Montadora atualiza versões e aumenta os preços do modelo.

O Ford EcoSport 2019 sofreu um reajuste de preço, uma péssima notícia para quem estava pensando em adquirir o modelo, que agora custa mais de R$ 100 mil, assim como outros SUVs compactos, entre eles o Renegade e HR-V. A montadora já tinha conseguido segurar o preço, graças a uma redução nos equipamentos ofertados, mas acabou tendo que fazer alterações na tabela.

O reajuste foi para todas as versões do modelo e agora o EcoSport 2019 mais barato custa R$ 78.290 e o mais caro é R$ 104.190. O Jeep Renegade e também o Honda HR-V, já passaram por reajuste e o consumidor chegou a pensar que o modelo da Ford manteria o preço, mas isso não aconteceu.

O EcoSport 2019 atinge a cifra de 6 dígitos com a versão Storm, que vem com câmbio automático, motor 2.0 e tração 4×4. A versão Titanium também ficou acima dos R$ 100 mil. Na verdade, o valor é de R$ 99.490, mas se o cliente optar por uma outra pintura, além da Vermelho Arpoador, terá que pagar R$ 1.450 a mais, ou R$ 650 se escolher o Branco Ártico, de qualquer forma, o valor passa de R$ 100 mil.

Confira a tabela de preço atualizada para o EcoSport 2019:

  • SE 1.5 manual: R$ 78.290 (antes custava R$ 76.690)
  • SE 1.5 automático: R$ 84.290 (antes custava R$ 82.890)
  • FreeStyle 1.5 manual: R$ 86.490 (antes custava R$ 83.690)
  • FreeStyle 1.5 automático: R$ 92.490 (antes custava R$ 89.890)
  • FreeStyle Plus 1.5 AT: R$ 95.435 (antes custava R$ 92.790)
  • Titanium 2.0 automático: R$ 99.490 (antes custava R$ 96.990)
  • Storm 2.0 4WD AT: R$ 104.190 (antes custava R$ 99.990)

No início desse ano, a Ford já deu sinais de que estava buscando soluções para não aumentar o preço do EcoSport, mas de qualquer forma, no final era o consumidor que seria prejudicado. Em fevereiro, por exemplo, o modelo chegou a perder 7 airbags em quatro de suas versões. A mudança polêmica deu o que falar, mas era uma estratégia da montadora para manter os preços mais competitivos.

Hoje, o Ford EcoSport está na 6ª posição entre os utilitários esportivos, onde o Compass é líder com mais de 28 mil unidades vendidas. O HR-V, segundo colocado, já vendeu mais de 23 mil unidades de janeiro a junho deste ano. Na terceira colocação vem o Kicks, com 21 mil unidades. O Renegade é o quarto, com 21 mil veículos comercializados, seguido pelo Creta, que emplacou 20 mil unidades. O EcoSport está longe de atingir o objetivo de conseguir o primeiro lugar e com esse aumento de preço, a tarefa fica ainda mais complicada.

O Ford EcoSport 2019 adicionou o novo motor Dragon 1.5 Ti-VCT, com 3 cilindros, 137 cavalos com etanol e 120 com gasolina. O toque é de 15,6 e 16,2 kgfm, com 4.500 rpm para ambos. Tem a opção com câmbio manual de 6 marchas e a opção automática com conversor de torque, também com 6 marchas. Nas versões Storm e Titanium, o motor é Duratec Direct 2.0 Ti-VCT de 176 cavalos no etanol e 170 cavalos a gasolina, com 22,5 kgfm e 20,6 kgfm respectivamente. O câmbio de ambas as versões é automático, contando com 6 marchas e conversor de torque, só que a versão Sorm é personalizada e traz o sistema de tração nas quatro rodas.

A Ford com estas mudanças tinha boas chances de subir no ranking, mas o aumento de preço pode comprometer o objetivo da montadora. Felizmente para a empresa, os concorrentes também tiveram os valores reajustados e isto pode ser a salvação, mas ainda é cedo para dizer que o EcoSport conseguirá sair da 6ª posição. Os modelos concorrentes nestes segmento também trouxeram boas novidades e agora cabe ao consumidor decidir qual é o melhor investimento.

Por Russel


Modelo deverá chegar ao Brasil todo repaginado no segundo semestre de 2016.

Mesmo diante da grave crise econômica que vem assolando o país atualmente, as empresas do setor automotivo têm utilizado diversos tipo de estratégias a fim de tentar aquecer novamente as vendas. É nessa perspectiva que a grande e renomada empresa fabricante de veículos automotores Ford está trabalhando a todo vapor na atualização do novo EcoSport, veículo este que tem previsão de chegar ao mercado nacional ainda neste segundo semestre.

Com  lançamento deste novo EcoSport, a Ford busca dar uma força para que o veículo consiga se recuperar no seu segmento, haja vista que o modelo liderou por vários anos, porém, após o lançamento dos renomados Honda HR-V e Jeep Renegade. O certo é que o lançamento deste modelo já está agitando o mercado automotivo, pois este utilitário esportivo já pôde ser visualizado em testes no continente europeu o que fez com que as especulações com relação aos maiores detalhes do modelo aumentassem ainda mais.

Nesta ocasião em que o veículo foi visualizado em testes, ele estava inteiramente coberto por uma pesada camuflagem na parte frontal, contudo, deu para visualizar que o novo EcoSport, ao que tudo indica, poderá seguir a identidade visual atual que está sendo utilizada nos novos veículos da marca, sendo que um dos principais destaques ficou por conta da presença para a grade hexagonal dianteira. Outros detalhes que também foram possíveis visualizar foram os faróis acompanhando o recorte da grade e na parte de traseira as lanternas ganharão algum tipo de modificação. O detalhe que permaneceu inalterado foi o tradicional estepe do veículo, que permaneceu posicionado na tampa do compartimento porta-malas.

Já na parte interna, o novo EcoSport será contemplado com uma cabine com acabamentos refinados, o que inclui painel em material emborrachado, quadro de instrumentos integralmente digital, bem como  central de multimídia Sync 2.0.

Com relação à motorização, alguns especialistas do ramo já se arriscam em afirmar que a fabricante irá substituir o propulsor 1.6 de 115 cavalos nas versões de entrada pelo novo e moderno propulsor 1.5 Dragon composto de três cilindros aspirado. As outras opções que poderão ser disponibilizadas serão o propulsor 1.6 Sigma de 130 cavalos de potência e o 2.0 Duratec, que serão mantidos não só nas configurações intermediárias do veículo como também na versão topo de linha. Todo esse conjunto mecânico irá trabalhar em conjunto com o câmbio Powershift que será mantido nessa atualização.

Por Adriano Oliveira


Todo mundo já sabe que nos últimos tempos a Ford tem voltado sua atenção para o mercado em crescimento dos SUV’s na Europa. Entretanto, esse ao que parece não é o único foco da montadora para 2014. Recentemente a companhia divulgou um comunicado à imprensa por meio do qual anunciou que está pretendo em uma ação conjunta com a joint-venture denominada de Ford Sollers dar início à produção do modelo EcoSport na Rússia.

Ford EcoSport

Foto: Divulgação

De acordo com as informações divulgadas a partir do ano de 2014 o carro começará a ser fabricado na unidade de Naberezhnye Chelny, situada na região de Tatarstan, cerca de 800 km da capital, Moscou. Outra informação é que além do EcoSport a companhia também irá produzir o Edge, mas nesse caso na fábrica de Elabuga. Vale lembrar que a Ford já oferece o Explorer e o Kuga para o mercado russo. Mas parece que apostar em duas novidades com o objetivo de suprir a demanda de um mercado em crescimento foi a solução mais apropriada encontrada pela montadora.

Mesmo sendo desenvolvido para ter as características de um projeto nacional antes de se espalhar por outras regiões do mundo o EcoSport russo trará muitas semelhanças com a versão brasileira. A exemplo disso temos o motor com 1.6 ou 2.0 e também as versões com câmbio manual ou automático.

Por Denisson Soares


A montadora Ford cada vez mais conquista espaço na Índia. Suas filiais no país estão obtendo sucesso, especialmente no que diz respeitos às vendas do EcoSport. De acordo com a empresa, em 17 dias foram comercializados aproximadamente 30 mil veículos no local.

Tudo indica que esse grande índice de vendas se deva ao design do modelo, que de cara, agradou o consumidor indiano. Na verdade, o EcoSport tem feito sucesso e conquistado admiradores por onde passa. A aceitação da marca acabou estimulando a montadora a investir na implantação de outros modelos da Ford no mercado indiano.

De acordo com o presidente da Ford Índia, o sucesso do EcoSport pode ser atribuído também à massiva divulgação e empenho das filiais da marca no país. Logo após a apresentação do veículo no Salão de Nova Déli, em 2012, o carro foi propagado intensamente na mídia, em eventos locais e aos poucos ganhou as ruas.

O mercado indiano está em franca expansão e as expectativas de venda para o segundo semestre desse ano e também para 2014, permanecem em alta. Sendo assim, a Ford continuará investindo e apostando em novidades para agitar o cenário automotivo.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Ford EcoSport na ÍndiaA Ford não tem o que reclamar de suas filias instaladas na Índia. Segundo a fabricante o seu modelo EcoSport anda fazendo muito sucesso na terra do tio Ghandi.

A empresa afirma que em apenas 17 dias, 30 mil veículos foram encomendados somente na Índia. Ainda não se pode dizer o que influenciou esse aumento espantoso de vendas. Mas o que podemos imaginar é que o indiano gostou mesmo do design e se identificou por completo com esse modelo, que convenhamos também fez seu sucesso em solo brasileiro.

Esse sucesso que a Ford teve na Índia incentivou a montadora a pensar na possibilidade de aumentar as vendas dos demais modelos que possui.

O presidente da Ford Índia acredita que o sucesso do EcoSport se deu pelo empenho que a filial indiana fez em divulgar o modelo no país após a sua estreia no Salão de Nova Déli, no início de 2012. Após a estreia no salão, o novo EcoSport se apresentou em diversas feiras e eventos.

Como todos sabem a Índia é um mercado em franca expansão com boas perspectivas de vendas para o ano de 2014.

A corrida da Europa pelas índias se inicia mais uma vez, só que agora não é mais por especiarias e sim pelo capital financeiro desse gigante emergente que aparentemente está acordando para o mundo.

Por Fernando Setoue


A Ford anunciou o lançamento da nova EcoSport 2014 que será somente comercializada na Europa no ano que vem.

A EcoSport feita para o mercado Europeu é muito parecida com a que é fabricada aqui, havendo diferença no motor que é um 1.0 EcoBoost com três cilindros que proporciona 120 cavalos de potência. É ecológicamente correto com baixa emissão de poluentes. A EcoSport terá uma versão com motor 1.6 TDCI turbodiesel que tem 95 cavalos de potência. É super econômica e possui uma baixa emissão de poluentes.

A nova EcoSport foi toda criada no Brasil para ser vendida lá fora, apenas nos paises europeus. As mudanças da EcoSport (que será vendida lá fora) com relação à Brasileira, são as rodas de liga leve aro 16 que foram totalmente redesenhadas e que ficou mais ampla no comprimento com 4,23 metros e a sua largura vem com 1,76 metros.

As linhas externas são iguais ao modelo 2013. O que mudará na versão europeia são as cores. A parte Interna está bem completa tendo itens de série como ar condicionado, trio elétrico, freios ABS e muitos outros.

Por Mariana Rodrigues

Nova EcoSport 2014


Após lançar a nova versão do EcoSport, a Ford resolveu querer conquistar o mercado europeu com o veículo. Ele foi criado no Brasil, mais especificamente na Bahia, mas agora foi reformulado para se adaptar às exigências europeias.

A nova geração do EcoSport está de malas prontas para viajar para a Europa, pois já ganhou um motor TDCi 1.6 a diesel e também o EcoBoost 1.0 com três cilindros, que também estará presente na versão local do Ford Fusion, chamada de Mondeo. A fabricante fez um pronunciamento oficial para a mídia sobre o novo mercado que o EcoSport vai encarar no início de setembro na capital do Estado de São Paulo.

A ideia da Ford é de lançar o novo carro primeiramente em 2013 nos países emergentes do continente europeu e só então em 2014 lançar no Reino Unido. E mesmo que o carro já tenha ganhado novo motor e EcoBoost, ainda foram necessárias outras alterações para que não haja perda de mercado, tendo em vista que o consumidor na Europa é extremamente exigente e também competitivo. Portanto, foi necessário utilizar materiais mais resistentes e com melhor qualidade.

Ainda não foram divulgados valores de venda pelos quais o veículo será comercializado nos países emergentes e no Reino Unido.

Por Guilherme Marcon


Quando a Ford decidiu desenvolver a segunda geração do EcoSport ela não brincou em serviço. O trabalho desta vez não era apenas produzir um carro para os consumidores brasileiros e argentinos, mas sim criar um produto que atendesse aos gostos dos usuários de mais de 100 países.

O desafio envolveu praticamente todas as divisões da Ford do mundo todo. Foram 800 Engenheiros e Designers da empresa que estiveram reunidos em vários cantos do mundo e o resultado sem dúvidas impressiona.

O novo EcoSport é um dos carros mais aguardados deste ano, pois ele é pioneiro no segmento “aventureiro urbano”. O veículo é o primeiro produzido no Brasil e traz diversos equipamentos com excelente qualidade, dignos de uma Mercedes-Benz ou de uma BMW.

O modelo conta com airbags, controles eletrônicos de tração e estabilidade, freios ABS, sistema de entretenimento SYNK da Microsoft que conta com conexão Bluetooth para celular, CD-Player, entrada USB, comandos de voz que reconhece português, inglês e espanhol, tela de 3,5 polegadas e assistente de partida em rampas e declives.

A Ford não revelou quais são os dados de volume de venda esperado, mas afirma que está segura em recuperar a liderança da categoria, que hoje é ocupada Renault com o Duster.

Por Felipe Santos Bonfim


Já nesta semana começará a venda do Novo EcoSport, com a disponibilidade de duas versões, a de entrada e a FreeStyle, com motor Sigma 1.6 Flex de 16 válvulas, podendo chegar a 115 cavalos, se abastecido com álcool.

A versão S tem direção elétrica, sistema multimídia SYNC com comando de voz e Bluetooth, faróis com LED, airbag duplo, travas e espelhos elétricos, ar condicionado, vidros dianteiros, e freio ABS.

Já a FreeStyle, contará com diversos equipamentos que visa o conforto e a segurança do condutor, como sensor de estacionamento, fechamento global, vidros elétricos com acionamento a um toque, computador de bordo, sensor antiesmagamento, controle de tração, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve de 16 polegadas, e controle eletrônico de estabilidade.

As cores disponíveis são as básicas como branco, prata e preto, além da mais ousada, laranja metálica.

A estimativa é que o carro custe a partir de R$ 53.490.

Essa nova versão do EcoSport foi desenvolvida no Brasil, onde será fabricada, podendo ser vendida em outros países.

Além disso, a marca afirma que o carro também contará com a versão Titanium, porém ainda não está definido quando começará a sua venda.

Por Camila Caetano


O novo Ford EcoSport teve seu lançamento mundial no dia 05 de janeiro no Salão de Nova Délhi, na Índia, e em Brasília.

O design do carro tem linhas contemporâneas mescladas à robustez e ao estilo esportivo com tampa traseira do porta-malas e abertura lateral. Ele é compacto para a cidade, mas forte e ideal para viagens à praia ou campo.

Ao combinar agilidade e praticidade, o novo EcoSport tem aerodinâmica aprimorada para economizar combustível e capô curto e inclinado, que desenha novas formas refinadas. Além de faróis com formato oblíquo que  completam o visual.

Os pilares B tem acabamento em preto e dão aos vidros laterais um visual mais elegante. O para-brisa é fortemente inclinado e ajuda a criar um estilo mais moderno e aumenta a eficiência aerodinâmica.

Já a traseira do veículo possui  um vidro que avança pelas laterais e alinha as lanternas. O estepe está montado na porta traseira e é o que assina e sinaliza o espírito aventureiro do EcoSport.

Segundo a fabricante não é só o exterior que revela o design diferenciado, no interior também é possível acompanhar essa mesma tendência, a qualidade dos materiais e a isolação dos ruídos são pontos centrais da nova geração.

Por Natali Alencar





CONTINUE NAVEGANDO: