutos um café expresso está pronto.

Qual o preço que está sendo comercializada essa máquina de café expresso?

Isso depende de qual vai ser o tipo de compra que o consumidor vai realizar, pois, ao comprar um carro da Audi é um valor, agora se for optar para comprar no site da Handpresso o valor é outro.

Ou seja, com um carro da Audi, está saindo por um preço sugerido e ao mesmo tempo “de luxo”, por exatamente 199 euros, agora no site da empresa Handpresso esse valor é de 149 euros. No site http://eurohoje.com/ é possível acompanhar o valor do euro e com base na data de 28/03/2015 (o valor do euro por R$ 3,53), em outras palavras, a garrafa sai de R$ 702,47 a R$ 525,97, dependendo do local de compra.

A garrafa vem juntamente com um estojo contendo 2 copos, toalha e 18 cápsulas e não é a primeira que já foi lançada com um carro, pelo contrário, em 2012 a Fiat junto com a Lavazza prometia lançar o 500L com uma máquina de expresso e sem cabo de energia.

Outras informações visitem os sites www.handpresso.com/ e http://www.audi.com.br/.

Por Fernanda de Godoi

Foto: divulgação


De acordo com Carlos Ghosn, CEO da Renault e Nissan, será lançado em 2016 a primeira geração dos automóveis autônomos. Segundo as informações reveladas pelo executivo das marcas, mesmo que o carro possua capacidade autônoma, ele não prescinde de motorista, assim, ele será uma ótima solução quando houver um engarrafamento.

Ainda segundo Carlos Ghosn, existem diferenças entre veículos autônomos e aqueles que não necessitam motorista. Nos primeiros, o carro deve ser conduzido por uma pessoa, no entanto, o carro consegue solucionar rapidamente situações complexas para o indivíduo.

Cabe informar que, 90% dos acidentes que ocorrem no trânsito são resultado de uma falha humana. A autonomia completa, chegará em carros topo de linha das fabricantes, esta funcionalidade encarecerá o preço dos automóveis.

Para que ela seja incorporada aos carros, precisará passar por uma série de ajustes e testes e, além disso, deverão acontecer muitas negociações com empresas de tecnologia para serem evitados os ataques cibernéticos.

Depois do lançamento da primeira geração em 2016, ocorrerá o lançamento de uma segunda, em 2018. Nos veículos da 2° versão, a autonomia será inserida a ponto do carro ser capaz de mudar sozinho de faixa e dirigir sozinho pelas estradas. Os automóveis que não precisam de motorista serão lançados somente em 2030, pelo menos esta é a previsão do CEO da Renault- Nissan.

Ainda de acordo com Carlos Ghosn, muitos detalhes da capacidade autônoma deverão ser avaliados até o lançamento da primeira leva de veículos das montadoras com esta tecnologia. Algumas decisões, no que se refere ao comportamento do carro perante alguma situação adversa ou até mesmo difícil, devem ser imaginadas e programadas nos carros.

Atualmente, a Nissan é uma das maiores fabricantes de carros elétricos a nível mundial. Ao todo, a marca já vendeu mais de 250 mil unidades deste tipo de veículo. Os carros que funcionam a base de energia elétrica ocupam uma boa parcela do mercado norte-americano.

Por Melina Menezes

Foto: Luiza Dantas


Com o intuito de garantir a segurança contra falsificações e a originalidade das Carteiras de Habilitação dos condutores de veículos brasileiros, o DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) anunciou que, a partir de julho desse ano haverá oito modificações no formato das carteiras em relação a itens de segurança.

As novas medidas começarão a valer a todos os novos portadores de carteiras de habilitação que conseguirem a licença a partir de julho de 2015. Já os condutores antigos, deverão se dirigir aos postos do DENATRAN para fazer a troca de suas habilitações, sendo que a previsão é que, dentro de cinco anos, todos os condutores de veículos brasileiros estejam portando a nova carteira de habilitação.

As mudanças visam dificultar a falsificação de carteiras de habilitações, sendo que caberá aos policiais conferirem essas novas modificações através de aplicativos que serão baixados em seus celulares. Agora, a carteira de habilitação brasileira possui um total de vinte e oito itens de segurança.

A maior novidade será o QRCODE (código cifrado com informações criptografadas), um código de segurança bidimensional que somente poderá ser lido e conferido por uma câmera de um celular smartphone, que irá conferir se o código de barras confere com a aquele gerado pelo DENATRAN, o que irá comprovar a autenticidade da habilitação.

No momento da leitura desse código de barras, o policial já irá conferir na tela de seu celular os seguintes dados do veículo: CPF do proprietário do veículo, código do Renavam, ano de fabricação, placa do veículo e modelo do veículo.

As mudanças também poderão evitar fraudes como: clonagem de veículos, evasão fiscal e fraudes contra seguradoras, visando a concessão de benefícios de seguros.

Há tempos que órgãos como: Denatran, Conselho Nacional de Trânsito, Polícia Federal e Departamentos Estaduais de Trânsito discutem essas mudanças. Agora houve um consenso geral e as medidas de segurança foram adotadas em comum acordo.

Por Rodrigo da Silva Monteiro

Foto: dvulgação


A montadora Toyota lançou mais uma novidade no mercado automobilístico no ano de 2015. Essa novidade é o novo Toyota RAV4 2015 que está muito mais moderno e equipado do que as suas versões anteriores.

Com relação à parte técnica, esse veículo foi projetado com um motor de 2,5 L Dual VVT 16V, transmissão automática sequencial com sete velocidades, injeção multi ponto e ar condicionado.

Esse veículo é completíssimo, contudo, como tudo tem o seu preço, o valor dessa joia depende exclusivamente da quantidade de acessórios opcionais que o consumidor irá incluir no veículo no ato da aquisição.

Foto: divulgação

O mais interessante é que o consumidor que pretende conhecer, ou até mesmo adquirir esse belíssimo veículo, vá até uma concessionária da Toyota e monte o carro com todos os detalhes desejados e cabíveis no seu orçamento, a fim de saber quanto será o investimento de se ter um desses em casa.

Uma questão que não podemos ignorar é que, infelizmente, o Toyota RAV4 tem um consumo elevado de combustível, até mesmo por que o seu motor é o 2.5, o qual possui algumas tecnologias que acabam aumentando bastante todo o consumo do veículo.

A montadora carrega consigo alguns sinônimos que nunca são deixados de lado, sendo que, dentro desses, o quesito acabamento de seus veículos nunca deixa a desejar e no RAV4 não seria diferente, haja vista que eles são feitos cuidadosamente com materiais de alta qualidade, bem como com bons arremates.

Foto: divulgação

Quando falamos de segurança este carro sai de fábrica com encosto de cabeça em todos os assentos e cinto de segurança de três pontos para todos os passageiros, além disso Airbags, freios ABS e controle de tração.

A sua dirigibilidade é super confortável, principalmente, por causa da sua suspensão que é independente nas quatro rodas o que deixa o carro bastante silencioso, até mesmo em terrenos mais irregulares.

O certo é que a compra desse crossover que faz sucesso por todo o mundo, após ganhar essa repaginada, irá agradar a muitos consumidores aqui no Brasil que o adquirirem.

Por Adriano Oliveira

Foto: divulgação


O novo Hyundai i30 está aí. Mas vamos dar uma volta no passado e lembrar um pouco da trajetória desse carro. A primeira geração do Hyundai i30 que desembarcou por aqui fez um bom sucesso nas vendas e chegou a agitar o mercado. Na época, o carro era importado da Coréia do Sul e, inclusive, conseguiu chegar ao posto de líder entre os hatches médios. Com isso, deixou para trás modelos como o Golf e o Fiat Stilo.

Porém, em 2011 com os problemas que surgiram devido ao aumento do IPI sobre os modelos importados, o desempenho nas vendas não foi mais o mesmo.

A segunda geração do i30 deu as caras em terras brasileiras em 2012. O objetivo era muito claro: recuperar-se do ano anterior e crescer mais uma vez nas vendas. Porém, outro problema apareceu: a representante da montadora aqui no Brasil trouxe para os consumidores um modelo com um motor bem fraco – 1.6 flex com 128 cv. A título de curiosidade, esse era o mesmo bloco que estava no HB20.

Mesmo com a demora em corrigir os erros, enfim chega 2015 e a Hyundai parece ter resolvido fazer o que já se esperava a muito tempo: trocou o motor do carro.

Foto: divulgação

Agora o modelo chega às concessionárias apenas com a opção que conta com o bloco 1.8 16 V. O motor a gasolina tem capacidade para gerar até 150 cv e conta com um câmbio automático de seis marchas.

Mesmo assim, ainda há coisas para serem resolvidas. O novo i30, com esse motor 1.8, apresenta 22 cv a mais do que o 1.6 com etanol. Mesmo assim, o desempenho apresentado pelo carro ainda não é lá essas coisas.

Em alguns testes feitos por uma revista nacional especializada no setor o Hyundai i30 conseguiu ganhar apenas do Cruze 1.8 AT. Para se ter ideia, em termos de consumo em cidade, ele perdeu para o Focus e o Golf. Já na estrada, nesse mesmo teste, o modelo ficou à frente do Golf TSI DSG, entretanto, atrás dos modelos Focus 2.0 PowerShift e Golf TSI MT.

Foto: divulgação

Os preços não agradam muito quando o carro deixa a desejar. Inicialmente, o preço sugerido é de R$ 71.900 para a versão mais básica e de R$ 87.000 para a completa que, dentre outros itens, conta com airbags laterais, de cortina e joelho, freio de estacionamento com acionamento elétrico, faróis de xenônio, controle de estabilidade e de tração, teto-solar e sistema de acesso sem chave (keyless).

A questão que fica é que ainda dá pra encontrar na concorrência modelos que são igualmente equipados, que tem menos consumo e um melhor desempenho, com preços que podem girar entre cinco mil e doze mil a menos que o i30.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


Nos primeiros meses de 2015 algumas montadoras deverão apresentar algumas novidades para o setor de automóveis. Como exemplo dos primeiros a aparecerem no mercado, temos o lançamento da linha 2016 do Honda Civic. A linha foi oficialmente anunciada na última quinta-feira, dia 12.

O que há de novo?

Esse é ponto que irá desapontar algumas pessoas. Mas, como já foi dito, 2015 deve ser um ano meio “apertado” para as fabricantes de veículos. No caso do sedã Civic, não vamos encontrar, por exemplo, nenhum tipo de novidade embaixo do capô. E isso é válido para todas as versões. Vejamos os detalhes.

No caso do Civic LXS ainda está lá o motor 1.8 de 140 cv. O consumidor poderá optar pelo câmbio manual de seis velocidades ou ainda o automático de cinco.

Foto: divulgação

Para a LXR temos um propulsor 2.0 com capacidade para gerar 155 cv a 6.300 rpm. A transmissão automática fica logo atrás do volante para as trocas sequenciais.

Para a linha 2016 do Civic vale chamar a atenção para o sistema FlexOne que estará presente em todas as versões. Esse sistema, para quem ainda não conhece, exclui dos modelos o tanquinho de partidas a frio. De complemento, ele também traz de série a direção elétrica, além dos freios ABS e EBD presentes nas quatro rodas.

Para não passar tudo em branco, a Honda decidiu trazer novamente para o mercado a versão topo de linha EXR. O modelo sai por R$ 88.400.

Foto: divulgação

 

E por falar em preços, os valores começam com R$ 70.900 para o Honda Civic LXS manual. O mais barato.

Voltando um pouco na versão topo de linha – EXR – é preciso um pouco de “trabalho” para ver as diferenças entre ela e a LXR. Meio que adiantando a diferença entre ambas, está basicamente nas maçanetas cromadas da primeira e seu teto solar.

Ainda sobre o EXR, fica o destaque também para o seu sistema multimídia, que conta com monitor LCD de sete polegadas. Nas outras versões o mesmo monitor traz cinco polegadas.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


A categoria de carros SUV, que há pouco não era tão conhecida no Brasil, está se tornando cada vez mais comum nas ruas. Os brasileiros estão procurando esses carros pela segurança, espaço interno e suspensão alta, já que os veículos desta categoria conseguem atender os usuários que pretendem transportar a família, percorrer estradas de terra e carregar muita mala.

De acordo com informações da Fenabrave e da tabela de preços de veículos da Fipe, abaixo estão listados os SUVs mais vendidos no país desde o começo do ano:

1)      Ford EcoSport – o mais vendido, tem preços variando de R$ 57.585 a R$ 80.885 em sua versão mais completa;

Foto: divulgação

2)      Renault Duster – esse SUV, um pouco mais barato, sai a partir de R$ 53.990, podendo chegar até R$ 72.575;

3)      Hyundai Tucson – com uma faixa de preço estreita, o carro varia de R$ 64.577 até R$ 69.466;

4)      Hyundai ix35 – outro SUV da marca no mercado, que tem duas versões: uma de R$ 88.169 e outra de R$ 97.750;

5)      Mitsubishi ASX – o SUV é o mais vendido com modelo acima de R$ 100 mil. Os preços variam de R$ 83.833 até R$ 105.666;

6)      Chevrolet Tracker – este modelo tem uma versão que custa R$ 68.875 e outra de R$ 84.295;

7)      Mitsubishi Pajero – esse SUV tem diversas categorias, com a versão TR4 saindo a partir de R$ 69.000, chegando até o modelo Full por R$ 206.214;

8)      Kia Sportage – com três versões, o carro sai a partir de R$ 88.656 e chaga até R$ 116.475;

9)      Toyota Hilux – versão SUV da famosa picape tem preços a partir de R$ 87.578. A versão topo de linha custa R$ 178.670;

10)   Citroën Aircross – o SUV custa de R$ 53.354 até R$ 69.757;

11)   Mitsubishi Outlander – a versão mais barata custa R$ 104.500, chegando até R$ 138.950;

12)   Toyota RAV4 – segundo SUV mais vendido da marca tem preços de R$ 104.933 até R$ 134.916;

13)   Lifan X60 – com apenas um modelo, o SUV está nas concessionárias por R$ 59.193;

Foto: divulgação

14)   Range Rover Evoque – o luxuoso sai a partir de R$ 178.172 e chega até R$ 293.000;

15)   Audi Q3 – com duas versões disponíveis, o consumidor pode pagar R$ 146.133 ou R$ 175.833 por ele;

16)   Hyundai Santa Fe – também com dois modelos, o SUV custa R$ 114.022 ou R$ 152.833 na verão topo de linha;

17)   VW Tiguan – a única versão disponível custa R$ 128.105;

18)   Suzuki Grand Vitara – único SUV da marca na lista possui quatro versões. A mais barata sai por R$ 83.125 e a mais cara por R$ 96.859;

19)   Dodge Journey – o pesadão custa de R$ 112.366 a R$ 137.044;

20)   Cherry Tiggo – fechando a lista, o carro está disponível em duas opções:  a mais simples por R$ 54.466 e a mais completa por R$ 58.466.

Por Rannier Ferreira Mendes


Antes de falarmos sobre o “nosso” VW Golf, vejamos alguns caminhos percorridos pelo carro até hoje. Pelo bem da verdade, essa é sétima geração do modelo. Entretanto, para nós, é a terceira. Mas isso não importa muito. A questão é que as versões que já foram disponibilizadas no mercado nacional já tiveram diversas origens.

No começo o carro, o hatch médio da Volkswagen, era importado pela companhia da Alemanha. Época em que o modelo contava com o refinamento e os mesmos equipamentos que estavam presentes na versão oferecida no mercado europeu.

Porém, meses atrás ele começou a vir do México. Não havia impostos a serem pagos pela importação, mas, em contrapartida, alguns itens de série acabaram sumindo. O problema é que os preços continuaram os mesmos. Agora, como já foi anunciado, o Brasil terá sua própria fábrica para o Golf.

A fábrica que vai produzir o Golf brasileiro é a que se encontra situada em São José dos Pinhais, no estado do Paraná. A título de curiosidade, essa unidade comemorou recentemente seus 16 anos. O que importa mesmo é que a fábrica ganhou um investimento de R$ 530 milhões, tudo com a finalidade de deixar a unidade pronta para a fabricação do Golf.

Com essa quantia sendo investida, a expectativa é de que a unidade tenha um crescimento em relação à capacidade de produção em 20%.

O início das atividades para a fabricação do modelo na unidade do Paraná ocorre cerca de dois anos depois do anúncio oficial do investimento. Pelo visto, a coisa anda até bem, já que até a primeira carroceria do modelo já foi produzida por lá.

De acordo com informações da própria fabricante, inicialmente, a fabricação do Golf terá peças vindas do México. A previsão é de que o índice de nacionalização aumente até chegar 70%. A linha de produção do Golf contará com mais de dois mil funcionários trabalhando. E por falar nisso, esses profissionais já se encontram em treinamento, tanto teóricos quanto práticos, desde o ano passado.

Da mesma maneira como ocorreu no mercado mexicano, o novo Golf brasileiro deverá estrear com algumas novidades para os compradores. Alguns sites especializados no setor têm sugerido que será uma nova versão de entrada – a Trendline. Essa versão conta com um bloco de 1.6 litros de 16V com capacidade de gerar 120 cavalos de potência.

Já os preços, um dos pontos que mais interessam aos consumidores, ainda permanece uma dúvida total.

Por Denisson A. Soares

Foto: divulgação


Muitos automóveis somente alcançaram a fama quando foram divulgados em algum filme. Mais ainda, existem automóveis especialmente desenhados para estrelar em algum filme.

Quando se pensa em carros no cinema é inevitável vir a mente filmes como os da série Velozes e Furiosos, onde os reais protagonistas são, de fato, os carros; ou ainda filmes da série 007, onde o espião inglês sempre conta com um veículo totalmente equipado para suas missões.

A seguir, listaremos alguns filmes disponíveis no Netflix que contam com belos carros, para que você possa aproveitar suas férias do seu sofá, ouvindo o ronco dos motores e curtindo a velocidade.

1-      À prova de morte

Quentin Tarantino é o cara! O homem é conhecido por ser responsável pela criação de vários filmes Grindhouse, que nada mais são do que filmes com violência exagerada, sangue espirrando, apelo para o sexo, entre outras belezas que os marmanjos curtem.

Essa obra em especial foi produzida em 2007 e fez parte do “Projeto Grindhouse” do autor em parceria com Robert Rodriguez. O filme conta a história de um dublê psicopata com seu Dodge Charger 69 acompanhado na sua aventura louca por várias stripers. É ou não é uma obra de arte?

2-      Taxi Driver

Esse filme é um clássico do cinema e conta com grandes nomes da arte. O filme é protagonizado por ninguém menos que Robert de Niro e Jodie Foster e é dirigido pela lenda do cinema Martin Scorcese.

O filme conta a história de um ex-soldado que se torna motorista de táxi em Nova York e se torna obcecado pela desmoralização e violência que assolam o submundo da cidade. Vale muito a pena assistir.

3-      Nitro Circus: The movie

O filme é um documentário na linha: “as imagens exibidas nesse filme foram realizadas por profissionais e supervisionadas por profissionais, portanto não tente fazer isso em casa”.

Nada mais é do que uma série de performances perigosas realizadas por dublês e profissionais do automobilismo e motociclismo, com direito a batidas, capotagens em alta velocidade e saltos.

Por Nosf

Foto: divulgação


O Honda Civic é tipicamente conhecido por ser um sedã que oferece conforto aos ocupantes e um bom desempenho, tanto em viagens quanto na cidade. O Civic SI é o carro mais esportivo da Honda, e mal foi lançado no Brasil e já teve seus estoques nas lojas esgotados.

O carro é agora um cupê que sai de fábrica nas cores vermelho, preto, branco ou ainda laranja, sendo importado do Canadá. A nova cor claramente é ideal para o esportivo, que precisam ter cor que fuja do tradicional cinza e preto, urbanos.

Foto: Murilo Góes/UOL

SI significa “Sport Injection”, o que já traduz por si só a realidade do modelo. O carro entrega sua potência máxima em 7 mil rotações do motor por minuto. O motor é de 2.4 litros com 16 válvulas capazes de oferecer ao conjunto uma potência de 206 cavalos além do torque de 23,9 kgfm.

A versão anterior do Civic contava com um motor de 2.0 litros, capaz de fornecer ao carro uma potência de até 192 cavalos a 7800 rotações do motor por minuto.

O carro conta com um motor aspirado com duplo comando de válvulas iVTEC, além de um câmbio manual (como não poderia deixar de ser em um esportivo que se preze) de seis velocidades com engates muito precisos e confortáveis.

O carro ainda conta com um controle eletrônico de tração, para evitar o deslizamento e fornecer maior aderência às rodas, melhorando o desempenho do carro em curvas.

Foto: Murilo Góes/UOL

 

O Civic SI tem um belo desenho, herdando, claramente, os traços usados no Honda Civic típico, porém, ganhando uma pegada mais musculosa, principalmente no que diz respeito ao capô, que conta com traços mais fortes.

O carro ainda conta com um aerofólio bem característico, que dá um visual especial ao carro. Outro destaque importante vai para o painel de instrumentos, com muitas opções e luzes de Led, que lembram um moderno cockpít de avião.

Por Nosf

Foto: Murilo Góes/UOL

 


A Toyota, famosa montadora japonesa, a cada dia que passa impressiona mais com seus modelos de carros. O seu mais novo carrão, que deve chegar ao mercado brasileiro em 2015, é o Novo Toyota Camry. O carro ganhou algumas mudanças e, à primeira vista, impressiona e muito.

Haja vista ser um carro importado diretamente do Japão, o preço do veículo se torna um pouco salgado para o mercado brasileiro. O Novo Toyota Camry não sai de uma concessionária por menos de R$ 158,6 mil.

O carrão desembarca no Brasil com mudanças visuais que agradam e a adoção de equipamentos que ainda não eram oferecidos ao modelo.

Foto: divulgação

No que diz respeito ao aspecto mecânico, não houve nenhuma mudança. O carro continua com o mesmo motor 3.5 V6 que dá ao Novo Toyota Camry uma grande potência em velocidade e nas retomadas. Além disso, o carro é composto por um câmbio de 6 marchas automáticas.

O Novo Toyota Camry teve os faróis redesenhados, grade com novos filetes, para-choques com entradas de ar mais aguçadas. Além disso, a fim de dar ao carro maior robustez e agressividade, foram empregadas rodas de 17 polegadas.

Para se alinhar melhor ao friso cromado da tampa do porta-malas, as lanternas traseiras foram redesenhadas.

Foto: divulgação

A cabine do Novo Toyota Camry impressiona e traz algumas inovações. É possível perceber o conforto e luxo que o veículo oferece. O carro conta com alguns detalhes em madeira, além de possuir um volante com novos comandos. A central multimídia, também, não ficou de fora do Novo Toyota Camry, dando ao carro um maior ar de modernidade.

Outra novidade diz respeito ao aspecto de segurança. Agora, o carro conta com airbags para os joelhos do condutor, o que dá ao carro um total de sete bolsas de ar.

Apesar do preço, o carro oferece boas funcionalidades e equipamentos. Cremos que aqueles que adquirirem um modelo estarão bem servidos.

Por Daniel Alves


A marca Kia modificou o preço para o modelo crossover Soul, que agora sairá por R$ 92.900 na série de entrada e no valor de R$ 96.900 na série topo de linha. O que diferencia estas duas séries é o teto panorâmico.

Antes, a versão de entrada custava R$ 89.900, enquanto a versão topo era avaliado em R$ 92.900. A diferença neste aumento do valor consitiu na integração de uma nova central multimídia com mais funcionalidades, tendo opção para GPS e DVD. A nova versão Kia Soul chegou nas concessionárias do Brasil no mês de agosto de 2014.

O veículo possui um potente motor 1.6 flex que é capaz de gerar 128 cv, tendo um câmbio automatizado de seis marchas. Com o intuito de proporcionar uma maior praticidade ao condutor, o modelo está equipado com uma direção de assistência elétrica progressiva, a qual possui três modos de comando: normal, esporte e conforto.

A marca também inovou na parte da segurança do automóvel, equipando-o com dois airbags na parte lateral, dois de cortina e na parte da frente. Os cintos de segurança são no estilo três pontos, os quais proporcionam uma maior proteção ao motorista e aos passageiros. Também está integrado no modelo o engate para cadeirinhas Isofix.

O interior do veículo está voltado para o conforto e a interatividade do motorista e dos passageiros. No sentido de comodidade, o modelo apresenta um volante multifuncional, com novas funções, ar-condicionado automático e um porta-luvas climatizado, que possui a funcionalidade de conservar bebidas geladas.

Com o intuito de proporcionar um divertimento na parte interna, a marca Kia integrou no automóvel uma central multimídia com GPS, DVD Player, tela sensível ao toque e Bluetooth com comando de chamada no volante.

As rodas são em liga leve com aro de 18 polegadas e os faróis são acionados automaticamente, evitando assim que o motorista esqueça de acendê-los manualmente. 

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


Com o intuito de conquistar mais espaço no mercado, a Jaguar está fazendo inovações em seu modelo sedã XE, competindo assim com o BMW Série 3. A meta do grupo JLR é alcançar uma maior abrangência de vendas no mercado chinês.

A agência Automotive News declarou que este será o primeiro carro  da marca do felino a ser fabricado na China. A fabricação deste modelo consistirá em um investimento alto, que está sendo planejado para ser concretizado nos próximos anos. Juntamente com este veículo, mais dois modelos também serão produzidos: o Land Rover Discovery Sport e o Range Rover Evoque.

Foto: divulgação

A meta da Jaguar é competir no mercado com o modelo BMW Série 3 e também com as versões Mercedes-Benz Classe C e Audi A4, os quais tem um sucesso no mercado chinês. Ainda não foi marcada uma data para iniciar a produção do modelo sedã XE, mas está sendo planejado para ser o mais rápido possível. O objetivo é que a montadora produza 130 mil veículos por ano deste modelo e expanda as suas vendas no mercado.

Está sendo planejado também a fabricação do XE no Brasil. Após a nacionalização do modelo concorrente BMW Série 3, cuja fábrica está localizada no estado de Santa Catarina, o grupo JLR apressou os planos da produção do XE no país. Tendo esta meta, o JLR já começou a estruturar a montadora nacional no Rio de Janeiro, onde começará a fabricar o Discovery Sport.

Foto: divulgação

O modelo XE possui um estilo esportivo e é considerado o topo de linha da marca Jaguar. Possui um potente motor de 340 cv e 450 Nm de torque. O seu câmbio automático é de 8 velocidades, atingindo uma velocidade máxima de 250 Km/h. 

Este é o primeiro modelo da marca que possui direção com assistência elétrica, que está programada para ter um bom desempenho mecânico e com um baixo consumo de energia.

Por Felipe Couto de Oliveira


Em 2015 alguns modelos de carros sairão de linha no mercado. Esta renovação é comum de acontecer em cada ano que finaliza. No ano de 2013, por exemplo, o modelo vetusta Kombi e também as versões populares Mille, Ka e Gol G4 também sairam de linha.

No final de 2014, diversas versões deixarão de existir, como por exemplo, os modelos: Chevrolet Agile, Chevrolet Sonic, Ford Fiesta Rocam, Hyundai Sonata e Peugeot 508.

O veículo Chevrolet Agile alcançou vendas satisfatórias, mesmo não tendo um design atraente. Com o intuito de reformular o modelo, foi inserido o câmbio automatizado, mas, em pouco tempo, a versão Onix o superou no mercado.

Foto: divulgação

O Chevrolet Sonic teve como intuito no mercado ser um intermediário entre os modelos de carros populares e o médio Cruze. Mesmo tendo um potente motor 1.6 16V de 120 cv, não conseguiu conquistar o mercado devido à falta de um design elegante.

O Ford Fiesta Rocam agradou vários clientes no Brasil, o que possibilitou um destaque no mercado na Campanha Upgrade, onde ficou em quarto lugar dos carros mais vendidos. Sai de linha para dar espaço ao modelo Novo Ka.

Foto: divulgação

O veículo Hyundai Sonata proveniente da marca sul-coreana, alcançou um sucesso de vendas e conquistou a admiração de vários clientes. Devido o preço de mercado ter se equiparado ao modelo Azera, acabou perdendo espaço e deixando de ser uma versão importada.

O Peugeot 508 teve um atraente design em seu modelo e foi planejado com uma tecnologia avançada. Dotado de um excelente motor 1.6 THP e de câmbio automático de seis marchas, acabou não conquistando o sucesso no mercado, por causa do seu alto preço que chegou a ser de R$ 112.000.

Outro modelo que deixa o mercado é o Chery Cielo que deixou a desejar em sua qualidade e também na parte mecânica. O seu motor possuiu apenas a opção 1.6 de 119 cv e o câmbio manual.

Por Felipe Couto de Oliveira


O modelo Peugeot 2008 foi apresentado brevemente no Salão do Automóvel, sem mostrar muitos detalhes. Depois de um tempo de espera, começaram a ser reveladas algumas novidades sobre o modelo, que está sendo produzido no estado do Rio de Janeiro, na cidade de Porto Real.

De acordo com a marca Peugeot, o veículo tem previsão de chegar nas concessionárias a partir do mês de maio de 2015. A marca pretende aguardar primeiramente os lançamentos dos concorrentes nos modelos Jeep Renegade e Honda HR-V, para estudar melhor as estratégias dos competidores.

Somente depois de analisar as táticas que os concorrentes irão utilizar, a Peugeot fará o seu lançamento, realizando, assim, uma melhor elaboração em sua tabela de preços, com o intuito de conquistar o mercado.

Foto: divulgação

O veículo possui um elegante design, com um estilo esportivo. A marca Peugeot estruturou o modelo voltado para a família, possuindo um maior espaço interno e o porta-malas com mais capacidade de armazenamento, se for comparado com o modelo 208 da versão anterior.

O carro possui uma excelente direção e, de início, terá somente a opção de câmbio manual. Com uma inovação, este é o primeiro modelo da marca com transmissão de cinco marchas e o segundo modelo que possui a opção de seis velocidades.

A produção do veículo com a versão automática está sendo planejada para iniciar somente no segundo semestre de 2015. Na série 1.6 FlexStart, o carro é capaz de gerar 122 cv e na série 1.6 THP Flex, consegue gerar 173 cv.

Será integrado o controle de estabilidade e tração somente no modelo 1.6 THP Flex, cuja função é auxiliar na estabilidade e aderência do automóvel no solo, proporcionando uma maior segurança em situações adversas do trajeto.

Foto: divulgação

O modelo também está voltado para a interatividade do motorista e dos passageiros, possuindo uma central multimídia integrada com GPS e tela touch.

Para possibilitar um maior conforto no interior, o veículo possui ar-condicionado digital e um teto panorâmico de vidro. O valor sugerido para ser lançado no mercado deverá ser abaixo de R$ 60 mil.

Por Felipe Couto de Oliveira


A Mitsubishi, famosa montadora japonesa que há anos fabrica carros que fazem sucesso em todo o mundo, traz ao mercado em 2015 o seu mais novo lançamento: o Lancer Evolution X.

Segundo a própria marca, o veículo possui 340 Cv de potência máxima. Além disso, o Lancer Evolution X é assinado por John Easton, preparador inglês que foi diretor técnico da Mitsubishi Ralliart.

O que não vai alegrar muito os consumidores brasileiros diz respeito ao preço em que o veículo chega ao mercado daqui. Talvez pelas altas taxas de importação que são devidas toda vez que um produto que vem de fora chega ao nosso país.

Foto: divulgação

Além do mais, o valor cobrado no IPI não fica para trás. Segundo expectativas, o Lancer Evolution X chega ao Brasil com um preço médio de R$ 220.990,00, valor “salgado” para o mercado brasileiro.

O carro possui diversos equipamentos que podem ser considerados como luxo para o mercado brasileiro, se comparado com os carros que são produzidos aqui e que têm como meta o mercado popular.

O Lancer Evolution X conta com tração integral, além de ser equipado com diversos sistemas de controle eletrônico, como o controle de tração (S-AWC), diferencial central ativo (ACD), controle de estabilidade (ASC), controle de aceleração lateral (AYC), entre outros.

O carro não se destina apenas aos praticantes de Rally, que são apaixonados pela modalidade. O veículo se adequa muito bem ao asfalto, também.

Foto: divulgação

O visual do Lancer Evolution X também está reformulado. O carro conta com rodas grafites, além do mais, a grade dianteira ganhou um contorno na cor vermelha que dá ao carro um ar de maior agressividade.

Para melhorar o desempenho, o Lancer Evolution X ganhou teto, para-lamas dianteiro e capô de alumínio, o que deixa o carro mais leve e com o centro de gravidade mais baixo.

O carro está disponível nas cores preto, prata, vermelho e branco.

Por Daniel Alves


A Renault está realizando um novo lançamento da versão limitada Exclusive do seu modelo sedã Logan. Esta série é repleta de novidades exclusivas, como, por exemplo, o ar-condicionado com funcionamento automático, rodas de liga leve com 15 polegadas, piloto automático com função de controlar e limitar a velocidade do carro, câmera de ré para auxiliar com mais precisão as manobras do motorista, revestimento em couro dos bancos e vidro elétrico do motorista do tipo “one touch”.

A versão está voltada também para a interatividade do motorista e dos passageiros, contendo uma central multimídia Media NAV 1.2 com navegação para GPS, dispositivo Bluetooth, rádio com quatro alto-falantes, USB, Eco Coaching e Eco Scoring. As alternativas de cores para o modelo são: cinza, preta, branca ou prata.

Foto: divulgação

O modelo possui um visual atrativo nas rodas com um estilo escurecido, “dark metal”, os retrovisores se apresentam na cor preto brilhante e na parte lateral existem adesivos com inscrições exclusivas da versão.

Na parte interna, a série traz um revestimento em couro dos bancos, um detalhe no volante com a assinatura “Exclusive” e um painel mais chamativo, com uma tonalidade cinza escuro.

Visando um maior conforto, o modelo Logan Exclusive tem a opção de ter câmbio de cinco marchas manual ou automático, conforme a preferência do cliente. O câmbio EASY'R apresenta uma eficiente facilidade nas manobras, tendo a função Creeping, a qual auxilia o motorista quando o carro está engatado em primeira marcha ou marcha ré, além de atuar nas arrancadas em rampas com ângulo de até quatro graus de inclinação.

A tabela sugerida para a venda do modelo com câmbio manual é no valor de R$ 51.070 e para o câmbio automático é de R$ 53.470. O modelo se destaca com seu design elegante, tanto na parte da carroceria, quanto nas laterais do veículo.

Conforme o pronunciamento da Renault, o Logan Exclusive apresenta uma vantagem de economia de R$ 710 se for comparada com a série Dynamique 1.6, que possui os mesmos dispositivos e equipamentos desta edição limitada.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O novo modelo Renault Fluence 2015 teve pequenas alterações físicas e se tornou mais belo. A mecânica permanece igual, onde há o uso de um motor com dois litros.

Citando os fatores novos do modelo 2015 do Novo Fluence, pode-se falar o atualizado sistema multimídia R-Link com visor ampliado, que possui 7 polegadas. Ele possui funcionalidade de multitoque, que recorda os smartphones, além de possuir comando de voz para execução de chamadas de telefone.

Ele também possui o ISOFIX, que é um sistema destinado para fixar cadeirinhas infantis no banco de trás, luzes LED na parte de trás e nos indicadores de setas dos retrovisores.

Foto: divulgação

A versão Privillege possui o sistema Walk away closing, onde basta o condutor tomar distância do carro com a chave no bolso que acontece o travamento das portas, além de que os retrovisores são recolhidos de forma automática.

Para o fator de segurança, o novo modelo Fluence possui um sistema de controle de estabilidade (ESP), que permite que as curvas sejam seguras com o conserto dos movimentos que ocasionam que o carro se retire da trajetória comum.

Ele possui também um controle de tração (ASR), que permite um acompanhamento para que o veículo possua mais aderência no solo, sistema de freios ABS com assistência de frenagem de urgência (AFU) e distribuição eletrônica de frenagem (EBD), que possibilita um melhor desempenho em momentos que é necessário que freio atue de forma mais eficaz.

Foto: divulgação

O veículo possui seis airbags disponibilizados na versão Privilége, sendo eles dianteiros, laterais e tipo cortina. A versão Dynamique possui quatro airbags disponibilizados, sendo eles dianteiros e laterais.

O motor do novo modelo é 2.0 16V Hi-Flex, possuindo duplo comando de válvulas no cabeçote. Existem duas formas de câmbio nele, que são 6 marchas manual e o câmbio CVT X-Tronic.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O modelo C3 Picasso da Citroën é um carro que apresenta diversas vantagens. O que se destaca neste modelo é possuir câmbio automático, o que simboliza um diferencial no mercado. Outra vantagem é por ser um carro espaçoso e bem voltado para a família, destacando-se, assim, na característica de conforto.

É um carro também voltado para a segurança do motorista e dos passageiros, proporcionado que estejam devidamente protegidos no decorrer de todo o trajeto. Neste sentido, o modelo possui limpador de para-brisa com sensor de chuva, detectando melhor as circunstâncias necessárias de funcionamento, além, também, de possuir no espelho retrovisor de dentro com um guia de luz, que facilita ainda mais a visibilidade do motorista.

Foto: divulgação

Outra característica é que o modelo possui alarme ultrassom que é capaz de detectar empecilhos na parte traseira, proporcionando uma maior percepção dos obstáculos para o motorista e evitando, assim, o risco de colisões.

Possui acendimento automático dos faróis, possibilitando uma maior segurança para trafegar na via, principalmente no período noturno ou em adversidades, como chuva ou neblina.

Visando a comodidade do motorista e dos passageiros, o modelo possui ar-condicionado digital com funcionamento automático, proporcionado assim um ambiente interno agradável. Outro ponto positivo são os dois apoios para o braço nos bancos da frente, os quais possibilitam um maior conforto para as pessoas.

Foto: divulgação

O modelo C3 Picasso da Citroën também está focado na interatividade. Neste sentido, o carro se destaca na tela LCD centralizada no painel, tendo conexão com rádio, MP3 e bluetooth. Possui também o dispositivo GPS, que auxilia na eficácia da localização, proporcionando uma maior tranquilidade de chegada ao destino, de modo seguro e sem preocupações.

Para quem deseja ter um carro com boa dirigibilidade e suspensão ficará satisfeito com este modelo. E se visa também a vantagem da economia no preço, este modelo é um dos mais baratos entre os que posuem o câmbio com funcionamento automático. 

Por Felipe Couto de Oliveira


Foi anunciado atualmente pela Volkswagen, o Golf mexicano, que ganhará espaço no mercado ao invés do modelo alemão. Este novo modelo não apresenta muitas mudanças nas características visuais ou mecânicas, mantendo assim o design mais simples, com faróis no estilo comuns e as lanternas sem a tecnologia LED.

As transformações foram desenvolvidas internamente, onde são notáveis as modificações. No que se refere ao freio de estacionamento, o modelo voltou para a alavanca no estilo mais simples. A simplicidade também é notada no dispositivo para auxiliar a partida e também o sistema de luz que foi trocado pelo de luz com característica de farol alto. 

Neste sentido, este modelo possui uma importante função, onde em velocidade superior a 60km/h o farol alto é desligado de modo automaticamente, para evitar que o motorista que trafegue em sentido oposto tenha a sua visão ofuscada pela luz. O farol alto é ligado novamente de modo automático somente depois da passagem do veículo que trafega no sentido oposto.

No estilo Highline tem a cor do couro somente nas opções de cores preto ou bege. Já no requisito de acabamentos, a qualidade e o estilo se mantêm do mesmo jeito, com revestimento em tecido para porta-objetos o que possibilita uma maior comodidade, pela ausência de barulhos quando o carro está em movimento.

Outra característica que não apresenta transformação é o volante, que continua com o controle de velocidade e com teclas para controle o som.

O estilo Comfortline não apresenta inovação em seu design interno. Neste sentido, os bancos são revestidos de um tecido mais simples, em um modo mais tradicional.

Mas existe algo que a Volkswagen pretende proporcionar ao mercado, que é a manutenção dos preços do Golf. O modelo no estilo brasileiro possivelmente será fabricado após o primeiro semestre do ano de 2015, onde se aguarda mais vantagens, como a qualidade do motor Flex, que possui mais facilidade na direção.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


A Chevrolet é uma empresa conhecidíssima e que conta com uma boa base de vendas em território nacional. Vários de seus carros figuram nas listas dos mais vendidos do ano, do mês, etc. Como é uma empresa tradicional no automobilismo, é uma marca muito sólida, com carros que não decepcionam e variam desde pequenos carros urbanos até grandes caminhonetes.

Na linha de picapes, a Chevrolet tem a Chevrolet S10, como seu principal expoente. Combinando sempre um preço acessível à características únicas, é sempre um atrativo no mercado.

A novidade na S10 está na oferta de uma nova motorização com capacidade bicombustível capaz de desenvolver uma potência superior aos tradicionais motores a diesel (como da concorrente Ford Ranger).

Foto: divulgação

A picape é líder de mercado há 20 anos e conta com motor Ecotec de 4 cilindros 2.5 litros flex, capaz de gerar ao carro uma potência de 206 cavalos e um torque de 27,3 kgfm a 4400 rpm. O novo motor promete entregar ao consumidor muito mais eficiência e menos emissões.

A unidade é disponível nas versões LT e LTZ com cabine dupla. E conta com duplo comando variável de válvulas, injeção direta de combustível e sistema de partida a frio, acabando com a necessidade de um reservatório auxiliar de gasolina.

Não bastasse o novo motor, a picape agora recebeu uma nova calibragem na suspensão, com o objetivo de deixar a caminhonete mais firme e estável sobre estradas menos regulares e, consequentemente, melhorando a resposta da direção.

Foto: divulgação

O som do motor não incomoda, a picape também conta com um isolamento acústico na cabine. O carro está disponível na versão 4×2 e 4×4.

As novidades no motor deixaram a picape mais suave à direção. Mesmo em altas rotações o carro não parece estar sendo forçado a trabalhar. A desvantagem reside no fato de que a baixos giros a resposta do carro é um pouco lenta, deixando um pouco a desejar.

Por Nosf

Foto: divulgação


Apresentado no último Salão do Automóvel em São Paulo, o Jeep Renegade chega com promessas de ser o mais vendido da categoria SUV no Brasil, tarefa nada fácil quando se tem concorrentes como o Renault Duster e o líder Ford EcoSport.

O modelo, que começará a ser produzido no Brasil a partir de março do ano que vem, terá opções de motor diesel em todas as versões, se tornando o primeiro compacto SUV a ter essa opção no país. Ainda não se tem detalhes de qual será a motorização biocombustível, mas provavelmente será uma variação do 1.8 de 132cv, que equipa o Línea, Bravo e alguns outros modelos da Fiat.

Algumas outras armas para bater a concorrência do novo Jeep Renegade são os três tipos de transmissão (manual de cinco marchas e automática de seis ou nove velocidades) e o sistema de tração integral, semelhante ao de outros carros da montadora como o Cherokee, que permite escolher entre cinco diferentes tipos de piso através de um botão giratório.

Foto: divulgação

Além disso, o diretor-geral da marca no Brasil, já anunciou que os preços serão “bem competitivos”, para concorrer não só com utilitários, mas com sedas também.

O Jeep Renegade agrada no quesito conforto, com amplos ajustes de altura e profundidade dos bancos, além de ter um painel completo com ótima visibilidade e tela digital entre os dois mostradores principais.

O Renegade chegará ao Brasil em três versões: A Sport, perfeita para quem quer um equilíbrio entre andar no asfalto e terra sem grandes pretensões; A Longitude, que é  a versão intermediária aqui no país, e a Trailhawk, a verão mais completa no novo compacto SUV, com todas as opções de conforto e mobilidade, é sem dúvida a versão que mais agrada aos olhos e também será a mais cara.

Foto: divulgação

A única versão que ficou de fora na produção brasileira é a Limited, que funciona como intermediária em outros países.

Como a marca promete ser líder de vendas no próximo ano, veremos uma boa competição no segmento, que cada vez atraí mais consumidores. Basta saber se, além de todas as suas qualidades, o carro terá armas de marketing para atrair novos clientes e conseguir desbancar os concorrentes.

Por Tom Vitor de Freitas


A Chevrolet é uma marca tradicionalíssima no automobilismo. Ao longo dos seus mais de 100 anos de história, a fábrica é conhecida por produzir os mais diversos tipos de carros, consolidando bases de mercado em vários segmentos, desde carros populares até os esportivos.

A empresa tem grande expressão no que diz respeito aos SUVs, e agora a Chevrolet entrega ao mercado mais um carro da categoria: a Trailblazer 3.6 LTZ 2015.

A nova versão da Trailblazer chega ao mercado sem inovações no visual, mantendo o rosto já conhecido dos consumidores. A principal diferença do automóvel está debaixo do capô: o motor é um V6 de 3.6 litros, capaz de fornecer ao veículo uma potência de 277 cavalos e um torque de 35,7 kgfm. O modelo é capaz de ir de 0 à 100 km/h em 9 segundos (1,1 segundo a menos que a edição anterior).

Foto: divulgação

A edição anterior era capaz de fornecer 38 cavalos a menos e um torque 4 kgfm menor. O motor foi beneficiado pelo novo sistema de injeção direta de gasolina. Com o aumento da potência, veio também um aumento no valor: o carro agora custa R$ 147.790.

Outra diferença presente no modelo está na suspensão, agora mais rígida. Isso deixa o carro mais estável, mais preciso nas curvas e com uma dirigibilidade melhor. Como é um utilitário, não se espera que seja totalmente estável, mas a nova suspensão certamente é bem-vinda, deixando a cabine mais equilibrada em curvas mais acentuadas.

O veículo é bem compatível com a cidade. O motor supre a necessidade do pesado veículo e a direção hidráulica facilita a realização de manobras mais acentuadas com boa suavidade.

Foto: divulgação

Nas estradas, o principal destaque vai para o som. O motor faz muito pouco ruído dentro da cabine, um conforto muito bem-vindo para aqueles que viajam longas distâncias. O carro continua tendo detalhes internos em couro e black piano no painel, que certamente são chamativos aos olhos.

Por Nosf


A China tem ganhado, a cada dia que passa, mais e mais expressão no mercado internacional em diversos segmentos. Antigamente era conhecida por exportar produtos de pequeno porte e baixíssima qualidade, mas que conquistavam o mercado de maneira significativa pelos preços reduzidos.

Nos últimos anos, no entanto, os produtos chineses evoluíram. O país passou a exportar grandes bens de consumo duráveis, como é o caso dos automóveis. Seguindo essa linha de produção, surgiu a JAC Motors que, principalmente nos últimos anos, tem ganhado um pequeno – embora significativo – espaço no mercado mundial, inclusive no Brasil.

Recentemente foi lançado pela marca chinesa o JAC T6. O T6 é o novo crossover da empresa, que promete abrir caminhos no segmento para instalar uma base da marca a ser ainda explorada. O valor do carro? R$ 75 mil, aproximados, abaixo dos valores das concorrentes japonesas e sul-coreanas e acima do valor dos crossovers nacionais.

Foto: divulgação

O motor é 2.0 litros turbo, capaz de gerar uma potência ao carro de 176 cavalos. O câmbio é manual de 6 marchas. A frente do carro lembra bastante àquela presente no Hyundai ix35, a traseira lembra o Audi Q5.

As linhas não podem ser consideradas originais, mas o visual final até que é bonito, salvo pequenos detalhes que tiram um pouco o brilho do carro.

O ix35 ainda serviu claramente de inspiração para o interior do carro, que guarda muitas semelhanças nos detalhes e nos instrumentos do painel com a marca sul-coreana. O carro conta ainda com detalhes em Black Piano (dando um charme ao painel) e detalhes em couro nos bancos e portas.

O carro ainda conta com uma central de multimídia com tela LCD, sensor de estacionamento, GPS, airbag duplo frontal, controle de estabilidade eletrônico, freios ABS e seis anos de garantia.

Por Nosf

Foto: divulgação


As pick-ups compactas abrangem um grande mercado no Brasil. Recentemente, a Fiat lançou o modelo cabine dupla, e agora foi a vez da Volkswagen inovar e buscar lugar nesse mercado que é dominado apenas pela rival Fiat.

A diferença da pick-up da Volkswagen é que ela leva cinco pessoas, enquanto que a rival da Fiat leva apenas quatro. Na verdade, ela seria como um gol, mas com caçamba. No entanto, o espaço no banco traseiro é bem apertado, mas mesmo assim tem mais espaço que a concorrente.

Foto: divulgação

Para aumentar o espaço interno, a VW levantou o teto um pouco mais de dois centímetros e ainda aumentou o comprimento da cabine em 68 centímetros em comparação com o modelo de cabine estendida. Mas como não tem porta traseira, apesar da porta ser maior, ainda ficou difícil entrar para o banco de trás.

Como a cabine aumentou, a caçamba diminuiu, então, para não diminuir muito a capacidade de carga da caçamba, o estepe foi parar debaixo do assoalho da caçamba. Com isso, conseguiram deixar uma caçamba com capacidade de 580 litros, o que não é muito, mas é o esperado desse estilo de pick-up.

O modelo trás algumas tecnologias, como: freio a disco nas quatro rodas, Controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, bloqueio eletrônico de diferencial, ABS com função off-road e também o novo motor 1.6 Flex 16 válvulas, que não necessita de tanquinho de partida a frio e ainda tem mais potência e torque que o motor antigo.

Foto: divulgação

O motor com gasolina tem o desempenho de 110 cavalos e 15,8 kgfm de torque e 120 cavalos e 16,8 kgfm no álcool, o que gera um desempenho muito superior quando do uso do álcool. O consumo também é um atrativo, pois o consumo médio ficou em 10,3 km/l na gasolina e 7,2 km/l no álcool.

Apesar de toda modernidade, o modelo ficou devendo no preço, pois o modelo mais simples – Trendline – começa no valor de R$ 47.490,00 (com o antigo motor 1.6 e 8 válvulas), podendo chegar a R$ 62.890,00 no modelo Cross completo.

Por Dalmo Rocha de Jesus


O Salão do Automóvel de São Paulo 2014 esteve repleto de novidades espetaculares, principalmente para o mercado de SUV´s compactos, segmento que está em alta no mercado brasileiro.

Foram exibidas mais de 10 modelos novos, sendo que alguns deverão ser produzidos no Brasil a partir do início de 2015, casos do Honda H-RV, Jeep Renegade e Peugeot 2008.

Foram também apresentados carros conceito e, entre eles, figura o FCC4 (Fiat Concept Coupé), que chamou muito a atenção principalmente por ter um visual totalmente inovador, com um conjunto que mescla características de picape, carro esportivo, utilitário e sedan. Esse protótipo faz parte da estratégia da Fiat de lançar uma picape totalmente nova em 2015.

O FCC4 apresenta formas um pouco exageradas e bem incomuns, mas detalhes como faróis, grades e desenhos laterais, poderão ser utilizados em uma versão de produção, que deverá ser desenvolvida na nova fábrica de Goiana (PE) em 2016.

Foto: Fernando Miragaya

A parte frontal é semelhante ao do Jeep Renegade, mas o restante é totalmente inédito. O modelo terá tração dianteira, em vez de traseira, e um comportamento que lembra o de um carro esportivo. Sua capacidade de carga será de aproximadamente de 700 kg, o que realmente não caracteriza um veículo utilitário, e sim uma picape com espaço e versatilidade, com ênfase na esportividade.

A grande dúvida, no entanto, está no porte da futura picape, ou seja, se manter as dimensões exibidas no Salão do Automóvel de São Paulo, o FCC4 terá tamanho próximo ao do Renault Oroch, versão picape do Renault Duster, também apresentada na amostra.

Se isso ocorrer, esses dois modelos darão início a um novo nicho de picapes, que seriam as "meio-médias", se situando em tamanho entre a picape compacta Fiat Strada e picapes médias, como a S-10, Ford Ranger e Hilux, por exemplo.

No entanto, tudo isso não tem confirmação por parte da Fiat ainda, mas, segundo fontes do setor automobilístico, a expectativa é de que seja mesmo criado esse novo nicho de mercado, juntamente com a nova versão da picape Oroch, derivada da Renault Duster, que é um projeto 100% brasileiro, situação semelhante ao do FCC4, que é um projeto desenvolvido para atender os mercados latino e brasileiro.

Por Russel Hernandes


O novo Onix Track Day está chegando em 2015 com um novo estilo para agradar qualquer motorista que gosta de velocidade e agilidade. O veículo dispõe de um motor 1.8 e 16 v, além da incrível potência de 150 cavalos.

A alta capacidade e potência do veículo é adquirida também com o escapamento totalmente fabricado em aço inoxidável. O carro também destaca por ter uma suspensão mais baixa, maciez e aderência através dos pneus no modelo 215/45R, e ainda as rodas com aro de 17 polegadas e tala larga, que proporciona total segurança nas curvas.

Foto: Claudio Teixeira/ Car and Day e Gustavo Maffei / Auto Esporte

Esse novo Onix Track Day apresenta conforto e sofisticação na parte interior do veículo. Os bancos tem formato do tipo concha, que lembra o modelo usado em carros de competição. E ainda possui cinto de segurança nas 4 pontas, além do volante  “flat base” revestido com matéria prima de alta qualidade. Além disso, tem filtro de ar no estilo esportivo e  injeção eletrônica totalmente recalibrada.

O Onix Track Day é uma versão criativa e altamente potente, esse lançamento veio com características de uma “super máquina” para o motorista sentir que está dirigindo um carro de competição.

O modelo apresentado no Salão do Automóvel em São Paulo do Onix Track Day está com a pintura amarela, um tom de cor atrativa para causar impacto nos visitantes, que, ao ver o modelo luxuoso, pára e observa os detalhes do carro.

Foto: Claudio Teixeira/ Car and Day e Gustavo Maffei / Auto Esporte

E aproveitando essa apresentação, a fabricante Chevrolet aposta no mercado brasileiro para fazer novos investimentos, ressaltando que vai investir em torno de R$ 6,5 bilhões no processo de fabricação dos novos modelos de carros aqui no Brasil.

Destaca também a confirmação do patrocínio da Seleção Brasileira de Futebol, como também das Olimpíadas que será realizada no Rio de Janeiro em 2016.

Portanto, o novo modelo Onix Track Day está sendo apresentado em São Paulo, mas a Chevrolet não divulgou o preço e nem quando será a chegada no Brasil. Por enquanto, os colecionadores e motoristas interessados no novo hatch com estilo esportivo precisam conter as expectativas até os próximos detalhes sobre o carro.

Por Jaqueline Mendes


Vale lembrar que o Uno Vivace é o único modelo da linha que carrega tanto o visual quanto o acabamento interior antigos. Mas, tem novidade na área. De acordo com informações divulgadas pela montadora para a imprensa em geral recentemente, a versão de entrada do hatch da Fiat já pode contar a partir de agora com a série especial Itália.

Mesmo sendo algo novo, tem suas limitações. A questão é que só será disponibilizado para a carroceria quatro portas. Serão cinco cores: Cinza Scandium, Branco Bachisa, Vermelho Alpine, Preto Vulcano e Prata Bari. E tem mais, tudo será limitado a uma produção de apenas mil exemplares do modelo.

Foto: divulgação

Em termos visuais o Fiat Uno Itália traz algumas diferenciações. Essas mudanças ficam por conta dos anéis situados na grade dianteira e que traz as cores da bandeira italiana, também há a sigla UNO nas cores da Itália na tampa traseira, spoiler na tampa traseira na cor do veículo bem como as maçanetas e os retrovisores, lanternas traseiras fumê, faróis com máscara negra e revestimento por fora nas colunas das portas, dentre outros aspectos.

Na parte interior do veículo podemos chamar a atenção para o revestimento das soleiras das portas, a moldura do painel de instrumentos que é diferenciada, o volante com dois tipos de texturas e o tecido exclusivo dos bancos dianteiros que, claro, contam com um bordado Itália.

Foto: divulgação

Uma das partes mais importante de qualquer carro é no que diz respeito aos equipamentos que integram o mesmo. No Uno Itália podemos contar com apoia pé para o motorista, alças de segurança traseiras, console porta-objetos no teto, painel de instrumentos com econômetro e conta-giros, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros com one-touch só para o motorista, direção hidráulica, console central com porta-objetos e porta-copos, retrovisores externos com comando interno mecânico e pneus aro 14, dentre diversos outros pontos.

Já os preços do novo Uno Itália serão (valor sugerido) de R$ 34.430 e R$ 35.356 caso o comprador queira uma pintura metálica.

Por Denisson Soares


Hoje, a Renault é uma das maiores montadoras de automóveis do país e ocupa lugar de destaque entre as marcas mais vendidas nos diversos segmentos do mercado automobilístico.

A empresa está presente em 118 países e conta com um quadro de mais de 100 mil funcionários. No Brasil é relativamente jovem, começando sua história no ano de 1995. Agora a Renault apresenta o novo Sandero Stepway 2015, uma versão renovada do Hatch aventureiro que chega ao mercado com valores a partir de R$ 48.650.

Foto: divulgação

O Sandero é o carro de maior expressividade do segmento, ocupando uma fatia de venda de 46%, o que deixa para trás carros como o Volkswagen Cross Fox e o Hyundai HB20X. O carro vem equipado com motor Hi-Power 1.6 litros de 8V, capaz de gerar 106 cavalos de potência e de ir de 0 a 100 km/h em 13 segundos. 

As rodas da nova versão são mais largas, dando maior estabilidade ao carro nas curvas e estradas e facilitando a redução de velocidade durante uma frenagem. Apresenta câmbio manual de cinco marchas que faz bastante barulho e transmite ao motorista a mudança de marcha. Vale destacar também que o carro se mostra muito eficaz durante as arrancadas e as retomadas.

As rodas são de aro 16 e a suspensão é levemente elevada, dando ao carro um visual mais country e capacidade de superar a maioria dos obstáculos urbanos e alguns obstáculos de estradas menos civilizadas.

Foto: divulgação

O carro também conta com uma boa distribuição de espaço interno para quatro ocupantes. Contando com uma central de multimídia (rádio, mp3 e gps) com sete polegadas. O veículo vem de série com ar-condicionado digital, direção hidráulica, trio-elétrico e sensor de estacionamento, além das outras características já citadas.

As alterações de visual externo são pouco significativas e mais ligadas a detalhes em plástico em alguns locais, sem grandes alterações em linhas gerais.

Por Nosf


A série Lancer da Mitsubishi é conhecida por dar aos condutores veículos com uma ótima performance e um design para ninguém botar defeito. Não é diferente com o Lancer Evolution X 2015, que agora vem com um potente motor capaz de entregar ao carro até 340 cv de potência.

O novo carro também recebeu alterações nas rodas (agora em tom grafite) e a grade frontal com contorno em vermelho. O motor da máquina é 2.0 litros e 16V, capaz de gerar seus 340 cv (o modelo anterior gerava até 295 cv).

O veículo já vem com câmbio automático de seis marchas e dupla embreagem, que permite ao condutor dirigir em três modos de condução: Normal, Sport e Super Sport, que podem ser selecionados por um simples pressionar de botão.

O carro apresenta tração nas quatro rodas, o que também facilita a condução do motorista em terrenos normais ou escorregadios. O motor à gasolina é capaz de levar o carro de 0 à 100 km/h em 6,3 segundos.

O Evo X, foi desenvolvido especialmente para o Brasil e tem assinatura do engenheiro inglês John Easton, que é responsável pelos carros de competição da série Lancer. O modelo tem apenas uma versão disponível no mercado e traz consigo de série controle de tração e estabilidade, diferencial central ativo, controle de aceleração lateral, freios Brembo, e sete Airbags (frontais, de cortina para os vidros, laterais e de joelho para o motorista).

Além desses ítens de segurança, o automóvel também conta com diversos aparatos tecnológicos para maior conforto e integração dos usuários com o carro. O Evo X tem ar-condicionado automático, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, controlador de velocidade, bancos dianteiros esportivos de couro em formato de concha com aquecimento, rodas de 18 polegadas e sistema de multimídia com entrada Bluetooth, GPS e tela de 18 polegadas.

O carro tem valor de R$ 219.990,00.

Por Nosf

Foto: divulgação


A Rolls-Royce é uma empresa conhecida pela produção de carros de luxo. Seus veículos são conhecidos por serem altamente personalizados ao gosto de cada cliente, grandes, imponentes e poderosos, além de contarem com um motor monstruoso sob o capô e serem ricos em detalhes especiais que tornam o carro quase artesanal.

O diretor de design da Rolls-Royce, Giles Taylor, afirma sobre a família de carros Phantom: "Ele tem uma razão de ser, uma clareza simples e um equilíbrio sem esforço", e é exatamente isso que pode se esperar de um Rolls-Royce da série.

Foto: divulgação

Os carros tem um design atemporal, contando com engenharia de última tecnologia. Mesclam a tradicional arte clássica com tudo que há de mais moderno em conforto, potência e design.

O filho mais novo da família Phantom é o Drophead Maharaja, de venda exclusiva em Dubai, e será feito especialmente para os Xeiques milionários dos Emirados Árabes. O carro, como não poderia deixar de ser, conta com ítens exclusivos, como é o caso da sua pintura branca perolizada (Carrara White) com detalhes internos em verde e creme.

Foto: divulgação

Um outro detalhe especial é o desenho do pavão, pássaro nacional da Índia, país de origem dos Marajás. O acabamento do painel e das laterais superiores vem em madeira. O carro se trata de uma edição especial do já conhecido conversível. 

O modelo original do Phantom Drophead coupe é baseado no desenho de Iates classe J dos anos 30. A ideia é muito clara: dar a sensação ao motorista e aos passageiros de que eles se encontram, de fato, dentro de um iate.

O desenho é lindo e único, sem deixar de ser marcante no que diz respeito à olhar para o automóvel e saber que se trata de um Rolls-Royce.

Foto: divulgação

O motor do automóvel é um V12 alumínio com distribuição de peso milimétricamente calculada em prol da estabilidade do automóvel. A caixa de câmbio conta com 8 velocidades e é especialmente desenhada para propiciar economia de combustivel e baixa emissão de poluentes.

Por Nosf


No Salão de São Paulo foi anunciada e apresentada a HILUX SRV Limited Edition da Toyota. Agora temos o preço anunciado. O valor da belezinha é de R$ 155.650,00.

Essa edição da picape é bem completa e é baseada na SRV Top Diesel cabine dupla, tendo apenas 3.000 unidades produzidas. A SRV Top convencional tem valor de R$ 152.350,00.

As diferenças entre uma edição e outra: a edição especial conta com rodas de 17 polegadas em preto fosco, adesivos exclusivos nas laterais, detalhes como santantonio e retrovisores cromados, capota marítima de lona e proteção para o pára-choque, cabine com acabamento especial e detalhes em couro.

Foto: divulgação

A picape vem com motor 3.0 16V turbodiesel com 171 cv de potência, tração nas quatro rodas e câmbio automático de cinco marchas. A SRV Top também conta com ar-condicionado digital, bancos com ajuste elétrico, vidros, travas e retrovisores controlados eletronicamente, central de multimídia contando com TV digital, DVD, GPS, câmera de ré (que é mais que essencial para estacionar um veículo desse tamanho), entrada para bluetooth e rádio, controles diversos integrados ao volante, controle de estabilidade também eletrônico, faróis de neblina e faróis com acendimento automático. Freios com sistema ABS com EBD e BAS integram o pacote.

A HILUX já é tradicionalmente conhecida no mercado como uma picape cabine dupla que cumpre o que promete. Além de contar com um espaço interno significativo e um motor que não deixa a desejar em nenhum tipo de terreno, a HILUX é vista como sinônimo de conforto e economia dentro da categoria.

Foto: divulgação

A cabine dupla é uma combinação moderna de força e tecnologia, combinando sempre o que há de melhor em aspectos mecânicos do automóvel com os aspectos eletrônicos e contando com um design sempre arrojado, que dá ao veículo traços imponentes e exclusivos da marca.

Para mais informações acesse o site da Toyota, que sempre está atualizado as novidades da empresa. O endereço eletrônico é http://www.toyota.com.br/.

Por Nosf


Saíram as especificações técnicas e detalhes do novíssimo Ford Everest. O SUV de sete lugares chegará aos mercados consumidores da Ásia e Oceania ainda no primeiro trimestre de 2015 e infelizmente não será vendido no Brasil.

Apesar disso, a nova Ranger, que chegará às terras tupiniquins, trará consigo certas linhas de design compartilhadas com o Ford Everest. A mesma chegará aos mercados brasileiros até o final de 2015.

O SUV conta com uma grade hexagonal que casa muito bem com o desenho dos faróis, luzes de Led e o parachoque de alumínio que dão ao veículo traços que podem ser muito bem vistos, tanto na vida urbana quanto no off-road.

Foto: divulgação

O interior, como era de se esperar, é gigantesco e conta com diversos aparatos eletrônicos para entretenimento dos ocupantes e conforto. O utilitário conta com uma tela de oito polegadas do sistema de multimídia Sync que apresenta um sistema muito intuitivo de som e navegação integrado a outros aparelhos via Bluetooth, tudo à mão pela tela com sensibilidade ao toque.

O SUV conta com o sistema de tração nas quatro rodas (4×4) e também acompanha controle de tração e estabilidade, assistente para estacionamento, controle de cruzeiro, assistente de partida em rampa, assistente de monitoramento de pressão de pneus, auxilio de permanencia em faixa, entre outros. O carro só não dirige sozinho.

Foto: divulgação

O carro pode rebocar até 3 toneladas e tem carga útil de até 750 kg com até 100 kg no teto. Conta com um motor Eco Boost 2.0 que conta com quatro cilindros junto com mais quatro cilindros 2.2 DuraTorq TDCi e outro mais potente, com cinco cilindros de 3.2 litros Duratorq TDCi e um sistema de recirculação de gases, que promete aumentar bastante a eficiência do motor.

Dependendo do motor escolhido a Ford irá disponibilizar câmbio automático ou manual de 6 velocidades.

Por Nosf


A Volkswagen, fabricante de automóveis consolidada no mercado brasileiro, lançou recentemente no mercado a última versão de seu compacto de sucesso, o Novo Fox.

Dentre as opções disponíveis, as categorias são Trendline, vendido a partir de R$ 36.520, BlueMotion, disponível por R$ 38.290 , Comfortline, saindo a partir de R$ 38.890 e Highline, a versão mais top que está no mercado a partir de R$ 49.590.

O modelo do Novo Fox foi inspirado em seu irmão mais velho, o Novo Golf, sendo um pouco menor, mas com lanternas, faróis e frisos que lembram o carro da categoria superior da marca.

A versão top do compacto, a Highline, está disponível apenas com motor 1.6, com quatro cilindros em linha, 16 válvulas, comando duplo, flex, possuindo 110 cv de potência quando rodando com 100% de gasolina e 120 cavalos quando utilizado com etanol. Quanto ao câmbio, pode-se optar por duas opções: o manual com 6 velocidades ou o automatizado “I-MOTION” com 5 velocidades e com a função Tiptronic. 

Foto: divulgação

Essa última versão está disponível a partir de R$ 52,780. Segundo a fabricante, o Fox Highline faz de 0 a 100 km/h em 9,8s e chega aos 189 km/h.

O Novo Fox Highline conta com o I-System, que é um opcional que mostra dados sobre o estado do veículo, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, retrorrefletores no para-choque traseiro, lanterna com lente escurecida, roda de liga leve aro 16, volante multifuncional, sistema de som, ajuste fino no banco do motorista, pedaleiras esportivas em alumínio, paletas AeroWischer, faróis duplos com máscara escurecida, faróis de neblina com aros dourados, espelhos retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas e banco traseiro rebatível.

Dentre os opcionais, pode ser acrescentado teto solar no veículo, bancos em couro e sistema de som touchscreen com navegação.

Foto: divulgação

O Fox é a aposta da VW para concorrer com outros compactos, como o HB20 da Hyundai, o Onix da GM, o Fiesta da Ford e Sandero da Renault.

Por Rannier Ferreira Mendes


A Ferrari é uma montadora de carros conhecida mundialmente por suas máquinas potentes e luxuosas que são o sonho de consumo de diversas pessoas e os “brinquedos” favoritos de quem as possui. Com modelos diversos, a marca possui representantes inclusive na Fórmula 1, com carros muito prestigiados por serem pilotados por campeões mundiais da categoria.

A importadora oficial da Ferrari no Brasil, a Via Itália, confirmou o lançamento do modelo conversível California T no país. Esse é um modelo turbinado (o que é raro; o último foi a F40, descontinuada na década de 90), que tem os traços da marca que permite que seja reconhecido facilmente como uma Ferrari, porém com curvas bastante modernas.

Foto: divulgação

Dentre as suas especificações técnicas, a Ferrari California T possui um motor V8 de 3.8 litros turbinado (o T do nome da versão se refere ao fato de ser turbinada), contando com 560 cavalos de potência a 7.500 rpm. Possui um torque de 77 kgfm.

O câmbio é automatizado, com 7 marchas. O modelo é capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos, podendo atingir uma velocidade máxima de 316 km/h aproximadamente. Acredita-se que esse motor deva ter um consumo de cerca de 10,5 quilômetros por litro.

Internamente, o modelo conta com um design bastante refinado. Ela, como um todo, é baseada no modelo F12Berlinetta, porém possui uma tela de 6,5 polegadas no centro de seu painel que é sensível ao toque como novidade.

Foto: divulgação

Externamente, o modelo possui luzes de ré triangulares inseridas dentro das lanternas traseiras, o que é uma novidade no modelo quando comparado com a F12Berlinetta. Por se tratar de um conversível, o carro tem um sistema automatizado de acionar ou rebater o teto em apenas 14 segundos.

Como já era esperado, a Ferrari California T entra no mercado brasileiro com um preço bastante alto: a partir de 1,68 milhão de reais, sendo acessível apenas para os milionários que prezam pelo luxo de ter uma Ferrari.

Por Rannier Ferreira Mendes


Lançada há pouco tempo pela Fiat, a linha Uno 2015 conta com um visual novo e interior repaginado. A versão Evolution do carro possui um sistema de start-stop que é incluído pela primeira vez em um veículo brasileiro.

As versões Attractive 1.0, Evolution 1.4, Way 1.0 e Way 1.4 contaram com o novo hatch, assim como o Sporting 1.4 que também terá o câmbio automatizado Dualogic.

Foto: divulgação

A tecnologia start-stop da versão Evolution do novo Uno 2015 é capaz de desligar o motor do carro em paradas rápidas e, logo após, religá-lo ao dar a partida. Para esta tecnologia atuar no novo Uno, o veículo precisa estar desengatado, ou seja, em porto morto, com a embreagem livre.

O motor pode ficar desligado por até 2 minutos e 45 segundos, caso a embreagem não seja ativada antes de sair, assim ele volta a ligar em seguida. Este tempo especificado diminui para 1 minuto, caso o ar-condicionado do carro esteja ligado.

A linha Uno Evolution teve outras inovações, como a quinta marcha alongada e os novos pneus Pirelli P1. Este modelo da Fiat recebeu a nota A de consumo, de acordo com o Programa de Etiquetagem do Inmetro, com médias de 8,9 km/l rodando na cidade e 10.5 km/l na estrada, utilizando o etanol.

Foto: divulgação

O design externo do carro agora conta com novos faróis e para-choques, além de uma grade mais estreita, com os clássicos quadradinhos do modelo.

Além da linha Uno 2015, a Fiat anunciou que irá lançar mais cinco modelos da marca e dois Jeeps, dentro do ciclo anual da empresa no Brasil. O primeiro modelo esperado é o Jeep Renegade, que será produzido em Goiana, Pernambuco, no início do próximo ano.

Em seguida, espera-se a nova picape média da Fiat, com plataforma igual a um carro de passeio, porém com tração dianteira e um SUV da Jeep no lugar do atual Compass.

Por Bruna Pereira


A famosa marca Mercedes Benz surgiu na Alemanha há um século e teve início por Gottlieb Daimler e Karl Benz, os quais foram responsáveis por construir os primeiros motorizados do mundo, englobando o primeiro ônibus, o primeiro caminhão com motor a gasolina e o primeiro caminhão a diesel.

E quem é apaixonado por carros certamente já ouviu falar desta famosa marca, a qual é segmentada a um público de classe alta, devido ao seu preço elevado.

Pois é, para os que gostam e podem pagar por um carro como este, mais um modelo inédito vem por aí: seu nome é Mercedes-AMG C63. Este carro é uma versão poderosa da geração do Classe C. 

Foto: divulgação

O modelo, que ainda será lançado, antes já existia como “Mercedes C63 AMG” e agora passará a ser chamado de “Mercedes-AMG C63”. O lançamento será em duas versões, a versão Sedan e a versão Van, utilizando um motor V8 4.0 litros que vai de 475cv no modelo van e de 510cv no modelo sedan, levando o mesmo motor do superesportivo AMG.

A aparência desse novo carro leva um tom de agressividade, incluindo quatro saídas de escapamento, para-choque traseiro com difusor de ar incorporado, além de saias laterais e novíssimos e exclusivos para-choques.

Internamente, tem todos os detalhes possíveis e impecáveis, como pomo do câmbio, painel de instrumentos e, claro, banco com apoio lombar reforçado.

Este modelo, porém, não chega a ser muito rápido, pelo menos não tanto quando comparado ao AMG GT. A máquina consegue alcançar de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos e a velocidade máxima se limita a 250 km/h.

Foto: divulgação

Para os apressadinhos, fiquem de olhos abertos, pois as informações sobre o novo carro sairão no Salão de Paris, em outubro. E quem tá ansioso para comprar, as vendas só serão liberadas, para o modelo van, e apenas na Europa, em abril.

Por Juliana Ghisi


A Kia não aguentou esperar e revelou nesta segunda-feira, dia 29 de setembro, a terceira geração do Kia Sorento. Com estreia marcada para o Salão de Paris, que inicia no dia 2 de outubro, a Kia realizou modificações importantes em seu utilitário esportivo, deixando-o com um visual mais refinado e uma estrutura mais resistente, quando comparado ao modelo anterior.

Esteticamente, a nova geração do Kia Sorento evoluiu substancialmente, apresentando linhas mais harmônicas e refinadas. Na dianteira, o grande destaque fica por conta dos novos faróis, que abandona, em parte, aquele formato em cunha e que agora tem uma leve semelhança com os faróis dos carros da Jaguar.

Foto: divulgação

Ainda na parte frontal, o crossover conta com novo para-choque, novos faróis de neblina, além da nova grande dianteira, que foi ampliada e que mantém o desenho que já se tornou marca registrada da Kia.

Na lateral, a linha de cintura foi elevada, dando a aparência de um teto mais baixo. Além disso, o novo Sorento ganhou novos contornos redondos na caixa de roda e novos vincos, sendo que um percorre toda a lateral do veículo, desde o farol dianteiro até a lanterna traseira, e outro que percorre as portas.

Na traseira, por sua vez, a Kia conseguiu harmonizar o visual com o resto do veículo, adotando um novo para-choque mais simples, com apenas um vinco discreto que percorre parte do para-choque e a parte inferior da nova tampa traseira do porta-malas. Por fim, as novas lanternas e os novos refletores na horizontal completam o desenho do veículo.  

Além do visual mais aprimorado, outro ponto que a Kia promoveu alterações importantes foi na cabine, deixando o interior, de um modo geral, com um aspecto mais “clean”. As novidades ficam por conta do novo console central, que agora possui uma leitura mais fácil e um aspecto mais moderno, um novo sistema de entretenimento e novas saídas de ar.

Além disso, o SUV traz novo volante multifuncional revestido em couro, painel de instrumentos atualizados e com nova iluminação em tons de azul, detalhes de acabamento cromados e novo porta objetos, próximo à manopla de câmbio.

Foto: divulgação

A Kia ainda afirma que a estrutura do modelo passou por melhorias, sendo que agora a marca sul-coreana utilizou aços de alta resistência, com crescimento de 52% na resistência estrutural. Somado a isso, a fabricante asiática ainda atenuou os níveis de vibração, ruído e aspereza e aprimorou o isolamento acústico, acarretando em um conforto maior ao dirigir.

Por fim, a modelo ainda vem com a suspensão traseira apoiada em subchassi, que agora possui buchas maiores para isolar as vibrações e amortecedores montados verticalmente, conferindo uma evolução na dirigibilidade do utilitário.

Mecanicamente, a Kia oferece cinco opções de motorização, dependendo do mercado, com potências que variam entre 172 e 270 cv. Entre as opções à gasolina, estão os blocos 2.4 GDI com injeção direta e o 3.3 com injeção multiponto (MPI). Entre as versões à diesel estarão os propulsores 2.0 CRDi VGT e o 2.2 0 CRDi VGT. 

Por Caio Polo

Foto: divulgação


Uma das atrações que a Honda trará para o Salão do Automóvel de São Paulo desse ano será o novo Honda City 2015, que chega com um estilo mais moderno, dinâmico e com muito mais tecnologia.

Apesar de já ter sido apresentado e ser comercializado em mercados como o tailandês desde o início deste ano, a Honda divulgou recentemente informações sobre as modificações e atualizações feitas no modelo, que até o final deste mês de setembro já estará disponível nas concessionárias de todo Brasil.

Foto: Honda

Umas das novidades do sedã será seu espaço interno que está muito maior que o da geração anterior do City lançada no país. A diferença poderá ser notada principalmente para os ocupantes do banco de traseiro que ganharam de 6 a 7 cm de espaço para as pernas e joelhos, de acordo com as informações da própria Honda.

Este ganho de espaço e conforto para seus ocupantes se dá devido ao aumento da distância entre os eixos (5,5 cm), o que o deixou mais longo. Já seu porta-malas manteve a sua capacidade de 536 litros, porém, seu acesso foi facilitado com o aumento nas dimensões da sua nova tampa.

O Novo City será comercializado em quatro versões distintas: DX, LX, EX e EXL. Todas são acompanhadas por um motor 1.5 16V SOHC i-Vtec FlexOne, com o mesmo torque e potência. A transmissão é manual, de 5 velocidades no modelo DX e nos demais a transmissão é automática, do tipo CVT de 7 marchas, caso o condutor resolva utilizar as borboletas atrás do volante (paddle-shifts), e em todas as versões a tração é dianteira.

Foto: Honda

O acabamento e os instrumentos variam de acordo com cada uma das versões disponíveis, assim como seus valores também. Um exemplo é o ar-condicionado manual que vem instalado nas versões DX e LX. O painel nestas versões também tem detalhes mais simples. Já nas versões mais caras, há uma sofisticação e um cuidado muito maior com os detalhes do seu interior.

Os dispositivos de segurança também variam de acordo com as versões do City 2015, alguns destes itens são: airbags frontais e laterais, freios ABS (antitravamento) e EBD (distribuição da força de frenagem), travamento das portas quando o veículo atinge velocidade superior aos 15 km/h. 

No banco traseiro você vai encontrar cintos de segurança de três pontos para todos os passageiros, mais encosto de cabeça para cada um deles e ainda outros itens que vão variar de acordo com cada uma das versões.

A Honda pretende, com todas as transformações e inovações do Novo City, superar as 3 mil unidades vendidas no melhor mês de vendas do antigo City no país em 2014.

Para saber mais e conhecer os valores do novo Honda City 2015 clique aqui

André F.C.

Foto: Honda


Os amantes de carros estilo picape podem comemorar a entrada no mercado da nova Montana 2015, da marca Chevrolet. O carro está entre os modelos mais vendidos da categoria no Brasil, segundo informações do jornal “Agora”. O novo modelo lançado também conta com direção hidráulica.

Uma das principais novidades no automóvel da Chevrolet é a inclusão de um suporte específico para transportar bicicletas. A Monatana versão LS tem o preço aproximado de mais de R$ 37 mil para o bolso do consumidor.

Pode-se dizer que o modelo da Chevrolet apresenta custo-benefício para quem utiliza o carro para trabalhos na zona rural, mas também pode ser utilizado facilmente, e com eficácia, nas vias urbanas. A versão LS ganhou ar-condicionado.

A Montana 2015 também vem com frente em meio a faróis metalizados. Segundo informações do site da montadora, a caçamba suporta até 768 kg e possui estribos laterais que facilita o acesso.

O motorista também pode contar com itens como bancos individuais – acompanhados de apoios de cabeça que podem ser regulados -, vários porta-objetos e tomada de 12v, localizada no console central do veículo.

Com motor de 1.4 EconoFleX de 4 cilindros, o carro possui injeção multiponto com comando único de válvulas, que conta com alcance de potência máxima de aproximadamente 102 cva 6.000 rpm. Lembrando também que o automóvel possui air bag duplo frontal, os quais podem amenizar colisões mais intensas.

Outro item é a suspensão dianterira McPherson independente, com amortecedores telescópicos hidráulicos, de acordo com a Chevrolet. A suspensão traseira também possui molas helicoidais tipo "barril" progressivas, freios dianteiros a disco e traseiros a tambor.

O computador de bordo da Chevrolet Montana monitora o consumo médio de combustível, temperatura externa e possui também relógio. O sistema de áudio é composto por rádio AM/FM, CD, MP3, WMA player, Bluetooth, entrada USB e reconhecimento de voz, com discagem automática do celular.

Por Letícia Veloso

Foto: divulgação


A Renault anunciou recentemente o lançamento do novo Sandero 2015, um dos modelos mais aguardados de 2014. Vale ressaltar que o Sandero é o carro mais vendido da Renault em todo o Brasil. A versão 2015 está recheada de novidades na parte visual, ou seja, o design sofre alterações. Para mais detalhes a respeito, basta continuar lendo esta matéria.

A marca francesa procurou investir bastante na parte estética do Sandero 2015. Dentre as novidades podemos destacar a nova grade que vem acompanhada do grande emblema da marca, novos faróis, para-choque e capô.

Ainda sim, tanto a parte traseira como a lateral passaram por mudanças significativas, trazendo um tom um pouco mais moderno e arrojado para o lançamento da Renault.

Porém, convém destacar que não foi apenas a parte visual que sofreu alterações, segundo a própria Renault, foram feitas mudanças na plataforma, sistemas elétricos, direção, freios e suspensões. A grande maioria dos componentes do Sandero 2015 são novidades em relação às versões anteriores.

A parte mecânica tem como destaque o motor 1.0 16V Hi-Power de 80 cavalos de potência e movido a etanol. Além disso, você ainda conta com outra opção de motor que é justamente o 1.6 8V Hi-Power que possui 106 cavalos de potência com etanol e 98 cavalos quando movido a gasolina. Ambas as opções são oferecidas com câmbio manual de cinco marchas.

As novidades no design interno do carro são bastante relevantes, um grande destaque fica por conta do painel, que possui novo desenho. Outro detalhe bem interessante são as saídas de ar centrais, as mesmas são contornadas com acabamento em black piano.

O painel de instrumentos passou por mudanças no visual e também em seu computador de bordo, possuindo agora seis funções: litros consumidos, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, distância percorrida e velocidade média.

O novo Sandero 2015 está disponível em nada menos que três versões. A primeira delas é a 1.6 16V Hi-Power que possui preço sugerido de R$ 29.890. A segunda versão é a Expressiona 1.0 16V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power que possuem preços de R$ 34.990 e R$ 38.590, respectivamente. A versão top de linha é a Dynamique 1.6 8V Hi-Power que possuo preço sugerido de R$ 42.390.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Mais um SUV é lançado no Brasil. Agora foi a vez da BMW entrar na jogada com uma versão de entrada de seu SUV médio, o X5. A versão lançada por aqui traz um motor 3.0 que conta com seis cilindros em linha e 306 cavalos.

De acordo com as informações divulgadas pela montadora, a versão de entrada está sendo disponibilizada para os consumidores em duas configurações: a xDrive35i e xDrive35i Full. Já os preços, como era de se esperar, não são para muitos bolsos. Os modelos começam a ser vendidos a partir de R$ 329.950.

Para os dois modelos a informação divulgada foi a seguinte: ambos contam com transmissão automática de oito marchas. Com relação a velocidade das versões a fabricante informa que podem acelerar de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos.

Sobre os itens que virão de série, conforme dados de fábrica, temos os seguintes equipamentos para destacar: sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, teto solar panorâmico, bancos dianteiros elétricos, ar-condicionado de 4 zonas, paddle-shift para troca de marchas, sistema de som e navegação profissional.

Este último conta com DVD drive e um HD de 20 GB de armazenamento. Já a tela é de 10 polegadas sem falar do acesso à Internet. Os modelos contam com um total de 16 auto-falantes Harman Kardon.

No caso da versão Full, ainda há a presença de duas telas de 9,2 polegadas para quem vai como passageiro nos bancos traseiros. Além disso, tem o head-up que projeta dados do veículo no para-brisa do carro. Os bancos traseiros possuem sistema deslizante e são reclináveis.

Para quem optar por essa versão deve preparar ainda mais o bolso já que os preços vão para R$ 359.950.

Para chamar ainda mais a atenção dos consumidores a marca ainda planeja um espécie de exposição que deverá acontecer durante todo o decorrer do mês de julho no Aeroporto de Congonhas.

Por Denisson A. Soares

Foto: divulgação


A Toyota, fabricante de veículos automotores japonesa e uma das maiores do mundo, anunciou recentemente um plano interessante: de acordo com as informações da fabricante em 2015 ela deverá revelar para o público em um lançamento especial seu primeiro modelo sedan que será movido a células de combustível de hidrogênio.

A previsão é de que a estreia do sedan aconteça no mês de abril do ano que vem. O lançamento será feito no Japão, por lá a informação é de que deverá custar algo em torno dos sete milhões de ienes (cerca de 70.000 dólares).

De acordo com as informações divulgadas até o momento, o carro em questão deverá dentro de alguns meses após seu lançamento já está sendo vendido nos Estados Unidos e também na Europa. Nestes casos, os preços do veículo ainda não foram cogitados.

De qualquer forma o Japão providenciará subsídios públicos para que empresas, instituições e particulares possam comprar o carro.

Mitsushisa Kato, o diretor adjunto da Toyota, destacou o fato de que veículos desse tipo não emitem o dióxido de carbono. E claro, fez que questão de chamar a atenção para o fato de o hidrogênio ser uma fonte alternativa muito promissora para o setor, até porque o tal combustível pode ser produzido por meio de várias energias primárias, a exemplo do sol e do vento.

A montadora japonesa deverá dar início a produção do novo modelo de automóvel em locais que tenham pontos ou postos para a recarga. Vale ressaltar que a região de Tóquio deverá ser uma das primeiras. De acordo com os planos estão previstos a construção de cerca de 100 postos para esse tipo de recarga em todo o país.

Apesar de todas as notícias divulgadas o modelo ainda está em fase de desenvolvimento. A informação divulgada é de que ele poderá circular cerca de 700 km com apenas uma única recarga. A operação leva apenas três minutos. Seria ótimo.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


A Volkswagen do Brasil vai encerrar a produção do Polo nacional no meio desse ano (2014), devido a baixa de vendas do veículo. O carro, que tem novos concorrentes como o Hyundai HB20 e Peugeot 208 na sua versão hatch, sofre também com o preço alto na sua versão mais simples (R$ 47.500,00), deixando os clientes pensando sobre a opção de comprar esse carro, ou comprar outros da concorrência que possuem um custo benefício melhor.

Apesar da plataforma do Polo ter originado os modelos nacionais do Fox e do Novo Gol, o carro já começa a parar de ser produzido nas fábricas da Volkswagem (de 160 unidades sendo produzidas diariamente para 40).

O veículo já começou a ter seu preço reduzido. O carro, que custava R$ 49.150 na sua versão 1.6 hatch, agora custa em média R$ 46.690. Já o sedan 1.6 I-Motion está com o preço tabelado em R$ 51.570 (seu preço anteriormente era R$ 54.820). Os descontos do Polo Sedan nas diferentes categorias chegam em R$ 3.250.

O carro emplacou em apenas 354 unidades no começo de 2014, explicando o motivo da queda do seu preço e também a justificativa para sua saída do mercado nacional.

A saída do Polo do mercado será substituida pelo Novo Santana. O carro entra na linha de sedans médios (na qual o Polo fazia parte) e seu design lembra muito o do Jetta (carro sedan de luxo da montadora que compete com os carros Civic, Corolla, entre outros).

O carro tem um amplo espaço interno (seu tamanho é o mesmo que o do Chevrolet Cobalt, medindo 4,47m de comprimento) e vem para competir com o Chevrolet Cobalt, Nissan Versa, Ford Fiesta Sedan e Renault Logan.

Inicialmente, o veículo será comercializado a partir de R$ 45.000 na sua versão mais simples. O carro também será comercializado na China. 

Por Mariana Caetano

Foto: divulgação


A Ford apresentou oficialmente nesta quarta-feira, dia 25 de junho, a nova geração do utilitário Edge. Trazendo visual atualizado, o inédito motor 2.0 EcoBoost e novas tecnologias, que futuramente serão usados em outros carros da marca. O novo Edge será um veículo global, vendido em mais de 100 países, inclusive no Brasil.

Com base na plataforma do atual Fusion, para fabricar o novo Edge a Ford investiu US$ 700 milhões (cerca de R$ 1,54 bilhão) nas instalações do complexo industrial de Oakville, próximo à cidade de Toronto, no Canadá.

Dotado de um visual mais agressivo que a da geração anterior e que segue as linhas características de design da marca, o Ford Edge 2015 apresenta na parte dianteira uma nova e larga grade frontal, novos faróis com xenônio, capô com vincos acentuados e luzes de posição compostas por LEDs na posição dos faróis de neblina.

Na lateral, o utilitário esportivo da Ford, que mantém a linha de cintura alta, traz novas rodas de liga leve, novos retrovisores com repetidores de seta, novo formato das janelas, novas saias laterais e vincos mais acentuados que percorre a lateral do veículo.

Porém, na traseira é onde o Ford Edge 2015 traz mais alterações e mostra as novas linhas de design da marca. Entre a principal novidade estão as novas lanternas, que possui uma forma semelhante ao do novo Fusion, que se ligam por um prolongamento que percorre a tampa do porta-malas. Além disso, o SUV conta com novo aerofólio com brake light e novo para-choque traseiro com difusor de ar e dupla saída de escape integrado.

Na cabine, o crossover aproxima-se do Fusion, principalmente o painel de instrumento, que conta com uma tela de LCD, o painel e o console central, que conta com um sistema multimídia com tela touchscreen de 8 polegadas, que abrange diversas funções do carro, como o sistema de navegação via satélite (GPS).

Além disso, segundo a Ford, o modelo contará com uma boa gama de equipamentos tecnológicos, como o controle de cruzeiro adaptativo, Park Assist, sistema Start&Stop, direção elétrica adaptativa, câmera frontal de 180º, aviso de pontos cegos, cintos de segurança traseiro infláveis, airbag no porta luvas para proteger o joelho do passageiro, teto solar panorâmico, entre outros itens.

Para completar os itens de segurança, a Ford afirma que o novo Edge é produzido com aço de alta resistência, que resulta em uma rigidez 26% maior que a da geração anterior.

Mecanicamente, a grande novidade ficará por conta do inédito motor quatro cilindros 2.0 EcoBoost Turbo, capaz de entregar 245 cv e torque de 37,3 kgfm. Além dessa opção, a Ford oferecerá o SUV com bloco 2.7 V6 EcoBoost com 300 cv e o 3.5 V6 aspirado, que ainda não teve suas especificações divulgadas.

Todas as opções serão equipadas com transmissão automática de seis velocidades e tração integral.

Por Caio Polo


A Toyota (montadora de carros japonesa, conhecida pelo seu sedan de luxo Corolla), lançará uma nova série do modelo  Etios (que teve seu lançamento em 2014), o Etios Platinum, e o veículo estará disponível nas versões de carroceria hatch e sedã.

O modelo apresenta modificações em seu exterior, como na sua dianteira e traseira. Em nota sobre o novo veículo a Toyota disse que a nova série do modelo busca atender aqueles consumidores que procuram mais conforto e sofisticação. A edição (que será limitada) tem como modelo a versão XLS do modelo Etios.

O carro vem com lanternas escurecidas, moldura cromada nos faróis de neblina, rodas de liga leve aro 15 (que são parecidas com as da versão Cross), friso cromado na parte inferior do porta-malas, sensor de estacionamento traseiro e bancos com revestimento de couro e imitação de couro e pra finalizar, a grade frontal vem totalmente cromada.

Já, nos itens de série temos ar-condicionado, airbag duplo frontal, cintos de segurança com pré-tensionador e limitador de força, freios ABS, com distribuição de frenagem (EBD), volante revestido em couro com base achatada, apliques em preto brilhante no painel e retrovisores elétricos.

Não há muitos detalhes do motor e de seu desempenho quando movido a gasolina, mas com etanol, o motor chega em até 96,5 cavalos de potência, sendo o motor 1.5 de 16V.

O carro será vendido por R$ 47.090,00 (sua versão Etios 2014 X Hatch sai a partir de R$ 37.960,00) nas cores preto e prata, custando R$ 2.700,00 a mais na versão hatchback, chegando assim, no valor de R$ 49.790,00 em sua versão sedã.

O carro, que traz algumas inovações, em sua versão sedã lembra um pouco seu primo de longa distância, o Corolla, um dos grande sucessos da montadora Toyota, mostrando a credibilidade da mesma no mercado brasileiro, já que, o carro é um dos queridos para aqueles que apreciam sedãns de luxo.

Por Mariana Caetano 

Foto: divulgação


Foi revelada a nova versão Sedã do Ford Ka. A Ford, a qual é responsável pela produção do veículo divulgou a primeira foto oficial do Ka+, nome especificado para o modelo. Por oferecer ao público um designer inovador, e diferente dos demais que integram a linha, foi designado a ele tal nome, enquanto o hatch permanecerá como Ka.

Tanto o Ka na versão 2015 quanto o Ka+, foram produzidos na fábrica de Camaçari que se encontra na Bahia, e estão com o lançamento previsto para o mês de Julho. Os dois modelos trazem aos consumidores inovações, e pela primeira vez a Ford integrou à linha o estilo Sedã, que expandirá o mercado, e abrangerá o gosto de quem opta por um carro que tenha o porte especificado ao mesmo.

O Brasil será o primeiro país que irá receber as inovações, e o mercado nacional propiciará aos consumidores a aquisição do produto em maior perspicácia que outros países. As informações descritivas sobre o veículo tem o intuito de integrar o portfólio global da marca.

A viabilização é expansiva, ou seja, a intenção é que os modelos não permaneçam e componham apenas o mercado nacional, mas, em locais da América do Sul e em alguns países que constituem o continente Asiático.

O Ford Ká está abrangendo uma nova geração, que dará maior liberdade para os consumidores escolher pelo modelo que lhe proporcionar maior conforto, e contribuir para o desempenho de suas atuações cotidianas, ou seja, pelos motivos os quais ele será usufruído. A proposta direcionada para o Sedã é totalmente diferente dos concorrentes direto, englobando designe, espaço e tecnologia.

O modelo propiciará a estreia do motor 10 de três cilindros, atuando com o desempenho de 85 cavalos com etanol, e com o propulsor 1.0. A expressiva redução de combustível é evidente totalizando em 13Km/l  no ciclo urbano e 15,1Km/l no rodoviário.

O preço estabelecido ainda não foi definido, porém a média de valor se implica de R$ 34 mil a R$ 37 mil.

Por Lorena de Oliveira

Foto: divulgação


Há algum tempo, a moda entre as montadoras é revelar seus novos modelos pouco a pouco, gerando uma expectativa maior entre os interessados no meio automotivo. E com a Volkswagen não é diferente. Recentemente a marca revelou novos detalhes sobre a oitava geração do Passat, que chegará ao mercado europeu após sua apresentação no Salão de Paris, que será realizado em outubro.

Após apresentar alguns esboços do novo sedan, a fabricante alemã agora divulgou um teaser que ainda não mostra muito o carro, mas já dá pra ter uma noção de como será a silhueta do veículo e os detalhes em LEDs dos novos faróis.

A nova geração do Volkswagen Passat continuará a oferecer as configurações sedan e perua, mas com a vantagem de ser fabricado agora com a plataforma modular MQB, que além de reduzir custos para a fabricante, ajudou o modelo a perder 85 quilogramas em seu peso final.

A expectativa é que o novo Passat seja revelado por completo já no próximo mês, com a divulgação de fotos oficias externas e internas, além de alguns detalhes técnicos do veículo.

Enquanto todas as informações não chegam, a marca germânica vai soltando alguns detalhes, como os destaques da cabine do carro, que deverá contar com uma nova tela de 12,3 polegadas para o sistema de entretenimento, igual à tela utilizada no novo Audi TT, além da adoção de um novo painel de instrumentos em LCD, substituindo os instrumentos convencionais. 

Com isso, dá para notar que o novo Passat vem para competir com carros requintados e de padrão elevado, tentando recuperar o espaço que perdeu no mercado europeu para as marcas tradicionais nesse segmento, como as compatriotas Mercedes, BMW e Audi.

Mecanicamente, o novo sedan da Volkswagen deverá contar com uma boa gama de motores no mercado europeu. Entre as novidades estará o novo motor movido a diesel que entrega 240 cv, além de uma versão híbrida composta pelo bloco 1.4 TSI e um propulsor elétrico, capaz de entregar 211 cv.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


A Citroën lançou no mercado brasileiro a linha 2015 do C3. Sem grandes mudanças estéticas, entre as novidades do modelo está a adoção de novas versões do C3 para ampliar a atuação do carro no Brasil

A linha 2015 do Citroën C3 chega ao mercado adotando alguns detalhes, dependendo da versão que o cliente escolher. Para compensar, a marca trouxe novas configurações com o motor 1.5, inclusive uma versão dotada de transmissão automática, além da marca francesa retirar da gama de produtos a versão 1.6 com câmbio manual.

Com relação as versões oferecidas pela Citroën, a configuração de entrada passa a ser a Origine 1.5 que traz de série airbag duplo, freios ABS com EBD, direção elétrica, ar-condicionado, computador de bordo, travamento das portas à distância pelas chaves e rodas de 15 polegadas calçadas com pneus 195/60.

A versão Attraction 1.5 conta com os mesmo itens da configuração anterior, acrescido de luz diurna de posição composta por LEDs, espelhos retrovisores e vidros com acionamento elétrico, sistema de som com controle satélite na coluna de direção, conexão via Bluetooth e entradas auxiliar e USB, faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas.

O hatchback da Citroën em sua versão Tendance 1.5 vem equipado com os mesmo equipamentos da versão anterior e adiciona o para-brisa Zenith.

A versão topo de linha do C3 equipado com motor 1.5 é a Exclusive, que dispõe de todos os itens anteriores e acresce ainda ar-condicionado automático, sensor de chuva e sensor crepuscular, espelho retrovisor interno eletrocrômico com guia de luz em LED, alarme ultrassom, sensor de estacionamento traseiro, bancos dianteiros com apoia-braços, além das rodas de liga leve de 16 polegadas.

Já o modelo dotado com motor 1.6 Flex, o Citroën C3 pode ser oferecido na configuração Tendance, ou a topo de linha Exclusive. A primeira configuração (Tendance 1.6) traz câmbio automático de quatro velocidades com opções de trocas sequências através dos Paddle Shift, vidro elétrico com função One Touch para o motorista e todos os outros equipamentos da versão Tendance 1.5 Flex.

A Exclusive 1.6, por sua vez, traz os mesmo itens da versão Exclusive com motor 1.5, acrescido de câmbio automático, piloto automático, espelhos retrovisores externos e maçanetas cromadas. Vale lembrar que essa configuração só está disponível com a transmissão automática.

O Citroën C3 2015 já está disponível nas concessionárias da marca com preços a partir de R$ 40.990, em sua versão de entrada Origine 1.5, chegando a custar até R$ 55.490 na versão topo de linha Exlcusive 1.6 equipada com transmissão automática.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


A Citroën, fabricante de automóveis francesa reconhecida em todo o mundo, anunciou recentemente a atualização de algumas de suas linhas. A linha 2015, da marca europeia trouxe várias novidades para os seus diversos modelos. Visando deixar os seus automóveis ainda mais competitivos e interessantes no mercado automobilístico, a marca ampliou ainda mais as versões da linha 2015.

Além disso, a marca ainda renomeou algumas versões, tudo visando o melhor para seus clientes. Segundo nota oficial da própria marca, mesmo com as várias mudanças, a Citroën foi a empresa que menos reajustou os preços de seus automóveis. Na continuação desta matéria você encontra um pouco mais sobre as atualizações realizadas na linha C3.

Neste momento, o C3 Origine 1.5 Flex possui como itens de série: ar condicionado, direção elétrica, airbag para motorista e passageiro, freios com ABS e EBD, rodas de 15 polegadas calçadas com pneus 195/60 R15, computador de bordo, travamento das portas à distância pela chave, dentre outros itens. O seu preço sugerido é de R$ 40.990.

O C3 Attraction 1.5 Flex, por sua vez, agora dispõe de itens de série: rodas de liga leve também de aro 15, LEDS diurnos, espelhos retrovisores elétricos, vidros elétricos nas quatro portas com sistema antiesmagamento, rádio CD player com controle satélite na coluna de direção, Bluetooth, entradas USB/AUX e faróis auxiliares de neblina, além dos itens da versão Origine. Seu preço sugerido é de R$ 43.990.

A versão C3 Tendance 1.5 Flex BVM possui os mesmos itens da versão Attraction, sendo que a versão Tendance adiciona o para-brisa Zenith. Seu preço sugerido é de R$ 45.490.

A versão C3 Exclusive 1.5 Flex é a versão top de linha e vem acompanhado de seu motor 1.5 câmbio manual. Esta versão possui todos os itens das versões anteriormente citadas, além de: faróis com acendimento automático, ar condicionado automático, limpador do para-brisa com sensor de chuva, espelho retrovisor interno eletrocrômico com guia de luz em LED, bancos dianteiros com dois apoia-braços, rodas de liga leve aro 16, alarme ultrassom e detector de obstáculo traseiro. O preço sugerido é de R$ 48.990.

C3 Tendance 1.6 Flex BVA: Esta é a nova versão anunciada pela Citroën. A mesma conta com opção de acesso ao câmbio automático na gama C3. A mesma vem equipada com nada menos que um motor 1.6 16V de 122 cv, câmbio automático de quatro marchas, direção elétrica, ar condicionado, rodas de liga leve aro 15, computador de bordo, retrovisores elétrico entre outros itens. O preço sugerido de tal versão é de R$ 49.990.

A versão C3 Exclusive 1.6 Flex BVA, agora está disponível apenas com câmbio automático, além disso, a mesma ganhou alarme ultrassom e detector de obstáculo na traseira e mantém basicamente os seus itens originais. Seu preço é de R$ 55.490.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


No Brasil, é possível encontrarmos uma grande quantidade de linhas, modelos e marcas de automóveis em território nacional. Isso é resultado do grande número de empresas instaladas no Brasil, dessa forma, a concorrência é muito grande e quem tende a ganhar com tudo isso é justamente o consumidor brasileiro.

Para aqueles que estão em busca de lançamentos, saiba que uma boa indicação é o novo Mini Cooper 2015. O compacto britânico de grande sucesso em todo o mundo está com sua geração atualizada, dessa vez, a terceira geração chega ao Brasil com várias novidades. Conheça um pouco mais do lançamento na continuação desta matéria.

Dentre as várias novidades que o Mini Cooper 2015 trouxe, podemos destacar justamente as novidades no visual. O hatch inglês possui novos faróis com lanternas em LED para rodagem diurna, novo design na grade dianteira que vem acompanhada de traços inspirados no Mini da primeira geração, além disso, os novos para-choques dianteiros e traseiros também fazem parte do novo pacote do design do automóvel.

Ainda sim, vale ressaltar que as novidades no design também atingiu a parte interna do automóvel. Vale destacar o novo desenho do console central e painel de instrumentos, que nesta versão dispõe de velocímetro a frente do motorista. Para quem é fã dos tradicionais botões do console central, que lembram os de um avião, não se preocupe, pois eles foram mantidos.

O grande destaque é, sem sobra de duvidas, a novidade mecânica. O Mini Cooper 2015 inaugura nesta versão o inédito motor 1.5 turbo de três cilindros, que possui nada menos que 136 cavalos de potência, que estará associado ao câmbio automático de seis velocidades.

Além disso, caso deseje, você ainda pode contar com o motor 2.0 turbo de quatro cilindros, que pode render até 192 cv em conjunto com o mesmo câmbio já citado.

Em relação a preços, saiba que a versão com motor de 1.5 Turbo dispõe de preço inicial de R$ 89.950. A versão Cooper S 2.0 Turbo, por sua vez, tem preço sugerido de R$ 107.950 e a Cooper S Top 2.0 Turbo não sai por menos de R$ 124.950.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Como toda boa fabricante, a Citroën sempre busca atualizar as suas linhas bem como seus respectivos modelos e também lançar novas linhas de automóveis. Tudo isso é resultado de um mercado consumidor bastante exigente como o brasileiro, por exemplo.

Se você é cliente ou gosta bastante da Citroën, saiba que a mesma anunciou recentemente algumas mudanças na sua linha 2015, que também foi lançada há pouco tempo. A linha Citroën C3 Picasso 2015 passou por essas mudanças.

Dentre as novidades apresentadas na linha Citroën C3 Picasso 2015, podemos destacar os vidros elétricos traseiros de série, que fazem parte desde a versão de entrada. A nomenclatura das versões também sofreu significativa mudança.

Além disso, é importante destacar que mesmo com as devidas atualizações, a Citroën praticamente não alterou os preços de sua linha 2015, segundo nota oficial da própria empresa, a Citroën foi uma das marcas que menos ajustou preços.

O C3 Picasso 1.5 Origine possui, agora, como principais itens de série: direção hidráulica, ar condicionado, duplo airbag, freios com ABS com EBD, rodas aro 15 calçadas com pneus 195/60 R15, computador de bordo, retrovisores elétricos e vidros elétricos nas quatro portas com função antiesmagamento. Seu preço sugerido é de R$ 46.890.

O C3 Picasso 1.5 Tendance, 1.6 Tendance, bem como o 1.6 Tendance BVA possuem como principais itens de série: faróis de neblina, Rádio CD Player com comando satélite, rodas de 16 polegadas calçadas com pneus195/55 R16, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria além de detector de obstáculo traseiro.

A versão 1.5 possui preço sugerido de R$ 48.790. Já a versão 1.6 Tendance, R$ 49.790 é o seu preço sugerido. E a versão 1.6 Tendance BBVA, por sua vez, dispõe de preço sugerido de R$ 54.890, pois se trata da versão automática.

As versões C3 Picasso 1.6 Exclusive, C3 Picasso 1.6 Exclusive BVA possuem a mais: adiciona ar condicionado digital, Rádio CD Player com Hifi-like + USB + Bluetooth, bancos em tecido 3D/couro, mesas tipo avião, piloto automático, volante em couro, maçanetas e retrovisores externos cromados, para-brisa com sensor de chuva/sensor de acendimento automático dos faróis, dentre outros itens.

O 1.6 Exclusive possui preço sugerido de R$ 55.890 e a versão 1.6 Exclusive BVA (automático) dispõe de preço sugerido de R$ 59.890.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Dando um grande passo para avançar nas vendas no mercado brasileiro, a Nissan lançou o New March 2015 fabricado na nova unidade fabril situada em Resende – RJ. Com mudanças pontuais, tanto internas quanto externas, a marca nipônica aposta na lista de série e no visual renovado e mais atraente. O New March 2015 chega com preços a partir de R$ 32.990 e chega até R$ 42.990.

Esteticamente, a principal mudança fica por conta da parte dianteira, que traz novo para-choque, grade dianteira e faróis redesenhados e mais harmônicos com o resto do veículo. Na traseira, houve apenas alterações pontuais, com mudança na disposição das lanternas traseiras e algumas modificações no desenho do para-choque.   

Outro quesito que a Nissan trabalho foi o acabamento interno, que passou por alterações para deixar o veículo mais interessante, dinâmico e versátil. Enquanto o novo console central traz uma nova disposição e contém um plástico com toque mais refinado e aplique que imita aço escovado, os bancos estão mais macios e confortáveis.

É possível notar ainda um melhoramento no acabamento em geral, mesmo sem apresentar nenhum luxo dos veículos de outros segmentos oferecidos pela Nissan. Além disso, a Nissan também reforçou a estrutura, para oferecer maior proteção contra impactos e adotou novo tratamento acústico.

Para completar as novidades do New March 2015, a marca japonesa lançou para o compacto o sistema NissanConnect, dispositivo que permite o condutor acessar às redes sociais, visualizando os eventos e ainda fazer com que o navegador via satélite (GPS) trace um caminho e vá para o local do evento.

Mecanicamente não houve alterações e, portanto, o New March 2015 mantém os motores 1.0 16V Flex que entrega até 74 cv e torque de 10 kgfm, ou o bloco 1.6 16V Flex com até 111 cv e torque de 15,1 kgfm. Vale lembrar que ambos contam com a tecnologia que dispensa o tanquinho de gasolina para partidas a frio.

Oferecido em seis configurações (1.0 Conforto, 1.0 S, 1.0 SV, 1.6 S, 1.6 SV e 1.6 SL), desde a versão de entrada (1.0 Conforto) o modelo conta com uma boa lista de equipamentos de série, trazendo freios ABS com EBD e assistência de frenagem, airbag duplo, direção elétrica, ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, painel de instrumento com conta-giros e velocímetro com acabamento em prata, computador de bordo, volante de três raios com regulagem de altura, entre outros itens.

A configuração 1.0 S traz os mesmos equipamentos da versão anterior, acrescido de travas elétricas com abertura remota na chave, vidros nas quatro portas com acionamento elétrico e com função “One Touch” para o motorista, maçanetas internas cromadas e retrovisores elétricos.

A versão 1.0 SV é a mais completa com essa motorização. Portanto, além de todos os itens já citados, o modelo traz aerofólio com brake light e lâmpada de LED, moldura da grade inferior cromada, faróis de neblina com acabamento cromado, sistema de som com quatro alto-falantes, áudio streaming e comandos integrados no volante, maçanetas externas na cor da carroceira, revestimento dos bancos diferenciado e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Por fim, enquanto as versões 1.6 S e 1.6 SV trazem os mesmos itens das versões dotadas com motor 1.0, a configuração 1.6 SL é a topo de linha do New March 2015. Nessa versão o modelo vem equipado, com todos os equipamentos citados nas versões anteriores, acrescido de ar-condicionado digital automático, acabamento do painel central em Black Piano, revestimento dos bancos com tecido Premium, sistema de entretenimento com tela touchscreen de 5,8 polegadas, que abrave o sistema de som, o NissanConnect, navegador GPS e que ainda exibe imagens da câmera de segurança para manobras em marcha ré alarme com acionamento na chave, faróis dianteiros com máscara negra e rodas de liga leve de 16 polegadas com acabamento Inner Black.

Abaixo, versões e preços do New March 2015:

– 1.0 Conforto – R$ 32.990

– 1.0 S – R$ 34.990

– 1.0 SV – R$ 36.990

– 1.6 S – R$ 37.490

– 1.6 SV – R$ 39.990

– 1.6 SL – R$ 42.990

Por Caio Polo

Foto: divulgação


Atual modelo mais vendido da Chevrolet, com 13.248 unidades comercializadas no mês de abril, o Onix em sua a linha 2015 chega ao mercado brasileiro com algumas novidades em seu pacote de equipamentos e acréscimo de R$ 700 em sua versão de entrada (LS). Partindo dos R$ 33.890, o Onix 2015 tem preços até R$ 51.740, na versão LTZ 1.4 com câmbio automático de seis velocidades.  

Embora tenha encarecido, a versão de entrada (LS) do Onix equipada com motor 1.0 passa a oferecer de série o sistema de ar-condicionado. Com isso, desde a configuração mais básica o modelo conta com freios ABS com EBD, airbag duplo, direção hidráulica, cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura, painel de instrumentos com iluminação em dois tons, velocímetro com display e iluminação em LED e bancos do motorista com regulagem de altura

Houve mudanças também na versão topo de linha (LTZ 1.4), que agora dispõe de um pacote que adiciona ao veículo o volante multifuncional com comandos de som e conectividade com o telefone via Bluetooth, bem como a transmissão automática com seis marchas.

Disponível de série na versão 1.4 LTZ, o sistema de entretenimento MyLink, que agora é oferecido opcionalmente na versão LT 1.0 ou LT 1.4, abrange diversas funções do veículo, como as funções de rádios, acessar o assistente pessoal Siri do Iphone, efetuar e atender ligações em viva-voz, além de contar com conexão via Bluetooh, entrada auxiliar e USB.

Mecanicamente não houve alterações e, portanto, o Onix 2015 mantém as mesmas opções da linha anterior, podendo ser equipado com motor 1.0 8V Flex com até 80 cv e torque de 9,8 kgfm com etanol, ou com o motor 1.4 8V Flex que entregar até 108 cv e torque de 13,9 kgfm quando abastecido com etanol.

O motor 1.0 trabalha sempre em conjunto com o câmbio manual de cinco marchas, enquanto que o bloco 1.4 pode vir associado ao caixa manual ou a transmissão automática de seis velocidades.

Abaixo, preços e versões do Chevrolet Onix 2015:

– Onix LS 1.0 – Manual – R$ 33.890
– Onix LT 1.0 – Manual – R$ 38.990
– Onix LT 1.4 – Manual – R$ 42.890
– Onix LTZ 1.4 – Manual – R$ 48.190
– Onix LTZ 1.4 – Automático – R$ 51.740

Por Caio Polo

Foto: divulgação


A Chevrolet lançou no mercado brasileiro a linha 2015 do Prisma. Mantendo o mesmo visual e não apresentando nenhuma alteração mecânica, o Prisma 2015 traz algumas novidades em sua lista de equipamentos de série, mas também teve seu preço aumentado, com versão inicial (1.0 LT) partindo dos R$ 41.290, chegando até R$ 54.740, na versão LTZ 1.4 com câmbio automático de seis velocidades.

Embora tenha encarecido, a versão de entrada (LT) do Prisma equipada com motor 1.0 trará de série o sistema de ar-condicionado, oferecido opcionalmente na linha anterior. O sistema de entretenimento MyLink, por sua vez, continua sendo item opcional, vendido a parte por R$ 1.400.

Houve mudanças também na versão topo de linha (LTZ 1.4), que agora dispõe de um pacote que adiciona ao veículo o volante multifuncional com comandos de som e conectividade com o telefone via Bluetooth, bem como a transmissão automática com seis marchas, por um acréscimo de R$ 3.550 e elevando o preço do Prisma 2015 aos R$ 54.740.

Além disso, a Chevrolet agora oferece para o sedan, por R$ 1.150, a nova opção de cor metálica Cinza Mond.

Outro carro que sofreu um reajuste em seu preço foi o Chevrolet Classic. Estreando a linha 2015 do sedan compacto veterano, o modelo ficou R$ 2.800 mais caro, sendo vendido a partir dos R$ 30.590.

O aumento é justificado pelo aumento em sua lista de itens de série, já que agora o Chevrolet Classic vem com ar-condicionado, airbag duplo, freios ABS e preparação para instalação de som desde a versão mais básica (LT).

A versão mais completa do Classic 2015, equipado com direção hidráulica, vidros e travas com acionamento elétrico é vendido por R$ 32.690.

Em contrapartida, a edição especial Advantage do Classic 2015 está R$ 400 mais barato que a linha anterior. Vendido por R$ 33.770, o veterano em sua edição limitada vem com ar-condicionado, direção hidráulica, CD Player com leitor MP3/WMA, conexão via Bluetooth, entrada auxiliar e leitor USB, display digital que informa a data, horário e temperatura, rodas de alumínio de 14 polegadas, além de travas, retrovisores e vidros com acionamento elétrico.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Chevrolet Prisma:

– Prisma 1.0 LT – Manual – R$ 41.290
– Prisma 1.4 LT – Manual – R$ 45.890
– Prisma 1.4 LT – Automático –  R$ 50.790
– Prisma 1.4 LTZ – Manual – R$ 51.190
– Prisma 1.4 LTZ – Automático – R$ 54.740

Por Caio Polo

Foto: divulgação


A marca Corolla já conseguiu conquistar o mundo com seu conforto e qualidade. Mesmo não oferecendo supermáquinas, a companhia se consolidou em variados mercados e prova disso são as mais de 40 milhões de unidades vendidas desde 1966. A linha 2015 do sedã Toyota será lançado esse mês no Brasil e, mesmo os preços subindo cerca de 4,6%, a marca continua conquistando.

O mercado brasileiro recebe o modelo com preço tabelado de R$ 66.570 na versão GLi, com motor 1.8 de até 144 cv e câmbio manual de seis marchas. A versão Altis, de motor 2.0 de até 154 cv e transmissão automática CVT que simula sete velocidades custará R$ 92.900.

O modelo que será lançado também está mais moderno. O sedã Toyota está com uma aparência da versão europeia no quesito carroceria, além de alterações nos faróis afilados e uma nova grade cromada. A reclamação fica mesmo é no preço. O Corolla tem seu charme e sua credibilidade, mas o custo da versão de topo poderia ser revisto. Com R$ 5 mil a mais, dá para levar um Ford Fusion. Ele é maior, mais potente e mais equipado que o Corolla.

A nova versão ganhou também um sistema que aquece o etanol nos bicos injetores e elimina o tanquinho de gasolina para partidas a frio. A ocasião disso é o motor que tem duplo comando variável de válvulas. No mais, o Corolla está devendo. O carro passa segurança nas curvas, mas poderia ter a opção do consumidor ter o controle eletrônico de estabilidade.

A adoção do câmbio CVT pode tranquilizar um pouco mais o consumidor que quer comprar o modelo. O câmbio trabalha com relações continuamente variáveis, a caixa substitui a antiga automática convencional de quatro velocidades e proporciona mais conforto.

O Corolla também traz mais conforto para os passageiros do banco traseiro. O carro foi aumentado em 10 cm na distância entre os eixos e oito cm no comprimento. Na versão Altis, há o sistema multimídia com som, TV digital e GPS projetados na tela de 6,1”.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


Cada vez mais aumenta a competitividade das picapes de grande porte no mercado de autos. Depois de que a montadora Ford anunciou as alterações na propulsão da Série F-Super Duty, é chegada a hora da GM e Chevrolet também turbinarem seus modelos.

As versões 2015 das picapes Chevrolet Silverado e GMC Sierra, fabricadas nos EUA, virão com um design super inovador,  que promete se destacar na categoria.

Como ambos os carros são voltados a um público mais rural, as  caminhonetes terão capacidade de carga triplicada, a fim de ser mais funcional e eficiente. Além de suportar muito mais peso, as novas caminhonetes Chevrolet Silverado HD e GMC Sierra HD contam com assistente de reboque, sistema automatizado capaz de reduzir a frenagem nos declives acentuados, controle de estabilidade como item de série para toda a linha, completo sistema de entretenimento, painel de 8 polegadas, bancos em couro com ventilação e  aquecimento,  navegador GPS, dentre outros atributos.

Em relação à motorização, os carros contarão com motor V8 6 litros movido a gasolina. O propulsor é capaz de entregar 397 cavalos de potência. Os carros serão equipados com alertas de colisão,  sensores de evasão de faixa de rodagem, dentre outras características mecânicas.

Chevrolet Silverado HD

Chevrolet Silverado HD

GMC Sierra HD

GMC Sierra HD

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Alfa Romeo Spider Surgiram nas últimas semanas fortes indícios de que em breve o mundo verá o mais novo modelo da montadora Alfa Romeu.

Fontes ligadas à cúpula da empresa afirmam que o mais novo conceito da montadora virá em 2015.

Ao que tudo indica o novo conceito possuirá a mesma plataforma do até então considerado o novo Mazda MX5. Boatos afirmam que este novo modelo terá tanto uma versão fabricada em território japonês quanto uma versão fabricada na Itália e contará com motor turbo de 1.4 que alcançará os 168 cavalos de potência. Estima-se que o carro pesará aproximadamente 1 tonelada não excedendo os 1100 quilos.

O novo modelo Spider deve vir com duas opções de motor: um de 119 cavalos e um com 168 cv. O modelo italiano possuirá apenas a versão mais agressiva, contendo ainda caixa de câmbio automático com 6 marchas, mas ao que tudo indica os dois modelos (o fabricado no Japão e o fabricado na Itália) serão 40% idênticos quando comparados no quesito peças.

A Alfa Romeo é famosa por lançar veículos de luxo com conceitos extravagantes.

Cabe aos consumidores esperar um pronunciamento oficial da empresa que deve ser feito em breve.

Por Fernando Setoue





CONTINUE NAVEGANDO: