A intenção da Renault ao lançar o modelo Alaskan 2018 é fazer com que esta picape concorra a nível mundial com outros automóveis desta mesma classificação.

Presente na lista das principais montadoras de automóveis do mundo, a Renault sempre lança modelos para serem destaques durante o ano. E a novidade para 2018 é a Renault Alaskan. Segundo informações da montadora francesa, as unidades desta picape devem chegar nos próximos meses ao mercado nacional. Saiba agora um pouco mais sobre este automóvel e quem sabe ele não pode ser a sua próxima compra no setor automobilístico.

Primeiras informações sobre a Renault Alaskan 2018

A intenção da Renault ao lançar o modelo Alaskan 2018 é fazer com que esta picape concorra a nível mundial com outros automóveis desta mesma classificação. Para isso, a empresa francesa deve colocar à venda quatro versões do modelo.

Confira agora a lista das versões da Alaskan levando em consideração as que possuem da maior a menor tração nas rodas:

Diesel 4×4 Automática TOP.

Diesel 4×4 Automática.

Diesel 4×4 Mecânica.

Flex 4×2 Mecânica.

O design da nova Alaskan

O primeiro ponto a se falar deste automóvel é que para todas as versões que foram citadas acima o visual continua o mesmo. O que muda mesmo é só a tração nas rodas. Explicado este ponto, agora é importante falar sobre o novo visual da Renault Alaskan 2018.

Este modelo foi reformulado em seu desenho frontal. Pois, a grade frontal conta com três linhas na horizontal que estão maiores. Além disso, as linhas que fazem parte dessa grande ganharam um novo formato. O símbolo da montadora também está maior na parte frontal do carro.

Os faróis também ganharam novas dimensões, como eles estão maiores, os faróis pegam um pequeno pedaço da lateral do automóvel. A linha que faz o ligamento entre o para-brisa e o capô está mais suave. Deixando o carro mais sofisticado, mesmo que a Renault tenha apostado no visual esportivo já que se trata de uma picape.

Já para a parte traseira desta picape, a grande mudança foi quanto ao bagageiro. Este compartimento ganhou dimensões maiores. Além disso, o material usado para revestir o bagageiro também foi mudado. Dessa forma, objetos mais pesados podem ser transportados com mais facilidade.

A parte interna da Alaskan também foi adulterada. O painel está muito mais moderno, ele conta com uma tela em LCD e touchscreen. Esta tela ainda conta com funções como câmera de ré, GPS e Bluetooth. Todos os conteúdos que ali são reproduzidos contam com uma alta definição. O consumidor pode escolher entre um painel de couro ou não.

Os visores como de velocidade, quantidade de combustível e relógio apresentam cores mais vivas e mais fáceis para que o motorista faça uma leitura mais rapidamente. O porta-luvas ganhou uma reclinação e mesmo assim conta com um bom espaço interno. Já o volante foi coberto por couro e também apresenta botões para que o motorista possa controlar diferentes funções do veículo. O motorista também pode acionar os recursos do carro por meio dos botões que ficam em sua porta. Os bancos ganharam novas posições e são aquecidos. Por fim, a Renault Alaskan 2018 ainda apresenta um compartimento de airbags muito mais seguro e eficaz.

Sobre o motor da nova picape da Renault

A Renault Alaskan 2018 pode ser encontrada na versão com 190 cavalos ou 160 cavalos. Além disso, o motor deste veículo apresenta 4 cilindros. A marcha pode ser automática (sete) ou manual (seis). Uma outra vantagem deste veículo é que ele pode ser abastecido com diesel ou gasolina. Não se tem informações sobre o consumo médio da Alaskan com cada combustível.

Informações sobre o preço da Alaskan 2018

As primeiras informações sobre o preço das versões da Renault Alaskan dão conta que os valores tendem a variar entre R$ 115.000,00 e R$ 180.000,00.

Para mais informações, acesse https://www.renault.com.br.

Por Isabela Castro

Renault Alaskan 2018


Novo modelo chega às concessionárias em versão diesel mais barata.

Para os admiradores da famosa picape Ranger, da Ford, neste ano de 2017 a montadora sai com mais uma boa notícia para quem anda pensando em levar um modelo para casa. Ela acaba de ser anunciada também na versão diesel e com uma boa novidade: O preço.

Sem medir esforços para concorrer dentro de um segmento cada vez mais alvo das atenções das montadoras presentes no país, a Ford resolveu investir pesado neste tipo de veículo no Brasil.

O anúncio da nova versão veio exatamente para acirrar mais ainda o mercado. A vantagem só será boa para o consumidor que poderá escolher entre tanta outras a que melhor cabe nas suas necessidades e no seu bolso.

A nova versão para o mercado de picapes chega para esquentar mais ainda a disputa e o seu lançamento é uma tentativa de fincar o pé num mercado que tem como concorrentes a Hilux (da Toyota) e a nova S10 (da Chevrolet).

Quais os detalhes técnicos incorporados pela nova versão a diesel?

Antes de falar propriamente de todas as novidades, uma grande atração para todos os consumidores é o preço. A nova versão chega às concessionárias de todo o país por nada menos que R$ 136.000,00, um valor inferior ao seu modelo similar à gasolina e em relação aos seus concorrentes.

Com poucos detalhes sobre quais as especificações estão presentes no novo modelo, a Ford lança esta sua versão à diesel mantendo alguns itens comuns e que são utilizados na sua versão à gasolina. São eles: o sensor de estacionamento e a câmera que deverá facilitar e muito a vida de quem vai dar uma ré no novo modelo anunciado.

A Ford decidiu também juntar ao novo modelo algumas opções que podem ser suficientes para conquistar os consumidores brasileiros. São eles: O controle de estabilidade e tração, sete airbags, assistente de partidas em terrenos com aclive, ar condicionado, direção elétrica e piloto automático.

A versão à diesel chega ao mercado com mais de uma opção para o consumidor. Por exemplo, no catálogo do lançamento está disponível para venda o modelo XLS 2.2, tipo 4×2 e com câmbio manual. Esta opção é destinada para aquela fatia de consumidores que utilizam picapes do tipo da Toro, da Fiat.

Neste modelo, a Ford utilizou o motor do tipo Duratorq com mais de 150 CV e com um torque superior a 39,2 Kgfm.

Para quem prefere uma versão mais robusta e não dispensa uma tração 4×4, a edição chamada de Sportrac já sai de fábrica com o mesmo motor e um câmbio automático de seis velocidades. Esta versão foi concebida a partir da XLS. O que muda são alguns detalhes que dão um ar de sofisticação e luxo como o aplique no para-choque dianteiro, os adesivos na lateral da caçamba, o santantônio e o estribo na mesma cor, "cinza do tipo London", cor que prevalece nos aros de tamanho 17.

Quem quiser levar esta versão pra casa ainda tem direito a encostos de cabeça e soleira feitos em vinil por apenas R$ 163.000,00.

A notícia do lançamento da nova versão foi recebida com muita curiosidade, visto que o novo modelo poderá oferecer vantagens aos consumidores, principalmente em relação ao seu consumo. Nem a Ford e nem os especialistas ainda divulgaram dados referentes ao desempenho da nova versão à diesel, tanto na estrada quanto nas cidades. Espera-se que um baixo consumo para um alto desempenho possa valer a pena o investimento feito na compra de um modelo deste.

Mas mesmo assim, se você gostou da novidade, vale a pena fazer uma visita a uma concessionária da marca e conferir de perto mais esta novidade.

Emmanoel Gomes


Nova Picape da Renault promete agradar ao público com sua tecnologia e design.

Não é novidade para ninguém que a Renault chegou com tudo para tentar dominar o mercado de SUVs no Brasil. Desde o lançamento da Renault Duster, a montadora francesa passou por aperfeiçoamentos e modificações.

Após dois anos, surge a Alaskan, picape média da marca que promete chegar ao Brasil só em 2018.

Primeiramente vamos analisar o design da picape. A Renault Alaskan nasce com traços de Frontier, porém, de forma mais moderna e chamativa. Os seus faróis pontiagudos dão ao carro um ar de mais agressividade e ousadia. Além disso, passa um ar aventureiro. A grande logo da Renault chama atenção dos espectadores para a marca.

No que se refere à mecânica, a versão topo da Renault Alaskan vem equipada com um propulsor de 2.3 litros com 190 cavalos em potência máxima. Além disso, a picape terá opcionais de câmbio manual com seis velocidades ou automáticas com sete. Outro aspecto que chama atenção são os opcionais de tração, pois a Renault Alaskan poderá ser encontrada nas versões 4X2 e 4X4.

A tecnologia também não deixa a desejar na picape média da Renault. Entre os itens que mais chamam atenção estão a chave inteligente e câmeras que proporcionam visão em 360 graus para auxiliar o motorista na condução do veículo.

A robustez também deve ser destacada. A Renault Alaskan conta com rodas aro 18, capacidade para 1100 Kg e reboque que suporta 3500 Kg.

A Alaskan chega ao mercado brasileiro em 2018 para brigar com gigantes do mercado como Hilux, S10 e Ranger. Tal fato justifica a demora em seu lançamento, haja vista que não convém entrar em um mercado com exigências tão peculiares sem ter um produto que agrade o público que tanto anseia por inovações e tecnologia.

Do que foi analisado é possível concluir que, de fato a Renault Alaskan demorará um certo tempo para chegar às praças brasileiras, porém, tende a ser uma concorrente de peso para as principais picapes médias do mercado. A Renault aposta em modificações e tecnologias para que consiga conquistar um público que possui exigências tão peculiares como o do mercado de picapes médias e tende a conseguir, haja vista estar produzindo um longo cenário de teste e experiências com a Renault Alaskan.

RAQUEL ALICE MOREIRA


Nova geração tem previsão de chegar ao Brasil no 1º semestre de 2016.

A nova geração da Toyota SW4 tem previsão para chegada ao Brasil no primeiro semestre de 2016, com fabricação na Argentina, segundo divulgação da empresa, em evento internacional.

O novo SUV Fortuner, como é conhecido na Austrália, Tailândia (seus maiores mercados globais) e Oriente Médio, corresponde ao SW4, que será lançado no Brasil, e traz novidades na nova versão. Teve projeto desenvolvido no centro de produções da montadora Toyota, na Tailândia, com o auxílio de engenheiros e projetistas australianos e japoneses.

Com design sofisticado e particular, de traços ainda mais modernos, o novo SUV de grande porte apresenta diferenciações. Em sua parte dianteira, o modelo possui faróis com luzes diurnas de LED e projetores; grades novas, com filetes cromados e barras que se direcionam ao para-choque; também exibe molduras cromadas e espessas ao redor dos faróis de neblina. As laterais também dão continuidade ao estilo requintado do carro, com vidros de formatos distintos, com destaque para o design da porta traseira. Na parte de traz do veículo, lanternas de LED estreitas e divididas pela tampa do porta-malas, associadas a uma barra, também cromada, ajudam a compor o novo visual esportivo e moderno do SUV. 

O SW4 2016 apresenta modificações em sua dimensão: é 7 centímetros maior que o modelo anterior, 2 centímetros mais largo, 4,5 centímetros mais baixo, e continua com a mesma distância entre-eixos, de 3,08 metros.

No que diz respeito à mecânica, tem-se o novo motor GD 2.8 de 177 cv e 42,8 kgfm (câmbio manual) e 45,8 kgfm (câmbio automático) e transmissões de seis marchas, independentemente de ser manual ou automática.

Para o sistema de tração 4×4, a antiga alavanca deixa de existir, pois o acionamento desse sistema passa a ser eletrônico. O interior da picape transmite conforto, segurança e tecnologia, com revestimento em couro, a nova tela infotainment, no console central, bem como novos volantes e assentos. Há espaço para sete passageiros, e fixações Isofix para cadeirinhas de crianças, podendo chegar a conter 7 airbags.  Possui também volante multifuncional, sistema integrado de som Bluetooth/CD/USB, rodas aro 17 e porta-luvas com compartimento refrigerado.

Por Helem Franco

Toyota SW4

Toyota SW4

Fotos: Divulgação


Novo modelo alia conforto e praticidade para rodar na cidade ou no campo.

O que era bom ficou ainda melhor. A frase é um chavão, mas é a que melhor explica o que aconteceu com a Chevrolet S10 que acaba de ganhar a versão Advantage, uma das integrantes da família de novas S10 que conta, além da Advantage, também com as linhas FreeRide e Chassi Cab. Mas, os detalhes serão sobre a parte interna e externa da Advantage, a qual promete ser uma campeã em vendas.  

O sucesso que a GM Motors aposta na nova S10 Advantage está em um detalhe que todo brasileiro ama: a relação custo – benefício, pois promete o melhor em desempenho sem com isso elevar os custos com o diesel.

Ela só será comercializada na versão cabine dupla, o que, por sua vez, vai garantir mais conforto para quem pretende adquiri-la.  

Para quem anda muito pela cidade, a nova S10 promete praticidade e um bom dinamismo, porque vem com motor 2.4 Flex de até 147 cv de potência e transmissão de cinco marchas estilo manual. Para quem anda muito pelo campo, a S10 Advantage tem todos os atributos citados e ainda tração 4×2.  

Com um projeto de design simplesmente incrível, essa novidade da Chevrolet pode ser comprada nas cores Branco, Cinza Grafite e Prata, além de outros confortos como bancos com revestimento de tecidos de qualidade; banco de motorista com altura regulável, sistema multimídia Mylink, trio elétrico, ar condicionado, direção hidráulica, chave canivete e rodas escuras com aro 16.  

Ainda não foi revelado o preço que a S10 Advantage terá, o que só motiva ainda mais a curiosidade dos motoristas que gostam da performance da S10 desde que seu primeiro modelo foi lançado pela GM.

Abordando um pouco mais sobre as novidades, a linha Advantage também terá adesivos exclusivos e faróis especiais para neblinas.  

Quem quiser conhecer um pouco mais desse possante, basta acessar o site oficial da Chevrolet, endereçado no www.chevrolet.com.br, e ficar bem informado sobre a picape que promete arrancar suspiros dos que gostam de um carro estilo “raça forte”.    

Por Michelle de Oliveira

Chevrolet S10 Advantage

Chevrolet S10 Advantage

Fotos: Divulgação


Novo modelo apresenta características mais agressivas

Enfim chegou a hora! Depois de muito falar a respeito e de diversos flagras a Ford resolveu apresentar oficialmente o novo facelift da Ranger 2015. Como anunciado anteriormente a picape recebeu sua dose de reestilização. De acordo com as primeiras informações sobre o carro os primeiros mercados que deverão receber a picape serão os da Argentina, África do Sul e Tailândia. A previsão fica para o terceiro trimestre deste ano. Já para o mercado brasileiro até o momento não há nenhuma informação a respeito da chegada do modelo ou de mudanças que poderiam acontecer por aqui.

Voltando a Ranger 2015 reestilizada imediatamente se percebe um visual que apresenta características mais agressivas. A parte que recebeu maior atenção nas modificações foi a frente do modelo. Curiosamente as alterações aqui tiveram como inspiração o SUV Everest. A grade do carro foi redesenhada e os faróis ficaram mais finos.

Outro detalhe nesse “setor” é o para-choques dianteiro que segue os vincos do capô. Vale destacar que a reestilização ainda incorporou no modelo os faróis de neblina.

Na parte de trás não há muito o que falar. Na verdade ela continua igual a da última versão.

Em relação ao interior também vamos encontrar modificações. Nesse ponto ainda houve o acréscimo de mais equipamentos.

Agora a Ranger 2015 traz consigo uma tela touchscreen com oito polegadas, também vamos encontrar os sensores de estacionamento – frontais e traseiros, controle de carga adaptativo, controle de descida para ladeiras, assistência de frenagem de emergência e por fim, assistente para arrancada em subidas.

A montadora também deu detalhes sobre a motorização do modelo. Serão quatro motores diferentes. A informação é de que serão três a diesel e uma opção a gasolina. Sobre a potência vamos encontrar as opções de 220 cv, 160 cv, 130 cv, todos a diesel. E a escolha a gasolina que é um 2.5 com capacidade para 160 cv.

Por Denisson Soares

Ford Ranger 2015 reestilizada

Ford Ranger 2015 reestilizada

Ford Ranger 2015 reestilizada

Fotos: Divulgação


O aumento das vendas e criação de novos modelos de picapes de médio porte aumentou significativamente nos últimos anos.

A montadora Chevrolet anunciou recentemente durante o  evento Cleveland Auto Show,  seu novo conceito de picape: Chevrolet Colorado Z71 Trail Boss Edition. A nova versão é destinada a pessoas que desejam se aventurar em terrenos urbanos e rurais. A versão com acabamento off road conta com motor V6 de 3.6 litros, que produz incríveis 310 cv de potência.  Possui caixa de transmissão automática de seis velocidades, o que é considerado um ponto positivo do modelo já que a maioria das picapes possui câmbio automático de cinco velocidades.

A nova edição conta com pneus Goodyear Wrangler DuraTrac, projetado para enfrentar qualquer tipo de terreno. Além disso, o modelo possui aro em alumínio 17 polegadas pintado de preto, ganchos para reboque dianteiro, protetor de step e faróis de nevoeiro. A nova versão possui tração nas quatro rodas, o que garante estabilidade em qualquer tipo de terreno. O modelo Colorado Z71 Trail Boss conta com câmera de ré, travas e vidros elétricos com função toque, display de 8 polegadas, como itens de série. O painel de instrumentos agora é digital e possui tela de 3.4 polegadas.

As principais mudanças em relação às versões anteriores se encontram na porção frontal do veículo, que possui nova grade. A traseira traz um novo design para as lanternas, enquanto a lateral do veículo permanece sem alterações. Quanto à segurança, a nova Colorado Z71 recebeu sensor de colisões frontais, controle de estabilidade e alerta de mudança de faixa.

Segundo a empresa, a nova versão começa a ser vendida ainda em setembro deste ano, com preço sugerido a partir de 28.505 dólares, o que equivale a aproximadamente R$ 90.000 sem contar os impostos. Caso o cliente queira incluir a suspensão de caminhão, será acrescentada uma taxa de 3.220 dólares. 

A picape Colorado Z71 é um modelo completo para quem deseja aproveitar ao máximo suas viagens, seja em terrenos urbanos ou rurais.

Por Wendel George Peripato

Chevrolet Colorado Z71 Trail Boss Edition

Chevrolet Colorado Z71 Trail Boss Edition

Fotos: Divulgação


A Mitsubishi garantiu a importação para o território brasileiro da nova L200, disponibilizada recentemente no Salão de Genebra. A picape teve uma reformulação em seu design e recebeu uma nova motorização, com um bloco turbodiesel de 2.4 litros.

Em evento ocorrido em São Paulo, representantes da empresa garantiram a decisão de não fabricar inicialmente a nova L200 em sua fábrica de Catalão (Goiás), preferindo trazê-lo do Japão e comercializá-la aqui ao lado da L200 Triton, que permanecerá sendo fornecida. Ainda não existe a definição da data para o começo das comercializações, entretanto, fontes afirmam que será no primeiro semestre do próximo ano.

Presente com 180 cv de potência e 43,83 kgfm de torque ou 153 cv e 38,71 kgfm, a nova L200 possui um novo câmbio manual de seis velocidades com alternativas de trocas em aletas presentes atrás do volante. Para diminuir os barulhos e vibrações, foram realizadas modificações no motor e na suspensão, possibilitando que a emissão de CO2 fosse diminuída em 17%, de acordo com a Mitsubishi. Somado a isso, alterações foram realizadas na direção, que se tornou mais precisa.

A picape possui partida por botão, ar-condicionado automático de duas zonas, sistema de áudio digital e câmera de ré. Ela poderá ser recebida na Europa no semestre que vem, entretanto, ainda não há expectativa para o recebimento no Brasil.

A Mitsubishi iniciou a fabricação de automóveis em 1917 com o lançamento do Mitsubishi Model A. Ele possuía como aspecto uma carroçaria completamente produzida a partir de madeira de cedo branco.

No início da década de 60, a economia do Japão estava em um ritmo crescente, onde a fabricação de veículos comerciais teve um direcionamento especial, ocasionando a introdução do Mitsubishi 500, um modelo compacto para quatro passageiros que estava de acordo com as necessidades do mercado do Japão. Foi lançado também o Minica, um modelo compacto para quatro passageiros.

Por Felipe Couto de Oliveira

Mitsubishi L200

Mitsubishi L200

Mitsubishi L200

Fotos: Divulgação


A Ford havia revelado no final de 2014 alguns detalhes do seu modelo Ranger que passou por uma renovação. O veículo tem a previsão de começar a ser comercializado no País no segundo semestre de 2015.

O modelo foi fotografado na Tailândia e as fotos foram divulgadas no site MZ Crazy Cars. Esta é uma exibição inédita para o público da parte interna da picape. É notável que o veículo está seguindo a mesma linha do SUV Everest. Foram reveladas algumas fotos no Facebook da Ranger salientando alguns detalhes da parte da frente da picape.

A nova versão oferecerá rodas de liga leve em um tamanho maior e suporte de teto cromado. A parte interna apresenta um painel com volante multifuncional revestido em couro, um moderno sistema multimídia e um novo monitor touchscreen. Observa-se que o painel foi redesenhado e tem uma intensa semelhança com o Ford Everest, que será comercializado na região da Ásia.

A marca Ford ainda não mostrou maiores detalhes sobre o novo modelo Ranger, mas não é esperado que tenha diferenças na parte mecânica. No Brasil, os motores recentes são 2.5 flex de 173 cv integrado com um câmbio manual de cinco velocidades; 2.2 movido a diesel de 150 cavalos de potência, com transmissão manual de seis velocidades; e 3.2 movido a diesel, capaz de gerar 200 cv de potência, com câmbio manual ou automático de seis velocidades. A tração do veículo é 4×4.

A versão da picape passou por uma reestilização no seu visual que se tornou mais robusto, tendo alguns detalhes na cor preta. A versão topo de linha Wildtrack, não será comercializada no Brasil. A traseira não foi mostrada ao público ainda, mas não são esperadas grandes transformações nela.

Com o lançamento deste modelo atualizado a Ford tem o intuito de aumentar ainda mais as suas vendas no mercado.

Por Felipe Couto de Oliveira

Ford Ranger

Ford Ranger

Fotos: Divulgação


Liderando o segmento das picapes médias/grandes desde o seu lançamento em 2005, a Chevrolet lançou a linha 2015 da S10 para manter a liderança da categoria e tentar ampliar a vantagem sobre a Toyota Hilux, segunda colocada entre as picapes médias. Além de trazer alguns diferenciais no acabamento interno, a Chevrolet aposta no novo acerto da suspensão e, principalmente, no novo motor 2.5 Ecotec Flex equipado com injeção direta de combustível. A linha 2015 da S10 tem preços a partir dos R$ 69.800.

Sem promover nenhuma alteração na estética externa, a Chevrolet aprimorou o acabamento de sua picape média, adotando novos materiais para realizar o acabamento no painel, além de acrescer ao modelo novos equipamentos de série. Portanto, nas versões LTZ, além de contar com descansa braço revestido em couro, agora a S10 dispõe de acabamento em preto brilhante no console central, nas saídas de ar centrais, nas portas, em torno da base da manopla de câmbio e no volante multifuncional. Outro ponto que passou por modificações foi o isolamento acústico da cabine, que passou por melhorias, garantindo um maior conforto aos ocupantes do carro.

Entre os novos equipamentos de série, a versão LTZ agora conta com balanço de reboque (TSC), controle eletrônico de tração e estabilidade, assistente de descida (Hill Descend Control) e assiste de partidas em aclives (Hill Start Assist).

Todavia, a principal novidade da linha 2015 fica por conta da nova opção de motorização. Mantendo o motor 2.4 Flexpower de 147 cv apenas para as versões de entrada (LS cabine simples e dupla), todas as outras configurações da S10 que trazia o motor 2.4 Flexpower serão equipadas agora com o novo bloco 2.5 Ecotec Flex, que é capaz de entregar até 206 cv e torque de 27,3 kgfm, quando abastecido com etanol.  Vale lembrar que o propulsor 2.8 Turbodiesel de 200 cv continua sendo oferecido para as versões LT e LTZ.

O novo propulsor 2.5 Ecotec Flex é o primeiro modelo bicombustível no país a contar com injeção direta de combustível, que é identificado pela sigla SIDI (Spark Ignition Direct Injection). Trabalhando em conjunto com o novo motor está um câmbio manual de seis marchas, sendo que nas versões com tração 4×4 o modelo conta com reduzida com acionamento eletrônico e controle eletrônico de tração e estabilidade, itens que anteriormente eram exclusivos das configurações Turbodiesel.

Embora o novo propulsor flex ofereça uma potência superior aos concorrentes, inclusive os modelos que trazem motor V6, as versões equipadas com o bloco 2.5 Ecotec Flex passaram por reajustes de preços que, de acordo com a Chevrolet, ocorreu devido o custo da nova tecnologia de injeção direta.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 da Chevrolet S10:

– LS 4×2 Cabine Simples – 2.4 Flexpower – R$ 69.800;

– LS 4×2 Cabine Dupla – 2.4 Flexpower – R$ 79.200;

– LT 4×2 Cabine Dupla – 2.5 Ecotec Flex – R$ 86.400;

– LT 4×4 Cabine Dupla – 2.5 Ecotec Flex – R$ 92.400;

– LTZ 4×2 Cabine Dupla – 2.5 Ecotec Flex – R$ 97.700;

– LTZ 4×4 Cabine Dupla – 2.5 Ecotec Flex – R$ 103.700;

– LT 4×2 Cabine Dupla – 2.8 Turbodiesel – R$ 111.500;

– LTZ 4×2 Cabine Dupla – 2.8 Turbodiesel – R$ 131.000.

Por Caio Polo

Chevrolet S10 2015

Chevrolet S10 2015

Fotos: Divulgação


Depois de flagras e teasers, a Nissan revelou oficialmente a nova picape Frontier 2015. Denominada de Navara em alguns mercados, principalmente nos países asiáticos, a Frontier, que era vendida desde 2005 com o mesmo visual, passa a apresentar um visual bastante modificado e mais refinado. As maiores alterações foram realizadas na parte dianteira da picape da Nissan, que evolui bastante nessa nova geração, e passa a contar com linhas mais modernas e harmônicas, além de trazer as características de design presente nos mais novos lançamentos da marca nipônica.

Na parte frontal, os destaques são os novos faróis redesenhados, dotados de luzes diurnas de posição compostas por LEDs integrados à nova grade frontal. Outras novidades na dianteira ficam por conta do novo para-choque e dos faróis de neblinas com moldura cromada, dando um ar mais refinado e menos robusto à caminhonete. Na traseira, o veículo vem com novas lanternas traseiras, maiores que a da geração anterior, uma nova tampa para acessar a caçamba com um spoiler integrado.

Na cabine, a renovação foi ainda mais evidente, já que agora o interior se parece mais com um carro convencional do que uma picape. Inspirado no interior do Sentra, a nova Frontier aderiu um acabamento mais refinado e novas tecnologias, que inclui um sistema de entretenimento com tela touchscreen no console central, acabamento em duas cores no console central, detalhes em cinza claro no painel e nas portas, além do botão de partida que substitui o uso de chave.

Assim como na geração vendida atualmente, a nova Nissan Frontier será oferecida em várias configurações, que inclui carroceria com cabine simples e estendida.

A fabricante japonesa ainda não divulgou detalhes técnicos da versão estadunidense, mas no mercado europeu o modelo será vendido com motor 2.5 Turbodiesel com potência de 165 cv e 190 cv, além de uma versão 2.5 movida a gasolina. Toda a gama de motor poderá trabalhar em conjunto com um câmbio manual de seis marchas, ou com uma nova transmissão automática de sete velocidades.

Esperada para o fim do ano, a nova Frontier promete aumentar ainda mais a concorrência no segmento, que já conta com Ford Ranger, Toyota Hilux, Volkswagen Amarok, Mitsubishi L200 e Chevrolet Colorado/S10.

Ainda não foi confirmado quando a nova geração da caminhonete chegará ao Brasil, no entanto, isso deverá ocorrer após o lançamento do modelo no mercado estadunidense. 

Por Caio Polo

Nissan Frontier 2015

Foto: Divulgação


A Ford lançou este mês a Ranger Sport. Ela estava fora do mercado há três anos e agora chega na versão XLS com cabine simples e com um estilo de picape esportiva. O preço dela, que está saindo por R$ 67.990, nada mais é que o custo de um sedan médio de entrada.

O objetivo da marca é produzir um carro que atraia o público jovem e de cotidianos urbanos, sem exigir uma autonomia do motor a diesel, nem da tração 4×4. Só que o carro ainda fica devendo no quesito do câmbio automático, que não tem no modelo. Isso pode ser uma baixa, já que as cidades grandes precisam disso.

A carroceria do veículo, já é o contrário. Segundo a Ford, a capacidade total de carga é de 1.455 kg, o que daria para levar outros motorizados atrás, como umas motos. Mas, para quem já possui uma Strada ou Saveiro e pensa em trocar, precisa pensar bem. As medidas da Ranger Sport (3,22 m de entre-eixos, 2,16 m de largura e 1,80 m de altura) tornam a vida do condutor um pouco complicada para estacionamento. Além disso, a câmera de ré e sensor de estacionamento traseiro não são nem opcionais.

A parte interna do carro, também poderia ser melhor. A entrada USB fica escondida sob o rádio e os bancos usam tecido muito simples. O ar condicionado é analógico e com uma única saída de resfriamento. Também não há GPS. Por outro lado, o volante multifuncional é simples de usar, além do sistema multimídia. E a qualidade do som é excelente.

Pelo preço, os equipamentos inclusos no modelo são itens de série de outros. Os obrigatórios freios ABS e airbag duplo, trio elétrico, direção hidráulica, rádio CD-Player completo, faróis de neblina, controlador automático de velocidade, retrovisores com ajuste elétrico, computador de bordo com até sete funções e uma tela central de 4,2 polegadas. O motor é um 2.5 Flex, que pode render até 173 cavalos e 24,8 kgfm de torque com etanol, mas é um grande gastador de combustível.

Por Carolina Miranda

Ford Ranger Sport

Foto: Divulgação


O novo Chevrolet Colorado fez sua estreia oficial na última quarta-feira, dia 20, no Salão de Los Angeles, nos Estados Unidos. A picape apelidada de “irmã” da S10 nacional está com previsão de chegar ao mercado norte-americano já no início de 2014. O Salão de Los Angeles teve suas portas abertas ao público nesta sexta-feira. O evento acontece até o dia 1° de dezembro de 2013.

Uma das principais mudanças apresentadas pelo Chevrolet Colorado é na parte frontal do carro. O modelo agora conta com uma grade mais reta, a linha do capô também está mais elevada e há ainda o novo conjunto ótico. Tais detalhes fazem lembrar de outros modelos de picapes maiores da marca com a Silverado, por exemplo. Na parte traseira também foram feitas mudanças onde a alteração foi em relação às lanternas. Já as laterais não tiveram alterações. De acordo com as informações divulgadas pela Chevrolet deverão ser fabricadas carrocerias de cabine dupla e também estendida.

Já no que diz respeito à parte dos motores do Chevrolet Colorado a informação é de que ele será equipado com um bloco de 2.5 que conta com 4 cilindros e 196 cavalos. Também há um 3.6 V6, de 306 cv. Os dois serão acoplados a uma transmissão automática (exclusiva) de seis velocidades. Também foi informado que a partir do ano de 2015 a picape deverá receber o mesmo 2.8 turbodiesel Duramax da S10 brasileira de 200 cv.

A cabine do novo Colorado também sofreu certas alterações. Novos materiais de acabamento foram introduzidos. Além disso, há a tela sensível ao toque de 8 polegadas e um visor de 3,4 polegadas integrado ao painel de instrumentos. Um dos principais destaques será o já conhecido sistema MyLink.

Em relação à segurança o modelo conta com alerta de colisão frontal, de mudança involuntária de faixa, controle de estabilidade atualizado e auxílio de partidas em aclives.

Por Denisson Soares

Chevrolet Colorado 2015

Foto: Divulgação


A Chrysler, montadora americana sediada em Michigan, acaba de anunciar o lançamento da nova versão do modelo RAM 1500 Rumble Bee Concept, uma picape surpreendente. Na verdade o carro ainda é um conceito, mas em breve deve chegar ao mercado.

De acordo com a diretoria de marketing da marca, o conceito passará por uma fase inicial de testes e a garantia da fabricante é que o carro terá o design totalmente diferente 1500 convencional.

A picape em questão terá um visual bem inusitado, contando com exclusiva pintura amarela, rodas com aro 24”,  faixas pretas nas laterais e suspensão rebaixada. Segundo a marca, o acabamento interno é super diferenciado, possui revestimento moderno e vários outros atributos. A empresa confirmou essas informações durante o evento automotivo  Woodward Dream Cruise, realizado em Detroit.

Em termos mecânicos, a picape RAM 1500 Rumble contará com um motor 5.7 V8, capaz de desenvolver 395 cavalos de potência e torque de 56 Kgfm. Os preços de venda, datas de lançamento e demais detalhes sobre o carro ainda não foram revelados.

(*) Depois de uma concordata realizada recentemente, a montadora Chrysler passou a integrar o famoso Grupo FIAT  e assim obteve a receita surpreendente de 20 bilhões de Euros somente  no primeiro trimestre deste ano.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Shineray Picape cabine duplaA empresa automotiva Shineray do Brasil já colocou no mercado alguns modelos da nova linha 2014. A montadora chinesa atua na produção e venda de veículos comerciais.

Presentes no Brasil há pouco tempo, as concessionárias Shineray disponibilizarão em breve dois carros diferenciados: uma picape com cabine simples e baú de luxo e uma picape cabine dupla nas versões de luxo e básica.

Os preços dos modelos são atrativos, pois apresentam excelente custo-benefício. O modelo de cabine dupla, por exemplo, custa apenas R$ 32.990. Vale destacar que essa versão tem como ponto forte o seu conforto, boa dirigibilidade e desempenho satisfatório. O carro acomoda até 4 pessoas e possui 490 kg de capacidade na caçamba.

A picape de cabine simples com baú luxo pode ser encontrada por R$ 33.600, o baú é semi-isotérmico, a carga comporta até 580 litros e acomoda no máximo duas pessoas dentro da cabine. Em termos mecânicos as configurações são idênticas e ambos os carros atingem igualmente tímidos 60 cavalos de potência. Dentro de um mês os carros poderão ser encontrados.

A Shineray do Brasil conta com 38 concessionárias no país e a expectativa é que até o final do ano esse número suba para 50 concessionárias.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


A linha 2013 da picape L200 Triton está prevista para ser lançada no Brasil já no mês de julho. De acordo com a montadora Mitsubishi, a nova versão tem o objetivo de fazer com que os consumidores identifiquem o carro como sendo semelhante aos utilizados em competições da Mitsubishi Cup. Dessa forma, uma nova suspensão foi colocada para que o veículo tenha melhor aproveitamento e maior custo x benefício em qualquer situação.

Com relação às características da picape, o para-choque dianteiro e os faróis ganharam novo design, os bancos foram trocados e o veículo conta agora com um novo sistema de absorção, a tecnologia SDS (Sport Dynamic Suspension), desenvolvida para reduzir os efeitos de instabilidade do carro e promover maior comodidade ao motorista, principalmente em situações de pistas irregulares e de carga pesada.

Segundo as informações divulgadas, os preços iniciais apresentados foram de R$ 99.990, para a versão flex, e de R$ 121.490, para a diesel. Todos os modelos possuem câmbio automático, havendo uma versão manual apenas para a top de linha Triton HPE, a diesel. O preço sugerido para esta versão é de R$ 112.490.

Por Anne A. Matioli Dias


O 26º Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo, está chegando. Será realizado entre os dias 27 de outubro e 7 de novembro, no Anhembi. E uma das novidades prometidas para o salão é a F-250 Super Duty Lariat. A Ford confirmou a presença da picape ao lado do Mustang Shelby.

O novo motor 6.7 V8 Turbocharged, diesel, fornece 395 cv de potência. Outra novidade é o sistema de comunicação e entretenimento Sync, com comando de voz, conexão bluetooth para celular e GPS integrado.

A Ford oferece o pacote ‘Ford Work Solutions’ que dispõe, dentre outras coisas, de computador no painel com acesso à internet em banda larga e impressora.

Por VSZ


O segmento das picapes que vem crescendo cada vez mais com opções eficientes e sofisticadas já tem toda uma linha para 2011 lançada pela montadora Nissan. A linha Frontier de picapes da marca vem com uma novidade: o modelo intermediário Frontier SE 4 x 2, que virá com câmbio manual de seis marchas e trará de fábrica itens interessantes como frios ABS com EBD (distribuição de frenagem por demanda) e Keyless, sistema que dispensa chaves para abertura das portas e custará R$ 91.790, conforme matéria do site Carro Online.

De desenho simpático e moderno e aparência resistente este utilitário adaptado ao trabalho urbano, com esta versão intermediária, tem agora seis opções com configurações e preços variados que dão uma ótima margem de escolha para quem precisa de um veículo forte, moderno e que ofereça conforto e potência. E falando em potência a motorização das versões XE e SE vem com motor 16V 2.5 turbo diesel de 144CV. Já na versão LE o mesmo conjunto de motor produz 172CV de potência.

Os preços variam do mais baixo, a versão XE 4 x 2 com câmbio manual que sai a R$ 83.990 até a versão mais cara, a Frontier LE 4 x 4 com câmbio automático e que também é o modelo mais equipado da série, que custa R$ 121.290.

Por Mauro Câmara


A Festa do Peão de Barretos de 2010, maior festa de peão da América Latina, parece ter mais espaço do que para bichos e artistas. Lá será apresentado o Amarok, da Volkswagen que pretende fixar-se como grande na luta das pick-ups médias.

Já à venda nas concessionárias Volkswagen, é um carro que se pode chamar de globalizado: foi desenvolvido na Alemanha e produzida na Argentina.

Com preço médio de R$119 mil tem motor TDI biturbo de 2,0 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com 163 cavalos, sistema de injeção direta de combustível e atinge a velocidade máxima de 181 km/h.

Um grande para competir com a Hilux, líder de vendas no mercado brasileiro. Com motor a diesel aposta na segurança e na força e pelo visto também em públicos variados e divulgação massiva.

Por Mayara Paz


Para os apaixonados por picapes, carros fortes que normalmente topam qualquer parada, ou para aqueles que necessitam em suas atividades profissionais de um utilitário resistente, bem constituído e que renda no dia-a-dia, já chegou à linha 2011 da Triton L-200, a picape da Mitsubishi do Brasil.

Veículo de cabina dupla, que vem com tração integral e motor flex, ganhou algumas mudanças estéticas com nova grade e um novo parachoque dianteiro que só reforçam seu visual valente de máquina que encara qualquer estrada, assim como o trânsito intenso das cidades.

Na motorização não houve mudanças, pois a picape vem com os motores V6 3.5 de 200CV flex com transmissão automática que garante força no batente e também com o motor diesel 3.2 Litros de 165CV, que pode vir com câmbio de cinco marchas manual ou automático de quatro velocidades, garantindo a força necessária ao conjunto.

Mas nesta linha 2011 a L-200 Triton caprichou na tecnologia multimídia compondo seu sistema com GPS da própria Mitsubishi para uso nos modelos do Brasil, que segundo a montadora possui 1.200 localidades mapeadas além de milhares de pontos de interesse. Além do GPS, o sistema multimídia integra tela touch screen de 7”, entrada para CD/DVD player, Ipod e MP3 e Bluetooth dando charme e modernidade à linha 2011 desta picape.

E o melhor de tudo, os preços continuam os mesmos: para a versão com motor flex continua em R$ 101.900. Para o motor diesel e câmbio manual o preço parte de R$ 114.990 e para a versão diesel com câmbio automático o preço continua em R$ 119.990.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


De desenho robusto, linhas sóbrias e com uma aparência de resistência cujo DNA vem da marca Ford, especialista em picapes de força e desempenho, já foi lançada a linha 2011 da Picape F-150 Harley-Davidson em edição limitada, que virá ainda mais potente e poderosa do que a versão anterior.

A primeira modificação tornou a resistência ainda mais potente. O motor de 5.4 Litros que gerava 320CV de potência e que equipava a versão anterior foi substituído por um V8 6.2 Litros de significativos 411CV de potência tornando a F-150 Harley-Davidson, além de bonita, potente a toda prova.

Além da força as outras modificações da linha 2011 estão no painel, que ganhou novos grafismos e trás agora um display de LCD de 4,2 polegadas onde o motorista poderá conferir e controlar informações sobre combustível e ângulos de inclinação, em um painel eficiente que compõem muito bem o interior de uma cabina confortável, que entre outros itens ainda ganhou nesta edição limitada um sistema de navegação controlado por voz.

Resta agora a divulgação do preço desta nova linha, pois esta versão com certeza em todos os aspectos vai agradar aos amantes de picapes fortes, bonitas e potentes.

Foto: Dream Car

Por Mauro Câmara

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: