Novo modelo traz novidades e características personalizadas.

A divisão Talor Made da Ferrari, marca de renome internacional, produziu uma Ferrari Califórnia totalmente personalizada. A marca italiana fez o lançamento oficial deste novo veículo no Festival de Velocidade de Goodwood, evento este que ocorreu no Reino Unido do dia 25 de junho ao dia 28 de junho.

Este novo modelo é um carro conversível que para ser projetado os seus idealizadores se inspirarão na paixão por cavalos de corridas e Polo, tanto que foram inseridas neste veículo duas faixas decorativas, sendo que elas foram feitas na tonalidade Blu Hellen e sobrepõe a pintura deste carro que foi confeccionada em camada tripla na cor Bianco Itália.

As rodas desta Ferrari personalizada são mais uma atração à parte, uma vez que são de alumínio e possuem o tamanho de 20 polegadas e para chamar mais ainda a atenção, os fabricantes resolveram pintá-las nas cores Argento Nürburgring e Blue Hellen.

Já no espaço interno, essa Ferrari Califórnia T tem todo o seu interior na tonalidade Blue Sterling e para dar um charme a mais os detalhes foram feitos na tonalidade Bianco, os assentos foram confeccionados com todos os seus revestimentos no material denominado Mycro Prestige, material este que possui a capacidade de dar maior aderência ao corpo de quem o utiliza para assentar, este material é obtido através da mistura de diversos tipos de fibra. A grande vantagem de se utilizar este tipo de material no revestimento de um veículo é o fato de que ele possui apenas um terço do peso do couro tradicional, material que comumente é utilizado para revestir muitas partes da grande maioria dos caros de luxo, além de ter apenas 0,7 milímetros de espessura, este tipo de material tem um futuro promissor na indústria automobilística, devido ao fato dele ser à prova tanto de fogo quanto de água.

Por Adriano Oliveira

Ferrari California T personalizada

Ferrari California T personalizada

Fotos: Divulgação


Como esperado o novo modelo da Ferrari terá lugar de destaque no Salão do Automóvel de Genebra, que será realizado no próximo mês. Trata-se do modelo 488 GTB, um carro surpreendente que foi desenvolvido a partir do 458 Italia e traz ótimas impressões. O lançamento vem com o emblema transalpino, resultado da presença na Fórmula 1 e no Campeonato Mundial de Resistência.

O 488 GTB está equipado com um motor sobrealimentado com oito cilindros em V, que gera 3,9L cilindradas. É um bloco que sofreu alterações em relação ao 458 Italia, utilizando-se de um super propulsor V8 4,5L cuja principal característica é a aspiração natural. O novo motor do novo Ferrari 488 GTB gera uma potência máxima de 670CV e um binário de 700Nm, sendo este superior ao 458 Italia em mais 100CV e 160Nm.

Para se ter uma ideia o modelo cumpriu uma volta no circuito de Fiorano em apenas 1,23min. O carro demora (se é que pode se dizer demora) exatos 3 segundos para chegar aos 100 km/h partindo do 0. Além disso, ele leva 8,3 segundos para alcançar os 200 km/h e sua velocidade máxima é de 330 km/h. Ainda há rumores que o 488 poderá ser apresentado também com um motor turbo, mas para ter certeza precisaremos esperar um pouco mais.

A montadora italiana afirmou que o modelo é um resultado de um intenso trabalho de aperfeiçoamento aerodinâmico e isso pode ser perceptível ao visualizar o carro. O destaque fica para o difusor traseiro incorporado no para-choque, a suspensão com amortecimento ativo controlada pelo sistema SSC2 (Side Slip Control 2) e o comando Manetinno incorporado no volante.

O 488 GTB também apresenta algumas alterações estéticas que o tornam diferente do 458 Italia. O design, por exemplo, tem uma assinatura visual LED, e interior foi desenvolvido pensando no condutor. Alguns elementos como tablier e do sistema multimídia foram repaginados, trazendo mais leveza ao lançamento da Ferrari. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Ferrari 488 GTB

Ferrari 488 GTB

Ferrari 488 GTB

Fotos: Divulgação


A Ferrari é uma montadora de carros conhecida mundialmente por suas máquinas potentes e luxuosas que são o sonho de consumo de diversas pessoas e os “brinquedos” favoritos de quem as possui. Com modelos diversos, a marca possui representantes inclusive na Fórmula 1, com carros muito prestigiados por serem pilotados por campeões mundiais da categoria.

A importadora oficial da Ferrari no Brasil, a Via Itália, confirmou o lançamento do modelo conversível California T no país. Esse é um modelo turbinado (o que é raro; o último foi a F40, descontinuada na década de 90), que tem os traços da marca que permite que seja reconhecido facilmente como uma Ferrari, porém com curvas bastante modernas.

Foto: divulgação

Dentre as suas especificações técnicas, a Ferrari California T possui um motor V8 de 3.8 litros turbinado (o T do nome da versão se refere ao fato de ser turbinada), contando com 560 cavalos de potência a 7.500 rpm. Possui um torque de 77 kgfm.

O câmbio é automatizado, com 7 marchas. O modelo é capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos, podendo atingir uma velocidade máxima de 316 km/h aproximadamente. Acredita-se que esse motor deva ter um consumo de cerca de 10,5 quilômetros por litro.

Internamente, o modelo conta com um design bastante refinado. Ela, como um todo, é baseada no modelo F12Berlinetta, porém possui uma tela de 6,5 polegadas no centro de seu painel que é sensível ao toque como novidade.

Foto: divulgação

Externamente, o modelo possui luzes de ré triangulares inseridas dentro das lanternas traseiras, o que é uma novidade no modelo quando comparado com a F12Berlinetta. Por se tratar de um conversível, o carro tem um sistema automatizado de acionar ou rebater o teto em apenas 14 segundos.

Como já era esperado, a Ferrari California T entra no mercado brasileiro com um preço bastante alto: a partir de 1,68 milhão de reais, sendo acessível apenas para os milionários que prezam pelo luxo de ter uma Ferrari.

Por Rannier Ferreira Mendes


A comercialização da Ferrari 458 Speciale inicia no Brasil este mês. O carro que apresenta aos consumidores um design extraordinariamente esportivo terá o valor de R$ 2,3 milhões.

Até o momento, apenas dois veículos correspondentes ao modelo estão no mercado nacional. Referente a informações emitidas pela marca, o desejo é que sejam integradas ao país para um melhor desempenho e progressão de vendas, aproximadamente dez unidades, até o fim do ano, ressaltando o apelo de exclusividade do veículo.

As duas primeiras unidades da Ferrari como citado a cima, foram contempladas em solo brasileiro. A versão do superesportivo, que como o próprio nome estabelece, é distinta comparada ao modelo original, designado como cupê 458 Italia. O carro denominado máquina dos sonhos italiana, sofreu grandes modificações que fizeram o supercarro se tornar ainda mais veloz, com equipamentos e produção de carro de corrida. Isso propiciará ao dono a sensação de estar pilotando e disputando uma provável Fórmula 1.

O automóvel é considerado o modelo mais potente ao que corresponde à linha 458 Italia. Esteve em exposição no Salão de Frankfurt que está localizado na Alemanha no ano anterior. Diante desta amostragem, foi verificado que o carro é constituído pela mesma mecânica referente ao modelo original, porém teve outros aspectos reconstruídos para oferecer melhor atuação nas pistas, e proporcionar ao motorista a estabilidade e a percepção de ter adquirido um carro exclusivamente diferente aos demais existentes atualmente no mercado, que competem com o mesmo.

A Ferrari foi produzida com motor 4.5 V8 de 605 cavalos de potência, a 9 mil rpm, 55 kgfm de torque, disponíveis a 6 mil giros. Estabelece uma interligação imprescindível de peso e potência, com 2,13 kg/cv. Os aspectos em contexto propiciaram a minimização do peso, sendo 1.290kg. A ativação de velocidade é instantânea podendo alcançar 100 km/h em 3 segundos, e tem como máxima 325 km/h. O câmbio é conectado em dupla embreagem de sete marchas cedido pela Fórmula 1.

Por Lorena de Oliveira

Ferrari 458 Speciale

Foto: Divulgação


A Ferrari está no imaginário popular. Fundada em 1929 pelo italiano Enzo Ferrari, a escuderia foi comprada pelo Grupo Fiat em 1969. Famosa pelas competições de automobilismo mundial, sobretudo pelos títulos conquistados pelo alemão Michael Schumacher, a Ferrari possui modelos para todos os gostos, do clássico ao mais moderno no mercado intenacional de automóveis.

A marca, famosa por seu símbolo, um cavalo negro empinado e por sua coloração geralmente vermelha, figura nas listas de automóveis mais desejados e caros do mundo. Alguns pilotos brasileiros como Rubens Barrichelo e, atualmente, o paulista Felipe Massa, já tiveram o prazer e a honra de pilotar esse carro mágico. Aquim no entanto, falaremos de um modelo atual que vem conquistado os amantes de automóveis: o Ferrari California F1.

Esse carro foi inspirado numa versão California mais antiga. É um convesível com motor 4.2, V8, e com embrenhagem dupla. Possui sete marchas, excelente controle de tração, tela LCD e alcança mais de 300 km por hora. O preço, naturalmente caro, é de aproximadamente R$1.348.712,00. Trata-se de um dos melhores carros da atualidade. Mas há poucos exemplares no mundo.

Por Madson Lima de Oliveira


Há pouco tempo a montadora Ferrari  apresentou aos seus principais clientes a mais nova aposta da marca italiana: o F70. A apresentação oficial aconteceu em evento fechado na Itália e o encontro sem dúvida foi marcado pela beleza do esportivo.

De acordo com informações do site Ferrari Chat, o carro é promissor e assim como o famoso modelo Enzo, o lançamento deve agradar e conquistar o coração dos apaixonados por velocidade.

O veículo em questão vem equipado com motor V12, entrega 800 cavalos de potência e pode chegar a 370 km/h. O F70 faz de 0 a 100 km/h apenas 3 segundos e atinge  de 0 a 200 km/h em menos de 7 segundos.

Segundo a montadora, o  novo F70 é bastante leve e funcional, pois pesa somente 1.270 kg. Tal leveza foi alcançada por uma engenharia inteligente, que fabricou o chassi com Kevlar e fibra de carbono. A aerodinâmica do veículo é formada por moderno aerofólio móvel na parte de trás do carro.

O carro é bem especial, por isso, apenas 499 unidades serão produzidas inicialmente. O lançamento oficial deve ocorrer no próximo mês, durante o Salão de Genebra.

Por Larissa Mendes de Oliveira


De 08 a 18 de março de 2012 ocorrerá o Salão do Automóvel  de Genebra, na Suíça. O evento foi escolhido como o lugar ideal para apresentar as novidades da montadora Ferrari nesse primeiro semestre. A principal surpresa, dessa vez, ficará por conta do lançamento do Ferrari Califórnia.

Como sempre, a fabricante aposta em beleza e potência e as principais mudanças são as novas configurações de propulsão. O motor V8 4.3 passou a gerar 490 cavalos, 30 a mais que a versão anterior do modelo.

Buscando qualidade, resistência e excelência total, a principal matéria-prima utilizada da produção do Ferrari Califórnia é o alumínio, que propiciou leveza e maior dirigibilidade ao carro.  Por falar em direção, seu sistema é  no conjunto 10% mais rápido, devido aos ângulos menores do volante e à condução alinhada e precisa. 

O que é bom pode ficar ótimo quando se trata de Ferrari. Quem quiser personalizar o modelo pode recorrer ao pacote adicional “Handling Speciale”, que é composto por amortecedores magnéticos associados a  molas mais firmes, que ajustam a suspensão em tempo real, conforme a necessidade e permitem que a direção tenha mais estabilidade e segurança. Enfim, esse carro tem tudo o que se espera de uma Ferrari.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Ferrari vai mostrar no Salão de Bolonha mais uma novidade para os seus fãs. Trata-se do novo modelo 458 Challenge, que será utilizado em competições esportivas. Ele é na verdade uma versão diferenciada do modelo de rua, apesar de o motor ser o mesmo, o 4.5 V8, de 570 cv e 9.000 rpm. As mudanças começam nas relações de câmbio, que sofreram alterações e no sistema de dupla embreagem, que foi recalibrado para ter maior torque em baixas rotações.

Outras diferenças estão no peso do carro, que foi reduzido, através da alteração na espessura dos painéis da carroceria e também na utilização de fibra de carbono e Lexan (resina de policarbonato que substitui o vidro) na fabricação do modelo.

Além disso, a 458 Challenge vai utilizar uma suspensão com juntas de aço e amortecedores de liga leve. As rodas são de aro 19 e os freios são da mesma fabricante que equipa os carros de F1. Será que vai fazer na pista o mesmo sucesso que fez nas ruas?


Créditos:Flickr

Créditos:Flickr

Por André Gonçalves


Nesta sexta feira 24 de setembro a Ferrari mostrou as primeiras fotos de seu modelo exclusivo de conversível, o AS Aperta.

O modelo tem capacidade para duas pessoas e sua capota de lona deve ser colocada manualmente. O exclusivíssimo modelo terá apenas oitenta unidades que serão vendidas a clientes Vips da montadora italiana pela bagatela de R$ 925 mil sem os impostos.

Ao contrário da maioria dos veículos da montadora que possui o motor na parte trasseira o AS Aperta tem um motor V12 de 670 cv na parte da frente do veículo. Este modelo super esportivo será uma das grandes atrações do Salão do Automóvel de Paris na França que será realizado no mês de outubro.

Por Ana Carolina


A Ferrari 458, um cupê com motor V8, superesportivo vai desembarcar no Brasil no segundo semestre. A máquina tem motor traseiro, chassi todo em alumínio e 570 cavalos de potência. Para projetá-la, a montadora contou com a ajuda de ninguém menos que o piloto alemão Michael Schumacher.

O design continua sendo da casa Pininfarina. Mas há uma preocupação incluída nesse modelo que antigamente não havia. Além da beleza, do estilo, a Ferrari preocupou-se em buscar eficiência energética, ou seja, diminuir as emissões de carbono sem perder o desempenho. Para tanto foram usados até componentes da indústria aeroespacial em sua construção.

Cerca de 20 unidades devem ser vendidas no Brasil este ano. Acha pouco? Ao preço de um milhão e meio de reais não é para menos, dá para contar nos dedos os felizardos que poderão por as mãos nessa maravilha.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: InterPress Motor





CONTINUE NAVEGANDO: