O modelo é um típico SUV aparelhado com motor de 2.0 turbo, com desempenho de 262 CV e mais 37 kgfm na força de torque.

A companhia Chevrolet consiste em uma companhia produtora de veículos motorizados, de origem norte-americana, fundada e inaugurada no ano de 1911. Esta empresa pertence a General Motors em conjunto com a Cadillac; a Buick; a GMC; a Holden; a Pontiac entre outras marcas.

Há poucos meses a fabricante anunciou o modelo EQUINOX como o próximo integrante do rol pertencente à linha MIDNIGHT.

Trata-se, em realidade, de um típico SUV aparelhado com motor de 2.0 turbo, com desempenho de 262 CV e mais 37 kgfm na força de torque. Este veículo pré-estreou oficialmente no final do ano de 2017, para suceder o modelo Captiva.

Esta é a série especial cujo título que a encabeça é Midnight, produzido pela empresa Chevrolet, a qual foi agraciada com um novo membro na esteira de produção. O recente SUV Equinox, que, como já foi citado, estreou no final do ano de 2017, como meta de suceder a versão descontínua intitulada Captiva.

Na medida em que este modelo estilizado for sendo comercializado, o mesmo liderará uma grande parceria com a chamada picape S10 e com o potente Tracker, os quais estão equipados com a roupagem negra clássica desta fabricante.

Todos os veículos produzidos na linha intitulada Midnight se tornam bastante diferenciados, devido aos seus detalhes estilizados em preto no desenho da carroceria, no seu interior e também no próprio nome da edição, que está gravado nas plaquetas posicionadas sobre as tampas traseiras.

Esses veículos são popularmente conhecidos como automóveis da meia-noite, os quais também estão perfeitamente equipados com rodas escurecidas; com bancos na cor preta e mais detalhes estilizados na cor preta brilhante, sobre o painel.

Este modelo Equinox chega ao consumidor aparelhado com um motor tipo 2.0 turbo, com desempenho de 262 CV e 37 kgfm na força de torque, sob seu capô, suplementado pela injeção direta da gasolina. Este é um dos mais recentes e mais potentes veículos pertencentes à última geração produzida pela Chevrolet.

Na atualidade, a elaboração de um novo automóvel abrange uma série de tecnologias que são vazadas e perfeitamente adaptadas ao carro, com a inclusão de dispositivos acessórias para se manter a comunicação via Net, o som, o sistema de segurança, o conforto, entre outros.

Este mesmo automóvel está equipado com um propulsor equivalente ao utilizado no clássico Camaro norte-americano. De acordo com dados angariados da fifila GM, este veículo possui capacidade de aceleração de 0 até 100 km/h em um período de recorde 7,6 segundos, sendo que a sua velocidade máxima atinge o máximo de 210 km/h.

O Chevrolet Equinox Midnight possui capacidade média de consumo que chega à casa dos 10 km/l, quando seu desempenho é avaliado em trecho rodoviário.

Portanto, esta nova série começará a aterrissar em todas concessionárias a partir do mês de setembro, abrangendo, também, uma versão de entrada chamada LT. Em todas as versões está instalado o mesmo conjunto mecânico, que consiste no já citado motor tipo 2.0 turbo, com desempenho de 262 CV; equipado com um câmbio automático em nove marchas.

Em termos de consumo e economia, o modelo utiliza até 8,4 km/l, rodando pelas cidades e utiliza 10,1 km/l, rodando pelas estradas, conforme a bateria de testes realizada sobre a versão equipada com a tração integral. O consumo chega a 9,1 km/l e a 11,2 km/l, respectivamente, na cidade e na estrada, de acordo com os testes realizados na configuração munida de tração simples.

Por Paulo Henrique dos Santos


O BMW Z4 2019 vem com uma versão no motor 3.0 que é turbo de seis cilindros em linha, que dá a possibilidade do carro alcançar de 0 a 100 km/h em menos de cinco segundos.

Todos já estavam ansiosos para a chegada deste lançamento da BMW, a demora fez as expectativas aumentarem sem contar nas diversas fotos do carro em teste e várias especulações, o então o lançamento BMW Z4 2019 foi então apresentando em Pebble Beach.

Ele foi apresentado em uma versão M40i, versão essa que é top de linha, vindo com um motor de 6 cilindros, que em uma edição é especial é chamado First Edition, apesar de ser tão esperado ele não será o veículo com a primeira configuração a ser vendida. Pois o Z40 30i terá suas vendas iniciadas no segundo trimestre deste ano, e o lançamento M40i fica para segunda metade do ano.

O BMW Z4 2019 vem com uma versão no motor 3.0 que é turbo de seis cilindros em linha, que dá a possibilidade do carro alcançar de zero a 100 km/h em menos de cinco segundos. Já na Europa, este modelo produzirá (339 CV), isso por causa do Worldwide Harmonised Light Vehicle Test Procedure, o sistema novo de testes de emissões de poluentes, que tem regras mais rígidas.

As variações para aplicação nos demais mercados podem ser bem mais potentes. O sistema First Edition vem com freios M Sport e diferencial traseiro controlado eletronicamente e amortecedores adaptativos.

Deu para perceber que a nova geração do roadster veio seguindo praticamente o estilo do conceito que foi mostrado pela empresa alemã no ano de 2017.

A BMW Z4 2019 vem com a pintura em uma coloração laranja metálica ou Frozen Orange, sua frente bem complexa mistura grades e entradas de ar formando assim um aspecto esportivo. A famosa grade que tem formato de rim da BMW se expande por toda a frente, e uma das grandes novidades são os faróis que tem desenho interno totalmente diferente dos outros modelos da marca.

Ainda como novidade tem uma grade frontal com duplo rim bem mais larga e com detalhes que vem no preto brilhante, para-choque com formato mais imponente, faróis com recorte mais agressivo, laterais com tomada de ar e vincos marcantes na lataria e traseira com lanternas em LED com formato afilado invadindo a parte central e capô longo mais musculoso.

No BMW Z4 2019 temos as saídas de ar que ficam atrás das rodas dianteiras, que irão ajudar a ventilação dos freios. Ao contrário do modelo anterior, o modelo novo usa uma capota que é de tecido. Sua roda que é de liga leve de dezenove polegadas na cor preto vem com cinco hastes duplas. O balanço traseiro pequeno caracteriza um spoiler super discreto na sua tampa do porta-malas. E ao fechar à traseira está um par de saídas de escape trapezoidais.

Já dentro do automóvel é muito (high-tech, com head-up display), pois tem um painel digital de instrumentação, com uma tela super larga que vai para a central multimídia além do display que é pequeno sendo para o controle do ar-condicionado. Seu console central vem com botões que possibilita a mudança dos modos de condução, além da alavanca do câmbio e do controle giratório que vem para a multimídia.

Os passageiros irão sentar em bancos esportivos com um acabamento altamente luxuoso, o som é da Harman Kardon, que foi feito para continuar com a qualidade mesmo quando o carro estiver sem a capota.

Não se tem muitos detalhes internos, mas sabe-se também que o volante é esportivo sendo de três raios, seu sistema de entretenimento é IDRIVE com tela tipo flutuante no painel como já falado, entre outros detalhes.

Esse é um modelo lindo e acima de tudo altamente luxuoso com um design bem tecnológico ideal para pessoas de bom gosto! E aí, você gostou?

Por Karla da Silva

BMW Z4 2019

BMW Z4 2019


O maior SUV da Audi está confirmado para chegar em 2019 ao mercado brasileiro.

A Audi lançou uma nova linha de SUVs aumentando assim a sua coleção, pois a montadora nos mostrou que sua criação está enorme, isso tudo porque o Audi Q8 está ocupando o primeiro lugar na gama de utilitários esportivos da Audi.

O modelo teve suas vendas iniciadas na Europa no final de 2018 e foi exposto para seus admiradores no Brasil durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. A empresa começou a receber as suas primeiras encomendas no ano passado e pretende fazer as entregas agora no início de 2019.

O último lançamento da Audi o SUV na linha Q8 é bem menor e mais baixo do que o modelo a qual ele vem substituir o Audi Q7, pois ele mede (4,99 metros) tem dois metros de largura e (1,71 metro de altura), mas ele compensa no entre – eixo porque são quase três metros de largura o que o faz ultrapassar o modelo antigo. Em compensação aos 4,99 metros de comprimento, o Audi Q8 tem a possibilidade de ser equipado com uma terceira fila de bancos, no caso de querer transportar cargas maiores poderá rebater os bancos e aumentar o espaço de cargas para (1.755 litros) tendo ainda duas fileiras de bancos, já seus porta-malas podem levar até 605 litros e tem rodas de vinte e duas polegadas além de tudo isso temos um carro com tração integral quattro com um conjunto de suspensão que se adapta ao ar e que pode ajustar a altura do veiculo em até noventa milímetros automaticamente isso vindo a depender do tipo de terreno. Seus faróis são em LED, tendo também a opção de por o eixo traseiro em um sistema de esterço para facilitar a sua manobra tendo assim um melhor desempenho em velocidades altas.

O Audi Q8 tem tecnologia mild hybrid, tem uma bateria de 48 volts que age quando se está em uma velocidade de cruzeiro, economizando o consumo de combustível, seu motor é um 3.0 de torque máximo, turbo diesel de (290CV) e (61,2KGFM) tem câmbio automático de oito velocidades sendo capaz ainda de acelera a cem quilômetros em 6,3 segundos, tendo uma velocidade máxima de 231 KM/H com a previsão de aumento em sua gama, pois terá a chegada de suas versões em motores de 3.0 turbo diesel de 234 cv e 3.0 turbo a gasolina de 344 cv.

O seu porte foi copiado do Q7, mas diversas das suas tecnologias e também o visual da cabine vem do Sedã A8 dentre outras coisas. Tendo três telas, a central de multimídias tem dez polegadas é bastante sensível ao toque e vem com a tecnologia que responde os comandos com vibrações, tem a tela abaixo com oito polegadas que serve para fazer ajustes do sistema de ar-condicionado e também para digitar o endereço no sistema GPS e por último o quadro de instrumento que é todo digital com uma tela de alta resolução com doze polegadas.

Seu investimento maior veio em desempenho, pois o Q8 se diferencia por ter um central mecânico, que passa 40% da força para o seu eixo traseiro de forma padrão, dependendo da necessidade, a distribuição de torque se ajusta automaticamente pelo o mecanismo Quattro como falei acima e suspensão com amortecedores ao ar caso você escolha, ajudando o veiculo em locais off-road.

A Audi trouxe o modelo ideal para clientes exigentes que querem está rodeado de tecnologia e luxo, pois feito como um cupê, ele veio para rivalizar diretamente com os BMW X6 e Mercedes-Benz GLE Coup, tendo um visual mais elegante que seus rivais.

Por Karla da Silva

Audi Q8 2019

Audi Q8 2019


Após a Audi ter anunciado a presença do Audi A6 e do Audi A7, agora ela confirma que o sedan com a nova geração de topo A8 terá também sua apresentação garantida no salão de automóveis de São Paulo. O modelo terá a primeira aparição no evento para seu público brasileiro e tem a previsão de ser comercializado no Brasil no ano de 2020. Ele teve seu lançamento na Europa em junho de 2018.

Em comparações com sua linhagem passada ele está maior e carrega nesta versão o diferencial por ser o primeiro carro de produção em série a oferecer um sistema de condução autônoma nível três no mundo.

O modelo conta com 5,17 metros de comprimento, sendo 37 mm maior que o modelo anterior além de ser também13 mm mais alto (1,47 m) ele tem 6 mm a mais nos entre – eixos, que o fez chegar a 3 m. A sua largura é 4 mm menor, com 1,95 m.

Diante da implementação do curso do projeto foi praticamente a tecnologia quem ditou os caminhos que seriam seguidos, a prova disso estão nos faróis de alta tecnologia que foram batizados pela Audi de HD Matrix LED, que são ativados automaticamente sempre em que o carro superar os 70 km/h sem contar com a capacidade de dobrar seu alcance nos feixes de luz se for comparado com a tecnologia que foi usada nas versões anteriores

Os faróis contarão com 138 leds e com um diodo de laser em alto desempenho. Que são opcionais para o novo Audi A8.

Todo seu sistema de iluminação, o qual inclui as lanternas traseiras de OLED, com 135 LEDs em cada peça, sendo responsáveis pelo aumento significativo de preço do novo sedan que está em média de 10 mil euros na Europa, dependendo da configuração escolhida.

Mas a grande novidade do lançamento tão esperada se diz respeito ao tecnológico e ousado sistema de piloto automático autônomo, pois segundo a Audi, um scanner a laser funcionará com radares e outros sensores, de um modo a obter o layout do que está ao redor do carro. Fazendo assim com que o motorista possa ser dispensado no caso de situações de tráfego intenso, deixando assim o carro agir sozinho com as velocidades de até 60 km/h. O mesmo pode acontecer na hora de estacionar, pois o A8 se encarrega de manobrar e o motorista poderá acompanhar tudo do lado de fora, monitorando assim a sua ação por meio do smartphone.

E sobre o seu capô, todos os novos modelos Audi A8 estão trazendo um sistema híbrido leve de 48V este dispositivo funciona nas velocidades de 55 km/h a 160 km/h, de um modo a garantir maior economia de combustível e assim reduzindo a emissão de gases.

Os motores na Europa vêm incluindo as seguintes opções (3.0 TFSI a gasolina de 340 cv e 3.0 TDI turbo diesel de 286 cv). Mais para frente irão adicionar ao portfólio os propulsores 4.0 V8 e 6.0 W12, além de acrescentar uma versão híbrida do tipo plug-in. O seu câmbio é sempre automático de oito marchas, com a tração integral quattro.

Contamos com luxo e bom gosto em todos os detalhes deste modelo. A Audi acertou em cheio. Os admiradores das versões antigas irão se surpreender com este lançamento. Sendo assim muito difícil escolher entre os três tops alemães, Classe S, Série 7 e A8. Mas esse A8 é top dos tops, além de ter muita tecnologia em todos os aspectos e um visual menos poluído se comparado aos concorrentes mencionados. Geralmente quem compra um sedan desses anda no banco de trás, mas deve ser um sonho guiar um Audi A8 numa boa rodovia, é um avião sobre rodas.

Por Karla da Silva

Audi A8 2020

Audi A8 2020


Nova versão promete visual mais agressivo com motor 3.2 a diesel de 200cv.

Segundo Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, a Ford Ranger Storm chegará ao mercado até o final de 2019.

A montadora tem investido pesado em veículos desse porte.

Com um investimento de US$ 11 bilhões, a montadora está se preparando para lançar no mercado mundial 40 modelos híbridos e elétricos até 2022.

A nova configuração da Ford Ranger Storm é de chamar a atenção.

Começando pelo design, a frente tem 2 faróis de neblina de LEDS e o nome Storm gravado em letras garrafais na enorme grade grafite.

Possui também, central multimídia SYNC, 7 airbags, câmera de ré, sensores de estacionamento, piloto automático com limitador de velocidade e controle eletrônico de estabilidade e tração, além de outros equipamentos.

Com motor 3.2 turbodiesel, a Storm é baseada na top de linha Limited.

Equipada com cinco cilindros em linha, ela é capaz de gerar 200cv de potência e 47,9 kgfm de torque.

O câmbio continua sendo o automático de 6 marchas.

A Ranger Storm se transformou rapidamente em uma versão que revela a sua vocação para off-road.

O valor da Ford Ranger Storm versão 2019 ainda não foi definido para o mercado.

Contudo, podemos avaliar o seu preço baseando-se no valor da edição Limited, que atualmente é vendida por R$ 188.990,00.

Vale o quanto pesa

Certamente, a Ford Storm é o tipo de picape que vale cada centavo investido.

Seu interior tem um ar totalmente futurista, conectado com as últimas tecnologias de ponta para veículos desse naipe.

Há instrumentos digitais espalhados por todo o painel.

A central Sync de oito polegadas permite uma boa enxugada nos comandos.

O sistema possui botões de acionamento rápido, considerados indispensáveis, como o botão de volume por exemplo.

As superfícies são sensíveis ao toque e respondem rápido ao comando.

A central também controla comandos variados do carro, e isso inclui o ar condicionado.

O controle de cruzeiro ativo é capaz de manter uma distância segura do carro a frente, além disso, pode frear sozinho caso seja necessário.

Um recurso interessante é a projeção de uma luz vermelha no para-brisa que alerta se houver perigo de uma colisão iminente.

Outra novidade é o vibrador de volante, que alerta o motorista se ele inadvertidamente invadir o espaço de outro condutor.

Todavia, se o motorista não reagir ao alerta de invasão de faixa, o próprio veículo faz os ajustes automaticamente.

A funcionalidade dos mecanismos depende da câmera anexada junto ao retrovisor interno, que é capaz de baixar o farol alto caso detecte tráfego contrário.

A direção da Ranger Storm está mais macia do que o modelo hidráulico antigo, tudo graças a assistência elétrica embutida.

A potência do motor 3.2 continua o mesmo, com seus 5 cilindros em linha de segmento, produz um ronco mais grave e poderoso.

O motor também obedece aos critérios mais rígidos de emissões, com injetores, turbo, sensor de temperatura e novo desenho de válvulas.

Tudo isso adicionado a um motor de 200cv com 3 mil giros e 47,9 kgfm de torque.

Na pista, a Storm é capaz de atingir 100 Km/h em apenas 11,1 segundos.

O que a deixa bem à frente do modelo Hilux, que em testes atuais atingiu os mesmos 100 Km/h em 12,5 segundos.

O consumo da Storm chegou a 7,9 Km/l na cidade e 12 km/l na estrada.

Os pneus 265/60 aro 18, um tanto largos, ajudam bastante no asfalto. No entanto, recomenda-se o uso de pneus de uso misto mais agressivos para um maior aproveitamento.

Um diferencial na análise custo benefício está na garantia do novo modelo, que foi ampliado de três para cinco anos.

As revisões passaram também a ser agendadas a cada 10 mil km, ou seja, 1 ano.

Certamente, com toda essa infraestrutura é de se esperar que a Ranger Ford Storm agrade até aos compradores mais exigentes.

Por Defilho

 Ford Ranger Storm 2019

 Ford Ranger Storm 2019


Novo modelo virá sem estepe e muito mais tecnologia.

O Ford EcoSport é um SUV crossover subcompacto, originalmente fabricado no Brasil pela Ford há 16 anos (iniciando no modelo 2003), na fábrica de Camaçari, no estado da Bahia. Uma das principais características do modelo de 16 anos sempre foi o estepe “pendurado” na parte traseira do carro, mas a Ford decidiu mudar isso.

A Ford iniciou as vendas do modelo nos Estados Unidos, Canadá e Austrália em 2018 e o modelo apresentado nesses países não vem com o estepe na parte traseira como padrão. A Ford vai trazer esse conceito para o Brasil em 2019.

Mas e o estepe?

Como já acontece com muitos carros atuais, os modelos sem estepe são equipados com a tecnologia “Run Flat Tire”, que é uma tecnologia que permite com que se dirija o carro por muitos quilômetros mesmo com o pneu furado.

Embora tenha aparecido pela primeira vez em meados da década de 1980, somente agora essa tecnologia está mais popular, fazendo com que alguns fabricantes de automóveis tenham tornado essa tecnologia padrão em novos veículos.

Com esse tipo de pneu você pode continuar dirigindo após ter furado o pneu, permitindo que você encontre uma oficina. Você poderá dirigir o EcoSport com os pneus furados a uma velocidade máxima de 80 km/h e uma distância máxima de 80 km desde o local do incidente. O pneu tem as paredes laterais reforçadas, por isso consegue suportar o peso do carro mesmo estando vazio.

EcoSport Versão Titanium

A versão Titanium é bem completa no que se refere à tecnologia! Se você gosta de teto solar ficará feliz com o belo teto solar elétrico da versão Titanium.

Vamos começar falando da central multimídia!

Em 11 de dezembro de 2014, a Ford anunciou o Sync 3, que substituiu o MyFord Touch, tem recursos mais simples e é equipado com o software QNX da BlackBerry Limited ao invés do sistema da Microsoft.

A tela da central multimídia do Ford EcoSport 2019 Titanium tem 8 polegadas (20 centímetros) de diagonal. Além de toda essa tecnologia você ainda vai contar com sensor de ponto cego, partida keyless (sem chave), ativação dos limpadores de para-brisa quando começar a chover, faróis com tecnologia Xênon, bancos forrados em couro e rodas de liga leve de 17 polegadas (43 centímetros).

Motor

Para muitas pessoas, a parte mais empolgante dentre as características de um carro é o que está sob o capô. E o EcoSport 2019 vai te manter empolgado! O modelo é equipado com um motor de 1,5 litro no modelo TiVCT Flex. Quando acelerado a 6.500 rotações por minuto esse motor entrega 130 cavalos (97 quilowatts) de potência. Quando acelerado a 4.500 rotações por minuto o motor entrega um torque de 15,6 kgfm, tudo isso quando abastecido com gasolina.

Nos postos de combustíveis do Brasil nós temos uma opção que os americanos não têm: abastecer o carro com etanol! Escolhendo essa opção, com aceleração de 6.500 rotações por minuto, o EcoSport entrega 137 cavalos e entrega 16,1 kgfm de torque quando acelerado a 4.500 rotações por minuto. A transmissão é automática de seis velocidades.

Outros detalhes

Podemos citar alguns outros detalhes do EcoSport 2019. Começando pelo espaço interno. O modelo comporta uma pessoa de 1,85 m de altura confortavelmente e ainda sobra espaço para cabeça e pernas. Apesar de ter pouco espaço para armazenamento de objetos, o Ecosport tem dois cupholders (porta-copos) entre os bancos frontais e um porta-objetos centralizado no descança-braço.

Espaço atrás

Os bancos de trás facilmente comportam duas crianças (com a opção de adicionar uma terceira criança sem muitas dificuldades). Porém, para pessoas altas (com mais de 1,80 m de altura) os bancos traseiros podem não oferecer tanto conforto para as pernas.

Para mais informações sobre o EcoSport clique aqui www.ford.com.br/suvs-e-crossovers/ecosport.

Por Bruno Rafael da Silva

Ford EcoSport 2019

Ford EcoSport 2019


Modelos da Chery contam com muita segurança, conforto e tecnologia.

A Chery Automobile é uma empresa estatal da China. Fundada em 18 de Março de 1997 visa fomentar a economia de Wuhu, província de Anhuí, inicialmente era voltado para o público infantil. E com a eminente dificuldade de licença da venda produto, mas a empresa foi salva pelo governo local. Shanghai Automotive Industry Corporation (SAIC), em 2001, passou a atuar junto com a empresa, que colaborou para transmissão da mercadoria. Sua área do terreno é de dois milhões de metros quadrados, têm mais de 15 fabricas e 22 mil funcionários. A indústria automotiva chinesa alcançou em seu primeiro ano extraordinária marca de 28 mil unidades vendidas. Após alguns anos dos primeiros lançamentos dos primeiros modelos da marca, ela é campeã de vendas entre as montadoras e líder em crescimento; com mais de 360 mil carros comercializados.

Chery no Brasil

Instalada no interior de São Paulo, em Salto, sendo a sua sede administrativa, com uma extensão de 100 mil metros quadrados, área administrativa, escritórios para os executivos.

O Chery Tiggo, conta com 16 válvulas, um SUV com motor 2.0 a gasolina, tração 4×2, câmbio mecânico e 135 cv. Vendeu para o território brasileiro os modelos de Cielo (A3 na china), Celer ( Fullwin), Face (A1 na China) entre outros.

A Chery inaugurou em 2014 a primeira fábrica fora da China. A empresa foi instalada na cidade de Jacareí, no estado de São Paulo, com a capacidade para aproximadamente 150.000 veículos/ano. Em 2017, a Chery vendeu 51% das operações para a Caoa, formando a Caoa Chery.

Modelos Ofertados no Brasil: Chery QQ, Chery Celer (Hatch e sedan)

A Chery Tiggo 2 look 1.5 ano de 2019, combustível flex, configuração Hatch, possui 55 lugares, porte compacto, revisões 2.761 até 60.000km. Chega ao mercado com inúmeras novidades, oferecendo mais tecnologias, câmbio automático, bastante inovação, comodidade para o consumidor, design elegante. Tudo para que expectativas dos clientes sejam supridas com êxito.

Segurança

A companhia também se preocupa com a segurança do produto e, por isso, houve melhoramento dos itens, como: Sensores de estacionamento traseiro, Faróis com regulagem de altura, monitoramento da pressão dos pneus, ISOFIX, Desembaçador do vidro traseiro, Luzes de condução diurna, Limpador e lavador do vidro traseiro, luz traseira de neblina, travamento central das portas, repetidores laterais das luzes de direção, Encosto de cabeça para todos os ocupantes, faróis com refletores duplos, Alarme antifurto perimétrico, Cintos de três pontos para todos os ocupantes, Airbags frontais, Freios ABS.

Conforto

Pensar no conforto e no bem-estar dos seus clientes sem foi uma marcar imprescindível para a empresa. Tais itens, como: Alças de segurança no teto, Comando interno da tampa do tanque, banco traseiro rebatível, Banco traseiro bipartido, Comando interno do porta-malas, luz no porta-malas, Controle elétrico dos vidros traseiros, rodas de liga leve, Ar-condicionado, Zonas de ar-condicionado, Direção assistida, Ar quente, banco do motorista com ajuste de altura.

Ficha técnica

Transmissão: Câmbio manual de 5 marchas, acoplamento embreagem monodisco a seco, Tração dianteira,

Freios: Traseiros discos sólido, Dianteiros disco ventilado

Dimensões: Distância entre os eixos 2555 mm, Porta-malas 420 litros, comprimento 4200mm, Peso 1240 kg.

Motor: Disposição transversal, aspiração natural, instalação dianteiro, cilindros 4 em linha, potência/peso 10,78 kg/kgfm, Curso dos pistões 79,52 mm, Potência máxima 115 cv (A) 110 cv (G) a 2700 rpm, toque específico 9,96 kgfm/litro, Válvula por cilindro 4, Variação do comando admissão, Diâmetro dos cilindros 77,4 mm

Suspensão: elemento elástico mola helicoidal, traseira eixo de torção, dianteira independente, McPherson.

Direção: Pneus 205/55 R16, 205/55 R16, Assistência hidráulica

Consumo: Rodoviário 8,8 km/l (A), 12,3 km/l (G), Urbano 7,7 km/l (A) 10,9 km/l (G)

Preço: aproximadamente R$ 59.990.

Não perca a oportunidade de adquirir esse produto inovador com design contemporâneo e de alta tecnologia.

Por Dian Lucas de Paula

Chery Tiggo 2 2019

Chery Tiggo 2 2019


Novas gerações do Onix e do Prisma será lançadas em meados de 2019.

A Chevrolet anuncia o lançamento dos novos modelos que já se encontram em fase de teste no Brasil.

A previsão de estreia dos novos modelos Chevrolet foi antecipada do final de 2019 para a metade de 2019.

O motivo é que eles já se encontram em fase final de desenvolvimento.

E dependendo da evolução podem chegar ao mercado muito mais cedo do que se esperava, talvez no início de 2019.

A expectativa é que após a chegada dos novos modelos virão outros integrantes da família como o sedan Cobalt e a minivan Spin.

A evolução

O novo Onix 2020 é derivado do projeto (GEM), e será posicionado como um compacto premium na linha da marca norte-americana.

A plataforma é uma parceria entre a Global Emerging Market (GEM) e a chinesa (SAIC).

Dessa fusão sairão outros veículos que serão vendidos pela Chevrolet na Índia, China, México e Brasil.

O hatch segue a identidade tradicional da marca, com visual inovador baseado na grade do Camaro.

Possui câmbio de 6 marchas, com tração dianteira.

O novo motor turbo 1.0 de 3 cilindros aspirado é capaz de render 116 cv, e tem a vantagem de ser barato e econômico, a menor taxa de IPI é um dos incentivos para carros com esse motor.

O novo Onix possui computador de bordo com 5 funções que permitem controlar:


  • O consumo médio por (KM/L);

  • Média de velocidade (KM/H);

  • A temperatura externa;

  • O tempo de viagem (KM).

Outra inovação é o sistema de controle de rádio no volante.

O novo modelo 2019 será disponibilizado em 6 cores diferentes:


  • Preto ouro negro;

  • Branco summit gelo;

  • Vermelho carmim;

  • Prata switchblade;

  • Cinza grafite;

  • Azul imperial.

Na onda das novidades para 2019, o Chevrolet Prisma não deixa a desejar.

O novo modelo seguirá o estilo adotado nos novos sedans da General Motors.

O visual será mais moderno, com lanternas traseiras bipartidas, alta tampa do porta-malas, e ampla grade frontal dianteira.

O novo Prisma contará com mudanças expressivas em seu interior, que terá uma central multimídia completa o que inclui tecnologia 4G.

O motor seguirá a mesma configuração do Chevrolet Onix.

Com relação aos preços finais desses veículos, existe muita especulação por aí. Contudo, estimasse que o valor do Onix 2019 gire em torno de R$ 48.000,00, enquanto o Prisma sairá pelo valor de R$ 58.890,00.

A procura no mercado pelo Chevrolet Onix é grande, segundo estatísticas de venda de veículos automotores, esse modelo foi o mais procurado no ano de 2014, com 20 mil unidades vendidas em apenas 1 mês. Desde então, a marca tem liderado o ranking de vendas no mercado de carros.

Mas o que esse veículo tem que os outros não têm?

Recorde de Vendas

Para responder a essa pergunta, a Chevrolet listou três fatores:

O primeiro é o produto em si, que com tecnologias inovadoras como conectividade e conveniência atendem os anseios do consumidor mais exigente e ávido por tecnologia.

O segundo fator está ligado ao amplo número de concessionárias Chevrolet espalhadas por todo o Brasil, que por sua vez possuem toda a logística necessária para atender ao consumidor. Hoje a rede Chevrolet conta com 600 concessionárias.

O terceiro se resume a maior oferta no mercado brasileiro, com grande estoque de unidades disponíveis.

Irmãos gêmeos

O Chevrolet Prisma não fica para trás quando o assunto é mercado de vendas.

O sedan passou a assumir a liderança de vendas a partir de 2013, com mais tecnologia, conforto e estilo. No ano de 2014, registrou um total de 88.377 unidades vendidas. Entretanto, todo esse conforto tem um preço, e alguns consumidores acham o preço salgado demais. Contudo, analisando o custo benefício, o Prisma possui a infraestrutura de um carro de ponta, e certamente não compromete nos quesitos conforto e segurança. Resumindo, ele vale cada centavo investido.

Por Defilho

Chevrolet Prisma 2019

Chevrolet Onix 2019


Dicas de manutenção do ar-condicionado automotivo. Saiba o que verificar e o que deve ser trocado com frequência.

O Verão ainda nem chegou e os termômetros já têm registrado um considerável aumento das temperaturas em diversas regiões do país. Ao que tudo indica o calor 2018-2019 deve ser rigoroso com sensações térmicas altíssimas. É claro que essa estação é muito propícia para ir à praia, realizar viagens ou simplesmente passar o dia na piscina, mas nem todos podem passar o verão assim. Na realidade as pessoas precisam encarar o calorzão todos os dias, no trabalho ou até mesmo no carro, uma vez que se passa muito tempo no trânsito, onde a sensação térmica é ainda mais alta. Mas o que ocorrer é que muitas pessoas que possuem ar-condicionado em seus carros não estão com o aparelho em dia.

Dessa forma, se você possui ar-condicionado automotivo, continue lendo este artigo e saiba como deixar seu aparelho pronto para te ajudar a enfrentar o verão que está por vir.

Como todo aparelho, o ar-condicionado do carro para funcionar perfeitamente também precisa de cuidados. Esses cuidados relacionam-se à manutenção das suas peças. Veja na sequência do texto.

Filtro de ar do motor: é uma peça importante para que o aparelho funcione bem. Sua função é mandar o ar que surge na combustão para dentro do carro e também para o sistema responsável pelo desembaçamento de vidros. Dessa forma, a troca deste filtro deve ser feita de forma regular. Para fazer a troca basta acessar a tampa do motor que se localiza perto da grade da frente, próximo ao radiador.

Filtro de cabine: somente os carros equipados com ar-condicionado de fábrica possuem este filtro. É ele que garante a qualidade do ar que é solto no carro e também é esse filtro que limpa o ar para que ocorra a recirculação no ambiente interno do veículo. Promover a manutenção deste aparelho é importante, por isso a sua verificação deve ser feita sempre que o aparelho for higienizado, tendo que ser substituído sempre que o filtro apresentar muitas partículas e sujeira.

Filtro Pólen: Este filtro é o mais importante, pois ele é do sistema do ar-condicionado. Ele se torna responsável por realizar a limpeza do ar que passa no sistema de refrigeração, sempre vindo de fora para ser injetado em seu habitáculo. Caso esse filtro esteja obstruído, o sistema todo fica com sua eficiência comprometida. Dessa forma, para manter o aparelho funcionando a manutenção deste filtro é imprescindível. Contudo, vale ressaltar que este filtro não pode ser limpo uma vez que ele é fabricado em material papel ou celulose e deve ser assim substituído por outro.

Cilindro de gás: é mais uma peça a ser considerada na hora da limpeza do aparelho. O gás deve ser substituído ou complementado, porque de acordo com o tempo de uso esse gás acaba se perdendo e o sistema de refrigeração fica com sua eficiência comprometida.

Para realizar esta manutenção o proprietário não vai gastar muito. Essa perda de gás pode ser sentida, basta ligar o aparelho no máximo e se ele não gelar e ainda fazer um barulho de vento forte é que está faltando gás. Para colocar mais é preciso serviço profissional.

O proprietário de um carro com ar-condicionado para que este funcione bem precisa fazer essa manutenção a cada seis meses. A manutenção é uma forma de prevenção de problemas e não um conserto. Por isso, mantenha seu aparelho sempre higienizado, pois assim você e os demais ocupantes do veículo não vão sofrer com as altas temperaturas e, além disso, não será necessário gastar muito para consertar o aparelho. Além disso, a manutenção do ar-condicionado automotivo deve ser feita de forma regular, não somente para aliviar a sensação de calor, mas também para não prejudicar a saúde de quem respira o seu ar.

Por Ana Paula

Ar-condicionado de carros


Dentre as diversas melhorias realizadas no novo Nissan GT-R 2019 está a potência de 573 cavalos dos quais 20 de alcançar maior, motor 3.8 litros V6 biturbo em 6 velocidades, grade de ar aumentada garantindo o fluxo de ar.

O novo Nissan GT-R 2019 chega com aperfeiçoamento e característica que deixam qualquer cliente com gosto apurado no desejo de adquirir o novo automóvel Nissan. Dentre as diversas melhorias apontadas pela gigante de automóveis está a potência de 573 cavalos dos quais 20 de alcançar maior, motor 3.8 litros V6 biturbo em 6 velocidades, grade de ar aumentada garantindo o fluxo de ar. Há novo visual nos para-choques, capô e luzes, acabamento interno em couro espelhando o luxo e auxiliares eletrônicos totalmente modernizados. E sai na faixa de R$ 900.000,00 versão premium. Veja a ficha completa do novo modelo que promete ser o queridinho da marca.

Ficha técnica:

Direção: Elétrica

Capacidade do Tanque de Combustível: 74 litros

Largura: 1895 mm

Altura: 1370 mm

Distância eixo-eixo: 2780 mm

Motor: 3.8

Velocidade Máxima: 315 km por hora

Aceleração: N/D

Cilindrada: 3799 cm3

Transmissão: Modo Automático – 6 marchas com dupla embreagem de modo manual e sequencial

Potência: 572 cv

Torque: 65 kgfm

Freios: Quatro a disco e ventilados

Porta malar: 315 litros

Preço: R$ 900.000,00

Há ainda as opções de itens da série. Alguns destes são:

Velocidade do veículo, acelerador, dados de frenagem etc.

Eixo de transmissão rígido

ABS em suas 4 rodas no sistema Anti-lock braking system

Suspensão traseira e dianteira: Dianteira com duplo garfo e traseira com multi-link ambos braços aluminados

Barras estabilizadoras frontal e traseira, ambas com interior oco

Portas externas e capô revestidos com alumínio

Maçaneta em alumínio

Display com leitores gráficos em seis telas, configurável

Total controle do Display

Vidros elétricos em toque único – cima e baixo (dianteiro)

Limpadores de para-brisa com lâmina plana e senso velocidade

11 Alto-falantes

Controle de áudio facilitado no volante, HD Radio, tocadores MP3, WMA e CD

Antirruido

Portas copo Frente e Atrás) e objetos (portas dianteiras)

Retrovisor com controle de Luminosidade

Mocrofiltro Interno – Cabine

Rodas Liga Leve com 20” por 9,5” na dianteira e na traseira com 20” por 10,5”

É possível perceber a modernização da gigante dos automóveis quando se busca mais informações sobre a empresa. A Nissan começou na cidade e Yokohama, no Japão em 1933. Hoje, está presente em 200 países com 45 fábricas distribuídas em todo planeta terra com número superior a 6 mil concessionárias da marca a gigante produz diferentes modelos em níveis global e regional. No que se refere ao design de seus produtos 5 estúdios toma conta da criação, inovação, tendência de mercado consumidor e beleza estética. Dois deles encontram-se no país de nascimento, o Japão. Há ainda um estúdio na China, Estados Unidos da América e Reino Unido. Em 2016 suas vendas quase chegaram a 6 milhões no mundo todo garantindo uma receita de aproximadamente 12 trilhões de ienes. Em 2017 a empresa objetivou aumentar seus lucros em 30% em um plano estratégico Nissan M.O.V.E até 2022.

No Brasil, a gigante automobilística, opera desde os anos 2000. Está presente nos 27 estados, conta com 160 concessionárias e cerca de 2.400 colaboradores qualificados que visam atender com muito zelo. Mais recentemente a Nissan investiu pesado: foram R$ 2,6 bilhões no país. Criou o Complexo Industrial na cidade de Resende, no Rio de Janeiro inaugurado em 2014. O complexo suporta a produção de 200 mil veículos e motores ao ano. Os modelos atuais produzidos são: Nissan Kicks, Nissan March, Nissan Versa e os motores flexfuel 1.0 e 1.6 com 12V e 16V, respectivamente.

Diante desse histórico, a Nissan busca continuamente o aperfeiçoamento da técnica. Além de não medir esforços através de parcerias. Como é o caso da aliança Renault-Nissan desde 1999, em 2016 com a Mitsubishi Motors. Dessa forma, essa grande parceira com excelentes marcas: Renault, Nissan e Mitsubishi elevou o número de veículos em 2017. Foram 10,6 milhões. É uma gigante e não deixa dúvidas na hora de adquirir aquele veículo moderno e muito especial.

Por Douglas de Paula

Nissan GT-R 2019


Nova linha 2019 do Mini Cooper Cabrio irá ganhar uma reestilização com 2 novos motores.

O MINI Cooper Cabrio vai ganhar uma reestilização em 2019, com dois novos motores. Uma notícia não tão boa é que o câmbio automático será substituído por um câmbio automatizado.

Versões e Preços

A versão mais básica é equipada com motor de 3 cilindros com volume de 1,5 L turbo e potência de 136 cavalos (101 quilowatts). O preço de sugestão para venda fica em R$ 146.990.

No Brasil, ainda há mais duas opções mais caras, que vêm com motor cujo volume é de 2 L turbo, oferecendo 192 e 231 cavalos de potência (143 e 172 quilowatts, respectivamente).

Dentre essas duas versões, há o Cooper S, que tem sugestão de preço de R$ 176.900. Para efeito de comparação, nos Estados Unidos o modelo de 189 cavalos de potência (141 quilowatts) e velocidade máxima de 235 km/h, é vendido a US$ 29.000 (R$ 111.940).

Já a versão mais completa, a John Cooper Works (JCW), estará em suas mãos nas lojas brasileiras pelo preço de R$ 196.990. Esta versão oferece câmbio automático. Já a versão americana do John Cooper Works, com 228 cavalos de potência (170 quilowatts) estará nas suas mãos nas lojas do estado americano de Delaware (que não tem imposto sobre as vendas) por US$ 33.250 (R$ 128,797).

Aparência

Os faróis do Mini Cabrio ganharam funções automáticas. Equipados com tecnologia LED, tem agora luzes direcionais que se ativam a partir dos 45 km/h. Quando o (a) motorista alcança os 110 km/h, a função entra em capacidade máxima.

Há uma diferença no funcionamento das luzes direcionais nas versões mais completas (S e John Cooper Works). Elas funcionam de maneira inteligente, alterando a direção em curvas e diminuindo quando vem um carro na direção oposta.

Desde a versão mais básica até a mais completa, todas terão lanternas traseiras com tecnologia LED, trazendo uma imagem da bandeira do Reino Unido na parte interna. A marca MINI é do Reino Unido. O desenho da bandeira também pode ser encontrado sobre o painel do passageiro da frente. Outro detalhe novo é a possibilidade de configurar a central multimídia com diversas cores, dentre elas o laranja.

A MINI procura manter um alto padrão na tecnologia de seus carros. Se aproximando do que a BMW faz, a empresa vai entregar uma alavanca de câmbio com controles eletrônicos!

Central Multimídia

Uma outra novidade é a central multimídia, que está de aparência nova. Na versão Cooper a tela tem 16,5 cm de diagonal com coordenação remota interligadas ao telefone celular do motorista. É possível ajustar a temperatura remotamente.

Já nas versões mais completas (versão S e John Cooper Works) a tela tem 22.3 cm de diagonal, com recurso de navegação e ligação ao sistema operacional da Apple, chamado Apple Car Play.

Mais Detalhes

O tempo que o teto leva para abrir totalmente é de 18 s. O mesmo tempo para fechar.

Comparação Entre os Modelos

De acordo com avaliações, o modelo mais esportivo, o John Cooper Works, tem uma aceleração boa, porém perde na questão do conforto, apresentando batidas secas em trechos com desníveis.

Já a versão média (versão S) apresenta ruído quando o motorista passa de marcha. De resto, apresenta-se como um modelo intermediário médio, sem comprometimento com a esportividade. A versão intermediária é mais preparada para o uso urbano, mas com bem menos emoção.

Sobre o MINI

O Mini é um carro compacto produzido pela montadora inglesa British Motor Corporation (BMC).

O carro foi lançado na Inglaterra há 59 anos (em 1959) e chegou ao Brasil há 9 anos (no final de 2009).

Considerado um “carro de nicho”, assim como o Volkswagen New Beatle e o pequenino Smart, o MINI entrega mais esportividade, porém por um preço um pouco maior.

Informações Adicionais

Para mais informações sobre o John Cooper Works direto do site da montadora clique aqui (www.mini.com.br/pt_BR/home/range/john-cooper-works.html). Para informações sobre os modelos nos Estados Unidos (em inglês) clique aqui (www.miniusa.com/tools/learning/models-build.html).

Por Bruno Rafael da Silva

Mini Cooper Cabrio 2019

Mini Cooper Cabrio 2019


Kia reestiliza seu SUV médio e recebe uma versão eletrificada 2.0 a diesel.

Um tempo atrás o Kia Sportage 2019 foi flagrado pelas ruas do Brasil, onde surgiram os primeiros comentários e as primeiras imagens, que apresentavam algumas mudanças em sua aparência. O modelo visto foi o top de linha, versão GT Line.

A alteração mais evidente do modelo se encontra em sua parte frontal, seus faróis de neblina com tecnologia LED no desenho de um "cubo de gelo", o que remete muito a parte frontal dos modelos da Porsche, foi trocado por outro conjunto, que possui um desenho retangular e separado através de uma haste na horizontal que se estende até a sua entrada de ar. O seu para-choque foi redesenhado e suas entradas de ar acabam por formar o desenho de um pentágono. Não foi descartada a iluminação em quatro pontos e ainda continua em seus faróis novos, porém de uma maneira mais tímida agora. Sua grade com formato de "nariz de tigre" recebeu um acabamento brilhante, deixando-a não tanto chamativa e assim integrando ao design de uma maneira melhor.

Em sua parte lateral, pode-se ver as rodas novas com 19 polegadas, que são exclusivas para a versão vista. A montadora coreana informou que desenvolveu rodas novas para todas suas versões, com diâmetros que variam entre 16 e 19 polegadas. Ao passar para sua parte traseira, as alterações foram mais simplificadas, onde ganhou apenas um novo desenho na área de suas lanternas e seu para-choque foi renovado.

Já na parte interna do modelo, o Sportage 2019 recebeu um volante novo que possui um acabamento diferenciado e sua haste inferior é levemente mais alongada. Seu painel de instrumentos agora ficou mais clean, pois foi subtraído alguns elementos para leitura, entretanto não perdeu o seu computador de bordo com display colorido. A marca ainda está equipando todas as versões com dois tons de acabamentos, sendo cinza e preto. A versão GT Line possui bancos revestidos em couro na cor preta e com costuras avermelhadas.

A alteração principal do novo lançamento em questão fica por conta do seu propulsor EcoDynamics+ R com 2 mil cilindradas. O motor é um turbodiesel que conta com quatro cilindros e faz uso de um sistema híbrido leve com uma bateria de 48 volts, o que faz o carro se manter mais tempo desligado ao fazer uso do start-stop. O modelo ainda tem uma redução de 4% nas emissões de gases poluentes, pois já foi fabricado pensando em atender as regras atuais de emissões de gases na Europa.

O mercado europeu dará adeus ao propulsor CRDi de 1.7 litros, pois agora será trocado pelo novo motor a diesel com 1600 cc, o qual a montadora diz que é o propulsor a diesel mais limpo já desenvolvido por eles. Encontra-se disponível em versões que é capaz de gerar 136 cv e 115 cv, onde o modelo que possui maior potência ainda conta com transmissão automática de 7 velocidades e tração integral. Este propulsor é o mesmo utilizado no Optima comercializado no mercado europeu, que também acabou trocado pelo 1.7. No motor a gasolina ainda não se falou em alterações.

Para concluir as mudanças, ainda conta com controle de cruzeiro adaptativo que possui função stop & go, tendo a capacidade de frear totalmente o veículo e reiniciar a rodagem de forma automática conforme o trânsito, recebeu câmera de 360 graus facilitando a realização de balizas e alerta de fadiga. O Sportage 2019, dependendo da versão, pode ser comercializado com central multimídia de 7 polegadas ou então com o display novo, sem bordas, de 8 polegadas.

O veículo ainda não tem data para desembarcar no Brasil, mas ainda este ano chegará ao mercado europeu.

Por Filipe Silva

Kia Sportage 2019

Kia Sportage 2019


A versão Freedom acaba por ser uma interessante opção para os que possuem interesse em uma picape de tamanho compacto, equipada e mais acessível.

Se a Fiat Strada estivesse nos cinemas ela só poderia ser ter o nome de “picape Highlander” lembrando o guerreiro que nunca morre e ficou conhecido pela atuação de Christopher Lambert, ator franco-americano. Presente no mercado nacional desde o ano de 1998, o carro da Fiat não apenas continua vivo como também voltou a ter suas vendas aumentadas neste ano, depois de ter passado 4 anos consecutivos em decrescente.

No decorrer deste período, os irmãos Siena, Palio e Weekend caíram muito chegando a sair de cena. Entretanto, para a picape não parece ter um limite, inclusive a montadora italiana resolveu lançar versões novas do veículo neste ano.

Em agosto foi quando surgiu a novidade de forma conjunta com a linha de 2019, a versão chamada de Freedom, que é exclusiva e possui cabine dupla. O modelo veio agradando tanto os consumidores que foi contabilizado um número de 2,6 mil unidades emplacadas no período de 3 meses, que do total, representa 15%. Embora dê a impressão de ser pouco, é válido lembrar que a Fiat Strada é um modelo muito procurado com versões para utilizar no trabalho, já as versões destinadas ao lazer caíram bem desde que a marca chegou com a picape Fiat Toro.

Levando em conta esse cenário, a Freedom acaba por ser uma interessante opção para os que possuem interesse em uma picape de tamanho compacto, equipada e mais acessível. Ficando ainda mais acessível agora, visto que a montadora italiana decidiu aumentar sua gama trazendo uma versão de cabine simples, muito útil aos que desejam continuar utilizando-a com fins comerciais, isso porque tem uma caçamba maior. O lançamento Fiat Strada Freedom irá desembarcar nas concessionárias pelo valor sugerido de R$ 61.590.

De série, os itens da lista continuando sendo idênticos ao da versão cabine dupla, nos quais pode-se citar faróis de neblina, rodas em liga com 14 polegadas, capota marítima, ar-condicionado, volante em couro possuindo comandos satélite de seu rádio e sensor traseiro de estacionamento. A montadora também oferece o pacote Pack Techno por R$ 2.890 que adiciona câmera traseira e uma central multimídia de 6 polegadas.

1,4 milhão de unidades emplacadas

As estatísticas da Fiat Strada são impressionantes até o momento. De acordo com a própria montadora, nesses 20 anos, desde que o modelo teve sua estreia no Brasil, no caso dias 24 de outubro em 1998, foram emplacados incríveis 1,4 milhão de veículos. Sendo que nos últimos onze anos, os quais estão no banco de dados da Autoo, 1,059 milhão de Fiat Strada foram comercializadas, um valor bem superior que suas concorrentes mais significativas somadas, que são a Montana e a Saveiro, que emplacaram, respectivamente, 344 mil unidades e 587 mil unidades.

Esta longevidade possui um segredo que é uma receita que unifica robustez, como tecnologia e confiabilidade, somada a uma forte estratégia para atuar no segmento de veículos comerciais leves da marca, sendo a que possui facilmente a maior participação deste mercado.

Além disso, a Fiat Strada poderá ser aposentada muito em breve, isso se a montadora decidir por chamar o projeto 2810 por outro nome. A Fiat se encontrada desenvolvendo picape nova, compacta e possui previsão para ser lançada no ano de 2020. De acordo com o site Autos Segredos, a mesma será um Carro que irá utilizar componentes de diversos modelos como, por exemplo, a Fiorino, o Mobi e o Argo.

Se esta nova picape receber um nome inédito, a marca poderá continuar com a Fiat Strada por algum tempo ainda, dando um foco somente para as versões de entrada de utilização comercial. Vai que resolvam lançar mais uma nova versão da picape, chamada de Strada Highlander, um nome bem apropriado.

Por Filipe Silva

Fiat Strada Freedom 2019

Fiat Strada Freedom 2019


O modelo conta com cabine dupla espaçosa, tração 4×4, mas o que chama a atenção é o visual imponente, começando pela parte frontal que apresenta o nome Storm Concept na grade.

O Salão de Automóveis de São Paulo trouxe as novidades das principais marcas atuantes no país. Entre os modelos apresentados pela Ford estão dois modelos de picapes, a Ranger Storm e a Ranger Black Edition, ambas com novos desenhos, câmbios e itens exclusivos.

A primeira é mais voltada para o campo, enquanto a segunda para o meio urbano, mas as duas trazem a marca registrada da linha Ranger, que é força, robustez e design agressivo. Os lançamentos chegam às concessionárias, provavelmente, no primeiro semestre de 2019, mas já foram apresentadas muitas informações. No post de hoje você conhece os detalhes da Ford Ranger Storm, principais características, conceito e o possível preço para o mercado brasileiro. Boa leitura!

Ford Ranger Storm Edition

Baseada no atual modelo da Ranger (a Limited Edition) e não no reestilizado, a Ranger Storm está pronta para chegar ao mercado. O modelo conta com cabine dupla espaçosa, tração 4×4, mas o que chama a atenção é o visual imponente, começando pela parte frontal que apresenta o nome Storm Concept na grade.

E é esse o conceito Storm que está presente em uma série de detalhes, a exemplo da nova grade dianteira, inspirada na mesma grade dos modelos F-150 Raptor e EcoSport Storm. Além disso, traz faróis com protetor DRL na parte inferior. Os para-choques contam com detalhes metálicos, pretos e os ganchos de coloração vermelha. No capô adesivos pretos também chamam a atenção.

Nas laterais, a picape ganhou grafismos de cor preta para contrastar com a carroceria vermelha. O estribo fixo de cor preta ressalta com a cor do veículo. É a mesma cor empregada nos retorvisores e maçanetas de plástico rígido. O nome Storm Concept também está presente nas laterais, acima dos estribos.

Off-road de respeito

Entre os itens off-road estão o snorkel que capta o ar, alargadores de para-lama, capota marítima, para-choques reforçados e exclusivos para o modelo. Eles apresentam melhores ângulos de entrada e saída, gancho de reboque, rodas exclusivas de 17 polegadas de liga leve pretas e pneus mistos Pirelli MTR Scorpion 285/70 R17.

Equipada com o poderoso motor 3.2 turbodiesel essa picape entrega até 200 cavalos de potência. O diferencial fica por conta do câmbio automático de seis marchas, que permite uma troca de marchas mais suave.

O snorkel foi desenvolvido pra compensar a grade dianteira, obstruída pelo nome, o que aumenta o fluxo de ar para o motor, evitando aquecimento e melhorando seu desempenho. Ele também serve para que o motor continue “respirando” quando a Storm passar por algum obstáculo de água. O conceito desse snorkel ajudou bastante, principalmente para evitar aberturas no capô. Trata-se de um item que proporciona um excelente resfriamento e contribui bastante para o gerenciamento da temperatura do motor.

Outro ponto interessante foram as caixas de rodas que receberam um revestimento em plástico reforçado ao redor dos arcos. A ideia aqui é receber os primeiros danos quando o veículo está sendo conduzido fora da estrada ou em rotas mais estreitas e evitar que a carroceria seja danificada.

O que já se sabe sobre a Ranger Storm 2019 é o preço, que no mercado brasileiro deve girar em torno dos R$ 110 mil. Nos estados Unidos, o modelo custa US$ 25 mil, equipado com motor turbo de 2.3 litros, que rende 270 cavalos de potência e torque de 310 libras-pés e transmissão automática de 10 velocidades.

Embora o segmento de picape de cabine dupla não esteja no topo das pretensões da montadora, a Ranger Storm apresenta uma série de itens off-road, o que por si só é uma adição valiosa ao portfólio global de produtos Ranger. Mercados como o norte-americano estão bem receptivos quanto ao lançamento, resta saber se ocorrerá o mesmo no Brasil.

Por Robson Quirino de Moraes

Ford Ranger Storm 2019

Ford Ranger Storm 2019


Além de beleza, essa máquina traz muita tecnologia e conforto para todos os seus usuários.

O Chevrolet Cruze SS 2019 chega ao mercado para marcar seu nome em grande estilo. Esse carro traz muitos detalhes luxuosos e o principal deles é seu design externo. Além de beleza, essa máquina traz muita tecnologia e conforto para todos os seus usuários. O Chevrolet Cruze SS 2019 é um modelo novo no mercado automobilístico, mas aos poucos ele vem ganhando seu espaço e conquistando a confiança de muitos consumidores. Agora vamos falar sobre as principais características desse carro.

Carro com muita segurança

O Chevrolet Cruze SS 2019 é um caro muito seguro. A marca pensou em diferentes recursos de segurança. Esse é um detalhe que deixa muitos usuários mais confiantes ao comprarem um carro. Nesse quesito a Chevrolet acertou. Veja agora os principais itens de segurança desse carro:

– Controle de tração e estabilidade;

– Airbags ou Airbags duplos e de cortina;

– Sensor de estacionamento traseiro e dianteiro;

– Freios ABS;

– Alarme Antifurto;

– Sistema de fixação de cadeirinha isofix;

– Luz de condução diurna/ Luz de posição em LED.

Itens de série avançados

Outra informação desse carro é que ele possui ótimos itens de série. Dessa forma o Chevrolet Cruze SS 2019 se torna ainda mais completo e irresistível. Muitas pessoas só conseguem finaliza a compra de um novo carro, depois de analisar seus itens de série. Pois esse detalhe faz toda a diferença.

Veja agora alguns dos itens de série do Chevrolet Cruze SS 2019:

– Volante multifuncional com ajuste de altura;

– Chave eletrônica;

– Computador de bordo com cinco modos;

– Câmera de ré;

– Assistência de partida em rampa;

– Ar condicionado automático;

– Porta malas Hatch de 300 litros ou Sedan de 400 litros;

– Espelhos retrovisores externos elétricos;

– E muitos outros.

Carro com ótimo motor

O motor do novo Chevrolet Cruze SS 2019 é muito potente e vai agradar a muitas pessoas. Sua motorização é 1.4 turbo e esse motor está na versão de entrada desse carro. Ele faz o máximo de 153 cv, o que é considerado muito por alguns consumidores de carro.

Chevrolet Cruze SS 2019 tem ótimo consumo médio

O consumo médio do Chevrolet Cruze SS 2019 é considerado bom. Ele é um carro econômico, além de ter muitas outras qualidades. Veja abaixo:

Consumo na cidade 11.2 km/l com gasolina e 7.6 km/l com álcool.

Consumo na estrada 14.0 km/l com gasolina e 9.6 km/l com álcool.

Modelo grande e espaçoso

Outro detalhe sobre esse novo modelo da Chevrolet, é que ele é grande e muito espaçoso. Ele é indicado para famílias de até 5 pessoas, pois essa a quantidade de ocupantes máximo desse carro. Vamos falar agora do seu tamanho que tem as seguintes medidas: Altura 1.484 mm, largura 2.042 mm, comprimento 4.665 mm, distância entre eixos 2.700 mm e seu peso é de 1.321 kg.

Carro com versões para todos os gostos

Esse carro traz 4 versões diferentes, cada uma com detalhes diferenciados para atrair diferentes tipos de consumidores. Veja abaixo o valor de cada uma das versões:

– Chevrolet Cruze LTZ 2 2019: Com valor de R$118.390

– Chevrolet Cruze LTZ 1 2019: Com valor de R$109.790

– Chevrolet Cruze Black Bow Tie 2019: Com valor de R$98.790

– Chevrolet Cruze LT 2019: Com valor de R$96.790

Itens de série que dão conforto

O Chevrolet Cruze SS possui alguns itens de série que são para dar conforto a todos os ocupantes do carro. Veja alguns desses itens:

– Volante revestido com couro e controle de altura

– Console central com porta-objetos

– Para sois com espelho e iluminação

– Abertura do porta-malas com controle remoto

– Descaça braço

– E muitos outros itens.

Esse modelo já está disponível para a compra, basta apenas escolher a sua versão preferida.

Por Cristiane Amaral

Chevrolet Cruze SS 2019

Chevrolet Cruze SS 2019


Além do ótimo custo-benefício o JAC T50 garante aos seus compradores a certeza de ter um ótimo produto em suas mãos, com mecânica robusta e equipamentos inéditos como sua câmera frontal oferecida na versão mais cara.

A JAC disponibiliza o T50 para seus compradores com o título de ser o “SUV mais completo do mercado brasileiro” e não é para menos, seu nível de equipamentos e sofisticação em todos seus detalhes é o seu grande trunfo em um nicho muito competitivo. Além do ótimo custo-benefício o JAC T50 garante aos seus felizes compradores a certeza de ter um ótimo produto em suas mãos, com mecânica robusta e equipamentos inéditos como sua câmera frontal oferecida na versão mais cara.

Diferenciais

  • O T50 já vem com Kit Multimídia com tela de 8 polegadas e câmera de 360 graus conjugada;
  • Todas as versões trazem disponíveis o câmbio automático de 6 marchas com programação eletrônica;
  • Câmera frontal conectada diretamente ao sistema multimídia.

Dimensões Principais

  • Largura de 1760 mm (aproximadamente);
  • Altura de 1640 mm (aproximadamente);
  • Comprimento de 4340 mm (aproximadamente);
  • Excelente Entre-eixos de 2550 mm (aproximadamente);
  • Amplo Porta-malas de 600 litros;
  • Tanque de Combustível de 45 litros.

Vendido em duas versões principais, a PACK 2 e a PACK3 pela JAC Motors, o consumidor terá como opção um maior nível de equipamentos e sofisticação na versão PACK3, sendo a motorização e câmbio idênticas nas duas opções, vamos ao detalhamento das características de cada uma abaixo:

Versões, preços e características

JAC T50 versão PACK 2

Preço sugerido: A partir de R$ 83.990

Cores disponíveis: vermelho, branco, cinza, preto e marrom

Mecânica: Motorização de 1.6 litros 16 válvulas com potência de 138 cavalos a 6000 rpm comandados por uma caixa de câmbio automática do tipo CVT de seis velocidades e sistema Start and Stop conjugado.

Performances principais: Velocidade Máxima de 198 km/h chegando aos 100 km/h em 11,3 segundos.

Suspensão e Rodas

  • Suspensão dianteira MCPherson e do tipo independente;
  • Suspensão traseira com eixo de torção e semi-independente;
  • Rodas de 16 polegadas de liga leve e Pneus 205/55.

Principais Equipamentos no Exterior do Veículo

  • Chave Keyless com destravamento das portas e também do porta-malas;
  • Luzes de LED na direção;
  • Vidros Elétricos e Desembaçador traseiro;
  • Principais Equipamentos no Interior do Veículo;
  • Computador no interior do Veículo;
  • Volante com ajuste em altura e com comandos multifuncionais;
  • Tomada auxiliar de 12 volts com entradas USB na dianteira e traseira;
  • Encosto na cabeça, apoio de braço e bolsos para revistas nos bancos.

Principais Equipamentos de Segurança

  • Alarme, Freios com Sistema Antitravamento, Airbag e adaptação para Cadeira Isofix.

Principais Equipamentos de Conforto

  • Kit multimídia;
  • Ar Condicionado com Sistema Digital;
  • Sistema Bluetooth;
  • Sistema de 04 alto-falantes e mais 2 tweeters;
  • Direção com acionamento elétrico e sensores de estacionamento.

JAC T50 versão PACK 3

Preço sugerido: A partir de R$ 87.990

Cores disponíveis: vermelho, branco, cinza, preto e marrom

Mecânica: Motorização de 1.6 litros 16 válvulas com potência de 138 cavalos a 6000 rpm comandados por uma caixa de câmbio automática do tipo CVT de seis velocidades e sistema Start and Stop conjugado.

Performances principais: Velocidade Máxima de 198 km/h chegando aos 100 km/h em 11,3 segundos.

Suspensão e Rodas

  • Suspensão dianteira MCPherson e do tipo independente;
  • Suspensão traseira com eixo de torção e semi-independente;
  • Rodas de 16 polegadas de liga leve e Pneus 205/55.

Principais Equipamentos no Exterior do Veículo

  • Chave Keyless com destravamento das portas e também do porta-malas;
  • Luzes de LED na direção;
  • Vidros Elétricos e Desembaçador traseiro;
  • Rebatimento dos retrovisores de forma automática;
  • Luzes LED diurnas;
  • Lanternas de neblina traseiras;
  • Teto com Rack embutido e Antena.

Principais Equipamentos no Interior do Veículo

  • Computador no interior do Veículo;
  • Volante com ajuste em altura e com comandos multifuncionais;
  • Revestimento de Couro no Volante;
  • Bancos revestidos em Couro e Cinzeiro;
  • Tomada auxiliar de 12 volts com entradas USB na dianteira e traseira;
  • Encosto na cabeça, apoio de braço e bolsos para revistas nos bancos.

Principais Equipamentos de Segurança

  • Alarme, Freios com Sistema Antitravamento, Airbag e adaptação para Cadeira Isofix;
  • Câmera Frontal;
  • Fechamento Central das Portas.

Principais Equipamentos de Conforto

  • Kit multimídia conjugada com tela de 8 polegadas;
  • Câmera para Assistência de Manobras em Ré;
  • Ar Condicionado com Sistema Digital;
  • Sistema Bluetooth;
  • Sistema de 04 alto falantes e mais 2 tweeters;
  • Direção com acionamento elétrico e sensores de estacionamento;
  • Modelo equipado com piloto automático.

Todas as principais informações, inclusive com possibilidade de agendar um teste-drive do modelo podem ser acessadas na página do T50 no próprio web-site da marca: https://jacmotorsbrasil.com.br/t50.

Por Carlos. B

JAC T50 2019

JAC T50 2019


O modelo está equipado com rodas de liga leve redesenhadas; em seu interior todo o acabamento está sublimado, no painel e nas portas, sendo que os seus bancos agora apresentam um formato atualizado, muito mais ergonômico e mais confortável.

Toda nova estreia de um automóvel inédito ou repaginado, constitui um grande evento. Na atualidade, diante da grande competitividade entre as maiores indústrias automobilísticas do mundo, as criações tendem a se tornar cada vez mais atraentes, eficientes e assombrosas.

Recentemente, foi anunciada a chegada do novo modelo Mitsubishi Outlander, edição de 2019, que estreia com uma suave atualização no design exterior, entre outras novidades. O valor parte de 146.990 reais. Trata-se, em realidade, de um estilo crossover japonês, que aparelhado dos novos faróis duplos, tipo LED, suplementado das chamadas luzes diurnas, também LED. Este modelo sofreu outras significativas alterações, por exemplo, na parte frontal, com uma grade atualizada, munida de duas lâminas estilizadas em recordes diferenciados, tanto na parte de cima quanto na de baixo.

Neste caso, o cromado envolvente permanece, embora o veículo esteja equipado de faróis de neblina, que são de tipo LED. Em seu para-choque, o mesmo está vasado em novas entradas de ar, aperfeiçoadas na sua função e no acabamento, todo em preto brilhante na parte do centro, cuja cereja consiste em um cromado na sua base, de modo a imitar um tipo de protetor com característica distinta. Na parte traseira, o novo Mitsubishi Outlander, edição 2019, o para-choque está reformulado em detalhes mais atraentes.

Outras especificações seguem abaixo:

Está equipado com rodas de liga leve inteiramente redesenhadas; em seu interior todo o acabamento está sublimado, no painel e nas portas, sendo que os seus bancos agora apresentam um formato atualizado, muito mais ergonômico e mais confortável.

O banco da parte traseira está munido dos chamados difusores de ar, já atualizados e que permitem a melhor regulagem dos fluxos de ar interior. Possui a chave eletrônica, que. A partir desta edição pode abrir e fechar os vidros em travamento remoto.

Entre outros atributos, segue:

Está munido dos controles de tração e de estabilidade, suplementados pela função de assistente de partida para rampas. Assim, o modelo Mitsubishi Outlander de 2019, em termos de mecânica, foi mantido na sua gama de versões aparelhadas com as versões GLS 2.0, o HPE 2.0 e o HPE-S V6 3.0, tendo sido acrescentada à linha o modelo HPE-S 2.2 à diesel. Este mesmo crossover conta com tração na parte dianteira, em sua versão GLS e na HPE 2.0, ao passo que as demais chegarão ao consumidor munidas do sistema de tração AWD junto do Sistema Multi Select.

Com relação às duas primeiras citadas, as mesmas estão aparelhadas do motor tipo 2.0, com 160 cavalos e desempenho de 20,1 em KGFM. A versão intitulada HPE-S V6 de 3.0 entrega um desempenho de até 240 cavalos e mais 31 KGFM. Com relação ás versão à diesel, munidas de motor 2.2, apresentam desempenho de 165 cavalos e mais 36,7 KGFM. No que toca ao motor 2.0, o mesmo está munido de um típico câmbio estilo CVT, com Paddle Shifts, sendo que nas demais alternativas, ou versões, se trata de um câmbio automático, em seis marchas, cujas borboletas estão instaladas no próprio volante.

Na versão HPE-S, o modelo Mitsubishi Outlander 2019 está equipado com a função de controle de cruzeiro tipo adaptativo; do alerta de colisão; do detector de pedestres acrescido da função de frenagem automática; do leitor de faixa, entre outras funções que garantem mais segurança.

Outra função indispensável está na presença da multimídia para o dispositivo Google Android Auto e para o Apple Car Play; da câmera de ré; da tampa de porta-malas operante por acionamento elétrico, na versão HPE-S; dos bancos em couro, entre outras funções.

Com relação aos valores no mercado, seguem as informações:

O Outlander HPE-S, com motor 2.2 DI-D AWD AT, na faixa de 209.990;

O Outlander HPE-S, com motor 3.0 AWD AT, na faixa de 186.990;

O Outlander HPE, com motor 2.0 CVT, na faixa de 153.990;

O Outlander GLS, com motor 2.0 CVT, na faixa de 46.990.

Por Paulo Henrique dos Santos

Mitsubishi Outlander 2019

Mitsubishi Outlander 2019


Nova geração do BMW X5 traz um design arrojado e diversos equipamentos.

O BMW X5 está em sua quarta geração e foi apresentado recentemente, porém ainda será exposto no Salão do Automóvel da cidade de São Paulo e terá suas vendas iniciadas no ano de 2019. O evento na capital paulistana acontece do dia 8 a 18 do mês de novembro.

Além do SUV ter aumentado suas dimensões passou também a ser mais bem equipado. Agora passa a contar com um novo painel digital com tamanho de 12,3 polegadas, lanternas traseiras em LED, faróis com LED adaptativo sendo item de série e tendo luzes a laser como opcional e porta-malas com duas seções, além de display digital TFT o qual irá preencher por completo, pois até o momento, a montadora alemã utilizava um painel um pouco menor, o qual que mesclava seus contornos com velocímetros tradicionais e um conta-giros

Fabricado na planta norte-americana na cidade de Spartanburg, na Carolina do Sul, a nova geração do BMW X5 agora foi equipada com uma nova grade que possui entradas de ar ainda maiores, aumentando assim consideravelmente a agressividade do seu design, bem como a própria função de captar o ar. Dentre diversas alterações n parte visual está o tamanho de sua lanterna traseira, que aumentou de tamanho, dando um ar de mais robustez para a carroceria. De uma maneira geral, com o mesmo pensamento conservador de ter um exterior preservado, agora pode-se pensar que o utilitário esportivo poderá passar a atrair um público maior que foque na esportividade, além dos que visam a parte funcional.

Seguindo na questão da sua lista de itens e equipamentos de tecnologia, a parte central é usada, agora, para apresentar informações do navegador ou sobre informações do sistema, já o conta-giros e o velocímetro se situam em suas bordas.

Além do mais, a geração atual do crossover possui ar-condicionado com quatro zonas, iluminação para todo o interior em LED, incluindo o carpete, um novo teto solar panorâmico, sendo ainda maior que no modelo anterior, tendo um aumento de 30% em seu tamanho, sistema de som da marca Bowers & Wilkins (opcional) com potência de 1.500 watt e 20 alto-falantes, um sistema de entretenimento com dois displays com tamanho de 10,5 polegadas para os ocupantes e muito mais. Ainda é válido ressaltar que a marca alemã irá oferecer, como opcional, uma terceira fileira de assentos.

O modelo será comercializado com uma boa quantidade de sistemas que irá auxiliar o condutor, como por exemplo: aviso de permanência em faixa e rolagem, monitor de pedestres e sensor de ponto cego. Caso o cliente queira incluir ainda mais itens opcionais é possível equipar seu utilitário esportivo com a tecnologia Active Driving Assistant, a qual permite que realizar controle de cruzeiro adaptativo, sendo capaz não somente de acompanhar o trânsito naquele momento, mas também de realizar mudanças na posição do volante, de forma automática, em certas curvas com uma acentuação menor e ainda alterar a velocidade máxima, conforme as placas indicativas de trânsito, presente nas vias.

Sob aquele capô, o novo BMW X5 possui um propulsor turbo, em sua versão xDrive 40i, de 3 mil cilindradas e com seis cilindros em linha, o qual tem uma capacidade de produzir 340 cavalos e consegue se mover de 0 a 100 km horários em simples 5,5 segundos. Um pouco acima se encontra a versão X5 xDrive 50i que é um V8 4.4 que produz 462 cavalos de potência, conseguindo assim diminuir o seu tempo de aceleração, batendo uma marca menor do que cinco segundos. Nos dois casos os motores estão equipados com uma caixa automática de transmissão com 8 velocidades, além de possuir tração integral xDrive e conversor de torque.

Por Filipe Silva

BMW X5 2019

BMW X5 2019


O Estado do Rio de Janeiro é o primeiro e adotar o uso das placas no padrão Mercosul no Brasil.

No ano passado os brasileiros foram surpreendidos com uma novidade que despertou muitas polêmicas. Estamos falando de uma mudança nas placas de veículos que teriam que ser substituídas a fim de promover uma padronização entre os veículos da América do Sul.

Muitas coisas aconteceram desde o anúncio dessa mudança eu contribuíram para que ela não fosse realizada na data inicialmente prevista.

Contudo, agora depois de muitas idas e vindas dessa padronização já está confirmado. No Brasil, a nova placa que está sendo adotada pelos países que fazem parte do Mercosul passa a ser utilizada nesta terça-feira, dia 11 de setembro de 2018.

Essa notícia surgiu meio que de repente nesta segunda-feira, dia 10 de setembro, por meio de um comunicado que foi emitido pelo Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro em que foi confirmada a adoção desse novo sistema de placas.

O Estado fluminense será o primeiro a usar as novas placas no país. Embora essa nova placa seja com detalhes bastante complexos, o seu valor será o mesmo que atualmente é cobrado pelos Detrans, que é o valor de R$ 219,35.

Para quem ainda não estava muito ciente sobre esse novo sistema de placas, elas inicialmente serão utilizadas em carros novos, os que saem de fábricas e concessionárias. Outros carros que também já poderão receber as novas placas são os veículos que precisarem ter a sua placa substituída, seja em razão de danificação, por mudança da categoria, transferência de dono, de município ou de estado. Estes que se encontram nestas condições terão que utilizar as novas placas. Mas aqueles proprietários que desejarem já adotar o uso das novas placas de forma voluntária, podem pagar as taxas e realizar a troca.

Em relação à placa, a mudança principal está em seu padrão visual que possui um fundo na cor branca com uma faixa azul em sua parte superior. O que definirá a categoria do veículo serão as cores dos números e das letras. Aliás, a sequência dos números também passou por alterações. Atualmente, temos as placas com três letras e com quatro números. Já a nova placa virá com quatro letras e com três números que podem estar mesclados.

Aquela plaqueta que é utilizada para a identificação do município e estado também deixará de existir. A única inscrição que conterá na placa é “Brasil”.

Itens de Segurança da placa Mercosul

Para fazer a identificação do município e do estado serão utilizados dois brasões. O nome do município virá escrito com uma letra menor localizada sob o logotipo.

O grande diferencial deste novo sistema de placas relaciona-se à segurança. Aliás, o sistema de segurança das novas placas é semelhante aos itens utilizados nas cédulas.

As novas placas serão equipadas com um código chamado de QR Code, além de um chip que juntos irão permitir que a placa seja rastreada em qualquer um dos países que fazem parte do Mercosul. Isso representa uma grande vantagem, uma vez que será um empecilho na clonagem de placas, um ato criminoso muito comum atualmente e que é de difícil fiscalização.

Nesse sentido, se você for comprar um carro zero ou precisar mudar a placa do seu carro já poderá trazer esta novidade que finalmente se tornará uma realidade no Brasil, enquanto eu em outros países como Argentina e Uruguai ela já é uma realidade.

Como já foi dito, o objetivo principal dessa padronização entre países do Mercosul é tornar a fiscalização mais eficiente e oferecer mais segurança aos proprietários de veículos.

Se você ainda possui dúvidas, informe-se mais no Detran de seu estado, lembrando que o primeiro a receber as novas placas é o estado do Rio de Janeiro.

Por Ana Paula

Placa Mercosul


Nova linha traz itens que são as opções mais procuradas em veículos do tipo SUV.

Sem perder o foco no mercado automobilístico brasileiro, a JAC Motors volta novamente a surpreender o mercador brasileiro e traz o novo T5 2018, atualmente, um sucesso de vendas em terras chinesas.

Semelhanças à parte com os demais automóveis da concorrência e na mesma categoria, a montadora chinesa tem demonstrado ao longo dos anos uma evolução para melhor de seus modelos, principalmente, pelo fato de que, a cada nova geração, os veículos mostram uma adaptação cada vez melhor à realidade das ruas e estradas brasileiras.

Apesar das melhorias sistemáticas, o novo modelo ainda em sido alvo de algumas críticas, especialmente, em relação a seu sistema de suspensão mecânica, que, segundo alguns comentários, ainda é um pouco desconfortável pelo fato de ser um pouco dura.

Mesmo com estes pequenos detalhes, segundo os especialistas, o T5 2018 apresenta uma relação custo/benefício muito mais vantajosa em relação aos seus concorrentes da mesma categoria. Por isso, não vai ser difícil recomendar o novo veículo dentre as várias opções do mercado na hora do consumidor decidir ou não pela compra.

O novo T5 vem com itens que não faz feio aos concorrentes

As constantes melhorias da geração JAC no Brasil dotaram o novo modelo de recursos que podem trazer uma boa satisfação aos seus consumidores.

Por exemplo, a nova versão vem com os seguintes itens: Controle eletrônico de tração e de estabilidade, assistente para partidas em locais de aclive e declive acentuados, monitoramento automático da calibragem dos pneus e ar condicionado digital individual.

Estas e outras vantagens fazem parte da nova linha e são as opções mais procuradas em veículos do tipo SUV.

Os chineses querem desafiar os concorrentes brasileiros

A partir do momento em que os chineses decidiram investir numa marca que pudesse ‘sacudir’ o mercado de automóveis no Brasil, eles passaram a adotar uma estratégia bastante desafiadora: Oferecer bons veículos com vários opcionais disponíveis e que não elevasse o preço de revenda. A geração 2018 do T5 veio para cumprir esta meta.

Se você é um consumidor que gosta de saber detalhes sobre mecânica, então, vai gostar da configuração do motor do novo modelo.

O novo T5 vem com o motor 1.5 de 16 válvulas e do tipo Flex. Para a sua categoria, ele mostra um rendimento bem interessante: 127cv. Neste quesito, os chineses não esqueceram que a relação etanol/ gasolina vem dando muito certo para os SUVs brasileiros.

Os especialistas de plantão falam que para rodar na cidade, o motor é bastante satisfatório. Agora, na estrada, parece que ele demora alguns segundos para responder bem ao pé do motorista.

Na hora da compra, o consumidor vai poder escolher entre o tipo manual ou o automático, ambos, de seis marchas do tipo CVT.

Afora os itens já listados aqui, o novo modelo vem ainda com uma série de opções que vão balançar o comprador se ele estiver pensando em outra marca.

São elas: Freio ABS nas quatro rodas, barras reforçadas de proteção lateral, airbags do tipo frontal e em duplo composição, cintos de três pontas, sistema de travamento automático das portas, caso, o carro atinja a velocidade de pelo menos 15 Km/h, sistema de travas elétricas e de destravamento à distância das portas e do porta-malas.

Com relação ao preço, a JAC Motors teve a grande preocupação de colocar no mercado um veículo que tivesse um custo relativamente acessível, mas que pudesse oferecer benefícios aos seus usuários como segurança, conforto e economia.

Caso você esteja pensando em levar um para a sua garagem de casa, terá que desembolsar a quantia de R$ 74.000,00.

Por Emmanoel Gomes

JAC T5 2019

JAC T5 2019

JAC T5 2019

JAC T5 2019


O JAC T40 2018 é muito espaçoso e moderno. Confira suas características.

O JAC T40 2018 é um carro muito completo e cheio de detalhes impressionantes. Seu design é muito luxuoso e de parar o trânsito. Além disso, ele possui muita potência além de acessórios modernos que deixam esse carro ainda mais completo. O JAC T40 2018 é muito espaçoso e ideal para quem gosta de andar com o carro cheio ou tem uma família grande. Além disso, ele é muito confortável o que torna todas as viagens dentro do carro inesquecíveis. Abaixo trazemos várias informações sobre esse modelo.

O que vamos encontrar no interior do JAC T40 2018?

Na parte interna desse carro, vamos encontrar muito conforto e tecnologia à altura da marca. Algumas dessas tecnologias são: Sistema Connect Front Câmera que funciona junto com o aplicativo da Jac View, com eles os usuários do carro podem registrar filmes com áudio e tirar fotos dos percursos feitos com o carro. Além disso, o usuário tem um painel moderno e bancos confortáveis e modernos.

Veja os itens de série do JAC T40 2018

Os itens de série são muito importantes no complemento do funcionamento de qualquer carro. E isso não seria diferente com o JAC T40 2018. A marca pensou com cuidado e montou essa máquina com itens indispensáveis para qualquer usuário. Veja abaixo os principais itens do JAC T40 2018:

– Entrada USB

– Vidros elétricos

– Entrada auxiliar

– Ar condicionado analógico

– Câmera de ré

– Computador de bordo

– Bluetooth

– 4 Alto-falantes-falantes e 2 Tweeters

– Kit multimídia com tela de 8 polegadas

– Volante revestido em couro

– JAC Connect Front Câmera

Porta-malas gigante

Outro destaque desse carro é seu porta-malas que é gigante, ele possui 450 litros de espaço para guardar muitas coisas variadas. Esse espaço é indicado para aquelas pessoas que precisam transportar algum tipo de bagagem diariamente e não querem comprometer o espaço interno do seu carro. Por ser um carro espaço e com porta-malas espaçoso, ele é indicado para mulheres também.

JAC T40 2018 tem alto valor de mercado

Quando se fala em JAC T40 2018, temos a certeza que se trata de um carro totalmente equipado e muito moderno. Além desses detalhes citados, ele ainda possui design muito luxuoso e que convence qualquer consumidor de carro a comprá-lo. O valor inicial da versão de entrada desse modelo é de R$57.990,00 e a sua versão mais completa custa R$57.990,00. Há quem diga que esse valor é muito alto, mas olhando de forma objetiva, é possível perceber que esse carro vale cada centavo. Pois ele é muito completo e tem estimativa de anos de duração funcionando perfeitamente.

Consumo médio bem agradável

O consumo médio desse carro é bom e promete agradar aos consumidores desse modelo. Além de ajudar na economia com o combustível, esse consumo ajuda no desempenho do motor.

Veja o consumo:

Na estrada

Seu consumo médio é de 11,4 km/l.

Na cidade

Seu consumo médio é de 7,8 km/l.

JAC T40 2018 é um carro grande e chamativo

Esse carro tem medidas grandes e por isso podemos afirmar que ele é um carrão. E é justamente por isso que ele vai chamar atenção de todos por onde passar. Além do seu tamanho, ele possui design bem luxuoso e também robusto. Então esse carro não é indicado para os usuários que gostam de descrição. Na sua área externa é possível perceber grandes faróis com desenho em moderno e na parte da frente o destaque vai para a grade redesenhada que é a responsável pelo toque robusto dessa máquina.

Motorização desse carro

O motor do JAC T40 2018 é o 1.5 VVT 16V Jet Flex que faz a potência máxima de 125 cv. Possui transmissão manual de 5 marchas e sua velocidade máxima é 191 km/h. Ele é um carro bem potente e que vai surpreender na pista.

Essas são as informações sobre o JAC T40 2018!

Por Cristiane Amaral

JAC T40 2018

JAC T40 2018


Modelo começou a ser fabricado no Brasil e promete agradar ainda mais aos usuários por sua tecnologia e potência.

No ano passado, o modelo foi apresentado ao mundo todo, no Salão de Frankfurt, na Alemanha e agora a próxima geração do BMW X3 M40i chega com muito mais potência e para superar os concorrentes, também mais tecnológico. A marca investiu pesado no modelo e espera que sua aposta seja uma das favoritas no mercado de SUVs. A produção na fábrica de Araquari, em Santa Catarina, já começou e a empresa está empolgada com as expectativas.

O motor de 6 cilindros e as mudanças no design, deixam a versão mais esportiva. O motor 6 cilindros e 2 turbocompressores gêmeos são capazes de oferecerem uma potência de 360 cv, ou seja, 54 cv a mais que o modelo anterior. Quem está à procura de um modelo nesta linha e a potência é uma de suas preocupações, certamente irá ficar interessado no BMW X3 M40i, que tem câmbio automático esportivo com 8 marchas.

As marchas também podem ser trocadas pelas alavancas localizadas bem próximas às mãos do motorista, proporcionando maior comodidade e segurança, seja nas estradas ou nas ruas e avenidas. O modelo ficará bem ao lado das opções da Série 3, X4 e também X1 na planta. Os investimentos foram acima de R$ 1 bilhão e o consumidor pode ser preparar, porque serão muitas novidades para conferir e comparar com os concorrentes. Apesar de tanto dinheiro investido no novo modelo, o X2 ainda continua sendo apontado como o favorito para alavancar as vendas, mesmo assim, o BMW X3 M40i continua recebendo atenção especial por parte da montadora.

O modelo vai de 0 a 100 km/h em apenas 4,8 segundos e sua velocidade máxima é de 250 km/h. O sistema multimídia de 12" conta com tecnologia de ponta e um sistema semiautônomo para condução, além de um chip que proporciona conexão à internet. Este é só o começo dos itens tecnológicos presentes. A lista de equipamentos é ampla e traz volante revestido em couro, teto solar panorâmico e o ar-condicionado é automático digital com controle de 3 zonas. Os bancos foram desenhados exclusivamente para garantir maior conforto e oferece ajuste de lombar, mas também tem um formato diferenciado, deixando o visual mais esportivo também por dentro do veículo. Os assentos de trás são tripartidos e o veículo ainda conta com o moderno sistema de som Surround Harman Kardon.

O motorista ainda tem uma ferramenta que lhe permite ter acesso a diversas informações sobre o trânsito, além de chamadas de emergência, entre outros serviços. Graças ao Apple CarPlay, é possível transferir para o sistema do carro várias funcionalidades presentes no iPhone.

Por fora, uma série de mudanças que deixam o BMW X3 M40i com estilo de esportivo, começando pelos faróis de LED adaptativos, a linha de cintura ficou um pouco mais alta, o para-choque dianteiro foi redesenhado e teve mudança também nas lanternas traseiras. Quem faz questão de ter um carro com design moderno, não vai se decepcionar quando se deparar com o BMW X3 M40i.

O diretor de produção em Araquari, Otávio Rodacoswiski, informou que o BMW X3 M40i sendo produzido nesta unidade, prova que a empresa tem altíssima capacidade de flexibilidade para toda linha, proporcionando os mesmos padrões de qualidade e tecnologia que são encontrados nas demais unidades do BMW Group, no mundo todo. Rodacoswiski ainda fez questão de ressaltar que a empresa está comprometida com os colaboradores e tem batalhado para cada vez mais oferecer os mesmos padrões globais encontrados em outros países.

O BMW X3 M40i é muito mais que um modelo bonito, ele é potente, ganhou um visual moderno e a qualidade do material está presente em todos os itens, isto pode ser observado facilmente no interior do carro. É um modelo que realmente irá dar trabalho à concorrência.

Por Russel

BMW X3 M40i


Novo modelo da Toyota será lançado no Brasil nas versões hatch e sedan.

O novo Toyota Yaris é lançado no Brasil nas versões hatch e sedan, com motores 1.3 e 1.5, tendo a dura missão de superar a concorrência, tarefa nada fácil, já que os modelos disponíveis no mercado estão conquistando o consumidor e esta promete ser uma disputa difícil. Nesta última quinta-feira, dia 7, a Toyota apresentou as duas versões do Yaris para o mercado brasileiro e confirmou que a produção começa já neste mês.

Os preços do Toyota Yaris começam em R$ 59.590 e vão até R$ 79.990, tudo vai depender da versão escolhida pelo consumidor e o que ele irá querer acrescentar em seu novo carro. O modelo hatch terá motor 1.3, enquanto o motor 1.5 será para hatch e também sedan, sendo o mesmo modelo do Etios, só que passou por uma ligeira mudança e consegue oferecer um pouco mais de potência. A intenção da Toyota é ocupar o espaço que ficou entre o Etios e o Corolla.

A meta da montadora é vender pelo menos 5.800 unidades por mês, o que para alguns especialistas é um número bastante elevado, já que a crise no Brasil se agravou e o cenário não anda favorável às vendas de carros 0Km, mas a Toyota manteve esta estimativa e foi mais além, determinando que 45% das vendas devem ser do sedã e 55% do hatch.

Ainda em relação às vendas, 95% deve ser de modelo com câmbio automático CVT e apenas 5% dos consumidores deverão optar pela transmissão manual. Estes números podem apontar uma nova tendência do mercado, com preferência para o câmbio automático, mas também pode ser simplesmente o desejo da montadora de forçar mais a venda do modelo e menos do que tem câmbio automático. Seja como for, a decisão final continua sendo do consumidor e dentro de alguns meses as estatísticas estarão mostrando qual foi a opção que teve maior procura.

E o foco da Toyota agora é no Yaris, tanto é que as versões Platinum e XLS do Etios estão sendo deixadas de lado, elas não serão mais vendidas, pois a montadora quer ter seu novo modelo se destacando entre os que estão comercializando. Realmente será preciso muito empenho para garantir boas vendas, pois o Yaris vai bater de frente no mercado nacional com o Volkswagen Polo, o Honda Fit, o Peugeot 208 e o Ford Fiesta, modelos que estão indo muito bem e ainda tem as versões mais caras, mas que estão chamando a atenção do consumidor, entre elas o Argo da Fiat e o HB20 da Hyundai.

No caso da versão sedã do Yaris, a disputa pelo consumidor será com o Honda City, o Virtus da Volkswagen, o Cobalt da Chevrolet e também o Cronos da Fiat.

Em relação ao tamanho, o Yaris hatch é bem generoso, com seus 4,14 metros de comprimento e de largura tem 1,73 metros. A distância entre-eixos é de 2,55 m e a altura de 1,49 m. No caso do sedan, as medidas são as mesmas, exceto o comprimento, que é um pouco maior, tendo 4,42 metros. O porta-malas é de 310 litros para a versão hatch e 473 litros para o sedan, sendo que em relação ao tamanho do taque de combustível, para ambos o tamanho é de 45 litros.

E com tantos bons concorrentes no mercado nacional, a Toyota resolveu apostar em uma lista com variados itens de série para as duas versões do Yaris, oferecendo ar-condicionado, comandos no volante, rodas de 15 polegadas de liga leve, faróis com acendimento automático, entre outras opções.

O Yaris tem um visual arrojado, com linhas modernas, material de qualidade em seu interior, mas não se preocupou apenas com a beleza, a Toyota também ficou atenta à parte de segurança, por isso as duas versões trazem controle de tração e estabilidade, faróis de neblina, airbag duplo, assistente de rampa e até frenagem com ABS.

Por Russel

Toyota Yaris 2019

Toyota Yaris 2019

Toyota Yaris 2019


Novo Fiat Uno vem com novidades em seu pacote de equipamentos que pretendem atrair mais compradores.

O Fiat Uno continua sendo um dos queridinhos do brasileiro, mas as vendas já não fazem tanto sucesso como antigamente e a Fiat trabalhou muito para que a versão 2019 consiga mudar este cenário. O modelo tem tudo para ser um compacto de respeito, porém, deverá continuar atendendo aqueles consumidores que primeiro olham o custo-benefício, ou seja, eles não querem saber dos carros tecnológicos e luxuosos, mas também não querem um modelo com visual defasado.

Para o Fiat Uno 2019 conseguir uma boa fatia deste concorrido mercado, terá que atender os consumidores, mas sem custar caro. Esse talvez seja um dos melhores modelos de entrada e poderá assustar a concorrência, principalmente com a mudança que está sendo preparada para seu pacote de equipamentos e algumas versões.

O ITPMS é uma novidade que poderá fazer muito sucesso, pois no painel de bordo será exibido o medidor de pressão de pneus, alertando o motorista sempre que for hora de fazer a calibração. Essa ferramenta pode até ser considerada desnecessária para os mais atentos, mas a verdade é que muitos motoristas esquecem dos cuidados básicos com seu veículo e toda ajuda neste sentido é sempre muito bem-vinda. Não manter os pneus calibrados corretamente faz com que o desgaste aconteça de forma mais rápida, além de aumentar o consumo de combustível.

Outra novidade que estará presente no Fiat 2019 é o GSR-Comfort, já conhecido como Dualogic, mas esta opção será encontrada apenas na versão com motor Firefly 1.3, porém, a monitoração dos pneus será disponível para todos os modelos. A Fiat resolveu adotar o nome 'GSR' para seu pacote de funções automatizadas, deixando de lado o 'Dualogic', encontrado nos lançamentos anteriores. Até o Attraticve 1.0 teve o nome alterado para Drive.

Desde 2017 que o Uno vem contando com uma nova linha de motores, o Firefly, sendo que tem a versão 1.0 6V e 3 cilindros e o 1.3 8V de 4 cilindros. Os dois modelos são aspirados e estarão no Uno 2019, pois têm feito grande sucesso. O motor 1.06 6V consegue oferecer 77 cv quando abastecido com etanol e 72 cv com gasolina. seu torque máximo é de 10,9 kgfm e 10,4 kfgm. No caso do motor 1.3 8V, são 109 cv quando abastecido com etanol e 101 quando o motorista optar pela gasolina.

Se as mudanças internas são poucas, por fora também não é diference, o Uno 2019 terá leves modificações no design, mas na dianteira é possível notar logo que a grade não tem mais aquelas características quadradas, esta alteração foi para deixar o modelo com um visual mais sofisticado. O comprimento é de 3,82 m, or 1,63 m de largura e 1,4 m de altura.

O que poderá gerar muitas reclamações é o porta-malas, com capacidade para 290 litros e o consumidor tem encontrado modelos no mercado que oferece um espaço maior. No dia a dia, o porta-malas do novo Uno atende perfeitamente, mas em uma viagem com a família pode deixar a desejar.

Quanto ao acabamento, são 3 versões, a Drive, Way e Sporting. Para o consumidor, será preciso muita paciência e cautela, sendo que nunca deve ficar com o modelo mais 'bonitinho', é preciso analisar todos os itens oferecidos, o preço de cada um e assim, escolher aquele que realmente vai de encontro às suas necessidades.

O preço da versão de entrada deve ficar na media deR$ 41.840,00 e o top de linha, o Sporting 1.3 Firefly Dualogic, custará cerca de R$ 53.690,00.

O Uno 2019 trará algumas boas novidades para os itens de série, em comparação com as versões anteriores, com destaque para o novo câmbio automatizado, o ITMPS, a direção elétrica com controle de estabilidade de tração e uma quantidade enorme de itens que podem ajudar a equipar o modelo, ficando a escolha por conta do comprador.

Por Russel

Fiat Uno 2019

Fiat Uno 2019


Novo modelo Powerful Family SUV da Volkswagen, chamado Tarek, foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global da marca.

A Volkswagen apresentou os novos SUV’s que serão comercializados no mercado chinês, tendo em foco o Toureg, porém a empresa anunciou um carro novo que surpreendeu e aguçou a curiosidade de quem estava presenciando a apresentação.

O novo modelo “Powerful Family SUV”, também chamado de Tarek foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global. Ele será produzido na Argentina a partir do ano de 2020, por mais que pareça uma data distante, o tempo passa rápido, e um ano e meio não é tanto tempo assim.

De acordo com as especulações ele possui certas semelhanças com o sketch, que também é uma novidade da Volkswagen que foi anunciada há pouco tempo atrás. Por mais que muitos afirmam ser dois carros parecidos, a transmissão ao vivo feita pela empresa revelou que essa semelhança entre os dois automóveis é bem pouca.

O carro será lançado no Brasil e continuará com o nome, por enquanto, de Tarek.

A empresa Volkswagen está realizando uma produção “camuflada”

A marca Volkswagen está tentando manter a produção dessa nova linha em sigilo, e não fez nenhuma divulgação pública, porém algumas pessoas acabaram descobrindo sobre a nova produção da empresa.

Isso aconteceu pelo fato de que os donos da empresa da América Latina em determinadas ocasiões acabaram comentando sobre um modelo que seria criado futuramente e ganharia o nome de Tharu, nome esse que foi modificado para Tarek, o novo SUV da Volkswagen.

Os donos ainda tentaram manter em sigilo a produção do novo modelo, porém como todos sabemos mentira tem perna curta e não demorou nada para que os fãs de carros e internautas juntassem algumas informações e identificassem as “falhas” cometidas pelos donos. Em uma recente divulgação dos novos modelos que serão lançados a Volkswagen produziu um slide com 20 fotos, e justamente no modelo Tarek é possível visualizar o nome “Tharu”.

Mas para camuflar a produção os donos da empresa preferiram dizer que esse nome era dado para um novo modelo de carro que estava sendo produzido na mesma, mas como já dito não demorou muito tempo para que os internautas conseguissem identificar algumas "falhas" em seus discursos.

Nessa mesma apresentação, no momento da finalização foram divulgadas algumas legendas contendo as informações específicas de consumos de todos os carros anunciados, além de listar os motivos especificando o motivo pelo qual não eram viáveis a comercializações de alguns deles na Alemanha. E nessa lista estavam os modelos Thayron e Tharu, e como não foram anunciados e nem divulgadas informações sobre eles, a hipótese que seja o SUV Tarek foi praticamente confirmada.

Quais as possíveis características e especificações do novo modelo da Volkswagen

O levantamento das possíveis características e especificações do modelo Tarek foi baseado na sua divulgação. E através dela, foi possível perceber que a empresa havia apresentado algo semelhante há um tempo atrás.

O automóvel traz os mesmos traços de design da categoria SUV, e a principal preocupação da marca é trazer para o mercado um veículo global.

Nas últimas fotos divulgadas pela empresa foi possível notar a diferença de cor entre o Powerful Family SUV e o Tarek, é que o primeiro nas primeiras imagens que foram divulgadas (não reais), o carro possuía um tom de amarelo esverdeado, e na atual apresentação ele foi apresentado na cor marrom.

A parte frontal do Tarek, pode-se dizer, que foi baseada no Atalas (também conhecido como Teramont), a semelhança é tamanha que os executivos apontaram o possível lançamento como um “mini-Treamont”.

Com tudo isso podemos concluir que mesmo que o modelo agrade os brasileiros pela categoria, todo esse suspense que a empresa está fazendo acaba desmotivando os admiradores da marca.

A única informação que podemos afirmar é que o nome que será colocado no novo SUV da Volkswagen só será divulgado em 2020. O tempo de espera de um ano e meio ocorre pelo fato de que o ultimo país a produzi-lo será a Argentina, antes disso o carro já será produzido no México e na Rússia.

Por Isabela Pierini dos Santos

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


A marca fez uma leve alteração no visual da nova versão do HB20 2019 e agora tanto a versão hatch como a sedan, contarão com uma nova estética em relação aos para-choques da parte frontal e da parte traseira.

O novo HB20 2019 vem com leves mudanças em seu visual, novos instrumentos no painel e com uma versão de entrada que sairá pelo valor de R$ 43.990.

Veja Abaixo a Tabela de Preços de todas as versões do HB20 2019:

  • Versão Unique com motor 1.0 MT5 – Valor R$ 43.990
  • Versão Comfort Plus com motor 1.0 MT5 – Valor R$ 47.590
  • Versão 1.0 turbo MT6 – Valor R$ 51.790
  • Versão Comfort Plus com motor 1.6 MT6 – Valor R$ 54.550
  • Versão R spec com motor 1.6 AT6 – Valor R$ 63.690
  • Versão Premium com motor 1.6 AT6 – Valor R$ 66.790
  • Versão Comfort Plus com motor 1.0 MT5 – Valor R$ 51.590
  • Versão 1.0 Turbo MT6 – Valor R$ 57.590
  • Versão Comfort Plus com motor 1.6 MT6 – Valor R$ 60.150
  • Versão Style com motor 1.6 AT6 – Valor R$ 66.090
  • Versão Premium com motor 1.6 AT6 – Valor R$ 70.690
  • HB20X Style com motor 1.6 MT6 – Valor R$ 63.100
  • HB20X Premium com motor 1.6 AT6 – Valor R$ 71.700

Mudanças no modelo:

Design

A marca fez uma leve alteração no visual da nova versão do HB20 2019 e agora tanto a versão hatch como a sedan, contarão com uma nova estética em relação aos para-choques da parte frontal e da parte traseira.

Ainda em relação ao visual, essa nova versão virá com uma grade padrão colmeia e com novas rodas de liga-leve.

O HB20X possui novas rodas com aro de 16 polegadas e o modelo R Spec contará com novas rodas de 15 polegadas. As rodas dos dois modelos virão com a parte interna pintada na cor preto brilhante.

As lanternas traseiras das versões com motor 1.0 são escurecidas e as versões com motor 1.6 possuem lentes Clear Type, que imitam LEDs.

Parte Interna

A parte interna de todas as versões, exceto da versão de entrada, ganharam um novo cluster de instrumentos.

Agora a tela do computador de bordo mostrará informações relacionadas ao combustível e a temperatura a partir de ponteiros, sendo que até então os marcadores utilizados eram digitais.

Multimídia

Na central Multimídia do modelo, foi inserida uma TV digital que estará presente em todas as versões.

Novidades relacionadas aos equipamentos

Todas as versões:

  • Ar-condicionado;
  • Direção assistida;
  • Vidros elétricos;
  • Travas elétricas;
  • Rodas de liga-leve;
  • Farol de neblina;
  • Aribag duplo
  • Freios ABS
  • Sistema Isofix

Comfort Plus: Retrovisores elétricos, Alarme com telecomando e Chave com telecomando.

O mercado também conta com a chegada dos modelos Argo da Fiat e o Polo da Volkswagen, por isso poderiam surgir especulações sobre a nova geração do modelo HB20 estar sendo lançado para competir com a dupla.

Sendo assim provavelmente seria esperado que essa versão viesse com maiores alterações, inclusive em relação a modificação de seu tamanho e talvez uma possível implantação de determinados itens mais sofisticados.

Porém, baseando-se pelas declarações fornecidas por Byungkwon Rhim, o vice-presidente de operações internacionais da marca, isso não irá acontecer e tanto a hipótese de o modelo vir para competir com os modelos da Fiat e da Volkswagen, como o fato dele se tornar um veículo de tamanho maior estão descartadas.

O HB20 de 2019 vai continuar do mesmo tamanho, inclusive conforme citado acima, tanto na versão sedã como na versão hatch, as alterações em seu design não foram tão drásticas.

Também está descartada a possibilidade da criação de um compacto premium, para disputar território com os modelos das marcas rivais, o que torna essa nova versão do HB20 como estrela principal.

Ficha Técnica

Motor: 1.0 ou 1.6

Rodas: Liga Leve com aro de 15 ou de 16 polegadas de diâmetro.

Comprimento: 4.295 mm

Largura: 1.760 mm

Altura: 1.590 mm

Distância entre eixos: 2.610 mm

Por Rosângela Rodrigues

Hyundai HB20 2019


O Yaris foi feito a partir da incorporação de um estilo mais jovem que a fabricante fez questão de atender. No Brasil, o novo carro pensa no público mais jovem que precisa se locomover com mais rapidez e não quer perder tempo no trânsito das grandes

Se você pensa que já viu tudo da Toyota em termos de luxo e sofisticação de seus modelos de veículos mais famosos, então vai se surpreender com um novo lançamento que a marca pretende trazer para o Brasil só a partir de 2019: o Toyota Yaris.

Sucesso de vendas na Europa, o novo Yaris deverá trazer para o mercado de automóveis brasileiro um novo conceito que vai unir tanto o padrão de luxo e sofisticação típicos da marca e a praticidade de um carro feito para mostrar todo o seu desempenho dentro das cidades.

Para começar, o novo Yaris chegará ao Brasil em 2019 com o mesmo estilo e sofisticação de sua versão europeia.

A Toyota decidiu apostar no gosto dos brasileiros que gostam de viver na cidade e, portanto, precisam de um carro confortável e prático ao mesmo tempo. Deste modo, o modelo foi projetado dentro de categoria hatch, portanto, mais leve, compacto e econômico.

O novo Yaris seria uma versão mais compacta do seu maior sucesso, o Corolla?

Os menos avisados vão tomar um susto com as imagens do novo modelo. Afinal, um detalhe que chama a atenção no novo carro é o seu formato compacto. Pode soar estanho para quem já estava acostumado para o estilo tipo ‘carrão’ que colocou a montadora no topo das vendas por um bom tempo no país.

Até mesmo quem já estava acostumado com o estilo mais curto de outro modelo similar do seu concorrente mais próximo, o Honda Fit, vai se surpreender com a capacidade da montadora em reinventar seu estilo.

O Yaris da Toyota foi feito a partir da incorporação de um estilo mais jovem que a fabricante fez questão de atender. O novo carro (no Brasil) foi pensado naquele público mais jovem que precisa se locomover com mais rapidez e não quer perder tempo no trânsito louco das grandes cidades.

Características próprias do novo modelo da Toyota

Feitas as devidas apresentações, vamos agora repassar para os leitores um pouco das características do novo modelo. É claro que aquele ditado que ‘uma imagem fala mais do que mil palavras’ vai com certeza caber aqui, visto que, vocês vão poder também apreciar o novo modelo com as imagens deste artigo também.

Logo de cara, o que chama a atenção é estilo do novo Yaris. Os faróis em LED e no tipo alongado fazem a diferença, seguido com uma grade frontal em um estiolo único e lanternas com um novo desenho.

Quanto aos itens internos, o modelo da Toyota não deixa nada a desejar aos demais modelos da mesma marca. Para começar, ele vem com ar condicionado digital, direção elétrica, vidros elétricos, airbags laterais e frontais, teto solar, sensor de chuva e de luz.

Os consumidores que gostam de áudio e vídeo vão gostar do sistema multimídia que vem de fábrica, com rádio AM/FM e com entrada USB, além de um painel frontal onde o motorista pode acessar todas as funções do carro. Neste sentido, o novo Yaris vem com um volante multifuncional onde o condutor pode atá realizar chamadas no celular sem precisar tirar as mãos do volante.

De acordo com as informações técnicas liberadas pela Toyota até o presente momento sobre o veículo, a versão que vai estrear em 2019 vem com motor 1.8 e potência de até 144 cv.

Sem descuidar da segurança de seus consumidores, aliás, esta é uma das características do da Toyota, o novo modelo incorpora uma série de itens que irão contribuir para a manutenção da integridade física dos seus ocupantes. São eles, por exemplo, o controle automático de tração, câmeras auxiliares de estacionamento, sistema de aviso de colisão e mudanças inesperadas de faixa, dentre outros.

Se você gostou até aqui, então vá se preparando desde agora para agendar uma visita a uma concessionária mais próxima de sua casa para conhecer de perto este mais novo lançamento da Toyota.

Por Emmanoel Gomes

Toyota Yaris 2019


O destaque do modelo Tiguan Allspace 2019, da Volkswagen, fica por conta de sua esportividade

Primeiramente, é válido falar que o Volkswagen Tiguan Allspace 2019 tem esse nome por ser maior que o modelo fabricado na Europa, porém ele não perde no quesito esportividade, que é algo que será comentado mais a frente.

Este SUV tem como intuito ser um carro confortável e espaçoso, chegando para concorrer com os carros do seu mesmo segmento e preço médio. O diferencial deste SUV é a esportividade que vem na versão mais potente deste modelo.

O design é bem característico da Volks, sendo que não perde nada na linha que a empresa vem seguindo nos últimos dez anos, pelo menos. A seguir algumas especificações técnicas sobre este modelo.

Especificações do Tiguan Allspace 2019

Primeiramente temos que falar do modelo mais “básico” que é o Tiguan com motor 1.4TSI com 150cv e 25kgfm de torque, temos nesta versão um bom motor, com boa cavalaria e um torque aceitável. Esse é um motor bem parecido com os que vem nesta categoria, outro fato a falar é que este modelo vem com um câmbio DSG de 6 marchas.

Um dado importante para muitos motoristas são as velocidades de 0-100km/h e a velocidade máxima. Nessa versão temos um desempenho de: 9.9s e 196km/h, respectivamente. Vale ressaltar que este motor tem um bom desempenho em altas rotações, que é onde sua taxa de torque é melhor. Este motor tem um consumo médio de 7/10km/l na cidade e 8/12km/l em estrada, estes números são para uso com gasolina e etanol, respectivamente.

O câmbio DSG é com embreagem dupla, onde uma embreagem se encarrega das marchas impares e o outro das pares, isto proporciona mais suavidade na hora das trocas. Este tipo de cambio pode ser manual ou automático, isso depende do que o usuário quer. Alguns modelos da Audi mais esportivos, em algumas versões também tem esse tipo de câmbio.

Partindo para a segunda versão da Tiguan, temos nela um motor 2.0 TSI com 220cv e 36kgfm de torque. Este motor é bem mais potente que o anterior e considerando que é a mesma carroceria em ambos, o desempenho será, com certeza, muito melhor.

Acompanhando esse motor temos um câmbio DSG também, porém, com sete marchas em sequência.

O desempenho deste motor é quase o de um esportivo, mesmo tendo algumas desvantagens como, por exemplo, o peso. Vamos os números:

De 0-100km/h ele consegue uma média de 7s, e tem uma velocidade máxima de 224km/h, isto é muito, pois este carro pesa aproximadamente 1800kg, estes são números excelentes. O consumo médio desta versão é de 8,5km/l na cidade e até 10km/l na estrada.

As principais diferenças entre os modelos são no aspecto visual, pois cada uma tem detalhes no design que as diferenciam e dão uma cara a cada versão, partindo da versão mais simples, com motor 1.4, 5 passageiros e para-choque não personalizado, temos uma pintura bem homogênea e alguns recursos de fábrica em comum com todas as versões, sendo que esta versão tem rodas de 17 polegadas é 4×2 e é a mais leve.

Falando da mesma versão, porém com capacidade para sete passageiros, temos, além de mais assentos, rodas aro 18 e alguns detalhes a mais no retrovisor e nas laterais do carro.

Já na versão mais superior temos rodas aro 19 de liga leve, um para-choque com pegada mais esportiva, sete assentos de couro tratado, tração 4×4, e claro, o potente motor 2.0 TSI, além de alguns plus, como os modos de direção, e o sistema de estacionamento automático.

O preço varia de modelo para modelo, é claro. No modelo mais básico o preço é a partir R$ 125 mil. Para o modelo intermediário, que é o segundo que falamos, custa R$ 150 mil, já no terceiro e mais top das versões temos o valor é de R$ 180 mil.

Por Beatriz de Oliveira

Volkswagen Tiguan Allspace 2019

Volkswagen Tiguan Allspace 2019

Volkswagen Tiguan Allspace 2019


Volvo confirmou a nova perua V60 para o Brasil e mais três novidades.

Com o fim do regime Inovar-Auto e, consequente, encerramento da cobrança do chamado super-IPI, os importadores começam a retomar seus lançamentos e o mercado, até então pouco movimentado desde o ano passado, passa a ter, de forma gradual, mais novidades.

A Volvo é um exemplo claro desta nova política, tanto que já marcou para agosto ou, no máximo, setembro deste ano a volta da perua V60 e anunciou mais três lançamentos de uma vez.

Volvo V60

O modelo que começará a ser vendido no próximo semestre já será da nova geração, a Volvo ainda faz mistério sobre as versões, mas para termos uma ideia na Europa ela é vendida em um total de quatro versões de motorização classificadas em dois tipos, duas com motorização a gasolina e duas com motorização híbrida.

As com motorização a gasolina têm potência de 250 a 310 cavalos (as T6 e T8 com Twin Engine, respectivamente), todas utilizando um potente motor de 2.0 litros com turbo conjugado.

Já a motorização híbrida tem potência combinada maior, de 340 cavalos (versão T6 com recurso Twin Engine) até 390 cavalos (versão T8 também com recurso Twin Engine).

Por conta destas versões atualmente comercializadas, podemos ter alguma noção das escolhas para o território brasileiro.

Mais lançamentos

Fora este lançamento, que de certa forma retoma o mercado de peruas no país (veja o tópico abaixo), a Volvo ainda concentrará forças em mais três veículos de sua gama.

O primeiro será o SUV XC60 em sua versão T8, a motorização comercializada será híbrida e plug-in (plug-in significa que o veículo pode ser recarregado através de uma tomada), o modelo virá custando acima da faixa entre R$ 239.950,00 até R$ 269.950,00, por se tratar da atual faixa intermediaria de SUVs da marca no Brasil.

Em segundo, temos o sedan de grande porte S90 também com passaporte carimbado, a Volvo parece gostar de apresentar alternativas para seus consumidores poderem ter poder de escolha entre veículos e SUVs.

Também por este fato, por último e em terceiro lugar, podemos esperar o S60, também um sedan, mas de porte menor e faixa intermediária de mercado para o ano de 2019, seu segmento é bem disputado pelos nossos já conhecidos Mercedes-Benz Classe C e BMW Série 3, este último montado inclusive localmente.

O mercado de peruas é minúsculo no país

Sim é verdade, temos poucas opções, mas a Volvo pode mudar isto rapidamente, além de sua tradição europeia no segmento, produtos bons não faltam para suprir este nicho deficitário no mercado nacional, o principal movimento já foi feito com o anúncio da vinda da perua V60.

Sua concorrência é pequena, mas ferrenha no mercado nacional, a Volvo V60 enfrentará dois representantes alemães de peso, a perua da Mercedes, o C300 versão Estate custando cerca de R$ 278.900,00 e a representante da Audi, o A4 versão Avant custando um pouco menos, cerca de R$ 195.990,00, antes que nos pergunte sobre a BMW, ela não possui mais representantes desta classe e também não demonstrou interesse até o momento em importar o BMW Série 3 Touring, por exemplo.

Outras novidades podem chegar

Para os mais curiosos (e ansiosos), a perua de grande porte Volvo V90, deu as caras discretamente no Balneário Camboriú, nos estado de Santa Catarina, no começo de abril deste ano, tudo por conta de um evento patrocinado pela Volvo. A montadora sueca não só confirmou a informação da aparição como ainda divulgou que estuda sua importação através de um pequeno lote a partir do ano que vem, já no primeiro semestre, caso haja interesse de alguns compradores.

Vamos aguardar e torcer!

Por C. B.

Volvo V60

Volvo XC60


Hyundai Creta 2018 vem com design robusto e muitos itens de série. É um carro completo e ideal para os consumidores que gostam de modernidade e conforto.

O Hyundai Creta 2018 é um carro que traz como uma grande característica a beleza. Ele possui muitos detalhes que o tornam único. Além disso, ele possui muitos itens de série que ajudam compor o lado moderno desse carro. Um ponto positivo desse carro é que ele é robusto e ideal para rodar na estrada e também na cidade. O que o usuário precisa saber é que ele dificilmente vai deixá-lo na mão. E talvez seja por esses motivos que ele será um grande sucesso de vendas, mesmo com muitos concorrentes à sua altura. Então vamos a alguns detalhes desse carro incrivelmente moderno.

Hyundai Creta 2018 tem interior sofisticado

O Hyundai Creta 2018 não é um carro moderno só por fora, ele tem seu charme na parte interna também. Ele possui muitos detalhes encantadores que dão um toque de luxo e são notáveis logo que se entra no carro. O consumidor vai encontrar na parte interna os seguintes detalhes: Multimídia com tela de 7 polegadas, bancos de couros lindos e confortáveis, sistema Android Auto que tem funções como: Google Maps e Waze que são fundamentais para ajudar o motorista quando ele estiver dirigindo entre outros detalhes.

Carro com muitos acessórios modernos

Os itens de série são muito analisados pelos consumidores na hora de pesquisar por um modelo de carro a ser comprado. E essa importância é justificada pelo simples fato que: Os itens de série são indispensáveis em qualquer carro. Eles são mais segurança aos ocupantes, conforto, beleza e modernidade. E o Hyundai Creta 2018 caprichou nesses itens, veja abaixo a maioria dos itens de série da versão de entrada:

– Alarme

– Volante com ajuste de altura e profundidade

– Direção elétrica

– Sistema multimídia com rádio AM/FM

– Rodas de liga leve aro 16

– Monitoramento de pressão dos pneus

– Banco do motorista com regulagem de altura

– Entrada USB

– Painel central com cores cinza/preto

– Ar-condicionado

– Freios ABS

– Alavanca de câmbio em couro

– Alerta do cinto de segurança dos passageiros e do motorista

– Sistema Stop & Go

Entre outros.

Veja os itens de série da versão Top de linha

– Bancos do motorista em couro e na cor marrom e com sistema de ventilação

– Retrovisores com rebatimento elétrico

– Airbags laterais e com cortinas

– Computador de bordo

– Volante com novos comandos

– Ar-condicionado digital e automático

– Câmera de rá dinâmica

Entre outros.

Detalhes externos desse carro

Agora vamos falar sobre a parte externa do Hyundai Creta 2018, que possui muitos detalhes positivos e o torna mais completo ainda. Ele é um carro grande e com padrão avantajado, possui detalhes marcantes em seu estilo sóbrio. Sua versão nova tem contornos diferentes na parte do para-choque. Além disso, ele possui uma grade diferenciada com formato hexagonal, que torna esse modelo bem moderno. Ele possui também faróis de neblina.

Vamos falar sobre o motor do Hyundai Creta 2018

As versões do Hyundai Creta 2018 possuem dois tipos de motores, ambos têm ótima potência e desempenho. E essas opções são escolhidas de acordo com a versão do carro.

A primeira opção é o motor 1.6 que é aspirado e possui câmbio manual de 6 marchas. Ele faz a 130 cv de potência máxima se abastecido com etanol. Seu torque máximo é de 16,5 kgfm.

A segunda opção de motor é o 2.0 ele possui cabeçote de alumínio e coando de válvulas variáveis. É um motor bem moderno e potente, ele faz 166 cv de potência máxima se abastecido com etanol. Seu torque máximo é de 20,5 kgfm.

Valores das versões do Hyundai Creta 2018

São sete versões desse carro e vou falar apenas três modelos e valores.

– Hyundai Creta Prestigie 2.0 AT 2018 (versão top de linha) R$99.990,00

– Hyundai Creta Pulse 1.6 MT 2018 (versão média) R$78.790,00

– Hyundai Creta Attitude 1.6 AT (PcD) 2018 (versão de entrada) R$69.990,00

Consumo médio da versão de entrada

O Hyundai Creta 2018 tem um ótimo consumo nas duas formas de combustível. Veja abaixo.

Na estrada

Ele faz 11,7 km/l com gasolina e 8,2 km/l com etanol

Na cidade

Ele faz 10,4 km/l com gasolina e 7,6 km/l com etanol

O Hyundai Creta 2018 é um carro completo e ideal para os consumidores que gostam de modernidade e conforto!

Por Cristiane Amaral

Hyundai Creta 2018


Veja aqui as primeiras fotos do novo Ford Focus 2019.

Para os fãs e admiradores do Ford Focus, o ano de 2018 promete ser de grande novidades.

Isto porque o que antes parecia segredo, agora está começando a vir a público: as primeiras imagens da nova geração da marca, batizado pela montadora como a nova linha 2019 de um novo veículo .

Para alguns sites especializados no assunto, a divulgação das imagens feitas do nova geração para um comercial em Portugal foi o suficiente para que a novidade pudesse chegar ao conhecimento dos vários consumidores que, a partir de agora, já podem deixar de especular e deverão se deleitar com as novidades da linha.

Quais as mudanças mais aparentes no novo modelo ?

Logo de cara, percebe-se pelas imagens que a nova linha adota uma estética bem mais moderna e o novo Focus atinge um estilo bem mais esportivo.

A novidade está também no desenho dos novos faróis do veículo, que ganharam uma versão bem mais pontiaguda e traços mais profundos.

É interessante notar que a Ford tentou de todas as maneiras esconder o novo design, inclusive o novo veículo já foi fotografado algumas vezes rodando pelas ruas de algumas cidades da Europa com a lataria toda decorada com vários adesivos, numa tentativa de disfarçar as linhas e tendências do novo modelo.

Todo o mistério em volta da nova linha a ser lançada, na visão de alguns especialistas, deverá trazer ao consumidor muita novidade, principalmente, na parte interior do veículo. O que se sabe é que o novo modelo será dotado de um moderno painel digital e equipamentos capazes de auxiliar o motorista durante uma viagem tanto na estrada quanto no trânsito das grandes cidades. Um dos sistemas incluem a capacidade de frenagem automática de emergência.

Qual a previsão da chegada da nova linha ao Brasil ?

Sem uma data definida para a chegada e comercialização da marca ao Brasil (Infelizmente para muitos consumidores da marca), parte do mistério sobre a nova geração do Ford Focus ainda persiste. Isto porque a montadora ainda nem sinalizou com a expectativa de quanto o novo carro vai custar.

O que ainda se pode afirmar sobre o novo modelo são alguns dados sobre o novo motor e sua performance.

Umas das grandes novidades na mecânica é a adoção de um sistema híbrido de alimentação para a sua versão RS.

Ele terá um sistema que os técnicos chamam de híbrido-leve e que dará ao novo Focus um potência que chega facilmente aos 400 Cavalos de Força. Bom para quem precisa de um carro rápido nas arrancadas.

Falando ainda em potência de motor, a versão descrita acima é capaz de atingir uma velocidade de 0 a 100 Km/h em apenas 4 segundos. Prova que a Ford não economizou em tecnologia para manter o seu modelo em pé de concorrência com modelos mais sofisticados, por exemplo, a Mercedes AMG A45 e o Audi RS3.

Mas o público brasileiro que já leu esta mesma informação por aí ou que está lendo agora, aqui vai um aviso: Esta versão não tem nem previsão de quando vai chegar por aqui.

Quem tiver o prazer de conhecer a nova linha quando ela estrear por aqui vai ter que se contentar só com a versão ST e a ST Line, desde que esta seja apresentada primeiro no grande Salão do Automóvel em Paris, previsto para abril deste ano. Portanto, os rumores falam que a possível estreia em terras brasileiras possam ser somente por volta deste mês também.

Até lá , o que se divulga por aí por fontes não oficiais ou de origem duvidosa pode ser que seja apenas boatos sobre o novo modelo.

Emmanoel Gomes


Kia resolve trazer o SUV compacto KX3 em lugar do Stonic ao Brasil.

De primeira ideia, era de se imaginar que a empresa Kia trouxesse para o Brasil o carro esperado, nomeado de Stonic, porém, por decisões da empresa, foi decidido que o carro que será trazido será o KX3, a espera do modelo Stonic chegar foi devido a sua plataforma ser usada no Rio, o que deixaria com mais facilidade sua produção no México, isso traria a aproximação do comércio brasileiro relacionado ao carro. Poré,m por fontes separadas, a empresa diz que nunca esteve no plano deles trazer o Stonic e que sua aposta será realmente no KX3.

KX3 é um crossover chinês, nele está integrado a mesma plataforma que foi usada no carro Creta, que não está ligado a Kia e sim à empresa Hyundai. Sobre a data de estreia oficial, infelizmente ainda não há nada confirmado, mas para quem está ansioso para ver o carro, é possível que em breve, em meados de novembro, ele esteja no salão do automóvel.

A possível justificativa dessa "troca" de modelos se dá ao fato de que o Stonic por ser um carro de tamanho menor, medindo 4,14 metros, adequa-se ao padrão europeu, onde são "exigidos" carros menores para a circulação. A diferença dele para o KX3 em relação ao tamanho é que o modelo escolhido tem 4,27 metros, sendo assim mais interligado aos seus concorrentes brasileiros e adequando-se ao "padrão" de tamanho da categoria.

Outro motivo que colocaria mais uma "forcinha" nessa mudança é que o Stonic possui uma tecnologia e motores um pouco mais avançado, o que causaria talvez um maior dificuldade de comercialização no Brasil, que se dá pela dificuldade econômica atual, mais um fato é sua produção no México não ser totalmente definida com certeza absoluta.

Deixando um pouco de lado o país e citanto as especificações do carro em geral, na China o KX3 é apresentado com 3 motorizações diferentes, sendo elas:

  1. As versões básicas que usam o modelo do motor do Hyundai Creta 1.6 e também a versão 2.0. Que são as versões com mais possibilidade de vinda para o Brasil, além disso, o modelo flex pode aumentar mais ainda essa possibilidade.
  2. A linha tem em seu topo o motor 1.6 turbo, que conta também com 160cv de potência, isso lhe dará mais potência e torque, que resultaria em 25,5 kgfm, sendo maior que os 19,6 kgfm do 2.0.
  3. Os modelos 1.6 e 2.0 virão provavelmente com 6 marchas, sendo elas de câmbio manual ou automático, diferenciado-se do turbo que contará com o trabalho exclusivo de dupla embreagem que tem um serviço automatizado e 7 posições.

Esperança da importadora

A importadora oficial da Kia no Brasil é o Grupo Gandini, eles esperam que 2018 seja um ano positivo e de bons trabalhos para a empresa. Esta importadora trouxe recentemente a nova geração do Picanto e sem problemas aposta em continuar a importação da mesma maneira, ainda mais se tratando de um SUV compacto de uma grande empresa.

Visual do KX3

O carro traz consigo um visual mini-sportage, sua frente possui uma grade agressiva na parte inferior ao conjunto óptico. Suas lanternas, integradas a uma traseira limpa, vêm com seu preparo totalmente em LED, que acaba dando uma visão boa de carro avançado tecnologicamente. A influência interior do carro vem novamente com uma grande inspiração que já é bem conhecida, que vem do Sportage.

Levando em consideração agora a pintura, pode ser que ela agrade muito, a empresa resolveu colocar um contraste no teto, dando uma ideia diferenciada para o SUV.

Gustavo Martins dos Santos


Confira algumas dicas de como valorizar seu carro usado no momento da venda.

Nesta matéria você receberá dicas de como valorizar seu automóvel usado. Dicas e como executá-las.

1. Cuidar bem do automóvel

  • Para este tópico, é necessário que você seja uma pessoa cuidadosa com o que é seu, isso resultará em uma boa valorização para o próximo comprador, consequentemente, maior lucro para quem vende.
  • Você pode ter esse cuidado, deixando o carro em lugares protegidos, ou seja, que não fique exposto ao sol ou chuva, pois isso pode causar um grande dano.
  • Apesar do lado de fora do carro, recomenda-se o cuidado interno, pois para a avaliação o comprador checará todo o veículo.

2. Partes customizadas podem ser removidas

  • A customização do carro, normalmente feita pelo vendedor deve ser evitada, pois as customizações vêm do gosto de cada um, sendo assim, o comprador pode não gostar do que foi customizado, perdendo valor de venda.

3. Limpeza

  • É interessante que o interior do carro seja mantido sempre limpo, pois isso da uma noção de que o dono é cuidadoso e sempre procurou deixar o veículo de forma agradável, sendo assim o comprador pode dar um grande valor pelo cuidado mantido.
  • Caso a limpeza não esteja bem feita, quem for comprar pode olhar de maneira que não foi tido o cuidado, com o olhar de desvalorização.

4. Mexer em pequenos detalhes deve ser evitado

  • Às vezes alguns detalhes de pintura, por exemplo, podem parecer expostos, porém é bom que se evite consertar pequenas coisas, pois isso mostrará a diferença entre o original e o detalhe de "conserto" feito posteriormente, o comprador pode imaginar que isso seja uma maneira de você "esconder" algo que ele não pudesse ver, e querendo ou não entra no tópico de manter a originalidade.

5. Peças e equipamentos originais

  • Manter peças e equipamentos originais aumenta bastante as chances de uma boa avaliação do seu usado, porém isso é independente da área, tudo que for mantido com equipamentos originais tendem a manter-se com o mesmo valor.
  • A garantia de peças originais é que o funcionamento será de boa qualidade sempre, e as peças poderão dar menos manutenção por não serem paralelas.

6. Chave reserva e manual são garantia

  • A chave reserva é uma das garantias também que se encaixa no tópico de cuidado e valorização, e a garantia também para o comprador que todas as chaves do carro estarão em sua posse e de mais ninguém.
  • O manual original do veículo também ajudará, pois o comprador terá onde consultar quando for preciso, e o mantimento do manual poderá ajudá-lo nessa tarefa.

7. Levar o carro para uma manutenção na pré-avaliação

  • Este tópico é de extrema importância, pois para uma venda, o vendedor deve ter noção das condições que se encontram o automóvel, desta forma, terá propriedade para dizer ao comprador essas condições, o que resultará em um interesse maior do comprador que terá conhecimento de como se encontra a compra dele.

8. Documentação do veículo

  • Ter o documento do veículo em mãos valorizará bastante sua venda, a certeza do comprador ao ver o documento e como se encontra o mesmo poderá ser uma grande fortalecida para a venda, por que é nele que estão contidas as informações sobre vencimento, os números importantes e tudo mais.

9. Consulta das lanternas e dos faróis do carro

  • Caso seu carro esteja com tudo em ordem, não se esqueça de dar uma conferida nas lanternas e nos faróis, eles podem estar com poeira por dentro, ou embaçados, é recomendável a desmontagem e limpeza desses locais, por que o carro é formado por todas as partes, então não adiantaria manter todas as outras partes em bom estado e deixar essas de lado.

Por Gustavo Martins dos Santos

Carro usado


Confira aqui os primeiros detalhes sobre o novo Volkswagen Tarek.

Como se sabe, os modelos SUVs têm dominado o mundo automobilístico, engordando as vendas das montadoras. Para correr atrás do prejuízo pela falta de investimento no setor, a Volkswagem aderiu a novas estratégias para garantir o seu lugar no mercado, já que até então não havia demonstrado muito interesse no lançamento de novos modelos nesse segmento.

Sabendo disso, para o ano de 2018, a montadora alemã pretende lançar pelo menos seis novos SUVs. E nesse meio, ganhou destaque especial um compacto que já possui uma data para a estreia em território chinês. Em agosto, será lançado o modelo inédito e com a produção confirmada para a Argentina, com comercialização até 2020. E a melhor notícia de todas é que a sua distribuição será global.

Conhecido internamente pela VW como o crossover Tarek, o modelo será comercializado no Brasil de forma a competir com o sucesso de vendas da Jeep, o Compass. Sendo assim, pode-se esperar um preço superior a faixa de R$ 100 mil.

E se sua pergunta é: o que esperar desse SUV? Sua resposta será dada na seqüência. Acompanhe.

Projeção do Tarek

Apesar de ter sido divulgada a notícia pela Volkswagen sobre a novidade no mundo dos SUVs, ainda não foi feita uma apresentação oficial do carro, principalmente no que diz respeito ao visual do veículo. Porém, sabe-se que a montadora compartilhou um esboço sobre o mesmo durante uma conferência anual destinada para a imprensa. E a partir desse, os especialistas conseguiram realizar uma projeção preliminar que ilustrasse pelo menos um pouco mais sobre o Tarek, de forma a dar uma boa noção sobre o seu design.

E o resultado surpreendeu. Com uma grade frontal que impõe a sua presença, o crossover possui faróis com as dimensões compatíveis e com a mesma proporção. Para se ter uma noção, o mesmo foi concretizado pela marca com outros modelos conhecidos, como é o caso do Atlas e, mais recentemente, com a nova geração do Tiguan.

Ao que tudo indica, pouca coisa irá ser modificada do esboço em relação ao modelo real, já que essa é uma forma de manter o estilo original do para-choque. Haverá alterações, portanto, somente nas entradas de ar localizadas nas laterais, permanecendo as luzes de neblina na parte inferior do carro.

Já na traseira, não foi divulgada nenhuma imagem para a utilização como base. Sendo assim, os projetistas precisaram utilizar como inspiração as linhas usadas pela fabricante em sua produção, principalmente em se tratando do novo Tiguan.

Pegando por base os demais modelos da Volkswagen, estima-se que o projeto não deve estar fora da realidade do que nos aguarda em relação ao Tarek, já que a alemã é uma das montadoras que mais prezam e reforçam a padronização na identidade visual de uma grande maioria de seus produtos.

Muito bem equipado

Em termos de tecnologia, pode-se aguardar um carro acessível e, ao mesmo tempo, muito bem equipado. Isso porque ele virá com uma central multimídia que é comandada pelos gestos dos seus usuários.

Além disso, ainda haverá outros atrativos como: controle de cruzeiro adaptativo, painel digital Active Info Display e itens que já podem ser conferidos na nova geração do Jetta.

Em relação à plataforma, essa é a MQB, a mesma que é utilizada no Golf. Com a filosofia de ser mais barato do que o Tiguan, suas dimensões são semelhantes às do modelo sueco, com um total de 4,38 metros de comprimento no total. Na comparação com o Jeep Compass, ele medirá somente 4 cm a menos do que o concorrente.

A motorização disponível é de 1.4 TSI com 150 cv de potência, um motor que já possui produção no Brasil. Para quem busca uma versão mais potente, poderá optar pelo motor 2.0 TSI com uma potência de 200 cv. Ambas virão com com transmissão Tiptronic com seis marchas.

Kellen Kunz


A intenção da Renault ao lançar o modelo Alaskan 2018 é fazer com que esta picape concorra a nível mundial com outros automóveis desta mesma classificação.

Presente na lista das principais montadoras de automóveis do mundo, a Renault sempre lança modelos para serem destaques durante o ano. E a novidade para 2018 é a Renault Alaskan. Segundo informações da montadora francesa, as unidades desta picape devem chegar nos próximos meses ao mercado nacional. Saiba agora um pouco mais sobre este automóvel e quem sabe ele não pode ser a sua próxima compra no setor automobilístico.

Primeiras informações sobre a Renault Alaskan 2018

A intenção da Renault ao lançar o modelo Alaskan 2018 é fazer com que esta picape concorra a nível mundial com outros automóveis desta mesma classificação. Para isso, a empresa francesa deve colocar à venda quatro versões do modelo.

Confira agora a lista das versões da Alaskan levando em consideração as que possuem da maior a menor tração nas rodas:

Diesel 4×4 Automática TOP.

Diesel 4×4 Automática.

Diesel 4×4 Mecânica.

Flex 4×2 Mecânica.

O design da nova Alaskan

O primeiro ponto a se falar deste automóvel é que para todas as versões que foram citadas acima o visual continua o mesmo. O que muda mesmo é só a tração nas rodas. Explicado este ponto, agora é importante falar sobre o novo visual da Renault Alaskan 2018.

Este modelo foi reformulado em seu desenho frontal. Pois, a grade frontal conta com três linhas na horizontal que estão maiores. Além disso, as linhas que fazem parte dessa grande ganharam um novo formato. O símbolo da montadora também está maior na parte frontal do carro.

Os faróis também ganharam novas dimensões, como eles estão maiores, os faróis pegam um pequeno pedaço da lateral do automóvel. A linha que faz o ligamento entre o para-brisa e o capô está mais suave. Deixando o carro mais sofisticado, mesmo que a Renault tenha apostado no visual esportivo já que se trata de uma picape.

Já para a parte traseira desta picape, a grande mudança foi quanto ao bagageiro. Este compartimento ganhou dimensões maiores. Além disso, o material usado para revestir o bagageiro também foi mudado. Dessa forma, objetos mais pesados podem ser transportados com mais facilidade.

A parte interna da Alaskan também foi adulterada. O painel está muito mais moderno, ele conta com uma tela em LCD e touchscreen. Esta tela ainda conta com funções como câmera de ré, GPS e Bluetooth. Todos os conteúdos que ali são reproduzidos contam com uma alta definição. O consumidor pode escolher entre um painel de couro ou não.

Os visores como de velocidade, quantidade de combustível e relógio apresentam cores mais vivas e mais fáceis para que o motorista faça uma leitura mais rapidamente. O porta-luvas ganhou uma reclinação e mesmo assim conta com um bom espaço interno. Já o volante foi coberto por couro e também apresenta botões para que o motorista possa controlar diferentes funções do veículo. O motorista também pode acionar os recursos do carro por meio dos botões que ficam em sua porta. Os bancos ganharam novas posições e são aquecidos. Por fim, a Renault Alaskan 2018 ainda apresenta um compartimento de airbags muito mais seguro e eficaz.

Sobre o motor da nova picape da Renault

A Renault Alaskan 2018 pode ser encontrada na versão com 190 cavalos ou 160 cavalos. Além disso, o motor deste veículo apresenta 4 cilindros. A marcha pode ser automática (sete) ou manual (seis). Uma outra vantagem deste veículo é que ele pode ser abastecido com diesel ou gasolina. Não se tem informações sobre o consumo médio da Alaskan com cada combustível.

Informações sobre o preço da Alaskan 2018

As primeiras informações sobre o preço das versões da Renault Alaskan dão conta que os valores tendem a variar entre R$ 115.000,00 e R$ 180.000,00.

Para mais informações, acesse https://www.renault.com.br.

Por Isabela Castro

Renault Alaskan 2018


Modelo possui características bem marcantes, sendo a predominância de linha bem mais arredondada e um porta-malas bastante grande, o que pode ser um grande atrativo na hora da compra.

Para os admiradores de fã da marca Volkswagen, o início de 2018 promete ser de grandes novidades para o mercado de automóveis no Brasil.

Tudo isso por que a montadora resolveu mais uma vez sair na frente com novidades e não quis economizar quando o assunto é a concorridíssima categoria dos automóveis do tipo Sedan no Brasil.

Desta vez, a marca alemã que é uma das grandes referências no país, traz para o público brasileiro o seu mais novo lançamento, o Sedan Virtus.

Após a sua apresentação feita em São Paulo num evento promovido pela montadora ainda em 2017, o novo Virtus deverá chegar às concessionárias em todo o país no começo de 2018.

Os consumidores brasileiros que ainda não conhecem o novo modelo deverão ter uma grande surpresa, principalmente, para quem já é usuário do Sedan Polo da mesma montadora, pois o novo Virtus foi criado com alguns dos componentes que lembram o primeiro.

Uma das duas características mais marcantes é a predominância de linha bem mais arredondada e um porta-malas bastante grande, o que pode ser um grande atrativo na hora da compra.

Desta vez, a Volkswagen resolveu investir num modelo único tanto para a versão hatch quanto na versão sedan e apenas pegou a dianteira da primeira e lançou na mesma plataforma a versão mais sofisticada e maia alongada no estilo Sedan.

Para o novo modelo, a empresa resolveu investir em detalhes exclusivos como um novo conjunto de faróis, novos vincos bem mais arredondados e um capô exclusivo com um novo desenho bem mais alongado.

Além desses itens, os faróis apresentam um estilo diferente com extremidades mais alongadas e o para-choque integra um conjunto da carroceria que traz uma imponência maior ao veículo e com muito mais sofisticação.

Para quem gosta de acompanhar a evolução dos automóveis da linha Volkswagen, o novo Virtus lembra muito um dos grandes sucessos da montadora na Europa, o Jetta.

Com relação à mecânica, o novo modelo vem com dois tipos de configuração: um motor 1.6 MSI com 117 cavalos de força e uma versão 1.0, também chamada de 200 TSI com 128 cavalos de força.

Para ambas as versões, o câmbio é automático do tipo Tiptronic com seis marchas.

Com relação ao consumo, embora a montadora ainda não tenha divulgado números, sabe-se que ela investiu pesado em tecnologia para que o novo modelo possa concorrer com os outros veículos do mesmo tipo e que já se encontram no mercado.

A intenção é que o novo Virtus possa concorrer com modelos como o Honda City, o Fiat Cronos, o Cobalt e o Toyota Yaris.

As primeiras fotos feitas do novo modelo que em breve deverá estar rodando nas ruas deste país chamam a atenção tanto pela sofisticação quanto pelo estilo bem requintado.

Uma das intenções da Volkswagen é que, apesar de ser considerado um modelo Sedan do tipo grande, o novo Virtus possa se destacar pela sua performance. Conforme divulgado pela marca, o automóvel é capaz de ir de 0 a 100 km em pouco menos de 10 segundos.

Além do seu desempenho e da mecânica, o novo Sedan traz outros itens para os consumidores como o controle eletrônico de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do seu diferencial e monitoramento eletrônico dos pneus.

Uma das características do novo Virtus é o seu amplo espaço interno, o que traz um certo conforto tanto para passageiros quanto para motoristas.

Como itens de série, ele traz sistema GPS de navegação, painel central de navegação, sensores de aproximação e sistema multimídia com tela do tipo touchscreen de oito polegadas.

Com relação ao preço do novo modelo, a Volkswagen ainda não divulgou o preço oficial, mas os especialistas já fizeram os cálculos com base em outros modelos equivalentes de série e o veículo deverá ficar na faixa dos R$ 60.000,00 a R$ 80.000,00 para a versão mais completa.

Por Emmanoel Gomes

Volkswagen Virtus 2018


Nova linha vem mais espaçosa e com itens digitais, aliando conforto e modernidade.

Você já conhece o Novo Polo 2018? Pois confira agora todos os detalhes deste super lançamento que a Volkswagen preparou para você no ano de 2018.

Quem já conhece o Polo da Volkswagen sabe que ele é um super carro da marca. Mas para o ano de 2018 sua montadora preparou muitas novidades que com certeza vão agradar a muitos consumidores e conquistar ainda mais clientes.

Para começar encontramos um modelo com mais espaço, o que significa mais comodidade a seus passageiros. E para completar o porta-malas também foi aumentado em cerca de 25%, oferecendo capacidade para 351 litros.

A principal novidade está nos instrumentos digitais, uma vez que ele é o primeiro Polo a vir com este tipo de equipamento. Além disso, ainda temos muitas inovações técnicas como faróis em LED, detecção de ponto cego e assistência frontal. Seu LED e ACC são os mesmos do modelo Golf.

Conhecendo um pouco de sua ficha técnica, temos um veículo aumentado em suas dimensões, comportando confortavelmente 5 pessoas. Seu tanque possui capacidade para 52 litros de combustível e seu porta-malas 351.

Em termos de motorização temos um motor de 1.0, com alimentação por meio de injeção multiponto. Abastecido com etanol o veículo oferece uma potência de 84 cavalos, com capacidade máxima de torque de 10,4 Kgfm, chegando à velocidade máxima de 170 km por hora.

Em relação à média de consumo do VW Polo 2018, o Inmetro ainda não divulgou os números deste lançamento de 2018, pois ainda se encontra trabalhando em testes para informar bem aos interessados. Contudo a fabricante afirma que este modelo foi planejado para oferecer muita economia. Resta aguardar a divulgação dos números oficiais do Inmetro.

Como os itens de série são determinantes para o consumidor na hora de fechar a compra, a Volkswagen não poupou investimentos nessa questão. Por isso, confira a lista de itens de série do lançamento:

§ Ar-condicionado;

§ Freio multi-colisão;

§ 4 Airbags;

§ Porta traseira abertura vertical;

§ Luzes tipo LED luzes laterais;

§ Sensor de colisão monitoramento do motorista;

§ Limitador de velocidade;

§ Distribuição eletrônica de frenagem EBD;

§ Dois freios à disco com dois discos ventilados.

§ Bluetooth inclui telefone e também inclui transmissão de música;

§ Luz de leitura dianteira;

§ Limpador do para-brisa;

§ Chave / cartão inteligente manual;

§ Preparação isofix;

§ Sistema de freios ABS;

§ Para-choques dianteiros e traseiros;

§ Espelho de cortesia iluminado para motorista e passageiro;

§ Entre outros.

Como podemos ver o Novo Polo VW 2018 possui interessantes itens de série, todos bem modernos e de muita tecnologia. Tudo para oferecer aos seus ocupantes o que há de melhor.

Se você gostou do novo VW Polo e está curioso em relação aos seus valores, já sabemos que eles devem variar de versão para versão. Partindo do valor de R$49.990 e chegando ao valor de R$69.190.

A versão de entrada que é o Polo 1.0 MPI deve sair por R$49.900 e mesmo sendo a versão de entrada possui muitos itens de série como ar-condicionado, vidros elétricos em todas as portas, direção elétrica e outros.

Quem desejar mais itens pode contar com duas opções de pacotes, sendo a primeira composta por controles de tração e estabilidade, um computador de bordo bem mais completo, além de bloqueio eletrônico do diferencial. Por sua vez o segundo pacote vem com central multimídia e volante multifuncional saindo a partir de R$2.600.

Veja abaixo as versões do Novo VW Polo 2018, assim como seus respectivos preços:

– VW Polo MPI 2018 – R$ 49.990;

– VW Polo MSI 2018 – R$ 54.990;

– VW Polo Comfortline TSI 2018 – R$ 65.190;

– VW Polo Highline TSI 2018 – R$ 69.190.

Por Sirlene Montes

Volkswagen Polo 2018


O Fiat Argo é um modelo próprio para quem procura beleza, potência e segurança, com um preço bastante acessível.

Quer conhecer o novo lançamento da Fiat que com certeza vai ser um sucesso em 2018? Conheça então o Novo Fiat Argo, que chega com grandes novidades para se tornar um líder de vendas da sua categoria.

O Novo Argo de 2018 foi desenvolvido pela marca para substituir o Novo Palio em suas versões que custam mais caro e também para substituir o Fiat Punto, cuja fabricação já foi encerrada no início de 2017.

O Fiat Argo é um modelo próprio para quem procura beleza, potência e segurança, com um preço bastante acessível.

O Novo Argo foi produzido com base na mesma plataforma do Fiat Tipo que teve seu lançamento em países da Europa no ano passado e que já se tornou um grande sucesso. Para o lançamento deste ano a Ford caprichou bastante para que o modelo se colocasse no mesmo nível de modelos concorrentes como o Prisma da Chevrolet e HB20S da Hyundai, dois fenômenos de vendas.

O Novo Argo chega ao Brasil com a classificação de Hatch Premium, sendo o mais completo da categoria a qual pertence no mercado. Com esse título a Fiat já procura causar uma boa impressão em seus consumidores e despertar o interesse de novos clientes.

O design do Argo 2018 é bem esportivo, mas sem deixar de ser dinâmico, o que o torna um carro visualmente atraente. E as novidades não param por aí, pois no interior do veículo encontramos muita tecnologia e refinamento em todos os detalhes. Com a cabine produzida em medidas maiores, os ocupantes encontrarão muito mais conforto. Nesse quesito de espaço maior, o Argo sai na frente de seus concorrentes, o que já é uma grande vantagem.

Quando falamos em lançamentos automobilísticos as pessoas sempre se interessam em saber quais são os itens de série que o lançamento oferece. Se esta também é sua curiosidade, conheça abaixo alguns deles:

– Encosto para cabeça em todos os bancos;

– Freios ABS;

– Controle de tração;

– Sensores de auxílio de estacionamento traseiro;

– Desembaçador de vidro traseiro;

– Cinto de três pontos em todos os assentos;

– Faróis de neblina;

– Alarme de antifurto;

– Sistema para monitoramento da pressão dos pneus;

– Airbags nos bancos da frente;

– Travamento central de todas as portas;

– Lavador e limpador do vidro traseiro;

– Assistente de partida em rampas;

– Controle de estabilidade;

– Faróis com refletores duplos.

O Novo Fiat Argo 2018 também oferece aos seus clientes opções de kits, com os itens seguintes:

– Sistema de Rádio;

– Rodas de liga leve;

– Volante multifuncional;

– Conexão USB;

– Sistema Conta giros;

– Termômetro para a água do motor;

– Indicador de temperatura externa;

– Sistema Bluetooth;

– Sistema start-stop;

– Ajuste para altura do volante;

– Luz no porta-malas e também no porta-luvas;

– Direção assistida;

– Abertura na parte interna do tanque de combustível;

– Limpador de para-brisas automático;

– E outros.

É importante que antes de realizar a compra o cliente conheça todas as versões do Fiat Argo 2018 e assim escolher aquela que possua itens de seu interesse.

E por falar em versões, veja abaixo:

– Fiat Argo Drive 1.3 2018;

– Fiat Argo Drive 1.3 GSR 2018;

– Fiat Argo Precision 1.8 2018;

– Fiat Argo Precision 1.8 AT6 2018;

– Fiat Argo HGT 1.8 2018;

– Fiat Argo HGT 1.8 AT6.

Confira abaixo as sugestões de preços do Novo Fiat Argo do ano de 2018:

– Novo Argo Drive 1.0 2018: Saindo por R$ 46.800;

– Novo Argo Drive 1.3 2018: Saindo por R$ 53.900;

– Novo Argo Drive 1.3 GSR 2018: Saindo por R$ 58.900;

– Novo Argo Precision 1.8 2018: Saindo por R$ 61.800;

– Novo Argo Precision 1.8 AT6 2018 : Saindo por R$ 67.800;

– Novo Argo HGT 1.8 2018: Saindo por R$ 64.600;

– Novo Argo HGT 1.8 AT6 2018: Saindo por R$ 70.600.

Por Sirlene Montes

Fiat Argo 2018


Modelo traz diversas versões e itens. Confira as características.

A linha Toyota Hilux e SW4 2018 é apaixonante. Está recheada de novidades e promete tomar o gosto de quem ainda não tem uma Hilux ou quer trocar por um modelo mais atual. Um dos atrativos para este tipo de automóvel é relacionado aos preços da categoria que variam entreR$ 108.990 e R$ 193.270 na Hilux 2018, já da SW4 vão de R$ 152.090 a R$ 252.790. Ficou curioso? Então confira tudo sobre a nova linha e corra para adquirir o seu.

Linha Toyota Hilux 2018

Uma grande novidade é a inédita Challenge substituindo SR turbodiesel que não está mais no catálogo. E é esta versão que vamos apresentar primeiro. Com motor turbodiesel de 2,8; rps 3400; tração 4×4 apresenta rodas liga leve com 17 polegadas na tonalidade preta. O modelo ainda conta com grades pretas, design interior com detalhes pretos e vermelhos, protetor de para-choques, há central multimídia toucheescren, câmera de ré, blueetooth, travas e retrovisores elétricos, computador de bordo e disponível nas cores Vermelho Metálico e Branco Polar. E o preço? Imperdível! Recomendado em R$ 161.990.

Dentro da linha a SR 4×2 também apresenta novidades que valem a pena destacar. Com motor sob o capô de 2.7 e 163 cavalos. Com 5.000 rotações por minuto e 25 kgfm com 4.000 rotações por minuto. Câmbio de 5 marchas. Apresenta também banco com ajuste para altura, computador de bordo, ar-condicionado, direção hidráulica, rodas de liga leve em 17 polegadas, bluetooth, USB, faróis de neblina. A opção mais em conta sai por R$ 108.990.

SW4 2018

A novidade é em relação ao SR 4×2. Com motor 2.7, 163 cv e câmbio de 6 marchas – automático. Quanto aos equipamentos a lista é grande: Ar-condicionado automático, central de multimídia touchscreen em 7 polegadas, volante ajustável – altura e profundidade, assentos luxuosos em couro, computador de bordo, airbags laterais, acabamento do painel em madeira, paddle shifts – trocas manuais da marcha e câmera de ré. Este modelo está tabelado em R$ 178.990.

O que foi apresentado até o momento se trata de versões destinadas ao público em geral. Contudo, há outras duas versões, estas são para vendas diretas. A Hilux Diesel de 4×4 Narrow, possui cabine dupla e está tabelada em R$ 153.780. A versão automática da SW4 SR diesel de 4×4 para 5 lugares com valor de R$ 228.320.

Veja a tabela com todas as versões e modelos tabelados de acordo com o preço sugerido para o mercado.

Modelos e Preços Hilux 2018

– SR M/T 4×4 Dupla Canine, FLEX: R$ 108.990

– SR A/T 4×2 Dupla Canine, FLEX: R$ 115.000

– Chassi M/T 4×4 diesel Simples Cabine: R$ 119.550

– Cabine M/T 4×4 diesel: 123.520

– SRV A/T 4×2 Dupla Cabine, FLEX: R$ 124.380

– SRV A/T 4×4 Dupla Cabine, FLEX: R$ 135.090

– STD M/T 4×4 Dupla Cabine, Narrow, DIESEL: R$ 135.780

– STD M/T Dupla Cabine, DIESEL: R$ 136.280

– SR Challenge A/T 4×4 Dupla Cabine, DIESEL: R$ 161.990

– SRV A/T Dupla Cabine, DIESEL: R$ 171.260

– SRX A/T Dupla Cabine, DIESEL: R$ 193.270

Modelos e Preços SW4 2018

– SR M/T 4×2, 5 assentos, FLEX: R$ 152.090

– SR A/T 4×2, 5 assentos, FLEX: R$ 165.640

– SR A/T 4×2, 7 assentos, FLEX: R$ 171.140

– SRV A/T 4×2, 7 assentos, FLEX: R$ 178.990

– SR A/T 4×4, 5 assentos, DIESEL: R$ 228.320

– SRX A/T 4×4, 5 assentos, DIESEL: R$ 247.160

– SR A/T 4×4, 7 assentos, FLEX: R$ 252.790

Agora que você já está por dentro de todos os modelos, equipamentos e preços é hora de adquirir um Toyota desta linha fantástica. Há versões para todos os gostos.

Por Mateus Aparecido de Faria

Toyota Hilux 2018


O Kia Cerato 2019 terá cores mais vivas e quentes, além de linhas e, é claro, a marca de importado que segue o padrão da Kia Stinger.

Os amantes de veículos automotivos devem ficar contentes em saber que, recentemente, foi divulgado o esboço do Kia Cerato 2019, um carro com design muito versátil, que foi projetado com base no Stinger.

Então, se o leitor ficou curioso a respeito das novidades acerca do novo modelo de Kia Cerato 2019, as informações abaixo podem informá-lo sobre as principais mudanças que o automóvel passou em comparação ao último modelo lançado pela linha.

De acordo com a Kia Motors foram realizados cerca de três esboços, que foram expostos antes mesmo do Salão de Detroit. Sendo assim, tomando como base essas projeções, parece que as mudanças são positivas especialmente na estética e no estilo do carro. Então, parece que agora, as ruas de Detroit devem ganhar a versão do Kia Cerato 2019 em cores mais vivas e quentes, além de linhas e, é claro, a marca de importado que segue o padrão da Kia Stinger.

Como já foi mencionado anteriormente, o modelo do novo automóvel foi inspirado em outro veículo, que tem a fama de ser maior e mais potente. O intuito da marca, que surgiu originalmente na Coreia do Sul, é fazer com que o automóvel tenha um estilo bastante eletrizante, uma vez que, essa é a grande aposta a fim de atrair um maior número de consumidores.

Sendo assim, procuraram investir em colocar mais volume e largura na carroceria. Por isso, a nova versão do Kia 2019 deve possuir um coeficiente aerodinâmico muito além do último modelo. Somado a isso, parece que haverá mudança no visual interno do veículo, aumentando o seu espaço a fim de levar maior conforto e comodidade para o motorista e os seus passageiros. Vale ressaltar ainda que, apesar dessas alterações, o sistema entre-eixos deve permanecer o mesmo que vigora atualmente.

Quem conhece os modelos da Kia Motors, sabe que a sua marca já registrada no mercado de automóveis é uma grade com característica de ser trigada. Com o novo modelo, essa grade deve ter a utilidade de transportar alguns instrumentos ligados ao esporte. Mas, tratando-se de característica exclusiva, acredita-se que seja a adição de um para-choque, que possua dois faróis para neblina, além de entradas de ar, tanto na frente quanto nas laterais.

No interior do veículo, haverá um painel diferente, isto é, desta vez mais baixo e também mais reto. Também haverá uma tela touchscreen com câmera traseira externa com o intuito de facilitar a vida do motorista quando chegar a hora de realizar ré ou até mesmo no momento que houver a necessidade de estacionar o veículo.

Até o momento, sabe-se que o modelo deve ser criado na indústria Pesquería, localizada no México. Desse modo, assim que os automóveis entrarem no mercado de veículos dos Estados Unidos, eles devem passar pela fronteira do México em direção ao Brasil. Estima-se ainda que a apresentação do novo modelo no território brasileiro deve acontecer no dia 15 do mês de janeiro de 2018.

Ficou interessado em adquirir o Kia Cerato 2019? Pois bem, fique atento às novidades que devem surgir nos próximos dias, como a apresentação visual do novo modelo. Com o passar dos meses, é provável que a Kia Motors disponibilize outras informações e características mais específicas de como o automóvel deve funcionar, seus equipamentos entre outros dados mais técnicos. O fato é que esse modelo já possui a chance de competir na categoria de melhor carro do ano, isto é, tanto pela sua estética exterior quanto na parte mecânica do carro, que promete ser alterada e voltar ainda mais desenvolvida a fim de atender cada vez melhor os consumidores que adquirirem o veículo.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

Kia Cerato 2019


A nova Hilux 2018 foi desenvolvida com base no novo estilo global adotado pela Toyota. Dessa forma, a picape acaba parecendo ser maior do que suas medidas informam.

A Toyota apresentou há alguns meses a linha 2018 da Hilux que apresenta grandes mudanças em suas versões. A picape da Toyota conta com três novas configurações. Com preço sugerido partindo de R$ 108.990, essa é a grande aposta da Toyota para a categoria em 2018. Confira mais informações sobre a nova Hilux 2018 na continuação desta matéria.

A nova Hilux 2018 foi desenvolvida com base no novo estilo global adotado pela Toyota. Dessa forma, a picape acaba parecendo ser maior do que suas medidas informam. Vale destacar que a Hilux 2018 ganhou 7 cm, mas isso não é muita coisa para uma picape, sendo assim, ela continua menor que o modelo S10 cabine dupla. A impressão de ser maior é devido à nova frente do automóvel que conta com grade mais proeminente e cromada.

Principais novidades

E como destacado aqui, as principais mudanças estão nas versões da nova Hilux. Um dos destaques é a versão SRX que agora passa a contar com faróis de neblina dianteiros em LED de fábrica. Também se destaca a série especial SR Challenge, cuja principal inspiração é o modelo SR diesel com motor 2.8, equipada com câmbio automático de seis marchas além de tração 4×4.

A nova Hilux 2018 também está mais luxuosa: o interior da picape recebeu bancos e painéis de portas com acabamento em tecido vermelho além de painel preto com friso vermelho e tapes com o logo Challenge. A parte tecnológica do interior é garantida com o sistema multimídia acompanhado de tela sensível ao toque de 7 polegadas, trio elétrico, computador de bordo, câmera de ré, dentre outros itens.

A nova versão Hilux SR Flex 4×2 também promete fazer bastante sucesso com itens como, por exemplo, ar-condicionado manual, câmbio manual, computador de bordo monocromático, direção hidráulica progressiva, faróis de neblina dianteiros, modos de condução Eco e Power, banco do motorista com ferramentas de regulagem de altura, além de outros itens.

Itens de série

Um dos destaques da linha 2018 da Hilux é, sem sombra de dúvidas, a grande quantidade de itens de série. A versão SR 4×2 Flex conta com os seguintes itens de fábrica: airbag de joelho para o banco do motorista, sistema de alarme perimétrico, airbags frontais, ar-condicionado manual, banco do motorista com opção de ajuste de altura, freios ABS com EBD, computador de bordo monocromático, direção hidráulica, rodas de liga leve aro 17 polegadas, sistema multimídia de 7 polegadas com tela sensível ao toque (com TV Digital, GPS, DVD, câmera de ré, Bluetooth, USB AUX, rádio), além de outros itens.

Já a versão Hilux SRV com suas variantes 4×2/4×4 Flex ou Diesel contém os itens da versão acima além de adicionar: assistente de reboque, ar-condicionado automático, retrovisor externo cromado, computador de bordo com tela de 4,2 polegadas, controle eletrônico de estabilidade, assistente de subida, seis alto-falantes, dentre outros itens.

A versão SRX 4×4 Diesel, por sua vez, além de contar com os itens já citados ainda vem acompanhada de: faróis de neblina dianteiros de LED, acendimento automático dos faróis, faróis de LED, entrada e saída sem precisar usar chave e rodas de liga leve aro 18 polegadas.

Preços

Confira abaixo os preços das versões e suas variantes da Hilux 2018:

· SR 4×2 M/T Flex com Cabine Dupla: R$ 108.990

· SR 4×2 A/T Flex com Cabine Dupla: R$ 115.000

· Chassi 4×4 M/T Diesel com Cabine Simples: R$ 119.550

· Cabine 4×4 M/T Diesel: R$ 123.520

· SRV 4×2 A/T Flex com Cabine Dupla: R$ 124.380

· SRV 4×4 A/T Flex com Cabine Dupla: R$ 135.090

· STD 4×4 M/T Diesel Narrow com Cabine Dupla: R$ 135.780

· STD 4×4 M/T Diesel com Cabine Dupla: R$ 136.280

· SR Challenge 4×4 A/T Diesel com Cabine Dupla: R$ 161.990

· SRV 4×4 A/T Diesel com Cabine Dupla: R$ 171.260

· SRX 4×4 A/T Diesel com Cabine Dupla: R$ 193.270

Motor

Em relação ao motor sob o capô da Hilux 2018, saiba que estão disponíveis duas opções. O motor da versão de entrada é o mesmo encontrado na geração anterior. Ou seja, trata-se de um Dual VVT-I Flex 2.7 com 163 cv de potência a 5.000 rpm (etanol) ou 159 cv a 5.00 rpm (gasolina). A outra opção, e também uma novidade, é o motor Diesel 2.8 1GD de 177 cv de potência e 45,9 kgfm com transmissão automática de seis velocidades além dos modos Eco e Power. Também há opção de transmissão manual de seis marchas para o motor 2.8.

Por Bruno Henrique

Toyota Hilux 2018


Confira as versões e preços do novo Range Rover Velar 2018.

A famosa subsidiária da empresa indiana Tata Motors, Land Rover, está apresentando ao mercado os modelos com novos preços, os quais partem do valor de 287.700 reais. A partir do mês de maio desse mesmo ano foi anunciada a venda prévia do modelo Range Rover Velar, já no valor de 383.100 reais e 513.900 reais, sendo que, de acordo com informações oriundas da própria página eletrônica da Lan Rover, o primeiro lote deste modelo estava contando com 50 unidades vendidas no primeiro semestre do ano de 2017. Esta linha possui quatro versões lançadas, como SUV de luxo, que fazem parte do conjunto comercializado primeiramente. As devidas distribuições do outro lote serão realizadas no início do ano de 2018.

A série original de Range Rover Velar estreou em sua venda prévia apresentando ao mundo quatro versões de potentes veículos, que são: o R-Dynamic S, custando em torno de 383.100 reais; o R-Dynamic SE, que está valendo em torno de 405.400 reais; o R-Dynamic HSE que está custando 445.500 reais e o First Edition que está em torno de 513.900 reais. Essas quatro versões da linha estão aparelhadas com motor tipo AJD V6 3.0 Supercharged com 380 CV e munidos de um tipo de transmissão automática ZF com oito velocidades, além da chamada tração integral Terrain Response e também tecnologia de suspensão pneumática.

Entretanto, o lote seguinte de veículos dessa série, com mais 50 unidades, está agendado para distribuição no mês de outubro. Assim, ao conferir a página eletrônica da Land Rover o consumidor perceberá que o Range Rover Velar está com preços atualizados. Portanto, este novo utilitário está sendo comercializado por meio das duas opções de motor de que estão munidas as suas versões. Trata-se de um veículo utilitário esportivo que se mantém na pré-venda, porque o mesmo ainda não está disponível para encomendas no Brasil, conforme consta no configurador desse mesmo modelo. O primeiro tipo de motor se chama Ingenium 2.0, contendo capacidade de 250 CV, além de quatro versões de acabamento e equipamento.

Entre as quatro versões, a S se destaca pela aparelhagem em faróis LED, as rodas são de liga leve com aro raio 18 de polegadas, o conjunto de bancos é revestido com acabamento todo em camurça, está munido de retrovisores aquecidos, possui amplo sistema de som em Standard, está aparelhado com limitador e controlador da velocidade, os seus bancos dianteiros possuem sistema de ajustes elétricos, além de conter assistente de faixa e também o sistema sensor de auxílio no estacionamento, na parte traseira.

No caso do modelo Range Rover Velar SE, este vem acrescentado da tecnologia dos faróis LED Premium, a qual possui a assinatura de LED em DRL, além disso, as rodas de liga leve são de aro raio 19 polegadas, o acionamento da tampa do seu porta-malas se faz por meio de gestos, os retrovisores externos vem com aquecimento, possui rebatimento elétrico, está aparelhado com a função de anti-ofuscante automática, função de luzes de aproximação, aparelhado de bancos elétricos ajustáveis, possui ampla memória para o motorista, o conjunto de bancos é fabricado em couro do tipo perfurado, munido de som Meridian com mais 11 alto-falantes de potência de 380 watts, possui navegador em Pro e o sistema de câmera de ré.

Além do motor já citado, há o motor tipo V6 3.0 Supercharged com 380 CV, que está presente nos veículos, com a mesma estrutura, nas mesmas versões e com equipamentos próprios do Range Rover Velar que está munido do motor tipo Ingenium 2.0 de 250 CV, embora possua a distinção qualitativa da chamada suspensão pneumática adaptativa. Portanto, dada uma descrição sumária dos diversos atributos gerais das versões desta linha, na relação abaixo seguem os tipos e valores de SUV, nas alternativas mais potentes.

É importante observar que os carros a seguir têm menor estrutura que aqueles já lançados no primeiro conjunto lançado no mês de maio:

A versão Range Rover Velar V6 está no valor de 335.900;

A versão Range Rover Velar S V6 está no valor de 362.600;

A versão Range Rover Velar SE V6 está no valor de 384.900;

A versão Range Rover Velar HSE V6 está no valor de 425.500.

Por Paulo Henrique dos Santos

Range Rover Velar 2018

Range Rover Velar 2018


McLaren anunciou ao público a estreia de um novo modelo de supercarro, cujo título foi escolhido em homenagem a um dos maiores pilotos mundiais da categoria, Ayrton Senna.

Uma das mais famosas equipes de Fórmula 1, a McLaren, anunciou ao público a estreia de um novo modelo de supercarro, cujo título foi escolhido em homenagem a um dos maiores pilotos mundiais da categoria, Ayrton Senna. Este veículo hiperesportivo pode chegar ao valor de mais ou menos de R$ 3 milhões.

A equipe da Mclaren decidiu apresentar ao mundo um novo veículo profissional, superpotente, promovido como uma atualização no ramo. Este super novo carro, cujo título faz referência ao mais famoso piloto brasileiro de Fórmula 1, o Senna, é uma espécie de coroamento póstumo aos diversos títulos conquistados pelo mesmo piloto, junto da equipe Mclaren, entre os anos de 1988, 1990 e 1991. Ayrton ficou muito famoso durante a década em que atuou na Fórmula 1, entre 1984 e 1994. De acordo com informações angariadas do site Carros.ig, serão produzidas em torno de 500 unidades deste potente veículo. A intenção da empresa é lançar um carro que supere o McLaren P1 em termos de potência e agressividade, entretanto, sem que se torne um substituto do já existente, pois, o McLaren P1 é um tipo de supercarro produzido para rodar pelas ruas, ou seja, são veículos munidos de funções diferentes.

O McLaren P1 está munido de potência suficiente no sentido de fazer frente a outros modelos superesportivos, aparelhados em tecnologia futurista, tais como o Porsche 918 Spyder ou a Ferrari LaFerrari. Entretanto, a proposta do Senna é apresentar ao público uma noção diferente, ou seja, de que a competição, nesse sentido, tende a acabar.

Esse novo projeto da McLaren é produzido sobre uma plataforma em conformidade com o modelo 720S, a qual funciona a partir de avançados comandos em termos de suspensão e aerodinâmica do clássico P1. Porém, o Senna é construído com ajustes para adaptá-lo à corrida em sua totalidade, sendo constituído estruturalmente de fibra de carbono, que torna o seu peso menor, por conseguinte, temos um supercarro mais poderoso e mais leve. Trata-se de um veículo potente, aparelhado com um motor V8 por 4 litros e ainda mais 2 turbo-compressores, munido em 800 CV e possui 80 KGFM, que torna esse Senna um carro com capacidade de atingir até 100 km/h em 2,5 segundos, ou até menos, chegando a uma velocidade superior a 320 km/h.

Este modelo representa um grande avanço tecnológico, já que, há quase três décadas, os carros de Fórmula 1 não contavam com muita potência em termos de pressão aerodinâmica em relação ao peso-potência de que estavam munidos, naqueles anos, ou seja, era menos de 1kg em relação a cada 1 CV. Os mesmos carros de corrida, naqueles tempos, estavam desprovidos de qualquer tipo de mecanismo que fornecesse proteção para a cabine, para que fosse possível proteger o piloto de impactos. Portanto, tudo em termos de tecnologia, de potência e segurança não estava à altura do ideal entre as décadas de 80 e 90. Muitos pilotos, inclusive o próprio Ayrton Senna, faleceram devido a acidentes em parte provocados por condições inapropriadas nas pistas, em parte nos carros.

Assim, conforme a própria equipe McLaren declarou, o título de Senna para este super avançado carro, próprio para as ruas, tendo sido autorizado, comprometerá a renda, que certamente será arrecada com a comercialização deste grande veículo, no sentido de contribuir em donativos para o Instituto Ayrton Senna, cuja missão é promover acolhida e excelente qualidade de vida para crianças e jovens carentes, aos quais faltam recursos.

Em realidade, este projeto, em sua totalidade voltado para a competição esportiva, está em profunda harmonia com as intenções de Ayrton Senna, como piloto de Fórmula 1, entre os melhores do mundo, e a sua caridade com o próximo que se mantém firme desde o ano de 1993.

Por Paulo Henrique dos Santos

McLaren Senna

McLaren Senna


De acordo com rumores, o fim da fabricação do Fiat Palio está próximo.

Foram mais de três milhões de Fiat Palio produzidos só no Brasil. O hatch compactado fez muito sucesso em todos os locais que a Fiat se apresenta, mas agora chegou a hora do popular passar o bastão para outros modelos, os quais prometem agradar mais o gosto do consumidor. Quer ficar por dentro das novidades e mudanças que rodeiam um dos carros mais presentes nas ruas brasileiras? Então confere o post!

Notícias não oficiais, mas pautadas em fatos

A montadora e fabricante do Palio ainda não se pronunciou dando o veredito final sobre o fim da produção do modelo, mas de acordo com alguns fatos, é possível praticamente confirmar os boatos: Fiat Palio, após estar presente 21 anos no mercado, sairá de linha.

Um dos fatos que podem ser determinantes é que este modelo já parou de ser produzido na fábrica de Córdoba na Argentina. Lá, o espaço que tomado para montar os Palios, foi ocupado pela fabricação e montagem do novo sedan compacto sucessor do Punto, o Cronos.

Falando em modelos novos e recém produzidos, mais um ponto a ser considerado para o fim da fabricação do Fiat Palio, é a já pronunciada fabricação da nova versão do modelo Argo, o carro será comercializado por um preço inicial de R$43.990,00, o motor que acompanhará o novo modelo é 1.0 estilo Firefly equipado com 3 cilindros, e virá para o mercado com a lista de série encurtada.

Outro indício do fim da fabricação do Palio é que, fazendo uma entrevista com os donos e funcionários de concessionárias brasileiras, há poucas unidades do Palio nos estoques das lojas, alguns entrevistados já adiantam algumas informações como o fim do modelo. Segundo comerciantes da área e representantes da marca Fiat, não há mais previsão de recebimento do modelo Palio no ano que vem (2018).

Um pouco sobre o substituto em potencial do Fiat Palio e a linha de produção da fabricante Fiat

Pelo que deu para perceber diante dos fatos apresentados nos parágrafos acima, o Fiat Palio sairá mesmo de linha, e quem tomará seu lugar, ou melhor dizendo, receberá o seu bastão, será o Fiat Argo.

Portanto, a linha da Fiat ficará, depois da saída do Palio, disputando mercado com os compactos Premiuns das concorrentes, ao lado como títulos de sedans Gran Siena, que já é um clássico da montadora e é opção de base para esta organização, e o Fiat Cronos, que ainda não está disponível e será lançado apenas em fevereiro do próximo ano, este modelo entra no lugar do Fiat Linea na linha a partir de 2018. Abaixo dos compactos Premiuns e dos sedans, estarão os carros Fiat Mobi e Fiat Uno.

21 anos de história rica e particular: saiba mais sobre o Fiat Palio

O compacto foi lançado em 1996 e entrou na linha de produção da Fat como sendo uma versão mais moderna do modelo Uno Mille, que neste ano completava 12 de lançamento, ou seja, foi lançado em 1984. O Palio renovou os designs retos e quadrados do Uno Mille: possuía linhas arredondadas com muita personalidade. Foi criado para ser “rival” de mercado do modelo Gol da Volkswagen.

Esta primeira geração lançada era para o mundo inteiro, mas o compacto veio fazer sucesso e tomar espaço nas ruas do Brasil e da Argentina.

A partir do sucesso tremendo aqui no país, o Palio deu parte do seu design e experiência para dois modelos em 1997: A perua Fiat Weekend e o carro sedan Fiat Siena.

E então? O que você achou sobre o Fiat Palio sair de linha? Comente na caixa de comentários logo abaixo do post, a nossa equipe quer saber!

Por David Ferreira

Fiat Palio


Confira a lista de carros mais econômicos que rodaram no Brasil em 2017.

Quais são os fatores que você considera ao pensar na compra de um carro? Quando o assunto é adquirir um veículo, você deve pensar muito sobre consumo. Muitos modelos são ótimos e têm o desempenho incrível, mas o custo benefício em relação ao combustível, reposição de peças etc, deixa aquele carro como sendo um mau negócio.

Pensando nisso, trouxemos para você a lista dos carros mais econômicos do Brasil segundo levantamento do Inmetro, resultado da elaboração do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, o chamado PBEV.

Foram analisados 983 versões e modelos, avaliando 35 marcas.

Apresentaremos os carros mais econômicos acerca do fasto de combustível em 2017! Veja a seguir!

20º lugar: Renault Sandero

O Sandero conta com motor 1.0 tipo flex 3-cilindros, além de potência de 79/82 cavalos (g/e). O preço do veículo é R$42.900.

19º: Renault Logan

Mais um Renault no ranking! Com motor 1.0 tipo flex 3-cilindros, a potência é de 79/82 cv (g/e). O valor do veículo é R$44.700.

18º: Fiat UNO

A Fiat aparece na lista com o Uno Way/Drive. O carro conta com 72/77 cv de potência (g/e). O preço é dessa versão veículo Uno sai por R$43.620.

17º: Fiat UNO WAY/SPORTING

Aqui vem a outra versão do Uno. Com motor 1.3 flex, o Uno Way/Sporting tem 101/109 cv de potência (g/e). O preço do carro é R$49.860.

16º: Fiat Mobi Easy

Esse modelo da Fiat conta com a potência de 72/77 cv (g/e), possuindo motor 1.0 flex 3-cilindros. O caro custa R$34.210.

15º: Prisma

A Chevrolet aparece na lista com o modelo Prisma. O motor é de 1.0 flex e a potência é de 78/80 cv (g/e). Essa versão 0 km reestilizada não é mais comercializada em território nacional.

14º: FORD KA SEL/K+

Com potência de 80/85 cv (g/e), os modelos contam com motor 1.0 tipo flex 3-cilindros. Os valores são de R$51.090 na versão KA SEL e R$47.290 na versão KA+.

13º: Volks Cross Up

Modelo da Volkswagen contando com o motor tipo 1.0 flex 3-cilindros, o Cross Up conta com 101/105 cv de potência e custa R$56.350.

12º: KA SE

O Ford KA SE custa R$44.290 e tem motor 1.0 tipo flex 3- cilindros. A potência é de 80/85 (g/e).

11º: Fiat Argo Drive

O valor desse veículo é de R$46.800, com motor 1.0 tipo flex 3-cilindros. A potência é de 72/77 cavalos (g/e).

10º: Fiat Mobi Drive

Com motor 1.0 tipo flex 3-cilindros, esse veículo da Fiat conta com 72/77 cavalos de potência (g/e) e sai pelo preço de R$41.260.

09º: Up TSI Move High

Com rodas de aro 15, o UP da Volks vem com motor 1.0 flex 3-cilindros e 101/105 cv de potência (g/e). O preço do veículo é de R$57.800.

08º: Move Drive GSR

O modelo da Fiat tem motor 1.0 flex tipo 3-cilindros e vem com 72/77 cv de potência (g/e). O preço é de R$45.450.

07º: Citroën C3

A Citroën aparece no ranking com esse modelo de motor 1.2 flex 3-cilindros. A potência é de 84/90 cv (g/e). O preço do veículo é R$42.900.

06º: Lexus CT 200 H

Com o potente motor híbrido de 1.8, o veículo conta com 134 cv de potência e custa R$ 135.150.

05º: Up TSI Move

Esse Volkswagen tem roda aro 14, 101/105 cv de potência (g/e) e motor 1.0 tipo turbo flex 3-cilindros. O veículo custa R$53.490.

04º: Peugeot 208

A Peugeot aparece com lugar de prestígio na lista. O 208 tem motor 1.2 flex 3-cilindros e potência de 84/90 cavalos de potência (g/e). O valor é de R$52.290.

03º: Volvo XC90 T8

O modelo tem motor híbrido 2.0 e conta com incríveis 407 cv de potência. O valor do veículo é de R$456.950.

02º: Fusion Hybrid

O lindo Ford Fusion tem motor híbrido 2.0 e 190 cv de potência. Todo esse desempenho sai por R$160.900.

01º: Toyota Prius

A Toyota aparece na lista com o primeiríssimo lugar. O econômico Prius conta com 123 cv de potência e motor 1.8. O preço do veículo é de R$126.600.

Por Carolina B.

Toyota Prius


Modelo será lançado em meados do primeiro trimestre do próximo ano no Brasil.

A Volkswagen do Brasil confirmou há pouco tempo que seu novo Sedan da linha Sedan Médio que tem um nome até que curioso chamado Projeto 271 ou se você preferir Volkswagen Virtus 2018 será lançado em meados do primeiro trimestre do próximo ano.

Quer saber como será este novo veículo da Volkswagen que está despertando a curiosidade de muitos fãs da VW? Continue acompanhando este artigo que preparamos para você e descubra quais são as novidades que a Volkswagen irá lançar em 2018 aqui no Brasil.

Conheça o Virtus 2018

Agora vamos trazer algumas informações interessantes sobre este novo Sedan que está sendo muito falado nas redes sociais. Buscamos dados como: preço, motorização, itens de série e alguns detalhes técnicos deste carro.

Muitos rumores têm sido feito nas redes sociais e para que você fique mais antenado com as novidades que envolvem este novo lançamento da Volkswagen, resolvemos reunir todas as informações que já foram levantadas até o momento.

Competição com Honda City

Este novo modelo da VW está chegando ao mercado de automóveis aqui no Brasil para competir diretamente com o Honda City, o Virtus 2018 é a versão sedan do conhecido Polo.

Este lançamento estará entre os quatro supermodelos que a marca está colocando no mercado e investiu pesado para isso, nada mais, nada menos que R$ 7 bilhões.

David Powels, CEO da VW Brasil, confirmou algumas informações de que este sedan terá dimensões muito parecidas com o Jetta. Está confirmação demonstra que o Virtus estará brigando na categoria sedan médios para 2018.

Fábrica de São Bernardo e São Caetano preparadas

As fábricas da VW do Brasil localizadas nas cidades de São Bernardo e São Caetano no estado de São Paulo já estão preparadas para dar inicio a fabricação do modelo derivado da plataforma MBQ A0.

Com base nessas informações, as indicações são que o novo Virtus 2018 será construído sob a plataforma do novo Polo 2018.

Detalhes do Virtus 2018

Mais detalhes do novo sedan da VW é o que vamos falar agora. Será fabricado sobre uma versão menor com comprimento de 4,20 metros e entre os eixos 2,56 metros. Este espaço vai proporcionar uma melhor acomodação das bagagens. Isso tudo será possível devido ao porta-malas de 500 litros de capacidade.

Além disso, o desempenho deste carro é dos motores da linha EA211. Muito semelhante ao Polo e com faróis de neblina que lembram o Golf 2016 que foi reestilizado. Os para-choques possuem linhas recortadas trazendo um design mais inovador e que chama bastante a atenção.

Os modelos que serão lançados começam com a linha 1.0 MPI de 82 cv. O desempenho será recompensado pelo pouco peso do motor de base MQB. O espaço interno segue a linha europeia com linhas retas e revestimentos com design agradável.

Preços e Motorização

Para você que está interessado neste novo modelo da Volkswagen deve estar preparado para investir um pouco mais. O desembolso inicial para quem quer ter um Virtus 2018 na garagem começa com valores entre R$ 60 e R$ 80 mil.

Como já citamos a motorização começam com 1.0 de 82 CV provavelmente TSI e o 1.6 16 V MSI. No entanto estas informações não foram confirmadas. Em relação ao câmbio, serão versões manual e automática.

As versões manuais contam com 6 velocidades e as automáticas 6 posições.

O objetivo com o lançamento do Virtus é mudar um pouco a imagem da Volkswagen que é conhecida por trazer veículos com opções interessantes apenas para carros de linha de entrada.

Outra novidade é a direção elétrica de série e os freios a disco, no entanto, contam com um detalhe, os discos serão nas quatro rodas.

Por Marcio Ferraz

Volkswagen Virtus


O uso do ar-condicionado, aliado a outros fatores, faz com que o carro acabe utilizando mais combustível. Confira as situações e como fazer para utilizar da maneira correta.

No mundo moderno o conforto e a segurança caminham juntos. Nos veículos, por exemplo, uma pessoa tem chance de desfrutar de comodidades como: rádio, TV, dispositivos que ajudam a manter o carro seguro na estrada, luz interna, espaço amplo, motor silencioso e ar condicionado. Entretanto, tudo tem um custo e tudo consome energia, porém, é necessário compreender todo o processo para que os consumidores saibam até onde é possível se utilizar dos recursos oferecidos pela tecnologia sem que isso pese no orçamento.

O tema central neste texto é o uso de ar condicionado nos automóveis e o nível de consumo do mesmo em termos de combustível. Algumas notícias indicam que o dispositivo do ar condicionado pode consumir mais combustível que o normal. Entretanto, outras fontes apontam para o fato de que janelas abertas na estrada, quando se está a mais de 80 km/h, causa grande interferência na estrutura aerodinâmica do veículo, provando, por conseguinte, uma maior resistência e consumo de gasolina. Mas, esta situação é fato consumado ou apenas uma espécie de mito?

Para começar é necessário compreender um pouco sobre a estrutura do carro. Janelas abertas são recomendadas apenas quando não se está em alta velocidade, em uma viagem, por exemplo. Se o veículo estiver em menor velocidade não há grande resistência provocada pela passagem do ar, sendo que, do contrário, um carro em grande velocidade com janelas abertas acaba consumindo mais combustível devido ao impacto do vento no interior, que não permite que o veículo navegue, por assim dizer, no ar, sendo uma situação similar ao do barco na água, se o casco estiver com entradas o barco é tragado pela água. A aerodinâmica precisa adequar-se ao formato convencional, que deslize e flua.

Em realidade, não há evidências exatas do quanto um aparelho de ar condicionado pode contribuir com uma sobrecarga de consumo de combustível. Existem estatísticas que tentam orientar e disciplinar os hábitos dos motoristas, no sentido de controlar o consumo de energia e combustível conforme a escala de velocidade. Portanto, quando está em alta velocidade, é melhor fechar todas as janelas e ligar o dispositivo de ar condicionado. De acordo com pesquisas realizadas pela Society of Automotive Engineers, SAE, dos Estados Unidos, os responsáveis chegaram à conclusão de que até a velocidade de 65 km/h a melhor recomendação é trafegar de janelas abertas, sem risco de consumir mais, podendo refrescar o interior. Do contrário, é melhor fechar as janelas e acionar o ar condicionado.

Para desfazer o mito é importante deixar claro que, segundo o mesmo estudo citado, quando em menor velocidade o motor gera menos força, energia, e, neste caso, se o ar condicionado estiver ligado ele irá fazer com que o motor trabalhe mais, para suprir o dispositivo refrigerador, gerando muito mais eletricidade para o mesmo dispositivo funcionar efetivamente.

Portanto, não se trata de um mito, mas sim de que, em determinadas situações, fácies de serem previstas, é fato que o motor será forçado a produzir mais energia, sendo, por conseguinte, estimulado a consumir muito mais combustível para exercer a sua função.

Assim, é importante estar atento às diversas indicações que existem nos sites em internet, e pesquisar pelas informações mais consistentes, ou seja, aquelas que recomendam aos usuários testarem o consumo de combustível nas situações, e também, aquelas informações que estão em perfeita compatibilidade entre si, em termos de dados estatísticos e referências.

São dicas mais simples, porém, vale a pena conferir, pois o consumo excessivo de energia prejudica tanto o carro quanto o bolso. Não custa nada dar atenção às orientações que podem ser úteis.

Por Paulo Henrique dos Santos

Ar-condicionado


A Renault se prepara agora para lançar no mercado a versão 2019 do Duster que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Depois de emplacar definitivamente um dos seus modelos mais conhecido e também um dos mais vendáveis, o Duster, a Renault se prepara agora para lançar no mercado a sua versão 2019 da marca que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Segundo os especialista e jornalistas que escrevem para muitos sites especializados em carros no país, a montadora francesa já sinalizou com muitas novidades que prometem surpreender e encantar o público brasileiro e fiel consumidor da marca.

Feito sob medida par o mercado de países emergentes como o Brasil, o Duster emplacou definitivamente pela sua relação custo/benefício pender sempre a favor do consumidor brasileiro.

Neste sentido, o modelo conseguiu alar um preço relativamente acessível ao seu baixo custo de manutenção e um desempenho que não deixa nada a dever aos seus concorrentes mais tradicionais do mercado brasileiro.

Se você pensa em entrar definitivamente para o grupo de consumidores que optaram para ter um SUV na sua garagem, o veículo da Renault passou a figurar como uma das opções mais escolhidas por uma grande maioria.

Lançado no país antes de 2015, o Duster vem passando constantemente por contínuos melhoramentos ao longo deste tempo e não é a toa que ele vem sendo cada vez mais preferido dos brasileiros.

Para o ano de 2019, a Renault parte na frente e já dita as principais tendências tecnológicas que deverão ser incorporadas para o seu modelo mais popular na classe dos SUVs.

Vale salientar que esse sucesso de vendas se deve principalmente ao fato de que mais que 35% dos SUVs que rodam no Brasil são da marca.

De acordo com algumas informações que são divulgadas pela Renault, as mudanças no novo Duster deverão começar tanto no seu exterior quanto no seu estilo interno.

Externamente, a Renault promete a adoção de novas linhas de design que poderão surpreender o consumidor. Na parte interna, a fabricante deverá adotar um conceito que valorize o espaço do veículo com mais conforto para seus ocupantes.

No seu aspecto visual, a montadora vai incorporar o uso de faróis de LED, talvez em formato de X e que segundo os críticos poderá se assemelhar a seu concorrente mais direto, o Jeep Renegade.

Internamente, a expectativa é o acabamento em estilo bem mais requintado o que pode trazer uma certa sofisticação e luxo internos, com a utilização também de painéis de controle digitais, assim como o seu ar condicionado que segue o mesmo sistema e se mostra como uma inovação para o modelo.

Com relação ao motor e câmbio, somente deverá mudar o novo câmbio do tipo CVT. O sistema mecânico de 2.0 litros deverá permanecer.

Caso o consumidor queira saber mais detalhes, poderá acessar o site do Inmetro e conferir todos os resultados. Para isto, basta clicar aqui www.inmetro.gov.br.

Para quem se liga no preço, o valor do modelo 2017 vendido no Brasil é um pouco acima dos R$ 65.000,00. A expectativa é que os novos modelos 2019 cheguem ao país possam manter esta média.

Se este for o caso, o modelo mais simples poderá custar algo em torno dos R$ 68.000,00, enquanto que a sua versão mais completa poderá chegar a mais de R$ 87.000,00.

Portanto, se você está pensando em trocar o seu Duster atual ou se está se preparando para adquirir o seu primeiro modelo desta categoria e quer ter na sua garagem o que há de mais moderno para este tipo de veículo, seria bom esperar um pouco mais e aproveitar para economizar um pouco mais para ter a certeza de ter investir num veículo que vale a pena.

Por Liana Gifoni

Duster 2019


Recall foi convocado por veículos apresentarem uma falha na parte elétrica da bobina de ignição, podendo ocasionar um problema que pode comprometer o bom funcionamento do motor.

Comprar um automóvel zero quilômetro com certeza é sinônimo de tranquilidade, afinal um carro novo não precisa estar sempre visitando a oficina mecânica para eventuais reparos e manutenções, como acontece com a maioria dos carros mais rodados que requerem um pouco mais de atenção em decorrência do tempo de rodagem que possuem.

Geralmente, os carros novos passam por apenas manutenções esporádicas que as próprias concessionárias oferecem no contrato de venda.

Contudo, nem sempre as coisas saem como o esperado e pode acontecer que automóveis novos, retirados da concessionária recentemente apresentem defeitos, geralmente já vindo de fábrica por uma alguma falha e que por oferecer certo risco aos seus ocupantes devem ser reparados, passando pelos conhecidos recalls.

E por falar em recall, a Fiat acaba de anunciar um recall em veículos no Brasil. De acordo com informações da montadora terão que passar pelo reparo o total de 5.802 veículos, que pertencem a oito modelos.

O recall deve ser feito, pois esses veículos apresentam uma falha na parte elétrica da bobina de ignição. Assim, essa falha pode ocasionar um problema que pode comprometer o bom funcionamento do motor.

Os automóveis que devem passar pelo reparo são de modelos fabricados nos anos de 2016/2017. Entre eles está o Fiat Mobi que é um dos modelos mais afetados pela falha, uma vez que se somam mais de 4 mil unidades.

Não é primeira vez que a Fiat convoca veículos de entrada para recall.

Seguindo o Fiat Mobi, o modelo que possui também muitas unidades a serem reparadas é o Fiat Uno, em que se somam 1.313 unidades da sua versão 1.0.

O reparo é simples. Trata-se apenas da substituição da bobina de ignição.

De acordo com informações da marca italiana, essa falha que ocorre no funcionamento da bobina pode ser o resultado de um desligamento que de dá de forma repentina no motor, independente se o carro estiver movimentando-se, o que pode colocar em risco a vida de seus ocupantes, pelo fato de existir o risco de colisão.

A bobina de ignição funciona transformando 12 volts que a bateria oferece em uma tensão que passa de 30.000 V. Assim, essa alta tensão é transferida para as velas, gerando uma faísca que é responsável pela mistura de ar-combustível, que entra em combustão no interior do motor.

Os proprietários destes veículos que devem passar pelo reparo, devem telefonar para o número 0800 707 1000, a partir da data de 13 do mês de novembro, próxima segunda-feira, e agendar um horário para a realização do reparo.

Segundo os mecânicos e engenheiros da Fiat o tempo estimado para a realização da troca da bobina é de aproximadamente uma hora, não passando deste tempo. Além disso, os proprietários não terão que pagar nada pelo serviço.

O importante é que todos os veículos que se encontrem nesse grupo façam a troca da bobina, para que assim possam trafegar com tranquilidade sem que haja nenhum risco de acidente.

Quem estiver com dúvidas e necessitar de outras informações pode acessar o site da montadora em www.fiat.com.br/ja-tenho-um-fiat/fiat-recall/recall.html.

Os oitos modelos são:

– Grand Siena 1.6: 1 unidade;

– Novo Palio 1.0: 26 unidades;

– Punto 1.6 e 1.8: 46 unidades;

– Strada 1.6 e 1.8: 83 unidades;

– Dobló 1.8: 98 unidades;

– Palio Weekend 1.6 e 1.8: 104 unidades;

– Uno 1.0: 1.313;

– Mobi: 4.131 unidades.

Não existe um período previsto para a realização do recall. Aliás, enquanto todas as unidades não passarem pelo reparo o recall não pode ser encerrado pela fabricante.

O recall por defeito é uma garantia que está prevista no Código de Defesa do Consumidor.

Nesse sentido, se os proprietários desses veículos encontrarem algum problema no agendamento ou atendimento, o fato deve ser denunciado no Procon.

Por Sirlene Montes

Fiat


O Fiat Weekend 2018 é uma mistura de potência e design perfeito.

O que podemos afirmar sobre o Fiat Weekend 2018, é que ele é uma continuação do clássico Hatch Fiat Palio. Outra informação sobre o Weekend 2018 é que ele não tem muitos concorrentes.

Valor de mercado do Fiat Weekend 2018

Ainda há uma grande especulação se a Fiat Weekend 2018 será lançado no Brasil, porém, seu valor de mercado pode variar de R$ 57.890,00 chegando até R$ 78.500,00. Se nos basearmos pelos modelos anteriores da Weekend, vamos perceber que não teve um ajuste tão alto, o que torna o preço bem justo para um lançamento.

Carro com consumo médio

Fiat Weekend 2018 tem o consumo médio, e foi classificado como utilitário esportivo compacto. Essa nova versão é equipada com motor 1.8 litros Flex e o câmbio dualogic que é automatizada e bem econômica. Pela avaliação do Inmetro a nota dada foi A, afirmando que o modelo Fiat Weekend 2018 tem o consumo médio. E a conclusão final é que esse novo modelo está bem à frente dos modelos anteriores.

Mudanças do motor do Fiat Weekend 2018

O Fiat Weekend não terá muitas mudanças consideráveis, porém o seu motor terá mudanças sim e isso é muito bom. O motor é o 1.8 com transmissão automatizada. Ele consegue fazer 7,2 km/l dentro da cidade usando etanol e 7,9 km/l andando na estrada. Agora se ele for abastecido com gasolina, ele faz uma média de 10,2 rodando dentro da cidade e chega até os 11,2 km/l.

Concorrentes do Fiat Weekend 2018

O Fiat Weekend 2018 não tem muitos concorrentes, porém, existem alguns que podem sim ser comparados a ele e até mesmo ser fortes concorrentes na hora da compra.

Alguns de seus concorrentes são Volkswagen SpaceFox, Kia Sol, Chevrolet Spin, Honda Fiat, Volkswagen SpaceCross, esses modelos são concorrentes diretos do Fiat Weekend. Existem também os modelos que já não são mais fabricados como: Nissan Livina X- Gear e o Peugeot 207 SW.

Porta malas grande e compacto

Esse modelo é indicado para quem precisa de espaço no porta malas. Ele tem capacidade para até 460 litros e tem capacidade para 51 litros no tanque de combustível. Esse é um dos lados positivos desse carro.

Pontos negativos das versões anteriores do Fiat Weekend

Como todo carro existe os dois lados avaliados, e se baseando nas versões anteriores da marca, os pontos negativos são:

– Baixa estabilidade na hora da curva, o que limite os condutores que gostam de andar de forma acelerada em algumas estradas. Pois o cuidado com as curvas deve ser redobrado.

– Acabamento interno com pouca qualidade, o que deixa algumas pessoas desanimadas a comprar o novo modelo. Essa parte do carro é muito avaliada na hora de realizar a compra, existe uma grande reclamação pelo fato do fabricante não inovar muito nessa parte.

– O baixo desempenho do motor também incomoda alguns usuários das versões anteriores. E isso é apenas uma questão de opinião de alguns dos usuários da marca. Alguns acham isso importante, como outros não.

Carro grande e espaçoso

O Fiat Weekend 2018 é um carro para quem precisa de espaço e conforto. Ele é indicado para quem família grande e precisam se deslocar com frequência no dia a dia. Suas dimensões são 1.72 m de largura, 4.3 m de comprimento e 1.64 m de altura e entre os eixos 2.46 m. Ele é um carro chamativo e que não passa despercebido.

Conclusões finais do Fiat Weekend 2018

Esse é um modelo muito bonito, compacto e que vale a pena ter.

Por Cristiane Amaral

Fiat Weekend 2018


Dicas para cuidar e manter os bancos de couro do carro bem tratados e sem rachaduras.

Ninguém que compra um carro com bancos de couro quer que os mesmos rachem ou rasguem, mas para mantê-los conservados é necessário tomar alguns cuidados especiais.

Itens de couro são tão frágeis como a nossa pele, e por isso devem se manter hidratados para que não ressequem.

Confira algumas dicas que separamos para você cuidar dos bancos do seu automóvel de um jeito eficiente:

Bancos de couro

Os bancos de couro são considerados itens de luxo e elegância, mas não é fácil manter esse tipo de revestimento com aspecto novo e livre de rachaduras, para deixar os bancos de couro sempre com um belo aspecto é claro que será necessário tomar alguns cuidados básicos. Pessoas especializadas neste tipo de artigo recomendam hidratar os bancos de acordo com a temperatura da região que se encontra o carro, os prazos para hidratar o couro dos bancos é de dois a seis meses. O processo de cuidado para revestimento de couro sintético é o mesmo.

Segundo grandes especialistas no assunto, a vida útil de um banco revestido de couro, sendo ele sintético ou não, é cerca de até cinco anos. Sendo que para durar este tempo é necessário que o dono do veículo mantenha a hidratação dos bancos em dia, o prazo para fazer a aplicação de produtos hidratantes nos bancos de couro varia de acordo com a região em que o carro se encontra justamente por causa da temperatura e umidade do ar.

Na região Norte e Nordeste a hidratação é necessária a cada dois meses, no máximo, o fator que deixa a hidratação mais necessária é o ar condicionado do automóvel. Já na região Sudeste, a hidratação deverá acontecer a cada três ou quatro meses, também por ser uma região quente e o uso do ar condicionado é bastante comum. E, no Sul do país, por ser uma região um pouco mais fria, pode ser feita em seis meses.

Limpeza

Para a limpeza, a tonalidade do couro é também um fator crucial para determinar prazos. Os revestimentos que possuem cores claras precisam ser limpados com mais frequência, sendo que a cada duas semanas é o tempo ideal para limpar os bancos e revestimentos.

Cuidado com chaves, canetas e objetos esquecidos dentro do carro e em cima dos bancos, eles podem sujar ou danificar essa parte tão importante do seu carro.

Caso os bancos estejam com manchas, é recomendado procurar um profissional especializado em bancos e revestimentos de couro. Caso as superfícies não apresentarem manchas, o dono do veículo pode executar a limpeza, usando um pano de algodão branco e úmido, com algumas gotas de detergente neutro. Para secar os bancos após a limpeza, pode-se contar com a ajuda de flanelas secas e limpas.

Hidratação

A parte mais importante para manter o banco de couro com aspecto de novo, é a hidratação. Especialistas dizem que hidratantes refinados são os melhores para manter os bancos hidratados, pois esse tipo de produto tem maior poder de absorção. Após a aplicação do hidratante, é necessário retirar o excesso. Espera-se 40 minutos depois de aplicar o produto nos bancos. Caso você use um hidratante líquido, você pode aplicá-lo no final da tarde e deixar até a manhã do dia seguinte, assim os bancos ficarão com uma textura mais aveludada.

O que não pode acontecer é aplicar hidratantes sem antes limpar os bancos.

Você mesmo pode fazer a limpeza e hidratação nos bancos do seu carro, vai ver que desse jeito a vida útil desses artigos tão importantes dentro do veículo.

Por David Ferreira

Banco de couro


A nova geração chegou mais cara, a Volvo justifica os preços em vista do pacote tecnológico apresentado e seu novo estilo.

A Volvo apresentou a nova geração de seu SUV de médio porte no último Salão de Genebra em Março deste ano e já avisou aos futuros interessados compradores brasileiros que as pré-reservas estavam disponíveis desde aquele instante.

O modelo já iniciou suas vendas em setembro passado em todo território nacional com o modelo 2018 e a Volvo dá atenção especial a ele, boa parte porque é um dos modelos mais vendidos no país e adota muitas tecnologias de ponta de seu modelo maior (Volvo XC90), denotando um ótimo custo-benefício o nicho de mercado que disputa.

Em um primeiro instante todas as versões terão o mesmo motor e câmbio, a Volvo denomina ele de T5 Drive, um motor de quatro cilindros, 2 litros de capacidade cúbica, com injeção direta e turbo compressor gerando 257cv de potência com um torque máximo de 35,5 kgfm a 4.800 giros, fora o câmbio de oito marchas automático.

Estilo igual o irmão maior

O longo capô e vincos na carroceria trazem a similaridade em estilo com o irmão maior (Volvo XC90), mas o XC60 tem suas peculiaridades para conquistar seus exigentes compradores como um interior fartamente decorado em metais e madeira, uma condução em cinco diferentes níveis (Individual, Off-Road, Confort, Eco e Dynamic), tudo isto graças a sua tração integral permanente, além de uma central multimídia totalmente compatível com os sistemas Android Auto e CarPlay, fora seus sistemas semiautônomos de condução que promete facilitar e dar maior segurança na condução do veículo.

City Safety é o pacote de segurança da Volvo

Os modelos que estão desembarcando em território nacional contam com um interessante pacote de segurança que permite dentre outras características mexer no volante de direção de forma autônoma evitando colisões, auxiliado por sistemas de monitoramento de pedestres, alertas de frenagem, colisão frontal, colisão traseira, mudanças de faixas, pontos-cegos com sensor de tráfego cruzado.

Toda esta tecnologia é complementada por seis airbags, divididos entre laterais, dianteiros e do tipo cortina.

Versões Preços e Características Principais

A nova geração chegou mais cara, a Volvo justifica os preços em vista do pacote tecnológico apresentado e seu novo estilo, de qualquer maneira, o futuro comprador precisa se preparar, uma vez que a versão mais barata do novo modelo é igual em preço a versão mais cara do modelo antecessor. Exemplificamos abaixo cada uma com suas principais características.

Volvo X60 Momentum

Preço sugerido a partir de R$ 235.950,00

Trata-se da versão de entrada, tem como principais diferenciais o teto panorâmico elétrico, rodas com aro de 19 polegadas, além de detalhes externos como saídas do escapamento arredondadas.

Volvo X60 Inscription

Preço sugerido a partir de R$ 256.950,00

Modelo Intermediário, tem como principais diferenciais o ACC, trata-se de um assistente de direção limitado até 130km/h adaptativo para velocidade de cruzeiro, na parte externa as rodas são de 20 polegadas e o logo, grade e frisos laterais são cromados, internamente sua central multimídia tem tela de 12,3 polegadas e chave revestida em couro com controle remoto.

Volvo X60 R-Design

Preço sugerido a partir de R$ 266.950,00

Versão esportiva em seu visual, tem como principais diferenciais o volante permitindo a mudança de marchas (borboletas Paddle Shift embutidas), a carroceria conta com spoiler e para-choques maiores, as rodas são de 21 polegadas conjugadas a uma suspensão mais baixa em comparação as outras versões, fora adereços aerodinâmicos externos como saias laterais e soleiras das portas e internos com pedaleiras esportivas em metal e bancos envolventes com estilo esportivo.

Este versão disponibiliza três cores novas: azul jeans, vermelho fusão e marrom acer.

Configurador da Volvo

Ficou interessado, a Volvo disponibiliza um configurador próprio com a possibilidade de fazer uma pré-reserva, além de escolher detalhes de acabamento externo, interno e cores e rodas, tudo através do link: www.volvocars.com/br/configure/suv/xc60/momentum.

Por Carlos B.

Volvo XC60

Volvo XC60

Fotos: Divulgação


O novo modelo está aparelhado com um motor turbo de 208 CV.

Quando um novo lançamento de veículo é agendado para estreia em território nacional, os consumidores criam melhor expectativa sobre a qualidade e a eficiência do novo modelo. É o que acontece em relação ao novo Honda Civic Si, que está para chegar ao Brasil em 2018. A nova versão do veículo é esportiva, e o modelo está programado para venda em uma versão intitulada cupê, importada diretamente do Canadá. O novo modelo está aparelhado com um motor turbo de 208 CV.

O novo Honda Civic Si, em seu modelo versão esportiva, será lançado no Brasil já no primeiro semestre do ano de 2018, conforme anúncio publicado pela companhia na última segunda-feira, dia 23, em Tóquio, no Japão. Entretanto, este novo carro chegará ao consumidor por meio de importação direta do Canadá, munido de carroceria cupê e duas portas.

Esta é a estreia, em um Civic Si, do motor tipo turbo. Embora possua o mesmo propulsor de 1.5 por litro, a equipagem de configuração do novo Civic está custando mais caro, tal como está sendo comercializada hoje, no país, a chamada Touring. Entretanto, por baixo do capô desse novo Si, o motor possui desempenho de 208 cavalos força, utilizando gasolina comum, e não apenas 173 CV. A potência de torque máxima está na escala de 26,5 KGFM a 2.300 RPM.

Em termos de marchas, em substituição do câmbio CVT munido de oito marchas que aparelham o Civic mais suave, agora há um tipo de transmissão manual, mais prática, de seis marchas. Entre outros atributos, o Cupê possui uma suspensão equipada de acerto esportivo, detentora de amortecedores adaptativos próprios para esse tipo de veículo, além de um diferencial que proporciona um deslizamento limitado; as rodas possuem aro número 18, além de pneus com 235 mm, sendo bastante largos, com um perfil mais baixo, entretanto, existe a opção por pneus com alta capacidade de desempenho. O novo modelo está munido do controle de segurança em estabilidade e tração.

Em relação à geração anterior desse modelo da Honda, o novo veículo possui desempenho de dois CV, sendo mais potente, já que o motor da versão anterior consumia 2.4 litros aspirados em 206 CV. Este novo Civic Si está mais leve e, de acordo com informações da Honda, o mesmo possui uma carroceria bem mais firme, com a inclusão de componentes próprios de chassi e de direção aperfeiçoados pela empresa.

Em se tratando da aparência, o novo design exterior desse Si se destaca das versões mais convencionais, apresentado um friso frontal, na cor preta, munida de largas tomadas de ar; possui um escapamento central, com design poligonal e acabamento superficial cromado; na parte traseira, o Civic Si está aparelhado com defletores de ar e de um aerofólio, além e uma luz de freio com LED. No caso dos bancos dianteiros, estes foram projetados no estilo esportivo, adornados com rigorosas costuras vermelhas que se destacam também nas portas, na direção e em torno da alavanca do câmbio, o qual foi produzido todo em alumínio, tal como foi feito nos pedais. No painel de ferramentas, estilo TFT, foi incluído uma iluminação vermelha.

Por enquanto, este novo Civic Si está sendo comercializado somente em dois países do ocidente: Estados Unidos e Canadá. Esse veículo estava sendo aguardado como uma das melhores atrações no tradicional estande promovido pela Honda, no Salão de Tóquio, quando estreou na última quarta-feira dia 25, para toda a imprensa.

Outra atração oferecida pela companhia está no destaque do hatch Type-R, que é uma versão ainda mais potente do novo Civic, munida com 320 CV, a qual utiliza um motor aspirado de 2.0 litros, desprovido de turbo-alimentação, mantendo a mesma transmissão manual com as seis marchas do Si, além de um sistema preventivo de perdas durante as mudanças de marcha. Mas, este último veículo referido, que já está sendo comercializado no Reino Unido, ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

Por Paulo Henrique dos Santos

Honda Civic Si

Honda Civic Si


Confira aqui os principais carros baratos vendidos no Brasil em 2017.

Em tempos de crises, a aquisição de bens fica dificultada, principalmente pela população que não detém os meios de produção, ou seja, a maioria de brasileiras e brasileiros. Quando a gente pensa, por exemplo, em ter um veículo próprio, a situação se complica, pois é um bem caro e que demanda financiamento com longos prazos. Em nossa pesquisa dos carros mais baratos, encontramos apenas dois abaixo de R$ 30 mil reais. Veja abaixo a lista e escolha um que caiba em seu orçamento.

O mais em conta da lista é o Chery New QQ Smile, que está saindo por R$ 25.990. Este carro chinês é bem simplório: não tem direção hidráulica, ar condicionado, limpadores nem desembaçadores traseiros. Possui motor 1.0 de 3 cilindros e câmbio manual de 5 marchas. Porém, é possível adquirir a versão completa por R$ 31.290.

O próximo é um Renault Kwid Life, que você pode encontrar no mercado por R$ 29.990. Esse modelo simpático da empresa francesa causou frisson ao ser lançado por conta de seu preço em relação ao seu pacote de adereços. Além de oferecer as mesmas características do QQ da Chery, o Kwid vem com airbags laterais, desembaçador traseiro (útil em climas de chuva ou frio) e ancoragem isoflix para cadeirinhas infantis. Caso queira mais recursos, é possível encontrar a versão Zen por R$ 34.990 ou ainda a versão completa por R$ 39.990.

A Fiat traz o terceiro carro mais barato do mercado, com o Mobi Easy, que custa R$ 34.210. Esse subcompacto está entre os 10 carros mais vendidos no mês de agosto. Sua versão é bem básica, com motor 1.0 Fire de 75 cavalos. As suas versões superiores trazem itens opcionais que podem te agradar, porém, o preço também aumenta: a configuração Like está no mercado por R$ 39.780, a Drive por R$ 41.260 ( e um motor de 1.0 Firefly de 77 cavalos ) e o modelo mais rebuscado é chamado de Way por R$ 45.450.

Por R$ 37.990, o Lifan 530 aparece em nossa lista sendo bem equipado por um preço que está abaixo da média. Seu câmbio manual de 5 marchas e motor 1.5 de 103 cavalos vêm acompanhados de direção com assistência elétrica, ar condicionado, sensor de estacionamento, entre outros itens.

A Volkswagen está disputando o mercado de carros baratos com o Take Up! por R$ 37.990. Essa versão conta com motor 1.0 de 82 cavalos, no entanto, sem itens adicionais. Seu diferencial está em seu ótimo desempenho em testes de colisão, portanto, um dos mais seguros desta lista e está entre os mais econômicos do Brasil. A versão Move Up! sai a R$ 48.790 e pode chegar a R$ 57.990 na versão mais completa, a Pepper.

Para quem gostou do QQ, pode adorar o Chery Celer, que está com preço de R$ 38.990 – pois tem o mesmo design (hatchback), apesar de ser mais espaçoso, ter ar condicionado, direção hidráulica, sensor de estacionamento traseiro, vidros e travas elétricas e rádio. O carro mantém o câmbio manual de 5 marchas e o motor é 1.5 de 113 cavalos.

Olha a Chery mais uma vez! Ocupando a sétima posição dos mais baratos, o Chery Celer Sedan aparece por R$ 39.990. Sua configuração é a mesma do Chery Celer, mas o diferencial está na carroceria, mais ampla do que seu “irmão”.

O Kia Picanto está o oitavo carro mais barato, saindo por R$ 40.990. Este carro, mesmo sendo um subcompacto, aparece entre os hatchs compactos, o que é prejudicial para empresa, pois é mais caro e tende a oferecer menos. Seu motor é 1.0 de 80 cavalos, com ar condicionado, volante multifuncional e rádio por Bluetooth. Sua versão mais completa sai a R$ 51.990.

A Chevrolet quase não entra na lista, se não fosse o Onix Joy, que custa R$ 41.960. Para alcançar esse mercado, o Onix precisou perder alguns itens de sua origem, o Celta, além de retornar com design pré-reestilizado. As características que se mantiveram foram câmbio manual com 6 marchas, motor 1.0, ar condicionado, travas e vidros elétricos e a direção com assistência elétrica.

O último entre os mais baratos é o Gol TrendLine da Volkswagen, saindo por R$ 42. 990. Feita para frotistas, possui direção hidráulica, banco do motorista com regulagem de altura, travas e vidros elétricos e desembaçador de vidro traseiro. Possui motor 1.0 de 82 cavalos e câmbio manual de 5 marchas.

Agora que você tem um panorama do mercado de carros baratos, qual você vai escolher?

Mateus de Faria


A nova S10 que já se encontra à venda no mercado brasileiro desde 2016 e traz algumas modificações que a tornam mais competitiva entre os seus concorrentes da mesma classe.

Uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo, a Chevrolet sempre foi uma das referências mundiais em termos de inovação e estilo.

Desta vez esta inovação pode ser sentida na nova versão do seu utilitário de categoria pesada, a nova S10 que já se encontra à venda no mercado brasileiro desde 2016 e traz algumas modificações que a tornam mais competitiva entre os seus concorrentes da mesma classe.

Novo estilo, nova mecânica e com preço da versão antiga

Uma das características marcantes do novo modelo é que a empresa trouxe para o seu veículo maior porte a incorporação do novo design aplicado aos demais veículos mais leves fabricados e revendidos no país.

Deste modo, a nova S10 ganhou uma nova frente bem ao novo estilo da montadora, com novos desenhos e nova grade na parte dianteira do veículo.

Segundo a própria Chevrolet, as mudanças podem ser sentidas também em relação à mecânica do novo modelo. Uma nova suspensão, novos sistemas de freios e uma novidade: a S10 agora vem com sistema de direção elétrica em sua nova linha. Uma inovação que garante uma maior leveza para quem dirige.

Além disso, a empresa garante que o seu novo modelo está nas concessionárias ainda com preços similares aos que estavam sendo praticados com o modelo anterior. Esta pode ser uma boa notícia para quem estiver pensando em dar uma passada na concessionária de sua preferência e trocar a sua antiga pela nova ou para quem já estava pensando em manter uma nova na garagem.

Comercializada na versão a Diesel do tipo 4×4, ela poderá ser encontrada com preços de até R$ 105.000,00.

Quais as versões de motores e do câmbio adotadas para a nova S10?

Em termos de mecânica, a Chevrolet parece que adotou a seguinte filosofia: “Em time que está ganhando, não se mexe”. Sendo assim, a montadora resolveu manter o seu motor de 2.8 turbo diesel, com 200 cavalos de força.

Para a caixa de marcha, continuam as manuais de seis velocidades e com tração reduzida de 4×4.

As suspensões traseiras e dianteiras são independentes, com a utilização de barra estabilizadora e braços triangulares, rodas não comunicantes e molas do tipo helicoidal.

A nova versão ganha alguns itens que trazem mais conforto ao motorista

Pensado também no conforto e segurança de seus consumidores, a Chevrolet trouxe alguns itens que deverão tornar a experiência da nova S10 muito mais prazerosa.

A nova versão agora está equipada com freios ABS em duas rodas, sendo que estes possuem um sistema de ventilação própria o que garante maior vida útil, Airbags dianteiros tanto para os passageiros quanto para o motorista.

Além disso, um sistema eletrônico controlado pelo painel permite a distribuição eletrônica de peso durante os episódios de frenagem e que possibilita ao motorista ser informado sobre uma baixa calibragem em todos os pneus.

A nova versão vem com computador de bordo que monitora o consumo de combustível

A S10 vem com computador de bordo que informa ao motorista dados importantes sobre o veículo como velocidade média, consumo imediato de combustível e sua média correspondente por quilômetro rodado e qual a autonomia de consumo com a quantidade existente no tanque em tempo real.

Sem esquecer o conforto, a montadora incluiu ar condicionado digital, bancos de couro, tomada para conexão com aparelhos eletrônicos do tipo USB, Bluetooth que permite conexão com telefone e transmissão automática de música.

Além disso, para quem gosta de som no carro, onovo modelo vem com equipamento de som, que sintoniza tanto AM quanto FM e vem também com dois alto-falantes embutidos para uma garantia de um bom som ambiente.

Por Emmanoel Gomes

Chevrolet S10 2017


Confira a ficha técnica, as versões comercializadas e os preços do Jeep Renegade.

O SUV Jeep Renegade é compacto mais comercializado no Brasil, atualmente. No mês de dezembro do ano de 2015 o modelo vendeu 6.561 exemplares diante de 6.167 do seu maior rival no segmento, HR-V da Honda.

Quando se fala em Jeep, imediatamente vem a cabeça, a versão do Jeep lançado nos anos 50, um veículo durão forte tanto para estrada como também para a cidade. Entretanto com a chegada do Jeep no modelo Renegade exatamente no mês de abril de 2015, aquele conceito de veículo produzido de forma exclusiva para estradas “perigosas” e trilhas ficou par a trás, e a atual versão caiu no gosto dos consumidores rapidamente, sendo assim um dos veículos mais desejados do Brasil.

PREÇOS e VERSÕES do JEEP RENEGADE

Os preços sugeridos divulgados para o modelo Jeep Renegade:

Jeep Renegade 1.8 Manual Flex – R$ 72.990,00

Jeep Renegade Limited Automático 1.8 Flex – R$ 97.990,00

Jeep Renegade Limited Automático (com teto solar) 1.8 Flex – R$ 104.790,00

Jeep Renegade Longitude Automático 1.8 Flex – R$ 90.990,00

Jeep Renegade Longitude Automático (com teto solar) 1.8 Flex – R$ 97.790,00

Jeep Renegade Longitude Automático 2.0 à Diesel – R$ 123.490,00

Jeep Renegade Sport Automático 1.8 Flex – R$ 85.990,00

Jeep Renegade Sport Automático (4 x 4) 2.0 Diesel – R$ 115.990,00

Jeep Renegade Sport Manual 1.8 Flex – R$ 79.490,00

Jeep Renegade Trailhawk Automático 2.0 Diesel – R$ 136.990,00

Confira a Ficha Técnica do Jeep Renegade 2017

A parte Técnica do modelo e também seu preço, foram os itens que ajudaram o Jeep Renegade a se tornar um dos carros de maior preferência do Brasil no ano de 2015. Os equipamentos principais da sua ficha técnica são:

§ Motorização Flex (etanole gasolina);

§ Propulsor com Injeção por Multi Ponto;

§ Velocidade máxima com etanol de 182 Km/l e com gasolina é de 180 km/l;

§ A capacidade do tanque de combustível é de 60 L;

§ A capacidade do porta malas é de 260 L;

§ Transmissão manual de 5 velocidades;

§ Direção elétrica;

§ Tração dianteira;

§ São quatro freios à disco, sendo os dois dianteiros ventilados;

§ Bluetooh;

§ Garantia de motor e câmbio;

§ O comprimento é de 4232 mm;

§ A altura é de 1666;

§ A largura é de 1798 mm;

§ Quatro alto falantes.

Por Filipe Silva

Jeep Renegade 2018


A Ford irá lançar em 2018 seus novos modelos Focus e EcoSport com diversas novidades.

Está previsto para o próximo ano o lançamento do Novo Ford Focus de quarta geração com várias mudanças na estrutura em relação ao modelo atual, principalmente no tamanho. A lateral, por exemplo, conta com formas mais volumosas e imponentes, e as portas traseiras e o porta-malas também estão maiores. Outro detalhe que pode ser visto nos carros de teste é a presença dos feixes de LED para uso diurno nas bordas dos faróis. No interior, o espaço interno do carro também está maior, gerando mais conforto para os passageiros e o design também foi modificado.

O novo Ford Focus também conta com o sistema de multimídia SYNC 3, que tem reconhecimento de voz e vários recursos como, por exemplo, alerta de mudança de faixa voluntária e farol de full-led. Existem rumores que o carro será, em média, 50 Kg mais leve devido às mudanças na sua estrutura. A expectativa é que o carro seja lançado no mercado no início de 2018, e depois venha para o Brasil.

A nova linha da Ford deve ter o motor EcoBoost (1.5 turbo), sendo que o atual é o modelo 2.0, e também deve contar com câmbio automático convencional. Há rumores, também, que as versões de entrada do carro terão o 1.5 Dragon.

Um outro carro apresentado pela marca foi o novo Ford EcoSport 2018 Titanium que mostrou a linha SUV, que conta com motor que é 2.0 mais potente, novo câmbio automático e um novo design no interior. O carro ainda mede 4,26 metros no comprimento, tem porta–mala de 356 litros e pesa 1.359 kg. A traseira não ganhou modificações, e permanece com o estepe pendurado. As rodas contam com 17 polegadas.

Outra novidade para o carro foi a presença da central de multimídia que fica posicionada no centro do painel e tem tela de 08 polegadas e também capacidade de espelhamento por meio da tela de smartphone e a central também conta com sistema de navegação por satélite e GPS integrado.

O carro ainda acompanha 07 airbags, monitor de pressão nos pneus, teto solar elétrico, bancos e volantes revestidos em couro, além de ar condicionado digital de uma zona, porta-luva climatizado, entre outros. O preço ainda não está definido, mas deve ficar entre R$ 95 mil a R$ 100 mil.

O que vou achou dos novos carros lançados pela Ford? Comente!

Por Babi

Focus 2018

EcoSport 2018

Fotos: Divulgação


Confira o ranking das pickups grandes mais vendidas no 1º semestre de 2017.

A indústria automobilística no Brasil está começando a dar sinais de melhora, segundo dados do mercado, houve um aumento de aproximadamente 3,7% nas vendas se comparar o mesmo período do ano de 2016.

As diversas categorias possuem um ranking dos carros mais vendidos sejam eles carros de entrada, hatch, sedan compacto ou grande, suv´s ou pickups.

Neste artigo vamos trazer uma lista das pickups mais vendidas no 1º semestre de 2017 aqui no Brasil, suas características e preços para facilitar sua pesquisa e comparar qual é o melhor custo entre estes veículos.

Ranking das Pickups Grandes mais vendidas no Brasil

Segundo a Fenabrave os resultados das pesquisas foram dos veículos das principais montadoras do país e que tiveram um grande volume de vendas. Nestes rankings de todas as categorias desde hatch até as pickups, a Chevrolet dominou em 6 delas, seguido pela Fiat assumindo 4 segmentos de veículos.

Neste segmento de pickups a Fiat foi a campeã, assumindo a primeira colocação. Acompanhe e veja a lista abaixo:

1. Fiat Toro

A Fiat lançou a pickup Toro em 2016 e sua fabricação está na cidade de Goiana em Pernambuco. Neste primeiro semestre assumiu a liderança do ranking Brasil com 24.686 unidades vendidas.

Este veículo robusto com estilo esportivo conta com um motor de 139 cavalos de potência e a versão Freedom a diesel possui câmbio automático de 9 marchas. As versões são Freedom 1.8 e 2.4 automática tem alimentação de combustível flex.

As versões Freedom 2.0, Freedom 2.0 4X4 e a 4X4 automática de 9 marchas, e a Volcano possuem alimentação a Diesel. A capacidade de carga pode variar entre as versões de 650 Kg a 1000 Kg.

Para quem quiser investir neste modelo os preços variam de R$ 88.980 a 131.940 na versão mais top.

Fiat Toro 2017

2. Toyota Hilux

Na segunda posição está a Hilux com motor de 163 cavalos de potência, Flex 2.7 com transmissão automática de 6 velocidades sequencial com dois modelos de tração 4×2 e 4×4.

A versão Diesel D-4 2.8 16V é turbo com 177 cv de potência, sua transmissão é manual de 6 velocidades, um veículo completo com todos os itens necessários. Os preços variam de R$114.420 a R$191.900 na versão turbo automática a SRX.

A Hylux chegou na segunda posição do ranking com 15.897 unidades vendidas.

Toyota Hilux 2017

3. Chevrolet S10

A Chevrolet S10 chega atrás da Hilux com 13.799 unidades negociadas. A S10 é cabine dupla com motor flex e diesel com 8 versões diferentes LT 2.5 flex 4X2 e 4X4, LT 2.8 Turbo Diesel 4X4 Automática e Manual, LTZ 2.5 Flex 4X2 e 4X4, LTZ 2.8 4X4 Turbo Diesel e a High Country 4X4 Turbo Diesel.

Os preços variam entre as versões a partir de R$107.990 a mais simples chegando a R$179.590 na top de linha, a High Country.

A capacidade de carga entre elas é de 1049 Kg a 1134 Kg.

Chevrolet S10 2017

4. Ford Ranger

Seguindo a lista chega a Ford Ranger com 6.806 unidades nas ruas. Com motores 2.2, 2.5 e 3.2 com 160, 173 e 200 cv de potência. A versão 2.5 é Flex e as demais a Diesel.

As versões são XLS, XLT e Limited 2.5, XLS 2.2 Manual e Automática 4X4 e XLT e Limited 3.2 4X4. Os preços começam em R$103.990 até R$185.190 da última versão.

Ford Ranger 2017

5. Renault Oroch

Fechando a lista dos mais vendidos com 5.466 unidades, a Renault Oroch ocupa também o seu lugar no mercado das pickups grandes.

A Duster Oroch é uma mistura de SUV com Pickup, iniciando com versão Express a partir de R$ 66.190, a mais acessível desta lista. A versão Expression é vendida à R$72.190 e a Dynamique com R$75.990.

Todas as versões são 1.6 16V Manual 4×2.

Agora é só comparar e identificar qual pickup e versão tem mais a ver com você.

Renault Duster Oroch 2017

Fotos: Divulgação

Por Marcio Ferraz


Fiat 500 chega ao Brasil em uma versão, chamada Cult.

Apesar de andar meio esquecido no Brasil, a Fiat já está preparando a volta do seu modelo 500. Sem unidades importadas desde o ano de 2015, a saga do modelo que cativou diversos brasileiros ainda não acabou.

Ao que tudo indica, um novo lote do carro na versão 2017/2017 chegou até o Rio de Janeiro e apesar de não serem notadas quaisquer mudanças no seu design, o veículo compacto vem com diversas especificações muito interessantes e atrativas.

Dessa vez, não há as versões conhecidas pelo público, a Abarth e Cabrio. Os novos veículos Fiat 500 serão todos na mesma versão de entrada, a Cult, que traz um motor 1.4 de 8 válvulas Fire EVO de 88 cavalos de potência. Já o câmbio é manual de cinco marchas, garantindo a comodidade já conhecida.

No total, são três versões de cores. São elas: vermelho, preto e branco. A novidade maior fica por conta do teto solar, agora disponível em todos os modelos.

Mostrada no Salão do Automóvel na edição do ano passada, a central multimídia Uconnect com o GPS é uma possibilidade. Porém, essa é apenas uma sondagem, restando apenas aguardar o seu lançamento oficial.

E em relação ao pacote dos equipamentos que integram o modelo, esse continua recheado de novidades e garantindo a diferenciação dos outros carros existentes na categoria. Sendo assim, na compra do Fiat 500, você leva para a sua casa airbags frontais, freios ABS, ar-condicionado, controles de tração e estabilidade do carro, auxílio de saída em uma rampa (Hill Holder), trio elétrico e computador de bordo.

Reestilizado na Europa há dois anos, com novos faróis e de neblina compostos com luzes de LED diurnas, para-choque frontal totalmente novo, lanternas traseiras retrabalhadas e luzes de ré alocadas, essas mudanças ainda demorarão para chegar até aqui. Isso porque, a fábrica que abastece os países da América só irá iniciar a produção do carro reestilizado no fim de 2017.

Ficou curioso para receber pelas ruas daqui essa novidade? Pois não é preciso esperar muito, já que o modelo começará a ser distribuído no Brasil em concessionárias no próximo mês, em agosto. E os preços são muito atrativos, pois em média o Fiat 500 Cult 2017 será comercializado por R$ 60 mil. A empresa que comprar com CNPJ (pessoa jurídica), por outro lado, terá um desconto de 15%.

Por Kellen Kunz

Fiat 500 Cult


Modelo vendido no Brasil terá preços entre R$ 30.000,00 e R$ 40.000,00.

Para os fãs da marca Renault no Brasil, aqui vai uma boa novidade: o novo modelo recém-lançado pela montadora, o Kwid deverá chegar ao país neste mês de julho em mais de uma versão e com preços semelhantes aos nacionais numa categoria inferior aos chamados SUVs.

Apresentado primeiramente no salão do Automóvel, em Bueno Aires, no início deste mês de julho de 2017, o novo modelo da montadora francesa tem tudo para emplacar as vendas em terras brasileiras.

Com chegada prevista para o final destas férias de julho, o Kwid pode se considerado um intermediário entre os compactos da montadora, como o Sandero e o Duster, na categoria dos SUVS, um dos segmentos de vendas que mais crescem no Brasil.

Na verdade, o novo Renault chega para aqueles consumidores que não podem pagar a mais por um modelo mais esportivo e de maior porte como o Duster, mas que querem ter um carro mais aventureiro n sua garagem. Neste sentido, ele pode ser considerado como uma nova categoria intermediária, a dos subcompactos.

Um dos atrativos do novo automóvel é questão do preço. Dependendo do modelo que consumidor desejar, ele pode variar entre R$ 30.000,00 e R$ 40.000,00.

Para quem já viu o novo modelo e realmente pretende adquirir o seu modelo, terá que se apressar e pagar antecipado valor de R$ 1.000,00 para garantir o seu. O pagamento pode ser feito nas concessionárias ou diretamente no próprio site da Renault (www.renault.com.br). Neste caso, o consumidor pode usar o cartão de crédito.

Com relação ao Kwid, os novos modelos que estarão nas concessionárias brasileiras da marca francesa serão três: A Life, talvez a mais barata e com menor número de opcionais; a versão Zen, que já vem de fábrica com os principais itens que consumidor brasileiro gosta: Ar condicionado de série, trava, direção e vidros elétricos, retrovisor interno com função dia e noite e outros itens e a versão Intense, sendo a mais cara, com todos os outros itens e mais opcionais que tentam justificar o preço cobrado.

Há ainda uma versão chamada de Outsider, com um estilo bem mais aventureiro e com opcionais e mecânica bem mais próximas da categoria dos SUVs. A previsão de chegada nas lojas é somente para o primeiro trimestre de 2018.

Quem quiser conferir o novo lançamento da Renault, os modelos e até mesmo quiser já reserva o seu, basta acessar o site da montadora descrito acima ou o endereço: www.kwid.com.br.

Por Emmanoel Gomes

Renault Kwid brasileiro


O segmento de sedans compactos não teve um volume expressivo de vendas no primeiro semestre de 2017, mas alguns modelos apresentaram boa comercialização.

A comercialização de veículos e comerciais leves zero quilômetro no país cresceu 4,25% considerando o período do 1º semestre de 2017 se comparando com os dados das vendas ocorridas no mesmo período em 2016. Tal informação foi levantada pela associação de distribuidores, a Fenabrave.

Conforme ainda a própria Fenabrave o fator que teria puxado o índice para cima neste semestre passado foi o fato do aumento significativo no número de emplacamento de 5 categorias: carros de entrada (com preços mais acessíveis), SUV, hatch pequeno, grandcab (por exemplo a Spin) e pick-up grande. As demais categorias teriam encolhido o percentual.

Segmento dos sedans compactos

O segmento dos sedans pequenos não teve um volume tão expressivo de vendas no período do 1º semestre, embora alguns modelos com números de venda bem entusiásticos.

Vamos conferir os 5 mais vendidos da categoria sedan compacto!

  1. Chevrolet Prisma, com 31.202 unidades vendidas foi o campeão da categoria. O modelo LTZ 1.4 é vendido pelo valor médio de R$51.915,00
  2. Volkswagen Voyage, com 18.413 unidades vendidas no semestre ficou em 2º lugar, porém bastante longe do primeiro. O modelo Trendline 1.0 é vendido ao valor de R$40.990,00
  3. Hyundai HB20S, com 14.862 veículos vendidos nos primeiros seis meses do ano é o 3º de nossa lista. O 1.0 S Comfort Plus custa R$ 48.885,00
  4. Toyota Etios Sedan, vendeu 14.637 automóveis no primeiro semestre de 2017, ficando em 4º lugar em vendas da categoria. O modelo X 1.3 16v manual tem o preço de R$43.990,00
  5. Fiat Siena, foi o 5º e último de nossa lista, em vendas atingiu 13.148 vendas. Seu modelo EL com motor 1.0 é vendido a R$35.000,00.

Como líder no mercado nacional, a Chevrolet figurou em primeiro dos mais vendidos em nada menos do que 6 categorias distintas, sendo a maioria com grandes volumes de vendas, o que é possível perceber inclusive em nossa lista e na diferença até o 2º lugar.

Já a 2º colocada, considerando todas as categorias foi a Fiat, que figurou em outras 4 categorias como 1ª marca.

Algumas previsões apontam para uma retomada ainda melhor no 2º semestre, em se consolidando os números de melhora na economia, porém outras previsões não são tão otimistas. O fato é que o mercado de automóveis no Brasil é extremamente dinâmico.

Por Silvano Andriotti

Prisma 2017

voyage 2017

Fotos: Divulgação


Express é a nova versão básica do Renault Duster Oroch. Seu preço inicial irá partir de R$ 66.190.

Recentemente a montadora francesa Renault anunciou que agora o modelo Duster Oroch contará com uma versão básica, a qual será destinada para os consumidores que necessitam da mesma para o trabalho. O modelo foi batizado de Oroch Express, o qual tem seu preço iniciando em R$ 66.190 e conta com uma lista muito curta de equipamentos de série, o que popularmente é chamado de carro “pelado”.

Se comparar com a versão Expression, a qual é comercializada por R$ 72.190, ou seja, R$ 6 mil a mais, o Express não tem perda apenas nas letras de seu nome. O veículo não conta com vidros elétricos, ar-condicionado, rádio, regulagem de altura e nem alarme.

As suas rodas são de liga leve em aro de 15 polegadas, as quais foram alteradas pelas de aço estampado com a medida idêntica e as suas barras longitudinais presentes no teto foram subtraídas. O sobrou para a versão básica foi o ar quente, direção hidráulica, travas elétricas, ajuste de altura para o volante, repetidores de seta, ganchos para que a carga possa ser amarrada e também protetor de caçamba.

A Renault, para compensar estas faltas, disponibiliza dois diferentes pacotes como equipamentos opcionais. Um deles é o pack Comfort, que conta com vidros elétricos e ar-condicionado, no valor adicional de R$ 3.400. Como o veículo é voltado para quem deseja trabalhar com ele, existe também o pack Service, que custa R$ 1.090 e possui e grade para proteção do vidro de trás e extensor de caçamba.

O propulsor não tem alteração, sempre será o 1.6 de 16 válvulas SCe, o qual tem uma potencia de 120 cv em 5.500 giros e um torque de 16,2 mkgf em 4.000 rotações. A transmissão é manual com cinco velocidades.

A modelo Oroch Express é uma rival que vem para competir com às configurações de entrada da Saveiro e da Strada com cabine dupla. Entre as concorrentes, a picape da Volkswagen, a configuração Robust CD é vendida por R$ 58.790 e a versão Trendline CD por R$ 59.608. Já o modelo da Fiat, a versão Hard Working CD é vendida por R$66.520, só que possui ar-condicionado.

Por Filipe Silva

Renault Duster Oroch Express

Renault Duster Oroch Express


Novo Ford EcoSport 2018 traz mudanças no visual, motor e em seu interior.

A EcoSport está no mercado desde 2003, simbolizando desde então o sucesso da grande sacada da Ford, cuja equipe de engenharia teve a brilhante ideia de transformar a plataforma de um carro usual, redesenhando a carroceria e adaptando a um modelo esportivo. O modelo caiu nas graças dos brasileiros, mantendo uma boa capacidade de vendas desde então.

O que há de novo na versão 2018? Começando pelo motor, a Ford já revelou o detalhe: 2.0 Duratec Direct Flex. O SUV compacto apresenta injeção direta de combustível, entregando 176 cv. A aceleração vai de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos. No pacote, vem também a caixa automática que conta com 6 velocidades com paddle shifts. Esse último item vem substituindo a transmissão de dupla embreagem Powershift, que foi alvo de muita polêmica e muito criticada no Brasil.

Acerca do visual, o novo modelo conta com faróis de Xenon com LEDs diurnos. Esses detalhes ajudam a compor a versão Titanium, juntamente com rodas de liga leve de aro 17 polegadas, barras na parte superior do carro, detalhes cromados, teto solar elétrico, faróis de neblina, estepe presente na tampa do porta-malas, que por sua vez tem capacidade de 356 litros.

Na parte interior, o novo EcoSport traz volante multifunção, computador de bordo, bancos de couro, sensor de chuva, ar-condicionado automático, sensor crepuscular, sistema de som de 9 alto falantes, assinado pela Sony, cluster com tela TFT de 4,2”, multimídia SYNC 3 usando tela de 8”, abertura elétrica do porta-malas, botão de partida, porta-luvas climatizado, acendimento automatizado de faróis, além de vidros elétricos que podem ser acionados com apenas um toque.

Na versão Titanium, o modelo ainda conta com direção elétrica, controle de cruzeiro, câmera de ré, alerta de tráfego cruzado e também de ponto cego, sete airbags, sistema de anticapotamento, monitoramento individualizado de pressão dos pneus, assistente de partida em rampa, sensor traseiro de estacionamento, controle de tração e estabilidade, faróis de neblina, sistema de fixação Isofix para cadeiras infantis (2) e alarme.

Estima-se que o novo Ford EcoSport 2018 seja apresentado inteiramente em agosto, juntamente com as novas versões, enquanto paira a dúvida acerca do 4×4 manter-se no lineup.

Por Carolina B.

Ford Ecosport 2018

Ford Ecosport 2018


Novo compacto com estilo de SUV da Renault é econômico e possui ótimas características.

A Renault inovou e aposta todas suas fichas no seu mais novo modelo dos compactos aqui no Brasil. O seu novo lançamento é chamado como o SUV dos compactos e foi batizado com nome de novo KWID.

Foi lançado no Salão do Automóvel na Argentina na cidade de Buenos Aires.

Está chegando para ser a nova sensação dos modelos compactos. A promessa da Renault e trazer neste novo carro de possuir o design e a robustez de um SUV.

Quer conhecer este novo Renault que está com um preço bem abaixo dos concorrentes e algumas caraterísticas bem interessantes? Continue lendo este post que você vai descobrir o que tem este lançamento da Renault.

Por que é considerado o SUV dos compactos?

Em sua categoria ele é o que possui a maior altura do solo e comprimento também. Tem um design bem arrojado com a grade frontal e os para-lamas que proporcionam a imagem de maior robustez.

O desenho dos ângulos de entrada e saída lembram bastante um SUV. É a maior novidade que estava faltando entre os compactos.

É o maior da categoria com a medidas exatas de 180mm de altura do solo e 3680mm de comprimento

Espaço é o seu requisito

Abriu as portas tem espaço, abriu o porta-malas também tem mais espaço. Com capacidade para 5 passageiros e um porta malas de 290 litros também é considerado o maior da categoria. A altura da cabine é um dos destaques deste novo carro com seus 898mm.

Consumo Compacto e Motorização Robusta

O motor Sce 1.0L em seu segmento é considerado o mais econômico, o KWID, tem a média de consumo de 15,2 Km por litro com gasolina e 10,5 Km com etanol.

Como já é uma tendência entre os novos veículos que estão sendo lançados, o motor de 3 cilindros sem correia, diminuindo os custos de manutenção.

A direção do KWID é elétrica trazendo maior conforto com velocidades menores e estabilidade em altas.

Possui indicadores de troca de marcha e estilo de condução e conta com o motor de 66 cavalos com gasolina e 70 CV com etanol chegando a 5500 rpm.

Preço Baixo

O preço inicial de pré-venda do Renault KWID está estipulado em R$ 29.990 na sua versão Life. Não é o modelo mais barato, o Chery QQ Smile está com um preço ainda mais acessível sendo vendido à R$26.990.

Este preço a Renault não oferece ar condicionado nem assistência na direção. Para integrar estes itens o KWID pode chegar a custar R$34.990 chamada versão Zen.

Modelos

O novo “SUV Compacto” da Renault está sendo apresentado nos modelos Life, Zen e Intense sendo esta última a versão mais completa.

Todas as versões estão acopladas com itens de segurança essencial e obrigatórias agora por lei que são os airbags, chamadas bolsas frontais que são acionadas em caso de colisão.

Por Marcio Ferraz

Renault Kwid

Renault Kwid


Após algumas regras, o valor que já havia sido pago pelo consórcio é reembolsado ao consumidor desistente.

O consórcio é uma das formas mais tradicionais do brasileiro adquirir seu carro, seja novo ou usado. Devido a particularidades desta modalidade de compra, é possível adquirir o bem com parcelamento mais longo e com valor de parcela menor do que em um financiamento tradicional. Mas se houver desistência, como fica?

A grande diferença da questão, é que em um financiamento usual, através de instituições financeiras, o consumidor recebe o veículo no momento da compra. Já com o consórcio, é necessário ter mais paciência.

Algumas vezes, no decorrer do tempo de espera pelo bem, enquanto o consumidor está pagando mensalmente as cotas do consórcio, podem acontecer situações inesperadas, como despesas, diminuição da renda mensal ou até desemprego.

Com uma economia retraída como a atual, na qual os índices de desemprego estão altos, isso não é incomum. Muitas vezes é nessa hora que ocorre a desistência do plano de consórcio!

Quando ocorre a desistência

Ocorrendo a desistência de seguir com o plano, por via de regra comum às administradoras, o consumidor terá os valores já pagos, retidos, ou bloqueados, até que ocorra o final do plano, ou seja, do contrato.

Após isso, serão descontadas algumas taxas e outros, e o valor que já havia sido pago é reembolsado ao consumidor desistente.

Descontentamento

Pela não concordância com tal cláusula contratual, muitos procuram o poder judiciário para tentar buscar o recebimento das cotas pagas antes do término do contrato, pois acreditam que mesmo existindo tal formalidade, ela constitui em um abuso.

Já os tribunais, divergem com relação ao entendimento, sendo que alguns magistrados entendem que a retirada de valores antes do término do grupo de consórcio irá gerar danos aos demais consorciados, pois os valores retirados contribuiriam para a contemplação de seus planos.

Outros tendem a analisar caso a caso, como o perfil do consumidor, valor já pago, valor a pagar, entre outros fatores que possam pesar na decisão.

O fato é que muitas vezes o consumidor consorciado e desistente tem encontrado amparo no judiciário para o ressarcimento de seus valores já pagos.

A conclusão que fica, é que as administradoras devem deixar as regras mais claras possíveis, colocando na “mesa de negociação” todas as vantagens e possíveis desvantagens da modalidade de compra. Afinal, como diz o ditado: “O combinado não sai caro”.

Por Silvano Andriotti

Consórcio de carro


Novo modelo da Fiat tem previsão de vendas no Brasil em junho e virá para substituir o Palio e o Punto.

Em tempos de recessão econômica, vale aquela máxima: Quem não se mexe, não aparece. Parece ser a mais pura verdade para a montadora italiana Fiat, presente em terras brasileiras desde 1976.

A montadora já decidiu tentar sair da estagnação e recuperar, a todo custo, a posição de líder de vendas no mercado brasileiro automotivo, posição perdida para a americana Chevrolet. A bola da vez agora ficou por conta de umhatch compacto, denominado de Argo e que tem previsão de vendas para o mês de junho.

O Fiat Argo, que até pouco tempo atrás era chamado de X6H, tem a dura missão de ocupar o lugar do bem-sucedido Palio, em suas versões top de linha e do Punto, que se aposentou em janeiro desse ano.

A missão dada ao Argo é ainda preencher o espaço do Bravo, que também teve sua produção interrompida. Sabe-se que o novo lançamento da Fiat é baseado no Tipo europeu, porém com dimensões menores, com um moderno visual que inspira esportividade e com um bom espaço interno, que é um dos seus atrativos na hora da compra. Se comparado com seu irmão, o Tipo europeu, o Argo tem o visual mais moderno. O capô do Argo é um pouco mais liso e os vincos estão presentes apenas nas laterais. Os faróis de neblina ficaram localizados nas extremidades da entrada de ar da parte central do para-choque dianteiro. Na traseira, a tampa do porta-malas é um pouco mais plana e tem o design diferente, além das lanternas, que são um pouco mais estreitas.

A versão de entrada do novo lançamento da Fiat, será a 1.0 Drive, que vem equipada com motorização de 3 cilindros FireFly com 72 cv, que promete ser bastante econômico e câmbio manual de 5 velocidades. O Argo ainda terá versões 1.3 com 101 cv e com as opções de câmbio manual de cinco marchas ou automatizado GSR, também de 5 marchas. A versão top de linha do Argo ficará por conta do 1.8 Essence e Sporting, ambos com câmbio manual ou automático de seis velocidades.

O preço sugerido pela Fiat, dependendo do modelo escolhido, pode ficar entre R$ 45 e R$ 60 mil.

Vamos ver se o Argo vai colocar a Fiat como primeira do ranking novamente.

Por Rodrigo Souza de Jesus

Fiat Argo


A nova versão, lançada neste ano, foi reestilizada e ganhou muitas novidades. A principal mudança foi na parte externa.

O Gol é um dos carros mais queridos do País, e está presente no mercado desde 1981. Além de ser um dos mais vendidos, ele passou por muitas mudanças em tecnologia e design ao longo dos anos. Por exemplo, no início ele era vendido com motor refrigerado e ar herdado do antigo fusca, mas com o tempo e investimento foi o carro mais vendido do Brasil por 25 anos.

A nova versão, lançada neste ano, foi reestilizada e ganhou muitas novidades. A principal mudança foi na parte externa, que teve o desenho reformulado e a cabine também foi foco de mudança. A parte traseira do carro, por exemplo, concentrou muitas alterações, pois no lugar das lanternas horizontalizadas, a marca acrescentou peças tridimensionais, e a borda superior foi unida por meio de um novo vinco. O automóvel ficou com um jeito de polo europeu.

Além disso, a marca investiu em conectividade e tecnologia na parte interna, em que o painel central ficou maior e ganhou leds brancos, e o quadro mostra com muito estilo e detalhe o velocímetro e também o contagiro.

Outra novidade é que a nova versão conta com três opções centrais de multimídia, para oferecer conforto e entretenimento aos usuários e passageiros. A mais simples é o Média, que possui conexão via Bluetooth, entradas auxiliares e não tem tela sensível ao toque, e pode custar R$ 835,00. A intermediária Composition Touch tem a tela touchscreen e o valor pode chegar a R$ 1.755,00.

A principal conectividade é a que está presente na série limitada Gol Connect que pode custar até R$ 2.500,00 a mais e tem como diferencial o Discover Media com GPS, sensor de estacionamento, entre outros recursos.

Outro diferencial é o motor: EA211 1.0 MPI, e também os itens de série como direção hidráulica, travas e vidros dianteiros elétricos, ar condicionado é opcional e pode chegar a custar até R$ 2.800,00. Além disso, tem ajuste de altura de banco, limpador e desembaçador traseiro e rodas de 14” contendo calotas e pneus 175/70.

Está curioso para saber o preço da nova versão do Gol 2017?

  • Gol Comfortline 1.0 = R$ 42.690,00
  • Gol Comforline 1.6 = R$ 47.490,00
  • Gol Comfortline 1.6 i-motion: R$ 57.490,00

O que achou do novo Gol 2017?

Por Babi

Volks Gol 2018


O modelo é comercializado em quatro versões diferentes, que possuem preço sugerido inicial de R$ 99.990.

O modeloJeep Compass conta com propulsores 2.0 a diesel, com 170 cavalos e 2.0 flex com 166 cavalos.

O Jeep é comercializado em quatro versões diferentes, que possuem preço sugerido inicial de R$ 99.990: Longitude, Sport, Trailhawk e Limited. São oferecidos com dois propulsores, ambos 2.0, entretanto o flex gera uma potência de 166 cavalos, já o diesel gera 170 cavalos. A primeira opção tem acoplado um câmbio automático com seis velocidades e somente tração na dianteira. Já a versão diesel possui câmbio automático com nove 9 velocidades e tração nas quatro rodas.

O veículo é equipado com propulsores 2.0 Flex Tigershark com 166 cv de potência e torque de 20,5 kgfm e também um 2.0 diesel Multijet II com 170 cv de potência e torque de 35,7 kgfm. Estes motores fazem com que o Jeep alcance uma velocidade máxima que a 194 quilômetros horários.

Sua aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10 segundos e seu consumo de combustível dentro da cidade é de 9,8 km/litro, já no perímetro rodoviário é de 11,4 km/litro, isso na configuração Trailhawk.

Confira as versões e os preços do Jeep Compass linha 2017:

Sport flex – R$ 99.990

Equipamentos de série: direção elétrica, ar-condicionado, sensor e câmera de ré, controles de estabilidade e tração, banco do condutor com regulagem elétrica, assistente de partida em rampas, central multimídia com navegação e display de 5 polegadas, rodas de 17 polegadas e controle de velocidade de cruzeiro.

Longitude flex – R$ 106.990

Equipamentos de série: iguais a versão acima, somado com partida e acesso sem ao uso de chave nas mãos, ar-condicionado digital dual zone, luz diurna de LED, central multimídia com 8,4 polegadas e rodas de 18 polegadas.

Longitude diesel – R$ 132.990

Equipamentos de série: idem a versão acima.

Limited flex – R$ 124.990

Equipamentos de série: igual da configuração Longitude, e ainda detector de ponto cego, airbags de cortina, de joelho (para condutor) e laterais, faróis de xenônio, sensores de chuva e luz, bancos de couro e quadro de instrumentos configurável.

Trailhawk diesel – R$ 149.990

Equipamentos de série: igual a versão anterior, somado a protetores de cárter, ganchos para fixação de cargas no porta-malas, suspensão e tanque elevados e ganchos de reboque.

Por Filipe Silva

Jeep Compass 2018


Novo modelo conta com alterações que visam deixá-lo mais econômico.

Presente no mercado brasileiro desde o ano de 2007 a GM lança agora o Chevrolet Prisma em sua linha 2018. Na última linha a marca, com o objetivo de tornar o carro ainda mais econômico, fez algumas alterações. O seu peso total foi reduzido em 34 kg, adicionaram pneus verdes com foco na facilitação para rodagem e ainda lançou um câmbio manual novo com seis velocidades, e o câmbio automático foi recalibrado. Todas essas medidas fizeram com que o sedã tivesse um menor consumo. Entretanto as alterações mecânicas se fazem necessárias visto que os seus principais rivais (Ford Ka+ e Hyundai HB20S) já estão ofertando modelos com propulsores de três cilindros.

Preços e versões do novo Prisma 2018:

Hoje, o Chevrolet Prisma é comercializado nas versões: 1.4 SPE-4 Eco LT, 1.4 SPE-4 Eco LTZ, 1.0 SPE-4 Eco Joy, 1.4 SPE/4 Eco LTZ transmissão automática e 1.4 SPE/4 Eco LT também automático.

Os valores sugeridos para o modelo iniciam em sua versão básica, em R$ 43.590. Já a configuração de topo de linha chega a ser comercializada por R$ 64.990.

Potência:

– Motor 1.0 flex com 78 cavalos a gasolina, e com etanol 80 cv.

– Motor 1.4 flex com 98 cavalos a gasolina e com etanol 106 cv

Os câmbios podem ser manual com seis velocidades ou então automático de seis marchas, o qual é opcional apenas para o motor 1.4, variando de acordo com a configuração.

Capacidades e dimensões:

  • Largura com espelhos (em mm) – 1964
  • Comprimento (em mm) – 4275
  • Distância entre eixos (em mm) – 2528
  • Altura (em mm) – 1484
  • Capacidade do porta malas (em litros) – 500
  • Peso (em kg) – 1028
  • Capacidade do tanque de combustível – 54 litros

Consumo:

O Inmetro realizou uma avaliação do consumo de combustível rodando na cidade e na estrada, abastecido com etanol e com gasolina. Confira abaixo os dados:

Com etanol

Consumo estrada -10,8 Km/L

Consumo cidade – 9,1 Km/L

Com gasolina

Consumo estrada – 15,3 Km/L

Consumo cidade – 12,9 Km/L

Preços:

  • 1.4 SPE LTZ T/A – R$ 64.990
  • 1.4 SPE LT T/A – R$ 59.290
  • 1.4 SPE LTZ – R$ 58.990
  • 1.4 SPE LT – R$ 53.690
  • 1.0 SPE Joy – R$ 43.590

Por Filipe Silva

Chevrolet Prisma


Confira aqui os 10 carros mais roubados no Brasil.

A Superintendência de Seguros Privados, conhecida pela sigla Susep, realizou a divulgação do Índice de Veículos Roubados – IVR, número este que é obtido pelo cálculo realizado da seguinte forma: é a divisão realizada entre a quantidade de ocorrências de furtos e roubos e a quantidade total de exemplares daquele modelo que são assegurados. Confira na lista abaixo quais são os 10 carros brasileiros que se encontram em produção que são mais furtados pelos criminosos no Brasil. Para que se evitassem as distorções no número indicador, apenas foram considerados os modelos que contam com um número maior do que 5 mil exemplares segurados.

10 – Fiat Strada

Quantidade de veículos segurados: 137.723

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,40%

9 – Peugeot 307

Quantidade de veículos segurados: 14.428

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,42%

8 – Volkswagen Amarok

Quantidade de veículos segurados: 12.083

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,44%

7 – Volkswagen Voyage

Quantidade de veículos segurados: 109.972

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,44%

6 – Peugeot 308

Quantidade de veículos segurados: 7.977

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,55%

5 – Fiat Siena 1.0

Quantidade de veículos segurados: 67.500

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,58%

4 – Fiat Siena acima de 1.0

Quantidade de veículos segurados: 41.131

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,62%

3 – Hyundai HB20

Quantidade de veículos segurados: 122.029

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,67 %

2 – Fiat Stilo

Quantidade de veículos segurados: 8.145

Índice de Veículos Roubados – IRV: 1,99 %

1 – Chevrolet Celta

Quantidade de veículos segurados: 170.826

Índice de Veículos Roubados – IRV: 2,72%

Segundo os dados publicados pela Susep, o veículo com o maior índice de roubos ou furtos é o modelo Chevrolet Celta, sendo assim o carro mais visado no Brasil, considerando o período do último ano. O hatch da GM atingiu a marca de 2,72%, ficando 0,73% acima do segundo colocado, o modelo Fiat Stilo, o qual alcançou a marca de 1,99% e se distanciando em 1,05% do terceiro colocado, o Hyundai HB20, que atingiu a porcentagem de 1,67%.

No final da lista, em 10º colocado, está posicionado a Fiat Strada, que teve 137.723 exemplares assegurados no período e o índice chegou a 1,40%.

FILIPE R SILVA


Veja aqui a lista com os carros mais caros para se consertar em 2017.

Ano após ano, os custos para consertos de carros se tornam cada vez mais caros, em contrapartida aos aumentos e reajustes feitos nos valores de venda de automóveis. Além disso, os custos dos pedágios, em eterna crescente, não parecem suficientes para melhorar a vida útil das rodovias ao longo do país.

Como uma forma de remediar essas questões e alertar consumidores, no ano de 1999, foi criado um índice, denominado Car Group. Esse índice avalia questões como tempo, custos para reparação e conserto de peças abaladas por impactos de velocidade de, no mínimo, quinze quilômetros por hora.

Levando em consideração todos os danos, os custos de reparo são utilizados como “divisor de águas” para a colocação no ranking. Quão menores ele forem, melhor colocado a marca do veículo fica. Esse índice, que vai de 10 a 60, ajuda o consumidor na hora da escolha de compra do melhor automóvel para suas necessidades, evitando dores de cabeça que podem ser inevitáveis com o passar do tempo.

Segundo o site iCarros, a colocação das marcas mais frágeis e com os custos mais caros estão descritas a partir da lista a seguir:

10. Ford EcoSport: 40 pontos (2º lugar)
9. Peugeot 408: 40 pontos (2º lugar)
8. Fiat Uno: 41 pontos (12º lugar)
7. Fiat Grand Siena: 43 pontos (5º lugar)
6. Fiat Bravo: 44 pontos (1º lugar)
5. Fiat Palio Fire: 44 pontos (13º lugar)
4. Fiat Linea: 46 pontos (3º lugar)
3. Peugeot 308: 48 pontos (2º lugar)
2. Fiat Palio: 49 pontos (14º lugar)
1. Citroën C4 Lounge: 52 pontos (4º lugar)

Abaixo seguem as marcas mais confiáveis e duráveis, segundo o mesmo índice (conforme fonte de 2015).

  • Hatch compacto – Volkswagen Up! – 11 pontos
  • Hatch compacto off-road – Volkswagen Cross Up! – 10 pontos
  • Hatch médio – Peugeot 308 – 35 pontos
  • Hatch médio off-road – Suzuki SX4 – 42 pontos
  • Minivan compacta – Citroen C3 Picasso – 31 pontos
  • Minivan média – Citroen C4 Picasso – 42 pontos
  • Picape compacta cabine simples – Volkswagen Nova Saveiro – 28 pontos
  • Picape compacta cabine dupla – Volkswagen Saveiro CD – 28 pontos
  • Sedã compacto – Toyota Etios Sedan – 17 pontos
  • Sedã médio – Nissan Sentra e Peugeot 408 – 35 pontos
  • SW Compacta – Volkswagen Spacefox – 21 pontos
  • Utilitário furgão curto – Ford Transit – 60 pontos
  • Utilitário-esportivo – Peugeot 2008 – 28 pontos
  • Utilitário-esportivo off-road – Suzuki Jimny – 37 pontos

Além disso, esse índice também considera o tempo para conserto, se há demora ou o tempo estipulado é razoável, a substituição eventual de peças e o processo para que isso ocorra.

Se você se interessou e deseja saber mais, acesse o site o iCarros a partir deste link ou o site CESVI BRASIL, que permite maiores detalhes sobre o índice, de forma detalhada, conforme este link.

Yamí de Araújo Couto


O novo EcoSport 2018 será inspirado na última geração do Edge. Terá todas as peças da frente redesenhadas, como capô, para-lamas, grade frontal, para-choque, faróis mais estreitos e faróis de neblina.

Desde 2003 no mercado nacional o Ford EcoSport foi o primeiro SUV compacto da história da indústria automobilística mundial. O departamento de engenharia da Ford teve que transformar a plataforma de um carro comum e redesenhar a carroceria em estilo utilitário esportivo. Tudo isso baseado no antigo Fiesta. Iniciando assim o que seria um sucesso de vendas no Brasil. Muitos consumidores estavam interessadíssimos, principalmente o público feminino. Pelo fato de transmitir segurança pela posição, altura e visibilidade que ele oferece. Dando uma espécie de poder e conforto.

Ao ser lançado o Ford EcoSport saía na versão 1.6 e 2.0 da fábrica, porém logo foi lançado o bloco 1.0 que logo saiu de linha devido ao seu peso. A concorrência, portanto, estava de olho no modelo, então em 2017 o Ford EcoSport ganhou uma mudança muito grande que valeu muito a pena, um facelift com mudanças na dianteira, novas rodas, alterações no interior, sem contar a liga leve.

A novidade nem chegou, mas tem um ano que só se espera o EcoSport reestilizado com mudanças significativas prometidas pela montadora.

Tudo indica que seus apreciadores terão novidades ainda no primeiro semestre de 2017. Estão todos com a boca doce para sua brilhante chegada.

Novo EcoSport 2018:

– Mudanças:

A parte da frente é a grande expectativa, ou seja, uma mudança geral. O novo EcoSport 2018 sairá inspirado na última geração do Edge, lançado recentemente no Brasil. Com isso, todas as peças da frente do EcoSport foram redesenhadas como capô, para-lamas, grade frontal, para-choque, os faróis ficaram mais estreitos, inclusive os faróis de neblina que ganharam um novo formato. Na traseira, continua o tão falado estepe pendurado na tampa do porta-malas e as novas lanternas traseiras vão ficar diferentes internamente.

Muitas outras novidades estão por vir como surpresas para ser mostradas no lançamento do novo EcoSport 2018 como o novo interior. Será uma transformação genial. Com novo painel e quadro de instrumentos que terão novos medidores e uma tela no centro. Havendo também mudanças nos bancos inclusive a forração das portas. Prometendo também melhorar a qualidade dos materiais aplicados no interior do novo EcoSport 2018 dando assim mais conforto às pessoas. Oferece um novo sistema multimídia que continuará em todas as séries e em todas as versões do SUV.

No novo EcoSport 2018 sairá a linha com motor 1.6 Sigma e entrará um bloco mais moderno de três cilindros. Que será o novo motor 1.5 aspirado que vai deixar o modelo muito mais interessante nas versões de entrada (o mesmo utilizado no novo Fusion, portanto, sem turbo). Assim o novo EcoSport 2018 vai ficar mais econômico e também melhorar o desempenho (cerca de 130 cv), com novo peso do motor feito totalmente em alumínio. Já as versões mais caras do novo EcoSport 2018, continuam equipadas com o bloco 2.0 litros que ganha injeção direta de combustível.

EcoSport 2017 – Preço, Ficha Técnica, Versões, Mudanças:

O novo EcoSport 2018 já está chegando. Enquanto isso, conheça tudo sobre o Ford EcoSport que está sendo vendido no Brasil como modelo 2017. Conheça os preços das versões e ficha técnica.

EcoSport 2017 – Versões:

Atualmente, o Ford EcoSport é vendido no mercado brasileiro nas seguintes versões de acabamento: 1.6 SE DIRECT PowerShift, 1.6 SE (Flex), 1.6 SE PowerShift, 1.6 Freestyle (Flex), 1.6 Freestyle Powershift, 1.6 Freestyle Plus Powershift, 2.0 Freestyle 4×4, 2.0 Titanium PowerShift. O preço do EcoSport na versão de entrada custa R$ 71.650 e na versão mais completa top de linha tem preço sugerido de R$ 93.550 nas concessionárias Ford.

EcoSport 2017 – Ficha Técnica:

O Ford EcoSport está disponível para venda com motor 1.6 Sigma de 126 cv com gasolina e 131 cv com álcool. E também nas versões 2.0, com 141 cv com gasolina e 147 com álcool. Sendo assim associados ao câmbio manual de cinco ou seis marchas ou automatizado Powershift de dupla embreagem com modo manual de 6 marchas ou tração nas quatro rodas 4×4, dependendo da versão.

  • Distância entre-eixos (mm) 2521
  • Altura (mm) 1696
  • Comprimento (mm) 4241
  • Largura com espelhos (mm) 2057
  • Entre-eixos (mm) 2521
  • Peso bruto total (Kg) 1676
  • Capacidade do tanque de combustível (L) 52
  • Capacidade do porta-malas (L) 362

EcoSport 2017 – Preços:

Tabela de preço sugerido atual:

  • 1.6 SE (Flex) – R$ 71.650
  • 1.6 SE automático – R$ 77.650
  • 1.6 Freestyle (Flex) – R$ 79.150
  • 1.6 Freestyle automático – R$ 84.150
  • 1.6 Freestyle Plus automático – R$ 88.150
  • 2.0 Freestyle 4×4 – R$ 89.850
  • 2.0 Titanium automático – R$ 93.550
  • 1.6 SE DIRECT automático – R$ 68.690

Por Ademilde Paes

Ford EcoSport 2018

Ford EcoSport 2018

Ford EcoSport 2018

Fotos do Modelo que será vendido nos EUA


Reajuste nos preços dos modelos varia de R$ 400 a R$ 11 mil.

A montadora alemã Volkswagem publicou essa semana uma tabela com o novo preço da sua frota zero km e os preços atingiram praticamente todos os modelos da fabricante. Os preços já estão no site da VW e quem desejar comprar um carro zero pode verificar no site da mesma os reajustes que estão bem salgados. Os aumentos variam de R$ 400 até R$ 11.730,00, dependendo do modelo do veículo.

Segundo a montadora, a expectativa é de um aumento real nas vendas de 5% a 10% para esse ano de 2017.

Os únicos modelos que ficaram de fora da onda de aumentos foram o Spacefox, Spacecross, Amarok e Golf Variant, pois já tinham sofrido reajuste recente ano passado e a VW decidiu não aumentar seus preços, até porque já são modelos que não tem preços populares de mercado.

A alta dos preços pegou muita gente de surpresa, já que a Volkswagen é pioneira na fabricação de carros mais em conta para a população e como foi comprovado, não é isso que está acontecendo.

O recém lançamento da montadora, o Up!, é um bom exemplo, pois o preço da entrada subiu mais em torno de R$ 1.100,00 na versão Take com 2 portas e na versão mais em conta com motor Turbo TSI os preços pularam para salgados R$ 50.123,00. Ainda podem ser encontradas outras versões do modelo com preços ainda mais caros que ficam na casa dos R$ 55.517,00 e sempre com o conhecido motor TSI.

Já o modelo mais caro da montadora, o VW Touareg, sofreu o maior aumento e a versão top de linha equipado com o motor 3.6 V6 teve o preço aumentado de R$ 327.793,00 para R$ 337.630,00 (quase dez mil reais de aumento) e para a versão com motor 4.2 V8 os preços pularam de R$ 391.014,00 para R$ 402.744,00, mas temos que levar em consideração que esse é um carro que tem um público alvo extremamente seleto, geralmente pertencentes as classes A/B.

Na retaguarda, o único modelo que baixou em média R$ 200,00 de preço foi o Crossfox nas duas versões. Os outros modelos como o Golf pode ser encontrado com preços entre R$ 78.130,00 e R$ 128.800,00. Já o Gol tem preços que variam de R$ 36.500,00 até R$ 59.400,00, enquanto que o Voyage varia de R$ 45.400,00 até R$ 62.600,00.

Todos os preços dos modelos e demais configurações podem ser vistos no site www.vw.com.br.

Rodrigo Souza de Jesus


O design interno do novo modelo será mais sofisticado e também novas tecnologias farão parte da minivan.

O primeiro teaser da Nova Honda Odyssey foi divulgado e a minivan já teve a sua apresentação confirmada para 09 de janeiro, durante um evento que ocorrerá no Salão de Detroit. Ainda não se sabe muitos detalhes do novo carro, mas algumas informações já estão confirmadas como, por exemplo, que o novo modelo será mais baixo e largo que o atual, o design interno será mais sofisticado e também novas tecnologias farão parte da minivan.

Em relação ao mercado o norte americano, o novo carro da Honda é concorrente do Kia Carnival e também do Toyota Sienna. Há rumores que a minivan deve ter transmissão automática de nove marchas, que será útil na manutenção da eficiência energética, além da tração AWD e direção nas quatro rodas.

Entre outros destaques, a Honda começou a apresentar os novos detalhes do modelo City 2018, que é fabricado na Tailândia. Dos detalhes e informações, há rumores que a nova versão deve ficar parecida e em sintonia com a 10ª geração do Civic. As imagens do carro foram divulgadas no site oficial da marca da Tailândia, que incluía a cobertura de pré-vendas.

Além disso, destacam-se a presença dos faróis diurnos de LED que tem o formato em L, sendo uma identidade marcante do novo Honda Civic, além da presença da grade dianteira com um design diferenciado. O esperado é que a reestilização do novo carro seja em janeiro, mas ainda não se sabe quando chegará ao Brasil.

Atualmente, a Honda está comemorando a produção de 100 milhões de automóveis no mundo, sendo um alcance representativo para a marca, que foi alcançado 53 anos depois que o primeiro carro saiu da linha de montagem. Na época, um T360, sendo seguido por um esportivo denominado S500.

A primeira fábrica da Honda originou-se no Japão, na cidade de Sayama. Atualmente, a marca conta com 34 fábricas produtivas, que estão espalhadas por todo o mundo. Entre as principais produções destacam-se modelos como sedãs Civic e Acord, além de outros como o esportivo NSX e também o crossover HR-V e CR-V. Estes modelos são considerados campeões de vendas.

O que achou das novidades da marca? Deixe a sua opinião nos comentários!

Por Babi

Honda Odyssey 2018

Honda Odyssey 2018

Fotos: Divulgação


Modelo conta com as principais alterações posicionadas na parte frontal.

A fabricante de veículos sul-coreana, Kia, apresentou seu grande lançamento no Salão do Automóvel de São Paulo, o modelo novo, Cerato 2017. O modelo que será reestilizado em sua parte visual, tanto na parte de trás como na frente, terá agora também um novo momento em sua origem, alterando o local de sua fabricação, saindo da Coreia do Sul e sendo produzido no México, na cidade de Pesquería.

As novas versões comercializadas pela Kia passarão a serem vendidas com o preço inicial de R$ 76.990, o que significa uma elevação de três mil reais quando comparado com carros do país coreano.

As principais alterações para o novo Kia Cerato 2017 estão posicionadas na parte frontal do sedã. Os faróis novos agora passaram a ser um pouco maior, além de possuir um bloco elíptico com leds diurnos. Outro equipamento que teve seu design alterado foi o para choque, onde em um local mais recuado, foram colocados os faróis de neblina.

Na traseira do sedã médio, os destaques se dão pelas lanternas que estão maiores e tem um arranjo novo de seus elementos e também pelo para choque que teve alteração na sua parte inferior. Nas laterais do novo Cerato não ocorreram mudanças, exceto pelo fato de terem sido colocadas rodas novas, com aro de 16”.

Mecanicamente falando na ocorreram renovações. Onde foi mantido o motor de 1600 cilindradas, flex, com 16 válvulas e gera uma potência máxima de até 128 cv a 6 mil rpm e um torque que chega a 16,5 kgm em 5 mil giros e está conectado com um câmbio de seis marchas e transmissão automática, atrelado a um paddle shift localizado atrás do volante para as trocas de marchas.

O modelo teve seu preço aumentado, porém o novo Kia Cerato ainda mantém sua lista de equipamentos de série, que é razoável e conta com sensores de estacionamento traseiro e dianteiro, CD Player com iPod, Bluetooth e USB, ar condicionado dual zone e o volante com multifunções, ajustável tanto na profundidade quanto na altura.

A montadora sul-coreana, no momento já recebe encomendas para o novo modelo do sedã médio da marca.

Por Filipe Silva

Kia Cerato 2017

Kia Cerato 2017

Fotos: Divulgação


O primeiro carro híbrido do país será vendido por R$ 159.500 na sua versão inicial.

Na terça-feira (25), a Ford apresentou ao Brasil o novo Fusion Hybrid 2017, um modelo todo trabalhado na tecnologia, prometendo conquistar muitos admiradores. Com visual atualizado, o sedan cuja versão sustentável é a mais vendida em sua linha, traz mais conectividade e novidades tecnológicas de última geração. O primeiro carro híbrido do país sai por R$ 159.500, na versão inicial.

Além da versão de entrada, a linha ainda conta com a 2.5 Flex e 2.0 EcoBoost.

O motor 2.0 litros é associado a um elétrico de ciclo Atkinson. Já o câmbio é automático e-CVT gerenciando os dois motores, levando a potência combinada de 190 cavalos. Os freios regenerativos dão mais durabilidade para a recarga das baterias que são de íons de lítio.

O Fusion é uma linha pautada na economia, trazendo uma exclusiva função chamada Ecoselect, que possibilita acelerações suaves que economizam combustível além de otimizar a energia da frenagem. A grade dianteira também é nova desenvolvida com recursos que reduzem o consumo.

A versão exclusiva e top Titanium vem com piloto automático, assistente autônomo para detectar pedestres, alerta de colisão com assistente de frenagem autônomo, estacionamento automático de segunda geração desenvolvido para vagas perpendiculares e paralelas. Além de sensor de fadiga, alertas para permanência na faixa e ponto cego, cintos traseiros que inflam e monitoramento de 360 graus.

No que toca aos equipamentos são oito airbags, controles de tração e estabilidade, alerta em casos de tráfego cruzado, sensor de chuva, faróis full LED, farol alto automático, sistema de conectividade SYNC 3, partida remota, ar-condicionado de dupla zona, teto solar, acesso inteligente e chave com sensor de presença, seletor de câmbio E-Shifter e Ford Power.

O modelo também possui um inteligente sistema chamado EV+, que detecta os destinos mais utilizados através do GPS, fazendo com que o motor elétrico economize combustível. O tempo para memorização dos percursos vai de duas a quatro semanas.

O painel apresenta duas telas de 4,2 polegadas, permitindo ao motorista o acesso a diversas informações do automóvel.

O Fusion Hybrid 2017 é realmente um veículo desenvolvido pela Ford, para oferecer mais segurança, conforto, sustentabilidade e inovação, o que faz com que ele seja muito elogiado por seus consumidores. As vendas terão início em novembro.

Por Sirlene Montes

Ford Fusion Hybrid

Ford Fusion Hybrid

Ford Fusion Hybrid

Fotos: Divulgação


Caminhonete tem preços iniciando em R$ 131.990 na versão Sport GLS.

A japonesa Mitsubishi que vem tendo dias ruins devido a crise, desde 2013, encontrou forças e anunciou recentemente o lançamento da nova picape L200 Triton no Brasil. A caminhonete, que será protagonista da marca no salão de São Paulo que acontecerá em novembro, só estará nas concessionárias no mês de outubro, em três versões de acabamento: custando R$ 174.990 a Sport HPE Top, R$ 161.990 a Sport HPE, e a versão mais em conta a Sport GLS, com valor de R$ 131.990.

Sendo assim, a nova L200 ficará posicionada logo acima da atual, a 2.4 flex Outdoor, que tem um valor de R$ 91.990 e a 3.2 TD Savana A/T, que custa R$ 146.990.

O lançamento da marca estará equipado com um novo propulsor a diesel, com 2.4 litros (2400 cc) e quatro cilindros, que tem 190 cv de potência, com 43,8kgfm de torque máximo. A novidade será fabricada em alumínio, diminuindo seu peso em 30 kg em comparação com o motor antigo.

A versão GLS tem transmissão manual com seis marchas. Nas demais versões, o câmbio é automático, com aletas atrás do volante para troca de marcha. Também terá seletor de tração, sendo 4×4 ou 4×2, com modo de asfalto e reduzida.

Aparentemente, a picape recebeu algumas alterações, com faróis espichados para os lados, com lanternas que vão até a caçamba e grade mais marcante.

A versão topo de linha vem equipada com os seguintes itens de série: ar-condicionado digital dual zone, central multimídia com tela de 7 polegadas, sensores de luz, faróis de xenônio com luz de rodagem diurna, botão de ignição, sensor de estacionamento e chuva, para o condutor airbags frontais, que são obrigatórios, de joelho, cortina e laterais e câmera de ré, além de bancos de couro, para o motorista com regulagens elétricas.

A montadora irá produzir tanto o modelo novo quanto o antigo na fábrica de Catalão (GO).

Confira abaixo os preços das versões antigas (os modelos atuais foram informados acima):

  • L200 Triton Savana (transmissão manual) – valor: R$ 138.990,00
  • L200 Triton Outdoor (transmissão automática) – valor: R$ 136.990
  • L200 Triton Savana (transmissão automática) – valor: R$ 146.990,00
  • L200 Triton GLX (transmissão manual) – valor: R$ 111.990,00
  • L200 Triton GL (transmissão manual) – valor: R$ 105.990,00
  • L200 Triton 2.4 (Flex Outdoor) – valor: R$ 91.990,00

Por Filipe Silva

L200 Triton 2017


Nova versão do modelo chegará às concessionárias com mudanças visuais e custará cerca de R$ 62 mil.

O novo Etios Platinum 2017 nas versões Hatchback e Sedã estão custando a partir de R$ 62,490.

A Toyota mostrou ao público brasileiro nesta terça-feira (2) o novo Etios Platinum com visual totalmente renovado, em duas versões, hatchback e sedã. Com muitas novidades e uma delas é a nova variante que recebeu rodas novíssimas com 15 polegadas, um acabamento na cor preta em sua coluna do centro. A grade da frente ficou na mesma cor do carro e máscara negra na lanterna de trás. Os bancos receberam couro e material sintético, macio e agradável ao toque.

Mas a novidade ficou por conta do seu design feito com exclusividade, no para-choque frontal e da parte de trás e também a grade da frente foram desenvolvidos com um diferencial pela equipe de engenharia brasileira.

O moderno Etios Platinum 2017 vai estar disponível nas concessionárias Toyota a partir do dia 04 de agosto em duas versões. Na versão hatchback ele pode ser adquirido por R$ 62.490 e na versão sedã por R$ 65.990.

Em seu interior, o novo modelo recebeu uma aplicação de couro macio com material sintético, proporcionando mais conforto ao usuário, bem como sistema multimídia Toyota Play com som, TV, DVD, GPS e câmera. As lanternas da parte de trás são com máscara negra e o sensor para estacionar fica na cor do carro, fazendo a diferença do novo utilitário.

O novo modelo Etios Platinum 2017 somente poderá ser encontrado com o motor 1.5 Dual VVT-i DOHC com 16 válvulas, seu rendimento é de 107 Cv de potência a 5.600 rpm, se o abastecimento for com etanol. Caso seja a gasolina, será de 102 Cv e os mesmos 5.600 giros. Se fizermos uma comparação com a versão passada, a nova motorização ganhou em torque 11% e potência 11 Cv. A transmissão é automática com 4 velocidades.

A nova marca ainda apresenta direção eletroassistida progressiva (EPS), sistema moderno de ar-condicionado, além de abertura elétrica no hatchback e interna no Sedã (do porta-malas e tanque de combustível). Todas as portas com chave de comando para abrir e fechar, trava elétrica e alto-falante. Computador de bordo possui a função EcoWallet, que possibilita o condutor digitar o valor que pagou pelo combustível e calcular o gasto numa viagem, na tela digital.

E sobre itens obrigatórios não faltou ao Etio 2017 o airbag duplo na frente e sistema moderníssimo de ABS.

Por Ruth Galvão


Montadora está desenvolvendo ônibus, caminhão, picape e SUV elétricos.

O multimilionário e fundador da montadora Tesla, Elon Musk, pronunciou na quarta-feira, dia 20 de julho, que seu mais novo plano mestre é a produção de ônibus, picapes, SUV compacto e caminhões elétricos, além também de uma melhora com relação a condução autônoma. Isso se deve a fusão da marca de veículos elétricos com a SolarCity, uma fornecedora de energia solar.

Elon Musk, que também fundou o SpaceX e o PayPal, informou em seu blog, por meio do site da Tesla, a segunda parte de seu plano, explicando que todas suas ações tomadas nos últimos dez anos pertencem a um plano concebido para que seja fornecida energia solar.

O empreendedor diz ainda que o assunto não é piada e esteve presente no site nos dez anos.

Musk também pretende libertar as pessoas da dependência energética, criando um teto solar com uma bateria, integrados de forma perfeita.

Elon ainda explicou que se a SolarCity e a Tesla forem empresas diferentes, os projetos não poderão ser realizados e que portanto ambas precisam se unir e quebrar as barreiras das duas companhias separadas.

O executivo informou também que o melhor momento para se unirem é agora, já que montadora está pronta para comercializar uma bateria doméstica chamada de Powerwall e a SolarCity está preparada para realizar o fornecimento de energia solar diferenciada.

Outra estratégia do empreendedor é atender a maioria do mercado consumidor com um novo tipo de picape e um futuro utilitário compacto, além do veículo Model 3, um carro elétrico acessível que a companhia começará a produzir em breve.

Sem contar que a montadora já trabalha no desenvolvimento de ônibus e caminhões, que podem ser apresentados no ano de 2017, segundo Musk.

Com relação a condução autônoma, foi dito que todos os veículos produzidos pela Tesla estarão equipados com hardware necessário para contar com condução autônoma à prova de erros.

A montadora já fornece a condução autônoma parcial, a qual é mais segura que uma pessoa conduzindo, se utilizada de maneira correta. No mês de maio ocorreu um acidente com um Model S, que estava em piloto automático e acabou matando uma pessoa no Estados Unidos.

FILIPE R SILVA


Modelo é o carro mais sofisticado já produzido pela Range Rover.

Foi lançado recentemente no mercado brasileiro o SVAutobiography, o carro mais sofisticado já produzido pela Range Rover. O automóvel foi desenvolvido exclusivamente pela divisão de veículos especiais do grupo. O mesmo se encontra disponível em nosso mercado apenas na modalidade de encomenda (por enquanto) com preço sugerido de R$ 1.065.800.

Uma das principais preocupações dos desenvolvedores da SVAutobiography era o conforto interno. Dessa forma, o mais recente lançamento da linha Range Rover possui entre-eixos estendido.

Além disso, o acabamento interno foi feito artesanalmente. O automóvel é recheado de luxo e itens bastante exclusivos. Um dos grandes exemplos são os bancos individuais traseiros da marca Poltrona Frau® que possuem ajustes elétricos e descanso para os pés. Além disso, tais bancos são divididos por um console que possui várias funcionalidades, dentre as quais o sistema de controle do ar condicionado e o controle dos assentos. Ainda na parte interna, saiba que há telas exclusivas destinadas ao sistema de entretenimento, bandejas especiais dentre outros itens.

Um detalhe bastante interessante é que o automóvel dispõe de pintura exclusiva em duas tonalidades com oito opções diferentes para o cliente escolher. Todas as opções são acompanhadas do preto Santorini.

O design desse automóvel também é um dos principais destaques do lançamento. O mesmo dispõe de uma aparência bastante elegante e luxuosa. A grade dianteira, por exemplo, possui desenho diferenciado e acabamento em cinza e prata. As rodas, que possuem design específico e exclusivo para esta versão, são de aro 21 polegadas.

O SVAutobiography também não deixa a desejar quando o assunto é sua motorização. O mesmo é equipado com o potente 5.0 V8 Supercharged recalibrado e capaz de oferecer 550 cv de potência e torque de 69,3 kgfm a 3.500 rpm. O câmbio, por sua vez, é o ZF de oito velocidades. Com todo esse equipamento, o SVAutobiography é capaz de chegar a 250 km/h como velocidade máxima. Segundo os desenvolvedores, o automóvel pode acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos.

Apesar de todo o luxo que este automóvel dispõe, saiba que o mesmo foi criado com o intuito de poder trafegar em qualquer tipo de terreno. Isso é possível graças a versão mais recente do sistema Terrain Response 2. Tal sistema é capaz de adaptar as configurações de aceleração, suspensão, tração além de acionar os sistemas de segurança de acordo com o terreno em questão.

Por Bruno Henrique

Range Rover SVAutobiography

Range Rover SVAutobiography

Fotos: Divulgação


Versão LX custa R$109.990 e EX custa R$134.990.

Para quem se lembra do início da trajetória do Sportage lá no começo dos anos de 1990 deve ter na memória o quanto ele era “questionável” dado o fato de ser barulhento e meio “sem jeito”. Porém, com o passar dos anos o carro foi se aprimorando e se reinventando até chegar a sua quarta geração. A versão mais recente do Sportage acaba de fazer sua estreia no Brasil com uma estética mais apelativa para o lado esportivo. O modelo apareceu por aqui em duas versões sendo a LX com preço inicial de R$109.990 e a EX custando R$134.990.

Além do preço existem outras diferenças que valem a pena de serem destacadas entre as duas opções. A principal diz respeito à lista de equipamentos presentes. No caso da LX vamos encontrar rodas de aro 17, sistema de som com tela sensível ao toque de cinco polegadas, controlador de velocidade e ar-condicionado. Também vamos ter câmeras de ré e sensores para obstáculos traseiros.

Por sua vez, a EX conta entre os equipamentos com teto solar panorâmico e bancos de couro, sistema multimídia com GPS e tela de 7", controles de estabilidade e tração e airbags laterais e de cortina.

Embaixo do capô do carro teremos o já conhecido 2.0 flexível com capacidade para 167 cv e 20,2 kgfm de torque. O bloco é integrado a um câmbio automático de seis marchas. Curiosamente esse é o mesmo equipamento que já se encontrava no Sportage anterior e que também está no Hyundai ix35.

Ainda sobre a motorização a marca não deu nenhum sinal se por acaso o motor 1.6 de 176 cv que integra o modelo europeu poderá aparecer por aqui algum dia. Lá na Europa o carro ainda mantém a transmissão de dupla embreagem com sete marchas.

De uma forma geral o Sportage em sua quarta geração ganhou um pouco mais de espaço graças ao aumento de alguns poucos centímetros na distância entre-eixos. Sem muito aperto a parte de trás comporta perfeitamente três ocupantes. Mas é aí que vamos encontrar um erro grave. Não há cinco de segurança de três pontas para o passageiro central.

Já na parte da frente o espaço ficou maior tanto para o motorista quanto para o passageiro. A possibilidade de ajustar a altura e a profundidade do volante possibilita ao condutor encontrar a melhor maneira de se ajeitar mais confortavelmente.

A versão mais básica tem levantado algumas questões um pouco desagradáveis como, por exemplo, a qualidade dos materiais usados no interior e a ausência de alguns itens que seriam bem vindos como os airbags laterais e o controle de estabilidade que só aparece na opção mais cara, a EX.

Por Denisson Soares

 

Kia Sportage

Kia Sportage

Fotos: Divulgação

 


Montadoras preparam novos lançamentos para o mercado de sedãs.

Há algum tempo o perfil do consumidor brasileiro com relação aos automóveis deu uma modificada e nessa modificação os sedãs médios começaram a ganhar um espaço de destaque entre os outros modelos de veículos. No setor dos sedãs de médio porte, o Toyota Corolla é o líder absoluto de vendas e a fim de continuar segurando essa supremacia sobre os demais concorrentes, a Toyota já anunciou algumas mudanças pontuais que serão feitas não só no Corolla mas também no Etios.

Juntamente com o Corolla, o Etios ganhará o tão esperado controle de eletrônico de estabilidade, tecnologia esta que será inserida no veículo como item de série, porém, essa novidade chegará ao mercado nacional somente quando o Corolla nacional passar por uma reestilização, a qual está prevista para chegar por aqui no segundo semestre de 2016, já para o Etios ainda não há nenhum tipo de previsão de quando a tecnologia será inserida no modelo, todavia, conforme aconteceu com a Hilux no ano passado e agora está prestes a acontecer com o Corolla, ao que tudo indica os planos da fabricante é disponibilizar este item de segurança em toda a sua linha de veículo, incluindo os veículos de entrada dos sedãs médios.

As empresas concorrentes, para não ficar atrás, também estão trazendo algumas inovações nos seus veículos, haja vista que a Nissan fez o lançamento oficial da linha 2017 do Sentra e nela além do sistema de controle eletrônico de estabilidade, várias outras novidades foram inseridas. Os outros modelos que também são concorrentes diretos do Toyota Corolla são os renomados e famosos Chevrolet Cruze e Honda Civic, veículos estes que em breve, aqui no Brasil, ganharão novas gerações.

O certo é que as empresa estão cada vez mais focadas em trazer novidades para o setor dos sedãs médios, a fim de acirrar a competição entre os modelos e retirar a hegemonia do Corolla no segmento, contudo, essa disputa é bastante salutar ao consumidor brasileiro, que cada vez mais terá acesso a veículos mais confortáveis, seguros, bem como com excelente pacote de acessórios.

Logo, em breve teremos muitas outras novidades a respeito desse setor, vale a pena acompanhar até o final desse ano, pois as novas gerações desses veículos prometem.

Por Adriano Oliveira


Modelo custará R$ 137.990 em terras brasileiras.

O DS5, carro de luxo lançado no Brasil em 2012, chega novamente ao mercado brasileiro após ser reestilizado. Com preço divulgado no valor de R$ 137.990, o novo carro deixa de levar o símbolo da Citroën e custará R$14 mil a mais que seu modelo antecessor.

O crossover de luxo manteve o motor 1.6 turbo que proporciona 165 cv de potência e está ligado à transmissão automática de 6 marchas. A potência do motor proporciona de 0 a 100 km/h em menos de 9 segundos e o carro é capaz de atingir até 211 km/h de velocidade.

O DS5 conta também com mudanças na parte externa como novas lanternas traseiras com LED, faróis, para-choques em novo design e grade remodelada. As rodas de 18 polegadas diamantadas com aros de liga leve também foram renovadas. Outra novidade é que o modelo chega ao mercado com nova opção de cor batizada de Bleu Encre, que é um tipo atraente de azul marinho.

Na parte interior, o novo modelo apostou na tecnologia, uma das inovações é a central multimídia que conta com tela touchscreen de 7 polegadas. Todo esse sistema é compatível com o sistema da Apple, o Carplay e também o Mirror Link que dão ao motorista muito mais autonomia e facilidade no manuseio de aplicativos integrados ao veículo e noção ampliada sobre condições do veículo.

Outra novidade é o teto solar que chega dividido em 3 partes e possui um display “head up” que mostra dados importantes na altura do para brisa evitando que o condutor precise tirar os olhos da estrada. Esse tipo de funcionalidade aumenta a segurança e proporciona muito mais conforto.

Existem ainda diversos itens de série, como por exemplo, 6 airbags, ar-condicionado com ajuste independente de temperatura, assistente de partida, controle de tração e estabilidade, câmeras de ré, opções de banco de couro diferenciadas, entre muitos outros.

Por Beatriz 

DS5 2016

DS5 2016

Fotos: Divulgação


Modelo chegará ao Brasil com novo câmbio e motor turbo.

O novo Honda Civic desembarcará no Brasil com uma nova roupagem cheia de inovações. Segundo o que pode ser avaliado, o veículo chegará com várias novidades, entre elas, um novo câmbio e o motor turbo. Os modelos intermediários custarão em torno do mesmo valor do Corolla 2.0, enquanto a versão topo de linha poderá custar aproximadamente R$ 115 mil.

Os modelos mais em conta do novo Civic serão o EXR e o LXR e ambas estarão equipadas com o motor 2.0 FlexOne de 155 cavalos de potência. A grande mudança desse novo modelo para essas versões, é o câmbio, que agora será automático do tipo CVT.

Também foi possível perceber que o novo Civic trará mais equipamentos do que possuía antigamente, ou seja, poderá duelar de igual para igual com os modelos XEi e Altis do Toyota Corolla, com uma faixa de preço em torno dos R$ 90 mil para o Civic LXR, enquanto para o EXR a base ficará em torno dos R$ 100 mil.

Pela bagatela citada, o comprador possuirá equipado ao seu automóvel diversos itens, merecendo que sejam destacados alguns como ar-condicionado digital, direção com assistência elétrica, freios ABS com EBD e Brake Assist, sistema de monitoramento de pneus, e também, controle de estabilidade e tração. Lembrando que haverá um recalibramento na suspensão traseira que é do tipo MultiLink.

Para a versão top do novo Civic a missão será outra. Com nova denominação, Civic Touring, o automóvel irá brigar de frente com modelos de veículos Premium, tendo como principal concorrente o Audi A3 Sedan.

Para conseguir se equivaler ao carro da Audi, o Civic Touring virá equipado com o novo motor 1.5 Turbo que consegue alcançar 176 cavalos de potência. Por enquanto, o motor funcionara apenas a base de gasolina, possuindo ainda o mesmo cambio CVT das versões mais básicas do Civic.

O veículo virá, também, mais equipado, incluindo um painel digital no velocímetro e no conta-giros, piloto automático adaptativo, sistema de som de alta qualidade com dez alto-falantes, sistema multimídia equipado com GPS e com a possibilidade de receber comandos de voz, entre outros.

Por Igor Furraer

Novo Honda Civic

Novo Honda Civic

Fotos: Divulgação


Comercialização no Brasil ocorrerá até o segundo semestre deste ano.

Novo Hyundai Azera 2016 deverá iniciar sua comercialização no Brasil no máximo até o segundo semestre deste ano. O veículo vem com algumas mudanças, porém nem tanto significativas assim, chegou para ser mais um concorrente grande no mercado no Brasil, entre o Volkswagen Passat, Kia Cadenza e Ford Fusion.

O sedan traz diversas modificações, conta com um motor 3.0 litros com seis cilindros em “V” e uma potência de 250 cavalos. O veículo apresenta uma dianteira redesenhada, faróis de neblina de LED, para-choque traseiro com difusor, alerta de colisão frontal e de ponto cego. De acordo com a Hyundai, os novos ajustes na suspensão aprimoraram a estabilidade do Azera.

O carro ganhou, visualmente, alguns retoques discretos e continuou com suas características: o mesmo ainda é um veículo com bom motor e que oferece conforto e segurança aos seus passageiros. O pacote completo de equipamentos e o avantajado espaço interno continuam sendo marcas registradas da empresa sul-coreana.

De acordo com alguns testes, o consumo de combustível não foi lá muito positivo, porém não podemos esquecer que se trata de um propulsor de 3 mil cilindradas, levando em consideração também o tamanho e o peso do carro. O teste apresentou os resultados, os quais ficaram da seguinte forma: o consumo de combustível fica na média de 8,2 km/l dentro da cidade e pode chegar a até 10.7 km/l quando está em rodovias. Lembrando que o motor não é bicombustível, assim sendo estes valores são adquiridos abastecendo o veículo com gasolina.

O Azera 2016 não será comercializado por menos R$ 150 mil, desta forma é um carro limitado a poucos, não apenas pelo valor de compra, mas também pela relação custo x benefício, que é bem alta. Conforme uma simulação realizada por alguns sites, o valor do seguro deste veículo ficará em torno de R$ 3.070 para um homem casado, de 35 anos, que reside na cidade de São Paulo.

Por Nádia Neves 

Hyundai Azera

Hyundai Azera

Fotos: Divulgação


Novo modelo foi o vencedor pela segunda vez do prêmio Carro do Ano no Salão do Automóvel de Detroit.

A nova geração do Honda Civic levou o prêmio de “Carro do Ano” no Salão do Automóvel de Detroit deste ano.

Com maioria dos votos do júri, composto por 53 jornalistas dos Estados Unidos e do Canadá, o carro da montadora japonesa superou o Chevrolet Malibu e o Mazda MX-5 Miata. Esta foi a segunda vez que o sedan conquistou o prêmio. A outra havia sido em 2006. No ano passado, o Volkswagen Golf/GTI havia sido o vencedor e, em 2014, quem levou o prêmio foi o Chevrolet Corvette. Entre os quesitos avaliados estavam: valor, manuseio, segurança, desempenho, inovação e satisfação ao motorista.

Para concorrer ao prêmio, o veículo deveria ter sido “substancialmente alterado a partir do modelo anterior”. Assim sendo, em sua décima versão, o Civic ficou maior, mais aerodinâmico e mais silencioso. O modelo tem 5 cm a mais na largura, 3 cm no entre-eixos, ficou 2,5 cm mais baixo e o porta-malas ganhou cerca de 74 litros a mais de volume. Assim, o espaço interno teve um aumento significativo e a posição de dirigir ficou mais baixa. Com o novo desenho, o desempenho aerodinâmico foi aumentado em 12%. Já o para-brisa com função acústica, a melhora na vedação do cofre e a tripla vedação nas portas garantem maior silêncio dentro do veículo.

O Honda Civic conta com duas versões de motores: além do já tradicional 2.0 de quatro cilindros, com tecnologia i-VTEC, existe, agora, a opção do propulsor 1.5, também de quatro cilindros, com turbo e injeção direta de combustível. Também foi anunciado que o carro da montadora japonesa terá conectividade com o Android Auto e o Apple CarPlay, além de contar com uma central multimídia de 7 polegadas.

O novo modelo chega ao Brasil no segundo semestre de 2016 e chegará custando entre R$ 90 mil e R$ 115 mil.

Por Renato Senna Maia

Honda Civic 2016

Foto: Divulgação


Em 2015 as vendas de veículos caíram 26,6% e em 2016 a previsão é que as vendas caiam 5%.

O mercado automobilístico aproveitou ótimos anos para as vendas desde 2003 mesmo em tempos de crise. Os subsídios públicos certamente ajudaram, porém mesmo assim as vendas não aguentaram o ano turbulento de 2015 e caíram. Em 2015 as vendas foram 26,6% menores que no ano anterior, um grande impacto para a indústria da área.

Um dos motivos que deu o golpe à indústria automobilística foi a alta do dólar, que passou dos R$4,00. Como muitos dos componentes, especialmente os eletrônicos, são importados seus preços levantaram o preço final do veículo desestimulando os possíveis consumidores. Esses consumidores inclusive também sofreram golpes próprios como perdas de empregos e benefícios. Também serviram para aumentar o preço ajustes tributários e inflação.

O pior não são as perdas no lucro das empresas, mas sim o fim de diversas posições que elas foram forçadas a cortar devido à crise. Em 2015 foram 28 mil trabalhadores que perderam seus cargos e a perda só não foi maior graças a montadoras que entraram no país como a BMW e a Audi.

Mesmo entre aqueles que não foram mandados embora existem muitos com carga horária (e portanto salário) reduzidos ou afastados. Isso traz uma expectativa negativa para o ano que entra tanto na economia quanto no mercado de trabalho.

Para que o mercado se recupere e volte a crescer as montadoras tentam investir em varejo e na nacionalização de componentes. A ideia é baratear os carros para que o consumidor consiga comprar mesmo em período de crise.

A Anfavea prevê que a venda de automóveis no Brasil deve cair 5% em 2016, algo até otimista considerando-se os números de 2015. E para quem acha que é só aguentar mais um ano que o pior terá passado é bom não ficar tão tranquilo assim, algumas montadoras esperam que o mercado continue em queda até 2017.

Por Gizele Gavazzi

Venda de Carros

Foto: Divulgação


Primeiro carregador universal para automóveis elétricos foi instalado no Posto Graal 67, localizado na Rodovia Anhanguera, no Estado de São Paulo.

Os carros elétricos já estão começando a fazer parte da nossa realidade, onde a sustentabilidade pode ser a salvação contra a poluição que agrava grandes capitais brasileiras. Uma das primeiras marcas que prometem alavancar o negócio de automóveis elétricos no Brasil é uma empresa que leva o nome de Vez Do Brasil, a qual fabrica carros elétricos 100% nacional e com elementos recicláveis.

Um futuro tão próximo que antes parecia quase impossível. Hoje em dia, carros que são movidos a fontes como eletricidade e hidrogênio estão sendo cada vez mais procurados e desenvolvidos em vários países como opção para economia e sustentabilidade. No Brasil, já está sendo desenvolvido o primeiro carregador universal de automóveis elétricos no Posto Graal 67, localizado na Rodovia Anhanguera, no Estado de São Paulo. O carregador foi trazido pela ABB para este posto que foi desenvolvido pela CPFL Energia, CCRAutoBAn e Graal, concessionárias responsáveis por administrar os sistemas de postos Anhanguera-Bandeirantes.

"O novo sistema que fornecerá o carregador para automóveis elétricos deverá se chamar 'Eletroposto', por ser uma parceria entre empresas e postos, num projeto de mobilidade social e sustentabilidade"; afirma o gerente geral Michael Gaechter, do escritório de negócios da Power Conversion da ABB. Ele ainda ressalta que a ABB contribuirá bastante para a evolução dos veículos e é uma expertise em desenvolvimento, manutenção geral, instalação e manutenção de infraestrutura para promover a estabilidade desse sistema criado para carregar carros elétricos.

O equipamento será capaz de fornecer cerca de 80% da bateria dos veículos em apenas meia hora de carregamento, e já se encontra em mais de dois mil eletropostos espalhados pelo mundo. O tempo estimado para carregar a bateria de um carro elétrico varia entre 15 a 30 minutos por veículo em corrente contínua (DC) e de 30 a 60 minutos em corrente alternada (AC), nesse caso, podendo carregar até dois veículos ao mesmo tempo. Vale lembrar que este empreendimento é o primeiro do país, com intenção de criar também um corredor intermunicipal só para veículos elétricos do Brasil, que ligará Campinas a São Paulo.

Esta iniciativa tem por parte a colaboração do Programa de Mobilidade Elétrica da CPFL Energia, uma campanha que tem por objetivo pesquisar os resultados obtidos da utilização de carros elétricos no País. A pesquisa se iniciou em 2013 e vai até 2018, com um patrocínio de R$ 21,2 milhões.

Por Daniela Almeida da Silva

Carregador elétrico

Foto: Divulgação


Modelo trará novas características e design bastante contemporâneo.

Apesar de toda a expectativa do mundo automobilístico, a FAW-VW ainda está trabalhando a todo vapor no novo Bora 2016. Este sedan médio da fabricante alemã agora terá uma nova geração, esta nova geração será desenvolvida na plataforma MQB e aparecendo como um derivado de forma direta do Shanghai-VW Lamando.

Com relação ao tamanho, este novo Bora chegará ao mercado com as mesmas dimensões do modelo anterior, haja vista que ele possui 4,56m de comprimento, largura 1,59m, altura de 1,46m e entre-eixos de 2,61m. Contudo, apesar de possuir o mesmo tamanho nessa nova versão, a Volkswagen conseguiu obter um melhor aproveitamento tanto do espaço interno quanto do porta-malas desse veículo.

O design desse novo Bora ficou bastante contemporâneo e conforme a filosofia que está sendo utilizada pela Volkswagen em âmbito global, este veículo possui uma grande semelhança com alguns modelos antigos da marca, até mesmo com o primeiro Audi 100.

O lado conservador no visual desse carro é quebrado pela presença de novos projetores com LEDs nos faróis, cujo um corte negativo foi feito no seu desenho, bem como no Novo Passat. Na parte traseira desse veículo o detalhe que chama a atenção são as lanternas de LEDs bipartidas.

Já na parte interna, o novo Bora se revelou bastante discreto e possui um acabamento que faz imitação de madeira e multimídia Discover. O ar condicionado é dual zone, bancos revestidos em couro e volante multifuncional. No túnel central deste carro pode ser visto um botão de partida.

Com relação à motorização, o veículo será comercializado com os propulsores 1.6 16V o qual é capaz de produzir uma potência máxima de 110 cavalos ou com o 1.4 TSI com capacidade de produzir uma potência máxima de 131 cavalos, este conjunto mecânico trabalhará em conjunto com uma transmissão do modelo DSG dotado de sete marchas. Os clientes que preferirem o veículo com câmbio manual terão a disponibilidade de cinco marchas apenas no modelo com motor 1.6 e seis marchas no modelo com motor 1.4 TSI.

Agora teremos que aguardar porque mais notícias e revelações a respeito deste veículo irão ser divulgadas antes do seu lançamento. 

Por Adriano Oliveira

VW Bora

Foto: Divulgação


Veículo será lançado no Brasil no próximo ano e será vendido sob encomenda.

Mês passado a Nissan apresentou seu novo modelo de esportivo, o GT-R Nismo. A novidade apareceu na Europa, nos Estados Unidos e no Japão, sendo que também foi confirmado o lançamento no Brasil para 2016. O carro foi revelado por Carlos Ghson, brasileiro que comanda a Nissan, antes da abertura do Salão de Tóquio em Yokohama.

A Nissan já havia utilizado um modelo GT-R na prova das 24h de Nurburgring, que inclusive causou um acidente contando com um morto durante uma corrida. O GT-R Nismo é baseado naquele utilizado em Nurburgring, mas com diversas melhorias aerodinâmicas e no motor que garantam melhor performance.

A montadora trabalhou na suspensão para diminuir o ruído no interior da cabine e a carroceria agora conta com uma combinação de partes soldadas e coladas para maior resistência. O carro deve ser capaz de aguentar as mais extremas situações e pistas.

O interior é luxuoso e confortável: conta com bancos de fibra de carbono e computador de bordo que recorda a performance do piloto que pode, inclusive, ser acessada através de download. Além disso o visual recebeu um spoiler traseiro e pintura exclusiva em cinza.

Foram confirmadas as importações dos dois modelos GT-R da Nissan, tanto o Nismo quanto o GT-R, para o Brasil no último dia 30 de novembro. Quem fez o anúncio foi François Dossa, presidente da Nissan Brasil, e José Valls, o chairman da montadora na América Latina. Apesar de nenhum preço ter sido confirmado, foi dito que o esportivo chegará ao Brasil custando menos que R$1 milhão e que ele só terá vendas sob encomenda.

Ambas versões são extremas. A standard vem com um motor 3.8 V6 biturbo e câmbio de 6 marchas e dupla embreagem. O Nismo pode chegar aos 100 km/h em 2,6 segundos e tem uma velocidade máxima de 315 km/h. Parecem carros ideias para os amantes da velocidade e qualidade endinheirados.

Por Gizele Gavazzi


Carros lançados a partir de 2011 poderão contar com o sistema Siri Eyes-Free, desenvolvido pela Apple.

A Ford lançou uma atualização para seu sistema Sync. A partir de agora, os veículos lançados a partir de 2011 poderão se beneficiar com o recurso Siri Eyes-Free desenvolvido pela Apple.

A compatibilidade com o recurso permitirá que os motoristas tenham acesso a uma série de funcionalidades controladas por comandos de voz. Na maioria dos casos, existe um botão no volante. Dentre as vantagens estão, por exemplo, a possibilidade de realizar ligações, ditar mensagens, dar play em músicas, obter posicionamentos, entre outros.

Apesar de a novidade ser exclusiva para carros produzidos a partir de 2011, estes precisam ter o sistema Ford Sync ou ainda o My Ford Touch, sem isso, não é possível beneficiar-se.

Outra questão que está sendo bastante comentada, é a possibilidade de a Ford implantar o sistema CarPlay em seus veículos. Esse sistema, que também foi desenvolvido pela Apple, permitiria utilizar muitos recursos do iPhone em painéis multimídias dos veículos por meio de um cabo USB. A inovação seria uma forma dos motoristas largarem o celular enquanto estão ao volante.

Apesar de a Ford já ter declarado apoio ao CarPlay, ela também ressaltou que trabalha para um sistema próprio e que busca maneiras de integrar as duas propostas, podendo assim, trazer ainda mais vantagens aos seus consumidores.

A falta de iniciativas como essa levam os motoristas da Ford a recorrer à solução de terceiros, ou seja, a empresa abre as portas para concorrentes indiretos  e deixa de mostrar sua competência e espírito inovador. Compatibilidades como essa são indispensáveis nos dias de hoje, empresas que não proporcionam esse tipo de tecnologia tendem a perder uma parcela de mercado no futuro.

De qualquer maneira, a possibilidade de uso do Siri Eyes-Free é uma forma,  ainda que limitada,  da montadora mostrar aos seus consumidores que entende do assunto e que está disposta a oferecer mais facilidades por meio de parcerias valiosas.

Por Beatriz 

Siri Eyes-Free

Foto: Divulgação


Novo carro deverá ser apresentado no Salão do Automóvel de Genebra e já possui 100 unidades encomendadas.

A Bugatti anunciou na última segunda-feira, dia 30 de novembro, o Chiron, veículo que será o sucessor do Veyron.

O novo carro da Bugatti, ao ser flagrado rodando na Itália, demonstrou que a empresa realmente investiu no design, trazendo boa parte do conceito do desenho utilizado no Bugatti Vision Grand Turismo.

Este novo modelo da marca será apresentado no mês de março do próximo ano, no Salão da cidade de Genebra. Embora ainda faltem alguns meses para esta data, o carro já está sendo apresentado para alguns clientes selecionados e possui uma quantidade de 100 exemplares encomendados, apenas por pessoas que o viram, já que nenhum ainda teve a oportunidade de dirigi-lo.

Segundo Wolfgang Dürheimer, presidente da empresa, o Bugatti Chiron está em fase de testes finais para que sejam realizados os últimos ajustes no veículo, para que assim possa ser comercializado.

O seu antecessor, o Veyron, que foi lançado no ano de 2005 e se despediu do Salão de Genebra no mês de março passado, teve cerca de 450 unidades vendidas pelo mundo todo. Este modelo passa a deixar o mercado e dar espaço para o novo Chiron. Nome este que foi definido em homenagem a um piloto de sucesso, que correu pela Bugatti entre as décadas de 1920 e 1930, chamado Loius Chiron.

Até o momento nenhuma imagem do modelo da marca italiana foi divulgada, a não ser uma, com a logomarca de seu nome.

O objetivo da máquina hiperesportiva é suceder o carro mais rápido do mundo, que acabou entrando para o livro dos recordes (Guiness Book) pela capacidade de alcançar a incrível marca de 415 quilômetros horários. Outra marca interessante é o fato de possuir uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 2,6 segundos. Embora ainda não tenham sido divulgadas as especificações técnicas, a revista inglesa Car publicou que o Bugatti Chiron atingirá essa marca em apenas 2 segundos.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Novo modelo possui uma carroceria que possui 2 portas e uma queda que parte do teto, e vai até a traseira do veículo.

A montadora japonesa Honda já tinha mostrado algumas imagens do novo modelo da marca, o Civic Coupé. Ele tem uma promessa de ser sucesso no mercado do mundo todo.

A empresa Honda apresentou no dia 17 de novembro deste ano, nos Estados Unidos, no Salão de Los Angeles, o segundo elemento da 10ª geração do Civic. Depois de ser lançado o modelo sedan, agora chegou a vez do cupê, o qual é uma carroceria que possui 2 portas e uma queda que parte do teto, e vai até a traseira do veículo.

A japonesa começará a vender o modelo Civic Coupé nos Estados Unidos no mês de março de 2016.

Antes de qualquer apresentação é válido lembrar que a parte dianteira do novo modelo tem características bem próximas do design do sedan, porém é facilmente visível a esportividade que a marca depositou nesta versão, a qual mostra um desenho mais encorpado.

O painel de instrumentos do veículo está bem próximo ao do Civic, que extinguiu o mostrador em dois andares para chegar com uma nova central multimídia, que possui uma tela com 7 polegadas, além de conexão com dispositivos externos.

O teto esta 3 centímetros mais rebaixado e a carroceria do carro em questão encurtou 14 centímetros. Um aspecto a ser destacado é o desenho do porta-malas que harmoniza muito bem com todo o veículo. O toque de esportividade fica por conta dos para-choques e também do aerofólio.

Falando sobre a mecânica, o Civic Coupé 2016 contará, na versão de entrada, com um motor 2.0 i-VTECcom 158 cv de potência e torque de aproximadamente 19,1 kgfm, transmissão manual de seis marchas, ou então, automática, 1.5 Turbo com CVT para a versão de entrada e com injeção direta para as versões mais top.

A Honda terá duas versões, sem contar a de entrada, que seria o Civic Coupé Si e o Type-R, ambas são mais luxuosas.

Por Filipe da Silva

Honda Civic Coupe 2016

Honda Civic Coupe 2016

Honda Civic Coupe 2016

Fotos: Divulgação


Projeto tem o nome de X1H e deve substituir o Palio Fire e o Uno Vivace.

A Fiat pretende liderar o mercado automobilístico de compactos de entrada no Brasil com o lançamento de um novo modelo. O veículo deverá ser o 0km mais barato do país. O início da comercialização é previsto para o primeiro trimestre do próximo ano. A produção começará ainda em 2015, na fábrica de Betim (Minas Gerais). O nome X1H ainda é um projeto. Não sabe-se como o resultado será batizado. E a Fiat, além do que, já revelou convenientemente que trabalha com confidencialidade na concepção do produto.

Primeiramente, o motor é o 1.0 Fire Evo, com aperfeiçoamento em potência e consumo de combustível em relação aos motores atuais do tipo. Posteriormente, a marca pretende equipar o X1H com o 1.0 GSE de três cilindros e seis válvulas.

O novo hatch tem chassi com dianteira de Uno e Palio e traseira inédita. Porém, a estrutura teve uma reformulação em relação às passadas para uma boa performance em caso de impacto.

O conceito físico é ganho de espaço no sentido vertical. O capô é alto como o do novo Uno. Mas o comprimento total é menor que o do antigo Uno Mille e a altura é maior. Os faróis, estreitos, se alargam até as laterais. Na traseira, novidades relevantes: tampa totalmente em vidro (o que reduz o peso) e espaço do porta-malas maior na vertical do que na horizontal, com capacidade maior que de 250 litros. O para-choque de trás é alto e a tampa curta

Especulações dão conta de que o carro substituirá os modelos Palio Fire e Uno Vivace. Mesmo que isso aconteça, os três modelos coexistirão por pelo menos um ano. Enquanto isso não ocorrer, serão cinco compactos de entrada da Fiat no mercado brasileiro: X1H, Uno Vivace, Palio Fire, Novo Palio e Punto.

Uma versão aventureira e mais cara, do estilo Way da empresa, deverá ser apresentada em breve e posta à venda a partir do segundo semestre de 2016.

Bruno Klein


Nova Hilux 2016 possui preço sugerido a partir de R$ 114.860 até R$ 188.120.

No início de novembro a Toyota, uma das maiores montadoras do mundo, anunciou oficialmente a nova Hilux 2016 para o mercado brasileiro. Esse era um dos lançamentos mais esperados do mercado automotivo brasileiro.

A nova Hilux vem recheada de novidades e totalmente reformulada. Um dos principais destaques é o novo conceito adotado pela Toyota para este modelo, haja vista a montadora apostar numa versão de utilitário mais próximo dos carros de passeio. A Hilux 2016 possui preço sugerido a partir de R$ 114.860 e sua versão mais cara custa R$ 188.120.

Um exemplo bastante claro que indica o novo conceito adotado pela Toyota para a Hilux é a dianteira que conta com faróis e grade bastante inspiradas no Corolla. Além disso, a parte interna também lembra bastante o Corolla, pois dispõe de painel e quadro de instrumentos bastante semelhantes do sedan da Toyota.

O lançamento da Toyota para 2016 conta com nada menos que seis versões, sendo que todas são equipadas com motor a diesel. Dentre os principais itens da Hilux 2016, podemos destacar: cabine dupla (isofix), freios ABS com EBD além de assistente de rampas (versões SRV e SRX), três airbags (no mínimo) e controles eletrônicos de tração e estabilidade (disponíveis a partir da versão SRV).

Já em relação aos itens de série, os clientes irão encontrar: sistema de entretenimento com tela de sete polegadas, rodas de 17 polegadas, volante multifuncional, ar-condicionado, porta-luvas refrigerado e sistema de som personalizado. As versões mais caras ainda dispõem de itens como, por exemplo, sete airbags, bancos em couro acompanhados de ajustes elétricos, ar-condicionado automático, rodas de 18 polegadas, sistema de condução EcoDrive.

Uma das grandes novidades está na parte mecânica do automóvel, pois o antigo motor 3.0 de 171 cv deu lugar ao GD 2.8 de 177 cv e 42,8 kgfm com câmbio manual e 45,8 kgfm com automático. Um dos grandes destaques desse motor é sem sombra de dúvidas a promessa de economia de combustível além de uma maior potência. Além disso, é importante destacar que, pela primeira vez, o famoso sistema de tração 4×4 dispõe de acionamento eletrônico.

Por Bruno Henrique

Toyota Hilux 2016

Toyota Hilux 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo é resultado da parceria da Isuzu com a General Motors. Carro foi lançado com Facelift e motor 1.9 de 150 cavalos.

A nova Isuzu D-Max, que é o resultado da parceria com a marca General Motors, foi lançada com Facelift e motor 1.9 de 150 cavalos.

A estreia da máquina foi feita na Tailândia e não por acaso, já que é no país que se encontra o maior número de clientes da Isuzu.

Apesar de a Isuzu não ser ainda uma das líderes de venda no nosso país, vale destacar que a marca tem ganhado cada vez mais adeptos no Brasil, principalmente por seu valor acessível que gera uma boa competividade  com as outras empresas concorrentes, que fabricam modelos do mesmo gênero. Atualmente a marca está na lista das primeiras mais vendidas na Àsia e informou que tem estudado e planejado maiores investimentos no mercado automobilístico da América Latina e em especial no Brasil.

O novo modelo, agora, ganhou novidades na aparência, são rodas de 18 polegadas com novo desenho, barras horizontais diferenciadas (todas cromadas), faróis com novo modelo, destaque para as luzes para o dia feitas de LED e grade de frente em novo design.

A Tecnologia da Informação também é encontrada na nova Isuzu D-Max, pois o carro conta com um sistema de conectividade, com uma tela no tamanho de 8 polegadas, além de TFT, que comporta atividades de um microcomputador.

Além do já previsto, a nova picape conta também com um motor ainda mais potente, 1.9 Ddi turbodiesel com incríveis 150 cavalos, além de 35,6 Kgfm maior. São 6 o número de velocidades já automáticas que o novo modelo de propulsor da caminhonete conta.

Através da nova ficha técnica a empresa garante a maximização do aceleramento, velocidade total e parcial, mais econômica no combustível, além de benefícios para  o meio ambiente, já que o novo modelo conta com uma tecnologia aliada à mecânica que diminui a quantidade dos gases emitidos.

Apesar do valor ainda não ter sido divulgado oficialmente, estima-se que a nova D-Max ficará em torno de 30 mil euros.

Para conhecer melhor esse lançamento, acesse www.isuzuute.com.au/d-max/overview.aspx, site oficial da Isuzu.

Por Priscilla Fontes

 

Isuzu D-Max

Isuzu D-Max

Fotos: Divulgação


Rumores surgiram sobre o novo Aircross com um design mais ousado, futurista e tecnológico.

A empresa automobilística Citroën divulgou um teaser de seu novo Aircross. As novidades vão além do incrível visual. Após o lançamento da fantástica nova geração do C4 Picasso, a empresa francesa Citroën contará com mais uma novidade em sua linha muito em breve.

Nesta última terça-feira (3 de novembro), a gigante francesa dos automóveis divulgou uma prévia que revela parte da estética da dianteira do novo Aircross. Sua aposta para o ano de 2016.

Sem identificar uma data, a montadora enfatiza que o seu modelo aventureiro e ao mesmo tempo cibertecnológico, terá uma nova estética para agradar as novas gerações de aventureiros: um design mais ousado como resultado da nova imagem da Citroën.

O comunicado da empresa francesa também antecipa que a proposta da nova estética da linha será transmitir um visual mais futurista e tecnológico, de acordo com a contemporaneidade e suas mutações tecnológicas.

O teaser publicado pela Citroën demonstra que o novo Aircross deve contar com para-choque totalmente reformulado, com uma nova formatação na parte-inferior e nos espaços dos faróis auxiliares de neblina. Contará também com uma nova grade e também filetes de LED. A montagem traseira também passará por transformações, entretanto, de um modo mais leve.

Pensa que as novidades ficam só por conta do visual? O Citroën Aircross 2016 deve ganhar um novo câmbio automático de seis marchas, embora o câmbio manual ainda permaneça com cinco velocidades. Além de enriquecer o desempenho, a nova transmissão automática do Citroën 2016 também beneficiará de forma considerável o consumo de combustível.

Em síntese, pode-se dizer que o Aircross possui uma personalidade forte, com uma estética bem contemporânea. Para os nômades e aventureiros. Um verdadeiro convite à liberdade, ao caminho de novas descobertas, ideal para quem busca boas e novas aventuras.

Por Felipe Pancheri Colpani

Teaser do novo Citroen Aircross

Foto: Divulgação


Além de ser superpotente, o carro também chama atenção para as mudanças em sua mecânica.

O automóvel mais poderoso e potente produzido em série está ainda melhor, e será apresentado ao público na Sema Show em Las Vegas já  neste mês de novembro.

Já se passaram cinco anos desde que Hennessey Venom GT introduziu o único carro de produção que é mais rápido do que o Bugatti Veyron, e a empresa cuja sede é nos Estados Unidos, mais especificamente no Texas, acaba de anunciar que uma versão atualizada do modelo deste supercarro que será oferecido para o ano de 2016.

A chegada da nova linha 2016 causou ansiedade nos apaixonados por automóveis e promete não decepcionar, pois o superesportivo recebeu mudanças de mecânica, que agora conta com 1.471 cavalos de potência, resultando um aumento de 274 cv em comparação à versão lançada anteriormente. Mas isso não é tudo, além desse aumento, o Hennessey Venom GT conta com propulsor V8, com biturbo de 7.0 litros e pode ser abastecido com E85 (combustível que apresenta mistura de 85% de etanol anidro e 15% de gasolina pura), proporcionando o aumento das duas turbinas do motor de 1,31 bar para 1,79 bar, é muita velocidade e potência em um automóvel só!

Os criadores dessa potente máquina garantem que apesar de tanta potência, o esportivo apresenta tecnologias e mecânica que geram economia de combustível, se comparado com outros modelos do gênero e o sortudo que desejar obter, terá possibilidade de escolher cores exclusivas, deixando o automóvel ainda mais personalizado.

Se você já está curioso para saber o preço, apesar de várias especulações a empresa ainda não disponibilizou um valor oficial, porém se deseja obter informações mais detalhadas e acompanhar as novidades sobre esse lançamento, acesse ao site oficial  da marca Hennessey Venom GT através do link  www.venomgt.com  e obtenha mais informações.

Por Prisca Fontes

Hennessey Venom GT 2016

Hennessey Venom GT 2016

Fotos: Divulgação


Carros movidos a eletricidade e a hidrogênio tiveram o Imposto de Importação reduzido a zero pelo Governo Federal. Tal ação visa inserir o Brasil em novas tecnologias e estimular a redução de poluentes no meio ambiente.

Nessa semana, o setor automotivo (e o meio ambiente) receberam uma boa notícia. O Governo Federal resolveu reduzir a zero o Imposto de Importação para veículos elétricos, ou melhor, para todos aqueles carros cujo único modo de energia seja a eletricidade e o hidrogênio, com alíquota de 35%. A medida exige que os carros tenham autonomia de, pelo menos, 80 quilômetros com apenas uma carga.

Acontece que, em todo o Brasil, só existe um modelo elétrico disponível. O BMW i3, que pode ser adquirido em duas versões: a Rex e a Rex Full. Antes da redução do imposto, o modelo alemão podia ser encontrado por cerca de R$ 225 mil. Agora, o desconto fez com que o elétrico chegasse a R$ 199.950. Na internet, basta procurar por anúncios para encontrar o compacto por R$ 169.950 em uma concessionária.

Aqui, o BMW i3 só é vendido com extensor de alcance (modelo Rex) movido a gasolina e com 0.6 litro, chegando a 33 cavalos. O motor elétrico dispõe de 170 cv pode chegar a 300 km de autonomia, desde que o gerador seja utilizado para ampliar sua autonomia.

Quem não pretende comprar o elétrico, mas ainda quer contribuir com o meio ambiente e economizar no consumo de combustível, outros modelos híbridos estão disponíveis. Entre eles estão: o Ford Fusion Hybrid, o Lexus CT 200, o hatch Toyota Prius, o Mitsubishi Outlander PHEV e o esportivo BMW i8, o mais caro de todos, que chega a quase R$ 800 mil.

Na nota divulgada pelo Governo após a redução, foi apontada a necessidade de “inserir o Brasil em novas rotas tecnológicas, disponibilizando ao consumidor veículos com alta eficiência energética, baixo consumo de combustíveis e reduzida emissão de poluentes”. O objetivo é bom, mas, até lá, as montadoras precisarão encontrar novos meios de fazer com que os carros tenham preços mais acessíveis à população. E que seja em breve.

Por Vinícius Oliveira

BMW i3

BMW i3

Fotos: Divulgação


Veículo foi reestilizado e ficou ainda mais moderno. As modificações foram na nova grade dianteira, para-choques mais encorpados e novas rodas de liga-leve diamantadas.

A grande e renomada fabricante de veículos automotores Hyundai apresentará em breve no Brasil mais uma novidade que será o Hyundai HB20X 2016, veículo este que passou por uma reestilização e ficou ainda mais moderno. O hatch aventureiro com as modificações acabou ganhando uma nova grade dianteira, para-choques mais encorpados, bem como novas rodas de liga-leve diamantadas.

O propulsor 1.6 Gamma  foi revisto e depois dessa revisão passou a trabalhar em conjunto com um câmbio de seis marchas, o qual possui opção de transmissão manual ou automática. A comercialização deste novo HB20X 2016 começará a partir do mês de novembro ainda deste ano com preços a partir de R$ 55.395. A versão topo de linha com todos os opcionais disponíveis será vendida por R$ 66.485. Outro atrativo que a marca traz para os consumidores é uma nova cor que é a verde forest.

O HB20X nesta nova versão apresenta uma linguagem inovadora de estilo da fabricante coreana, a qual é denominada “Escultura Fluida 2.0”. Na parte frontal do veículo logo dá para perceber a sua grade que possui um formato hexagonal e tem contorno cromado, contudo ela é invadida na seção anterior por um ressalto do para-choque que é bastante similar a um quebra-mato.

Na parte de trás, o veículo possui lanternas com novo desenho chamado “Clear Type”. Para os consumidores que gostam de veículos com rodas bonitas, o HB20X já vem de série em suas duas versões com rodas no tamanho 16 polegadas, o que fez com que o veículo ficasse um pouco maior do que a altura da versão hatch do veículo, sendo que a altura do solo dessa nova versão é de 206 mm, ou seja, um acréscimo de 41 mm em relação ao hatch. Outro acessório que chama bastante atenção neste carro são as barras de teto que possuem acabamento preto. Os para-choques dianteiro e traseiro mais robustos dão um ar de esportividade ao veículo.

No pacote tecnológico o carro também não deixa a desejar, uma vez que possui direção elétrica, quatro airbags, ar digital, dentre muitas outras comodidades.

Por Adriano Oliveira

Hyundai HB20X 2016

Hyundai HB20X 2016

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: