Modelo já é comercializado nos Estados Unidos e deverá chegar ao Brasil custando a partir de R$ 90 mil.

Não há como negar que o Honda Civic é um veículo muito bem conceituado aqui no Brasil, sendo que para a maioria dos consumidores o carro além de ser sinônimo de muita beleza, é considerado também como um excelente carro, uma prova disso é o número de exemplares que visualizamos rodando nas cidades de todo o país.

E para aqueles que gostam do modelo, a boa notícia é que a Honda lançou na China um novo Honda Civic que basicamente é o mesmo modelo do mercado que é comercializado nos Estados Unidos.

Com comprimento de 4,64 metros e entre-eixos de 2,70 metros, essa nova geração do Civic acabou crescendo, fator este que fez com que este novo modelo não seja mais considerado apenas como um sedã japonês de médio porte. Além do visual ainda mais arrojado, outras novidades trazidas são novas suspensões e faróis com a presença de LEDs.

No mercado chinês, a única opção deste veículo será com o propulsor 1.5 Turbo, o qual tem capacidade de produzir uma potência máxima de 174 cavalos e um torque de 22,4 Kgfm. Com relação ao câmbio que utilizado, foi o automático do modelo CVT ou manual de seis velocidades, sempre com tração dianteira. Nada ruim para os chineses, que até o final do ano também terão a disposição uma versão mais em conta que virá equipada com o inédito propulsor 1.0 Turbo de 130 cavalos e torque de 20,1 Kgfm.

Aqui no Brasil, a previsão para a chegada da nova geração do Civic é para o mês de setembro, geração esta que chegará com a opção de dois propulsores, sendo estes: o antigo 2.0 aspirado (com capacidade de produzir uma potência de 155 cavalos) e o novo 1.5 turbo (com capacidade de produzir uma potência entre 175 e 180 cavalos).

Com relação ao valor de comercialização, ao que tudo indica o valor inicial dessa nova geração do Civic deverá iniciar em torno de R$ 90 mil, porém, enquanto a nova geração não chega a Honda tem oferecido condições especiais para os consumidores que quiserem adquirir as unidades restantes do modelo 2016, a fim de queimar o estoque e abrir espaço para que a nova geração chegue com força total.

Por Adriano Oliveira


Modelo chegará ao Brasil com novo câmbio e motor turbo.

O novo Honda Civic desembarcará no Brasil com uma nova roupagem cheia de inovações. Segundo o que pode ser avaliado, o veículo chegará com várias novidades, entre elas, um novo câmbio e o motor turbo. Os modelos intermediários custarão em torno do mesmo valor do Corolla 2.0, enquanto a versão topo de linha poderá custar aproximadamente R$ 115 mil.

Os modelos mais em conta do novo Civic serão o EXR e o LXR e ambas estarão equipadas com o motor 2.0 FlexOne de 155 cavalos de potência. A grande mudança desse novo modelo para essas versões, é o câmbio, que agora será automático do tipo CVT.

Também foi possível perceber que o novo Civic trará mais equipamentos do que possuía antigamente, ou seja, poderá duelar de igual para igual com os modelos XEi e Altis do Toyota Corolla, com uma faixa de preço em torno dos R$ 90 mil para o Civic LXR, enquanto para o EXR a base ficará em torno dos R$ 100 mil.

Pela bagatela citada, o comprador possuirá equipado ao seu automóvel diversos itens, merecendo que sejam destacados alguns como ar-condicionado digital, direção com assistência elétrica, freios ABS com EBD e Brake Assist, sistema de monitoramento de pneus, e também, controle de estabilidade e tração. Lembrando que haverá um recalibramento na suspensão traseira que é do tipo MultiLink.

Para a versão top do novo Civic a missão será outra. Com nova denominação, Civic Touring, o automóvel irá brigar de frente com modelos de veículos Premium, tendo como principal concorrente o Audi A3 Sedan.

Para conseguir se equivaler ao carro da Audi, o Civic Touring virá equipado com o novo motor 1.5 Turbo que consegue alcançar 176 cavalos de potência. Por enquanto, o motor funcionara apenas a base de gasolina, possuindo ainda o mesmo cambio CVT das versões mais básicas do Civic.

O veículo virá, também, mais equipado, incluindo um painel digital no velocímetro e no conta-giros, piloto automático adaptativo, sistema de som de alta qualidade com dez alto-falantes, sistema multimídia equipado com GPS e com a possibilidade de receber comandos de voz, entre outros.

Por Igor Furraer

Novo Honda Civic

Novo Honda Civic

Fotos: Divulgação


Novo modelo foi o vencedor pela segunda vez do prêmio Carro do Ano no Salão do Automóvel de Detroit.

A nova geração do Honda Civic levou o prêmio de “Carro do Ano” no Salão do Automóvel de Detroit deste ano.

Com maioria dos votos do júri, composto por 53 jornalistas dos Estados Unidos e do Canadá, o carro da montadora japonesa superou o Chevrolet Malibu e o Mazda MX-5 Miata. Esta foi a segunda vez que o sedan conquistou o prêmio. A outra havia sido em 2006. No ano passado, o Volkswagen Golf/GTI havia sido o vencedor e, em 2014, quem levou o prêmio foi o Chevrolet Corvette. Entre os quesitos avaliados estavam: valor, manuseio, segurança, desempenho, inovação e satisfação ao motorista.

Para concorrer ao prêmio, o veículo deveria ter sido “substancialmente alterado a partir do modelo anterior”. Assim sendo, em sua décima versão, o Civic ficou maior, mais aerodinâmico e mais silencioso. O modelo tem 5 cm a mais na largura, 3 cm no entre-eixos, ficou 2,5 cm mais baixo e o porta-malas ganhou cerca de 74 litros a mais de volume. Assim, o espaço interno teve um aumento significativo e a posição de dirigir ficou mais baixa. Com o novo desenho, o desempenho aerodinâmico foi aumentado em 12%. Já o para-brisa com função acústica, a melhora na vedação do cofre e a tripla vedação nas portas garantem maior silêncio dentro do veículo.

O Honda Civic conta com duas versões de motores: além do já tradicional 2.0 de quatro cilindros, com tecnologia i-VTEC, existe, agora, a opção do propulsor 1.5, também de quatro cilindros, com turbo e injeção direta de combustível. Também foi anunciado que o carro da montadora japonesa terá conectividade com o Android Auto e o Apple CarPlay, além de contar com uma central multimídia de 7 polegadas.

O novo modelo chega ao Brasil no segundo semestre de 2016 e chegará custando entre R$ 90 mil e R$ 115 mil.

Por Renato Senna Maia

Honda Civic 2016

Foto: Divulgação


Novo modelo possui uma carroceria que possui 2 portas e uma queda que parte do teto, e vai até a traseira do veículo.

A montadora japonesa Honda já tinha mostrado algumas imagens do novo modelo da marca, o Civic Coupé. Ele tem uma promessa de ser sucesso no mercado do mundo todo.

A empresa Honda apresentou no dia 17 de novembro deste ano, nos Estados Unidos, no Salão de Los Angeles, o segundo elemento da 10ª geração do Civic. Depois de ser lançado o modelo sedan, agora chegou a vez do cupê, o qual é uma carroceria que possui 2 portas e uma queda que parte do teto, e vai até a traseira do veículo.

A japonesa começará a vender o modelo Civic Coupé nos Estados Unidos no mês de março de 2016.

Antes de qualquer apresentação é válido lembrar que a parte dianteira do novo modelo tem características bem próximas do design do sedan, porém é facilmente visível a esportividade que a marca depositou nesta versão, a qual mostra um desenho mais encorpado.

O painel de instrumentos do veículo está bem próximo ao do Civic, que extinguiu o mostrador em dois andares para chegar com uma nova central multimídia, que possui uma tela com 7 polegadas, além de conexão com dispositivos externos.

O teto esta 3 centímetros mais rebaixado e a carroceria do carro em questão encurtou 14 centímetros. Um aspecto a ser destacado é o desenho do porta-malas que harmoniza muito bem com todo o veículo. O toque de esportividade fica por conta dos para-choques e também do aerofólio.

Falando sobre a mecânica, o Civic Coupé 2016 contará, na versão de entrada, com um motor 2.0 i-VTECcom 158 cv de potência e torque de aproximadamente 19,1 kgfm, transmissão manual de seis marchas, ou então, automática, 1.5 Turbo com CVT para a versão de entrada e com injeção direta para as versões mais top.

A Honda terá duas versões, sem contar a de entrada, que seria o Civic Coupé Si e o Type-R, ambas são mais luxuosas.

Por Filipe da Silva

Honda Civic Coupe 2016

Honda Civic Coupe 2016

Honda Civic Coupe 2016

Fotos: Divulgação


Décima geração traz novas versões sedan, hatch e perua

A Honda entusiasmou o público no Salão de Nova York recentemente ao divulgar o novo Civic Concept, que faz a antecipação do design da décima geração do veículo da empresa. O protótipo possui formato de um cupê, entretanto da mesma forma como nas versões antecedentes, o modelo será fornecido também nos modelos sedan, hatch e perua, como também os esportivos Si e Type R. O veículo irá retornar a possuir aspecto global e várias carrocerias como antes.

O novo Honda Civic Concept possui um design mais atrativo, entretanto, continua com alguns aspectos das últimas gerações do veículo, onde pode-se citar os faróis espichados interligados a grade. Segundo a empresa, o protótipo possui distância entre-eixos mais elevada, carroceria mais baixa e capô alongado. Existe também como fator principal a lanterna traseira em LED e também uma asa fixa, que possui a terceira luz de freio.

A décima geração do Civic será feita em uma “plataforma compacta”, com foco na eficácia, performance dinâmica, segurança e produtividade na produção. Somado a isso, o modelo irá se tratar do modelo pioneiro no território norte-americano a utilizar o novo motor 1.5 litro VTEC Turbo, tendo injeção direta de combustível e transmissão manual de seis velocidades ou um novo câmbio automático do tipo CVT.

Citando os equipamentos, o fator principal são os componentes de segurança avançada e tecnologia de apoio ao condutor, onde pode-se citar o Lane Departure Warning, controle de cruzeiro adaptativo, aviso de colisão dianteira, câmera multi-ângulo no retrovisor, dentre outros.

A versão dos Estados Unidos do Civic Sedan 2017 será produzida em Greensburg, presente no estado de Indiana (Estados Unidos), e Alliston, presente em Ontario, no Canadá. O Civic Coupe e Si, por sua vez, será fabricado em Alliston, e o hatch de cinco portas será produzido em Swidon, no Reino Unido. Já o motor VTEC turbo será fabricado também Alliston, e a nova transmissão CVT será produzida em Ohio.

Por Felipe Couto de Oliveira

Honda Civic Concept

Honda Civic Concept

Fotos: Divulgação


Nos primeiros meses de 2015 algumas montadoras deverão apresentar algumas novidades para o setor de automóveis. Como exemplo dos primeiros a aparecerem no mercado, temos o lançamento da linha 2016 do Honda Civic. A linha foi oficialmente anunciada na última quinta-feira, dia 12.

O que há de novo?

Esse é ponto que irá desapontar algumas pessoas. Mas, como já foi dito, 2015 deve ser um ano meio “apertado” para as fabricantes de veículos. No caso do sedã Civic, não vamos encontrar, por exemplo, nenhum tipo de novidade embaixo do capô. E isso é válido para todas as versões. Vejamos os detalhes.

No caso do Civic LXS ainda está lá o motor 1.8 de 140 cv. O consumidor poderá optar pelo câmbio manual de seis velocidades ou ainda o automático de cinco.

Foto: divulgação

Para a LXR temos um propulsor 2.0 com capacidade para gerar 155 cv a 6.300 rpm. A transmissão automática fica logo atrás do volante para as trocas sequenciais.

Para a linha 2016 do Civic vale chamar a atenção para o sistema FlexOne que estará presente em todas as versões. Esse sistema, para quem ainda não conhece, exclui dos modelos o tanquinho de partidas a frio. De complemento, ele também traz de série a direção elétrica, além dos freios ABS e EBD presentes nas quatro rodas.

Para não passar tudo em branco, a Honda decidiu trazer novamente para o mercado a versão topo de linha EXR. O modelo sai por R$ 88.400.

Foto: divulgação

 

E por falar em preços, os valores começam com R$ 70.900 para o Honda Civic LXS manual. O mais barato.

Voltando um pouco na versão topo de linha – EXR – é preciso um pouco de “trabalho” para ver as diferenças entre ela e a LXR. Meio que adiantando a diferença entre ambas, está basicamente nas maçanetas cromadas da primeira e seu teto solar.

Ainda sobre o EXR, fica o destaque também para o seu sistema multimídia, que conta com monitor LCD de sete polegadas. Nas outras versões o mesmo monitor traz cinco polegadas.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


O Honda Civic é tipicamente conhecido por ser um sedã que oferece conforto aos ocupantes e um bom desempenho, tanto em viagens quanto na cidade. O Civic SI é o carro mais esportivo da Honda, e mal foi lançado no Brasil e já teve seus estoques nas lojas esgotados.

O carro é agora um cupê que sai de fábrica nas cores vermelho, preto, branco ou ainda laranja, sendo importado do Canadá. A nova cor claramente é ideal para o esportivo, que precisam ter cor que fuja do tradicional cinza e preto, urbanos.

Foto: Murilo Góes/UOL

SI significa “Sport Injection”, o que já traduz por si só a realidade do modelo. O carro entrega sua potência máxima em 7 mil rotações do motor por minuto. O motor é de 2.4 litros com 16 válvulas capazes de oferecer ao conjunto uma potência de 206 cavalos além do torque de 23,9 kgfm.

A versão anterior do Civic contava com um motor de 2.0 litros, capaz de fornecer ao carro uma potência de até 192 cavalos a 7800 rotações do motor por minuto.

O carro conta com um motor aspirado com duplo comando de válvulas iVTEC, além de um câmbio manual (como não poderia deixar de ser em um esportivo que se preze) de seis velocidades com engates muito precisos e confortáveis.

O carro ainda conta com um controle eletrônico de tração, para evitar o deslizamento e fornecer maior aderência às rodas, melhorando o desempenho do carro em curvas.

Foto: Murilo Góes/UOL

 

O Civic SI tem um belo desenho, herdando, claramente, os traços usados no Honda Civic típico, porém, ganhando uma pegada mais musculosa, principalmente no que diz respeito ao capô, que conta com traços mais fortes.

O carro ainda conta com um aerofólio bem característico, que dá um visual especial ao carro. Outro destaque importante vai para o painel de instrumentos, com muitas opções e luzes de Led, que lembram um moderno cockpít de avião.

Por Nosf

Foto: Murilo Góes/UOL

 


Enquanto a Honda inicia as vendas da nova geração do Fit, a marca nipônica já trabalha para as próximas estreias de sua gama de produtos no mercado brasileiro: a segunda geração do City e a reestilização do Civic.

Há rumores de que o sedan compacto da Honda será apresentado no fim de agosto e chegue às concessionárias da marca japonesa no início de setembro. Dotado da nova identidade visual da Honda, que traz entre os destaques a nova grade frontal integrada aos faróis, linhas mais fluídas e visual harmônico, a próxima geração do City terá o mesmo desenho do modelo já comercializado na Índia.

No interior, a próxima geração do Honda City terá poucas modificações, com destaque para o sistema de ar-condicionado digital com painel de comandos touchscreen, além da adoção de Paddle Shifts situados atrás do volantes para trocas sequenciais de marchas nas versões com câmbio automático. Por fim, o sedan compacto ainda contará com uma nova cor marrom perolizado, que obviamente terá um nome mais sofisticado.

Assim como a nova geração do Fit, o novo Honda City será equipado com o motor 1.5 16V FlexOne, com sistema de aquecimento de etanol que dispensa o uso de tanquinho, capaz de entregar até 116 cv e torque de 15,3 kgfm. É provável que os preços sofram alterações, deixando os valores atuais que variam entre R$ 50.990 e R$ 64.990.

Em outubro, a Honda trará o Civic reestilizado, com alterações pontuais para ter fôlego para competir com a nova geração do Toyota Corolla. O sedan médio da marca japonesa adotará o mesmo visual do modelo oferecido no mercado estadunidense, dispondo da nova grade frontal adotada pela Honda, nova lanterna traseira e linhas mais suaves.

Além disso, o Civic 2015 ainda trará rodas de liga leve de 17 polegadas com novo desenho, substituindo as atuais rodas de 16 polegadas, e uma nova opção de cor azul metálico.

Na cabine, o sedan médio reestilizado mudará apenas as cores clares utilizadas no painel para uma tonalidade mais escura, escolha que visa deixar o interior do veículo mais refinado. Mecanicamente, a única alteração é adoção, no motor 1.8 de 140 cv, da tecnologia FlexOne, que dispensa o uso de tanquinho para partidas a frio, que já é utilizado nos blocos 2.0.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


O Honda Civic é um dos modelos favoritos da empresa em todo o mundo e não decepciona. A empresa japonesa é líder mundial na hora de inovar e vender suas obras de arte. Para alavancar as vendas do modelo desse ano, a Honda oferece descontos especiais com Taxa Zero nos famosos feirões em suas concessionárias pelo país. No entanto, quem quiser aproveitar a oportunidade deve se apressar, pois as ofertas e promoções irão durar apenas até o final do mês de setembro.

Além de melhores condições para o financiamento, as revendedoras da marca também estão oferecendo uma gama bastante variada de modelos com descontos que podem chegar a mais de R$ 3 mil. O modelo XLS com câmbio manual pode ser encontrado por R$ 63 mil, enquanto o mesmo modelo com câmbio automático pode chegar a custar R$ 66.900. Ambos estão equipados com motor 1.6 de 16V, que oferece 140 cv de potência.

Já a configuração LXR (intermediária), que utiliza um motor 2.0 de 16V, pode chegar a custar R$ 72.000, valor que chega a ser R$ 2.490 mais barato que o preço normal sugerido na tabela.

O modelo Top de Linha, que oferece tudo o que o cliente tem direito, geralmente possui o valor de R$ 83.990. Vale lembrar que os preços podem variar um pouco para cada revendedora, mas a economia pode ser garantida se o cliente conhecer o modelo e os preços atualizados dos veículos.

POR EBENÉZER CARVALHO


Mais de 23.352 veículos da fabricante japonesa Honda passarão pelo recall que também faz parte do recall mundial de 3,5 milhões de veículos por problemas no airbag.

Os veículos a serem verificados são de 23.339 unidades do modelo sedã Civic e 13 unidades do modelo SUV CR-V. Os modelos a passar pelo recall são: o Civic fabricado entre 2001 a 2003 e o CR-V 2002. Os proprietários destes modelos de carros devem comparecer em alguma concessionária Honda a partir do dia 22 de abril.

Em alguns carros podem ocorrer que em meio a uma colisão seja de intensidade fraca ou forte haja uma ruptura do airbag facilitando que fragmentos sejam arremessados na parte interna, ocasionando danos físicos e materiais aos ocupantes e esse recall é para substituir o insuflador do airbag do lado do passageiro.

É recomendável que o proprietário do veiculo faça um agendamento para o recall através do site www.honda.com.br/recall/autos ou ligue na central de atendimento que é 0800-701-3432 de segunda a sexta das 8 às 20 horas no horário de Brasília.

A Honda já informou que deverá ocorrer o recall no total mundial de 1.135 milhão de veículos.

Por Mariana Rodrigues


A Honda informou que sua linha 2014 do Honda Civic chegará já na segunda quinzena de janeiro e contará com duas versões, uma delas trazendo o inédito motor 2.0 flex.

As versões novas LXR e EXR substituirão as versões LXL e EXS e contarão apenas com câmbio automático com cinco marchas. O motor 2.0 I-VTEC é capaz de gerar 155 cv com etanol e 150 cv com gasolina, seu torque máximo é de 19,5 kgfm a 4.800 rpm no etanol.

Um dos diferencias deste modelo é que ele não conta com o tanquinho de gasolina para partidas a frio, eliminando assim o bocal que ficava no para-lama dianteiro. Quando as portas são destravadas, um conjunto de aquecedores começam a trabalhar diretamente na linha do combustível, deixando a temperatura certa para que tenha combustão. 

A versão EXR 2.0 chega ao mercado custando 84 mil reais e terá airbags laterais, maçanetas cromadas, GPS, freios com sistema EBA, teto solar, sistema VSA, dois tweeters e sistema MA-EPS, que deixa a direção mais dura se o motorista fizer algum movimento no volante de maneira instável.

Já a versão LXS que custará 66 mil reais mantém o motor 1.9 Flex 16V com 140 cv, mas agora traz seis marchas no modelo com câmbio manual. Além disso, o modelo conta com conexão bluetooth para celulares e chave tipo canivete.

Por Felipe Santos Bonfim


A montadora japonesa lançará para o próximo ano sua nova geração dos carros sedan Civic.

Preocupada com sua maior concorrente, a Toyota, a Honda traz para o mercado uma nova geração de seu carro mais vendido. Sedan de luxo, o Civic é conhecido por seu bom espaço interno, ótimos acessórios e por sua segurança e estabilidade nas ruas.

A nova versão não traz lá grandes inovações para o já consagrado carro. Suas linhas e design não foram alterados em quase nada e seu espaço interno é quase o mesmo. Uma pequena diferença para os modelos anteriores é que sua capacidade no bagageiro foi levemente ampliada.

O carro tem motor 1.8, 16v, com 140 cavalos de potência e transmissão automática de cinco marchas. O novo Honda Civic vem equipado de teto solar, bancos de couro e sistema de som com Bluetooth, em sua versão mais cara.

O carro chegará às concessionárias em 2012.

Por Rodolpho Medeiros


O Honda Civic 2012 foi apresentado oficialmente no Salão de Nova Iorque.

A nona geração do modelo, que virá para o Brasil, possivelmente no início de 2012, será disponibilizada em sete versões, todas com novos itens de série, com destaque para a direção hidráulica adaptativa e o novo sistema multimídia.

A montadora japonesa revelou os preços para o mercado norte-americano. As versões de entrada, Coupe DX e Sedan, custarão a partir de US$ 15.605 (R$ 24.515), e vêm equipada com motor 1.8 i-VTEC, que gera 140 cv de potência. Já a versão mais envenenada, a Civic Si, empurrada pelo motor 2.4 litros, de 201 cv de potência e câmbio manual de seis marchas, terá o preço inicial de US$ 23.155 (R$ 36.376).

As versões econômicas do novo Civic prometem bons índices de consumo. O Civic Hybrid, que vai custar US$ 24.800 (R$ 38.960), tem um motor 1.5, a gasolina, combinado ao propulsor elétrico, que geram um consumo de 18,7 km/l. Para o Civic HF, o índice de economia é um pouco menor, 17,8 km/l, assim como o preço, US$ 20.205 (R$ 31.742). Já o modelo movido a gás, não teve o preço revelado, mas vai apresentar consumo de 13,7 km/l.


Com desenho agressivo, visual composto de linhas retilineamente limpas, enxutas e com uma frente arrojada que lembra superesportivos o Honda Civic Si é um sedã com alma de esportivo que chama a atenção logo a primeira vista. E o modelo que já está na sua nona geração, de acordo com sites especializados, poderá ter em sua versão mais esportivamente radical e uma nova motorização que elevará sua potência.

A nova e nona geração que foi apresentada no Salão de Detroit e tem previsão de inicio de vendas já no segundo semestre de 2011 deverá ganhar um novo propulsor para substituir o atual VTEC 2 Litros. Seria um motor 2.4 Litros de quatro cilindros que poderá render até 200 Cv de potência incrementando ainda mais o modelo e aumentando sua alma esportiva.

Mas para os adeptos brasileiros deste modelo da Honda a chegada da nona geração poderá representar o momento oportuno para o fim da linha do Civic Si no mercado nacional em virtude do seu alto preço no Brasil.

Por Mauro Câmara


A preocupação com a emissão de agentes poluidores e principalmente com o respeito às normas que visam à proteção do meio ambiente parece estar a cada dia mais sérias, principalmente na Europa. Exemplo disso é o comunicado da Honda do Japão informando que não vai mais comercializar a versão esportiva do seu modelo Honda Civic, o Type R em alguns países da Europa, pois o carro não atende a norma Euro 5 que trata do limite das emissões de poluentes originados de veículos automotores. Desta forma o modelo esportivo só poderá, nestes mercados, ser vendido até o final deste ano.

O carro que tem um design razoavelmente atraente é um esportivo de três portas que vem equipado com um motor 2.0 Litros de 200CV de potência que lhe garante o desempenho de um esportivo de classe. Desde o seu lançamento em 2007 a Honda já vendeu no Reino Unido 12 mil unidades deste esportivo, mas agora no atendimento da norma européia sobre emissões o modelo só será vendido em países que não sigam esta norma e na Austrália e África do Sul.

Esta retirada do mercado significa uma conscientização, pelo menos na Europa, de que uma das principais características dos carros modernos tem que ser a preocupação com a poluição e, portanto, estes novos veículos devem ser além de econômicos, confortáveis, seguros, eficientes e principalmente menos poluidores.

Que a saída da versão esportiva do Civic signifique a abertura de espaço para modelos ecologicamente menos poluentes e que este exemplo possa se repetir em outras partes do mundo.

Por Mauro Câmara

Fonte: UOL


A Honda já está comercializando a linha New Civic 2011 sem mudanças, e o modelo será oferecido em 3 versões diferentes: LXL, LXS e EXS.

A novidade ainda fica por conta da versão LXL, que traz os itens da LXS e mais alguns, como abertura do porta-malas com chave, retrovisores elétricos dobráveis, rodas diferenciadas e transmissão automática estilo “borboleta” (através do volante). Todas as versões – LXS, LXL e EXS – tem motor i-VTEC 1.8l SOHC Flex, com 140 cv.

Quanto aos itens de segurança, os modelos 2011 mantém o freio a disco nas 4 rodas, ABS e EBD (Electronic Brake Distribution), e ainda traz air bags frontais e cintos de segurança de três pontos para o motorista e todos os passageiros.

Por Eloir Junior





CONTINUE NAVEGANDO: