A Fenabrave apresentou os números de vendas da categoria sedans compactos no Brasil, que foi responsável por vender 10.938 veículos no mês de setembro, com um crescimento de 7,52% em comparação ao mês de agosto, contudo, uma queda de 9,90% em relação ao mesmo período do ano passado.  Assim como foi visto nos outros meses, o Chevrolet Cobalt foi o líder da categoria, aumentando a diferença sobre o segundo colocado, o Toyota Etios Sedan.

Ampliando a sua diferença sobre o segundo colocado para mais de 2.100 veículos, o Chevrolet Cobalt garantiu a liderança da categoria com tranquilidade. Emplacando 4.564 carros, o modelo da GM, que representa mais de 41% das vendas, obteve um crescimento de 25,83% e 4,44% em comparação ao mês de agosto e ao mesmo período do ano passado, respectivamente.

Novamente na segunda posição, o Toyota Etios Sedan mantém os bons índices de vendas e teve a diferença para o terceiro colocado ampliada. Registrando seu melhor desempenho neste ano, o sedan da Toyota teve 2.460 modelos vendidos, alta de 13,36% e 5,85% nas variações setembro/agosto e 2014/2013, respectivamente.

Completando a lista dos três mais vendidos da categoria está o Nissan Versa, que tomou o lugar do New Fiesta Sedan e foi responsável por comercializar 1.387 veículos, alta de 10,96% em relação ao mês de agosto e recuo de 18,17% em comparação a 2013. O Ford New Fiesta Sedan, que ficou na quarta colocação, emplacou 1.104 carros, baixa de 17,55% na variação setembro/agosto, mas alta de 16,70% quando comparado ao mesmo período do ano passado. Mesmo com a perda da posição e a queda nas vendas, esse foi o terceiro mês consecutivo que o sedan compacto da Ford teve vendas acima de mil unidades.

Mesmo com a chegada da nova geração, o Honda City manteve a quinta colocação na categoria. Vendendo 713 unidades, o modelo apresentou queda de 23,91% em relação ao mês passado e baixa expressiva de 52,24% em comparação ao mesmo período do ano passado. A queda, tanto do New Fiesta quanto do City, pode ser explicado pelo fato de suas versões de entrada ser oferecida por mais de R$ 50 mil, enquanto os três primeiros colocados tem versões mais básicas com preços abaixo deste valor.

Completando a lista dos carros que obtiveram vendas neste mês, o Volkswagen Polo Sedan (544) manteve o sexto lugar, o JAC J3 Turin (121) permaneceu em sétimo lugar, o Chevrolet Sonic Sedan (29) ficou em oitavo e o Peugeot 207 Passion (16), na nona posição.  

Por Caio Polo

Chevrolet Cobalt

Toyota Etios Sedan

Nissan Versa

Fotos: Divulgação


A Fenabrave revelou os índices de vendas do mês de setembro e pelo quarto mês consecutivo o Fiat Palio foi o carro mais vendido no mercado brasileiro. Diferentemente do que foi visto no mês de agosto, em setembro o Palio venceu com tranquilidade, emplacando 15.907 unidades, quase 2.500 unidades a mais que o segundo colocado.

Além de aumentar a diferença sobre o segundo colocado, o Fiat Palio viu o Chevrolet Onix ganhar o posto de vice-campeão de vendas do Volkswagen Gol. O hatchback da Chevrolet foi responsável por emplacar 13.483 carros, enquanto o Volkswagen Gol teve 12.583 carros comercializados.

Completando a lista dos cinco carros mais vendidos estão o Hyundai HB20 e o Fiat Siena, com 9.904 carros e 9.518 unidades vendidas, respectivamente.

Caindo da terceira para a sexta colocação, o Fiat Uno não conseguiu manter os índices de vendas do mês passado e vendeu 8.749 unidades.

Na sétima colocação, a Volkswagen viu o Fox/Cross Fox, auxiliado pela nova geração do modelo, ganhar uma posição em relação ao mês de agosto, comercializando 8.470 carros. Logo atrás está o Chevrolet Prisma, que conseguiu emplacar 8.353, ganhou três posições quando comparado a agosto e obteve seu segundo melhor desempenho em 2014. 

Fechando o ranking dos dez modelos mais comercializados estão o Renault Sandero e a nova geração do Ford Ka, respectivamente na nona e décima colocação. Enquanto o modelo da marca francesa emplacou 7.488 unidades, o novo compacto da Ford comercializou 7.093 carros. Vale ressaltar que a Fenabrave contabilizou em conjunto as vendas da versão hatch e do sedan do Ford Ka neste mês de setembro.  

Entre as disputas diretas por segmentos, o Corolla mais uma vez ficou a frente de seus concorrentes, emplacando 6.050 unidades e garantindo o 13º lugar. O Honda Civic, seu maior rival, comercializou 4.684 carros e obteve a 19ª posição.

Com relação aos comerciais leves, a Fiat Strada mais uma vez levou a melhor, deixando sua principal rival, a Volkswagen Saveiro, na segunda colocação. Contudo, ambas tiveram seus melhores resultados, sendo responsáveis por venderem 14.225 carros e 7.780 unidades, respectivamente.

Abaixo, a lista dos 25 carros mais vendidos na categoria automóveis e comerciais leves:

Automóveis:

-1º Fiat Palio – 15.907;

-2º Chevrolet Onix – 13.483;

-3º VW Gol – 12.583;

-4º Hyundai HB20 – 9.904;

-5º Fiat Siena – 9.518;

-6º Fiat Uno – 8.749;

-7º VW Fox/Cross Fox – 8.470;

-8º Chevrolet Prisma – 8.353;

-9º Renault Sandero – 7.488;

-10º Ford Ka – 7.093;

-11º Ford Fiesta – 6.490;

-12º VW Up! – 6.272;

-13º Toyota Corolla – 6.050;

-14º Honda Fit – 5.808;

-15º VW Voyage – 5.565;

-16º Chevrolet Classic – 5.143;

-17º Hyundai HB20S – 5.137;

-18º Renault Logan – 4.937;

-19º Honda Civic – 4.684;

-20º Chevrolet Cobalt – 4.564;

-21º Chevrolet Spin – 3.855;

-22º Toyota Etios (Hatchback) – 3.394;

-23º Nissan March – 2.559;

-24º Toyota Etios (Sedan) – 2.460;

-25º Renault Clio – 2.389.

Comerciais Leves:

-1º Fiat Strada – 14.225;

-2º VW Saveiro – 7.780;

-3º Chevrolet S10 – 4.760;

-4º Ford EcoSport – 4.563;

-5º Renault Duster – 4.040;

-6º Toyota Hilux – 3.781;

-7º Chevrolet Montana – 3.307;

-8º Fiat Fiorino – 2.262;

-9º Mitsubishi L200 – 2.082;

-10º Ford Ranger – 2.025;

-11º Hyundai Tucson – 1.653;

-12º Hyundai ix35 – 1.393;

-13º VW Amarok – 1.327;

-14º Mitsubishi Pajero – 1.272;

-15º Renualt Master – 1.206;

-16º Toyota Hilux SW4 – 1.106;

-17º Mitsubishi ASX – 1.05;

-18º Nissan Frontier – 1.011;

-19º Hyundai HR – 904;

-20º Honda CRV – 869;

-21º Kia Sportage – 833;

-22º Fiat Ducato – 695;

-23º Toyota RAV4 – 663;

-24º Mitsubishi Outlander – 590;

-25º Land Rover Evoque – 548.

Por Caio Polo

Fiat Palio

Chevrolet Onix

Fotos: Divulgação


A Fenabrave divulgou os índices de vendas da categoria sedans compactos no Brasil em julho deste ano. A categoria vendeu 11.708 veículos e teve uma alta de 33,79% em comparação ao mês de junho, assim como no mês passado, o segmento ainda apresentou queda (-18,32%) em relação ao ano de 2013 e o Chevrolet Cobalt manteve a liderança do segmento com ampla vantagem sobre o segundo colocado, o Toyota Etios. Além disso, assim como no mês de junho, todos os carros registraram queda nas vendas em relação a 2013, com exceção do Ford New Fiesta.

Com 4.551 unidades vendidas, o Chevrolet Cobalt manteve sua folgada liderança no segmento, com 2.351 unidades a mais que o segundo colocado, o Toyota Etios (2.200 carros emplacados). A variação junho/julho dos dois sedans foi positiva (+47,86% para o Cobalt e +18,34% para o Etios), contudo em relação ao ano passado o modelo da Chevrolet recuou 18,53%, enquanto que o sedan da Toyota teve queda de 22,34%.

Em terceiro lugar está o Nissan Versa, que emplacou 1.348 unidades e foi seguido de perto pelo Honda City (4º colocado e com 1.282 veículos vendidos) e pelo Ford New Fiesta Sedan (5º colocado e com 1.244 unidades emplacadas).

Enquanto as variações do Versa e do City, em relação ao ano passado, foram negativas (42,47% e 21,83%, respectivamente), o New Fiesta registrou um crescimento de 149,8%, fechando o top 5 da categoria.  

Na sexta colocação está o veterano da Volkswagen, o Polo Sedan. Obtendo seu melhor resultado de 2014, o modelo vendeu 581 carros, o mesmo número do ano passado. Com isso, o modelo não sofreu alterações nos índices de vendas em relação a 2013 (0%), mas registrou a maior alta na variação junho/julho, com alta de 101,74%.

Com a metade de vendas do Polo, o Chevrolet Sonic Sedan aparece em 7º colocado, com 267 unidades vendidas. Em seu pior desempenho de 2014, o sedan da Chevrolet teve pequenas quedas, com baixa de 2,2% e 13,03% em relação ao mês e ano passado, respectivamente.

Em oitavo e sétimo lugares estão o JAC J3 Turin e o Peugeot 207 Passion, respectivamente. O modelo chinês vendeu 152 unidades, enquanto que o francês teve apenas 83 carros emplacados, completando a lista de modelos que registraram vendas. 

Por Caio Polo

Chevrolet Cobalt 2014

Foto: Divulgação


O ano de 2014 começou e todos querem saber quais serão os melhores carros de cada categoria. Em 2013, com efeito, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), apontou qual os melhores veículos do ano passado. Algumas mudanças aconteceram nessa nova avaliação, de modo que o Ford Fiesta foi melhor que o Volkswagen Fox que, em 2012, havia sido o melhor na categoria Hatch pequeno.

A Fenabrave, ao realizar essas avaliações, leva em conta uma série de fatores que servem para saber que carro é melhor em cada setor. Uma grande novidade nessa acirrada disputa de 2013 foi que, na categoria dos sedans médios, o Honda Civic ficou na frente do Toyota Corolla, seu grande adversário nos últimos anos.

No mais, já na categoria dos sedans grandes, o resultado também foi diferente em relação ao ano de 2012. Na ocasião, em todo o caso, o Hyundai Azera havia sido o grande vencedor. No ano de 2013, no entanto, a estatueta ficou com o BMW 320, que foi bem avaliado em todos os sentidos pelos especialistas no assunto que, certamente, analisaram cada detalhe do automóvel.

Renault Duster, que antes era imbatível na categoria  SUVs, acabou perdendo a liderança para o Ford EcoSport, que entrou com tudo no mercado de automóveis mundiais.

Em outras categorias, todavia, o pódio foi o seguinte:

– SW GRANDE:

1. Renault Megane GT – 195 unidades;

2. Volvo V60 – 163 unidades;  

3. Volkswagen Jetta Variant – 133 unidades.

– GRANDCAB:

1. GM Spin – 41.983 unidades;  

2. Citroën C4 Picasso – 1.704 unidades;  

3. JAC J6 – 1.470 unidades;

4. Chrysler Town Country – 238 unidades;

5. Kia Carnival – 143 unidades.

Outras categorias também foram agraciadas nessa disputa. E, caso os leitores estejam interessados em saber os outros vencedores, basta pesquisar na Fenabrave e saber se o seu possante predileto está ou não na lista dos melhores carros do ano de 2013.

Por Juan Wihelm

Renault Megane GT

Renault Megane GT

Foto: Divulgação


Logo ToyotaA Toyota está no ranking Interbrand das 100 empresas mais valiosas do mundo. Na décima posição, a companhia perdeu para a Apple, que conseguiu passar a Coca Cola e ficar em primeiro lugar, e o Google, em segundo.

A consultoria deu a entender que a liderança da montadora japonesa no segmento de combustíveis alternativos contribuiu para a boa avaliação da marca neste ano. Em relação a primeira colocada que tem um valor avaliado em US$ 98,3 bilhões, a Toyota possui US$ 35,3 bilhões.

No setor automobilístico, as três mais bem classificadas mantiveram as posições conquistadas em 2012. Depois da Toyota, aparece a Mercedes-Benz, em 11ª, e a BMW, em 12ª. A Honda, a Volkswagen e a Ford apareceram em seguida na 20ª, 34ª, e 42ª posições, respectivamente.

O que também chama a atenção é que 14 empresas do setor automobilístico estiveram neste ranking, o que significa que 9 delas tiveram um percentual de crescimento de dois dígitos no seu valor de marca. As que mais cresceram foram a Porsche e a Nissan. A Porsche (64ª colocada) aumentou em 26% seu valor de marca e a Nissan (65ª), 25%.

As demais classificadas foram Hyundai (43ª colocada), Audi (51ª), Kia (83ª), Chevrolet (89ª), Harley-Davidson (96ª) e Ferrari (98ª).

Por Jaime Pargan


Segundo dados da  Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave),  o Volkswagen Gol foi o campeão de vendas no primeiro semestre de 2013. O resultado não foi uma novidade: o modelo é o mais emplacado no país há 26 anos. Mais de 121 mil unidades do carro foram vendidas nos seis primeiros meses do ano.

O vice-campeão foi o Fiat Uno, que teve mais de 96 mil exemplares vendidos. O terceiro lugar também ficou com a Fiat, mas dessa vez para o modelo Palio.

Lançados no meio do segundo semestre de 2012, os hatchs Hyundai HB20 e Chevrolet Onix, garantiram seus lugares entre os 10 carros mais vendidos no Brasil no período de janeiro a junho.

Na conta total, mais de 1,3 milhão de carros foram vendidos em todo Brasil no primeiro semestre de 2013. De acordo com a Fenabrave, o número de carros comercializados aumentou 3,7% em relação ao mesmo período de 2012.

Um detalhe importante é que a lista de números do Volkswagen Gol inclui as vendas das versões Novo Gol e Gol G4.  Também conta-se o Novo Uno e o Mille para os números do Fiat Uno. Para as vendas do Fiesta, leva-se em conta o Fiesta Rocam Hatch e o New Fiesta Hatch. Os números do Ford Fiesta Siena incluem o Siena EL e o Grand Siena.

Confira o top 10 em vendas no Brasil do primeiro semestre de 2013:

  1. Volkswagen / Gol: 121.353 unidades;
  2. Fiat Uno: 96.505 unidades ;
  3. Fiat Palio: 90.739 unidades;
  4. VW Fox / Cross Fox: 67.165 unidades;             
  5. Fiat Strada: 62.023 unidades;
  6. Hyundai HB 20: 61.837 unidades;
  7. GM Ônix: 58.522 unidades;
  8. Fiat Siena: 55.960 unidades;
  9. Ford Fiesta: 54.612 unidades;
  10. VW Voyage: 48.949 unidades.

Por Giovanna Lima


A montara de carros Fiat obteve em outubro, novamente, a liderança no mercado de  veículos leves no Brasil. Ela vendeu cerca de 80.797 carros e automóveis comerciais considerados leves  no mês. Isso representa uma participação de 24,71% do total do mercado de carros leves no Brasil em outubro.

As informações foram dadas nesta terça-feira, 6 de novembro, pela Fenabrave, Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. Segundo os dados o veículo mais popular da Fiat ainda é o famoso modelo Uno, com 65.631 unidades vendidas no mês.

A concorrente Volkswagen também aumentou sua venda de carros em outubro. O Gol, carro mais popular da montadora, vendeu cerca de 27.737 unidades. Com isso a montadora ficou em segundo lugar na venda de carros leves no mês, com um total de 70.562 unidades vendidas, o que corresponde a cerca de 21,58% do mercado.

A montadora General Motors ficou em terceiro lugar, com 54.056 unidades vendidas, e a Ford comercializou cerca de 29.936 carros no mês de outubro. Elas ficaram, respectivamente, com 16,54% e 9,16% do mercado de carros leves no mês.

Sobre o seguimento de motos, a Honda mantém sua liderança absoluta no mercado brasileiro. A Honda comercializou cerca de 108.180 motos no mês, o que corresponde a cerca de 80,29% do mercado de motos no país.

Por Matheus Camargo

Fonte: Exame


Após a redução do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados), o mês de maio de 2012 registrou o total de 274.490 emplacamentos de comerciais leves e automóveis.

Este aumento representa uma subida de 12,11% em relação ao mês passado (abril). Entretanto, o número de vendas ainda está abaixo, quando se faz referência ao mesmo período do ano de 2011.

No total, foram vendidas 1.291.913 unidades neste ano, 4,37% abaixo do ano passado.

As marcas que lideraram as vendas dos veículos foram, seguidamente, Fiat, GM, VW e Ford, tanto no segmento de comerciais leves quanto de automóveis.

A Renault pegou quinto lugar na venda de automóveis e a japonesa Mitsubishi ficou na mesma posição entre a venda de comerciais leves.

Totalizando todas as vendas, o ranking geral apresenta as seguintes marcas: Fiat, GM, VW, Ford, Renault, Honda, Nissan, Toyota, Hyundai, Peugeot, Mitsubishi, Citroën, Kia, JAC, Chery, Hafei, Mercedes-Benz, Land Rover, Suzuki e BMW.

Uma das marcas de carro que obteve boa média de vendas foi o Gol, com 3.478 unidades comercializadas em relação ao Uno, um de seus maiores concorrentes.

O Civic tomou o lugar do Corolla e o Ford Ka endossou sua posição passando o March.

Entre os comerciais, o Duster ficou na frente do Ecosport, apresentando 1.231 unidades a mais. Já A S10 voltou à posição que mantinha antes da mudança da geração, ocupando o quarto lugar.

Os 10 carros mais vendidos no mês de maio de 2012 foram os seguintes:

Automóveis

  • 1º VW /Gol 20.937
  • 2º Fiat /Uno 17.459
  • 3º Fiat /Palio 12.659
  • 4º GM /Celta 11.741
  • 5º VW/Fox/CROSS Fox 10.545
  • 6º GM /Corsa SEDAN 9.575
  • 7º Ford /Fiesta 9.384
  • 8º Renault/Sandero 6.986
  • 9º VW /Voyage 6.802
  • 10º Fiat /Siena 6.685

Comerciais Leves

  • 1º Fiat /STRADA 9.868
  • 2º VW /Saveiro 5.455
  • 3º GM /Montana 4.664
  • 4º GM /S10 3.362
  • 5º Renault/Duster 3.333
  • 6º Toyota /Hilux 3.116
  • 7º Ford /Ecosport 2.102
  • 8º VW /Kombi 2.068
  • 9º Honda/CRV 1.758
  • 10º Mitsubishi /PAJERO 1.592

Por Marcelo Araújo


Acabam de ser divulgados, pela JATO Dynamics do Brasil, os dados acerca da comercialização mundial de veículos no ano de 2012.

A China aparece no topo da lista, como a maior vendedora de carros até março, entretanto, apresentou um crescimento pequeno (3,9%), haja vista o excelente desempenho do país no ano passado.

Em segundo lugar aparece os Estados Unidos, com o aumento significativo de 12,7%. Com o crescimento assombroso de 72,2%, o Japão ocupa a terceira posição. Em seguida surgem Grã Bretanha, Alemanha e Índia, que foi a grande surpresa da pesquisa, ultrapassando o Brasil devido ao expressivo aumento de 18,5% em março de 2012.

O Brasil, ao invés do esperado crescimento, apresentou uma queda de 1,6% nas vendas se comparadas ao mesmo período de 2011. Na sequência, aparecem a Rússia (com um crescimento de 12,9% nas vendas), a França (com a queda abrupta de 21,63%) e o Canadá (com o aumento de 2,7%).

Quanto à lista das montadoras, a Toyota manteve a liderança com um aumento de 30,6% nas vendas. Ocupando as posições seguintes estão a Volkswagen, a Ford e a Nissan. Surpreendentemente, a Fiat apresentou uma queda de 13,1%, certamente um reflexo negativo da crise italiana.

Por Larissa Mendes de Oliveira


O último balanço das vendas de automóveis e comerciais leves em todo o mundo, divulgado pela consultoria JATO DYNAMICS, referente ao mês de agosto, mostra uma briga bastante acirrada pela primeira colocação, entre a China e os Estados Unidos. O país asiático, que vendeu 1.074.988 unidades durante o oitavo mês de 2011, se manteve na liderança por uma baixa diferença, uma vez que o mercado norte-americano emplacou 1.072.277 unidades. A diferença poderia ser maior, uma vez que na China não são contabilizadas as vendas dos comerciais leves.

Na terceira posição do ranking está o Japão, com a venda de 324.922 unidades, uma queda de 23% em relação ao mês de agosto de 2010, seguido de perto pelo Brasil, na 4ª posição, que alcançou a marca de 307.798 unidades vendidas no mês. Entre os 10 primeiros colocados estão ainda a Alemanha (254.827), Rússia (224.764), Índia (213.053), Canadá (140.463), França (131.501) e Coreia do Sul (119.679).

Na lista das vendas acumuladas no ano, a liderança da China é um pouco mais folgada em relação aos Estados Unidos, 9.022.229 unidades contra 8.465.019. Japão, Alemanha e Brasil completam os cinco maiores mercados automotivos.

Já no ranking das montadoras, também divulgado pela JATO DYNAMICS, quem se deu melhor em agosto foi a Toyota, que vendeu 427.374 unidades em todo o mundo, apesar de uma pequena queda de 3,4% em relação a julho. Na segunda posição aparece a Volkswagen (392.808). Também se destacam a Ford (356.517), Chevrolet (349.956) e Nissan, com 279.568 unidades emplacadas no período.

Por André Gonçalves


Se na lista dos modelos mais vendidos do Brasil, no mês de setembro, quem leva a melhor é a Volkswagen, com o Gol, no ranking das montadoras a situação é diferente. A sua principal rival, a Fiat, continua na liderança, com o emplacamento de 60.477 unidades, levando em conta as vendas de comerciais leves e automóveis, o que significa uma parcela de 20,60% do mercado, contra 58.859 unidades da montadora alemã, que detém uma participação de 20,05%.

O ranking divulgado no site da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) contempla ainda a General Motors, que aparece na 3ª posição, com a comercialização de 53.670 unidades em setembro; a Ford, que vendeu 25.482 unidades; e a Renault, que emplacou 17.942 modelos no período. As 10 primeiras posições são completadas pela Hyundai (9.178), Kia (9.054), Toyota (8.926), Honda (8.541) e Citroën (7.721).

A lista das vendas acumuladas pelas montadoras presentes no país ao longo dos 9 primeiros meses de 2011, somados os emplacamentos de automóveis e comerciais leves, também é semelhante. A primeira colocação é da Fiat, que atingiu a venda de 561.692 unidades, seguida pela Volkswagen, com o emplacamento de 520.488 modelos. Entre os cinco primeiros ainda aparecem a GM (464.482), a Ford (235.866) e a Renault (132.311).

Somando-se as vendas de todas as marcas, desde o dia 1º de janeiro de 2011 até o dia 30 de setembro, foram comercializados 2.527.358 modelos, um aumento de 6,7% no número de emplacamentos, se comparado com a mesma época de 2010.

Por André Gonçalves


As vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil, durante o mês de setembro, apresentaram uma queda de 4,61% em relação a agosto. De acordo com os dados divulgados pela Fenabrave, foram comercializadas 293.617 unidades, ante 307.808 unidades no mês anterior. Por outro lado, na comparação com o mesmo período no ano de 2010, as vendas deram um pequeno salto, de 0,76%.

No segmento dos automóveis, a liderança das vendas segue com o Gol, da Volkswagen, que teve 24.591 unidades emplacadas em setembro, enquanto o Fiat Uno vendeu 22.169 modelos em todo o país. A terceira posição se manteve com o GM Celta, assim como em agosto. O modelo da marca norte-americana vendeu 13.665 unidades, contra 11.084 unidades do GM Corsa Sedan, que ultrapassou o agora quinto colocado, VW Fox/Cross Fox, cujas vendas alcançaram 9.821 modelos.

Entre os comerciais leves, a picape Strada, da Fiat, continua sem ser incomodada na primeira posição. Ela teve 9.646 unidades emplacadas, uma boa diferença para o segundo colocado, o VW Saveiro, que atingiu a comercialização de 5.771 unidades. As picapes S10, da GM (3.769); Montana, também da GM (3.651); e Hilux, da Toyota (3.075), completam as cinco primeiras posições do ranking.

No ranking dos emplacamentos acumulados de 2011, a situação é bem parecida. Nos automóveis, o primeiro colocado é o VW Gol, com 222.936 unidades vendidas, seguido pelo Fiat Uno (205.439). O Fiat Strada (90.860) e o VW Saveiro (53.713) também estão na dianteira dos comerciais leves.

Fonte: Fenabrave

Por André Gonçalves


O ranking mundial das vendas de automóveis de passeio e comerciais leves, divulgado mensalmente pela empresa de consultoria JATO Dynamics, confirmou o bom momento vivido pela indústria automobilística nacional, que terminou o primeiro semestre de 2011 na 5ª posição, com a venda de 1.637.776 unidades, um aumento de 9,5% em relação ao número registrado no mesmo período de 2010, que foi de 1.495.036 veículos.

Na 1ª posição, levando em conta o acumulado de vendas entre janeiro e julho deste ano, aparece a China, que vendeu 6.951.872 unidades, seguida de perto pelos Estados Unidos, com 6.332.501 unidades comercializadas. O interessante é que no país asiático estão contabilizados apenas os automóveis, ficando de fora os comerciais leves, ao contrário do que é feito nos outros mercados. Em 3º lugar está o Japão, que emplacou 1.903.775 veículos, enquanto a Alemanha, 4ª colocada, vendeu 1.731.223 unidades. A lista dos 10 melhores colocados ainda contempla a Índia (6ª), França (7ª), Rússia (8ª), Grã-Bretanha (9ª) e Itália (10ª).

Com relação às montadoras, a Volkswagen fechou os primeiros seis meses de 2011 na liderança, com a comercialização de 2.513.367 veículos. Na sequência aparecem a Ford (2.408.706), a Toyota (2.333.980), a Chevrolet (2.024.308) e a Nissan (1.705.151). 

Por André Gonçalves


O mercado automobilístico brasileiro foi o 4º colocado no ranking mundial mensal de vendas de carros, levando em conta os números referentes ao mês de abril de 2011.

De acordo com os dados informados pela JATO Dynamics, foram comercializadas por aqui 272.898 unidades (automóveis e comerciais leves), o que fez com que o país subisse 3 posições em relação a março, quando estava na 7ª colocação.

No topo da lista também houve mudança, com os Estados Unidos ultrapassando a China. Os norte-americanos emplacaram 1.157.760 unidades, contra 1.113.499 unidades do país asiático (os dados para a China incluem apenas os carros de passeio). Na terceira posição está a Alemanha, que comercializou 283.833 veículos.

Completando o ranking dos 10 maiores mercados automobilísticos do mundo aparecem: Rússia, Índia, França, Japão, Itália e Canadá.

Já no acumulado do ano, o Brasil é o 5º colocado, com a venda de 1.050.317 veículos (entre janeiro e abril de 2011). Já a China aparece na liderança, com o emplacamento de 4.839.144 unidades, seguida pelos Estados Unidos (4.217.712), Japão (1.317.270) e Alemanha (1.098.748).

Por André Gonçalves


Mesmo com os números recordes alcançados pelo mercado de automóveis do Brasil em 2010, o país caiu uma posição no ranking mundial de vendas, computadas no primeiro mês de 2011, indo parar no 5º lugar.

Foram 229.843 veículos emplacados em janeiro, números que representam 14,1% a mais do que o mesmo período em 2010. Já a Índia alcançou 258.445 unidades vendidas, o que significa um crescimento de 23,8%. Os números são da consultoria Jato Dynamics.

No topo da lista, e disparada em relação à concorrência, aparece a China, com mais de 1,4 milhão de veículos emplacados no mês de janeiro (sem contar os veículos comerciais leves), cerca de 16% a mais que em janeiro de 2010. Os números são quase o dobro que os apontados nos Estados Unidos, segundo colocado no ranking, com 819.138 unidades vendidas. Em terceiro lugar aparece o Japão, com 304.038 veículos vendidos.

A lista dos 10 primeiros é completada pela Alemanha (226.600), França (219.082), Itália (179.437), Grã Bretanha (145.965) e pela Rússia, que teve o maior índice de aumento, 72,1%, com 127.564 carros vendidos em janeiro de 2011.

Por André Gonçalves


Entre nacionais e estrangeiros, carros e comerciais leves a ônibus e caminhões, o setor de veículos automotores brasileiro conquistou ótimos resultados em 2010, com destaque para os meses de março, novembro e dezembro. A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou, nesta semana, números correspondentes à comercialização do ramo em janeiro, que indicaram baixa nas vendas (vide Leia Mais).

Leia mais: Vendas de carro sobem 12,83% em janeiro

Levantamento realizado pela JATO Dynamics do Brasil assinala que o Brasil encerrou 2010 como o quarto maior mercado do mundo, posto conquistado mais especificamente em agosto. O primeiro lugar continua sob a tutela da China, seguida pelos Estados Unidos e depois pelo Japão. A Alemanha, que apresentou alta queda em suas vendas no ano passado (21,9%), aparece na quinta posição do ranking.

Para Luiz Carlos Augusto, diretor superintendente da JATO Dynamics do Brasil, se considerados os BRICs, a China confirma o status de primeiro mercado e o Brasil ultrapassa a Alemanha.  Em breve, mais exatamente em 2011, a Índia poderá colar nos brasileiros e a Rússia, outra participante do bloco, deve ficar em oitavo lugar.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


No mês de julho, o número de automóveis e veículos leves comerciais vendidos no Brasil chegaram a 285.299 unidades. Mesmo com a alta do IPI e Gastos como férias, por exemplo, todo esse volume de carros foi emplacado segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Veículos Automotores).

Os dez veículos mais vendidos foram: Volkswagen Gol, 25.424 unidades vendidas, geração quatro e cinco, que ficou novamente em primeiro lugar, mesmo com aperto; em seguida vem a dupla Fiat Mille/Uno, 23.163 unidades; depois o Chevrolet Celta 13.916;  Volkswagen Fox/CrossFox 12.87; Fiat Siena 12.253;  Chevrolet Classic/Corsa Sedan 12.099; Fiat Palio 11.302;  Fiat Strada 10.194;  Ford Fiesta 7.440; e em 10º lugar o Volkswagen Voyage 7.409. 

Entre as montadoras, a FIAT já é a líder em vendas no mercado, com 24,57% da fatia, e é a que está brigando mais fortemente pela liderança do carro mais vendido que ainda é da Volkswagen, com o gol. Ao que tudo em indica, a FIAT está no caminho certo para conseguir o que deseja (ser líder em vendas e com o carro mais vendido do mercado).

Se quiser saber mais sobre o volume de automóveis vendidos ou emplacados visite o site da Fenabrave ou o Portal UOL.

Por Roberta Lima





CONTINUE NAVEGANDO: