Confira aqui mais detalhes sobre a venda de carros da Chevrolet para Pessoa Jurídica.

O uso de veículos na atualidade é uma demanda comum para o uso tanto em foco residencial como, ainda, na realização de atividades comerciais variadas pela praticidade que proporcionam na rotina da sociedade moderna.

Por isso, a aquisição de veículos com condições diferenciadas é uma busca constante a qual pode ocorrer utilizando alternativas como os preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet, que serão apresentados a seguir.

Informações básicas para obtenção de preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet

Os preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet são praticados por esta concessionária automotiva com valores diferenciados para empresas de portes variados, sendo possível, nesta situação, obter descontos que oscilam de 3 a 20% na tabela geral do mercado.

Com relação a este tipo de prática, é possível que os portadores de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) adquiram um dos modelos da Chevrolet, sendo que esta oportunidade está possível para toda a gama de veículos com exceção do SUV Trailblazer.

Alternativas de preços para pessoa jurídica em carros Chevrolet

Para você que está interessado em obter diferenciação em preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet, veja a seguir as possibilidades relacionadas com alguns modelos populares desta concessionária:

1) Chevrolet Prisma

É um veículo da Chevrolet que possui descontos para quem possui CNPJ de até 8,5%, alcançando assim um preço de R$62.300,00, que representa uma redução que supera R$6.000,00 em seu montante inicial.

De forma básica, o Chevrolet Prisma possui motor 1.4 flex com 106 cavalos de potência e um torque de 13,9 Kgfm em versões que podem apresentar câmbio manual e automático com seis marchas na sua transmissão vinculada.

2) Chevrolet Ônix

Este automóvel possui câmbio tipo automático com seis marchas em um motor do tipo 1.4 litros com direção elétrica, sistema de multimídia, banco do motorista ajustável e, neste caso, por um valor de R$52.000,00 para descontos aos que possuem registro de pessoa jurídica.

3) Chevrolet Cruze

Ao considerar o Chevrolet Cruze, esta concessionária oferece preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet em valores médios de R$ 98.000,00, que equivale assim a uma redução de 8% nos seus valores normais praticados.

Para quem possui CNPJ e deseja adquirir um Chevrolet Cruze, este modelo contém aspectos diferenciados como potência de 153 cavalos, chegando a um torque de 24,5 Kgfm, tendo diversos equipamentos e alternativas tecnológicas à sua disposição.

4) Chevrolet S10

As vantagens relacionadas com os preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet podem ser obtidas para a aquisição desta caminhonete com descontos de 12% em modalidades de cabine dupla, apresentando neste caso valores finais de R$136.000,00 para quem atua no ramo empresarial determinado.

5) Chevrolet Cobalt

Este veículo da Chevrolet do tipo sedã possui um espaço interno amplo e pode ser adquirido pelos portadores de CNPJ por R$58.000,00, que é um valor com 11% de desconto em comparação com sua tabela básica existente.

Neste modelo de automóvel muito utilizado por empresas para o transporte de funcionários em setores diferenciados, é possível encontrar um motor com 111 cavalos de potência e um torque máximo de 17,7 Kgfm. Tem ainda diferenciais como revestimento em couro, computador de bordo, volante multifuncional e outros.

6) Chevrolet Montana

Esta picape do tipo compacta é utilizada por organizações para entregas e transportes variados tendo quanto aos preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet desconto de até 20%, podendo neste caso ser adquirida por R$38.000,00, que representa R$10.000,00 a menos em sua versão de 1,4 litros.

Conclusão

Assim, os preços de pessoa jurídica (CNPJ) para carros da Chevrolet possuem variações relevantes que precisam ser analisadas de acordo com as demandas a serem atendidas com foco, neste caso, na escolha do melhor modelo com condições mais adequadas.

Ana Camila Neves Morais


Modelos sofrem redução de preços de até R$ 13 mil.

A marca francesa Peugeot, que apresentou novos câmbios automáticos de 6 marchas para os modelos 208 e 2008, resolveu aplicar também uma substancial redução de preços tanto no hatch médio 308 como no sedan 408, derivado deste primeiro modelo.

O hatch 308 conta com a nova versão Business Pro, partindo de R$ 69.900,00. A Griffe, versão mais completa, se mantem no catálogo, porém, custando R$ 84.900,00, são R$ 13.900,00 a menos em comparação ao preço anterior, com o mesmo nível de equipamento e conforto.

O sedan 408 também está disponível na versão Business Pro, com iniciais a partir de R$ 69.990,00. A versão mais completa, a Griffe, é oferecida por R$ 84.990,00, segundo o site da montadora.

Os dois modelos contam com câmbio automático de 6 marchas e o potente motor turbo 1.6 THP, flexível com potência de até 173cv.

Importados da Argentina, especulou-se a vinda da nova geração para o mercado brasileiro, já lançada na Europa, mas ainda não concretizada, apesar de alguns modelos já serem homologados pela própria Peugeot em território nacional.

Um pouco mais do hatch 308

O hatch francês tem farta gama de equipamentos e se apresenta como ótima opção entre os hatchs médios, a Peugeot oferece ele em duas versões para venda, detalhadas abaixo:

Versão Business com preços a partir de R$ 69.900,00

Os principais diferenciais é o piloto automático e sensor de estacionamento em seu pacote tecnológico, além de controle eletrônico de velocidade, luzes diurnas de LED e volante de couro em seu interior.

Versão Griffe, com preços a partir de R$ 84.990,00

A mais completa versão. O consumidor tem disponível de série ar-condicionado automático, vidros, travas e retrovisores elétricos, central multimídia com navegação por GPS, sensores de ré e de estacionamento, além de controle de ajuda nas subidas.

Fora isto, a versão Griffe ainda oferece seis airbags, sendo dois laterais e dois de cortina, rodas diamantadas de liga-leve de 17 polegadas e exclusivo teto de vidro panorâmico com volante também revestido de couro.

Em todas as versões as cores disponíveis são Branco, Preto, Vermelho e Cinza.

Sedan 408 com ótimo conjunto

O sedan 408 é um dos melhores custos-benefício da categoria, com excelente espaço interno e boa parte dos equipamentos do seu irmão menor com o diferencial do maior porta-malas, também está disponível em duas versões principais para comercialização, detalhadas abaixo:

Versão Business, com preços iniciais de R$ 69.990

A versão de entrada do sedan conta com entrada USB e tomada auxiliar de 12 volts, piloto automático, sensor de estacionamento, computador de bordo, além de banco do motorista com regulagem, retrovisores rebatíveis e ar-condicionado. Na parte da segurança, o sedan ainda conta com controle de estabilidade e faróis de neblina traseiros.

O exterior é complementado pelas rodas de liga-leve de 16 polegadas e volante em couro.

Versão Griffe, com preços iniciais de R$ 84.990

A versão Griffe é a mais completa, nela o sedan tem de série uma central multimídia de sete polegadas touch com GPS e MP3, ar-condicionado automático, que podem ser configurados em duas áreas distintas (bizone), além de sensores de estacionamento, de presença, piloto automático com limitador de velocidade, câmera de ré e acendimento automático dos faróis.

O pacote de segurança também é completo com faróis de neblina na frente, dois airbags laterais e dois com cortina, controle de estabilidade, além de teto solar, detalhes cromados em seu interior e volante de couro.

As cores oferecidas para o Sedan 408 são: branco, preto e cinza.

O consumidor, se desejar, pode obter mais informações no site da própria Peugeot: http://carros.peugeot.com.br/.

Carlos B.


Características, Preços e Cores disponíveis do Volkswagen Golf.

Considerado um dos maiores fabricantes de carros da Europa, o grupo Volkswagen é composto por mais de 10 marcas, incluindo as mais desejadas pelos apaixonados por carros como: Porche, Lamborghini, Audi e entre outras. Além, disso o grupo conta com carros populares e esportivos.

Um carro confortável é bom, seguro é melhor ainda, e aventureiro na medida certa é ótimo! Já pensou em juntar todas essas qualidades em um só carro?

O Volkswagen Golf é o carro certo para você, pois com ar esportivo, aliado ao seu conforto, segurança e desempenho do motor o automóvel tem atraído olhares dos amantes de carros potentes e esportivos. Isso porque, o Volkswagen conta com um motor 1.4L TSI e de 150 cv BlueMotion Technology. Ou seja, potência não irá faltar! Para completar a agilidade do motor, o Volkswagen Golf conta com um volante multifuncional com controle automático de velocidade, computador de bordo e também shift paddles na versão DSG. Com capacidade de 50L de combustível o carro demora menos de 10 segundos para atingir a velocidade de 100km/h, além do mais a velocidade máxima que o carro pode atingir é de 194 km/h. Quanta potência, né?

Se o interior do carro chama atenção, você não perde por esperar sobre o design do Volkswagen Golf.

A começar pelos faróis traseiros de LED, que trazem um charme e uma esportividade única, além do mais, se você gosta de exclusividade os faróis dianteiros o tornam ainda mais único, pois existe a possibilidade de adicionar o farol de xenon, com luzes diurnas de LED, regulagem dinâmica de altura e indicador do nível de água do lavador.

Além dessas exclusividades, o Volkswagen ainda são compostos por rodas de liga leve 17'', teto solar panorâmico, faróis de neblina e retrovisores externos com luz indicadora, ajuste elétrico, rebatimento automático e função touch down.

Não gosta de estacionar? Com essas novidades vai querer parar em todos os lugares.

O carro possui o sistema de câmera traseira que é acionada assim que o motorista engata a marcha ré, Park Assist 2.0 que avalia o tamanho dos espaços disponíveis e executa manobras de esterçamento, Park Pilot, que são sensores dianteiro e traseiros, que medem a distância do carro ao estacionar, além disso, o Golf ainda conta com Discover Pro com rádio DVD-Player, tela touchscreen de 8.0", comando de voz, sensor de aproximação, Bluetooth, entrada para SD Card, conexão USB +Aux-In, HD interno de 60GB e sistema de navegação, e o start/stop que desliga o motor quando o carro está parado no trânsito, reduzindo o consumo de combustível.

Segurança

E preocupados com a segurança do condutor, o Volkswagen Golf conta com detector de fadiga que emite aviso sonoro no painel de controle e também pelo computador de bordo, sete airbags, controle de estabilidade e ativação automática da luz ata que análise o tráfego do sentido contrário por meio de uma câmera instalada no para-brisa.

Além disso, o carro conta com espaço interno para levar até quatro ocupantes.

Cores

O Golf está disponível em nove cores diferentes, entre elas: azul, preto e vermelho. E nas versões 1.0, 1.6 MSI, 1.4 e 2.0. As versões possuem marcha automática, ar condicionado, direção elétrica e outras características que dependem da versão a ser escolhida.

Valores

Com tantas qualidades os valores podem ser considerados um pouco salgados: A versão 1.0 TSI não se encontra por menos de R$ 77.247,00, a versão 1.6 MSI não sai menos de R$ 78.138,00, a versão 1.4 é encontrada a R$ 101.530,00.

Por Fabiane de Barros Coelho

VW Golf

VW Golf

Fotos: Divulgação


Confira a ficha técnica, as versões comercializadas e os preços do Jeep Renegade.

O SUV Jeep Renegade é compacto mais comercializado no Brasil, atualmente. No mês de dezembro do ano de 2015 o modelo vendeu 6.561 exemplares diante de 6.167 do seu maior rival no segmento, HR-V da Honda.

Quando se fala em Jeep, imediatamente vem a cabeça, a versão do Jeep lançado nos anos 50, um veículo durão forte tanto para estrada como também para a cidade. Entretanto com a chegada do Jeep no modelo Renegade exatamente no mês de abril de 2015, aquele conceito de veículo produzido de forma exclusiva para estradas “perigosas” e trilhas ficou par a trás, e a atual versão caiu no gosto dos consumidores rapidamente, sendo assim um dos veículos mais desejados do Brasil.

PREÇOS e VERSÕES do JEEP RENEGADE

Os preços sugeridos divulgados para o modelo Jeep Renegade:

Jeep Renegade 1.8 Manual Flex – R$ 72.990,00

Jeep Renegade Limited Automático 1.8 Flex – R$ 97.990,00

Jeep Renegade Limited Automático (com teto solar) 1.8 Flex – R$ 104.790,00

Jeep Renegade Longitude Automático 1.8 Flex – R$ 90.990,00

Jeep Renegade Longitude Automático (com teto solar) 1.8 Flex – R$ 97.790,00

Jeep Renegade Longitude Automático 2.0 à Diesel – R$ 123.490,00

Jeep Renegade Sport Automático 1.8 Flex – R$ 85.990,00

Jeep Renegade Sport Automático (4 x 4) 2.0 Diesel – R$ 115.990,00

Jeep Renegade Sport Manual 1.8 Flex – R$ 79.490,00

Jeep Renegade Trailhawk Automático 2.0 Diesel – R$ 136.990,00

Confira a Ficha Técnica do Jeep Renegade 2017

A parte Técnica do modelo e também seu preço, foram os itens que ajudaram o Jeep Renegade a se tornar um dos carros de maior preferência do Brasil no ano de 2015. Os equipamentos principais da sua ficha técnica são:

§ Motorização Flex (etanole gasolina);

§ Propulsor com Injeção por Multi Ponto;

§ Velocidade máxima com etanol de 182 Km/l e com gasolina é de 180 km/l;

§ A capacidade do tanque de combustível é de 60 L;

§ A capacidade do porta malas é de 260 L;

§ Transmissão manual de 5 velocidades;

§ Direção elétrica;

§ Tração dianteira;

§ São quatro freios à disco, sendo os dois dianteiros ventilados;

§ Bluetooh;

§ Garantia de motor e câmbio;

§ O comprimento é de 4232 mm;

§ A altura é de 1666;

§ A largura é de 1798 mm;

§ Quatro alto falantes.

Por Filipe Silva

Jeep Renegade 2018


Queda nos preços chega a R$ 6 mil.

A montadora americana Ford informou que irá abaixar a sua tabela de valores de seus modelos. O maior desconto ficou por conta do modelo hatch Focus, na configuração SE Plus, o qual possui um propulsor de 2.0 e transmissão Powershift. O veículo teve uma baixa de R$ 6 mil, passando a ser comercializado pelo valor de R$ 89.900.

O modelo Ford Focus Fastback em sua configuração SE Plus recebeu também um corte em seus valores e está sendo oferecida também por R$ 89.900, onde foi diminuído R$ 5.940 em relação ao preço original.

O modelo sedã Fusion, embora seja líder de seu segmento, também teve uma queda nos preço, chegando a R$ 4.800. A configuração SE 2.5 do modelo passará a ser vendida por R$ 119.900.

Veja abaixo a tabela atualizada de valores:

Ford Focus configuração Hatch SE 1.6 MT – reduziu R$ 2600, ficou R$ 74.600, era R$ 77.200

Ford Focus configuração Hatch SE Plus 1.6 MT – reduziu R$ 2.050, ficou R$ 84.900, era R$ 86.950

Ford Focus configuração Hatch SE Plus 2.0 AT – reduziu R$ 6.000, ficou R$ 89.900, era R$ 95.900

Ford Focus configuração Hatch Titanium 2.0 AT – reduziu R$ 4.000, ficou R$100.900, era R$ 104.900

Ford Focus configuração Hatch Titanium Plus 2.0 – reduziu R$ 4.000, ficou R$ 106.900, era R$ 110.900

Ford Focus configuração Fastback SE 2.0 – AT – reduziu R$ 4.090, ficou R$ 81.900, era R$ 85.990

Ford Focus configuração Fastback SE Plus 2.0 – AT – reduziu R$ 5.940, ficou R$ 89.900, era R$ 95.840

Ford Focus configuração Fastback Titanium 2.0 – AT – reduziu R$ 4.940, ficou R$ 99.990, era R$ 104.840

Ford Focus Fastback Titanium Plus 2.0 – AT – reduziu R$ 4.940, ficou R$ 105.900, era R$ 110.840

Ford Fusion configuração SE 2.5 – reduziu R$ 4.800, ficou R$ 119.900, era R$ 124.700

Ford Fusion configuração SEL 2.0 EcoBoost – reduziu R$ 2.800, ficou R$ 125.900, era R$ 128.700

Ford Fusion configuração SEL 2.0 EcoBoost (teto-solar) – reduziu R$ 2.800, ficou R$ 132.700, era R$ 129.900

Ford Fusion configuração Titanium 2.0 FWD – reduziu R$ 2.800, ficou R$ 141.700, era R$ 138.900

Ford Fusion configuração Titanium 2.0 AWD – reduziu R$ 2.800, ficou R$ 158.700, era R$ 155.900

Ford Fusion configuração Hybrid – reduziu R$ 2.800, ficou R$ 163.700, era R$ 160.900.

FILIPE R SILVA


Confira aqui os preços oficiais do Fiat Argo 2018.

Os fiéis consumidores dos carros da Fiat agora poderão satisfazer toda a sua curiosidade em relação ao mais novo lançamento da marca, que era considerado um segredo guardado a "sete chaves". Acaba de chegar às concessionárias da marca em todo o país o novo Fiat Argo.

Mal chegou às lojas e ele já é alvo de muita polêmica, principalmente em relação às versões que chegam nas lojas e o valor que os consumidores terão que desembolsar para ter o novo modelo na garagem de casa.

O Fiat Argo estreia em sete versões diferentes, que combinam o tipo de motor com o tipo de transmissão utilizado para os novos modelos.

Quem quiser adquirir o seu, terá que escolher entre as transmissões do tipo manual, automatizado GSR e automático. Além disto, deverá também optar pelo tipo de motor disponível: 1.0, 1.3 e 1.8.

Para que o consumidor possa ter uma ideia do preço do novo hatch da Fiat no mercado de carros novos brasileiro, aqui vai uma lista de opções que os compradores encontraram nas lojas a partir de agora:

1 – Para os modelos com motor 1.0, o preço pode variar entre R$ 46.000,00 até quase R$ 49.000,00, dependendo da opção do consumidor em querer uma central multimídia de fábrica e com câmbio manual.

2- Para as versão 1.3, com câmbio manual o preço pode chegar a quase R$ 54.000,00. Se a opção for o de transmissão GSR, o valor sobe para quase R$ 59.000,00.

3- O modelo 1.8 está sendo vendido em quatro versões: a Precision manual que custa cerca de R$ 62.000,00 e a versão automática cujo valor é de R$ 68.000,00. O modelo HGT manual é vendido a R$ 65.000,00 e a sua versão automática chega a custar mais de R$ 70.000,00.

Para quem entende de mercado de carros ou para aqueles consumidores mais atentos e mais experientes, os valores se mostram exorbitantes quando se considera a hipótese de se pagar quase R$ 50.000,00 por um modelo popular com motor 1.0. Esta é uma das polêmicas que estão sendo levantadas a respeito do novo modelo da Fiat.

Apesar de toda controvérsia, quem quiser conhecer o novo carro da Fiat poderá acessar o site da montadora e conferir todos os detalhes do novo modelo.

Emmanoel Gomes


Modelo sofreu aumento nas concessionárias e está R$ 1.000 mais caro.

Embora o Hyundai Creta tenha ganhado ritmo em suas vendas, o modelo sofreu um reajuste em seus valores e agora é comercializado pelo preço de R$ 73.990, o que chega a ser uma elevação de R$ 1.000 sobre o valor anterior, já a configuração top de linha é vendida por R$ 99.990, um aumento de R$ 500. Hoje, o modelo está na quarta posição entre os SUVs mais comercializados no mercado brasileiro.

O aumento maior ficou em cima da configuração mais barata do modelo, que a versão 1.6 Attitude que possui câmbio manual. De R$ 72.990 chegou a R$ 73.990, um acréscimo de exatamente mil reais. Essa versão está equipada com propulsor 1.6 com torque de 16,5 kgfm e potência de 130 cv, acoplado a um câmbio manual com seis velocidades. Uma versão logo acima, a 1.6 Pulse manual, elevou seu valor em R$ 500, passando a custar R$ 78.790. Equipado com câmbio automático de seis velocidades, é vendido por R$ 85.740, aumento de R$ 500 também.

A única versão que não sofreu mudança no preço foi o Creta 2.0 Pulse com câmbio automático, que continua em R$ 92.490. A versão 2.0 Prestige câmbio automático é vendido por R$ 99.990, aumento de R$ 500.

Devagar, o modelo Hyundai Creta conquista seu próprio espaço dentre os crossovers. O seu ritmo de vendas já se encontra maior de 3 mil exemplares, o que o posiciona na 4ª colocação. Esperando que o modelo Jeep Renegade, o qual ocupa a 3ª posição, siga sendo canibalizado pelo modelo Compass, assim fazendo com que se diminua mais ainda a atual lacuna entre eles, que é de 1.877 exemplares no ano.

Entretanto, esse combate é apenas pela segunda posição no segmento de SUVs compactos, já que é bem difícil bater o modelo Honda HR-V, o cabeça da lista. O modelo japonês soma 14.753 exemplares desde o início do ano, 4.698 a mais que o Creta. A dificuldade surge pela grande procura do HR-V, modelo que emplaca mais unidades do que o da Hyundai desde janeiro, porém, o aparecimento do WR-V pode atrapalhar um pouco.

FILIPE R SILVA


Modelo foi lançado esta semana e custa a partir de R$ 37 mil.

A Volkswagen realizou a apresentação da versão que faltava da sua linha Up 2018. O automóvel foi apresentado na noite da última segunda-feira, dia 17 do mês de abril. O Cross Up chega para se juntar à família que já estará disponível para a venda ainda neste mês de abril.

Além de lindo e todo reestilizado, o Cross Up 2018 possui características que lhe dão a impressão de automóvel mais esportivo. Isso porque o compacto apresenta um capô com vincos, nota-se os para-choques maiores e assim mais evidentes, o que visualmente faz com que o carro fique maior e marcante. De fato essas modificações visuais lhe deram 8,4 cm a mais, porém, isso não fez diferença o seu espaço interno.

A parte interna também sofreu modificações que estão muito evidentes no seu quadro de instrumentos, em que os elementos estão dispostos em tamanho maior, assim como o computador de bordo que tem sua tela aumentada. Já o console vem em formato hexagonal. Contudo, a grande novidade fica por conta de um item que será disponibilizado como opção para algumas versões, que é a Composition Phone, que permite que o usuário conecte seu próprio smartphone como central multimídia.

Sendo a última versão a ser apresentada, o Cross Up 2018 fecha com uma linha que vem enxugada, já que muitas versões foram indisponibilizadas, assim como as versões com carrocerias de duas portas e motor aspirado. Além disso, percebe-se a intenção da marca alemã em oferecer aos consumidores modelos menos clássicos e com características mais esportivas, embora esbanjem beleza e estilo, sem nenhum exagero. As versões equipadas com motor turbo apresentam a tampa do porta-malas preta, o que é um diferencial, uma faixa vermelha na grade dianteira e inscrição TSI na coluna central.

Nesse sentido, ainda neste mês todas as versões já estarão disponíveis para a venda e seus valores tiveram aumentos bem discretos em relação aos valores da linha 2017. Veja abaixo os valores de 2018 da linha Up da Volkswagen:

– Take Up: R$ 37.990 (saindo pelo mesmo valor de 2017);

– Move Up: R$ 48.290 com câmbio manual;

– Move Up TSI: R$ 52.790;

– Cross Up: R$ 55.600;

– High Up: R$ 57.100;

Cada versão possui diferenciais, contudo, todas elas prometem um bom desempenho, conforto e segurança aos seus ocupantes.

Aguarde a chegada da linha e confira pessoalmente.

Sirlene Montes


Ford reduz preço do Fiesta, enquanto que a Fiat aumenta preços de seus modelos.

A montadora americana de veículos, Ford, fez um anúncio na última quarta-feira, dia 5, de uma redução nos valores de venda do modelo Fiesta. O hatch está mais barato em até R$ 3.900, variando de acordo com a versão. Os preços mais em conta só não são válidos para as configurações mais simples.

Entre as configurações que possuem câmbio automático com dupla embreagem, a versão conhecida como SEL teve uma redução no seu valor, passando dos antigos R$ 67.090 para o atual R$ 63.190, sendo uma redução no valor de R$ 3.900.

Já a versão Titanium teve uma redução de R$ 1.200, a qual passou a ser R$ 68.990, onde era R$ 70.190. Pra finalizar, a versão Titanium Plus, topo de linha , que possui motor turbo, teve uma diminuição de R$ 500 e agora bate a marca de R$ 73.990.

As configurações que possuem câmbio manual tiveram também reajuste em seu preço, para baixo. A versão SEL, que antes era R$ 60.790, agora passou a ser R$ 58.590 e a versão SEL Style, que antes era R$ 61.290, passou a ser vendido por R$ 59.790.

Um fato curioso com relação ao reajuste dos valores é que as versões de entrada da marca, como SE (que custa R$ 53.660) e a SE Style (que é vendida por R$ 56.590), não tiveram alterações.

A Fiat aumenta o preço de sua linha

Por outro lado, a montadora italiana Fiat elevou seus preços em uma parte de sua linha. A novidade principal fica por conta do Mobi modelo 2018. Agora possui menos versões, sendo cinco no total e as alternativas que possuía o sobrenome "On" já não são mais oferecidas. Desta forma, alguns pacotes de itens opcionais voltam.

A configuração conhecida como Easy, que inicia agora no valor de R$ 33.700, anteriormente era comercializada pelo valor de R$ 33.030. A opção pode ainda receber um novo pacote que conta com travas e vidros elétricos, além de desembaçador e também limpador no vidro traseiro, sendo somado mais R$ 1.890 em seu valor original.

FILIPE R SILVA


Reajuste nos preços dos modelos varia de R$ 400 a R$ 11 mil.

A montadora alemã Volkswagem publicou essa semana uma tabela com o novo preço da sua frota zero km e os preços atingiram praticamente todos os modelos da fabricante. Os preços já estão no site da VW e quem desejar comprar um carro zero pode verificar no site da mesma os reajustes que estão bem salgados. Os aumentos variam de R$ 400 até R$ 11.730,00, dependendo do modelo do veículo.

Segundo a montadora, a expectativa é de um aumento real nas vendas de 5% a 10% para esse ano de 2017.

Os únicos modelos que ficaram de fora da onda de aumentos foram o Spacefox, Spacecross, Amarok e Golf Variant, pois já tinham sofrido reajuste recente ano passado e a VW decidiu não aumentar seus preços, até porque já são modelos que não tem preços populares de mercado.

A alta dos preços pegou muita gente de surpresa, já que a Volkswagen é pioneira na fabricação de carros mais em conta para a população e como foi comprovado, não é isso que está acontecendo.

O recém lançamento da montadora, o Up!, é um bom exemplo, pois o preço da entrada subiu mais em torno de R$ 1.100,00 na versão Take com 2 portas e na versão mais em conta com motor Turbo TSI os preços pularam para salgados R$ 50.123,00. Ainda podem ser encontradas outras versões do modelo com preços ainda mais caros que ficam na casa dos R$ 55.517,00 e sempre com o conhecido motor TSI.

Já o modelo mais caro da montadora, o VW Touareg, sofreu o maior aumento e a versão top de linha equipado com o motor 3.6 V6 teve o preço aumentado de R$ 327.793,00 para R$ 337.630,00 (quase dez mil reais de aumento) e para a versão com motor 4.2 V8 os preços pularam de R$ 391.014,00 para R$ 402.744,00, mas temos que levar em consideração que esse é um carro que tem um público alvo extremamente seleto, geralmente pertencentes as classes A/B.

Na retaguarda, o único modelo que baixou em média R$ 200,00 de preço foi o Crossfox nas duas versões. Os outros modelos como o Golf pode ser encontrado com preços entre R$ 78.130,00 e R$ 128.800,00. Já o Gol tem preços que variam de R$ 36.500,00 até R$ 59.400,00, enquanto que o Voyage varia de R$ 45.400,00 até R$ 62.600,00.

Todos os preços dos modelos e demais configurações podem ser vistos no site www.vw.com.br.

Rodrigo Souza de Jesus


Modelo ficou mais caro e agora o preço do modelo mais básico parte de R$ 77 mil, R$ 1.300 a mais do que o valor cobrado anteriormente.

A mais nova aposta da montadora Fiat, a picape Toro, chegou ao mercado nacional com muita força, pois entre os consumidores a aceitação foi muito boa, inclusive com muitos elogios devido ao design do veículo, mas a notícia triste é que antes mesmo de completar os primeiros dois meses de comercialização a Fiat já resolveu a fazer um reajuste nos preços da picape.

Com este reajuste, a Freedom 1.8 flex automática, versão mais básica do veículo, teve um acréscimo de nada mais nada menos que R$ 1.300, sendo que antes ela custava R$ 76,5 mil e agora passou a ser comercializada por R$ 77,8 mil, valor este que inclusive já está atualizado no site da fabricante, este aumento representa 1,7 %.

Os clientes mais exigentes que quiserem adquirir o veículo equipado com o Kit Opening Edition, no qual estão inseridos diversos acessórios extras e um acabamento diferenciado da versão mais básica, o valor foi reajustado em R$ 1.952, uma vez que o preço anterior era de R$ 84.400 e agora passou a ser de R$ 86.352. Aproveitando o ensejo, a fim de minimizar o espanto dos consumidores, a Fiat fez o lançamento de um segundo Kit, o qual foi batizado com o nome de Opening Edition 2, o qual, atualmente, está R$ 1 mil mais barato que a versão anterior.

A principal distinção entre os kit é o fato de o Opening Edition 2 ofertar aos consumidores rodas de aço, enquanto que no primeiro Kit as rodas ofertadas são de liga leve.

Desde que foi lançada no mês de fevereiro a Toro, segundo os dados estatístico da Federação dos Concessionários (Fenabrave), teve 4.228 unidades emplacadas até o final de março, sendo que com este número ela conseguiu alcançar a terceira colocação entre as picapes médias e grandes vendidas no país.

O título da categoria até o mês de março é da Toyota Hilux, que teve 8.259 unidades emplacadas, seguida da Chevrolet S10, que teve 4.375 emplacamentos, porém, ambas de porte maior do que a Toro.

A expectativa da Fiat é que até o final do ano a Toro consiga atingir uma meta de 40 mil unidades emplacadas, valor este que representaria uma média de 4 mil emplacamentos por mês, mas a ambição da montadora vai ainda mais além, tendo em vista que nos 12 primeiros meses desse lançamento a meta é que sejam vendidas 50 mil unidades.

Por Adriano Oliveira


Bônus oferecido varia de R$ 500 a R$ 1,5 mil para a aquisição dos modelos Clio, Logan e Sandero neste mês de outubro.

A Renault está com uma campanha superespecial neste mês outubro, que celebra o Dia das Crianças. A montadora está dando bônus entre R$ 500 e R$ 1,5 mil para quem comprar um carro da marca, mas só terá direito ao desconto quem for até a concessionária acompanhado da filha ou do filho e levar como doação um carrinho de brinquedo, que a Renault repassará a instituições que atendem crianças carentes.

A promoção é válida para quem for comprar os modelos Clio, Logan e Sandero e os bônus dependerão do modelo escolhido, tendo variação conforme o preço sugerido do veículo.

As instituições que receberão os carrinhos doados:

Entre as instituições que receberão as doações estão a Casa do Zezinho e a Associação Borda Viva. A primeira foi criada há mais de duas décadas, na zona sul de São Paulo e que proporciona atividades por meio da educação e cultura, para ajudar crianças e jovens a trilharem rumo a um futuro melhor. A segunda atende cerca de 180 crianças carentes e jovens e atua junto às famílias, na região metropolitana de Curitiba, onda há uma fábrica da Renault, bem próximo ao Complexo Ayrton Senna e tem projetos que visam gerar renda para as mulheres da comunidade.

Nada de juros em toda a linha Renault:

Além dos bônus, os veículos da marca podem ser financiados com taxas zero, isso mesmo, nada de juros e em toda a linha de concessionárias.

A iniciativa:

A montadora teve uma iniciativa louvável e é dessa forma que se faz o bem, mesmo que seja com um pouquinho. Tão pouquinho que não custa nada levar um carrinho até as concessionárias, mesmo quem não tem filhos. A ideia é juntar forças e alegrar quem não tem muito.

Não vai comprar um carro? Vai apenas fazer uma revisão, ou pesquisar modelos e valores? Leve um carrinho também, custa bem pouco e está bem distante do valor de um veículo de verdade.

Por Elia Macedo

Renault


O setor automotivo no Brasil vem enfrentando uma das piores crises de todos os tempos e mesmo assim o valor dos veículos tem apresentado aumento em vários modelos, o que faz com que as vendas recuem ainda mais.

Até agosto já foram mais de 2 milhões de veículos vendidos, só neste ano, apresentando uma queda nas vendas de quase 10%.

E mesmo com queda nas vendas, os preços continuam subindo sendo que o valor médio de um veículo foi de R$ 45.296,00 para R$ 48.067,00, apresentando uma alta de mais de 6%.

E os brasileiros ficam se perguntando: por que os preços continuam subindo se as vendas continuam caindo?

No ano passado foi aprovada uma lei que passou a obrigar as empresas do setor de automóveis a produzirem carros com alguns itens obrigatórios, entre eles o AirBag e também o ABS e isso fez com que o preço dos veículos aumentasse, como era de se esperar. Mas há outros fatores que fizeram os preços dos automóveis terem alta, por exemplo, o aumento da alíquota de IPI.

Entre tantos problemas e reclamações, aumentos e melhorias, fica a pergunta: qual o verdadeiro valor de um carro novo?

No geral, as empresas vendem seus carros através das concessionárias, mas isso não é uma regra e há muitas exceções neste caso, pois algumas empresas preferem o método de venda/distribuição, algo que em um primeiro momento parece ser um grande negócio mas que em um futuro próximo poderá ser justamente o contrário.

Temos então 2 cenários definidos:

– Se um veículo é vendido através de uma concessionária, esta concessionária terá a sua remuneração, algo que varia em 2% e 6%.

– Se um veículo é vendido diretamente ao consumidor, poderá ser dado um bom desconto. Com isto a montadora consegue aumentar suas vendas.

Mas se a curto prazo isso é interessante para as montadoras, veja o que acontecerá futuramente: o cliente que comprou o veículo com um bom desconto, quando for vendê-lo irá oferecer o veículo por um preço bem abaixo do mercado, pois ele comprou mais barato, então pode vender mais barato, até mesmo para conseguir vender logo o seu veículo e poder comprar outro. Aí que entra o problema, pois os clientes que compraram carros mais baratos irão vendê-los por um preço mais baixo e derrubar este preço no mercado, desvalorizando os veículos da marca.

Há quem diga então que as montadoras poderão deixar as concessionárias de lado e passar a vender os veículos ao consumidor final, assim, a médio prazo, o valor seria novamente estabilizado. Mas acabando com as concessionárias, quem irá fazer a manutenção dos veículos?

E aí entra a dúvida citada no início deste artigo: Qual o verdadeiro valor de um carro novo? Seria o preço que a montada vende para seus clientes ou o preço praticado pelas concessionárias?

O tempo irá dizer. Por enquanto, ficam os consumidores brasileiros reclamando do alto preço dos veículos aqui, pois enquanto se compra um carro de médio porte aqui no Brasil, lá fora, pelo mesmo valor, compra-se um modelo top de linha.

Por Russel

Carros novos

Foto: Divulgação


A nova linha 2015 do Toyota Etios nem sequer chegou direito às lojas e já desperta algumas “curiosidades” nada agradáveis. Em primeiro lugar está o fato de que a nova geração não traz mudanças significativas em relação ao visual e muito menos no que diz respeito aos itens de série. Mas, se há algo que tem “pegado” muita gente de surpresa é o preço. Esse sim teve alterações. Ficou mais caro, é claro.

Em sua linha 2015 o hatch tem um preço inicial sugerido de R$38.380, o Etios Sedan começa nos R$42.470. Os reajustes feitos dão um acréscimo de R$420 e R$440 na mesma ordem citada.

Deixando um pouco de lado as questões relativas ao preço vejamos o que o carro realmente pode oferecer ao consumidor.

Em primeiro plano pode-se dizer que os principais atrativos da linha estão na parte de dentro do modelo. De fato alguns itens apareceram para não deixar tão em evidência o interior “sem nada”. Agora o Etios conta com um indicador de combustível de tecnologia digital, alerta sonoro de portas abertas e também para faróis acesos e regulagem de altura do banco do motorista.

Já o volante tem o mesmo design que é apresentado tanto no Camry 2015 quanto no Corolla.

Se for para tocar no ponto  “destaque” a realidade é que o melhor representante nesse quesito é a versão topo de linha Platinum. Essa versão conta a partir de agora com uma central multimídia já com navegador, sistema de TV Digital e reprodução de DVD e câmera de ré. Todo esse equipamento adicionado só poderia ser  sentido melhor no preço. Em relação à linha 2014 eles provocaram um aumento de R$2.040.

Já nos demais pontos nada de novo. O motor, por exemplo, continua sendo o mesmo.

Entre os pontos negativos apresentados podemos citar o fato de que a versão Cross agora custa mais de R$45 mil, o velocímetro no centro do painel não é nada prático e por fim, até agora nada de despertar nos consumidores a vontade de comprar um.

Já entre os pontos positivos estão a reformulação do acabamento interno, os retrovisores que foram redesenhados e o bom desempenho que o modelo oferece ao condutor.

Por Denisson Soares

Toyota Etios 2015

Toyota Etios 2015

Fotos: Divulgação


Desde o Inovar Auto, regime automotivo adotado pelo Brasil lançado lá em 2011, a Kia Motors do Brasil tem sofrido drasticamente. Rapidamente a empresa se viu na obrigação de subir os preços de seus carros que são importados da Coreia do Sul. Subida de preços (às vezes exagerada) quer dizer basicamente que as vendas vão cair. Por outro lado, a montadora não dá sinais se algum dia terá ou não uma unidade de fabricação no país.

Devido a esse fato, a Kia já não consegue mais manter no mercado modelos com preços competitivos. Para se ter ideia do que anda passando a fabricante, basta observarmos que em 2012 ela conseguiu vender mais de 41 mil carros no país, já em 2013 esse número caiu para 29 mil. Em 2014, os números sugerem que serão ainda pior.

Mesmo com tantas dificuldades nas vendas, e mais do que atrasado, chega a nova geração do Soul ao mercado. O modelo que já carrega meio que incrustado na lataria do termo design. Na verdade é difícil não falar em design quando o assunto é o Soul.

Antigamente o carro tinha um preço bem competitivo no mercado sendo que começava em R$55 mil a na sua última linha não passou dos R$65 mil.

Essa nova geração assusta de cara muita gente mesmo. Os preços partem dos R$88 mil e só para na versão que apresenta um teto solar panorâmico custando R$92.900.

Sem dúvida alguma o carro recebeu elementos visuais significativos. E isso mesmo mantendo sua forma base. A cabine também chega com alterações bastante interessantes. Como exemplo, podemos citar o volante que agora traz botões que permitem ao condutor controlar o telefone, o áudio dentre diversas outras coisas dentro do carro.

O motor continua o mesmo. Ou seja, o bloco presente é o Gamma 1.6 16 Flex que tem capacidade para entregar até 128 cv e 16,5 de torque. Isso é já um ponto em desvantagem. Nada de motor novo. E o pior é que não fica só nisso.

Como o carro é muito pesado ele não se sai bem apresentando mesmo um desempenho muito fraco. Isso é tão “pegado” que a marca nem sequer quis dar informações sobre velocidade máxima ou aceleração.

Mas voltando a falar no geral, o modelo mesmo sendo ótimo de aparência e bem equipado, diversos outros recursos como airbags laterais, controle eletrônico de estabilidade e navegador GPS estão em falta.

Um detalhe é que lá fora ele conta com todos esses itens.

Ao que tudo indica a montadora terá trabalho para vender o novo Soul. A não ser que o comprador seja mesmo fã do modelo.

Por Denisson Soares

Kia Soul

Kia Soul

Kia Soul

Kia Soul

Fotos: Divulgação


Seja na internet, na rua, no rádio ou na TV, por todos os lados aparecem vários tipos de anúncios e ofertas de veículos zero km das montadoras. Todas com diversas opções de compra e financiamentos: seja sem entrada ou parcelada e ainda com brindes como IPVA grátis e alguns itens de série. Tudo para tentar atrair e chamar a atenção do cliente.

De acordo com a Fenabrave, no primeiro semestre deste ano, a venda de veículos no país apresentou uma queda de cerca de 3% em relação ao mesmo período no ano passado.

Sabe-se que mesmo com essas ofertas e incentivos oferecidos pelas montadoras e revendedoras para atrair clientes, não está sendo fácil reverter o baixo quadro de desempenho do setor no primeiro semestre deste ano.

Especialistas do setor culpam esse fraco desempenho a redução da oferta de crédito no Brasil e a baixa confiança do consumidor, que na maioria das vezes fica receoso em comprometer sua renda mensal. Outro detalhe que contribui para afastar os clientes das concessionárias: o aumento nos preços dos veículos zero quilômetro no mercado nacional.

Conforme levantamento feito pela revista Autoesporte, os preços divulgados nas listas sugeridas pelas marcas dos 10 carros zero quilômetro mais vendidos no Brasil aumentaram em média 5,3% entre janeiro e junho de 2014. Os especialistas afirmam que em vários casos, esses aumentos apareceram separados da chegada da linha 2015 e ocorreu devido à exigência dos itens obrigatórios de segurança como airbag duplo e freios ABS e à reposição do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) no início do ano.

Só para vocês terem uma ideia, o Fiat Siena, sedan de entrada da montadora italiana FIAT, passou por cinco reajustes e ficou em média R$ 2.200 mais caro. Já um dos concorrentes da FIAT, o Volkswagen Fox também teve a tabela alterada cinco vezes e encareceu cerca de R$ 1.700. 

Ainda de acordo com especialistas do ramo as montadoras e revendedoras adotaram a estratégia de subir os preços gradativamente para compensar parte do prejuízo até o fim do ano.

Portanto é importante o comprador avaliar e pesquisar muito antes de fechar um negócio, pois pelo que se vê o mercado de venda de veículos está em baixa e se souberem pesquisar, poderá adquirir bons descontos. Vale a pena pesquisar.

Por Valter Falinácio

Fiat Siena 0km

Volkswagen Fox 0km

Fotos: Divulgação


JAC J6 2014 A minivan JAC J6 ganhou novidades em seu modelo de 2014. Apresentada no último dia 2, em São Paulo, a versão chega mais bonita e moderna, para competir com o Nissan Livina e o Grand Livina (cinco e sete lugares), que devem ser descontinuados até 2015; e a Chevrolet Spin.    

Primeiramente, o J6 passa a contar com dois itens típicos de carros mais sofisticados: um sistema de monitoramento de pressão dos pneus, que alerta (com uma luz no painel) quando um dos pneus estiver 25% acima ou abaixo da calibragem especificada; e acendimento automático dos faróis por sensor de luminosidade.

No geral, o conjunto ficou parecido com o do J3 reestilizado: dianteira nova, incluindo faróis, para-choque e grade redesenhados. Na traseira, lanternas bipartidas horizontais. Rodas novas e painel de instrumentos  com conta-giros e velocímetro – que ganharam luzes brancas indiretas de intensidade ajustável, o marcador do nível do tanque de combustível e do termômetro de água do motor passaram a ser digitais; e os controles de vidros, travas e retrovisores elétricos, além do acabamento em piano black (preto brilhante), ganharam novas posições para facilitar o acesso. As laterais das portas foram redesenhadas e o volante também foi modificado.

A versão com cinco lugares sai por R$ 57.990 e a com sete lugares, chamada de Diamond e exclusiva no Brasil, sai por R$ 59.990

Por Jaime Pargan


Para quem está afim de adquirir um veículo semi-novo, essa é a hora certa. Segundo dados do índice Autoinforme/Molicar nos oito primeiros meses do ano o preço do carro usado já caiu cerca de 6,2%. Somente no bimestre de Julho e Agosto a queda de preço foi de 3,1%.

Nenhuma das 16 marcas fabricadas no Brasil registrou aumento de preço nesse período, sendo que 6 delas tiveram índices de desvalorização abaixo da média, incluindo as gigantes Volkswagen e Fiat. Ainda segundo o índice, os preços da Chevrolet caíram 3,23% e os da Ford também tiveram uma queda ainda mais acentuada de 4,81%.

Os veículos da Audi foram os que mais tiveram queda no valor, em especial o A3, de fabricação nacional. Curiosamente, os veículos que menos tiveram queda em seus valores de mercado são de empresas que fabricam apenas utilitários, como a Agrale e a Iveco, que tiveram queda de apenas 0,43% e 0,94%, respectivamente.

A situação melhora ainda mais para quem procura comprar um carro importado aqui no Brasil. A Maserati Quatroporte 4.2 foi o veículo que teve a queda de preço mais expressiva entre julho e agosto: – 20% . Fusion Hybrid teve queda no preço de 18% e Volkswagen CC também com uma acentuada queda de 18%.

Por Ebenézer Carvalho


A nova versão do Sentra está chegando e as lojas já preparam seus descontos especiais para se “desfazer” da versão antiga. Os abatimentos podem chegar a 6.000 reais em todas as versões do modelo. Muitas concessionárias da Nissan não possuem mais o modelo antigo em estoque e já fazem a pré-venda dos novos lançamentos. Quem preferir a versão atualizada do Sentra não vai sair no lucro, pois o veículo já possui um sobrepreço de cerca de 7 mil reais em cima dos 71.990 reais sugeridos por tabela pela Nissan.

Em São Paulo o modelo topo de linha pode ser encontrado com preços de 61 mil reais. No entanto, esses modelos são as últimas unidades disponíveis no estoque e isso pode frustrar aqueles clientes que buscam variações exclusivas do modelo. Já no Rio, o modelo pode ser encontrado por cerca de 63 mil. A versão SL custa em torno de 67.000 e possui um motor 2.0 de 143 cv de potência e câmbio automático CVT. Quem quiser gastar um pouco mais pode adquirir a versão top de linha com teto solar elétrico e um conjunto de 6 airbags.

Já os interessados em economia podem adquirir a versão de entrada por cerca de 47.000 reais e fazer uma economia de 5 mil reais em relação aos preços existentes na tabela. No Rio, o menor valor para o modelo é 49.000 reais. Esse modelo possui um câmbio manual de 6 marchas, freios ABS e airbags duplos.

Por Ebenézer Carvalho


O índice de produção de ônibus, caminhões, comerciais leves e automóveis no mercado brasileiro teve aumento de 9% no mês de agosto quando comparado com julho deste ano. No total, 340.469 unidades foram fabricadas em unidades fabris do País durante o período, sendo que no mês anterior este montante contabilizou 312.300.

As informações foram publicadas no último dia 5, quinta-feira, pela Anfavea – Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores. Em comparação com agosto do ano de 2012, o aumento foi de 2,3 pontos percentuais.

De acordo com Luiz Moan, Presidente da Anfavea, "este é o 2º melhor mês de agosto de toda a história no segmento". Moan ainda diz que o crescimento referente à produção reflete as ações do programa Inovar-Auto.

No mesmo momento em que a Anfavea divulga o balanço mensal, o presidente do órgão informa que os investimentos referentes às empresa do setor que são previstos para 2014 já estão somando R$ 72,6 bi.

No montante total contabilizado entre os meses de janeiro e agosto, o índice produtivo demonstrou aumento de 13,7 pontos percentuais com 2.509.574 veículos. Na mesma época do ano passado foram 2.206.444 unidades.

Por Marcelo Araújo


O mercado de veículos automotores já conta com mais um novo modelo à disposição dos consumidores, trata-se do Novo RCZ, da Peugeot, que chega nas concessionárias com preços a partir de R$ 132.990,00; apesar de ainda ser recente no mercado, 50 mil unidades do veículo citado já foram comercializadas em todo mundo.

Uma das novidades do Novo Peugeot CRZ é o seu para-choque, que tem linhas mais agressivas; sobre os faróis, estes vêm com máscara negra; o veículo ainda têm LEDs diurnos; internamente o Novo CRZ melhorou ainda mais os moldes de seu antecessor, principalmente no quesito conforto e esportividade.

São notáveis os detalhes cromados, além de acabamento em couro, ESP, TCS, 4 airbags, multimídia, navegador GPS, tela de 7 polegadas retrátil, Bluetooth, sistema de aúdio JBL, seis auto-falantes, rodas de liga leev 18, sensor de estacionamento dianteiro/traseiro, entre outras inúmeras novidades.

Em relação ao motor, o Novo Peugeot CRZ possui o potente 1.6 THP com 165 cv e 24,5 Kgfm, acoplado em caixa automática de seis velocidades com mudanças em sequência; as cores disponíveis, até o momento, são as seguintes: Branco Nacré, Perla Nera e Vermelho Erythrée; a garantia é de três anos, independente da quilometragem rodada.

Por Vinicius Cunha

Pegeout RCZ


Para cada dois carros novos, uma moto foi vendida em Santa Catarina entre janeiro e julho deste ano. Enquanto no Brasil as vendas de motos crescem mais do que a de carros, no Estado a realidade é inversa. Especialistas afirmam que a explicação está no poder de compra da população de SC. Com mais dinheiro no bolso, o raciocínio padrão é para quê vou comprar uma moto, se posso ter um carro?

– Mesmo que as prestações da moto sejam mais acessíveis, assim que o consumidor percebe que a parcela do carro cabe no bolso, não pensa duas vezes e opta pelo automóvel – afirma o diretor da consultoria Jato Dynamics, Luiz Carlos Augusto.

Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram que, no Brasil, o número de novos carros nas ruas cresceu 5,79% no acumulado do ano até julho, em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o de motos aumentou 10,14%. Em Santa Catarina, a evolução foi inversa. O número de carros novos vendidos subiu 11,84%. E o de motos, bem abaixo, 3,16%.

O presidente da Fenabrave-SC, Sérgio Ribeiro Werner, diz que a modalidade de compra está em uma crescente no mercado de motos. Há 10 anos, de acordo com dados da federação, 60% dos clientes compravam através do consórcio. Há seis anos, apenas 5% dos consumidores faziam essa opção. Hoje, o consórcio é a preferência de 10% dos clientes e vem se recuperando a 30% ao ano.

Por Madson Lima de Oliveira


Novo Fiat IdeaA minivan Idea foi toda reformulada no seu modelo 2013. Visando concorrer com veículos de outras marcas no segmento de minivans, traz aperfeiçoamentos para ganhar o mercado brasileiro. 

O Idea é um carro com visual limpo, bom para dirigir nas grandes metrópoles. Na parte interna é muito confortável com novo painel de instrumentos padrão da Fiat e o display de LSD. Traz também um novo sistema de som combinando com a cor dos equipamentos. É preto nas versões Attractive e Essence e cinza na versão Adventure.

O porta-malas é bastante espaçoso para a categoria, e sua capacidade é de 380L e a do tanque de combustível é de 48 litros. 

O novo Fiat Idea 2013 vem em sete versões: Attractive 1.4 com potência de 80 cavalos; Essence 16V Dualogic 1.6; Essence 1.6; Itália 16V 1.6; Itália 16V Dualogic 1.6 (esses modelos trazem uma potência de 115 cavalos); e as versões top de linha Sporting 16V 1.8 e Sporting 16V Dualogic 1.8 com 130 cavalos de potência. Todas as versões usam motores flex. 

O Fiat Idea 2013 está sendo vendido nas concessionárias pelos seguintes preços:

– Fiat Idea Attractive 2013 1.4: R$ 42.370;

– Fiat Idea Essence 1.6 2013 16V: R$ 45.140;

– Fiat Idea Essence Dualogic 2013 1.6 16V: R$ 47.130;

– Fiat Idea Adventure 1.8 2013 16V: R$ 51.040;

– Fiat Idea Adventure 1.8 2013 16V Dualogic: R$ 52.980.

Por Mariana Rodrigues


Nova Nissan Frontier 2014A Nissan lançou a nova linha Frontier 2014 com novo design em todas as versões. O Frontier foi redesenhado e algumas das principais diferenças estão na grade frontal e no para-choque que ficaram mais envolventes. 

A Nissan também mudou o nome das versões. A versão básica se chama “S”, a intermediária "SV Attack", a top de linha "SL".

A Frontier S vem com detalhes de luxo prateados na parte interna, botões do ar condicionado, trio elétrico, freio de estacionamento, maçanetas cromadas e computador de bordo. A chave é no sistema keyless. 

O modelo intermediário "SV Attack" vem com rodas de liga leve com novo design na cor “titaniun” combinando com os faróis, rádio 2DIN com CD, MP3 e aceita cartão SD.

A top de linha “SL AT” vem com frisos laterais na cor do carro, interior com banco e volantes em couro, chave inteligente I-Key, câmera de ré, freios ABS e EBD e ar condicionado digital automático de distribuição em 2 zonas. 

A Frontier 2014 tem uma versão para cada tipo de pessoa e bolso. A Frontier S 4×2 2,5L 16V turbodiesel, de 163 cavalos sai por R$ 91.990. Já a Frontier S 4×4 2,5L 16V turbodiesel, de 190 cavalos é um pouco mais cara, custando R$ 100.490

A intermediaria Frontier SV Attack 4×4 2,5L 16V turbodiesel, de 190 cavalos tem o preço de R$ 98.990, e a 4×4 sai por R$ 107.990. O mesmo preço para o modelo Frontier SL 4×4 AT 2,5L 16V turbodiesel, de 190 cavalos.

Por Mariana Rodrigues


Novo modelo será produzido no BrasilA Ford está prevendo para junho o lançamento do New Fiesta 2014 totalmente reestilizado, idêntico ao fabricado na Europa, só que agora será fabricado no Brasil

O New Fiesta terá três versões de motorização e câmbio.

O New Fiesta 2014 S vem com motor 1.5 16v Sigma com potência de 111 cavalos, câmbio de 5 marchas e vários itens de série, como o ar condicionado manual, vidros e travas elétricos, freios ABS com EBD, airbag duplo e Central multimídia My Connection pelo preço de R$ 38.990.

A versão SE vem com motores 1.5 e 1.6 Sigma 16v com câmbio manual ou automático com 6 velocidades e dupla embreagem, sendo que o motor 1.6 vem com 130 cavalos de potência com vidros elétricos nas portas de trás, faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas com o preço de R$ 42.490 para o motor 1.5 e R$ 45.490 com motor 1.6. 

A versão top de linha, que se chama Titanium, vem com motor 1.6 e duas opções de câmbio (manual ou automático) e com todos os itens de série das versões anteriores e mais alguns, como bancos revestidos em couro, controle de velocidade e outros itens de luxo, pelo preço de R$ 51.490.

Por Mariana Rodrigues


A marca alemã Audi está lançando seu novo modelo esportivo, o Audi TT RS que leva o 'RS' no nome por pertencer a uma categoria de carros de alto desempenho. Não é para menos que está nessa categoria, pois o Audi TT RS vem com um motor 2.5 TFSI movido a gasolina com 300 cavalos de potência. 

O Audi TT RS vem com câmbio automático de 7 marchas com sistema de dupla embreagem e conta ainda com a posição Sport, que deixa o veículo com respostas mais rápidas nas retomadas de velocidade. Aliás, velocidade é o que não falta no Audi, afinal ele faz de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos, isso na versão Coupé, já na versão Roadster, faz 4,4 segundos. Apesar de andar em alta velocidade o carro vem com um limitador de velocidade eletrônico que não deixa passar dos 250km/h. 

A suspensão é esportiva com rodas de liga leve de 19 polegadas, aerofólio traseiro fixo e detalhes em alumínio nos retrovisores. Na sua versão Roadster vem com a capota elétrica. 

Ambos os modelos vêm com acessórios de série, como controle de estabilidade (ESP), acendimento automático dos faróis, ar condicionado digital com duas zonas de temperatura, airbags frontais e laterais nos bancos da frente, tração integral e muitos outros assessórios de luxo. 

A versão Coupé já está à venda pelo preço R$ 399 mil e a Roadster está sendo vendida por R$ 419 mil.

Por Mariana Rodrigues


Quem gosta de fabricantes de automóveis norte-americanas e também de carros grandes no estilo SUV vai gostar da novidade que vem para o Brasil, o Dodge Durango.

Maior que o Dodge Journey, o Durango foi feito para proporcionar muito espaço, o que é visto nas suas dimensões mais avantajadas. No carro cabem sete pessoas e ele mede mais de 5 metros de comprimento, o que já mostra que é difícil passar sem ser notado.

Além disso, o novo Durango possui ótimo acabamento na parte interna com bancos em 3 fileiras e se a última fileira for rebatida, a capacidade do porta-malas do SUV aumenta em 860 litros, pois passa de 490 litros para 1.350 litros.

O automóvel chegará no mercado brasileiro em dois modelos, o Citadel e o Crew. O primeiro é o modelo principal, top de linha, e tem uns itens a mais do que o Crew, como ventilação nos bancos da frente, rodas aro 20, faróis em xenônio, teto solar elétrico, entre outros.

O Crew possui ar condicionado digital, câmera para ré, disco para armazenamento de músicas com 30 GB, rodas aro 18”, bancos em couro, ótimo sistema de som com subwoofer e tração integral em todas as rodas.

Ambas as versões contam com motor de potência de 286 CV e oito cores à escolha do cliente. O valor de venda do Durango Crew é R$ 180 mil e do Durango Citadel é R$ 200 mil – aproximadamente.

Por Guilherme Marcon


A linha de carros Volvo, uma das marcas de carro mais conceitual do mundo, está com um lançamento que vai atrair os olhares de quem é apaixonado por carro e ainda está em dúvida sobre qual vai comprar agora em 2013. Trata-se do Volvo V40, um carro fora de série, feito para quem gosta de potência e beleza em uma única máquina.

O Volvo 2013 vem com novidades antes inimagináveis em um carro. Como por exemplo, airbag para pedestres que funciona com um dispositivo que se abre caso haja algum atropelamento. O V40 também com um sistema que sistemas que identificam placas de trânsito; mostram os limites de velocidade permitidos e qual o momento de mudar de faixa para evitar acidentes.

Além de toda a beleza bem representada em um designer esportivo, o Volvo V40 virá com duas formas de motor: 180 e 210 cavalos, sendo que ainda pode ser a diesel ou a gasolina. Para quem ama uma boa tecnologia, o Volvo V40 também virá com um sistema para lhe indicar onde está a melhor vaga para estacionar seu carro.

O preço desta máquina? Ainda não se sabe ao certo, mas, tudo indica que o V40 vai custar algo em torno de R$ 100.000,00, um valor que será bem pago para quem espera tudo de um carro.

Por Michele de Oliveira
 

 


Os veículos de baixo custo estão em alta no mercado automotivo mundial e por isso a Suzuki resolveu entrar neste comércio com a subsidiária Maruti presente na Índia.

Segundo a empresa japonesa, o foco da Maruti – que já é líder no mercado indiano com veículos baratos – será a Ásia e a África inicialmente, mas com possibilidades de avançar para América Latina e Europa nos próximos anos.

Fonte: Notícias Automotivas

 

Dentre os carros oferecidos pela Maruti estão modelos como o 800 que custa cerca de R$9.400,00 além de outros que serão criados especialmente para esta expansão da marca.

Por Ana Camila Neves Morais


A Fiat iniciou nesta semana as vendas da versão Sporting para os modelos Novo Palio e Novo Uno que foram apresentadas durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo que aconteceu em outubro deste ano.

Fonte: Quatro Rodas

 

Os veículos integram a série especial Interlagos tendo como principais características rodas de liga leve, bancos e volante revestidos em couro.

De forma mais específica, o Novo Palio Interlagos possui teto solar, entrada para USB, vidros traseiros com acionamento elétrico e sistema de entretenimento com som, rádio e Bluetooth.

Já o Novo Uno Interlagos vem com ar-condicionado, novo painel de instrumentos, porta-objeto, sistema de entretenimento com som, rádio, Bluetooth e USB, dentre outros.

Fonte: Novounoclube

Para quem deseja comprar um destes modelos, eles estão disponíveis nas concessionárias Fiat de todo o Brasil com valores de R$36.830 – para Novo Uno – e de R$43.860 para o Novo Palio.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais um lançamento foi mostrado ao mundo automotivo neste mês de dezembro e a novidade do momento é o Jaguar F-Type customizado.

Este novo veículo possui um motor do tipo V6 com capacidade de realizar até 381 cavalos de potência.

Com a inovação da customização será possível que os novos proprietários deste carro o personalizem com diversas opções como novas entradas de ar na parte frontal, rodas com aro em fibra de carbono, pintura em cores diferenciadas, volante com base achatada, detalhes com acabamento em preto brilhante, novas soleiras nas portas, dentre outros.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais uma novidade excelente deu o ar de sua graça no mercado brasileiro de automóveis. Estamos falando no novo Smart Fortwo 2013, da conceituada montadora Mercedes-Benz.

Atendendo à premissa de luxo e modernidade, a montadora que fabrica e comercializa carros que normalmente são sucessos de venda, está apostando muitas fichas no lançamento e segue com os mesmos padrões de qualidade.

O modelo será disponibilizado em quatro versões diferentes, dentre elas: MHD Coupé, Turbo Cabrio, Turbo Coupé e Turbo Cabrio Tritop. Entre outros atributos, o novo Smart vem com um ótimo motor 1.0, entrega 84 cavalos de potência e atinge até 120 km/h.

O carro contará ainda com freios ABS, airbag duplo, sistema start/stop, direção elétrica, spoilers, moderna iluminação de LED, porta-objetos e rodas de 25" em liga leve.

Na parte interna, os bancos apresentam revestimento em couro, ar condicionado, teto panorâmico e sistema multimídia composto por som, DVD, GPS e tecnologia Bluetooth.

Segundo a Mercedes-Benz o novo Smart Fortwo custará entre R$ 53.000 e R$ 73.000, sendo que os valores oscilam de acordo com a versão. Em breve o modelo já estará disponível para compra.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Há alguns dias, a Porsche fez um pronunciamento oficial divulgando informações sobre o seu novo automóvel, o 911 Carrera – versões 4 e 4S. As duas versões terão carrocerias cabriolet e cupê, além de virem com câmbio de 7 marchas, que também pode ser alterado para PDK com dupla embreagem.

O motor do 911 Carrera 4S é um 3.8 boxter que consegue chegar aos 405 CV de potência, enquanto que o motor do modelo 4 atinge a marca de 354 CV. Além disso, o Carrera 4 com carroceria cupê vai de 0 a 100 km/h em apenas 4,5 segundos, enquanto que o cabriolet demora um pouco mais (4,7 segundos). A velocidade máxima do cabriolet é de 282 km/h e a do cupê é um pouco maior, chegando aos 285 km/h.

Além disso, a versão cupê do 4S vai de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos, atingindo a velocidade máxima de 299 km/h, e o cabriolet 4S demora 4,3 segundos para ir de 0 a 100 km/h, tendo uma velocidade máxima de 296 km/h.

Ambos os modelos terão destaque no Salão de Paris, que começa no dia 29 de setembro. Os preços iniciam em 97.557 euros (mais ou menos R$ 247.570 sem impostos) para a versão cupê do Carrera 4 e 110.290 euros (cerca de R$ 279.882 sem os impostos) na versão cabriolet. Para o Carrea 4S, a versão cupê sai pelo valor inicial de 112.313 euros (equivalente a R$ 285.016) e a versão cabriolet fica inicialmente por 125.046 euros (equivalente a R$ 317.329).

Por Guilherme Marcon


A picapeS10 de 1.672 kg e 5,37 metros conta com um incrível motor 2.4 flex que pode chegar em até 147 cavalos, sendo possível fazer 0 a 100 km/h em 13,1 segundos.

A boa notícia é que a S10 entrará no mercado brasileiro por um valor acessível, custando R$ 58.868 (LS), ou R$ 61.890 na versão LT.

Além da potência da picape, a mesma ainda conta com diversos itens que ajudam no conforto e segurança do veículo, com direção hidráulica, ar condicionado, computador de bordo, ABS, faróis de neblina, chave canivete e grade de proteção no vidro traseiro, alarme, rodas de alumínio aro 16, trio elétrico, protetor de caçamba e som. O cliente ainda pode optar por acrescentar uma capota marítima. O veículo está com um aspecto mais moderno e foi desenvolvido em parceria com a Tailândia.

A fabricante não mudava a S10 desde 2011, assim, essas alterações são muito significativas para os interessados pelo veículo. Já a capacidade de carga é uma das maiores do segmento, com caçamba de 2,32 m de comprimento e 1,53 m de largura (cabine simples) e 1.300 kg (com motor diesel).

Por Camila Caetano


O modelo da marca Peugeot, 308 CC, ainda não foi lançado de forma oficial. Porém, já existe uma página de exibição no site da empresa francesa, onde é possível saber até mesmo o preço que terá no mercado de autos nacional.

De acordo com informações do site, o veículo conversível será vendido pelo valor de R$ 129.990 e, assim como os outros carros de sua família fabricados fora do Brasil, terá motor de 1.6 litro THP de 165 cavalos de potência, disponível a 6.000 rpm, e 24,5 kgfm de torque, a 1.400 rpm. Além disso, o veículo apresenta transmissão automática de 6 marchas, que chega a uma aceleração de zero a 100 km/h em 9,8 segundos e velocidade máxima que chega a 212 km/h.

O veículo da Peugeot terá apenas uma versão de acabamento, que apresenta 2 airbags na lateral, 2 na frente e outros 2 de cortina. Na parte interna, o 308 CC conta com acabamento na cor preto brilhante para o painel de centro, sistema que acende automaticamente luzes de emergenciais após frenagem abrupta, airwave, bancos da frente com sistema de aquecimento automatizado, capota retrátil e rígida, regulagem de altura e profundidade no volante, além de controle de tração.

Por Marcelo Araújo


Lançado em 2010 na Europa, o sedã Peugeot 508 THP chega ao Brasil com a responsabilidade de fazer a marca voltar ao segmento de luxo, em que a Kia e a Hyundai são, atualmente, referência.

A mecânica e o câmbio são os mesmos do cupê RCZ e de outros recentes lançamentos da Peugeot. Trata-se de motorização 1.6 16 V turbo de 165 cv com injeção direta e câmbio automático de seis marchas.

Segundo matéria da Zero Km, da revista 4 Rodas de junho de 2012, os destaques vão para as borboletas atrás do volante;  a ótima qualidade do acabamento, que ajuda a proporcionar silêncio dentro da cabine; chave presencial; sistema auxiliar de estacionamento com medidor de vagas; ar condicionado de 4 zonas; LEDs diurnos; controles de estabilidade e tração; seis airbags; tela multimídia com GPS e faróis de xenônio.

O consumo na cidade foi de 9,1 km/l  e de 14,8 km/l na estrada. Nas pistas, o 508 teve performance muito próxima ao 408 THP, reconhecido por se sair muito bem nas provas de aceleração e retomada. Mais precisamente, no teste realizado pela revista, o 508 THP foi de 0 a 100 km em 10,4 segundos.

O Peugeot 508 THP chega às lojas por salgados R$ 119.990.  São R$ 5 mil a mais que o Azera e R$ 22.740 a mais que o sedã coreano Sonata.

Por Christiane Suplicy Curioni


Em breve chegará ao Brasil a nova versão do Audi A5 Coupé Ambition. De acordo com informações da montadora alemã, o veículo virá equipado com motor turbo 2.0 FSI, com 211 cavalos de potência. Com esse motor, o novo A5 Coupé, que pode chegar até 245 km/h, é capaz de atingir a velocidade de 0 a 100 km/h em cerca de 6,5 segundos.

A fabricante anunciou, ainda, que em relação à versão anterior, o veículo está 27,9% mais econômico no consumo de combustível, fazendo, em média, 14,2 litros por quilômetro. Isso se deve, também, ao novo sistema Kers, que permite recuperar energia cinética, aumentando o desempenho do automóvel.   

No seu interior, o A5 Coupé vem com volante multifuncional, câmbio automático S-tronic de 7 marchas, bancos revestidos em couro com design esportivo, ar condicionado automático, entre outros itens. Já na parte externa, o veículo ganhou teto solar e luzes de LED diurnas, tanto na parte traseira, quanto na frontal.

Para quem busca espaço, a capacidade do porta-malas do sedã é de 455 litros.

A versão Ambition vem de série com o sistema Quattro – tração integral nas quatro rodas, além da tecnologia Audi Side Assist, que alerta o condutor quando há veículo no “ponto-cego”, permitindo ao motorista mudar de faixa com mais segurança.

Disponível em 15 opções de cores, o esportivo luxuoso chegará às concessionárias custando a partir de R$ 202.700.

Por Andrea Gomes


O novo modelo da Chevrolet chamado Spin, chegou ao mercado brasileiro. O automóvel foi apresentado pela fabricante na quarta-feira (27/06), em São Paulo, e agora começa a ser vendido nas concessionárias pelo preço de R$ 44.590,00 na versão de entrada.

A Spin é uma minivan que possui cinco lugares no modelo mais básico, a LT com o pacote 1. Também existe a versão LT com o pacote 2, sendo que em ambos os casos, o câmbio é manual. O valor do pacote 2 é de R$ 45.990,00.

Existe também o modelo LT3, que possui câmbio automático por apenas R$ 49.690,00. Por último, a versão top de linha, a LTZ, tem capacidade para sete lugares pelo preço de R$ 50.990,00. A troca de marchas é manual por esse preço, sendo que o proprietário pode optar pelo sistema automático se estiver disposto a pagar R$ 54.690,00.

O motor de qualquer um destes modelos é 1.8 Econo.Flex e as rodas têm aros de 15 polegadas. Na versão LT, as rodas recebem calotas e o carro perde o rack de teto. Quanto ao design, o veículo foi inspirado no sedan Cobalt, tendo vincos nas laterais, volante igual ao do Cobalt e contorno no painel de instrumentos, etc. O porta-malas tem capacidade de 710 litros nas Spin com cinco lugares e de 553 litros para o modelo com sete lugares.

O modelo mais básico possui vários itens de série, como rodas de liga leve, travas e vidros elétricos, direção hidráulica e ar condicionado. Na versão básica, as rodas de liga leve e o CD são itens opcionais, mas são de série no modelo top de linha.

A Spin substitui a Meriva e a Zafira e começa a ser vendida em julho.

Por Matheus Camargo


A Citroën, pensando nos lançamentos de seus maiores concorrentes, resolveu apresentar a linha 2013 do C3 Picasso como forma de conquistar o público e desviar a atenção dos veículos rivais que estão entrando no mercado.

A principal novidade para a versão 2013 está no motor de 1.5 l, com 8 válvulas, presente nos modelos GL e GLX manual, os quais eram oferecidos até então apenas com motor 1.6l e 16 válvulas.

A origem do motor 1.5 l veio do motor 1.4 l, que faz parte da versão hatch do C3, e que é capaz de gerar até mesmo 89 cv de potência, com torque máximo de 13,4 kgfm (gasolina), e 93 cv com torque de 14,2 kgfm (álcool).

Conhecido como o modelo minivan da Citroën, a linha 2013 do C3 Picasso apresenta também um aumento de potência nas versões que possuem o motor 1.6 l de 16 válvulas. Dessa forma, é possível render agora 115 cv de potência na gasolina e 122 cv no etanol, números que antes eram de 110 cv e 113 cv, respectivamente.

Os preços apresentados pela montadora correspondem a R$ 45,6 mil para o modelo GL 1.5 l, R$ 48,5 mil no GLX 1.5 l, R$ 53,5 mil no GLX 1.6 l automático, R$ 55,5 mil no Exclusive 1.6 l e R$ 58,9 mil no Exclusive 1.6 l automático.

Por Anne A. Matioli Dias


A linha 2013 da picape L200 Triton está prevista para ser lançada no Brasil já no mês de julho. De acordo com a montadora Mitsubishi, a nova versão tem o objetivo de fazer com que os consumidores identifiquem o carro como sendo semelhante aos utilizados em competições da Mitsubishi Cup. Dessa forma, uma nova suspensão foi colocada para que o veículo tenha melhor aproveitamento e maior custo x benefício em qualquer situação.

Com relação às características da picape, o para-choque dianteiro e os faróis ganharam novo design, os bancos foram trocados e o veículo conta agora com um novo sistema de absorção, a tecnologia SDS (Sport Dynamic Suspension), desenvolvida para reduzir os efeitos de instabilidade do carro e promover maior comodidade ao motorista, principalmente em situações de pistas irregulares e de carga pesada.

Segundo as informações divulgadas, os preços iniciais apresentados foram de R$ 99.990, para a versão flex, e de R$ 121.490, para a diesel. Todos os modelos possuem câmbio automático, havendo uma versão manual apenas para a top de linha Triton HPE, a diesel. O preço sugerido para esta versão é de R$ 112.490.

Por Anne A. Matioli Dias


A Subaru lançou no Chile o modelo 2012 do Impreza. Oferecido em duas versões (hatchback ou sedan), o veículo tem motor 1.6 Boxer, o que permite que o consumo de combustível seja cerca de 30% menor do que o modelo anterior.

Outras novidades apresentadas pela fabricante são: câmbio CVT Lineartronic, chassi reforçado e mais rigidez. No restante dos detalhes, o modelo é praticamente idêntico ao antigo.

O motor oferece 114 cavalos de potência com torque máximo de 15,3 kgfm a 4.000 rpm. Além do câmbio CVT, há também a opção de câmbio manual com cinco marchas. Além disso, o veículo possui a tecnologia chamada Symmetrical All Wheel Drive, freios ABS/EBD, controle eletrônico de estabilidade, airbags frontais e, nos veículos que possuem câmbio manual, também existe o Hill Start Assist. O veículo possui tração nas quatro rodas com reduzida, assim como sua versão anterior.

No interior, o Impreza 2012 ganhou detalhes sofisticados, sendo que foram colocados mais porta-objetos e utilizados novos materiais.

O modelo tem valor variável, sendo que o mais barato custa R$ 42.477,00 e o mais caro custa R$ 48.201,00.

Por Matheus Camargo


A Fiat já confirmou que o modelo 2013 da picape Strada terá várias melhorias, entre elas o câmbio dualogic. O veículo terá três opções de cabine (dupla, estendida ou simples) e três modelos diferentes: a Adventure, a Trekking e a Working. Cada uma delas tem diferenças no exterior e também algumas mudanças quanto à motorização.

No lado interno, a Strada oferece algumas diferenças, como os painéis com difusores de ar, que foram remodelados. Nos bancos, a Fiat colocou novos tecidos e agora oferece ao motorista a possibilidade de regular o assento e de apoiar o pé esquerdo.

No entanto, cada modelo tem configurações diferentes. A Working, por exemplo, funciona com motor Fire 1.4 e oferece itens de série, como o alerta de limite de velocidade, trip computer, alerta de manutenção programada, follow me home, possibilidade de regular a altura do cinto de segurança, porta-escadas, tampa da caçamba removível e com chave, porta-objetos nas portas, ganchos para prender a carga na cabine, entre outros. Já na lista de opcionais estão os freios ABS e EBD, ar condicionado, direção hidráulica, janela traseira corrediça, capota marítima, faróis de neblina, volante com regulagem de altura, viva voz Bluetooth, entrada USB, etc.

A versão Trekking também trouxe algumas modificações. O para-choque da frente, as rodas e as calotas foram modificados e o motor utilizado é o E-torQ 16 válvulas com 115 ou 117 cavalos de potência, dependendo do combustível. Outros benefícios de série são os airbags dianteiros, travas elétricas, freios ABS e EBD, direção hidráulica, faróis de neblina, etc. Já os opcionais são as rodas de liga leve 14 polegadas, teto solar, volante de couro com comandos de rádio, ar condicionado, entre outros.

Por último, a Strada Adventure teve as mesmas mudanças no exterior e, na parte interna do veículo, está com um volante de três raios, que pode conter os comandos do rádio e para mudança de marchas. Alguns dos itens que já vêm automaticamente com o automóvel são: o rádio CD/MP3 ou o mesmo modelo de rádio com porta USB e conexão Bluetooth. O motor é o E-torQ 1.8 16 válvulas e potência de 130 ou 132 cavalos de potência. O modelo ainda possui freios ABS/EBD, travas e vidros elétricos e ar condicionado, com a possibilidade de incluir bancos em couro bicolor, capota marítima e teto solar.

Os preços da Strada Working variam de R$ 31.490,00 a R$ 38.440,00, da Strada Trekking o valor varia de R$ 38.350,00 a R$ 45.050,00 e o valor da Strada Adventure fica entre R$ 47.490,00 e R$ 54.060,00.

Por Matheus Camargo


Após a redução do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados), o mês de maio de 2012 registrou o total de 274.490 emplacamentos de comerciais leves e automóveis.

Este aumento representa uma subida de 12,11% em relação ao mês passado (abril). Entretanto, o número de vendas ainda está abaixo, quando se faz referência ao mesmo período do ano de 2011.

No total, foram vendidas 1.291.913 unidades neste ano, 4,37% abaixo do ano passado.

As marcas que lideraram as vendas dos veículos foram, seguidamente, Fiat, GM, VW e Ford, tanto no segmento de comerciais leves quanto de automóveis.

A Renault pegou quinto lugar na venda de automóveis e a japonesa Mitsubishi ficou na mesma posição entre a venda de comerciais leves.

Totalizando todas as vendas, o ranking geral apresenta as seguintes marcas: Fiat, GM, VW, Ford, Renault, Honda, Nissan, Toyota, Hyundai, Peugeot, Mitsubishi, Citroën, Kia, JAC, Chery, Hafei, Mercedes-Benz, Land Rover, Suzuki e BMW.

Uma das marcas de carro que obteve boa média de vendas foi o Gol, com 3.478 unidades comercializadas em relação ao Uno, um de seus maiores concorrentes.

O Civic tomou o lugar do Corolla e o Ford Ka endossou sua posição passando o March.

Entre os comerciais, o Duster ficou na frente do Ecosport, apresentando 1.231 unidades a mais. Já A S10 voltou à posição que mantinha antes da mudança da geração, ocupando o quarto lugar.

Os 10 carros mais vendidos no mês de maio de 2012 foram os seguintes:

Automóveis

  • 1º VW /Gol 20.937
  • 2º Fiat /Uno 17.459
  • 3º Fiat /Palio 12.659
  • 4º GM /Celta 11.741
  • 5º VW/Fox/CROSS Fox 10.545
  • 6º GM /Corsa SEDAN 9.575
  • 7º Ford /Fiesta 9.384
  • 8º Renault/Sandero 6.986
  • 9º VW /Voyage 6.802
  • 10º Fiat /Siena 6.685

Comerciais Leves

  • 1º Fiat /STRADA 9.868
  • 2º VW /Saveiro 5.455
  • 3º GM /Montana 4.664
  • 4º GM /S10 3.362
  • 5º Renault/Duster 3.333
  • 6º Toyota /Hilux 3.116
  • 7º Ford /Ecosport 2.102
  • 8º VW /Kombi 2.068
  • 9º Honda/CRV 1.758
  • 10º Mitsubishi /PAJERO 1.592

Por Marcelo Araújo


A montadora Chevrolet apresentou o novo modelo da série Cruze, o Sport6, o objetivo da empresa é lançar sete novos modelos ainda neste ano.

O Cruze Sport6 passará a ser vendido ainda esse mês e contará com garantia de 3 anos, sem limite de quilometragem rodada. Os consumidores brasileiros poderão escolher entre duas versões de veículo, o LT e o LTZ. Vale lembrar que as duas versões possuem motor 1.8 e transmissões automática e manual com seis velocidades.

Com relação ao design, o veículo segue as características do sedã, de acordo com o diretor executivo da GM, Carlos Barba, o principal objetivo foi montar um carro que tivesse uma aparência dinâmica, mas sem deixar de lado a praticidade e a versatilidade, além do espaço interno.

Uma das características mais marcantes do lançamento é o seu teto arqueado, além da traseira mais curta que os demais veículos dessa categoria, o Cruze Sport6 é cerca de 9 centímetros menor.

O acabamento interno do lançamento da Chevrolet é feito com materiais texturizados  e suaves. As duas versões possuem sistema ABS com distribuição de frenagem eletrônica.

Os preços dos veículos variam entre R$ 64.900 a R$ 79.400, dependendo da versão escolhida.

Por Joyce Silva


O novo Honda CR-V 2013 foi lançado em outros países como, por exemplo, o Japão, onde as vendas começaram desde dezembro de 2011. Duas semanas após a estreia por lá, o novo modelo começou a ser vendido nos Estados Unidos também. A previsão para a chegada do modelo ao Brasil já foi anunciada e surpreendentemente ela se dá para março deste ano.

A nova CR-V conta com duas opões de motor na versão japonesa. Um deles é o bloco 2.0, com torque de 19,4 kgfm e 150 cavalos de potência. O outro, é um propulsor 2.4 de 22,5 kgfm de torque e 190 cv.

Ambos os motores citados são a gasolina, equipados com quatro cilindros e boas promessas de baixo consumo, com médias, na estrada, previstas de 12,2 km/l para o Propulsor e 14,4 km/l para o Bloco.

Com um design mais despojado e urbano, o preço no Brasil é previsto para algo em torno de R$ 95 mil e R$ 110 mil, dependendo da versão de motor escolhido. Vale lembrar que o automóvel também terá melhor acabamento interno do que o das outras versões.

Por Thiago Polido


Foi lançado o novo Honda CR-V 2012. A quarta geração do SUV recebeu alterações significativas tanto na parte externa quanto na interna. Dentre os principais atributos do carro estão a tecnologia de ponta, com um conjunto semelhante ao da nova versão do Honda Civic.

Quanto às configurações mecânicas, o automóvel conta com um moderno propulsor 2.0, com potência de 155 cavalos e versões com câmbio manual ou automático, diferentemente de seu antecessor, que possuía apenas uma opção de transmissão.

O veículo dispõe ainda de um kit multimídia inteligente, com tela de LCD, completo sistema de áudio, computador de bordo e câmera. Além desses itens, a versão EXL possui equipamentos que otimizam a segurança do veículo da Honda, dentre eles, o MA-EPS, que adapta a direção assistida, melhora a dirigibilidade e amplia a estabilidade  e o HSA, que auxilia no controle de subidas.

Os preços do lançamento são de R$ 84.700, para a versão LX com transmissão manual, e de R$  87.900 para a versão LX com câmbio automático. Já a versão top de linha, a EXL chega às concessionárias por R$ 103.200.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Saíram de linha as versões sedã e hatch do Astra, lançado em 1998 e atualizado em 2002.  A estratégia da Chevrolet é substituí-los por modelos mais globais, como o Cobalt e o Cruze hatch, com lançamentos previstos para abril de 2012. As redes de concessionárias garantem, no entanto, que possuem alguns modelos em estoque. Os preços variam de acordo como modelo: R$ 48.406 para a versão hatch e R$ 51.749 para o sedã.

A Ford F-250 também saiu de linha, sobretudo pela perda de mercado devido ao surgimento de picapes médias. O modelo terminou 2011 com somente 2.500 unidades vendidas. Portanto, chega-se ao fim o segmento de picapes grandes nacionais, que foi sucesso nos anos 1980.

Sobre os lançamentos, são quatro modelos que chegam em março: Chevrolet S10,  Ford New Fiesta 2012, Honda CV-R, Peugeot 308 e Kia Sportage Flex.

A título de exemplos, o Ford chega com preços a partir de R$ 45.950 (versão hatch). O Honda CV-R custa R$ 103.200, com garantia de 3 anos, e chega ao mercado para disputar com o Toyota RAV4 e o Hyundai ix35.

Por Christiane Suplicy Curioni


O Peugeot 308, hatchback médio da marca francesa, chega ao mercado nacional para substituir o 307, modelo que alcançou um bom índice de vendas por aqui. A novidade é produzida na fábrica da Peugeot instalada na Argentina.

Na parte estética, ele traz um desenho bastante robusto, grade dianteira cromada (dependendo da versão), logotipo na carroceria, capô com design diferenciado, luzes diurnas de LED e faróis traseiros em formato de bumerangue.

Com relação aos motores, serão oferecidas duas opções. Uma delas é o propulsor 1.6 16V, com o sistema Flex Start, capaz de entregar uma potência máxima de 122 cv (com etanol). A outra opção é o bloco 2.0, igualmente bicombustível, que gera até 151 cv de potência (com etanol). Já o câmbio pode ser o manual de 5 velocidades ou o automático de 4 marchas.

A versão básica é a Active 1.6 manual, com preço sugerido de R$ 53.990 e rodas de liga leve aro 16, direção eletro-hidráulica, duplo airbag, ar condicionado, freios ABS, rádio com CD e MP3 e trio elétrico, entre outros itens. A Allure 1.6 manual adiciona faróis de neblina, Bluetooth e ar condicionado automático dual zone, saindo por R$ 56.990.

Na linha Allure 2.0 manual (R$ 59.990), aparecem as rodas de liga leve aro 17 e o limitador de velocidade. Com transmissão automática, a versão custa R$ 63.990.

Já o Feline 2.0 automático, custa R$ 70.990 e acrescenta bancos de couro, teto panorâmico de vidro, sensor de estacionamento, controles de estabilidade e tração, entre outros acessórios.

Por André Gonçalves


Mais maduro e totalmente redesenhado. Chega ao mercado o novo KIA Picanto.

O novo modelo do carro possui uma maior distância entre os eixos, um design incrivelmente dinâmico e prioriza a redução de emissões de CO², além disso, economiza combustível.

Trazemos a seguir algumas características marcantes desse novo Carro Urbano da KIA MOTORS: Rodas de Liga Leve aro 14”, Faróis de Lanterna traseira em LED, Faróis de neblina com lentes de policarbonato, Air bag frontal duplo, laterais e de cortina, Desembaçador de vidro traseiro, Indicador digital de troca de marchas no painel de instrumentos (se ativado “Eco On”), Abertura interna da tampa de combustível, Banco traseiro rebatível e bipartido (60/40), Chave tipo “Keyless” para travamento e abertura de portas à distância, Cabo para iPod, Iluminação no porta-malas, Luz interna com temporizador, Revestimento de couro no volante, Teto Solar e etc.

Além de todas essas características o veículo ainda vem com motor Flex 1.0L e  banco do motorista com regulagem de altura.

O Picanto está disponível em mais de 8 cores incríveis e seu valor inicial no mercado, sugerido pela KIA MOTORS, varia de R$ 39.900,00 a R$ 49.900.

Por Jéssica Severo


De acordo com Sonia Racy, colunista do jornal O Estado de São Paulo, o Governo Federal deverá encerrar o acordo com o México que livra as montadoras do pagamento de alguns impostos no caso de importação de carros vindos deste país. Desta forma, os veículos importados deverão ficar mais caros para o consumidor final.

Caso o fim do acordo seja realmente confirmado, a expectativa é de que os veículos importados do México fiquem 35% mais caros (porcentual de tarifa geralmente pago para importação de automóveis de outros países). Além disso, os automóveis vindos do México entrariam na lista dos que sofrerão o reajuste de 30% em IPI, anunciado pelo governo brasileiro no final do ano passado, contrariando o fato de que veículos provenientes dos países membros do Mercosul ficariam livres das taxas de importação.

Atualmente a Nissan, Volkswagen, Fiat, Ford, Chrysler, Chevrolet e Honda importam carros do México e deverão aumentar os preços de alguns modelos de veículos caso o Governo Federal realmente encerre o acordo comercial.

Até o momento, as montadoras que importam veículos de suas filiais no México não se manifestaram.

Por Rodrigo Alves de Oliveira


Visando atingir 5% do mercado de carros no Brasil até 2014, que hoje é de 2%, e a liderança entre as empresas asiáticas no país, a Nissan anunciou que em breve deve chegar às terras tupiniquins o Versa, novo sedã da companhia. O carro possui a mesma arquitetura do hatch March, lançado há cerca de um mês, embora o desenho seja diferente.

O carro tem garantia de três anos e manutenção com preço pré-definido. A Nissan ainda garante ao menos 100 peças de maior giro com o melhor preço do mercado. Uma das maiores desconfianças que o consumidor brasileiro tem em relação à companhia asiática é a falta de uma rede de manutenção consolidada. A empresa garante, no entanto, que serão 125 concessionárias no país até o fim de 2011, número que deve dobrar até 2016.

A versão mais barata do carro custará cerca de R$ 35.500 no Brasil. O modelo intermediário (SV) só deve sair das lojas por R$ 40 mil e o top de linha (SL) deve ficar em torno dos R$ 43 mil.

Os executivos da Nissan apostam que o interior espaçoso e elegante do novo carro pode ser o responsável pelo sucesso do veículo. As revistas especializadas concordam que a parte de fora do Versa mantém a tradição da montadora asiática de criar designs não muito atraentes.

Por Mozart Artmann


Mesmo com previsão de lançamento para o mercado brasileiro apenas no mês que vem, as concessionárias da marca já possuem o catálogo do modelo, bem como o preço oficial do novo Hyundai Elantra.

Já é possível encomendar o veículo nas revendas, desde que o comprador faça o pagamento de uma “entrada” na aquisição do veículo. Para o Brasil, a Hyundai disponibilizou duas versões do Elantra: o Elantra 1.8 GLS, que traz como itens de série ar-condicionado automático, airbag duplo, freios ABS, retrovisor com câmera de ré, direção hidráulica, trio elétrico, sensor de chuva, roda de liga leve de 17 polegadas, entre outros. Para esta versão, o preço oficial será de R$ 68.700,00 com câmbio manual e de R$ 73.100,00 com câmbio automático.

A outra versão disponível será a topo de linha, que além dos itens de série da versão anterior, ainda possui airbag de cortina, bancos dianteiros elétricos, revestimento em couro, teto solar (opcional), entre outros. Para esta versão, o preço oficial será de R$ 78.600,00 (sem teto solar), e de R$ 81.200,00 (com teto solar). O veículo contará com garantia de 5 anos e será comercializado apenas em duas cores: preto e prata.

Por Henrique Pereira


Sem as desonerações explicitadas até março do ano passado, o setor de veículos automotores precisou se reinventar para manter as vendas em alta. Promoções e incentivos (como o pagamento total do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA – ou documentação do carro) foram e ainda são algumas das medidas utilizadas pelas concessionárias.

A Peugeot do Brasil, para dar continuidade à comercialização de seus carros no país, lança nova campanha promocional exclusiva ao mês de maio. Modelos das linhas Hoggar, Partner Passeio, 207 e 307 HB sairão das concessionárias com valores de nota fiscal de fábrica.

O Hoggar, ainda novato no país (cerca de um ano), chega às mãos dos consumidores por preço aproximado de R$ 29,9 mil na versão XR com motor 1.4 Flex. O 207 XR, também 1.4 Flex, passa a ser comercializado por R$ 31.539,57, enquanto o modelo Passion, ainda dentro da série 207, sai por R$ 36.198,30.

Até dia 31 deste mês, o sedan médio 307 Hatchback, na versão Presence, é comercializado pela Peugeot por R$ 46.211,06. A motorização, 1.6 Flex 16 V, tem capacidade para desenvolver até 113 cavalos de potência.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A versão 2012 da linha Tiida da Nissan foi exibida e poucas novidades foram feitas nos modelos sedan e hatch comparados com os da versão 2011.

Uma boa notícia é que os valores dos veículos continuarão os mesmos da versão anterior, variando de R$ 44.500aR$ 60.290.  

O Tiida sedan chegará às concessionárias na versão 1.8 MT. Já o modelo hatch será vendido em três versões, todas com motor 1.8, são elas a MT, SL MT e a SLAT.

A linha Tiida 2012 ganhou novos itens de série e uma nova opção de cor, que foi a inserção da cor branca no catálogo de cores da fabricante. Outra novidade são as rodas de liga leve (aro 16’) presentes na versão 1.8 S MT, que será vendida por  R$ 50.990. Já o visual da versão 1.8 SL ganhou novos ares, proporcionado pelo para-choque que recebeu uma aparência mais possante e da mesma cor do veículo.

O modelo na versão sedan agora virá com banco do motorista ajustável e será comercializado por R$ 44.500, mesmo valor praticado na versão 2011.

Os veículos continuarão com a mesma garantia de fábrica: 3 anos.

Por Andrea Gomes


A Ford resolveu esquentar a briga com a Hyundai pela liderança do segmento dos hatch’s médios no mercado brasileiro e para isso já está à venda em suas concessionárias o novo top de linha da marca neste segmento, o Ford Focus Titanium. Vice-líder de vendas no nicho estando atrás do elegante e potente i30 da Hyundai, a Ford dotou o novo Focus Titanium com mais armas para tentar alcançar a liderança do mercado.

Embora não tenha feito mudanças muito profundas no visual das versões Hatch e Sedã, o Titanium virá com acendimento automático nos faróis direcionais e mantém o desenho moderno, o visual elegante de linhas equilibradas e contornos bem distribuídos oferecem um desenho ao mesmo tempo agradável, robusto e ágil. Sua motorização é composta de um motor 2.0 Flex duratec, que quando alimentado a álcool pode render 148 Cv de potência e quando movido a gasolina esta potência chega a 143 Cv.

O modelo conta com uma interessante lista de opcionais como volante e bancos de couro e teto solar elétrico, entre outros. Outra estratégia para esta disputa pelo primeiro lugar, adotada pela Ford na linha Focus foi aumentar a lista de itens de série e opcionais das versões GLX e GLX 2.0.

Para o top de linha os preços partem de R$ 71.660 para a versão hatch e R$ 78.430 para a versão sedã.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


O setor de veículos automotores conquistou boas vendas no ano passado, pela isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), em partes pela confiança do consumidor brasileiro, que teve para si maior acesso ao crédito e aumento de renda, bem como incremento dos números do emprego por todo o país.

Estudo relacionado pela Agência AutoInforme constata que os carros zero quilômetro ficaram mais custosos em 1,38% no ano passado, portanto abaixo da inflação média de 5,91% calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A alta nos preços só não foi superior ao índice previsto pelo IPCA porque, segundo a agência, a grande concorrência entre as concessionárias, que disputaram o grande volume comercializado em 2010, propiciou esse controle de custos.

Embora distante para grande parcela da população, as marcas Chamonix e Ferrari não acresceram os valores em seus veículos. O maior incremento ficou a cargo da Agrale, com carros valorizados em aproximadamente 8,5%.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Economia UOL


Nicho de mercado que cresce consideravelmente no Brasil, os utilitários cada vez mais atraem os consumidores e as montadoras enxergam neste nicho opções para lançamentos cada vez mais interessantes. E para atingir um público alvo, intermediário entre aqueles que desejam um SUV um pouco menor ou um crossover um pouco mais poderoso, a Mitsubishi está lançando no Brasil o ASX (Active Smart Crossover), conforme matéria do site Carro Online.

Primeiro utilitário da montadora no país com opção de tração 4 x 2, o ASX, em termos de tamanho situa-se entre um crossover médio e um SUV de porte pequeno. Também sua faixa de preço localiza-se intermediariamente a estes modelos. A versão de entrada que possui somente a tração dianteira custa a partir de R$ 81.600 com câmbio manual e com câmbio automático chega a custar R$ 86.900. A versão 4 x 4 custa R$ 93.990. A motorização de todas as versões tem propulsores 2.0 16V que geram potentes 160CV de potência.

Com a plataforma do Outlander, crossover imponente da marca, o simpático ASX tem design robusto mesmo sem ser muito imponente. Possui linhas de uma esportividade contida que constroem um desenho jovial, mas o mesmo tempo sóbrio que o caracteriza como uma opção aos SUV’s mais imponentes e ferozes.

O modelo prima também pela segurança, pois desde a versão básica é composto com sistema de freios ABS, EBD e BAS (auxílio em frenagens de emergência) e conta com sete airbags, inclusive o de joelhos e também com controle eletrônico de estabilidade ASC.

Por Mauro Câmara


O presidente da Suzuki do Brasil, Luiz Rosenfeld, informou nesta semana à imprensa, durante o Salão do Automóvel, que a empresa está investindo em uma fábrica no Brasil, que deve produzir o jipinho Jimny em dois anos.

O Jimny possui tração integral 4X4, motor 1.3 litro e 85 cavalos e custa R$ 54.990 no mercado brasileiro. O preço, no entanto, deve baixar quando o modelo estiver sendo produzido em território nacional.

Além disso, a Suzuki trouxe ao Brasil para o Salão do Automóvel a versão Mormaii do SX4, que chega com novos para-choques, novas cores e um chuveiro instalado no porta-malas, que funciona com o reservatório do para-brisa.

O preço do modelo custa R$ 69.390.

Por Luana Neves


A pouco mais de um mês está em funcionamento no país, mais precisamente em São Paulo, a única loja da marca de automóveis de luxo Aston Martin, com um desempenho muito melhor do que o esperado pelo grupo SHC, empresa que representa a marca inglesa no Brasil.

Já foram vendidas, somente nestes primeiros trinta dias, 16 unidades. Resultado excepcional para o segmento de carros de luxo, levando-se em consideração também que o modelo mais barato, o cupê Vantage V8 tem seu preço em R$ 600 mil.

Com expectativa inicial dos diretores de vender anualmente entre 50 e 60 unidades, o inicio é promissor principalmente em um momento em que a economia está aquecida e o consumo interno parece ter fôlego suficiente para absorver produtos de alta qualidade e altíssimo preço.

E para esta faixa de mercado, que parece ávida por requinte, luxo e sofisticação a Aston Martin tem mais um produto a oferecer. Ainda este mês estará a venda o primeiro cupê quatro portas da marca, que mantém o mesmo padrão de luxo e conforto que caracteriza a marca inglesa, além de vir equipado com um propulsor V12 6.0 de 477 CV de potência. O seu preço deverá ser de R$ 950 mil. Mas este não será o modelo mais caro a venda na loja. O mais caro é o luxuosíssimo DBS, que tem preço partindo de R$ 1,23 milhão.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Fiat lança a versão do Linea 2011 com um novo motor: o já conhecido E. TorQ. Este motor já equipa os modelos Punto, Novo Idea, Palio hatch e Adventure e Doblò.

O novo Linea será equipado com a versão do E. TorQ 1.8, 16V. Este motor gera 132 cv e 18,9 kgfm de torque.

Segundo a montadora italiana, esta nova versão permite um melhor desempenho do automóvel, em relação ao modelo anterior com motor 1.9, pois o peso das peças, os ruídos e vibrações do carros foram diminuídos.

Além do novo motor, o Linea 2011 vem com opcionais bastante interessantes, como rodas de liga-leve 15’, ar-condicionado digital e sistema de GPS.

Para aqueles que se interessaram pelo sedã da Fiat, os preços variam entre R$ 55.450 do Linea LX 1.816V Flex e R$ 71.290 do Linea T-Jet 1.4 16V Turbo Gasolina.

Por VSZ


O segmento das picapes que vem crescendo cada vez mais com opções eficientes e sofisticadas já tem toda uma linha para 2011 lançada pela montadora Nissan. A linha Frontier de picapes da marca vem com uma novidade: o modelo intermediário Frontier SE 4 x 2, que virá com câmbio manual de seis marchas e trará de fábrica itens interessantes como frios ABS com EBD (distribuição de frenagem por demanda) e Keyless, sistema que dispensa chaves para abertura das portas e custará R$ 91.790, conforme matéria do site Carro Online.

De desenho simpático e moderno e aparência resistente este utilitário adaptado ao trabalho urbano, com esta versão intermediária, tem agora seis opções com configurações e preços variados que dão uma ótima margem de escolha para quem precisa de um veículo forte, moderno e que ofereça conforto e potência. E falando em potência a motorização das versões XE e SE vem com motor 16V 2.5 turbo diesel de 144CV. Já na versão LE o mesmo conjunto de motor produz 172CV de potência.

Os preços variam do mais baixo, a versão XE 4 x 2 com câmbio manual que sai a R$ 83.990 até a versão mais cara, a Frontier LE 4 x 4 com câmbio automático e que também é o modelo mais equipado da série, que custa R$ 121.290.

Por Mauro Câmara


Conhecida mundialmente por fabricar modelos esportivos e luxuosos a montadora inglesa Aston Martin estará oficialmente representada no Brasil a partir do próximo dia 19 de Agosto quando será inaugurada a primeira loja da marca localizada no bairro dos Jardins em São Paulo conforme informações do site G1.

Fabricante de modelos que aliam esportividade extrema à sofisticação e luxo, a Aston Martin é tradicional no mercado inglês e europeu e seus carros são envoltos em uma aura de glamour e sofisticação que também se faz notar nos preços de seus modelos esportivos. O modelo mais caro a ser vendido na loja da importadora oficial, o DBS começa em R$ 1,23 milhão.

Além desta, as outras super máquinas que já estarão à venda são as versões Coupê e conversível do seu modelo Vantage V8, sendo que o preço do Coupê parte de R$ 600 mil e o conversível de R$ 655 mil. Os preços são realmente altos, mas garantem máquinas super potentes e modernas. Por exemplo: o DBS possui motor V12 6.0 de que gera a bagatela de 510CV de potência, que o faz chegar a 307 Km/h e sua aceleração vai de 0 a 100 Km/h em apenas 4,3 segundos. Talvez um exagero, mas com certeza é um carro que está nos sonhos de todos aqueles que podem pagar por ele.

Inicialmente a montadora acredita que possa vender de 30 a 40 veículos por mês e para quem acha essa uma estimativa elevada em função dos preços, antes mesmo da inauguração já foi vendida uma unidade do modelo DB9 que tem preço de R$ 850 mil.

Por Mauro Câmara


O mercado de veículos no mês de Julho deu mais uma prova de sua auto regulação com a queda do preço do carro novo. Com o fim da isenção do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), todos esperavam que os preços subissem para compensar o imposto que voltou a ser cobrado, com projeção de aumento de até 5% no preço do carro zero Km. Mas a reação do mercado foi totalmente diferente. Em função do forte aquecimento da economia e a concorrência acirrada entre os fabricantes o preço médio do veículo novo acabou caindo no mês de Julho 0,68% e o aumento verificado no semestre ficou bem abaixo das projeções: 2,68% conforme pesquisa do site Auto Informe.

Tal movimentação dos preços prova que o próprio mercado, em um cenário de inflação razoavelmente bem controlada, economia aquecida, livre e sadia concorrência se regula estabelecendo preços competitivos e atraentes para o consumidor. Resta agora acompanhar a evolução do preço no próximo mês para confirmar ou não esta tendência e se este rumo de equilíbrio será mantido.

Conforme a pesquisa realizada os carros que apresentaram redução maior foram os da Lexus com redução de 4,77%, enquanto os veículos da Agrale aumentaram 2,69%. Os modelos produzidos pela Ford acabaram tendo redução em seus preços acima da queda média do mês ficando 1,24% mais baratos. Mesmo fato ocorreu com os modelos da Volkswagen que apresentaram queda de 1,49% em Julho. Outra montadora que teve seus preços reduzidos foi a Fiat, embora com queda bem menor que os das outras concorrentes, que foi um percentual de 0,08%.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


Uma pesquisa realizada pela Autoinforme/Molicar revelou que o preço do carro zero teve uma redução de 0,68% no mês de Julho, contrariando as expectativas de aumentos cada vez maiores nos preços dos veículos depois do fim da redução do IPI no início do ano.

É verdade que o primeiro semestre do ano mostrou que houve aumento de 2,68% no preços do carro zero, mas o percentual não chega ser alto. É preciso considerar que o aumento poderia ter sido maior já que o percentual de redução do IPI era de 5%. Seria perfeitamente natural esperar que as montadoras tentassem compensar a diferença elevando os preços.

Mas para a alegria dos consumidores, a guerra de preços devido à forte concorrência no setor automotivo tem segurado o aumento dos preços.

Por Maximiliano da Rosa


Buscando uma adequação técnica que permitisse um bom realinhamento de preços a Citroen retirou alguns itens do seu modelo Confort Xsara Picasso que eram de série na linha GLX e conseguiu reduzir o preço de partida para R$ 49.900, tornando o modelo, do ponto de vista financeiro, mais competitivo e atraente. Desta forma a empresa pretende tornar o modelo mais interessante na relação custo-benefício para brigar no segmento das minivans compactas com a Fiat Idea e a Chevrolet Meriva, entre outras.

Mantendo o design leve de linhas atuais de um modelo compacto, mas que também oferece conforto e sem alterações na motorização que continua com o propulsor 1.6 16V Flex que gera movido a gasolina 110CV e com etanol 113CV, a montadora retirou alguns itens da série anterior tais como: mesinha tipo aviação, airbags laterais, bancos traseiros com ajuste corrediço e apoio de braços nos bancos dianteiros. Os itens ar condicionado, airbag duplo frontal, direção hidráulica e vidros, retrovisores e travas elétricas permaneceram como itens de série.

A linha 2011 que virá com estas modificações também terá as versões Exclusive 1.6 com preço de partida em R$ 58.250 e a Exclusive 2.0 que custará R$ 66.555 e ainda a versão GLX 1.6 que sairá a partir de R$ 53.900.

Com certeza estas modificações tornarão o modelo bastante atraente, agora não só pelo aspecto de potência, conforto e design, mas também pelo preço mais acessível para o seu segmento o que vai acirrar a concorrência.

Por Mauro Câmara

Fonte: UOL


Para os admiradores dos veículos da montadora sul-coreana Hyundai, já se encontra a venda no mercado nacional o seu novo utilitário, o ix35, lançado oficialmente no último dia 03 de Agosto, para suceder o bravo Tucson.

O novo modelo terá cinco versões todas com motorização 2.0 de 166CV com várias opções de preço e três versões com acabamentos diferentes. A versão de entrada que vem de série com ar condicionado, direção hidráulica e freios ABS entre outros itens tem preço a partir de R$ 88.000. Partindo de R$ 93.000 outra versão deste utilitário esportivo vem com câmbio automático de seis marchas na mesma configuração anterior, mantendo airbag duplo e rodas de liga leve aro 18”.

A versão que vem com transmissão automática, controlador de velocidade, ar condicionado digital de duas zonas, sistema keyless de partida, sensor de estacionamento aliando mais conforto e praticidade ao conjunto esteticamente equilibrado saí a partir de R$ 103.000.

Já para os amantes da força e desempenho a versão com tração nas quatro rodas ($WD) sob demanda vai custar a partir de R$ 108.000. E a versão completa que virá somente com tração dianteira, mas com oito airbags, câmera de ré, controle de tração e teto solar vai custar a partir de R$ 115.000.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


A Chery é uma indústria de veículos da China e promete desembarcar em breve ao Brasil o seu modelo Cielo (é o mais vendido na China, mas por lá se chama A3), nas versões hatch e sedan 1.6.

O novo Chery Cielo irá inovar e virá com o mesmo preço nas duas versões, e vem de série com air-bag duplo, sistema ABS, vidros e travas elétricas e ar-condicionado.

Vem com um bom motor 1.6 litro de 16 válvulas de 119 cv e transmissão manual de 5 velocidades, o que lhe confere grande rendimento e economia na cidade.

Tanto o Hatch quanto o Sedan irão custar a partir de R$ 41.900,00.

Por José Alberi Fortes Junior


De acordo com o presidente da ANFAVEA Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Jackson Schneider, o mercado de automóveis do Brasil deverá obter um real aumento nos preços dos veículos a partir do próximo mês de maio.

Isto porque ainda há um estoque de carros favorecidos com a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e as concessionárias ainda estão conseguindo realizar vendas a preços mais baixos. De acordo com Schneider, será no mês de maio que será verificada uma real queda nas vendas, o que depois deverá se estabilizar. Ainda não foi divulgado como ficarão os novos preços dos veículos com o fim da redução do IPI.

Por Elizabeth Preático

Fonte: Portal R7


Mesmo com as montadoras dando descontos esses abatimentos nos valores não chegam ao consumidor, um ótimo exemplo é o Smart e ate mesmo o Mini Cooper que tiveram os maiores aumentos registrados no mês passado.

A pesquisa foi realizada pela AutoInforme (Agência de Informação do Automóvel), onde mostrou que as montadoras até baratearam alguns modelos mas esse desconto esta é longe do consumidor.

Conforme a pesquisa, a montadora Ford, por exemplo, fez o lançamento da EcoSport 2011 com o valor que chega a R$ 3.000,00 a menos do valor que chega ao mercado.O mesmo acontece com a Kia e a Nissan.

Uma das explicações dadas é que estes descontos acontecem somente nos chamados “preços oficiais” e não nos de ponta de varejo.
Com essa ou outras explicações o que acontece é que quem paga mais ainda são os consumidores.

Por Janis Rhomany Fortes





CONTINUE NAVEGANDO: