Alterações devem deixar o carro com traseira totalmente nova.

Uma das maiores companhias automotivas francesas, em todo o mundo, está fazendo estrear um novo e mais impressionante modelo de veículo. Trata-se do recente lançamento, pela companhia Renault, por meio de anúncio oficial que apresenta a versão Renault Sandero de 2020, em grande parte estilizado de forma inédita no seu novo perfil. Este modelo, o Renault Sandero 2020, terá sua parte traseira inteiramente exclusiva.

Em realidade, este veículo se distancia de uma série de outros modelos, tais como os produzidos pela montadora romena Dacia, sendo que o Sandero nacional será produzido, como já foi citado, com uma traseira totalmente inspirada na versão Mégane, outro grande carro da companhia.

Toda estreia de um novo automóvel, sobretudo entre as grandes companhias, desperta o interesse tanto dos consumidores quanto dos especialistas, que se posicionam de modo a analisar as novidades e antecipar-se ao público com informações.

Este novo projeto da Renault tem por escopo precípuo a promoção de seus novos modelos, ou seja, o Sandero, o Logan e o Duster, os quais deixam de serem, daqui para frente, versões produzidas pela empresa Dacia, com o logo trocado. Esta ideia surgiu no sentido de manter a sinergia (atividade coordenada e simultânea que contribui para um objetivo comum) entre as duas indústrias, a Renault e a Dacia, o que torna esta diferenciação entre o Sandero, o Logan e o Duster, de cada marca específica, ainda maior e notável. A grande demonstração desta novidade está no próprio facelift que este Hatch nacional receberá em suas significativas alterações, a serem divulgadas em breve.

Entretanto, este novo veículo ainda não tem uma data determinada para estreia. Mesmo assim, o atual modelo compõe uma sequência de veículos na linha de 2019, ou seja, o inédito Sandero, portador de novo estilo, foi repaginado em seu visual e revelado por meio de registros da patente no INPI, o Instituto Nacional de Patentes Industriais.

Na parte dianteira este modelo brasileiro sofrerá algumas alterações leves e significativas, seja no para-choque, no capô e nos faróis, no entanto, o veículo em questão estará desprovido das luzes diurnas de tipo LED, presentes no anterior Sandero estilo sul-africano. A linha de design do para-choque estará equipada no mesmo formato de visual impresso no sedã Logan.

A Renault não costuma produzir drásticas alterações em seus carros e o mesmo se verificará neste. Porém, a mudança mais radical será operada na parte traseira. Como já foi citado, esse novo design traseiro está inspirado na estrutura do Mégane, que parece combinar-se perfeitamente no novo Sandero, o qual, também, estará equipado de lanternas mais espichadas, as quais vazam sobre a tampa do porta-malas de modo genial.

É fácil de os especialistas perceberem que o novo layout do Sandero 2020 está evidentemente inspirado em alguns de seus mais acirrados rivais, como o modelo Fiat Argo e o modelo Hyundai HB20. Ainda assim, estas mudanças visuais serão acompanhadas de uma precisa adoção de transmissão do tipo CVT em substituição ao seu anterior câmbio de tipo automatizado Easy'R, o qual há muito deixou de ser instalado pela companhia Renault.

Todos os modelos produzidos pela empresa francesa são bem sucedidos mundialmente, concorrendo, nas últimas décadas, com montadoras de grande porte, como a Ford, Volkswagen, Chevrolet, entre outras.

Em sua longa história de mais de 100 anos de presença no mercado de automotores, Renault S.A. tornou-se uma fabricante francesa de veículos entre as mais influentes e competitivas. Fundada no dia 25 de fevereiro de 1899 pelo empreendedor Louis Renault, desde então tem produzidos grandes modelos de automóveis pequenos e médios, entre vans, ônibus e até caminhões.

Paulo Henrique dos Santos


A intenção da Renault ao lançar o modelo Alaskan 2018 é fazer com que esta picape concorra a nível mundial com outros automóveis desta mesma classificação.

Presente na lista das principais montadoras de automóveis do mundo, a Renault sempre lança modelos para serem destaques durante o ano. E a novidade para 2018 é a Renault Alaskan. Segundo informações da montadora francesa, as unidades desta picape devem chegar nos próximos meses ao mercado nacional. Saiba agora um pouco mais sobre este automóvel e quem sabe ele não pode ser a sua próxima compra no setor automobilístico.

Primeiras informações sobre a Renault Alaskan 2018

A intenção da Renault ao lançar o modelo Alaskan 2018 é fazer com que esta picape concorra a nível mundial com outros automóveis desta mesma classificação. Para isso, a empresa francesa deve colocar à venda quatro versões do modelo.

Confira agora a lista das versões da Alaskan levando em consideração as que possuem da maior a menor tração nas rodas:

Diesel 4×4 Automática TOP.

Diesel 4×4 Automática.

Diesel 4×4 Mecânica.

Flex 4×2 Mecânica.

O design da nova Alaskan

O primeiro ponto a se falar deste automóvel é que para todas as versões que foram citadas acima o visual continua o mesmo. O que muda mesmo é só a tração nas rodas. Explicado este ponto, agora é importante falar sobre o novo visual da Renault Alaskan 2018.

Este modelo foi reformulado em seu desenho frontal. Pois, a grade frontal conta com três linhas na horizontal que estão maiores. Além disso, as linhas que fazem parte dessa grande ganharam um novo formato. O símbolo da montadora também está maior na parte frontal do carro.

Os faróis também ganharam novas dimensões, como eles estão maiores, os faróis pegam um pequeno pedaço da lateral do automóvel. A linha que faz o ligamento entre o para-brisa e o capô está mais suave. Deixando o carro mais sofisticado, mesmo que a Renault tenha apostado no visual esportivo já que se trata de uma picape.

Já para a parte traseira desta picape, a grande mudança foi quanto ao bagageiro. Este compartimento ganhou dimensões maiores. Além disso, o material usado para revestir o bagageiro também foi mudado. Dessa forma, objetos mais pesados podem ser transportados com mais facilidade.

A parte interna da Alaskan também foi adulterada. O painel está muito mais moderno, ele conta com uma tela em LCD e touchscreen. Esta tela ainda conta com funções como câmera de ré, GPS e Bluetooth. Todos os conteúdos que ali são reproduzidos contam com uma alta definição. O consumidor pode escolher entre um painel de couro ou não.

Os visores como de velocidade, quantidade de combustível e relógio apresentam cores mais vivas e mais fáceis para que o motorista faça uma leitura mais rapidamente. O porta-luvas ganhou uma reclinação e mesmo assim conta com um bom espaço interno. Já o volante foi coberto por couro e também apresenta botões para que o motorista possa controlar diferentes funções do veículo. O motorista também pode acionar os recursos do carro por meio dos botões que ficam em sua porta. Os bancos ganharam novas posições e são aquecidos. Por fim, a Renault Alaskan 2018 ainda apresenta um compartimento de airbags muito mais seguro e eficaz.

Sobre o motor da nova picape da Renault

A Renault Alaskan 2018 pode ser encontrada na versão com 190 cavalos ou 160 cavalos. Além disso, o motor deste veículo apresenta 4 cilindros. A marcha pode ser automática (sete) ou manual (seis). Uma outra vantagem deste veículo é que ele pode ser abastecido com diesel ou gasolina. Não se tem informações sobre o consumo médio da Alaskan com cada combustível.

Informações sobre o preço da Alaskan 2018

As primeiras informações sobre o preço das versões da Renault Alaskan dão conta que os valores tendem a variar entre R$ 115.000,00 e R$ 180.000,00.

Para mais informações, acesse https://www.renault.com.br.

Por Isabela Castro

Renault Alaskan 2018


A Renault se prepara agora para lançar no mercado a versão 2019 do Duster que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Depois de emplacar definitivamente um dos seus modelos mais conhecido e também um dos mais vendáveis, o Duster, a Renault se prepara agora para lançar no mercado a sua versão 2019 da marca que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Segundo os especialista e jornalistas que escrevem para muitos sites especializados em carros no país, a montadora francesa já sinalizou com muitas novidades que prometem surpreender e encantar o público brasileiro e fiel consumidor da marca.

Feito sob medida par o mercado de países emergentes como o Brasil, o Duster emplacou definitivamente pela sua relação custo/benefício pender sempre a favor do consumidor brasileiro.

Neste sentido, o modelo conseguiu alar um preço relativamente acessível ao seu baixo custo de manutenção e um desempenho que não deixa nada a dever aos seus concorrentes mais tradicionais do mercado brasileiro.

Se você pensa em entrar definitivamente para o grupo de consumidores que optaram para ter um SUV na sua garagem, o veículo da Renault passou a figurar como uma das opções mais escolhidas por uma grande maioria.

Lançado no país antes de 2015, o Duster vem passando constantemente por contínuos melhoramentos ao longo deste tempo e não é a toa que ele vem sendo cada vez mais preferido dos brasileiros.

Para o ano de 2019, a Renault parte na frente e já dita as principais tendências tecnológicas que deverão ser incorporadas para o seu modelo mais popular na classe dos SUVs.

Vale salientar que esse sucesso de vendas se deve principalmente ao fato de que mais que 35% dos SUVs que rodam no Brasil são da marca.

De acordo com algumas informações que são divulgadas pela Renault, as mudanças no novo Duster deverão começar tanto no seu exterior quanto no seu estilo interno.

Externamente, a Renault promete a adoção de novas linhas de design que poderão surpreender o consumidor. Na parte interna, a fabricante deverá adotar um conceito que valorize o espaço do veículo com mais conforto para seus ocupantes.

No seu aspecto visual, a montadora vai incorporar o uso de faróis de LED, talvez em formato de X e que segundo os críticos poderá se assemelhar a seu concorrente mais direto, o Jeep Renegade.

Internamente, a expectativa é o acabamento em estilo bem mais requintado o que pode trazer uma certa sofisticação e luxo internos, com a utilização também de painéis de controle digitais, assim como o seu ar condicionado que segue o mesmo sistema e se mostra como uma inovação para o modelo.

Com relação ao motor e câmbio, somente deverá mudar o novo câmbio do tipo CVT. O sistema mecânico de 2.0 litros deverá permanecer.

Caso o consumidor queira saber mais detalhes, poderá acessar o site do Inmetro e conferir todos os resultados. Para isto, basta clicar aqui www.inmetro.gov.br.

Para quem se liga no preço, o valor do modelo 2017 vendido no Brasil é um pouco acima dos R$ 65.000,00. A expectativa é que os novos modelos 2019 cheguem ao país possam manter esta média.

Se este for o caso, o modelo mais simples poderá custar algo em torno dos R$ 68.000,00, enquanto que a sua versão mais completa poderá chegar a mais de R$ 87.000,00.

Portanto, se você está pensando em trocar o seu Duster atual ou se está se preparando para adquirir o seu primeiro modelo desta categoria e quer ter na sua garagem o que há de mais moderno para este tipo de veículo, seria bom esperar um pouco mais e aproveitar para economizar um pouco mais para ter a certeza de ter investir num veículo que vale a pena.

Por Liana Gifoni

Duster 2019


Modelo vendido no Brasil terá preços entre R$ 30.000,00 e R$ 40.000,00.

Para os fãs da marca Renault no Brasil, aqui vai uma boa novidade: o novo modelo recém-lançado pela montadora, o Kwid deverá chegar ao país neste mês de julho em mais de uma versão e com preços semelhantes aos nacionais numa categoria inferior aos chamados SUVs.

Apresentado primeiramente no salão do Automóvel, em Bueno Aires, no início deste mês de julho de 2017, o novo modelo da montadora francesa tem tudo para emplacar as vendas em terras brasileiras.

Com chegada prevista para o final destas férias de julho, o Kwid pode se considerado um intermediário entre os compactos da montadora, como o Sandero e o Duster, na categoria dos SUVS, um dos segmentos de vendas que mais crescem no Brasil.

Na verdade, o novo Renault chega para aqueles consumidores que não podem pagar a mais por um modelo mais esportivo e de maior porte como o Duster, mas que querem ter um carro mais aventureiro n sua garagem. Neste sentido, ele pode ser considerado como uma nova categoria intermediária, a dos subcompactos.

Um dos atrativos do novo automóvel é questão do preço. Dependendo do modelo que consumidor desejar, ele pode variar entre R$ 30.000,00 e R$ 40.000,00.

Para quem já viu o novo modelo e realmente pretende adquirir o seu modelo, terá que se apressar e pagar antecipado valor de R$ 1.000,00 para garantir o seu. O pagamento pode ser feito nas concessionárias ou diretamente no próprio site da Renault (www.renault.com.br). Neste caso, o consumidor pode usar o cartão de crédito.

Com relação ao Kwid, os novos modelos que estarão nas concessionárias brasileiras da marca francesa serão três: A Life, talvez a mais barata e com menor número de opcionais; a versão Zen, que já vem de fábrica com os principais itens que consumidor brasileiro gosta: Ar condicionado de série, trava, direção e vidros elétricos, retrovisor interno com função dia e noite e outros itens e a versão Intense, sendo a mais cara, com todos os outros itens e mais opcionais que tentam justificar o preço cobrado.

Há ainda uma versão chamada de Outsider, com um estilo bem mais aventureiro e com opcionais e mecânica bem mais próximas da categoria dos SUVs. A previsão de chegada nas lojas é somente para o primeiro trimestre de 2018.

Quem quiser conferir o novo lançamento da Renault, os modelos e até mesmo quiser já reserva o seu, basta acessar o site da montadora descrito acima ou o endereço: www.kwid.com.br.

Por Emmanoel Gomes

Renault Kwid brasileiro


Express é a nova versão básica do Renault Duster Oroch. Seu preço inicial irá partir de R$ 66.190.

Recentemente a montadora francesa Renault anunciou que agora o modelo Duster Oroch contará com uma versão básica, a qual será destinada para os consumidores que necessitam da mesma para o trabalho. O modelo foi batizado de Oroch Express, o qual tem seu preço iniciando em R$ 66.190 e conta com uma lista muito curta de equipamentos de série, o que popularmente é chamado de carro “pelado”.

Se comparar com a versão Expression, a qual é comercializada por R$ 72.190, ou seja, R$ 6 mil a mais, o Express não tem perda apenas nas letras de seu nome. O veículo não conta com vidros elétricos, ar-condicionado, rádio, regulagem de altura e nem alarme.

As suas rodas são de liga leve em aro de 15 polegadas, as quais foram alteradas pelas de aço estampado com a medida idêntica e as suas barras longitudinais presentes no teto foram subtraídas. O sobrou para a versão básica foi o ar quente, direção hidráulica, travas elétricas, ajuste de altura para o volante, repetidores de seta, ganchos para que a carga possa ser amarrada e também protetor de caçamba.

A Renault, para compensar estas faltas, disponibiliza dois diferentes pacotes como equipamentos opcionais. Um deles é o pack Comfort, que conta com vidros elétricos e ar-condicionado, no valor adicional de R$ 3.400. Como o veículo é voltado para quem deseja trabalhar com ele, existe também o pack Service, que custa R$ 1.090 e possui e grade para proteção do vidro de trás e extensor de caçamba.

O propulsor não tem alteração, sempre será o 1.6 de 16 válvulas SCe, o qual tem uma potencia de 120 cv em 5.500 giros e um torque de 16,2 mkgf em 4.000 rotações. A transmissão é manual com cinco velocidades.

A modelo Oroch Express é uma rival que vem para competir com às configurações de entrada da Saveiro e da Strada com cabine dupla. Entre as concorrentes, a picape da Volkswagen, a configuração Robust CD é vendida por R$ 58.790 e a versão Trendline CD por R$ 59.608. Já o modelo da Fiat, a versão Hard Working CD é vendida por R$66.520, só que possui ar-condicionado.

Por Filipe Silva

Renault Duster Oroch Express

Renault Duster Oroch Express


Novo compacto com estilo de SUV da Renault é econômico e possui ótimas características.

A Renault inovou e aposta todas suas fichas no seu mais novo modelo dos compactos aqui no Brasil. O seu novo lançamento é chamado como o SUV dos compactos e foi batizado com nome de novo KWID.

Foi lançado no Salão do Automóvel na Argentina na cidade de Buenos Aires.

Está chegando para ser a nova sensação dos modelos compactos. A promessa da Renault e trazer neste novo carro de possuir o design e a robustez de um SUV.

Quer conhecer este novo Renault que está com um preço bem abaixo dos concorrentes e algumas caraterísticas bem interessantes? Continue lendo este post que você vai descobrir o que tem este lançamento da Renault.

Por que é considerado o SUV dos compactos?

Em sua categoria ele é o que possui a maior altura do solo e comprimento também. Tem um design bem arrojado com a grade frontal e os para-lamas que proporcionam a imagem de maior robustez.

O desenho dos ângulos de entrada e saída lembram bastante um SUV. É a maior novidade que estava faltando entre os compactos.

É o maior da categoria com a medidas exatas de 180mm de altura do solo e 3680mm de comprimento

Espaço é o seu requisito

Abriu as portas tem espaço, abriu o porta-malas também tem mais espaço. Com capacidade para 5 passageiros e um porta malas de 290 litros também é considerado o maior da categoria. A altura da cabine é um dos destaques deste novo carro com seus 898mm.

Consumo Compacto e Motorização Robusta

O motor Sce 1.0L em seu segmento é considerado o mais econômico, o KWID, tem a média de consumo de 15,2 Km por litro com gasolina e 10,5 Km com etanol.

Como já é uma tendência entre os novos veículos que estão sendo lançados, o motor de 3 cilindros sem correia, diminuindo os custos de manutenção.

A direção do KWID é elétrica trazendo maior conforto com velocidades menores e estabilidade em altas.

Possui indicadores de troca de marcha e estilo de condução e conta com o motor de 66 cavalos com gasolina e 70 CV com etanol chegando a 5500 rpm.

Preço Baixo

O preço inicial de pré-venda do Renault KWID está estipulado em R$ 29.990 na sua versão Life. Não é o modelo mais barato, o Chery QQ Smile está com um preço ainda mais acessível sendo vendido à R$26.990.

Este preço a Renault não oferece ar condicionado nem assistência na direção. Para integrar estes itens o KWID pode chegar a custar R$34.990 chamada versão Zen.

Modelos

O novo “SUV Compacto” da Renault está sendo apresentado nos modelos Life, Zen e Intense sendo esta última a versão mais completa.

Todas as versões estão acopladas com itens de segurança essencial e obrigatórias agora por lei que são os airbags, chamadas bolsas frontais que são acionadas em caso de colisão.

Por Marcio Ferraz

Renault Kwid

Renault Kwid


Saiba aqui mais detalhes sobre a nova edição especial dos modelos.

É uma unanimidade! Os brasileiros são mesmo apaixonados por carros, principalmente quando eles são novos, com zero quilômetro de rodagem, que na maioria das vezes trazem muitas novidades.

E por falar em novidade, a Dacia acaba de anunciar o lançamento de uma edição limitada de SE Summit, que contemplará os modelos Logan MCV Stepway, Sandero Stepway e Duster.

De acordo com as mais recentes informações da marca romena, que faz a distribuição desses automóveis em algumas partes do continente europeu, sendo que em alguns os veículos são classificados como Renault, os modelos chegam com diversas novidades.

As rodas, por exemplo, são equipadas com rodas de 16 polegadas e recebem um novo acabamento que dão ao veículo uma notoriedade. Na parte interna dos veículos o revestimento é feito com uma imponente costura em cor laranja, que fazem com que o interior ganhe um ar de amplidão e aconchego.

É claro que novidades tecnológicas não poderiam ficar de fora da edição especial. Dessa forma os veículos vêm equipados com uma câmera localizada na parte traseira, oferecendo uma visão que facilita as manobras das mais simples até as mais complicadas. E não para por aí, pois ainda temos um sistema com um moderno navegador, o Media Nav.

Outro item que vai chamar a atenção e só o Duster possui são as molduras utilizadas nos para-lamas, que deixam uma ótima impressão. Além disso, o modelo terá duas opções de motores, o de 125 cv movido à gasolina e o de 110 cv movido a diesel. Ainda com escolha de tração integral. Para quem preferir, o motor a diesel pode vir equipado com caixa automática.

Os modelos MCV Perua e o Sandero podem vir equipados com motores de até 90 cavalos, funcionado à diesel e gasolina, sendo que os dois vêm com turbo.

Pelo que podemos notar, sem dúvidas a edição Summit dos modelos Sandero, Duster e Logan MCV chegam para marcar a suas gerações em território europeu.

Já por aqui no Brasil teremos que esperar um pouco mais, pois a edição limitada por enquanto está prevista par ser lançada somente na Europa. Mas nada que impeça os brasileiros de importarem os modelos.

Se você se interessou, visite o site da Dacia e saiba mais.

Sirlene Montes


Renault retorna com a linha Dakar para o modelo Duster por R$ 74.090.

A montadora Renault agora está de volta com a linha Dakar II para o modelo Duster. O veículo agora tem um visual bem mais fora de estrada e assim fica diferente das outras versões por alguns adesivos localizados nas portas na parte inferior e alguns logos abaixo dos retrovisores. Além disso, a linha conta agora com rodas pretas e prata diamantada exclusivas com 16 polegadas, retrovisores também pretos e pneus 215/65 aro 16. O carro pode também ser equipado com os equipamentos da série Outsider, que soma protetor frontal na cor preta, com faróis adicionais e alargador de para-lamas.

Na parte de dentro do veículo o destaque fica por conta das forrações novas nos bancos e também os encostos de cabeça, além do volante que vem com emblemas da linha Dakar e o painel em duas cores.

Já de série, o modelo vem equipado também com o sistema MEDIA Nav, o qual permite que o motorista tenha acesso a diversas informações, em tempo real, do trânsito, contando com atualizações através da tecnologia Traffic Message Channel – TMC. Para usuários do smartphone da Apple, é possível também fazer uso das facilidades do app SIRI, que tem a capacidade de captar a voz do condutor, permitindo a procura de contatos na lista e de músicas, sem que o motorista tire as mãos do volante.

O modelo também terá direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, piloto automático, computador de bordo, faróis de neblina e sensor de estacionamento. A linha limitada terá piloto automático e câmera de ré, juntamente com o limitador de velocidade de série, passando não ser mais opcionais.

O modelo Duster Dakar II será comercializado em três configurações: 2.0 16 Válvulas, com tração 4×2, 148 cv e câmbio automático; 1.6 16 Válvulas com 120 cv e a 2.0 16 Válvulas 4X4 e câmbio manual de seis marchas, além de suspensão multilink na traseira. De acordo com o PBEV, do Inmetro, os propulsores têm avaliação “A” no quesito consumo de combustível.

Valores:

  • Dakar II 2.0 4×2 16V AT (R$ 85.670)
  • Dakar II 2.0 4×4 16V (R$ 87.220)
  • Dakar II 1.6 SCe 16V (R$ 74.090)

FILIPE R SILVA


Parceria promete facilitar a vida dos usuários dos carros da marca.

A marca francesa Renault foi fundada em 1898 após Louis Renault construir o "Voiturette A", de uma forma artesanal, na garagem de casa, com investimentos dos seus irmão, Marcel e Fernand. Hoje ela está presente em 128 países e aqui no Brasil a montadora está operando há 15 anos.

O Waze é um software de trânsito e navegação que se baseia em "comunidade" e é um dos programas de navegação gratuito que mais se utiliza no mundo e cada vez mais usuários são cadastrados. O Salão do Automóvel em Paris, que começou dia 1 de outubro, irá exibir um carro da Renault com o protótipo do aplicativo para "Android Auto". O objetivo deste programa, além de definir um percurso mais rápido, é compartilhar informações fornecidas por motoristas e, em tempo real, transmitir a outros motoristas. Por exemplo, um acidente ou um engarrafamento. Neste caso, um motorista que for passar por aquele caminho com a ocorrência, será alertado e o seu trajeto redirecionado pelo programa.

O "Android Auto" irá permitir uma maior interatividade entre a central multimídia do carro e smartphones e tablets com o sistema operacional Android, semelhante ao "Apple Car Play".

Na França, a comemoração foi marcada com o lançamento do veículo elétrico "Zoe" com uma nova bateria que foi chamada de "Z. E. 40", com 41 kWh de capacidade e que teve a sua autonomia melhorada para 400 quilômetros, o dobro. Para estes veículos, o aplicativo Waze estará mostrando o símbolo da Renault nos seus 13.000 pontos de recargas de baterias. Um sistema de busca para localizar os eletropostos também será disponibilizado, com as cores amarela e prata.

Como a fabricante Renault é pioneira na construção de veículos elétricos, a empresa Waze está pensando na comodidade do motorista para achar um ponto de recarga, como se fosse um posto de combustível. Ambas tem os mesmos objetivos, deixar o trânsito mais agradável e tornar mais fácil a experiência de dirigir.

Finalizando, em outros lugares do mundo, o Zoe 2016 poderá ser encomendado, com é o caso de Portugal. Com um acréscimo de 3.500 Euros, o carro será entregue antes do fim do ano.

Por Fernando Dias


Nova Picape da Renault promete agradar ao público com sua tecnologia e design.

Não é novidade para ninguém que a Renault chegou com tudo para tentar dominar o mercado de SUVs no Brasil. Desde o lançamento da Renault Duster, a montadora francesa passou por aperfeiçoamentos e modificações.

Após dois anos, surge a Alaskan, picape média da marca que promete chegar ao Brasil só em 2018.

Primeiramente vamos analisar o design da picape. A Renault Alaskan nasce com traços de Frontier, porém, de forma mais moderna e chamativa. Os seus faróis pontiagudos dão ao carro um ar de mais agressividade e ousadia. Além disso, passa um ar aventureiro. A grande logo da Renault chama atenção dos espectadores para a marca.

No que se refere à mecânica, a versão topo da Renault Alaskan vem equipada com um propulsor de 2.3 litros com 190 cavalos em potência máxima. Além disso, a picape terá opcionais de câmbio manual com seis velocidades ou automáticas com sete. Outro aspecto que chama atenção são os opcionais de tração, pois a Renault Alaskan poderá ser encontrada nas versões 4X2 e 4X4.

A tecnologia também não deixa a desejar na picape média da Renault. Entre os itens que mais chamam atenção estão a chave inteligente e câmeras que proporcionam visão em 360 graus para auxiliar o motorista na condução do veículo.

A robustez também deve ser destacada. A Renault Alaskan conta com rodas aro 18, capacidade para 1100 Kg e reboque que suporta 3500 Kg.

A Alaskan chega ao mercado brasileiro em 2018 para brigar com gigantes do mercado como Hilux, S10 e Ranger. Tal fato justifica a demora em seu lançamento, haja vista que não convém entrar em um mercado com exigências tão peculiares sem ter um produto que agrade o público que tanto anseia por inovações e tecnologia.

Do que foi analisado é possível concluir que, de fato a Renault Alaskan demorará um certo tempo para chegar às praças brasileiras, porém, tende a ser uma concorrente de peso para as principais picapes médias do mercado. A Renault aposta em modificações e tecnologias para que consiga conquistar um público que possui exigências tão peculiares como o do mercado de picapes médias e tende a conseguir, haja vista estar produzindo um longo cenário de teste e experiências com a Renault Alaskan.

RAQUEL ALICE MOREIRA


Modelo sofre reestilização e ganha novo motor 0.9 turbo.

Após ter lançado o propulsor 1.0 turbo, agora a grande e renomada montadora de veículos automotores Renault aposta todas as suas fichas em motores com dimensões reduzidas, porém, com a capacidade de produzir um excelente desempenho. É nessa perspectiva que a empresa fez o lançamento oficial nesta última segunda-feira, dia 06 de junho de 2016, do veículo Twingo GT com um propulsor 898cc sobrealimentado de 0.9 litro, o qual consegue produzir uma potência máxima de 110 cavalos e um torque de 17 kgfm.

A fim de manter a esportividade, o veículo só será disponibilizado com transmissão manual. Convém ressaltar que a Renault lançou este modelo no mercado Europeu, sendo que ainda não tem nenhuma previsão para que essa nova geração do Twingo seja comercializada aqui no Brasil. Além do motor, outro atrativo trazido por este modelo é a tração traseira que faz com que o veículo seja um verdadeiro hatch apimentado.

Para que tivesse uma melhor resposta ao significativo ganho de potência que ficou na ordem de 22%, uma vez que a versão convencional do veículo possui um propulsor de 898cc que produz uma potência de apenas 90 cavalos, a Renault teve que fazer um acerto não só no controle eletrônico de estabilidade do Twingo GT, mas também na suspensão. Com relação às motorizações disponibilizadas, o Twingo ainda possui uma opção que é o motor 1.0 aspirado, o qual é capaz de produzir uma potência máxima de 70 cavalos.

O visual externo desse subcompacto ficou bastante interessante, pois nessa versão esportiva o modelo vem equipado com lindas rodas no tamanho 17 polegadas. Além disso, esse estiloso hatch possui pedais com revestimento de alumínio e entradas de ar lateralizadas.

Aqui no Brasil, as primeiras gerações do Twingo começaram a ser comercializadas entre os anos de 1994 e 2003, sendo que a princípio o modelo era importado da França, após passados alguns anos o veículo começou a vir do Uruguai. Já nessa que é a terceira geração deste hatch compacto, a Renault brasileira já deixou bem claro que não irá trazer o modelo para o mercado nacional, sendo que um dos principais motivos é o fato de a empresa estar apostando alto no lançamento do Renault Kwid, que ocorrerá ainda neste ano.

Por Adriano Oliveira


Modelo passou por um facelift e ganhou uma série de acessórios para se manter no mercado.

Quando tratamos do segmento específico dos compactos esportivos no Brasil, uma coisa é mais do que certa: Ele nunca esteve tão em foco. Muitos dos aspectos responsáveis pelo burburinho no mercado têm como fundamento o aparecimento de novos modelos previstos para este ano. Entre eles os já tão comentados Peugeot 2008, Jeep Renegade e o Honda HR-V.

Nesse meio termo, temos o Renault Duster, que até bem pouco tempo tinha que enfrentar apenas um concorrente a altura: o Ford Ecosport. Mas com tantas coisas acontecendo no mercado e em muitos casos muito mais rápido do que se espera, o Duster também tratou de tomar as devidas providências para que, por fim, não acabasse caindo no esquecimento dos consumidores. Com isso, temos a versão topo de linha do Duster, a Dynamique 4X4. Entre todas, ela é que mais se arriscou para ganhar e fixar espaço ao trabalhar para unir conceitos off-road e urbanos.

Há pouco tempo, no mês de maio deste ano, o modelo da Renault ganhou um facelifit para ficar um “pouquinho” com características mais modernas. Mas claro que tudo foi feito levando em consideração o fato de que o carro não poderia em hipótese alguma perder suas famosas características de robustez.

As alterações são mesmo simples. Os faróis ainda são os mesmos, mas acabaram recebendo uma disposição de luzes novas e que agora vem com leds. A grade passou por uma pequena remodelação. Com isso, apresenta mais afinidade com o estilo estético que vem sendo adotado pela marca.

Se analisarmos a configuração do 4X4 Dynamique, vamos perceber facilmente que ela ocupa o posto de topo de linha do segmento Duster. Já sobre os preços que podem agradar a alguns e a outros não, a informação é de que a opção “off-road” tem um valor inicial sugerido na faixa dos R$ 75.790. Mas esse valor poderá acabar ficando um pouco mais salgado caso o consumidor queira contar com todos os opcionais, aqui pode chegar a cifra de R$ 77.990.

Entre os itens de série que foram anunciados temos freios ABS, airbags frontais, indicador de troca de marchas, volante multifuncional, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado, direção hidráulica, entre outros.

Alguns especialistas estão afirmando que a gama de itens de série oferecidas com o carro servem basicamente para justificar o preço do modelo.

Por Denisson Soares


Bônus oferecido varia de R$ 500 a R$ 1,5 mil para a aquisição dos modelos Clio, Logan e Sandero neste mês de outubro.

A Renault está com uma campanha superespecial neste mês outubro, que celebra o Dia das Crianças. A montadora está dando bônus entre R$ 500 e R$ 1,5 mil para quem comprar um carro da marca, mas só terá direito ao desconto quem for até a concessionária acompanhado da filha ou do filho e levar como doação um carrinho de brinquedo, que a Renault repassará a instituições que atendem crianças carentes.

A promoção é válida para quem for comprar os modelos Clio, Logan e Sandero e os bônus dependerão do modelo escolhido, tendo variação conforme o preço sugerido do veículo.

As instituições que receberão os carrinhos doados:

Entre as instituições que receberão as doações estão a Casa do Zezinho e a Associação Borda Viva. A primeira foi criada há mais de duas décadas, na zona sul de São Paulo e que proporciona atividades por meio da educação e cultura, para ajudar crianças e jovens a trilharem rumo a um futuro melhor. A segunda atende cerca de 180 crianças carentes e jovens e atua junto às famílias, na região metropolitana de Curitiba, onda há uma fábrica da Renault, bem próximo ao Complexo Ayrton Senna e tem projetos que visam gerar renda para as mulheres da comunidade.

Nada de juros em toda a linha Renault:

Além dos bônus, os veículos da marca podem ser financiados com taxas zero, isso mesmo, nada de juros e em toda a linha de concessionárias.

A iniciativa:

A montadora teve uma iniciativa louvável e é dessa forma que se faz o bem, mesmo que seja com um pouquinho. Tão pouquinho que não custa nada levar um carrinho até as concessionárias, mesmo quem não tem filhos. A ideia é juntar forças e alegrar quem não tem muito.

Não vai comprar um carro? Vai apenas fazer uma revisão, ou pesquisar modelos e valores? Leve um carrinho também, custa bem pouco e está bem distante do valor de um veículo de verdade.

Por Elia Macedo

Renault


Renault Talisman é o novo modelo da montadora que traz características esportivas e design arrojado.

A Renault divulgou na última segunda-feira, dia 29 de junho, um teaser mostrando seu novo sedan de médio porte. O modelo Renault Laguna deverá ser substituído por um novo modelo, o Talisman. O modelo deverá ser um rival em potencial para o Volkswagen Passat, Ford Mondeo e Mazda 6. O modelo da marca francesa deverá ser revelado ao público oficialmente no mercado dia 6 de julho.

Segundo a empresa, o nome do novo modelo significa proteção e poder, e é uma palavra de fácil pronuncia e é compreendida em todo mundo. Isso demonstra que o interesse da francesa Renault é criar um carro para o mercado global.

O teaser demonstrativo não revela muitas informações a respeito do modelo Talisman. A empresa utilizou um novo estilo nunca visto nos modelos da marca, deixando o sedan com características esportivas e design arrojado. O modelo possui dianteira com design agressivo, grade cromada, novo design de lanternas e rodas de liga leve com duas tonalidades.

O modelo terá a opção de adquirir faróis LED, que garante uma melhor qualidade de iluminação. Além disso, acredita-se que terá controle cruzeiro adaptativo, assistente para estacionamento, vários sistemas de segurança produzidos pela Renault e assistência para os motoristas.

Quanto ao interior do modelo podemos destacar os materiais de ótima qualidade, detalhes em madeira, bancos com revestimento de couro é semelhante ao modelo Renault Espace. O modelo possui um ecrã tátil no centro, que deverá controlar toda central multimídia.

Apesar da proposta para globalização do veículo, o modelo foi projetado para direção esquerda. Sendo assim, países que utilizam o sentido de circulação contrário, como o Reino Unido, não deve receber o modelo.

O modelo Talisman deverá ser produzido em uma instalação da empresa na França. O modelo deverá estar em circulação até o final do ano de 2015. A empresa também busca efetuar a criação de um novo modelo de perua.

Por Wendel George Peripato

Renault Talisman

Renault Talisman

Fotos: Divulgação


De acordo com Carlos Ghosn, CEO da Renault e Nissan, será lançado em 2016 a primeira geração dos automóveis autônomos. Segundo as informações reveladas pelo executivo das marcas, mesmo que o carro possua capacidade autônoma, ele não prescinde de motorista, assim, ele será uma ótima solução quando houver um engarrafamento.

Ainda segundo Carlos Ghosn, existem diferenças entre veículos autônomos e aqueles que não necessitam motorista. Nos primeiros, o carro deve ser conduzido por uma pessoa, no entanto, o carro consegue solucionar rapidamente situações complexas para o indivíduo.

Cabe informar que, 90% dos acidentes que ocorrem no trânsito são resultado de uma falha humana. A autonomia completa, chegará em carros topo de linha das fabricantes, esta funcionalidade encarecerá o preço dos automóveis.

Para que ela seja incorporada aos carros, precisará passar por uma série de ajustes e testes e, além disso, deverão acontecer muitas negociações com empresas de tecnologia para serem evitados os ataques cibernéticos.

Depois do lançamento da primeira geração em 2016, ocorrerá o lançamento de uma segunda, em 2018. Nos veículos da 2° versão, a autonomia será inserida a ponto do carro ser capaz de mudar sozinho de faixa e dirigir sozinho pelas estradas. Os automóveis que não precisam de motorista serão lançados somente em 2030, pelo menos esta é a previsão do CEO da Renault- Nissan.

Ainda de acordo com Carlos Ghosn, muitos detalhes da capacidade autônoma deverão ser avaliados até o lançamento da primeira leva de veículos das montadoras com esta tecnologia. Algumas decisões, no que se refere ao comportamento do carro perante alguma situação adversa ou até mesmo difícil, devem ser imaginadas e programadas nos carros.

Atualmente, a Nissan é uma das maiores fabricantes de carros elétricos a nível mundial. Ao todo, a marca já vendeu mais de 250 mil unidades deste tipo de veículo. Os carros que funcionam a base de energia elétrica ocupam uma boa parcela do mercado norte-americano.

Por Melina Menezes

Foto: Luiza Dantas


Após sua apresentação durante o Salão do Automóvel de São Paulo no estande da Renault, a marca francesa promoveu nesta semana o lançamento do Fluence reestilizado no mercado brasileiro.

Fabricado na Argentina, o Renault Fluence renovado chega ao Brasil com o visual pontualmente reformulado e novos equipamentos de série, sem alterações de preços para as configurações de entrada (Dynamique). O sedan da marca francesa chega com preços a partir de R$ 66.890.

Esteticamente, o renovado Fluence traz alguns detalhes que estão presentes nos mais recentes lançamentos da marca, como a já tradicional grade dianteira com o logotipo da Renault centralizado, que virou uma marca estilística atual da fabricante. Para completar, o modelo recebeu modificações pontuais, para deixá-lo mais interessante e competitivo no segmento, como os para-choques redesenhados, acabamento cromado em torno dos faróis de neblina, luzes diurnas de posição composta por LEDs, faróis escurecidos, rodas com novos desenhos e lanterna traseira com nova disposição interna.

No interior o modelo também passou por modificações. Além do novo revestimento dos bancos, o sedan agora conta com painel de instrumentos com velocímetro digital, item anteriormente exclusivo da versão esportiva Turbo, bem como com o sistema de entretenimento R-Link com tela retrátil touchscreen, que abrange diversas funções, como o sistema de navegação via satélite (GPS), sistema de som e que ainda exibe as imagens da câmera de segurança para manobras em marcha ré.

Mecanicamente não houve alterações e o Renault Fluence 2015 mantém o já conhecido motor 2.0 16V Hi-Flex capaz de entregar até 143 cv e torque de 20,3 kgfm, quando abastecido com etanol. Trabalhando em conjunto com o bloco pode estar um câmbio manual de seis marchas ou uma transmissão automática do tipo CVT, com opção de trocas sequenciais que simula seis velocidades.

Abaixo, versões e preços do Renault Fluence 2015:

– Dynamique – R$ 66.890;

– Dynamique CVT – R$ 71.890;

– Dynamique Plus CVT – R$ 74.890;

– Privilége CVT – R$ 82.990.

Por Caio Polo

Renault Fluence 2015

Renault Fluence 2015

Renault Fluence 2015

Fotos: Divulgação


A realização do Salão de Automóveis de Moscou foi palco para diversas coisas legais, entre elas, a apresentação ao público da segunda geração do Renault Sandero Stepway. O carro que apareceu, agora recebeu da fabricante leves alterações em relação a mudanças visuais. Isso acaba ficando mais evidente quando o comparamos com a versão que é oferecida pela Dacia, que tem como foco a comercialização no mercado russo. Falando em termos mais generalizados além das já citadas mudanças visuais, o novo hatch da Renault também recebeu mudanças em sua parte interna e também mecânica.

Exatamente da mesma maneira como aconteceu na versão anterior o Renault Sandero Stepway 2015 também acabou ganhando um para-choque renovado, para-barros, novas rodas de liga-leve, rack de teto longitudinal, aplique em plástico nas caixas de roda. Além disso, o nome da versão agora vem estampado tanto nas portas dianteiras quanto na tampa do porta-malas. Esses são apenas alguns pontos destacados. Mas, ainda há mais.

No seu interior o Sandero Stepway 2015 ganhou para os bancos um revestimento exclusivo além de detalhes no acabamento que são feitos em prateado.

O carro para os russos ainda conta com uma bateria que tem maior poder. O tanque de combustível por sua vez é feito em aço, o modelo ainda conta com sistema de partida para dar uma “ajudinha” nas regiões mais geladas e protetor de cárter reforçado.

Meio que seguindo o exemplo apresentado pela versão romena, o Sandero russo também tem suspensão elevada.

E a motorização?

No que diz respeito ao motor o Sandero Stepway permanece ainda com os 1.6 MPI de 82 cv. E 1.6 com 16 V e 102 cv.

Mas falando do Brasil, por aqui, a previsão é de que o lançamento do recém-chegado Sandero Stepway 2015 deverá acontecer durante a realização do Salão do Automóvel de São Paulo. O evento acontece no mês de outubro.

No caso do modelo brasileiro as alterações serão mais visuais sendo que o interior será levemente modificado e a suspensão será mais alta.

Por Denisson Soares

Renault Sandero Stepway 2015

Renault Sandero Stepway 2015

Renault Sandero Stepway 2015

Fotos: Divulgação


Depois de lançar no mercado brasileiro a nova geração do Sandero, a Renault coloca à disposição a linha 2015 do novo Logan. Visando manter os bons índices de vendas e tentar emplacar ainda mais veículos, a nova linha traz alguns equipamentos de série novos e um reajuste de preço em todas as versões.

Sem trazer nenhuma novidade estética e com alguns equipamentos de série novos, a linha 2015 do novo Logan tem o objetivo de manter o ótimo índices de vendas no Brasil no segmento dos sedãs compactos.

Lançado no fim de 2013, a nova geração do Logan registrou um incrível crescimento de 99%, emplacando 21.164 unidades apenas no primeiro semestre deste ano. O resultado expressivo é fruto de uma melhora significativa no visual, o que antes era um ponto muito criticado no Logan, bem como pela melhora do acabamento interno do veículo, fazendo do sedã uma excelente opção no segmento.

Outro ponto que não sofreu alterações na linha 2015 foram as opções de motorização. Portanto, o novo Renault Logan continua sendo equipado com o já conhecido bloco 1.0 16V, que entrega até 80 cv e o motor 1.6 8V capaz de gerar até 106 cv.

Com relação às novidades, a versão de entrada Authentique 1.0 16V passa a vir de série com direção hidráulica. Contudo, o modelo sofreu um reajuste de R$ 2.400, deixando de ser vendido por R$ 29.890 para ser oferecido pela Renault por R$ 32.290.

O Logan em sua configuração intermediária Expression 1.0 16V ganhou o ar-condicionado, mas foi quem teve alteração de preço mais expressiva (R$ 3.500). O Logan Expression que anteriormente custava R$ 34.490, agora tem preço sugerido de R$ 37.990.  A versão Expression dotada do motor 1.6 8V, por sua vez, deixa de ser vendido por R$ 40.590 e agora custa R$ 41.550.

Em sua versão topo de linha (Dynamique 1.6 8V), o sedan compacto da Renault passa a oferecer bancos com novo tecido em tom carbono claro. Opcionalmente, por um acréscimo de R$ 1.140, o modelo pode vir com bancos revestidos em couro com costuras em cinza claro e perfurações na parte central dos bancos dianteiros.

A configuração mais cara do Logan deixa de custar R$ 44.390 para ser vendido por R$ 45.850.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Renault Logan:

– Authentique 1.0 16V  – R$ 32.290

– Expression 1.0 16V  – R$ 37.990

– Expression 1.6 8V – R$ 41.550

– Dynamique 1.6 8V – R$ 45.850

Por Caio Polo

Foto: divulgação


A Renault anunciou recentemente o lançamento do novo Sandero 2015, um dos modelos mais aguardados de 2014. Vale ressaltar que o Sandero é o carro mais vendido da Renault em todo o Brasil. A versão 2015 está recheada de novidades na parte visual, ou seja, o design sofre alterações. Para mais detalhes a respeito, basta continuar lendo esta matéria.

A marca francesa procurou investir bastante na parte estética do Sandero 2015. Dentre as novidades podemos destacar a nova grade que vem acompanhada do grande emblema da marca, novos faróis, para-choque e capô.

Ainda sim, tanto a parte traseira como a lateral passaram por mudanças significativas, trazendo um tom um pouco mais moderno e arrojado para o lançamento da Renault.

Porém, convém destacar que não foi apenas a parte visual que sofreu alterações, segundo a própria Renault, foram feitas mudanças na plataforma, sistemas elétricos, direção, freios e suspensões. A grande maioria dos componentes do Sandero 2015 são novidades em relação às versões anteriores.

A parte mecânica tem como destaque o motor 1.0 16V Hi-Power de 80 cavalos de potência e movido a etanol. Além disso, você ainda conta com outra opção de motor que é justamente o 1.6 8V Hi-Power que possui 106 cavalos de potência com etanol e 98 cavalos quando movido a gasolina. Ambas as opções são oferecidas com câmbio manual de cinco marchas.

As novidades no design interno do carro são bastante relevantes, um grande destaque fica por conta do painel, que possui novo desenho. Outro detalhe bem interessante são as saídas de ar centrais, as mesmas são contornadas com acabamento em black piano.

O painel de instrumentos passou por mudanças no visual e também em seu computador de bordo, possuindo agora seis funções: litros consumidos, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, distância percorrida e velocidade média.

O novo Sandero 2015 está disponível em nada menos que três versões. A primeira delas é a 1.6 16V Hi-Power que possui preço sugerido de R$ 29.890. A segunda versão é a Expressiona 1.0 16V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power que possuem preços de R$ 34.990 e R$ 38.590, respectivamente. A versão top de linha é a Dynamique 1.6 8V Hi-Power que possuo preço sugerido de R$ 42.390.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


A nova linha do Kangoo da Renault foi apresentada para os argentinos  na semana passada e está totalmente de cara nova. O novo utilitário não tem previsão de chegada aqui no Brasil, porém, acredita-se que em meados já do primeiro semestre de 2014 ele esteja chegando por aqui.

Entre os detalhes relevantes, o símbolo da montadora ganhou dimensões mais robustas na parte dianteira acompanhando a notavel repaginada do pára choque. Esta versão acompanha airbags duplos e obviamente os freios ABS que são obrigatórios praticamente desde já (a partir de Janeiro conforme as atualizações das leis para os fabricados no Brasil). A versão a diesel saiu do portifólio e os valores em reais para aquisição deverá variar na faixa de 39 mil a 48 mil conforme as versões .

O Generique por exemplo é o mais em conta da família que fica na primeira faixa de dos valroes citrados, 39 mil. O top de linha fica por conta do modelo esportivo Sportway 1.6 2P e cusara em torno de 48 mil reais. O painel é simplificado porém não deixa a desejar nos recursos básicos como o sistema multimídia por exemplo que traz o GPS e demais itens de mercado , volante toalmente a altura e acabamento black piano, que traz mais elegância e modernidade.

O modelo de maior porte pode transportar até sete passageiros e a montadora espera liderar novamente a posição de vendas como aproximadamente há cinco anos atrás. A reestilização que o Kangoo passou pela Argentina vai apresentar um impacto a primeira vista para os usuários das versões anteriores desde de seu lançamento há quinze anos. 

A montadora também tem o objetivo de transformar o utilitário em um carro mais adaptado para a família e não somente para compradores com foco em trabalho, o que vem acontecendo nos últimos anos por conta do seu design. Na parte mecânica não houve qualquer alteração permanecendo o motor 1.6 de 16 válvulas (para gasolina)e 95 cv.

Por Luciana Ávila

Foto: Divulgação


Em seminário apresentado pela marca em Porto Alegre (RS) neste mês, foi anunciada a venda dos três primeiros carros elétricos no País para a CPFL, Companhia Paulista de Força e Luz, empresa de distribuição de energia da região de Campinas (SP). Os modelos adquiridos no acordo foram o Zoe, o Fluence Z.E. e o Kangoo Z.E. A sigla Z.E. representa a intenção da marca: “zéro emission”, em francês, que significa emissão zero.

A companhia acredita que esta é uma grande tendência para o mercado automobilístico mundial no futuro e pretende convencer o governo brasileiro de que é uma iniciativa interessante para a venda de autos nos próximos anos.

Na Europa, a Renault é uma das principais marcas que possuem uma variedade de carros do gênero, todos disponíveis para compra. Mesmo assim, assume que é uma aquisição feita inicialmente por empresas e não consumidores, uma vez que o valor ainda é muito elevado.

Falando nisso, o preço dos automóveis apresentados no seminário não foi revelado, mas em comparação aos do mesmo modelo vendidos no exterior, o valor médio seria de R$ 67 mil, sem contar o custo da bateria, que é adicionado e taxas de importação, que elevariam os números para R$ 215 mil no Brasil.

Por Jaime Pargan


O Renault Fluence 2014 é um carro para quem gosta de dinamismo, velocidade, luxo e estilo. Aliás, segundo uma pesquisa da empresa com seus principais clientes, ficou provado que os grandes pontos positivos do modelo são os descritos a seguir: conforto, dirigibilidade, espaço interno, acabamento e cuidados do pós-venda feitos através do Renault Assistance.

Na avalição final do automóvel feita por vários especialista e admiradores, o veículo acabou ganhando uma nota 9,4.

O Renault Fluence é um carro com motor do tipo 1.6 e que possui as seguintes características: Faróis com lâmpada halógena, Controle dos faróis com sensor de luminosidade, Airbag de teto dianteiro e traseiro, Travamento central por chave do tipo cartão e sensível à velocidade, entre outras funções importantes.

Em relação aos pontos negativos, vale dizer que o reservatório de partida a frio é muito pequeno. Fora isso, este automóvel veio para conquistar diversos tipos de consumidores. Por isso, caso o leitor seja um motorista que procura potência, elegância e tecnologia em um carro, o Renault Fluence pode ser sua melhor opção.

O Fluence 2014 custa de R$ 53.990,00 a R$ 82.990,00.

Por Madson Lima de Oliveira


A Renault, montadora francesa de destaque no mercado automotivo mundial, acaba de apresentar o modelo Clio Cup que participará de  campeonatos na Europa. Inspirado no o Clio RS, o modelo conta com vários atributos que o tornam ideal para disputas em competições de velocidade.

Dentre as novidades do carro estão: gaiola no interior do veículo, novo para-choque dianteiro contendo design imponente, linhas mais agressivas, joviais e expressivas, entrada de ar para a cabine no teto, difusores de ar no para-choque traseiro, aerofólio traseiro, dupla saída de escape e acabamento com ar esportivo.

O desempenho do Clio Cup chama atenção, pois é bem superior às performances que comumente são vistas nas ruas. O carro vem com  motor de 1.6 turbo capaz de gerar 223 cavalos de potência. O câmbio é sequencial de seis marchas e a troca pode ser realizada de forma muito rápida.

Além disso, os forros e os bancos foram substituídos por assentos no formato de concha, as portas ganharam uma nova forração de alumínio e o volante foi revestido de  Alcantara, um moderno composto de poliéster e  poliuretano de alta tecnologia.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Renault Logan 2014Exibido pela primeira vez no Salão Internacional do Automóvel de Buenos Aires, o novo Logan atraiu as atenções no espaço destinado à Renault. Não é à toa: a simplicidade da versão anterior do carro foi quebrada com a chegada do modelo 2014.

O Logan reestilizado, apresentado na Argentina, deve ser muito parecido com o modelo brasileiro.  A expectativa da montadora é conquistar um lugar importante no segmento com o lançamento da nova versão, que deve ser vendida no Brasil a partir de R$ 28 mil.

Importado na Turquia (onde é vendido como Symbol) especialmente o para o evento – o novo Logan será lançado na Argentina até o primeiro trimestre de 2014. A nova versão do sedan feita para o mercado brasileiro será produzida em São José dos Pinhais (PR) e chega às lojas ainda neste ano.

Linhas mais modernas e harmoniosas caracterizam a nova versão, completamente renovada. O automóvel também ganhou um acabamento mais sofisticado, com melhores materiais e um design interior mais requintado. O espaço interno do veículo continua generoso.

O Logan exposto em Buenos Aires estava equipado com transmissão manual, ar condicionado, airbags, sensor de estacionamento e tela sensível ao toque de sete polegadas, com navegador integrado no painel central.

Para Dominique Musset, diretor de produto da Renault, a marca procura atender às novas demandas dos clientes: "Como os clientes estão mais exigentes, a ideia é usar plataformas econômicas com design sofisticado". 

Apesar do novo design externo e interno, a parte mecânica do carro deve continuar a mesma, porém os blocos 1.0 e 1.6 deverão ser mais potentes. 

Por Giovanna Lima


A montadora francesa Renault marcou presença no Salão do Automóvel de Buenos Aires, na Argentina, e apresentou pequenas mudanças em um de seus modelos, o Koleos 2014. Com pouca coisa diferente do veículo lançado em 2011 no Salão de Frankfurt, na Alemanha.

Com mudanças limitadas em seu interior, o Koleos 2014 compensa nos itens de série, já que é equipado com ar-condicionado dual-onze com controle automático, detalhes em madeira sintética e um sistema de informação e entretenimento R-Link.

Do lado de fora, o carrão recebeu facelift que inclui para-choque dianteiro remodelado com a grade frontal refeita, com a logomarca da Renault em um tamanho maior, adotando a nova linguagem de designer francês. Foram incorporadas ao lindo crossover rodas reestilizadas e novas opções de cores, inclusive o bem aceito marrom Ebony.

A fabricante não liberou o resultado dos testes de desempenho do Koleos, mas afirmou que o veículo será comercializado com uma variedade de motores de alta potência, que pode ser incorporado ao sistema opcional de tração nas quatro rodas. O modelo não deverá ser comercializado no Brasil, já que a Renault deve apostar no lançamento Captur.

Por Marcos Junior


O Fluence GT da Renault do Brasil já foi anunciando pela montadora no mês de novembro de 2012. Logo de início o lançamento já chama a atenção por algumas curiosidades. O carro além de ser o primeiro automóvel turbo que a marca está comercializando no país, é também o primeiro a portar o título de Renault Sport, assinatura do setor responsável pela produção na Europa de modelos esportivos.

O Fluence GT será equipado com um motor 2.0 de 16 V turbo. O motor turboalimentado à gasolina consegue atingir a potência máxima de 180 cv. E isso a 5.500 rpm e com um torque máximo de 30,6 kgfm a 2.250 rpm. O carro consegue ir de 0 a 100 em 8 segundos e consegue chegar a uma velocidade final de 220 km/h.

O lançamento da Renault será disponibilizado em três cores distintas: Preto Nacré, Branco Glacier e Vermelho Fogo. De acordo com o que divulgado o carro deve ser comercializado com o preço sugerido por volta da cifra de R$ 79.370,00. A garantia do modelo será de 36 meses.

O Fluence GT será vendido com um câmbio manual de seis marchas (será o único disponibilizado), freios a disco nas quatro rodas (ABS), controle de tração e controle eletrônico de estabilidade entre outros pontos.

Por Denisson Soares


Os veículos ecológicos e híbridos estão aumentando no mercado a cada dia que passa e agora mais uma montadora automotiva está iniciando a criação deste tipo de veículo: a Renault.

O seu primeiro veículo híbrido, segundo Carlos tavares presidente da Renault, está em processo de desenvolvimento e vem estimulado pela necessidade da Renault de entrar neste segmento de veículos na Europa e pelos benefícios concedidos pelo governo da França para as pessoas que compram carros híbridos.

Com este apelo econômico, o novo modelo híbrido desta marca vai ter como companheiros carros já totalmente elétricos como o Fluence Z.E. E o Twizy.

Ainda não existem detalhes e nem mesmo dados sobre este novo carro que será movido com eletricidade ou com combustível, mas espera-se o seu lançamento no mercado mundial de automóveis para o ano de 2014.

Por Ana Camila Neves Morais


Recentemente a montadora Renault, marca francesa internacionalmente conhecida por suas criações cheias de conforto, apostou em novidades e anunciou que trará para o mercado um carro inusitado: o Renault Clio Cup 2014. Trata-se do Clio convencional, porém um pouco mais esportivo e robusto, com pitadas de carro de corrida.

A nova versão do modelo da Renault contará com uma motorização mais radical, possível através de um arrojado conjunto mecânico formado por um moderno propulsor turbo com 1.6 litros e quatro cilindros, câmbio manual ou automático de seis marchas e potência de 223 cavalos.

Como se não bastasse, o novo o Clio Cup 2014 contará com rodas em liga leve de 17 polegadas, spoilers redesenhados, entrada de ar pelo teto do carro, parte frontal com detalhes esportivos e robustos, ar condicionado, freios tipo AP, completo painel de instrumentos, dentre outras características que fazem do carro uma excelente opção para os apaixonados por conforto e bom desempenho.

Quem gostou do Renault Clio Cup 2014 poderá encontrá-lo nas concessionárias somente a partir do segundo semestre de 2013, sendo vendido pelo valor de 38.000 euros, o equivalente a aproximadamente R$ 90.000.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Segundo fontes seguras ligadas à montadora Renault, uma nova van comercial, nomeada de Master, já está em fase de pré-produção, isto é, algumas unidades já foram fabricadas a título de teste. Os protótipos em questão foram produzidos no Estado de São Paulo, na fábrica de São José dos Pinhais.

Em termos de design, a Master é bem similar ao modelo comercializado na Europa, pois conta com faróis alongados na direção do para-brisa, e apresenta frontalmente uma grande tomada, bem acima do para-choque.

De acordo com a Renault, apesar da fase de testes em território brasileiro, o carro não deve ser lançado este ano. Provavelmente, a nova van comercial será vendida a partir de 2013, com a finalidade de competir de igual para igual com a nova linha Mercedes-Benz Sprinter, que apresentou recentemente mudanças expressivas.

A marca ainda não se pronunciou oficialmente acerca dos detalhes da Nova Master, mas ao que tudo indica, a propulsão será realizada através de eficiente motor dCi com 115 cavalos de potência.  O preço de comercialização e data exata de lançamento ainda não foram divulgados pela montadora.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A nova versão do Renault Sandero, a GT Line, tem sido mais aguardada do que nunca. Após várias inserções midiáticas e a crescente expectativa em relação ao carro, o lançamento chegou às concessionárias neste mês.

Durante muito tempo, o carro da Renault foi apresentado como edição especial, porém, o modelo agradou tanto, que passará a ser comercializado como membro oficial da família Renault.

A linha GT Line se destaca entre os outros veículos da sua categoria devido ao visual moderno. A parte externa é super diferenciada e conta com uma dianteira exclusiva, composta  por máscara negra, logotipo na grade frontal e para-choque redesenhado.

 A parte lateral apresenta detalhes inusitados como adesivos e retrovisores pretos e rodas imponentes. Na traseira, o modelo vem com difusor, lanternas escurecidas e novo aerofólio.

O interior do carro também encanta, pois a cabine conta com um novo painel, detalhes em couro, costuras vermelhas e pintura nessa mesma cor nos cintos de segurança. Enfim, todo o conjunto está bem bonito.

De acordo com nota oficial divulgada pela Renault, o preço de partida do GT Line será R$ 38.470 e o mesmo já está sendo comercializado.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Mais uma novidade interessante chega ao mercado automobilístico, pois a próxima versão do Renault Sandero já está sendo testada pelos engenheiros da montadora. Estas avaliações estão sendo feitas na região Sul da Europa tanto em sua versão normal quanto em sua versão Stepway.

As inovações deste novo modelo ficarão por conta de linhas mais modernas, grupos óticos diferentes bem como uma nova grade dianteira e novos para-choques. O novo Sandero será produzido na mesma plataforma que fabrica o Renault Fluence tendo novos tipos de motores, caixa de marcha e chassis.

O modelo do Sandero, enquanto conceito, tem previsão de ser apresentado no Salão do Automóvel de Paris que vai acontecer em setembro de 2012, mas estará disponível também nas ruas, sendo conhecido no Salão de Genebra que acontecerá apenas em 2013.

Apesar de serem apenas especulações, tudo indica que o Sandero será equipado com o motor Energy da Renault nas versões 1.5 dCi Energy com 110 cavalos de potência, 1.6 Energy com 130 cavalos de potência além da manutenção do motor 1.2 bicombustível com 75 cavalos de potência.

Portanto, para aqueles que gostam deste tipo de veículo em pouco tempo ele estará disponível no mercado com novidades interessantes aos consumidores apaixonados por carros.

Por Ana Camila Neves Morais


Recentemente uma imagem que circulou na internet levantou suspeitas sobre uma possível versão do  Alpine A110 Berlinetta, um dos mais lendários automóveis da marca francesa Renault.

Ao que tudo indica, na próxima sexta-feira, 25, o novo conceito deve ser apresentado oficialmente na Riviera Francesa, em Mônaco, mais precisamente no evento  realizado em comemoração aos 50 anos do Alpine A110.   

Segundo publicações francesas, especula-se que o novo Alpine contará com motor V6 3.5, gerando 400 cavalos de potência.

Sua carroceria terá um desenho moderno e será constituída de fibra de vidro, o que diminuirá o peso do modelo.

lém disso, o chassi do Alpine A110 será tubular em aço.   

Também conhecido como Berlinette, o esportivo da Renault, durante a década de 60 chamou bastante a atenção dos apaixonados por velocidade.

Em relação à transmissão, desde sua criação, ela é manual de cinco marchas.

A fama internacional perdeu força em 1970, entretanto, com o aumento da potência e modernização do design, o carro deve chegar com tudo, reconquistando seu espaço.    

Por Larissa Mendes de Oliveira


Para os amantes de carros da Renault, principalmente do modelo Clio, há uma boa novidade: a marca lançou a edição especial Clio RS Red Bull Racing RB7.

A versão especial é em homenagem a Fórmula 1, sendo que o grande destaque do novo modelo são os adesivos que fazem parte de um carro de corrida.

A série limitada do Clio foi lançada na Europa e os primeiros países que receberão a nova versão são Espanha, França, Bélgica e Suíça.

O novo modelo Clio possui rodas pretas de 18” (Modelo Interlagos) e um design muito surpreendente, assemelhando-se a uma competição radical. É nisto que a Renault está apostando: no design chamativo.

O modelo possui um motor 2.0 com 203 cavalos e uma configuração de mais de 100 cavalos por litro. Há ainda ar condicionado, poltronas amarelas, placa de numeração personalizada e caixa de conexão de áudio. Os adesivos deixam o Clio totalmente moderno e agressivo.


A Renault lançou no mercado a nova versão do Logan. O veículo busca corrigir todos os detalhes que não foram bem aceitos pelos seus consumidores em seu modelo anterior.

A principal mudança externa observada no novo veículo está na traseira, que agora possui no centro da tampa do porta-malas o nome de identificação do modelo. Além disso, o carro ganhou mais uma cor disponível, o Bege Poivre.

No interior, há um moderno rádio com conectividade Bluetooth, capaz de reproduzir músicas nos formatos MP3, WMV e WMA. Outra novidade são os puxadores das portas e os anéis dos contornos das saídas de ar, que ganharam um acabamento na cor cinza inox.

Na versão top de linha, o automóvel possui ar condicionado, direção hidráulica, regulagem de altura no volante, trava elétrica, vidros elétricos, computador de bordo, faróis de neblina, entre outros acessórios.

Com relação aos opcionais, os consumidores terão a disposição: novas rodas de liga leve, um Pack de Segurança (com freios ABS e airbag duplo) e um Pack Conforto (com Rádio integrado ao painel, além do comando satélite, retrovisores elétricos, vidros elétricos e alarme).


A nova linha do Sandero e Sandero Stepway chega ao Brasil com design mais moderno, interior sofisticado e mais confortável de acordo com a nova identidade visual da marca e também traz outras novidades, entre elas: abertura da tampa de combustível acionada por uma alavanca no interior do carro e um novo rádio que apresenta entrada para USB e iPod, leitura de MP3, WMA e WMV; além de Bluethooth.

A linha carro-chefe da Renault no país traz várias mudanças visuais de acordo com a nova identidade: sua dianteira vem com faróis diferentes, grade frontal e para-choques. Já a traseira traz a logo da marca no centro da tampa do porta-malas. No interior, o painel está mais moderno: traz o novo sistema de som na parte central com face “double din” e os comandos dos vidros elétricos foram transferidos para as portas.

O Sandero Stepway chega com para-choques mais encorpados, máscaras negras nos faróis e lanternas e um pouco mais elevado em relação ao chão. Seu interior possui tonalidades e grafismos exclusivos.

A linha recebe também o selo Renault Eco, que comprova a produção de carros ecologicamente e economicamente responsáveis. Para isso, os veículos são feitos em uma fábrica com ISSO 14.001, são biocombustíveis, emitem menos CO2, são recicláveis em 95% e integram pelo menos 7% de plásticos já reciclados.

Outras informações sobre a linha, acesse o site www.renault.com.br.

Por Danielle Vieira


A montadora de veículos francesa Renault lançará em maio, a versão 2012 do Sandero para o mercado brasileiro, com alterações visuais e no interior. A reforma visual toma como exemplo a versão Stepway.

A frente do novo Sandero terá grade com apenas um vão acima da placa, tomadas de ar inferiores e novos faróis refletores, diferentes do Stepway que apresenta faróis elipsoidais.

Já na versão Sandero Stepway o tom de preto fosco continua sendo usado nos para-choques, para-lamas e grade dianteira. Haverá poucas mudanças visuais, mais atentas nas lanternas e no logotipo da empresa.  No interior, os comandos dos vidros elétricos passam para as portas (mesmo modelo adotado no Logan). A empresa ainda não confirmou, mas o novo Sandero 2012 pode ter a potência do motor de 1.6 l e 8V aumentada.

Por Henrique Pereira


A Renault comercializará a série limitada do Novo Logan Up entre os meses de abril e junho por R$35.590,00. Durante esses meses, a montadora pretende colocar no mercado 3.000 unidades do modelo. Com motor 1.0 16V Hi-Flex, ele chega a até 77 Cv a 6.000 rpm com 10,1 kgfm de torque.

Os itens de série que equipam o automóvel são: ar-condicionado, travamento automático das portas a partir de 6km/h,  travas elétricas das portas e do porta-malas, direção hidráulica, computador de bordo e vidros elétricos dianteiros. Para completá-lo, ele ainda vem com vidros verdes, acelerador eletrônico, apoios de cabeça dianteiros reguláveis em altura, faróis com duplo refletor óptico e banco traseiro rebatível. E para quem gosta de som, o carro tem um MP3 que reproduz também CDs com comando satélite na barra de direção.

Do lado de fora, o Novo Logan Up tem as maçanetas pintadas da mesma cor da carroceria, monograma com a inscrição “Up” nos para-lamas dianteiros e retrovisores externos na cor alumínio.

Corra para a concessionária antes que essa série limitada termine. 

Por Flávia Yoshitani


Assim como suas concorrentes Toyota e Audi, a Renault, da França, anunciou no início da segunda semana de janeiro novo recorde de vendas em todo o mundo. Segundo o portal de Economia Terra, 2,6 milhões de carros foram comercializados em 2010, alta de 14% em relação a 2009.

Segundo Jerôme Stoll, vice-diretor-geral de comércio e veículos utilitários da montadora, a companhia tem comemorado muito os bons resultados de vendas do ano passado, ultrapassando as realizadas em 2005, de 2,5 milhões de unidades, até então as maiores conquistadas.

Em 2009, a Renault já havia contraído bom número de automóveis vendidos (2,3 milhões). Estritamente na nação francesa, o avanço foi de 6,1% entre 2009 e 2010, para 750 mil carros.

Por Luiz Felipe T. Erdei


De olho no mercado para o final do ano a Renault continua incrementando suas opções para os consumidores. Depois de confirmar a chegada do sedã Fluence ao Brasil em Fevereiro do ano que vem, a montadora francesa lançou uma versão esportiva do seu compacto Sandero, a GT Line com muitas mudanças na estética do modelo que o deixaram mais agressivamente esportivo.

O design sem muitas mudanças mantém a forma leve e fluente do compacto, enxuto e de estilo moderno. O motor é 1.6 16V que gera 112 CV de potência.

Somente os freios ABS são opcionais nesta versão do Sandero, podendo ser adquirido por R$ 1 mil. De série vem direção hidráulica, faróis de neblina, computador de bordo, rádio MP3 com comando na coluna de direção e dois airbags frontais. Para compor seu novo estilo esportivo os faróis virão com máscara negra. Nas laterais o modelo trará adesivos esportivos e as rodas de liga leve de 16 polegadas assim como os retrovisores possuirão revestimento na cor preto brilhante.

A traseira também comporá bem a esportividade do conjunto com ponteiras de escapamento cromadas, lanternas escurecidas e um aerofólio também na cor preto brilhante. Para aumentar a diferenciação em relação aos outros modelos da linha o quadro de instrumentos também ganhou mais esportividade com um novo desenho. O conta giros terá números mais destacados e os marcadores digitais de temperatura de líquido de arrefecimento e gasolina ganharão novo fundo e novas marcações. O preço desta versão esportiva do Sandero parte de R$ 42.590.

Foto: Cenas da Cidade

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


De linhas bem acabadas com um leve arredondamento elegante e clássico principalmente na traseira, o novo sedã da Renault, o Fluence, que mantém o requinte e sofisticação do design dos carros da marca, já tem data prevista para chegar ao Brasil: Fevereiro do ano que vem.

Substituto do Mégane, o Fluence foi criado para abocanhar uma fatia dos mercados emergentes oferecendo requinte e conforto e concorrendo firmemente no nicho de mercado dos sedãs de classe. Mas enquanto no Brasil o novo sedã da Renault somente chega no ano que vem aqui ao lado na Argentina o novo modelo já está à venda, com preços que em reais e sem incluir os impostos brasileiros, variam de R$ 37.750 a R$ 54.500.

Para nossos vizinhos da Argentina a Renault oferece duas versões do novo modelo. Uma versão com motor 1.6 16V de 110 CV e a outra de 2.0 16V de 143 CV. As duas versões são movidas a gasolina e o câmbio pode ser manual, CVT (transmissão continuamente variável) e automático sequencial.

No que se refere aos equipamentos, estes variam conforme a versão escolhida, mas de série todos os modelos virão com airbag duplo frontal, direção hidráulica, freios ABS com EBD, computador de bordo, ar condicionado, podendo as outras versões mais sofisticadas deste modelo contar com itens como teto solar, controle eletrônico de estabilidade entre outros equipamentos.

Para o Brasil em termos de motorização está confirmada apenas a versão com motor 2.0 Flex e o preço ainda não foi estabelecido pela montadora.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


Por si só o sedã Renault Symbol é um carro de linhas sóbrias e elegantes, de clássica imponência revestido do status de ser um Renault e que a partir de agora terá uma série especial chamada “Connection” que foca justamente em mais tecnologia e equipamentos modernos como rádio com CD e MP3, Bluetooth, entrada USB e conexão para Ipod e que vem com a inovação que permite que o equipamento de som seja operado sem que o condutor retire as mãos do volante, devido a um comando satélite localizado na coluna de direção.

Nesta edição limitada o sedã compacto Symbol da Renault virá com pequenas mudanças no exterior e agora possuirá faróis de neblina com máscara de alumínio e retrovisores e maçanetas na mesma cor da carroceria. Quanto à motorização o Symbol Connection virá equipado com um bloco bicombustível 1.6 8V Hi-Torque formando um conjunto potente e de bom desempenho conectado com o moderno.

O preço do modelo parte de R$ 42.690 e a montadora francesa espera atingir a marca de 2.000 unidades desta série especial limitada até março do ano que vem.

Foto: Cenas da Cidade

Por Mauro Câmara

Fonte: Motor Dream UOL


Um carro completamente de acordo e fabricado para o delicado, porém forte universo feminino, é isto que a Renault apresentará na próxima semana no Salão do Automóvel de Paris quando lançará oficialmente uma nova versão do seu modelo compacto, o Twingo. Nesta nova versão limitada o simpático pequeno será batizado de Twingo Miss Sixty e fará uma homenagem as mulheres, pois o resultado desta parceria com a marca de moda Miss Sixty é um carro “feminino”, que não só homenageia as mulheres como promete fazer aquilo que as mulheres mais querem, compreendê-las.

O simpático modelo de desenho exclusivo, de linhas agradáveis, suaves, realmente bem femininas com itens de série específicos do complexo universo feminino como, por exemplo, porta maquiagem e velocímetro e contador de giros na cor preferida das mulheres, rosa. A costura do volante de couro virá também com esta cor.

Como não poderia deixar de ser a cor do modelo virá em tom rosa e preto nacarado dando ao conjunto uma aparência realmente leve, bem feminina juntando a praticidade e desempenho de um modelo que desde que foi lançado em 1993 já vendeu mais de três milhões de unidades, ao universo feminino.

Na Europa este “mimo” sobre quatro rodas estará à venda a partir de Novembro.

Foto: Auto Moto Portal

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Nem só de modelos inéditos e carros conceitos viverá o Salão do Automóvel de Paris, mas também de modelos repaginados e novas versões, como por exemplo: o modelo de luxo da Renault, o Laguna. Sem obter muito sucesso em termos de vendas nos anos anteriores, o modelo virá agora redesenhado com linhas mais clássicas que comporão um desenho elegante, sóbrio, ao mesmo tempo marcante e discreto. Sua frente ganhou novos faróis, novo pára-choque e uma grade frontal mais destacada compondo um conjunto visualmente atraente.

O modelo 2011 tem também em sua motorização um destaque. Ganhou propulsor a diesel de 1.5 que pode gerar 112CV de potência, que conforme informação da montadora é mais limpo, além de economizar combustível. Ele emite apenas 120g/Km de gás carbônico.

Com o novo Laguna a Renault espera aliar um novo desenho a um desempenho eficiente e potente juntamente com uma preocupação, que é a redução de emissão de poluentes. E espera que com o destaque que dará ao seu modelo luxuoso, o Laguna possa se recuperar e atingir níveis superiores de vendas.

Foto: Auto Moto Portal

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


A Renault anunciou o lançamento do seu novo utilitário o Renault Duster que será apresentado durante o salão do automóvel.

O motor do modelo será o 1.6 16v o mesmo motor usado em alguns modelos da renault aqui no Brasil.Já em 2011 chega a versão 2.0 16v.

O Renault Duster custará apartir de R$ 50 mil  que no caso será a versão Authentique que inclui ar-condicionado,direção hidráulica,vidros e travas elétricas. Já a versão intermediária será a Expression com preço de R$ 57 mil que terá além dos intens da versão Authentique alguns air bags a mais. Já a última versão será a Duster Privilege que contará com o motor 2.0 16v , e terá o preço  de R$ 60 mil e alguns itens opcionais que podem mexer no preço final do veículo como a transmissão automática e bancos de couro.

Ainda não foi divulgado a data que começará a comercialização do Renault Duster, mais espera-se que até o final de novembro a versão Authentique já esteja rodando pelas ruas do país.

Por: Ewerton Cruz


Após 12 anos sendo produzida no complexo de São José dos Pinhais, no Paraná,  o Scènic deixará de ser fabricado. A Renault  anunciou que sua minivan, primeiro modelo montado pela marca em nosso país em 1998,  produzira o último modelo da linha no dia seis de agosto do próximo mês. Durante esse período na cidade paranaense, foram mais de 140 mil unidades vendidas.

 O desfecho desse ciclo se deve, segundo a montadora,  pelo baixo número de unidades vendidas no país. Este vácuo deixado no segmento de minivans no mercado, deverá ser preenchido pelos modelos, Nissan Lavina e Grand Lavina, ambos também produzidos em São José Renault/Nissan.

O primeiro trimestre de 2010 foi muito ruim em termos de vendas para o modelo.  O Scènic vendeu 897 unidades, muito abaixo das marcas de suas concorrentes, como o Citroen Picasso, que alcançou 3.495 modelos comercializados, e o Chevrolet Zafira, com 4.111 vendas.

Oscar Ariel


O universo dos carros conceitos talvez seja, da indústria automobilística, a célula  mais instigante que existe. A que pode criar e brincar com as tendências no momento de se gerar um projeto que mais tarde atrairá a atenção dos consumidores e ganhará as ruas e estradas das cidades do mundo.

É o momento da criação, de estender os limites, de buscar novas linhas, conceber um novo desenho, ousar no conforto, sofisticação, no desempenho, na criação de novas tendências que irão alimentar outras criações, outros conceitos.

Dentro desta filosofia e buscando um carro que traduza e transmita calor e emoção, conforme definido pelos próprios projetistas de mais um carro conceito da Renault, está o De Zir (desire). Esta criação será lançada no próximo Salão do Carro de Paris, buscando alcançar este conceito combinado de sentimento e máquina.

Os projetistas da marca criaram um automóvel esteticamente imponente e ao mesmo tempo com desenho pulsante, vivo, quente. Esportivamente agressivo e intenso que surpreende pelas linhas e agrada pela presença. E além de tudo é elétrico, ecologicamente consciente. Suas duas baterias de íon-lítio com potência de 24 Kw/h alimenta um motor de 147CV com autonomia de 160Km por carga conforme informações da Renault.

Este circuito é leve, pesa menos de uma tonelada e em termos de desempenho é notável: de 0 a 100 Km/h em cinco segundos e 0 a 50 Km/h em apenas dois segundos, com velocidade máxima na casa dos 180 Km/h. E aliando este desempenho com sofisticação suas portas são no estilo asa de gaivota, abrindo para cima.

Com certeza este conceito agradará a muitos apaixonados por carros e alimentará a imaginação e paixão destes amantes.

Por Mauro Câmara

Fonte: Web Motors


O carro mais barato do mundo é o que desejam Renault e Bajaj. O fruto de desejo de ambas é o novo Nano, um Rival para o Tata Nano, atual mais barato do mundo. A produção que será na Índia tem lançamento aguardado para 2012. Especula-se que o valor inicial do competidor será em torno de US$ 3 mil.

Enquanto a Renault entra com a divulgação no exterior, a Bajaj Auto, construtora indiana de automóveis, seria a responsável pelo desenvolvimento e vendas no próprio país. E há quem diga que ele pode chegar a ser lançado no Brasil, já que a Nissan Américas adiantou que será lançada em terras brasileiras e na América Latina uma nova família de carros compactos sendo o novo Nano um candidato.

Por Mayara Paz


A montadora francesa quer se adaptar às normas ambientais da Euro 5 e 6 e para isso montou uma nova fábrica, na cidade francesa de Lardy.

O empreendimento, que custou 60 milhões de euros à empresa, será o responsável pela montagem e aperfeiçoamento de motores criados e desenvolvidos no centro tecnológico da montadora, localizado na mesma cidade.

O objetivo da Renault é se tornar líder mundial em motores de baixa emissão, ou seja, que poluam pouco. Motores elétricos e o etanol são os principais alvos. Isso mostra o potencial da tecnologia brasileira do motor bi-combustível que começa a se expandir no mercado europeu.

Por Vinicius Zucheratto


Para quem gosta de sedãs médios, duas ótimas opções são o Logan, da Renault, e o Classic, da Chevrolet. Ambos foram reestilizados e contam com atualizações em suas versões 2010, lançadas recentemente no mercado nacional.

Os dois automóveis tem características bem parecidas, o que os destaca na briga entre as marcas é o preço mais acessível, ambos custam menos de R$ 30 mil – R$ 28,2 mil, o Classic, e R$ 28,6, o Logan.

Outros pontos fortes, além do valor convidativo, são a manutenção acessível – no índice de reparabilidade do CESVI, que compara veículos quanto a facilidade e o custo de seu reparo, o modelo da Renault marcou 12 pontos e o da Chevrolet marcou 26; e o custo/benefício – a desvalorização dos dois é bem pequena, apesar da do Logan ser um pouco maior que a do Classic.

Por Thiago Martins


O consórcio firmado entre a francesa Renault e a japonesa Nissan está pronto para começar a produzir um veículo elétrico em série, o Leaf. Fabricado em três países diferentes (EUA, França e Japão) ele deve chegar ao Brasil no início do ano que vem.

Para isso, o consórcio assinou um contrato com a prefeitura de São Paulo para fornecer veículos para a Companhia de Engenharia de Tráfego da cidade. Em contrapartida, a capital paulistana se compromete a preparar a infraestrutura necessária para os veículos rodarem.

O compacto Leaf terá autonomia de 160 km e deve começar a ser fabricado em dezembro. O presidente da Renault-Nissan informou que o seu custo será compatível com os carros da sua categoria. A recarga das baterias podem ser feitas entre 4 e 8 horas em casa. Já em postos, o tempo pode ser de 30 minutos.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Diário do Grande ABC


O novo modelo do Logan veio com o mesmo espaço interno do Corolla, o mesmo porta-malas do Linea, garantia de 3 anos, custo de manutenção menor que R$ 1,00 por dia e uma venda menor do que se espera pelo conjunto.

Conforme os especialistas, isso acontece devido ao design do carro que não é atrativo. Foram feitas algumas modificações para se adaptar ao seus principais concorrentes: Siena e Voyage, porém a maioria dos recursos deixa a desejar e o carro perde mercado com isso.

Os motores não receberam modificações assim como o seu preço de venda. Mesmo assim, a Renault espera aumentar a sua participação nas vendas de 5% para 7% em 2010.

Fonte: Auto Esporte





CONTINUE NAVEGANDO: