Veja aqui mais detalhes sobre o modelo que está chegando neste ano.

O veículo automotor compacto mais barato do Brasil, o chinês Chery QQ, está chegando em 2018.

Para começar a descrever esse modelo, uma das primeiras vantagens que o motorista pode perceber é que, para dar a partida com a chave, é necessário pisar na embreagem, ou seja, trata-se de um excelente sistema de segurança. Por se um carro popular, simples, ele não possui muitas funções adicionais. O volante é simples, sem os botões de funções; com direção hidráulica e possui a chave de setas; mas, este modelo não possui faróis frontais de neblina. Possui retrovisor externo elétrico; regulagem elétrica dos faróis; as portas possuem porta objetos bem espaçosos; os botões que acionam o movimento dos vidros estão instalados no painel central.

No mesmo painel estão as saídas de ar; o som; o ar condicionado é o tradicional, nas duas tonalidades de quente e frio, com três velocidades e o re-circulador manual, com desembaçador de vidro traseiro e farol de neblina traseiro.

Os controladores elétricos para os quatro vidros estão, também, instalados ao lado do câmbio, ou seja, no console, que possui os quatro comandos de vidro ajustados de modo que os passageiros do banco traseiro possam acionar os mesmos vidros das janelas traseiras. O painel é de material plástico e tem ótimo design e textura, com detalhes e acabamentos cromados. O espaço no banco traseiro é bem mais amplo que a versão anterior, portanto, é mais confortável internamente. O porta-malas possui 160 litros de capacidade; o estepe fica embaixo da lona que forma o fundo do porta-malas, portanto, é bem mais prático e com excelente aproveitamento de espaço. O pneu estepe é de 165.70 aro raio 13. No caso de o porta-malas de 160 litros for insuficiente, existe a opção de rebater os bancos.

O motor é 1.0 de três cilindros. O mesmo, quando movido a álcool pode gerar até 75 cavalos a partir de 6 mil RPM, e, quando movido a gasolina, gera 74 cavalos força. Este é o veículo compacto mais barato do Brasil, custando em torno de 25 mil reais.

A direção hidráulica tem um bom desempenho nas ruas e na estrada, sendo muito leve no manuseio. O teto é côncavo e o para-brisa é muito amplo, sendo côncavo também, permitindo melhor visibilidade do trânsito e dos pedestres, quase eliminando pontos cegos. Por ser um veículo muito acessível e muito bem aparelhado, certamente é uma vantagem dupla adquirir um Chery QQ 2018, velo baixo custo e pela quantidade de funções que o tornam próximo de modelos mais caros.

Na estrada ele consume 9.91, quase 10 km por litro, e na cidade ele consome 9 km por litro, com etanol. Com gasolina são 13 km por litro na cidade e 14 km por litro na estrada. É um carro muito econômico.

Possui rodas de liga leve e rádio, que são acessórios que não fazem parte, em geral, dos compactos. Antes de adquirir um modelo como o Chery QQ 2018, vale a pena o consumidor solicitar um Test Drive na concessionária mais próxima e verificar a versatilidade e conforto desse veículo que estreia.

Para sumarizar seu bom desempenho nas ruas e estradas, segue a seguinte relação:

O motor é natural; potência de 75 CV (A), 74 CV (G) em 6.000 RPM; torque de 10,1 kgfm (A); 9.7 kgfm (G) em 4.500 RPM; transmissão manual com 5 marchas; velocidade máxima de 165 km-h; o teste de aceleração, realizado em pista, de 0 a 100, foi de 14 segundos. Preço máximo chega a 31.490 reais.

Para mais informações e atualizações confira o vídeo abaixo:

Paulo Henrique dos Santos


Confira aqui as novidades da versão Smile do Chery QQ 2018.

Para quem quer conhecer novos carros baratos, este ano ocorrerá o lançamento do veículo Chery QQ- modelo 2018. A marca chinesa lançará um automóvel com modalidade de combustível flex para o subcompacto, além de uma versão nova, a Smile.

O preço da versão será por volta de R$ 25.990 (vinte e cinco mil novecentos e noventa reais), sendo assim o carro mais barato atualmente no país. O veículo estará à venda nas concessionárias a partir da segunda quinzena de abril de 2017. O veículo será fabricado em Jacareí, no Estado de São Paulo, com as peças originárias da China.

O carro da marca chinesa QQ ganhou nota A do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro e foi certificada a sua eficiência de consumo de combustível. A marca chinesa vem conquistando os brasileiros com os seus veículos econômicos, baratos e de bom rendimento.

O QQ Smile vem equipado com vidros dianteiros elétricos, painel digital, computador de bordo, rádio com dois alto-falantes e entrada USB, abertura elétrica do porta-malas, ajuste elétrico dos faróis, rodas de aço com calotas, além de dois airbags dianteiros. Mas não virá equipado com ar-condicionado e direção hidráulica. O câmbio é manual de cinco marchas.

A novidade é que os modelos de 2018 vêm com aperfeiçoamento no isolamento acústico, diminuindo assim o ruído interno. As cores disponíveis do modelo a princípio serão seis: preto, branco, vermelho, prata, marrom e azul, sendo cores sólidas.

Em relação ao motor, o veículo terá 75 cv de potência com etanol e 74 cv (cavalos) com gasolina, com torque de 10,1 kgfm e 9,7 kgfm, valores esses maiores que os modelos antecessores.

Ademais, o Chery QQ continua com os modelos Look (por R$ 29.990) e Act (por R$ 32.790). A marca oferece as duas primeiras revisões grátis no modelo QQ Smile e três anos de garantia de fábrica.

Vale ressaltar que o Chery QQ 1.0 Flex 2018 SMILE será comercializado no preço promocional de estreia somente até 30 de junho de 2017. Então, se quer se beneficiar da promoção, corra logo para as lojas!

Por Anneliese Gobbes Faria


Montadora pretende investir US$ 100 milhões para uma nova linha de fabricação do SUV Tiggo 5 em Jacareí (SP).

A fabricante de automóveis chinesa Chery anunciou que irá investir pesado na fabricação no interior do Estado de São Paulo. O investimento será de 100 milhões de dólares para uma nova linha de fabricação do SUV Tiggo 5.

A expectativa da montadora é que o modelo comece a ser fabricado na unidade de Jacareí/SP em 18 meses. Cerca de 220 novos postos de trabalho deverão ser gerados com a expansão da produção no Brasil.   

A fábrica em Jacareí pode produzir até 100 mil veículos ao ano, de acordo com a montadora. Atualmente, o modelo Celer nas versões sedan e hatch são produzidos na unidade. A Chery ainda não informou quantas unidades do Tiggo 5 serão produzidas no Vale do Paraíba. O modelo era produzido apenas no Uruguai, entre os países da América do Sul, mas teve sua fabricação encerrada em maio. Neste mês de julho, a montadora protocolou no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior os documentos necessários do projeto que dará início a produção do Tiggo 5 no Brasil.   

Nesta segunda-feira (20), a Chery também lançou oficialmente o seu polo automotivo, inaugurado no Vale do Paraíba no mês de agosto do ano passado. A Prefeitura de Jacareí também anunciou incentivos fiscais por meio da isenção de impostos para atrair empresas para o polo automotivo que a Chery pretende implementar no município.

Para a construção de todo o complexo industrial, é estimado que o investimento chegue a US$ 700 milhões. A geração total de empregos deve ser em torno de 5 mil vagas.   

Segundo a empresa chinesa, uma companhia de logística e transporte já confirmou a instalação no complexo. Cerca de oito outras empresas estão em negociação avançada. Elas são do setor de autopeças e devem suprir a grande demanda da montadora para a fabricação dos automóveis. As empresas poderão se beneficiar da isenção de Imposto Predial e Territorial Urbano, o IPTU, por quatro anos. Outro benefício concedido pelo governo é a isenção do Imposto de Transmissão Inter Vivos destinado à aquisição de bens imóveis na cidade. A Prefeitura de Jacareí não comentou sobre o quanto deixará de arrecadar com o oferecimento dos benefícios. O prefeito Hamilton Motta afirmou que, em troca das isenções, as empresas iriam realizar obras para ampliar e melhorar a infraestrutura na região.

Por William Nascimento

Chery Tiggo 5

Chery Tiggo 5

Fotos: Divulgação


Preço da nova geração parte de R$ 31.990.

Enfim, a Chery resolveu anunciar o início das vendas do modelo e também nova geração do QQ aqui no Brasil. O anúncio foi feito com a afirmativa de que o carro já estaria presente nas 72 lojas concessionárias da rede já nesta semana.

O que o consumidor pode esperar?

Em primeiro lugar o modelo continuará sendo disponibilizado aos clientes nas mesmas versões que fazem parte da geração anterior. Um ponto que chamou a atenção é o fato de que o preço do compacto acabou subindo um pouco. Agora o preço sugerido parte dos R$ 31.990. E isso para a versão mais básica de todas. A versão Act, a mais equipada de todas, deve sair das lojas por algo em torno dos R$ 33.990.

Ao falarmos sobre o QQ é interessante lembrarmos alguns pontos curiosos. Muita gente acha que o carro apareceu agora quando na realidade a sua versão atualizada já havia sido mostrada na China. E isso há dois anos, época em que era realizado o Salão de Xangai. Propositalmente ou não, nesse mesmo evento a montadora divulgou que o QQ seria o segundo modelo escolhido para ser produzido em sua unidade fabril brasileira que se encontra situada em Jacareí (SP).

Já sobre o carro em si temos algo a dizer a começar pela parte interna e externa que foram redesenhadas.

O novo QQ continua com o motor 1.0 de três cilindros e movido a gasolina. O bloco tem um potencial de gerar até 69 cv de potência. Vale ressaltar que o modelo já era oferecido dessa mesma forma aqui.

O motor foi desenvolvido pela Acteco, a divisão especializada em propulsores da Chery.

De acordo com informações da própria fabricante uma das principais alterações feitas no novo QQ diz respeito ao sistema de ruídos. Entre as melhorias apontadas estão a manta de isolamento acústico que integra toda a estrutura do carro, sistemas para absorção de impactos sonoros e à prova de som. Por fim, ainda temos o design que supostamente reduzirá o ruído produzido pelo vento.

Agora é esperar que alguns compradores comecem seus testes.

Por Denisson Soares

Chery QQ

Chery QQ

Fotos: Divulgação


Confira as novidades e características do modelo

Na última terça-feira, 14 de abril, a Chery lançou o tão esperado Celer. Trata-se do primeiro modelo da marca fabricado em Jacareí, interior de São Paulo. O mais novo lançamento da Chery chega ao mercado automobilístico brasileiro nas versões hatch e sedan e apresenta muitas melhorias se comparada com a geração anterior.

Um dos principais destaques do novo Celer é justamente a questão visual, ou seja, o design do automóvel apresenta algumas mudanças bem interessantes. Um dos principais destaques é, sem sombra de dúvidas, a nova grade dianteira, bem como os novos para-choques e o conjunto óptico dianteiro redesenhado. Além disso, os faróis traseiros passaram a contar com lanternas em LED.

As mudanças não foram apenas no design exterior, saiba que a parte interna do Celer também conta com novidades. Dentre elas podemos destacar o novo painel que foi completamente redesenhado. Além disso, outro grande destaque é o novo cluster com computador de bordo. O console central possui conexão e sistema de som compatível com AM/FM, CD Player, MP3 além de entrada USB. Agora são disponibilizados controles de ar-condicionado e botões do acionamento dos faróis.

Um dos grandes destaques do Chery Celer é quanto ao grande número de itens de série, pois esta é uma das principais apostas da Chery. Desde a configuração de entrada o cliente irá encontrar: ar-condicionado, airbag duplo, computador de bordo, espelhos retrovisores com ajuste elétrico, direção hidráulica, faróis com ajuste elétrico, freios ABS com EBD, sensor de estacionamento traseiro, travas elétricas e vidros elétricos nas quatro portas.

E para aqueles que são fãs da parte mecânica, saibam que o Celer vem acompanhado de um motor 1.5 16V que possui nova calibração o que permitiu uma nova potência de 109/113 cv e 14,2/15,5 kgfm de torque com opção de gasolina ou etanol. O câmbio é manual de seis marchas.

Logo abaixo você encontra os preços das respectivas versões do Chery Celer:

– Celer Hatch – R$ 38.990;

– Celer Hatch Act – R$ 40.990;

– Celer Sedan – R$ 40.990;

– Celer Sedan Act – R$ 41.990.

Por Bruno Henrique

Chery Celer

Chery Celer

Chery Celer

Fotos: Divulgação


A Chery é a primeira montadora chinesa a inaugurar fábrica no Brasil. Otimistas com o mercado, os chineses, que já mostraram intresse em vir para o Brasil desde 2009, investirão pesado: serão US$ 400 milhões para a fábrica de carros, US$ 130 milhões em uma unidade de motores e US$ 22 milhões em um centro de pesquisa e desenvolvimento.

Mesmo com a queda nas vendas em 9% este ano no Brasil, a Chery acredita que é uma fase passageira e que o potencial do país chega a 4 a 5 milhões de veículos ao ano. Pensando nisso, a marca pretende produzir 50 mil veículos ao ano, e em 2018 triplicar esse número.

Já tendo anunciado anteriormente os automóveis que iria fabricar no Brasil, houve uma exposição do que vem por aí no Salão de São Paulo.

O subcompacto QQ ganhou uma nova versão, como prometido. O visual foi totalmente redesenhado e ganhou faróis maiores, bem como uma maior área envidraçada traseira.

Já o novo Celer, que será o primeiro a ser fabricado em versões hatch e sedã, não ganhou uma nova versão. Apenas foi redesenhado em alguns detalhes, como lanternas e pára-choques. As maiores novidades do Celer são novo painel, quadro de instrumentos e sistema de som.

Além disso, a Chery exibiu no Salão os conceitos dos futuros visuais de seus veículos, que representam o Chery New Generation: o sedã de porte médio Arrizo, o Tiggo 5 que é o futuro SUV da fabricante, e o Alpha, um belo modelo com linhas curvas que chamou a atenção do público no evento.

A fábrica, localizada em Jacareí, poderá gerar até 3 mil empregos, segundo Luis Curi, vice-presidente da Chery Brasil. Ele também informa que os primeiros veículos fabricados aqui têm 50% de índice de nacionalização – percentual que será ampliado visando atingir 70% em até dois anos. A marca também planeja exportar os veículos brasileiros.

Por Alexandre S.T.

Foto: divulgação


Com a finalidade de aumentar a segurança e eficiência de sua frota, a Polícia Rodoviária de São Paulo está investindo em carros mais ágeis e modernos. Ao que tudo indica, a imagem recente de carros velhos e sucateados parece estar cada vez mais perto de ficar no passado da instituição.

Na última quinta-feira (01), a polícia adquiriu mais de uma dezena do novo Chery Celer, famoso utilitário chinês. Trata-se da primeira vez que um carro da china integra a frota da instituição. Segundo o gerente nacional de vendas da Chery, o executivo João Rodrigues, fato da Polícia Rodoviária de São Paulo  optar pelos veículos da montadora é uma prova do grande avanço da marca no país.

Em nosso país, o Chery Celer começou a ser comercializado no mês de março, agradando os consumidores desde o primeiro momento. Tanto, que de lá para cá, já foram vendidas mais de 300 mil unidades do modelo chinês.

O negócio entre  Polícia Rodoviária e a Chery dependeu da interferência de uma terceira empresa/instituição para que fosse concluído. A  SPMar, grande concessionária que administra trechos do rodonanel, fez a intermediação e tornou a aquisição dos carros possível.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares

Novo Chery Celer


A Chery está entre as maiores montadores de veículos da China, e os seus modelos de carros são sim um grande sucesso no Brasil, sendo vendidos também em diversos outros países. A marca está sendo considerada a grande inovação de automóveis no mercado brasileiro.

Um grande lançamento que já está entre os prediletos dos brasileiros é o seu modelo Chery Cielo, sendo um veículo que possui um design moderno, e o melhor é ter um preço bem acessível. O preço do Chery está a partir de R$ 43.990,00. 

É possível encontrar esse carro em todas as concessionárias Chery, e saiba que existem duas versões, a hatch e a sedan, sendo modelos idênticos, com pequenas mudanças apenas para o conforto do condutor.

O veículo conta com rodas de liga – leve aro de 16″ e pneus 205/55, freios ABS com tecnologia EBD e disco nas quatro rodas, abertura interna do porta-malas, espelhos retrovisores, vidros e travas elétricas, air-bags, sensores de estacionamento traseiro, controle de estabilidade, ar-condicionado, direção hidráulica, kit multimídia com CD MP3 e entrada USB, faróis de neblina e regulagem da coluna de direção.

Não deixe de conhecer o Chery Cielo antes de comprar um novo veículo, pois com certeza você vai gostar da novidade.

Por Josiane Fernandes de Jesus

Chery Cielo Hatch


Informações ainda desencontradas cercam a montadora chinesa Chery quanto a possibilidade de trazer para ao país o novo sedã Arrizo 7.

Depois de lançar em território brasileiro o Chery Tiggo, a empresa poderia colocar no mercado canarinho o novo sedã médio. No entanto, a assessoria da montadora disse que ainda a diretoria não deliberou se deve ou não incorporar o modelo no mercado brasileiro e caso fosse interessante trazer o Arrizo 7, quando isso ocorreria.

Contudo, o site China Car Times alegou que o modelo além de ser colocado a venda no Brasil, poderia ser fabricado aqui, na nova fábrica instalada em Jacareí (esta iniciará as atividades no quarto mês de 2014).

O site chinês foi mais além e afirmou que o sedã sofreria alterações com o intuito de causar boa aceitação no comercio brasileiro de automóveis e que além de ser vendido no país, ele seria distribuído para os outros países da América do Sul. A alteração feita para contentar os consumidores seria o motor 2.0 flex.

A futura planta de Jacareí fabricará inicialmente 50 mil unidades por ano. A meta da Chery é aumentar sua participação de mercado do mero 0,4%  para 3% até 2016.

Por Melina Menezes


O novo compacto da Chery, o Celer, mal estreou no mercado brasileiro e já mudou de cara na China. No mercado chinês ele é chamado de Fulwin e lá ele recebeu uma reestilização que deixou o automóvel com a cara do público ocidental, com linhas ainda mais elegantes e um interior bem requintado.

Apesar da versão nova do Celer ter chegado na China no inicio do ano, os lotes enviados ao Brasil ainda continuam com o visual antigo. O veículo estava com previsão de lançamento para o final do ano passado, mas devido à problemas na Receita o modelo foi impedido de chegar ás lojas.

A fabricação do Celer no Brasil começará no final deste ano, na cidade de Jacareí, onde  a Chery está construindo uma unidade. Outra novidade é que, além do visual renovado, o Celer nacional poderá trazer ainda mais novidades, como sensores de pressão dos pneus e de estacionamento, navegador e acesso a web, onde o usuário irá operar a partir de uma tela touchscreen multifunção.

O compacto contará com um motor 1.5 16V flex com 116 cv e somente câmbio manual. Seu preço ficará entre 33 e 45 mil reais.

Por Felipe Santos Bonfim


Está previsto para estrear no Brasil, até o final do mês de janeiro, o primeiro carro chinês equipado com motor flex. Trata-se do Chery S18, que de acordo com alguns sites, terá um preço sugerido de R$ 31.990, valor que o coloca na disputa pela mesma fatia de mercado ocupada pelos campeões de venda, VW Gol e Fiat Uno.

Em comparação com os concorrentes, o hatch compacto chinês sai na frente quando listamos os itens de série, já que conta com duplo airbag, direção hidráulica, sistema de som com player de CD, MP3 e porta USB, ar condicionado e acionamento elétrico para travas, vidros e retrovisores, além de rodas de liga leve aro 14 e freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD).

O esperado propulsor bicombustível é o ACTECO 1.3 litro, de 16 válvulas e com injeção eletrônica MPFI, que tem capacidade para gerar 90 cv de potência quando movido a gasolina e 91 cv se abastecido a álcool. Gerenciado por um câmbio manual de 5 marchas, o bloco pode levar o S18 a uma velocidade máxima de 150 km/h.

No visual, o S18, que tem 4 portas, lembra um pouco o QQ, porém com maior espaço e traços mais modernos e esportivos, desenvolvido pelo estúdio italiano Torino.

De acordo com o site da Chery, o hatch poderá ser encontrado nas cores dourado, preto, vermelho nobre, vermelho paixão, prata e cinza.

Por André Gonçalves


A Chery deve colocar à venda no Brasil, a partir do mês de outubro, dois dos modelos da sua linha de utilitários que tem boa saída na China, onde são vendidos com o emblema da Karry, marca pertencente à Chery, destinada à produção de modelos comerciais. Os veículos em questão são: a van Yo Yo e a picape Yoki. Ainda não se sabe se os nomes utilizados no mercado chinês serão mantidos por aqui.

A van Yo Yo mede 3,99m de comprimento, espaço suficiente para levar até 8 pessoas, distribuídas em 3 fileiras de bancos. Para facilitar a entrada e a saída dos ocupantes, a van possui portas traseiras corrediças, dos dois lados. Já a picape Yoki, construída sob a mesma plataforma, será oferecida nas versões de cabine simples e cabine dupla, contando com larga caçamba para o transporte de cargas.

Os dois utilitários terão, a princípio, apenas a opção do motor flex 1.0, com a possibilidade da chegada futura de opções com os blocos de 1.1 e 1.3 litro. O interessante é que o propulsor, em ambos os casos, fica localizado na posição horizontal, embaixo do banco do condutor.

Com relação aos preços, nada ainda foi divulgado pela Chery.

Por André Gonçalves


A informação de que a montadora chinesa se instalaria no Brasil não é nova. No entanto, até agora não havia qualquer informação oficial da empresa sobre o local escolhido para iniciar as construção da nova fábrica.

Não havia, pois agora é oficial: a Chery vai mesmo se instalar em Jacareí, no estado de São Paulo. A cidade foi escolhida por questões estratégicas, claro. A proximidade com a capital e o fato do estado ser o maior consumidor de veículos no país foi levado em conta.

Executivos da empresa já assinaram um memorando de entendimento com a prefeitura da cidade de Jacareí para estabelecer os termos apara a instalação da fábrica, e prevê que incentivos fiscais para a empresa e a construção de acessos viários.

Ainda não há informações concretas, mas os indícios apontam para a produção do Chery Face na nova fábrica. Quanto à isso a empresa chinesa deve se manifestar em 90 dias para dar os detalhes.

Por Maximiliano da Rosa


O Brasil vive um ótimo momento no cenário internacional, e parece atrair cada vez mais investimentos. O mundo está de olho no nosso país. Agora mais uma empresa anunciou que abrirá uma fábrica por aqui: a Chery montadora chinesa, fabricante de diversos modelos como Tigo e Cielo.

A empresa chinesa vem obtendo ótimos resultados em nosso território, onde tem ampliado a sua rede de concessionárias. O anúncio de que ela abriria uma fábrica por aqui era só uma questão de tempo. No momento especialistas estão fazendo pesquisas e obtendo os dados necessários para que os executivos da empresa tomem a melhor decisão quanto ao local aonde a unidade será erguida.

Segundo executivos da montadora, os prováveis candidatos a ganhar produção nacional serão os S18, um hatch e o sedã A13. Os dois modelos não passam de projetos, e em breve devem ganhar nomes sugestivos para ganhar espaço no mercado brasileiro.

Antes do fim do semestre, ficaremos sabendo a cidade que receberá a fábrica da Chery.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Carro Online





CONTINUE NAVEGANDO: