Veja aqui o preço e as novidades do Jeep Compass Sport 4×4 2017.

Introduzido em 2007, o Jeep Compass foi uma afronta para os tradicionalistas do Jeep, principalmente porque compartilhou os bastidores da frente-roda com o Dodge Caliber. O novo Compass Sport 4×4 de 2017, lançado no Brasil por R$ 117.990, vem trazendo beleza e inovação para a marca. O Compass Sport 4×4 é uma junção de tradição e inovação da última criação da Jeep, o qual é permanecido as sagradas características que fizeram o legendário design da marca Jeep.

Com um perfil estilizado e aerodinâmico, o carro foi projetado em cada detalhe, desde a moldura cromada que rodeia as janelas para a grelha de sete fendas até a assinatura hipnótica do LED de seus faróis.Com essa nova máquina, destaque-se da multidão com o perfil agressivo e sofisticado do novo Compass Jeep. Por dentro das novas tendências, desfrute de um veículo com muita personalidade e presença, reforçada pelo seu design aerodinâmico. O telhado preto e a guarnição do cromo que circula as janelas e a janela traseira tornam o novo SUV imediatamente reconhecível . O novo modelo permite ao motorista dirigir o carro como muito mais facilidade do que as versões anteriores.

As novas formas esculpidas, elementos distintivos do design Jeep, materiais de alta qualidade e tecnologia de ponta, tornam o interior do novo Jeep Compass Sport 4×4 o ambiente perfeito para aproveitar sua viagem. Prepare-se para começar a dirigir: a posição de condução cuidadosamente projetada possui um painel de cores cheio de 17,8 cm (7 "). Não retire as mãos do volante e fique atento à estrada enquanto controla os sistemas de áudio e voz, além da velocidade, com os controles integrados.

Experimente uma maneira mais inteligente, simples e segura de usar seu smartphone Android ou Apple dentro do Jeep Compass Sport 4×4, que permite fazer chamadas telefônicas, acessar música, enviar e receber mensagens e muito mais. Descubra uma nova maneira de permanecer conectado ao seu smartphone com os novos recursos disponíveis no NAV.net da Uconnect de 21,3 cm (8,4 "). O Apple CarPlay permite que os usuários do iPhone acessem o Apple Maps, mensagens, telefone e Apple Music através do Siri. O Android Auto permite acesso fácil e seguro ao controle de voz mãos-livres, ao Google Maps e ao Google Play Music, através dos controles da tela de toque ou do volante da Uconnect .

A combinação de capacidade 4×4 com motores e transmissões eficientes, torna o novo Jeep Compass o compacto mais compacto em seu segmento. Escolha entre 2 motores a gasolina e 3 motores a diesel. A lendária capacidade 4×4 da Jeep oferece um novo sistema de acionamento permanente 4WD, que permite aos clientes fazer o que nenhum outro SUV compacto pode oferecer. O conforto autêntico é baseado em desfrutar de uma experiência autêntica com total segurança e proteção. O novo Jeep Compass Sport 4×4 protege motoristas e passageiros com mais de 70 recursos de segurança disponíveis. Os sete airbags ativos e passivos padrão e múltiplo oferecem proteção incrível e condução sem preocupações.

O veículo também possue o comando Select terrain e vem com os modos Snow (neve), Sand (areia) , Mud (lama) e Auto (automático). Além do mais, a tração Jeep Active Drive proporciona ao motorista maior estabilidade e segurança no asfalto. O Compass Sport 4×4 também tem a opção stop/start. Se você estiver em trânsito intenso, ele reduz o consumo e emissãode poluentes. Ele também possui ar condicionado digital, câmera de ré, controle de capotamento, freio a disco nas quatro rodas, freio de estacionamento elétrico, Hill Start Assist, controle de velocidade de cruzeiro e volante ajustável em altura e profundidade (em couro).

Samuel Perpétuo


Confira a ficha técnica, as versões comercializadas e os preços do Jeep Renegade.

O SUV Jeep Renegade é compacto mais comercializado no Brasil, atualmente. No mês de dezembro do ano de 2015 o modelo vendeu 6.561 exemplares diante de 6.167 do seu maior rival no segmento, HR-V da Honda.

Quando se fala em Jeep, imediatamente vem a cabeça, a versão do Jeep lançado nos anos 50, um veículo durão forte tanto para estrada como também para a cidade. Entretanto com a chegada do Jeep no modelo Renegade exatamente no mês de abril de 2015, aquele conceito de veículo produzido de forma exclusiva para estradas “perigosas” e trilhas ficou par a trás, e a atual versão caiu no gosto dos consumidores rapidamente, sendo assim um dos veículos mais desejados do Brasil.

PREÇOS e VERSÕES do JEEP RENEGADE

Os preços sugeridos divulgados para o modelo Jeep Renegade:

Jeep Renegade 1.8 Manual Flex – R$ 72.990,00

Jeep Renegade Limited Automático 1.8 Flex – R$ 97.990,00

Jeep Renegade Limited Automático (com teto solar) 1.8 Flex – R$ 104.790,00

Jeep Renegade Longitude Automático 1.8 Flex – R$ 90.990,00

Jeep Renegade Longitude Automático (com teto solar) 1.8 Flex – R$ 97.790,00

Jeep Renegade Longitude Automático 2.0 à Diesel – R$ 123.490,00

Jeep Renegade Sport Automático 1.8 Flex – R$ 85.990,00

Jeep Renegade Sport Automático (4 x 4) 2.0 Diesel – R$ 115.990,00

Jeep Renegade Sport Manual 1.8 Flex – R$ 79.490,00

Jeep Renegade Trailhawk Automático 2.0 Diesel – R$ 136.990,00

Confira a Ficha Técnica do Jeep Renegade 2017

A parte Técnica do modelo e também seu preço, foram os itens que ajudaram o Jeep Renegade a se tornar um dos carros de maior preferência do Brasil no ano de 2015. Os equipamentos principais da sua ficha técnica são:

§ Motorização Flex (etanole gasolina);

§ Propulsor com Injeção por Multi Ponto;

§ Velocidade máxima com etanol de 182 Km/l e com gasolina é de 180 km/l;

§ A capacidade do tanque de combustível é de 60 L;

§ A capacidade do porta malas é de 260 L;

§ Transmissão manual de 5 velocidades;

§ Direção elétrica;

§ Tração dianteira;

§ São quatro freios à disco, sendo os dois dianteiros ventilados;

§ Bluetooh;

§ Garantia de motor e câmbio;

§ O comprimento é de 4232 mm;

§ A altura é de 1666;

§ A largura é de 1798 mm;

§ Quatro alto falantes.

Por Filipe Silva

Jeep Renegade 2018


O modelo é comercializado em quatro versões diferentes, que possuem preço sugerido inicial de R$ 99.990.

O modeloJeep Compass conta com propulsores 2.0 a diesel, com 170 cavalos e 2.0 flex com 166 cavalos.

O Jeep é comercializado em quatro versões diferentes, que possuem preço sugerido inicial de R$ 99.990: Longitude, Sport, Trailhawk e Limited. São oferecidos com dois propulsores, ambos 2.0, entretanto o flex gera uma potência de 166 cavalos, já o diesel gera 170 cavalos. A primeira opção tem acoplado um câmbio automático com seis velocidades e somente tração na dianteira. Já a versão diesel possui câmbio automático com nove 9 velocidades e tração nas quatro rodas.

O veículo é equipado com propulsores 2.0 Flex Tigershark com 166 cv de potência e torque de 20,5 kgfm e também um 2.0 diesel Multijet II com 170 cv de potência e torque de 35,7 kgfm. Estes motores fazem com que o Jeep alcance uma velocidade máxima que a 194 quilômetros horários.

Sua aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10 segundos e seu consumo de combustível dentro da cidade é de 9,8 km/litro, já no perímetro rodoviário é de 11,4 km/litro, isso na configuração Trailhawk.

Confira as versões e os preços do Jeep Compass linha 2017:

Sport flex – R$ 99.990

Equipamentos de série: direção elétrica, ar-condicionado, sensor e câmera de ré, controles de estabilidade e tração, banco do condutor com regulagem elétrica, assistente de partida em rampas, central multimídia com navegação e display de 5 polegadas, rodas de 17 polegadas e controle de velocidade de cruzeiro.

Longitude flex – R$ 106.990

Equipamentos de série: iguais a versão acima, somado com partida e acesso sem ao uso de chave nas mãos, ar-condicionado digital dual zone, luz diurna de LED, central multimídia com 8,4 polegadas e rodas de 18 polegadas.

Longitude diesel – R$ 132.990

Equipamentos de série: idem a versão acima.

Limited flex – R$ 124.990

Equipamentos de série: igual da configuração Longitude, e ainda detector de ponto cego, airbags de cortina, de joelho (para condutor) e laterais, faróis de xenônio, sensores de chuva e luz, bancos de couro e quadro de instrumentos configurável.

Trailhawk diesel – R$ 149.990

Equipamentos de série: igual a versão anterior, somado a protetores de cárter, ganchos para fixação de cargas no porta-malas, suspensão e tanque elevados e ganchos de reboque.

Por Filipe Silva

Jeep Compass 2018


Modelo passará por mudanças e começará a ser produzido a partir de novembro deste ano.

A Jeep, atual fabricante da linha Crysler, embora ainda não tenha admitido publicamente, deverá retomar a produção da linha dos robustos jipes Wrangler, segundo a americana FCA.

Segundo a imprensa especializada, até meados de novembro a retomada da linha de montagem deverá ser instalada no estado de Ohio, mais precisamente na cidade de Toldo. Deste modo, a atual montagem dos veículos deverá ser transferida para o estado de Illinois.

Com a volta da fabricação deste tipo de Jipe, serão necessários novos investimentos em alta tecnologia, já que a empresa pretende alterar o projeto inicial do veículo e mexer na estrutura dos novos modelos, onde o material empregado passaria a ser o alumínio, em vez do tradicional aço pesado. Para tal, a empresa vai ter que mexer na sua linha de produção, pois este material exige que novos procedimentos sejam adotados.

Além de mexer na plataforma base do projeto, a Jeep pretende adotar as novas tecnologias inclusive na nova mecânica, que deverá ser alterada também. Neste ponto, a utilização do alumínio deverá entrar inclusive na fabricação do próprio motor dos novos modelos.

Já se sabe que a nova montagem dos veículos deverá se concentrar em novos modelos batizados de ‘Hurricane’. A mecânica deverá contar com motores que deverão adotar o novo princípio da compressão variável, com comando de válvulas variável. Aliás, esta é a mais nova tendência a ser apresentada no próximo Salão de Detroit neste mês de janeiro. A utilização será um motor do tipo 2.0, movido a gasolina e do tipo turbo. Tudo isso poderá render uma potência em torno dos 300 cavalos força com um câmbio manual de oito marchas, em contraposição aos últimos modelos que foram fabricados e eram de cinco tempos.

Os novos modelos deverão ser fabricados em estilo de cabine dupla, ao contrário dos últimos exemplares do tipo Unlimited e Sport, que deverão deixar a linha de produção da empresa em meados de março deste ano. A Jeep pretende investir no segmento SUV, uma tendência mundial e neste sentido, ela vai aproveitar a pausa dada a partir do mês citado para de adaptar às novas tecnologias que deverão ser empregadas na fabricação da nova linha em novembro.

Emmanoel Gomes


Novo carro deverá ser produzido em Pernambuco e tem seu lançamento previsto para o próximo mês.

No meio da grande crise financeira que vem atingindo o Brasil, vários setores da economia está sofrendo sobremaneira com os reflexos da desaceleração da economia e neste contexto os mais variados ramos da indústria do país têm buscado alternativas inteligentes para tentar driblar a crise. Para muitas empresas do setor automotivo, a solução está sendo lançar novos modelos, a fim de atrair a atenção dos consumidores.

É nessa perspectiva que a grande e renomada empresa fabricante de veículos automotores Jeep está trabalhando a todo vapor no seu mais novo veículo que será lançado aqui no país, este veículo está sendo denominado com o codinome “551”, contudo, a sua identificação já foi revelada pela fabricante e trata-se de uma aposta em âmbito global da empresa que é a nova geração do Compass, porém, ao que tudo indica este nome ainda não está totalmente confirmado e poderá passar por alterações até a data do lançamento oficial do veículo.

Há alguns meses este novo veículo da Jeep já vem sido visualizado em testes no estado de Pernambuco, durante estas visualizações foi possível verificar que esta nova aposta da Jeep terá um porte menos avantajado que o Cherokee e maior que que o Renegade. A principal missão desse novo veículo da Jeep será a de chegar ao mercado e brigar contra concorrentes renomados e de peso, tais como os conhecidos Kia Sportage, Hyundai ix35, bem como o Honda CR-V.

Pelas especulações que já estão sendo difundidas a respeito do veículo, ao que tudo indica ele será o terceiro carro a ser produzido na unidade da Jeep localizada de Goiania (PE), unidade esta que atualmente já faz a produção da picape Fiat Toro e do Jeep Renegade. Vale ressaltar que este novo veículo da Jeep será construído sobre a plataforma da picape Fiat Toro.

Devido ao fato de estar sendo uma aposta em âmbito global, a fabricante está trabalhando com bastante cautela e atenta a todos os detalhes, motivo este que fez com que a estreia do veículo que anteriormente estava prevista para ocorrer no mês de abril deste ano, no Salão de Nova York, atrasasse e foi reagendada para o mês de novembro ainda deste ano no Salão do Automóvel de São Paulo.

Por Adriano Oliveira


Modelo conta com motor Tigershark 2.4 e custará cerca de 640 mil pesos argentinos.

Após iniciar as vendas do Renegade na Argentina durante o mês de Fevereiro, a Jeep traz uma grande novidade para o país argentino, o lançamento de sua versão Longitude, que conta com motor 2.4, tração integral e opção de câmbio automático.

O modelo fabricado e importado do Brasil conta com propulsor Tigershark 2.4 de 16 válvulas, capaz de fornecer 197 cavalos de potência e 24 Kgfm de velocidade de torque máximo. Além disso, a versão possui câmbio automático de nove velocidades e tração integral, que pode ser obtida opcionalmente.

O valor da nova versão é de 640 mil pesos argentinos, algo em torno de R$ 150.000, conforme a cotação atual do real, sem taxas e impostos.

O motor e câmbio de alto desempenho torna a versão Longitude a mais potente do segmento compacto. Vale lembrar que a versão Multijet 2.0, comercializado no Brasil, não deverá ser lançada em terras argentinas, devido às elevadas taxas de impostos.

Os equipamentos que incorporam a versão Longitude sãs os mesmos encontrados nas versões disponíveis no Brasil, como o controle de tração, freios a disco, travas elétricas, faróis próprios para ambientes com neblina, rodas de liga leve, entre outros. A conexão por satélite (GPS), central multimídia e Bluetooth também estão disponíveis, como itens de série.

A primeira versão disponível na Argentina foi a Sport, que conta com motor 1.8 e transmissão manual de cinco velocidades, ao contrário do que ocorre no Brasil.

Até o momento, a fabricante não oferece modelos com o propulsor 2.4 no Brasil, devido ao alto preço de sua fabricação. Caso o motor 2.4 fosse adotado no Brasil, haveria um aumento de imposto sobre produtos industrializados (IPI) nas versões abastecidas a álcool e a gasolina. Dessa forma, se tornaria inviável a aquisição do modelo no país. Essa política não é praticada no restante da América Latina, o que possibilita a venda da versão em outros países, como a Argentina.

Apesar disso, os modelos 1.8 vendidos no Brasil devem receber algumas melhorias durante o próximo ano. Embora não seja um dado oficial, o compacto deverá contar com um novo propulsor que equipa um dos maiores sucessos nos últimos meses, a picape Fiat Toro, que promete reduzir o consumo de combustível.

Por Wendel George Peripato


O novo Jeep Renegade aparecerá no Salão de Genebra acompanhado de um trailer com capacidade off-road que foi desenvolvido pela Mopar (fornecedora de acessórios automobilísticos das principais marcas) especialmente para a feira europeia do Salão de Genebra.

O trailer é projetado para enfrentar terrenos irregulares, com acabamento em aço escovado e tela touchscreen que repete as mesmas imagens e funções exibidas na tela interna do carro com 5 ou 6 polegadas. O acessório é inspirado na tecnologia utilizada pela marinha e pela aviação, o que inclui conectividade com redes sociais, GPS, streaming de músicas e notícias. O trailer foi batizado de Hard Steel e para completar o design inovador, rodas de 16 em liga-leve com acabamento na cor preta, igual aos detalhes do SUV como os para-choques e a capota marítima. 

Já o novo Renegade, surpreende mais uma vez com o melhor do 4×4 reunindo potência e economia. Quanto ao design, aproveite ao máximo da paisagem e natureza com o teto solar elétrico e removível, seletor de terreno com Selec – Terrain, elevação de suspensão de 0.8 polegadas de fábrica, placas de proteção inferior, rodas de 17 polegadas off-road de alumínio, direção elétrica, controle eletrônico de estabilidade, freio de estacionamento elétrico e lanternas traseiras com detalhes inspirados nos antigos galões de gasolina militares. O catálogo de cores para  veículo também está disponível para o tradicional e retrô verde militar a um moderno tom de laranja.

Não há previsão para  venda do reboque da Jeep, já o utilitário esportivo Renegade, terá três versões disponíveis no mercado a partir de abril: Sport, Longitude e Trailhawk, com duas opções de motorização e três de câmbio.

Os preços ainda não foram definidos, mas o valor ficará entre R$ 68 mil e R$ 105 mil na versão top de linha com motor 2.0 diesel com tração 4X4, câmbio automático de nove marchas e 170 cv de potência. A loja exclusiva da marca aguarda os novos modelos a partir de 4 de abril em Chapecó, Santa Catarina.

Por Maria Salete Zanirato

 

Jeep Renegade com trailer

Jeep Renegade com trailer

Jeep Renegade com trailer

Fotos: Divulgação


A marca Jeep está realizando o lançamento do modelo Wrangler X que será comercializado inicialmente na Europa. No ano passado (2014) o veículo foi mostrado no Salão de Paris, localizado na França. O Wrangler X virá com as opções de duas ou quatro portas, além de duas alternativas de motor: 2.8 turbodiesel de 200 cavalos ou V6 3.6 Pentastar de 248 cavalos. O câmbio do modelo será manual de cinco velocidades.

Alguns detalhes podem ser notados na parte externa como, por exemplo, a cor preta da grade dianteira e as rodas de 18 polegadas que possuem este mesmo arremate. O modelo também apresenta a opção do para-brisa rebatível, proporcionado um entretenimento ao motorista permitindo que ele dirija ao ar livre. Desenvolvido com um estilo aventureiro o modelo também apresenta a alternativa de retirar as portas.

O Wrangler X apresenta uma excelente estrutura de segurança e proteção. Neste sentido ele oferece airbags multiestágio que proporcionam uma melhor proteção ao motorista e aos passageiros, juntamente com os airbags da parte lateral do veículo com detecção por sensor. O veículo está equipado também com um sistema de freio ABS com disco nas quatro rodas, integrado com um freio auxiliar para aumentar a proteção.

Outra característica do modelo é Controle eletrônico de estabilidade (ESC) que visa manter a segurança dos ocupantes em todo o trajeto. Existe mais um diferencial no Wrangler X que consiste em seu sistema que controla a pressão de ar nos quatro pneus, permitindo que o motorista trafegue com segurança e tranquilidade.

Na parte interna ele possui um excelente acabamento nos bancos em um estilo esportivo, tendo detalhes da costura na cor cinza. Apresenta também: volante multifuncional revestido em couro, bancos dianteiros com opção de aquecimento, tapetes Mopar, sistema multimídia com tela de polegadas, tendo entrada para USB, AUX e DVD. O modelo terá quatro opções de cores, para serem vendidas no mercado, sendo elas: amarelo, preto, vermelho e branco.

Jeep Wrangler X

Jeep Wrangler X

Fotos: Divulgação


Apresentado no último Salão do Automóvel em São Paulo, o Jeep Renegade chega com promessas de ser o mais vendido da categoria SUV no Brasil, tarefa nada fácil quando se tem concorrentes como o Renault Duster e o líder Ford EcoSport.

O modelo, que começará a ser produzido no Brasil a partir de março do ano que vem, terá opções de motor diesel em todas as versões, se tornando o primeiro compacto SUV a ter essa opção no país. Ainda não se tem detalhes de qual será a motorização biocombustível, mas provavelmente será uma variação do 1.8 de 132cv, que equipa o Línea, Bravo e alguns outros modelos da Fiat.

Algumas outras armas para bater a concorrência do novo Jeep Renegade são os três tipos de transmissão (manual de cinco marchas e automática de seis ou nove velocidades) e o sistema de tração integral, semelhante ao de outros carros da montadora como o Cherokee, que permite escolher entre cinco diferentes tipos de piso através de um botão giratório.

Foto: divulgação

Além disso, o diretor-geral da marca no Brasil, já anunciou que os preços serão “bem competitivos”, para concorrer não só com utilitários, mas com sedas também.

O Jeep Renegade agrada no quesito conforto, com amplos ajustes de altura e profundidade dos bancos, além de ter um painel completo com ótima visibilidade e tela digital entre os dois mostradores principais.

O Renegade chegará ao Brasil em três versões: A Sport, perfeita para quem quer um equilíbrio entre andar no asfalto e terra sem grandes pretensões; A Longitude, que é  a versão intermediária aqui no país, e a Trailhawk, a verão mais completa no novo compacto SUV, com todas as opções de conforto e mobilidade, é sem dúvida a versão que mais agrada aos olhos e também será a mais cara.

Foto: divulgação

A única versão que ficou de fora na produção brasileira é a Limited, que funciona como intermediária em outros países.

Como a marca promete ser líder de vendas no próximo ano, veremos uma boa competição no segmento, que cada vez atraí mais consumidores. Basta saber se, além de todas as suas qualidades, o carro terá armas de marketing para atrair novos clientes e conseguir desbancar os concorrentes.

Por Tom Vitor de Freitas


A nova versão do Grand Cherokee chega com motor 3.0 V6. A versão é ainda mais potente do que o modelo movido a gasolina

Mais ou menos três meses após mostrar ao público a nova linha do Grand Cherokee com motor a gasolina e com um visual repaginado a divisão brasileira da Jeep decidiu voltar ao noticiário automobilístico ao anunciar o lançamento do mesmo veículo. Mas essa versão conta com uma motorização turbodiesel. Um detalhe que não pode passar em branco é o fato de que o modelo passa a ser o veículo mais caro da montadora, o que é válido também para o Brasil. O Novo Grand Cherokee não sai das concessionárias por nada mais nada menos do que R$ 239.900.

O Grand Cherokee diesel, que em tempos passados ainda tinha o sobrenome “CDR” mudou até o motor. Para relembrar, anteriormente o modelo era movido pelo bloco de motorização Mercedes-Benz 3.5 V6, um detalhe que veio junto com a herança deixada pelo grupo Chrysler ainda quando fazia parte do grupo Daimler, que por sinal é dono da Mercedes-Benz.

A nova linha do SUV agora conta com um propulsor Fiat Powertrain 3.0 V6 de 241 cv capaz de gerar 56 kgfm de torque. Vale lembrar que a Chrysler agora pertence ao grupo Fiat.

Em termos gerais todas as alterações feitas no veículo trouxeram mais benefícios do que malefícios. O modelo ficou mais rápido, tem mais capacidade em trechos off-road. Já em termos de combustível o carro ficou 10% mais eficiente no consumo do combustível.

Outro detalhe é que o Grand Cherokee também apresenta um desempenho relativamente superior ao modelo com movido a gasolina. Isso pode ser aplicado tanto no que diz respeito à aceleração quanto ao alcance.

De acordo com as informações divulgadas pela Jeep, SUV turbodiesel vai de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos e possui uma autonomia de 1.400 km para um tanque com capacidade  de 93 litros. Só por curiosidade o modelo que é movido a gasolina apresenta a aceleração de 8,3 segundos e um alcance para o mesmo tanque de 1.100 km.

Por Denisson Soares

Novo Jeep Grand Cherokee

Foto: Divulgação


O Grand Cherokee é o modelo de luxo da Jeep e muito apreciado pelos brasileiros. Desde o começo do ano a versão com motor a diesel tem sido comercializada no Brasil.

Esta versão só é vendida na configuração top de linha com preço que pode chegar a R$ 220 mil. Embora a versão com motor a diesel ainda seja uma novidade no mercado brasileiro, a Jeep já divulgou que a nova geração do Grand Cherokee chegará ao Brasil no ano que vem.

A marca divulgou também que a nova tecnologia desenvolvida visa aumentar o desempenho do motor em 10% se comparado à versão com motor a diesel.

Outra novidade é que na nova geração o motor será menos poluente e mais econômico, sendo que um litro de combustível fará cerca de 12 quilômetros. O sistema do motor desativa dois cilindros quando o motorista pisa mais e exige mais potência, assim se usa menos combustível.

O lançamento da nova geração do Grand Cherokee está previsto para março de 2014, por isso os admiradores desse carro já devem ir preparando o bolso.

Por Jéssica Posenato


Outra interessante novidade está prestes a chegar no mercado automobilístico de todo o mundo, pois o Jeep Grand Cherokee irá receber um facelift que consiste em pequenas mudanças estéticas sem causar uma reestilização no modelo.

Este veículo foi muito questionado quando uma revista sueca testou a Cherokee e ela capotou na primeira vez e andou apenas sobre duas rodas na segunda vez tornando, assim, questionavél a sua segurança.

Nesta inovação feita pela montadora Crysler, na Grand Cherokee não se sabe se estas questões técnicas foram resolvidas, mas do ponto de vista estético a parte dianteira deste carro será a mais modificada, com a icônica grelha dianteira menor que a utilizada no modelo atual.

Além disso, o seu pára-choque terá um novo desenho, seus faróis de neblina foram alterados, a parte inferior do veículo será parecida com o Dodge Journey, além de um monitor com tela touch screen maior melhorando, assim, a interação com as opções de entretenimento existentes no veículo.

Com relação ao motor, ele será o 3.0 V6 turbodiesel com 241 cavalos de potência ou o 6.4 V8 com 468 cavalos de potência, o qual possui a tecnologia chamada Fuel Saver que desliga quatro dos seus oito cilindros quando a potência utilizada não exige o uso de todos eles.

Portanto, para aqueles que gostam deste modleo de SUV basta aguardar pois em pouco tempo todas estas novidades e inovações vão estar disponíveis para aquisição no mercado automotivo de todo o mundo.

Por Ana Camila Neves Morais


A montadora Chrysler, empresa que tem participação acionária da Fiat, e cuja parceria com a fabricante italiana vem crescendo e trazendo bons resultados, tem planos audaciosos. A empresa projeta o lançamento de dois novos SUV’s compactos. Um seria  o Giulietta, produzido para a Alfa Romeo, e seria o primeiro veículo deste tipo da marca, provavelmente usando a plataforma de um modelo de sucesso da Alfa Romeo, ou baseado no carro conceito Kamal de linhas arrojadas e desenho imponente.

O outro SUV será destinado a Jeep para substituição do Jeep Patriot que deixará de ser fabricado em 2013. O atual Patriot é um utilitário de Porte com linhas clássicas que identificam o design da Jeep e aparência robusta, que agrada aos admiradores deste tipo de veículo.

De acordo com sites especializados, os investimentos para a criação e produção destes projetos deverão exigir cerca de 1,3 bilhões de euros e os modelos serão fabricados Turim. Estima-se que metade da produção, calculada em 280.000 unidades/ano, se destinará a exportação, voltada principalmente para o mercado norte-americano.

Por Mauro Câmara





CONTINUE NAVEGANDO: