Após a Audi ter anunciado a presença do Audi A6 e do Audi A7, agora ela confirma que o sedan com a nova geração de topo A8 terá também sua apresentação garantida no salão de automóveis de São Paulo. O modelo terá a primeira aparição no evento para seu público brasileiro e tem a previsão de ser comercializado no Brasil no ano de 2020. Ele teve seu lançamento na Europa em junho de 2018.

Em comparações com sua linhagem passada ele está maior e carrega nesta versão o diferencial por ser o primeiro carro de produção em série a oferecer um sistema de condução autônoma nível três no mundo.

O modelo conta com 5,17 metros de comprimento, sendo 37 mm maior que o modelo anterior além de ser também13 mm mais alto (1,47 m) ele tem 6 mm a mais nos entre – eixos, que o fez chegar a 3 m. A sua largura é 4 mm menor, com 1,95 m.

Diante da implementação do curso do projeto foi praticamente a tecnologia quem ditou os caminhos que seriam seguidos, a prova disso estão nos faróis de alta tecnologia que foram batizados pela Audi de HD Matrix LED, que são ativados automaticamente sempre em que o carro superar os 70 km/h sem contar com a capacidade de dobrar seu alcance nos feixes de luz se for comparado com a tecnologia que foi usada nas versões anteriores

Os faróis contarão com 138 leds e com um diodo de laser em alto desempenho. Que são opcionais para o novo Audi A8.

Todo seu sistema de iluminação, o qual inclui as lanternas traseiras de OLED, com 135 LEDs em cada peça, sendo responsáveis pelo aumento significativo de preço do novo sedan que está em média de 10 mil euros na Europa, dependendo da configuração escolhida.

Mas a grande novidade do lançamento tão esperada se diz respeito ao tecnológico e ousado sistema de piloto automático autônomo, pois segundo a Audi, um scanner a laser funcionará com radares e outros sensores, de um modo a obter o layout do que está ao redor do carro. Fazendo assim com que o motorista possa ser dispensado no caso de situações de tráfego intenso, deixando assim o carro agir sozinho com as velocidades de até 60 km/h. O mesmo pode acontecer na hora de estacionar, pois o A8 se encarrega de manobrar e o motorista poderá acompanhar tudo do lado de fora, monitorando assim a sua ação por meio do smartphone.

E sobre o seu capô, todos os novos modelos Audi A8 estão trazendo um sistema híbrido leve de 48V este dispositivo funciona nas velocidades de 55 km/h a 160 km/h, de um modo a garantir maior economia de combustível e assim reduzindo a emissão de gases.

Os motores na Europa vêm incluindo as seguintes opções (3.0 TFSI a gasolina de 340 cv e 3.0 TDI turbo diesel de 286 cv). Mais para frente irão adicionar ao portfólio os propulsores 4.0 V8 e 6.0 W12, além de acrescentar uma versão híbrida do tipo plug-in. O seu câmbio é sempre automático de oito marchas, com a tração integral quattro.

Contamos com luxo e bom gosto em todos os detalhes deste modelo. A Audi acertou em cheio. Os admiradores das versões antigas irão se surpreender com este lançamento. Sendo assim muito difícil escolher entre os três tops alemães, Classe S, Série 7 e A8. Mas esse A8 é top dos tops, além de ter muita tecnologia em todos os aspectos e um visual menos poluído se comparado aos concorrentes mencionados. Geralmente quem compra um sedan desses anda no banco de trás, mas deve ser um sonho guiar um Audi A8 numa boa rodovia, é um avião sobre rodas.

Por Karla da Silva

Audi A8 2020

Audi A8 2020


Alterações devem deixar o carro com traseira totalmente nova.

Uma das maiores companhias automotivas francesas, em todo o mundo, está fazendo estrear um novo e mais impressionante modelo de veículo. Trata-se do recente lançamento, pela companhia Renault, por meio de anúncio oficial que apresenta a versão Renault Sandero de 2020, em grande parte estilizado de forma inédita no seu novo perfil. Este modelo, o Renault Sandero 2020, terá sua parte traseira inteiramente exclusiva.

Em realidade, este veículo se distancia de uma série de outros modelos, tais como os produzidos pela montadora romena Dacia, sendo que o Sandero nacional será produzido, como já foi citado, com uma traseira totalmente inspirada na versão Mégane, outro grande carro da companhia.

Toda estreia de um novo automóvel, sobretudo entre as grandes companhias, desperta o interesse tanto dos consumidores quanto dos especialistas, que se posicionam de modo a analisar as novidades e antecipar-se ao público com informações.

Este novo projeto da Renault tem por escopo precípuo a promoção de seus novos modelos, ou seja, o Sandero, o Logan e o Duster, os quais deixam de serem, daqui para frente, versões produzidas pela empresa Dacia, com o logo trocado. Esta ideia surgiu no sentido de manter a sinergia (atividade coordenada e simultânea que contribui para um objetivo comum) entre as duas indústrias, a Renault e a Dacia, o que torna esta diferenciação entre o Sandero, o Logan e o Duster, de cada marca específica, ainda maior e notável. A grande demonstração desta novidade está no próprio facelift que este Hatch nacional receberá em suas significativas alterações, a serem divulgadas em breve.

Entretanto, este novo veículo ainda não tem uma data determinada para estreia. Mesmo assim, o atual modelo compõe uma sequência de veículos na linha de 2019, ou seja, o inédito Sandero, portador de novo estilo, foi repaginado em seu visual e revelado por meio de registros da patente no INPI, o Instituto Nacional de Patentes Industriais.

Na parte dianteira este modelo brasileiro sofrerá algumas alterações leves e significativas, seja no para-choque, no capô e nos faróis, no entanto, o veículo em questão estará desprovido das luzes diurnas de tipo LED, presentes no anterior Sandero estilo sul-africano. A linha de design do para-choque estará equipada no mesmo formato de visual impresso no sedã Logan.

A Renault não costuma produzir drásticas alterações em seus carros e o mesmo se verificará neste. Porém, a mudança mais radical será operada na parte traseira. Como já foi citado, esse novo design traseiro está inspirado na estrutura do Mégane, que parece combinar-se perfeitamente no novo Sandero, o qual, também, estará equipado de lanternas mais espichadas, as quais vazam sobre a tampa do porta-malas de modo genial.

É fácil de os especialistas perceberem que o novo layout do Sandero 2020 está evidentemente inspirado em alguns de seus mais acirrados rivais, como o modelo Fiat Argo e o modelo Hyundai HB20. Ainda assim, estas mudanças visuais serão acompanhadas de uma precisa adoção de transmissão do tipo CVT em substituição ao seu anterior câmbio de tipo automatizado Easy'R, o qual há muito deixou de ser instalado pela companhia Renault.

Todos os modelos produzidos pela empresa francesa são bem sucedidos mundialmente, concorrendo, nas últimas décadas, com montadoras de grande porte, como a Ford, Volkswagen, Chevrolet, entre outras.

Em sua longa história de mais de 100 anos de presença no mercado de automotores, Renault S.A. tornou-se uma fabricante francesa de veículos entre as mais influentes e competitivas. Fundada no dia 25 de fevereiro de 1899 pelo empreendedor Louis Renault, desde então tem produzidos grandes modelos de automóveis pequenos e médios, entre vans, ônibus e até caminhões.

Paulo Henrique dos Santos


Novo modelo Powerful Family SUV da Volkswagen, chamado Tarek, foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global da marca.

A Volkswagen apresentou os novos SUV’s que serão comercializados no mercado chinês, tendo em foco o Toureg, porém a empresa anunciou um carro novo que surpreendeu e aguçou a curiosidade de quem estava presenciando a apresentação.

O novo modelo “Powerful Family SUV”, também chamado de Tarek foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global. Ele será produzido na Argentina a partir do ano de 2020, por mais que pareça uma data distante, o tempo passa rápido, e um ano e meio não é tanto tempo assim.

De acordo com as especulações ele possui certas semelhanças com o sketch, que também é uma novidade da Volkswagen que foi anunciada há pouco tempo atrás. Por mais que muitos afirmam ser dois carros parecidos, a transmissão ao vivo feita pela empresa revelou que essa semelhança entre os dois automóveis é bem pouca.

O carro será lançado no Brasil e continuará com o nome, por enquanto, de Tarek.

A empresa Volkswagen está realizando uma produção “camuflada”

A marca Volkswagen está tentando manter a produção dessa nova linha em sigilo, e não fez nenhuma divulgação pública, porém algumas pessoas acabaram descobrindo sobre a nova produção da empresa.

Isso aconteceu pelo fato de que os donos da empresa da América Latina em determinadas ocasiões acabaram comentando sobre um modelo que seria criado futuramente e ganharia o nome de Tharu, nome esse que foi modificado para Tarek, o novo SUV da Volkswagen.

Os donos ainda tentaram manter em sigilo a produção do novo modelo, porém como todos sabemos mentira tem perna curta e não demorou nada para que os fãs de carros e internautas juntassem algumas informações e identificassem as “falhas” cometidas pelos donos. Em uma recente divulgação dos novos modelos que serão lançados a Volkswagen produziu um slide com 20 fotos, e justamente no modelo Tarek é possível visualizar o nome “Tharu”.

Mas para camuflar a produção os donos da empresa preferiram dizer que esse nome era dado para um novo modelo de carro que estava sendo produzido na mesma, mas como já dito não demorou muito tempo para que os internautas conseguissem identificar algumas "falhas" em seus discursos.

Nessa mesma apresentação, no momento da finalização foram divulgadas algumas legendas contendo as informações específicas de consumos de todos os carros anunciados, além de listar os motivos especificando o motivo pelo qual não eram viáveis a comercializações de alguns deles na Alemanha. E nessa lista estavam os modelos Thayron e Tharu, e como não foram anunciados e nem divulgadas informações sobre eles, a hipótese que seja o SUV Tarek foi praticamente confirmada.

Quais as possíveis características e especificações do novo modelo da Volkswagen

O levantamento das possíveis características e especificações do modelo Tarek foi baseado na sua divulgação. E através dela, foi possível perceber que a empresa havia apresentado algo semelhante há um tempo atrás.

O automóvel traz os mesmos traços de design da categoria SUV, e a principal preocupação da marca é trazer para o mercado um veículo global.

Nas últimas fotos divulgadas pela empresa foi possível notar a diferença de cor entre o Powerful Family SUV e o Tarek, é que o primeiro nas primeiras imagens que foram divulgadas (não reais), o carro possuía um tom de amarelo esverdeado, e na atual apresentação ele foi apresentado na cor marrom.

A parte frontal do Tarek, pode-se dizer, que foi baseada no Atalas (também conhecido como Teramont), a semelhança é tamanha que os executivos apontaram o possível lançamento como um “mini-Treamont”.

Com tudo isso podemos concluir que mesmo que o modelo agrade os brasileiros pela categoria, todo esse suspense que a empresa está fazendo acaba desmotivando os admiradores da marca.

A única informação que podemos afirmar é que o nome que será colocado no novo SUV da Volkswagen só será divulgado em 2020. O tempo de espera de um ano e meio ocorre pelo fato de que o ultimo país a produzi-lo será a Argentina, antes disso o carro já será produzido no México e na Rússia.

Por Isabela Pierini dos Santos

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


Veja aqui uma projeção de como pode ser o visual do novo Toyota Corolla 2020.

Sem sombra de dúvidas, este vai ser um lançamento que poderá estremecer toda a categoria dos Sedans de luxo em todo o mundo.

Para quem não sabia, o Toyota Corolla é um dos carros mais vendidos em todo o mundo e agora parece que vai continuar o seu reinado chegando à sua 12ª geração. Um verdadeiro sucesso em todo o mundo.

Embora a Toyota ainda não tenha se manifestado oficialmente, os sites especializados no mercado automotivo mundial já disparam que a montadora já trabalha em segredo para lançar no mercado, ainda este ano, a linha 2020 da marca.

As especulações giram em torno da nova plataforma adotada pela marca, a TNGA, sigla que significa a nova arquitetura global da Toyota, que deverá ser adotada para sua linha de produção ainda este ano.

Para quem quiser ter uma ideia da nova sistema de projeção dos carros da marca, basta ver o lançamento do novo Auris, um novo modelo de hatch, ainda não lançado no Brasil e que, segundo os especialistas, além de incorporar as mudanças com o novo projeto, ele poderá ter sido a fonte de inspiração para a nova linha do Corolla 2020.

Se formos bastante objetivos, podemos reproduzir o raciocínio dos que conhecem o mercado de automóveis, que afirmam que o novo Corolla é a versão do Auris em um estilo sedan.

As fontes mais especializadas no assunto afirmam ainda que o novo Corolla poderá absorver muito do lançamento Europeu, com algumas modificações necessárias mais voltadas para o gosto dos consumidores brasileiros, embora a plataforma seja a mesma.

Para quem já viu as fotos por aí, a opinião é de que o resultado ficou maravilhoso, principalmente, para quem gosta de muita sofisticação, luxo e robustez.

Embora o que seria o protótipo do novo modelo 2020 já tenha sido visto rodando em uma fase de testes, todo camuflado por adesivos nas estradas europeias, o que se sabe é que a versão 2020 deverá seguir uma tendência na adoção de motores híbridos.

E ao que tudo indica parece que a Toyota vai aproveitar o mesmo tipo de motorização do Auris para o Corolla 2020. Esperamos que ela faça também todas a adequações necessárias, levando em consideração o tamanho e peso de um sedan de luxo, com mais capacidade de passageiros para um modelo hatch, menor e mais esportivo.

Se as previsões se confirmarem, o Corolla 2020 deverá chegar ao Brasil em duas versões, a 1.8 e a 2.0, com motor do tipo hibrido mesmo. Há uma segunda versão do motor que será adotada pela marca, o 1.2 Turbo, C-HR, porém, algumas informações dão conta de que este tipo não vai ser adotado para o modelo brasileiro (Talvez, o Brasil não tenha estradas suficientemente adequadas para este tipo).

Apesar da agitação que se segue em torno do lançamento da nova versão, a Toyota ainda não se manifestou sobre quais os planos para a nova linha 2020. As únicas imagens que possivelmente possam ser do novo modelo estão por aí circulando a pleno vigor na internet, a exemplo de outros modelos esperados também como o novo Ford Focus 2018.

Quem conhece a fundo as estratégias da montadora japonesa pode afirmar que ela pode estar preparando um ambicioso plano para surpreender os seus consumidores pelo mundo afora e já pode esta trabalhando também naquela que seria também a versão 2020 do seu sedan mais famoso.

Se o mercado consumidor brasileiro ainda nem tem ideia de quando a versão 2020 vai chegar por aqui, então, com relação ao preço nem se fala. Mas quem já tem experiência pode até arriscar um palpite: o preço com toda certeza deverá ser mais caro.

Emmanoel Gomes





CONTINUE NAVEGANDO: