Novo modelo Powerful Family SUV da Volkswagen, chamado Tarek, foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global da marca.

A Volkswagen apresentou os novos SUV’s que serão comercializados no mercado chinês, tendo em foco o Toureg, porém a empresa anunciou um carro novo que surpreendeu e aguçou a curiosidade de quem estava presenciando a apresentação.

O novo modelo “Powerful Family SUV”, também chamado de Tarek foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global. Ele será produzido na Argentina a partir do ano de 2020, por mais que pareça uma data distante, o tempo passa rápido, e um ano e meio não é tanto tempo assim.

De acordo com as especulações ele possui certas semelhanças com o sketch, que também é uma novidade da Volkswagen que foi anunciada há pouco tempo atrás. Por mais que muitos afirmam ser dois carros parecidos, a transmissão ao vivo feita pela empresa revelou que essa semelhança entre os dois automóveis é bem pouca.

O carro será lançado no Brasil e continuará com o nome, por enquanto, de Tarek.

A empresa Volkswagen está realizando uma produção “camuflada”

A marca Volkswagen está tentando manter a produção dessa nova linha em sigilo, e não fez nenhuma divulgação pública, porém algumas pessoas acabaram descobrindo sobre a nova produção da empresa.

Isso aconteceu pelo fato de que os donos da empresa da América Latina em determinadas ocasiões acabaram comentando sobre um modelo que seria criado futuramente e ganharia o nome de Tharu, nome esse que foi modificado para Tarek, o novo SUV da Volkswagen.

Os donos ainda tentaram manter em sigilo a produção do novo modelo, porém como todos sabemos mentira tem perna curta e não demorou nada para que os fãs de carros e internautas juntassem algumas informações e identificassem as “falhas” cometidas pelos donos. Em uma recente divulgação dos novos modelos que serão lançados a Volkswagen produziu um slide com 20 fotos, e justamente no modelo Tarek é possível visualizar o nome “Tharu”.

Mas para camuflar a produção os donos da empresa preferiram dizer que esse nome era dado para um novo modelo de carro que estava sendo produzido na mesma, mas como já dito não demorou muito tempo para que os internautas conseguissem identificar algumas "falhas" em seus discursos.

Nessa mesma apresentação, no momento da finalização foram divulgadas algumas legendas contendo as informações específicas de consumos de todos os carros anunciados, além de listar os motivos especificando o motivo pelo qual não eram viáveis a comercializações de alguns deles na Alemanha. E nessa lista estavam os modelos Thayron e Tharu, e como não foram anunciados e nem divulgadas informações sobre eles, a hipótese que seja o SUV Tarek foi praticamente confirmada.

Quais as possíveis características e especificações do novo modelo da Volkswagen

O levantamento das possíveis características e especificações do modelo Tarek foi baseado na sua divulgação. E através dela, foi possível perceber que a empresa havia apresentado algo semelhante há um tempo atrás.

O automóvel traz os mesmos traços de design da categoria SUV, e a principal preocupação da marca é trazer para o mercado um veículo global.

Nas últimas fotos divulgadas pela empresa foi possível notar a diferença de cor entre o Powerful Family SUV e o Tarek, é que o primeiro nas primeiras imagens que foram divulgadas (não reais), o carro possuía um tom de amarelo esverdeado, e na atual apresentação ele foi apresentado na cor marrom.

A parte frontal do Tarek, pode-se dizer, que foi baseada no Atalas (também conhecido como Teramont), a semelhança é tamanha que os executivos apontaram o possível lançamento como um “mini-Treamont”.

Com tudo isso podemos concluir que mesmo que o modelo agrade os brasileiros pela categoria, todo esse suspense que a empresa está fazendo acaba desmotivando os admiradores da marca.

A única informação que podemos afirmar é que o nome que será colocado no novo SUV da Volkswagen só será divulgado em 2020. O tempo de espera de um ano e meio ocorre pelo fato de que o ultimo país a produzi-lo será a Argentina, antes disso o carro já será produzido no México e na Rússia.

Por Isabela Pierini dos Santos

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


A Renault se prepara agora para lançar no mercado a versão 2019 do Duster que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Depois de emplacar definitivamente um dos seus modelos mais conhecido e também um dos mais vendáveis, o Duster, a Renault se prepara agora para lançar no mercado a sua versão 2019 da marca que pode ser considerado um concorrente de peso no acirrado mercado brasileiros dos veículos do tipo SUV.

Segundo os especialista e jornalistas que escrevem para muitos sites especializados em carros no país, a montadora francesa já sinalizou com muitas novidades que prometem surpreender e encantar o público brasileiro e fiel consumidor da marca.

Feito sob medida par o mercado de países emergentes como o Brasil, o Duster emplacou definitivamente pela sua relação custo/benefício pender sempre a favor do consumidor brasileiro.

Neste sentido, o modelo conseguiu alar um preço relativamente acessível ao seu baixo custo de manutenção e um desempenho que não deixa nada a dever aos seus concorrentes mais tradicionais do mercado brasileiro.

Se você pensa em entrar definitivamente para o grupo de consumidores que optaram para ter um SUV na sua garagem, o veículo da Renault passou a figurar como uma das opções mais escolhidas por uma grande maioria.

Lançado no país antes de 2015, o Duster vem passando constantemente por contínuos melhoramentos ao longo deste tempo e não é a toa que ele vem sendo cada vez mais preferido dos brasileiros.

Para o ano de 2019, a Renault parte na frente e já dita as principais tendências tecnológicas que deverão ser incorporadas para o seu modelo mais popular na classe dos SUVs.

Vale salientar que esse sucesso de vendas se deve principalmente ao fato de que mais que 35% dos SUVs que rodam no Brasil são da marca.

De acordo com algumas informações que são divulgadas pela Renault, as mudanças no novo Duster deverão começar tanto no seu exterior quanto no seu estilo interno.

Externamente, a Renault promete a adoção de novas linhas de design que poderão surpreender o consumidor. Na parte interna, a fabricante deverá adotar um conceito que valorize o espaço do veículo com mais conforto para seus ocupantes.

No seu aspecto visual, a montadora vai incorporar o uso de faróis de LED, talvez em formato de X e que segundo os críticos poderá se assemelhar a seu concorrente mais direto, o Jeep Renegade.

Internamente, a expectativa é o acabamento em estilo bem mais requintado o que pode trazer uma certa sofisticação e luxo internos, com a utilização também de painéis de controle digitais, assim como o seu ar condicionado que segue o mesmo sistema e se mostra como uma inovação para o modelo.

Com relação ao motor e câmbio, somente deverá mudar o novo câmbio do tipo CVT. O sistema mecânico de 2.0 litros deverá permanecer.

Caso o consumidor queira saber mais detalhes, poderá acessar o site do Inmetro e conferir todos os resultados. Para isto, basta clicar aqui www.inmetro.gov.br.

Para quem se liga no preço, o valor do modelo 2017 vendido no Brasil é um pouco acima dos R$ 65.000,00. A expectativa é que os novos modelos 2019 cheguem ao país possam manter esta média.

Se este for o caso, o modelo mais simples poderá custar algo em torno dos R$ 68.000,00, enquanto que a sua versão mais completa poderá chegar a mais de R$ 87.000,00.

Portanto, se você está pensando em trocar o seu Duster atual ou se está se preparando para adquirir o seu primeiro modelo desta categoria e quer ter na sua garagem o que há de mais moderno para este tipo de veículo, seria bom esperar um pouco mais e aproveitar para economizar um pouco mais para ter a certeza de ter investir num veículo que vale a pena.

Por Liana Gifoni

Duster 2019


Conheça aqui um pouco mais sobre o Chevrolet Equinox 2018.

Quem estava esperando ansiosamente pela chegada da Equinox de 262 cv ao Brasil já pode comemorar. A General Motors traz todas as informações sobre o modelo.

Equinox de 262 cv chega com o valor de mercado de R$149.000

A quem possa achar o valor desse carro um pouco salgado. Mas levando em consideração todo o luxo dessa máquina e que ela é um lançamento, vai perceber que o valor é totalmente justificado.

Conheça todos os benefícios da Equinox de 262 cv

Podemos afirmar que esse carro é um ícone no mercado. Entre todos seus benefícios estão teto solar panorâmico com acionamento elétrico, ar-condicionado de duas zonas, alto falantes com sistema Bose, partida remota do motor, banco do motorista com regulagem elétrica, porta do porta-malas com acionamento elétrico, farol de LED, rodas de 19 polegadas, entre outros.

Itens de segurança completos

Outro ponto positivo do Equinox de 262 cv é sua segurança, o modelo conta com alerta de risco de colisão, frenagem automática de emergência, alerta de ponto cego e assistentes de permanência na faixa de estacionamento. Esses itens de segurança deixam o Equinox de 262 cv muito mais atrativo.

Versão interna brasileira da Equinox de 262 cv ainda não divulgada

Existe uma grande expectativa em relação a parte interna da Equinox 262 cv, porém, a sua versão brasileira ainda não foi divulgada. Se analisarmos a versão dos EUA, podemos ter uma expectativa positiva é claro.

Venda da Equinox de 262 cv pode derrubar facilmente sua concorrente

Existe uma grande especulação sobre o sucesso de vendas que a Equinox vai ter. E muitos afirmam que as vendas desse grande lançamento vai derrubar facilmente sua concorrente Honda CR-V.

Modelo ideal para quem curte velocidade

Além de todos os atrativos que já foram citados aqui, a Equinox de 262 cv vem com seu motor 2.0 turbo. Ideal para quem gosta de apertar o acelerador e sentir aquela adrenalina.

Equinox de 262 cv com 8 marchas e tração interna

Outro ponto positivo desse lançamento são suas 8 marchas e tração interna. Tudo para a segurança e comodidade de quem vai pilotar essa máquina incrível.

Design externo perfeito

Para quem gosta de carro grande, com espaço e chamativo, esse é o modelo ideal. Podemos afirmar que esse lançamento é uma máquina perfeita e com um design de deixar a concorrência para trás.

Conheça as opções de cores da Equinox de 262 cv

As cores disponíveis são as cores básicas preto e branco. As opções metálicas são cinza, prata e preto. Um show de beleza e modernidade na mesma máquina.

Conexão 4G na Equinox de 262 cv

Quem precisa estar conectado à internet dentro do carro, vai poder contar com a conexão 4G. esse também é ponto positivo que deixa esse carro ainda mais interessante.

Equinox com seis airbags

Outro diferencial do Equinox de 262 cv são seus seis airbags. Para quem gosta de segurança, esse detalhe se torna bem importante.

Resumo final sobre a Equinox de 262 cv

Como vimos, essa máquina é de grande potência e tem muitos pontos positivos. O que algumas pessoas ainda ressaltam é o seu valor de mercado, que foi avaliado em R$ 149,000. Uma máquina com toda essa potência e todos esses acessórios poderia valer até mais. E ainda tem o detalhe do lançamento, então está dentro da normalidade do mercado automotivo.

A Equinox de 262 cv é indicada para quem gosta de conforto e espaço. E também quem prioriza a segurança ao dirigir. O carro conta com muitos atrativos e será uma explosão de sucesso. Seu lançamento está previsto para outubro de 2018.

Falta muito pouco!

Cristiane Amaral


Conheça aqui um pouco mais sobre o Volvo XC40.

Quem está em busca de um SUV diferenciado, que une conforto e praticidade em um único modelo, vai adorar a notícia que a montadora Volvo está preparando para os brasileiros. Isso porque a marca confirmou na última quinta-feira, dia 17 de agosto, que estará lançando um carro compacto da modalidade no Brasil.

E se você ficou curioso, já pode começar a contagem regressiva. A notícia veio durante o lançamento de uma nova geração do seu irmão maior, o XC60, na cidade de Dourado, em São Paulo. Conforme a empresa, o XC40, como será chamado a novidade em SUV “pequeno”, terá a sua apresentação oficial durante o globalmente conhecido Salão do Automóvel de Frankfurt, que acontece no mês de setembro na Alemanha.

A previsão para o Brasil, todavia, é de que ele seja trazido entre os meses de março e de abril de 2018.

XC40 e XC60: incremento em vendas da Volvo no Brasil

Com o andar da dupla de modelos da Volvo, o XC40 e o XC60, a montadora Volvo busca incrementar as vendas no país para o próximo ano, de forma a romper a sua barreira de cinco mil unidades comercializadas anualmente. Sendo assim, uma vez que o faturamento da montadora dobrou nos últimos anos, mesmo em meio à crise econômica e complexa no Brasil, a meta é de que seja feito o emplacamento de aproximadamente seis mil carros no ano de 2018.

É o que alerta o presidente da marca por aqui, Luiz Resende. Para esse, as novas faixas atraentes de preço e todos os equipamentos que compõe os veículos permitirão que tais objetivos sejam facilmente alcançados.

As configurações do XC40

Não há maiores detalhes previamente compartilhados sobre a motorização do modelo SUV XC40. O que se sabe, todavia, é que o utilitário esportivo e compacto terá opções com alta eficiência. Nisso, inclui-se o inédito propulsor de três cilindros. Portanto, vale ficar ligado no que será divulgado futuramente.

Os principais concorrentes

O modelo SUV XC40 enfrenta concorrentes fortes em sua categoria, de marcas também muito promissoras. Sendo assim, o utilitário bate de frente na concorrência com o Audi Q3, o Mercedes-Benz GLA, o BMW X1 e X2 e, por último, em versões de topo, com o famoso Range Rover Evoque.

Os preços

Falando nos valores nos quais serão comercializados os SUVs da Volvo, sabe-se que o preço inicial desse está posicionado entre o valor de R$ 150 mil até R$ 200 mil, dependendo da configuração do mesmo.

Isso também reflete uma estratégia da montadora de preencher uma lacuna que foi deixada pelo novo XC60, que entra em um outro patamar, com valores que partem de R$ 235.950 já na fase de pré-venda. É importante salientar que, para esse modelo, já está programado um novo reajuste para setembro, logo que o carro seja entregue efetivamente para os seus compradores.

Sendo assim, os preços divulgados para o modelo XC60, além da configuração e versão Momentum, já apresentada anteriormente, são: XC60 Inscription no valor de R$ 256.950 (em setembro, reajuste para R$ 259.950) e XC60 R Design no valor de R$ 266.950 (em setembro, reajuste para R$ 269.950).

Para pessoas com deficiência (PCD), haverá negociações especiais nos valores apresentados. Isso se deve devido à isenção de impostos para indivíduos que comprovem a sua condição.

Portanto, o portador de necessidades especiais não condutor e que tem deficiência visual, física ou autismo, não precisará pagar o IPI, ficando o carro livre do rodízio municipal. Já o deficiente físico que é condutor, possui isenção de IPI, ICMS, IOF, IPVA e também do rodízio municipal.

Sendo assim, os valores para quem utilizar o recurso no modelo XC60 ficam da seguinte forma: R$ 213.812 para o modelo Momentum; R$ 232.841 para o modelo Inscription; e, por fim, R$ 241.903 para o modelo R Design.

Kellen Kunz


Venda do modelo começará em abril.

No salão do automóvel, realizado em novembro de 2016, a Honda apresentou a versão mais nova do Honda HR-V, a Touring. As vendas desse modelo terão início em abril. O motor é 1.8 de 140 cv com gasolina e 139 cv com etanol e câmbio CVT, o mesmo em ambos os tipos de HRV.

Comparada à antiga versão, a HR-V EXL, a top de linha possui mais itens de conveniência e segurança. Confira quais são as novidades: lanternas traseiras com led, sensor de obstáculos para estacionamento na parte de trás do veículo, retrovisor eletrocrômico, faróis de led com luzes diurnas, sensores de chuva para os limpadores dianteiros, aros no entorno dos alto-falantes e maçanetas cromados. Além disso, foram adicionados dois airbags de cortina, no total de seis, juntamente com os laterais e os frontais.

O preço da versão mais atual é tabelado em R$ 105.900. Já a versão EXL custa R$ 101.400. Veja o consumo de combustível testado pelo INMETRO: 7,1 Km/l com álcool e 10,5 Km/l com gasolina na cidade, 8,5 Km/l com álcool e 12,1 Km/l com gasolina na estrada.

Os modelos do SUV comercializados pela Honda no Brasil são quatro: EXL 1.8 câmbio automático, LX 1.8 câmbio automático, LX 1.8 câmbio manual e EX 1.8 câmbio automático.

No Brasil, a Honda HRV foi lançada no primeiro semestre de 2015. A versão mais sofisticada de 2017 deve manter uma aparência semelhante. O SUV é um dos veículos com maior venda no mercado nacional. A capacidade para produção aqui no Brasil é por volta de 6.000 carros. Para quem pretende comprar a Touring, é bom saber que em alguns locais haverá fila de espera. Além disso, é bom ter ciência que dificilmente serão oferecidas promoções ou concedidos descontos para pagamento à vista.

O Instituto Honda de Pesquisa Tecnológica Companhia Limitada é uma das grandes fabricantes de veículos do mundo. É uma empresa japonesa que exporta seus automóveis para vários países. No Brasil, sua produção de carros iniciou em 1998. O primeiro modelo fabricado foi o Honda Civic.

Se você pretende comprar um Honda HRV prepare-se para enfrentar fila de espera em algumas regiões do país e, ainda não espere chegar em uma concessionária Honda e obter desconto à vista ou algum tipo de promoção ou oferta.

Melisse V.


O novo EcoSport 2018 será inspirado na última geração do Edge. Terá todas as peças da frente redesenhadas, como capô, para-lamas, grade frontal, para-choque, faróis mais estreitos e faróis de neblina.

Desde 2003 no mercado nacional o Ford EcoSport foi o primeiro SUV compacto da história da indústria automobilística mundial. O departamento de engenharia da Ford teve que transformar a plataforma de um carro comum e redesenhar a carroceria em estilo utilitário esportivo. Tudo isso baseado no antigo Fiesta. Iniciando assim o que seria um sucesso de vendas no Brasil. Muitos consumidores estavam interessadíssimos, principalmente o público feminino. Pelo fato de transmitir segurança pela posição, altura e visibilidade que ele oferece. Dando uma espécie de poder e conforto.

Ao ser lançado o Ford EcoSport saía na versão 1.6 e 2.0 da fábrica, porém logo foi lançado o bloco 1.0 que logo saiu de linha devido ao seu peso. A concorrência, portanto, estava de olho no modelo, então em 2017 o Ford EcoSport ganhou uma mudança muito grande que valeu muito a pena, um facelift com mudanças na dianteira, novas rodas, alterações no interior, sem contar a liga leve.

A novidade nem chegou, mas tem um ano que só se espera o EcoSport reestilizado com mudanças significativas prometidas pela montadora.

Tudo indica que seus apreciadores terão novidades ainda no primeiro semestre de 2017. Estão todos com a boca doce para sua brilhante chegada.

Novo EcoSport 2018:

– Mudanças:

A parte da frente é a grande expectativa, ou seja, uma mudança geral. O novo EcoSport 2018 sairá inspirado na última geração do Edge, lançado recentemente no Brasil. Com isso, todas as peças da frente do EcoSport foram redesenhadas como capô, para-lamas, grade frontal, para-choque, os faróis ficaram mais estreitos, inclusive os faróis de neblina que ganharam um novo formato. Na traseira, continua o tão falado estepe pendurado na tampa do porta-malas e as novas lanternas traseiras vão ficar diferentes internamente.

Muitas outras novidades estão por vir como surpresas para ser mostradas no lançamento do novo EcoSport 2018 como o novo interior. Será uma transformação genial. Com novo painel e quadro de instrumentos que terão novos medidores e uma tela no centro. Havendo também mudanças nos bancos inclusive a forração das portas. Prometendo também melhorar a qualidade dos materiais aplicados no interior do novo EcoSport 2018 dando assim mais conforto às pessoas. Oferece um novo sistema multimídia que continuará em todas as séries e em todas as versões do SUV.

No novo EcoSport 2018 sairá a linha com motor 1.6 Sigma e entrará um bloco mais moderno de três cilindros. Que será o novo motor 1.5 aspirado que vai deixar o modelo muito mais interessante nas versões de entrada (o mesmo utilizado no novo Fusion, portanto, sem turbo). Assim o novo EcoSport 2018 vai ficar mais econômico e também melhorar o desempenho (cerca de 130 cv), com novo peso do motor feito totalmente em alumínio. Já as versões mais caras do novo EcoSport 2018, continuam equipadas com o bloco 2.0 litros que ganha injeção direta de combustível.

EcoSport 2017 – Preço, Ficha Técnica, Versões, Mudanças:

O novo EcoSport 2018 já está chegando. Enquanto isso, conheça tudo sobre o Ford EcoSport que está sendo vendido no Brasil como modelo 2017. Conheça os preços das versões e ficha técnica.

EcoSport 2017 – Versões:

Atualmente, o Ford EcoSport é vendido no mercado brasileiro nas seguintes versões de acabamento: 1.6 SE DIRECT PowerShift, 1.6 SE (Flex), 1.6 SE PowerShift, 1.6 Freestyle (Flex), 1.6 Freestyle Powershift, 1.6 Freestyle Plus Powershift, 2.0 Freestyle 4×4, 2.0 Titanium PowerShift. O preço do EcoSport na versão de entrada custa R$ 71.650 e na versão mais completa top de linha tem preço sugerido de R$ 93.550 nas concessionárias Ford.

EcoSport 2017 – Ficha Técnica:

O Ford EcoSport está disponível para venda com motor 1.6 Sigma de 126 cv com gasolina e 131 cv com álcool. E também nas versões 2.0, com 141 cv com gasolina e 147 com álcool. Sendo assim associados ao câmbio manual de cinco ou seis marchas ou automatizado Powershift de dupla embreagem com modo manual de 6 marchas ou tração nas quatro rodas 4×4, dependendo da versão.

  • Distância entre-eixos (mm) 2521
  • Altura (mm) 1696
  • Comprimento (mm) 4241
  • Largura com espelhos (mm) 2057
  • Entre-eixos (mm) 2521
  • Peso bruto total (Kg) 1676
  • Capacidade do tanque de combustível (L) 52
  • Capacidade do porta-malas (L) 362

EcoSport 2017 – Preços:

Tabela de preço sugerido atual:

  • 1.6 SE (Flex) – R$ 71.650
  • 1.6 SE automático – R$ 77.650
  • 1.6 Freestyle (Flex) – R$ 79.150
  • 1.6 Freestyle automático – R$ 84.150
  • 1.6 Freestyle Plus automático – R$ 88.150
  • 2.0 Freestyle 4×4 – R$ 89.850
  • 2.0 Titanium automático – R$ 93.550
  • 1.6 SE DIRECT automático – R$ 68.690

Por Ademilde Paes

Ford EcoSport 2018

Ford EcoSport 2018

Ford EcoSport 2018

Fotos do Modelo que será vendido nos EUA


Novo SUV compacto chegou ao mercado para concorrer com SUVs compactos de outras marcas apostando em espaço, linhas atualizadas e um pacote robusto vindo de fábrica.

Já está sendo comercializado nas lojas de todo país o novo SUV compacto da Nissan, o Kicks, que chega ao mercado para concorrer com SUVs compactos de outras marcas apostando em espaço, linhas atualizadas e um pacote robusto vindo de fábrica. O modelo é comercializado em versão única, a R$ 89.990.

Fabricado em Resende, no Rio de Janeiro a partir de 2017, o Nissan Kicks será importado do México até que se inicie a produção em território brasileiro, e chega com design e estilo semelhante ao Range Rover Evoque, com teto levemente inclinando, coluna traseira diferenciada, faróis avantajados e grade frontal cromada em V. Na traseira, o Kicks possui recortes que acompanham as lanternas em forma de boomerang e oferece aerodinâmica satisfatória para o segmento de compactos. As opções de cores disponíveis para o modelo também agradam e seguem uma linha inovadora de outros modelos de mesma categoria, que agrada até os consumidores mais exigentes.

A grande jogada do Nissan Kicks, no entanto, é o pacote de série que oferece. Além do interior moderno e com bom acabamento, o carro oferece tela multimídia de 7 polegadas, painel frontal revestido em couro, com opção de 3 cores distintas, sistema de visão de 360 graus em volta do carro, sensor traseiro, airbags e porta-malas de 432 litros.

A versão Kicks SL será a única a ser comercializada no Brasil por enquanto, e vem com motor 1.6 com 114 cv de potência, que pode receber etanol ou gasolina como combustível. De acordo com o Inmetro, o modelo faz 8,1 quilômetros com 1 litro de etanol na cidade e 9,6 quilômetros por litro de etanol na estrada, ou 11,4 quilômetros por litro na cidade e 13,7 quilômetros por litro na estrada. O câmbio é automatizado.

O Nissan Kicks SL chega ao Brasil em sua versão completa com preço de R$ 89.990, e vem para brigar pela fatia de mercado ocupada pelo Honda HR-V topo de linha, que custa cerca de R$ 9 mil a mais que o modelo da Nissan. Nos próximos meses, também estará disponível nas lojas a versão Kicks Rio 2016, em comemoração às Olimpíadas do Rio de Janeiro, que traz plaquetas de metal escovado dos Jogos Olímpicos na tampa do porta-malas e no paralama dianteiro, e é comercializado por R$ 94.490.

Por André Barbirato

Nissan Kicks

Nissan Kicks

Fotos: Divulgação


Novo modelo terá as versões xDrive20i, xDrive20i X Line e xDrive35i M Sport na linha 2016.

A renomada e famosa fabricante de veículos automotores BMW iniciou, na sua unidade da cidade de Araquari (SC), a produção nacional do veículo SUV X3. Este modelo já está inserido na linha 2016 dos veículos da fabricante e será montado aqui no País nas seguintes versões: xDrive20i, xDrive20i X Line e xDrive35i M Sport, sendo que nas duas primeiras versões que foram mencionadas o veículo será comercializado com um propulsor 2.0 que é capaz de produzir uma potência máxima de 184 cavalos, enquanto que na versão xDrive35i M Sport o propulsor inserido foi um 3.0 dotado de 6 cilindros, o qual é capaz de produzir uma potência máxima de incríveis 306 cavalos.

Vale ressaltar que este será o primeiro carro da montadora que será produzido no Brasil com motor de 6 cilindros. Na mesma unidade da BMW no estado de Santa Catarina também são montados os modelos Série 3, Série 1, Mini Countryman e X1.

Estes utilitários tiveram os seus valores reajustados, sendo que segundo a fabricante este aumento ocorreu devido ao fato de estes ganharam novos itens nos seus pacotes de acessórios por fazerem parte da linha 2016, dentre estes acessórios estão presentes acessórios de última geração, tais como sistema de informações a respeito do trânsito em tempo real, tela da central de multimídia em tamanho maior, HD de 20GB na versão X line e o sistema head-up display que foi inserido somente na versão M Sport, sistema este que faz a projeção de informações no para-brisa do veículo.

Em todas as versões o X3 vem equipado com transmissão e 8 velocidades e automática. No modelo mais básico o consumidor irá encontrar rodas no tamanho 18 polegadas, sistema de navegação e ar condicionado digital.

Já na versão intermediária foram inseridos os seguintes acessórios: teto solar, central de multimídia no tamanho 8,8 polegadas com navegação, 20 GB de HD, câmera de ré, bem como sistema de fechamento e abertura elétrico do porta-malas.

E, por fim, o X3 modelo xDrive 35i será disponibilizado com rodas no tamanho 19 polegadas, sistema head-up display, design mais esportivo, direção variável e sistema de som Harman Kardon de alta qualidade. 

Veja abaixo a tabela com os valores atuais dos modelos do X3 nacional:

– xDrive20i: R$ 211.450;

– Xline: R$ 229.450;

– 35i M Sport: R$ 289.950.

Por Adriano Oliveira

BMW X3 nacional

BMW X3 nacional

Fotos: Divulgação


Novo modelo traz as versões Momentum, por R$ 319 mil, e Inscription, por R$ 363 mil.

A nova geração do XC90 da Volvo já começou a ser vendida no mercado brasileiro. Entretanto, já na fase de pré-venda o carro já chamava a atenção por diversos aspectos sendo o principal deles o preço. E para quem acha que tudo não passa de especulação vamos a eles:

Para começar temos o SUV premium que conta com sete lugares. Conforme informações da montadora serão duas versões colocadas à disposição dos consumidores: a Momentum que sai por nada mais nada menos do que R$ 319 mil e a Inscription com  preço inicial sugerido na faixa dos R$ 363 mil.

Em ambos os casos vamos ter a presença do novo motor batizado de Drive-E 2.0 turbo. São quatro cilindros com capacidade para desenvolver 320 cavalos de potência e 45 kgfm de torque. Junta-se a isso tudo um câmbio automático de oito velocidades e tração integral.

Para aqueles que gostam dos pequenos detalhes o novo utilitário esportivo da Volvo consegue chegar até os 100 km/h em 6,9 segundos. No geral o carro consegue atingir uma velocidade máxima de 230 km/h. Por esse e outros motivos o modelo deverá figurar entre os potenciais da etapa brasileira da regata Volvo Ocean Race, que acontece em Itajaí – SC.

Para não deixar de lado os itens de série do XC90 temos entre eles seis airbags (cortina, lateral e frontal) ar-condicionado digital de quatro zonas de resfriamento, rodas de liga leve de 19 polegadas, teto solar panorâmico elétrico, comandos no volante, GPS, MP3/USB/AUX, Bluetooth, sistema multimídia com tela sensível ao toque (são nove polegadas), bancos dianteiros com regulagens elétricas, cortinas nas portas traseiras, controles eletrônicos de estabilidade, alerta de mudança involuntária de faixa, sistema de frenagem automática com visão noturna, controle de tração e anticapotamento.

A versão Inscription ainda agrega outros diferenciais tais como o acréscimo do sensor de ponto-cego, banco traseiro com aquecimento, alerta de tráfego lateral, rodas de 20 polegadas. E para completar um sistema de som preparado para simular a acústica de uma sala de concertos que neste caso, é a da Orquestra Filarmônica de Gotemburgo, na Suécia.

Os atrativos são muitos, mas como foi dito no início, o preço fará com que o carro fique mais do que restrito. Ainda mais se considerarmos a situação econômica do setor.

Por Denisson Soares

Volvo XC90 Momentum

Volvo XC90 Inscription

Fotos: Divulgação


Montadora está voltando suas atenções aos mercados emergentes e nesse no novo modelo uma forma de atender as exigências dos consumidores brasileiros.

Um carro quando vai ser lançado é sempre aquela expectativa em volta de uma das montadoras para saber o modelo, os acessórios, funcionalidades, etc., mas a VW já adiantou que pode lançar um SUV exclusivo para o Brasil. Essa informação foi passada pela famosa agência de notícias Reuters, no último dia 28/04/2015 (terça-feira), onde ela descobriu junto com alguns profissionais da VW que esse utilitário compacto vai ser exclusivo para o território brasileiro.

Agora por que essa decisão foi voltada diretamente para atender as exigências do público brasileiro?

Segundo essas fontes é uma estratégia da empresa, que está voltando as suas atenções diretas para mercados emergentes. Através do SUV é uma forma mais fácil de entrar nesse mercado e conquistar um público fixo, pois  é um mercado muito requisitado, e tem concorrentes de grande potencial, onde podemos verificar os modelos Peugeot 2008, o Jeep Renegade e o Honda HR-V. A empresa está colocando todas as fichas nesse novo modelo.

Ainda não foi confirmado se tem alguma relação com o Taigun que foi exibido no Salão do Automóvel de 2012, mas que não foi levado para frente, mas independente do modelo que vai surgir, somente temos a certeza que a Volkswagen quer voltar a lucrar dentro dos mercados chineses e brasileiros, depois que teve a saída do seu chairman Ferdinand Piech.

Para a empresa ele teve uma importância durante muitas décadas, principalmente em várias partes do planeta, mas nem tudo na vida são flores e como tinha ideias opostas em comparação ao CEO, Martin Winterkorn, acabou saindo da empresa.

Foi uma perda muito grande para os mais conservadores, mas mesmo assim pode parecer loucura, quando comparamos que quase 80% dos investidores acreditam que a empresa vai conseguir superar tudo isso e sair bem no mercado nos próximos anos.

Por hora temos incertezas em jogo, mas que ao mesmo tempo fazem a empresa contar com a revisão das atitudes de Piech, que queria que ela estivesse em todas as partes do planeta e que ainda abastecesse o mercado em todos os segmentos automobilísticos, como caminhões de porte extrapesados e também as motocicletas.

Por Fernanda de Godoi

VW Taigun

Foto: Divulgação


Modelo será vendido apenas no mercado chinês, mas poderá ser usado como base para outros modelos da montadora.

Pense em um SUV de luxo e com design arrojado, esportivo e agressivo ao mesmo tempo. Assim é o novo veículo que a Honda lançou esta semana durante o Salão do Automóvel de Xangai, na China. O modelo em questão é o Concept D.

Apesar de ser um modelo que provavelmente atingiria o gosto mundial, o novo SUV foi lançado para ser comercializado exclusivamente no mercado chinês. Mas isso não significa que sua tecnologia e seus itens estejam limitados para esse carro. Especulações dão conta de que ele poderá servir de base para os próximos utilitários da montadora oriental.

O design do Concept D é um pouco diferente e irreverente em relação ao que já vimos até hoje. O modelo, que tem para-choques arrojados, não possui grade frontal. Outro detalhe que chama a atenção são os faróis em LED, e as rodas, que têm aro 21 polegadas e calota em dourado brilhante.

Quem bate o olho no carro, pensa que os designers esqueceram de alguns detalhes, mas são totalmente propositais. Entre eles está a ausência dos espelhos retrovisores e as maçantes. Isso faz com que o SUV fique ainda mais futurista. Mas essa falta de itens básicos é facilmente explicada: no caso dos espelhos retrovisores, o veículo ganhou câmeras no lugar, e quanto às maçanetas, é porque o carro tem a abertura de portas feita eletronicamente.

Por enquanto, apenas essas informações foram divulgadas pela marca japonesa. Nenhum detalhe sobre motorização e parte mecânica foi revelado. As imagens internas do Concept D também estão sob sigilo, mas a montadora afirma que o carro terá um espaço interno grande e contará com tecnologia de ponta, apostando na segurança.

O provável valor do SUV também não foi revelado pela Honda, mas, se formos contar com seu visual bem arrojado, o veículo não deve ser dos mais populares, atingindo uma parcela pequena da população chinesa.

Por Felipe Villares

Honda Concept D

Honda Concept D

Fotos: Divulgação

 


Novo modelo esportivo compacto irá disputar o mercado com o Ford EcoSport

Um dos mais esperados modelos do mercado automotivo no Brasil este ano foi disponibilizado oficialmente. A Honda divulga o utilitário esportivo compacto HR-V no país para fazer parte de um ramo que tem o domínio histórico pelo Ford EcoSport, entretanto, está presente em uma grande ampliação. A empresa acredita que o HR-V poderá passar a ser seu modelo mais comercializado em pouco tempo.

De acordo com a Honda, a carroceria une a “esportividade de um cupê” com a “versatilidade de uma minivan”. Sendo bem sofisticada, ela possui LEDs nas lanternas e luzes de freios na parte de trás. As versões EX e EXL têm luzes indicadoras de direção nos retrovisores. A primeira ainda fornece retrovisores com rebatimento elétrico, como também a funcionalidade TiltDown, que é modificada de forma automática no momento que a marcha ré é engatada.

A esportividade também está disponível na cabine, onde o console ampliado e as alterações de altura da coluna de direção, da mesma forma como do banco do motorista, passam a experiência de cockpit. Considerando a capacidade de carga, o porta-malas do HR-V possibilita até 437 litros, podendo alcançar 1.010 litros através do banco traseiro rebatido. O modelo possui prático sistema modular de bancos ULT, o que torna mais simples o transporte de objetos longos e altos. É importante recordar que a versão EXL possui bancos em couro, ar-condicionado digital e tela touchscreen de sete polegadas com sistema multimídia.

Considerando os recursos de destaque, pode-se citar o Sistema HFT (Hands Free Telephone), que possibilita ao condutor atender chamadas sem retirar as mãos do volante, o sistema Brake Hold, que é recomendado para saídas em pisos inclinados, o controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, sistema auxílio de direção, dentre outros.

Nas versões completas, o modelo possui motor 1.8 V-TEC flexível, possibilitando 140 cavalos de potência com gasolina e 139 cv com etanol.

Por Felipe Couto de Oliveira

Honda HR-V

Honda HR-V

Honda HR-V

Fotos: Divulgação


O modelo Range Rover Sport SRV alcançou a segunda posição do SUV mais veloz que já passou pela Alemanha, obtendo uma marca de 8 minutos e 14 segundos, que foi 1 segundo mais veloz em relação ao BMW 1m. O modelo Porsche Cayenne Turbo S alcançou o primeiro lugar, superando a marca de oito minutos no início do ano.

A implementação do toque de Midas da SVO (Special Vehicles), que se trata de uma divisão especial da Jaguar Land Rover, foi um grande contribuinte para o tempo fantástico do Range Rover. A suspensão passou a ter mais resistência houve a recalibragem do sistema de vetorização de torque. O V8 possui maior potência também devido ao novo escapamento em dois estágios.

O veículo tem o motor V8 Supercharged 5.0 de 550 cv e 69,3 kgfm de torque, possuindo ainda o câmbio automático de oito marchas.

O veículo Range Rover Sport SRV tem ainda um sistema de tração integral permanente, com possibilidades de velocidades diminuídas direcionadas para terrenos com maior precisão de possibilidade off-road, somando ainda a distribuição de torque 50/50 entre os eixos da parte da frente e de trás. A suspensão pneumática possui alternância envolvendo duas possibilidades de altura, e o modelo também possui sistema que adota automaticamente as alterações mais importantes direcionados para o terreno que o modelo trafega.

Fazendo parte das novidades, o modelo tem um escape ativo em dois estágios, que permite a realização do controle eletrônico das válvulas de saída, como também dos bancos esportivos e rodas exclusivas de 22 polegadas com pneus 295/40 R22 que alcançam uma performance qualificada, e terão a possiblidade de serem implementados no modelo.

O veículo foi fabricado através da equipe de Operações Especiais da Jaguar Land Rover e possibilita alcançar os 100 Km/h em 4,5 segundos, podendo chegar à velocidade máxima de 260 Km/h. O modelo terá o valor de cerca de R$ 600 mil no Brasil.

Por Felipe Couto de Oliveira

Range Rover Sport SRV

Range Rover Sport SRV

Range Rover Sport SRV

Fotos: Divulgação


A categoria de carros SUV, que há pouco não era tão conhecida no Brasil, está se tornando cada vez mais comum nas ruas. Os brasileiros estão procurando esses carros pela segurança, espaço interno e suspensão alta, já que os veículos desta categoria conseguem atender os usuários que pretendem transportar a família, percorrer estradas de terra e carregar muita mala.

De acordo com informações da Fenabrave e da tabela de preços de veículos da Fipe, abaixo estão listados os SUVs mais vendidos no país desde o começo do ano:

1)      Ford EcoSport – o mais vendido, tem preços variando de R$ 57.585 a R$ 80.885 em sua versão mais completa;

Foto: divulgação

2)      Renault Duster – esse SUV, um pouco mais barato, sai a partir de R$ 53.990, podendo chegar até R$ 72.575;

3)      Hyundai Tucson – com uma faixa de preço estreita, o carro varia de R$ 64.577 até R$ 69.466;

4)      Hyundai ix35 – outro SUV da marca no mercado, que tem duas versões: uma de R$ 88.169 e outra de R$ 97.750;

5)      Mitsubishi ASX – o SUV é o mais vendido com modelo acima de R$ 100 mil. Os preços variam de R$ 83.833 até R$ 105.666;

6)      Chevrolet Tracker – este modelo tem uma versão que custa R$ 68.875 e outra de R$ 84.295;

7)      Mitsubishi Pajero – esse SUV tem diversas categorias, com a versão TR4 saindo a partir de R$ 69.000, chegando até o modelo Full por R$ 206.214;

8)      Kia Sportage – com três versões, o carro sai a partir de R$ 88.656 e chaga até R$ 116.475;

9)      Toyota Hilux – versão SUV da famosa picape tem preços a partir de R$ 87.578. A versão topo de linha custa R$ 178.670;

10)   Citroën Aircross – o SUV custa de R$ 53.354 até R$ 69.757;

11)   Mitsubishi Outlander – a versão mais barata custa R$ 104.500, chegando até R$ 138.950;

12)   Toyota RAV4 – segundo SUV mais vendido da marca tem preços de R$ 104.933 até R$ 134.916;

13)   Lifan X60 – com apenas um modelo, o SUV está nas concessionárias por R$ 59.193;

Foto: divulgação

14)   Range Rover Evoque – o luxuoso sai a partir de R$ 178.172 e chega até R$ 293.000;

15)   Audi Q3 – com duas versões disponíveis, o consumidor pode pagar R$ 146.133 ou R$ 175.833 por ele;

16)   Hyundai Santa Fe – também com dois modelos, o SUV custa R$ 114.022 ou R$ 152.833 na verão topo de linha;

17)   VW Tiguan – a única versão disponível custa R$ 128.105;

18)   Suzuki Grand Vitara – único SUV da marca na lista possui quatro versões. A mais barata sai por R$ 83.125 e a mais cara por R$ 96.859;

19)   Dodge Journey – o pesadão custa de R$ 112.366 a R$ 137.044;

20)   Cherry Tiggo – fechando a lista, o carro está disponível em duas opções:  a mais simples por R$ 54.466 e a mais completa por R$ 58.466.

Por Rannier Ferreira Mendes


O mercado automobilístico é dono de uma concorrência extremante grande. E no Brasil não é diferente, por isso colocar lançamento no mercado é algo essencial. E visando ainda mais sucesso no mercado automobilístico, a Honda já anunciou o novo Pilot 2016. Essa é a terceira geração dessa linha que agora chega recheada de influências do SUV vendido no Brasil. A nova versão é bem mais elegante e confortável se comparado com a última geração.

Um dos grandes destaques do Honda Pilot 2016 é justamente quanto ao fato de o mesmo seguir a nova identidade visual da Honda. Trata-se da chamativa “EXCITING H DESIGN!!”. Com isso, o automóvel sofreu várias mudanças e vem com um design ainda mais bonito. Na parte dianteira, os faróis se integram à grade frontal de maneira harmônica. Além disso, os faróis são feitos a base xenônios, dessa forma, são extremamente elegantes e dispõem de LEDs.

Um detalhe muito importante é que o Honda Pilot 2016 também sofreu influências do Acura. Essa influência é detectada na parte traseira do automóvel, haja vista as lanternas feitas com diodos luminosos e no estilo bumerangue. O para-choque possui integração com as luzes de ré, bem como com o refletor. As mudanças tiveram um impacto positivo no lançamento da Honda, pois o Pilot 2016 está mais urbano.

Outra similaridade com o luxuoso Acura está na parte interna do automóvel. No entanto, o visual ainda é muito característico da Honda tradicional. Um dos principais detalhes desta parte interna é, sem sombra de dúvidas, o painel principal, pois o mesmo mistura elementos digitais e analógicos. Vale destacar que o console principal é ligado diretamente ao painel através de um excelente friso com acabamento Black piano.

O Pilot 2016 também não conta com a tradicional alavancada de câmbio, haja vista a mesma ter sido trocada por um seletor com botões.

Para aqueles que já estão ansiosos pelo novo lançamento da Honda, saibam que o mesmo será mostrado oficialmente ao público no Salão de Chicago.

Por Bruno Henrique

Honda Pilot

Honda Pilot

Honda Pilot

Fotos: Divulgação


Para quem tem boa memória não faz muito tempo que a nova geração do modelo Audi Q7 foi anunciada trazendo como destaque os novos recursos que seriam acrescentados. O barulho feito em volta das novidades ao que parece acabou se confirmando. Isso pelo simples fato de que no Salão de Detroit o modelo da fabricante alemã chamou mesmo a atenção pelas novidades que incluem até mesmo materiais mais leves em sua construção.

E por falar em materiais leves esse único ponto fez com o carro ficasse com 325 quilos a menos. Além da redução significativa no peso, o SUV agora está mais curto e mais estreito em comparação com sua geração anterior. O interessante é que não houve nenhuma piora no interior. Ou seja, mesmo menor o carro continua levando até sete pessoas e muito bem trabalhado o espaço interior terminou por ficar mais amplo para o conforto dos ocupantes.

No início deste artigo comentamos sobre as novidades. O destaque aqui fica por conta dos itens tecnológicos que trazem pontos bastante interessantes. Então, vejamos alguns desses aspectos:

A nova geração do Q7 conta agora com um sistema multimídia completamente novo que agrega ao modelo uma tela de até 8,3 polegadas bem no centro do painel. Dentre diversas funcionalidades esse sistema pode, por exemplo, exibir dados sobre as configurações do carro. Além disso, outro destaque fica para uma tela TFT que pode ser de até 12,3 polegadas substituindo o tradicional painel de instrumentos. Neste caso as informações mostradas continuam sendo as conhecidas tais como velocidade do motor, rotação e etc. Ainda sobre essa tela TFT como já é possível ver no novo TT ela também pode ser configurada para mostrar o navegador GPS.

E para quem pensa que as novidades são apenas para o condutor está completamente enganado. Os ocupantes também ganharam espaço nesse ponto. O modelo oferece aos passageiros – como opcional – dois tablets de 10,1 polegadas. Os dispositivos foram criados pela própria fabricante. Os aparelhos trazem um processador NVIDIA Tegra 4, capacidade de armazenamento de até 32 GB, NFC, Bluetooth e câmera com capacidade para fazer filmagens em Full HD. Como os dois aparelhos estão ligados ao sistema de navegação MMI por meio do Wi-Fi quem estiver usando os mesmos poderão ter acesso ao navegador e consequentemente fazer alterações nas músicas, vídeos além de navegarem na web.

Ainda sobre esses dispositivos é interessante observar que os mesmos contam com a vantagem de serem resistentes a altas temperaturas – coisa muito comum no interior de um veículo – e claro, podem ser removidos para que as pessoas possam utilizá-los fora do carro.

De acordo com as informações da montadora a expectativa é que o novo Audi Q7 faça sua estreia no Brasil ainda este ano.

Para saber mais acesse www.audi.com.br.

Por Denisson A. Soares

Audi Q7

Audi Q7

Audi Q7

Foto: Divulgação


A Suzuki lançou no mercado brasileiro a linha 2015 do utilitário esportivo Grand Vitara. Sem trazer grandes novidades para o crossover, a marca nipônica passa a oferecer o modelo em oito configurações, sendo que cinco versões contam com tração dianteira 4×2 e três são dotadas de tração integral 4×4, sempre equipadas com o já conhecido motor 2.0 16V a gasolina. O Suzuki Grand Vitara 2015 com tração 4×2 tem preços a partir de R$ 78.490, enquanto que o SUV com tração 4×4 sai por a partir de R$ 87.490.

Segundo a Suzuki, a novidade é a nova versão Special Edition, que se destaca pela ausência do estepe preso à tampa do porta-malas. Sendo assim, caso o pneu seja furado, o condutor terá à sua disposição um compressor e uma borracha líquida para reparar os danos. Entre os equipamentos, destaque para o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, teto solar elétrico, piloto automático, acabamento interno feito em couro e camurça especial, central multimídia e rodas de liga leve de 18 polegadas. Além disso, a marca agora também oferece a versão topo de linha Limited Edition com tração 4×2.

Desde a configuração mais básica (4×2 MT) o Suzuki Grand Vitara vem equipado com airbag duplo, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem), BAS (força auxiliar em frenagem de emergência) e BOS (cancelamento da aceleração em caso de acionamento do freio e acelerado juntos), sistema Keyless, volante multifuncional, ar-condicionado digital e automático, volante com regulagem de altura, banco do motorista com regulagem de altura, rodas de liga leve de 17 polegadas, entre outros.

Mecanicamente não houve alterações e, portanto, o SUV continua sendo equipado com o já conhecido motor quatro cilindros 2.0 16V DOHC a gasolina, capaz de entregar 140 cv e torque de 18,7 kgfm. Trabalhando em conjunto com o bloco pode estar um câmbio manual de cinco marchas ou uma transmissão automática com quatro velocidades.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Suzuki Grand Vitara:

– 4×2 – MT – R$ 78.490;

– 4×2 – AT – R$ 79.990;

– 4×2 Special Edition – AT – R$ 95.790;

– 4×2 Limited Edition – AT – R$ 96.290;

– 4×4 – MT – R$ 87.490;

– 4×4 Premium – AT – R$ 96.990;

– 4×4 Limited Edition – AT – R$ 104.290.

Por Caio Polo

Suzuki Grand Vitara 2015

Suzuki Grand Vitara 2015

Fotos: Divulgação


Não foi por um tempinho apenas, foram mais de dez anos que o EcoSport manteve seu reinado sem nenhum abalo. Entretanto, as coisas, ao que parecem, vão começar a mudar. Um dos principais motivos dessas mudanças é que o segmento criado pelo EcoSport lá no ano de 2003 tem adquirido cada vez mais concorrentes.

Como estávamos falando de mudanças a mais recente a entrar na briga contra o EcoSport foi a JAC. A marca pretende apresentar durante a realização do Salão de Automóvel de São Paulo o S3, que, para os desinformados é o primeiro SUV compacto da empresa.

Em terras brasileiras, de acordo com as informações dadas pela montadora até o presente momento, é de que o modelo deverá fazer sua estreia no mercado nacional em 2015. E tem uma novidade nesse meio. A questão é que é no nome e não no carro. Ele será chamado por aqui de T4, claro que isso se não houver nenhum tipo de problema “técnico” com jipe da Troller que tem o mesmo nome.

A apresentação oficial do S3 aconteceu recentemente na China, para ser mais exato, no mês de setembro. O modelo apresenta uma estética visual que lembra muito o T6, que também se trata de um SUV que a JAC está planejando lançar por aqui ainda este ano.

Meio que indo em uma direção contrária ao T6, o T4 terá pela frente um mercado bem maior para se estabelecer. Na verdade o carro tem diversos aspectos que podem fazer com que ele se destaque por aqui. Um exemplo disso é o fato de que o T4 já faz uso da base mecânica que será a mesma do JAC brasileiro. Neste último caso a informação é de que a produção deverá começar só em 2016 na unidade de Camaçari.

O novo JAC já “respira” o ar dos modelos ocidentais ao apresentar itens como assistente de partida em rampa, controle de estabilidade, luzes diurnas de LEDs e etc.

O S3 ou T4 possivelmente será um bom competidor. Agora o que resta é a chegada do Salão para conhecê-lo um pouco melhor.

Por Denisson Soares

JAC T4

JAC T4

JAC T4

Fotos: Divulgação


Após apresentar oficialmente a versão norte-americana do CR-V reestilizado, a Honda revelou os detalhes da atualização do utilitário esportivo em sua versão destinada ao mercado europeu. Adotando as mesmas alterações do crossover voltado para o mercado estadunidense, o Honda CR-V europeu apenas se diferencia por alguns detalhes na parte dianteira. As vendas do CR-V nos principais mercados do “Velho Continente” terão início nos próximos meses.

Exposto no espaço da Honda para o Salão de Paris, o Honda CR-V reestilizado foi apresentado pela marca nipônica com novo conjunto óptico frontal mais sofisticado e envolto por luzes diurnas de posição compostas por LEDs, nova grande dianteira e para-choque redesenhado, sendo que este se diferencia da versão norte-americana apenas pela parte inferior, que conta com um detalhe mais simples e interessante.

Enquanto a lateral traz apenas rodas de liga leve com novo desenho, a parte traseira, por sua vez, segue todas as modificações promovidas pela Honda para o modelo estadunidense e, portanto, o crossover voltado para a Europa conta com para-choque remodelado, novos detalhes cromados e lanternas com nova disposição das luzes.

De acordo com o site francês “L’Automobile Magazine”, no quesito mecânico a marca japonesa apostou no downsizing, substituindo o antigo motor a diesel 2.2 i-DTEC pelo novo motor 1.6 i-DTEC. Para as versões dotadas com tração 4×4, a Honda equipará o crossover com o bloco 1.6 i-DTEC Turbodiesel com 160 cv, enquanto que as configurações mais em conta trarão o propulsor 1.6 i-DTEC de 120 cv. O motor 2.0 i-VTEC a gasolina será mantido para as demais versões.

Acoplado ao motor o novo CR-V poderá trazer um câmbio manual de seis marchas ou uma transmissão automática de nove velocidades.

Ainda segundo o site francês, o modelo da marca japonesa e sua versão com motor Turbodiesel terá emissões médias de C02 de 135g/km, enquanto que a configurações 1.6 sem o turbo emitirá 117 g/km. 

Por Caio Polo

Honda CR-V

Honda CR-V

Honda CR-V

Fotos: Divulgação


A nova versão do Grand Cherokee chega com motor 3.0 V6. A versão é ainda mais potente do que o modelo movido a gasolina

Mais ou menos três meses após mostrar ao público a nova linha do Grand Cherokee com motor a gasolina e com um visual repaginado a divisão brasileira da Jeep decidiu voltar ao noticiário automobilístico ao anunciar o lançamento do mesmo veículo. Mas essa versão conta com uma motorização turbodiesel. Um detalhe que não pode passar em branco é o fato de que o modelo passa a ser o veículo mais caro da montadora, o que é válido também para o Brasil. O Novo Grand Cherokee não sai das concessionárias por nada mais nada menos do que R$ 239.900.

O Grand Cherokee diesel, que em tempos passados ainda tinha o sobrenome “CDR” mudou até o motor. Para relembrar, anteriormente o modelo era movido pelo bloco de motorização Mercedes-Benz 3.5 V6, um detalhe que veio junto com a herança deixada pelo grupo Chrysler ainda quando fazia parte do grupo Daimler, que por sinal é dono da Mercedes-Benz.

A nova linha do SUV agora conta com um propulsor Fiat Powertrain 3.0 V6 de 241 cv capaz de gerar 56 kgfm de torque. Vale lembrar que a Chrysler agora pertence ao grupo Fiat.

Em termos gerais todas as alterações feitas no veículo trouxeram mais benefícios do que malefícios. O modelo ficou mais rápido, tem mais capacidade em trechos off-road. Já em termos de combustível o carro ficou 10% mais eficiente no consumo do combustível.

Outro detalhe é que o Grand Cherokee também apresenta um desempenho relativamente superior ao modelo com movido a gasolina. Isso pode ser aplicado tanto no que diz respeito à aceleração quanto ao alcance.

De acordo com as informações divulgadas pela Jeep, SUV turbodiesel vai de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos e possui uma autonomia de 1.400 km para um tanque com capacidade  de 93 litros. Só por curiosidade o modelo que é movido a gasolina apresenta a aceleração de 8,3 segundos e um alcance para o mesmo tanque de 1.100 km.

Por Denisson Soares

Novo Jeep Grand Cherokee

Foto: Divulgação


A Land Rover anunciou no fim de abril quanto à necessidade de Recall de dois modelos de sua fabricação, o Range Rover Vogue Evoque. Só do Range Rover Vogue são 92 unidades, e do Range Rover Evoque são 2 unidades.  A marca estima que o tempo de reparo dos automóveis seja entre 30 e 60 minutos.

O Vogue inclui os automóveis fabricados no período entre maio e outubro de 2013, conforme  informações da montados os carros podem apresentar problemas no software do módulo eletrônico de controle das lanternas dianteiras de indicação de direção o que impede o acionamento adequado  das setas. Os chassis que apresentam o problema vão de SALGA2EF4EA124982 a SALGA2EE0EA142564.

Já para o Evoque, a convocação é para os modelos fabricados no período de novembro de 2013 a janeiro de 2014 e nestes carros será necessário a substituição dos parafusos de fixação do braço de ligação e suspensão traseira do lado direito, para isso os proprietários deverão comparecer a uma concessionária autorizada da Rand Rover para agendar a substituição gratuita a falha identificada pode resultar na deformação na fixação por excesso de torque durante o processo de montagem automatizado o que pode comprometer a direção do automóvel.

Os chassis para revisão vão de SALVA28G4EH856654 a SALVA2AE7EH880754.

Aqueles que se incluírem na lista de proprietários dos automóveis que precisam passar pelo Recall podem entrar em contato através do telefone 0800 012 2733 ou acessar  endereço eletrônico www.landrover.com.br. Informações e esclarecimentos também podem ser obtidos comparecendo em uma concessionária Rand Rover mais próxima.

A Rand Rover vem buscando e conquistando cada vez mais seu mercado no conceito de carros de luxo no Brasil e tem conquistando também pela aprovação no desempenho de seus carros desenvolvidos. O Evoque foi um dos carros mais vendidos da marca em 2013 o Vogue também conquistou seu espaço de destaque nos relatórios de vendas da montadora.

Por Jaime Pargan

Range Rover Evoque

Foto: Divulgação


A Ford confirmou, durante o Salão de Pequim, que irá oferecer o SUV Everest no Brasil. Segundo a marca estadunidense, o utilitário grandalhão derivado da pick-up Ranger, que provavelmente deverá ser fabricado na Argentina, pode chegar ao mercado brasileiro a partir de 2015. Na China, o mercado de utilitários esportivos cresceu significativamente em 2013, fazendo com que a marca norte-americana almeje conquistar 4,5 % desse segmento.

Apresentado pela primeira vez ao público como um carro-conceito na Austrália, no fim do ano passado, o SUV grandalhão foi desenvolvido pela equipe Ásia Pacífico da Ford. Utilizando o mesmo chassi da nova Ranger, embora o Everest dispõe da mesma característica de design atual da marca, o utilitário traz faróis alongados e diferenciados, nova grade frontal com formato trapezoidal característico da fabricante e lanternas traseiras posicionadas horizontalmente e interligadas por uma barra metálica.  Há rumores de que os faróis dianteiros alongados e a nova grade poderão ser utilizados na primeira reestilização da Ranger, que está prevista para 2016.

O Everest “oferece um design bonito, requinte premium e capacidades robustas, em igual medida”, afirmou John Lawler, CEO e Chefe Executivo da Ford Motor China em entrevista ao site inglês “Autocar”. “Um veículo como o conceito Ford Everest seria um ótimo complemento para a nossa estabilidade crescente de SUVs", acrescentou Lawler.

Além do chassi, o Ford Everest irá compartilhar muitos componentes da mecânica da Ranger, como os motor 2.5 Flex de 173 cv com câmbio manual de cinco velocidades e o bloco 3.2 Turbodiesel de 200 cv com  transmissão manual ou automática, ambas de seis velocidades, além da tração integral 4×4 com reduzida.  As diferenças em relação a pick-up ficarão por conta da cabine alongada com capacidade para sete ocupantes e da suspensão traseira com molas helicoidais mais confortável.

No mercado brasileiro o novo Ford Everest terá concorrentes como o Chevrolet Trailblazer, Toyota SW4, Kia Sorento e o novo Hyundai Santa Fé. 

Por Caio Polo

Ford Everest

Foto: Divulgação


Muitas pessoas ainda podem confundir os modelos Crossover com o SUV ou vice e versa. Geralmente o design é o principal elemento para a confusão, mas decidimos pesquisar e fazer certas comparações que podem ser úteis na hora de escolher o próximo modelo de uma das categorias.

O SUV ou  "Sport Utility Vehicle" nosso famoso utilitário esportivo é utilizado para o trabalho e para o passeio sendo capaz de passar com facilidade por obstáculos e ao mesmo tempo oferecer conforto aos ocupantes em uma grande rodovias.

Tudo começou nos anos 90 tornando os Jeepes CJ5 e CJ7 muito conhecidos por terem essas características como atenuante principal e que caiu no gosto do mundo inteiro. Entre os SUV s da categoria médio mais vendidos no ano de 2013 estão o Hilux SW4 da Toyota na Argentina, o RAV 4 também da Toyota liderando o Japão, o Trailblazer da Chevrolet foi o top de vendas aqui no Brasil e o BMW X3 atingiu seu objetivo pela Alemanha totalizando quase vinte mil unidades até o mês passado.

Esses números foram informados pelas próprias montadoras e classifica a categoria como uma das mais procuradas pela sua versatilidade. Os modelos clsssificados como Crossover foi criado pelas fabricantes para atrair os compradores com o design mais esportivo e esponjado com o mesmo conforto de um hatch, por exemplo.

O crossover não é capaz de superar certos obstáculos que o SUV faz com mais facilidade em uma trilha fora de estrada. O EcoSport é um dos modelos mais conhecidos da categoria acompanhado do Hyndai Tucson e do Chevrolet Capitiva que é considerado um crossover de grande porte.

Entre os compactos mais vendidos da categoria estão o próprio EcoSport, Renault Duster, Crossfox e Citroen C3 Aircroos (ambos aqui no Brasil), Kia Soul ma Coréia, Suzuki SX4 no Japão e Chery Tiggo no Uruguai.

Por Luciana Ávila

crossover e suv

Foto: Divulgação


De um lado, o campeão absoluto de vendas na categoria, com mais de 50 mil unidades vendidas no Brasil desde o início do ano. Do outro, um importado que faz a sua estréia na categoria. Pois é, a briga no setor de utilitários compactos parece que acabou de começar com a entrada de um forte concorrente para a Ford, que domina o mercado há bastante tempo.

Prevendo uma dificuldade nos próximos anos, a Ford tratou de cuidar muito bem da sua linha de SUV’s e deu uma turbinada no EcoSport que agora está melhor que nunca, com uma gama bastante variada de acessórios e componentes, além de ter uma mecânica mais moderna.

É possível adquirir a versão Titanium 2.0 por preços a partir de R$ 73.990, equipada commotor  Duratec com 16v e potência máxima de 147 cv e torque de 19,7 mkgf no etanol. Essa versão trás de série freios ABS, airbag duplo, direção com assistência elétrica, ar-condicionado digital e todo o conjunto de freios e travas elétricas, assistente de partida em rampa, controles eletrônicos de tração e estabilidade, rodas aros 16, partida sem chave e diversos outros detalhes que ajudaram a conquistar a confiança não somente do consumidor brasileiro mas também do mundo todo.

Do outro lado da arena estão as concorrentes que desafiam a Ford pelo título de campeã de vendas na categoria de SUV’s. A Duster da Renault era a principal preocupação. No entanto, agora surge a Chevrolet com o Tracker, um rival de peso e que pode botar o cinturão da montadora conterrânea em jogo.

Por enquanto o veículo é importado do México e somente na versão Top de Linha LTZ. Essa versão possui o valor de R$ 71.990 e o motor 1.8 16 válvulas chega à potência de 144 cv. Em relação aos itens, são bastante parecidos nos dois carros, mas o EcoSport possui uma diversidade maior. E aí? Quem será que vence essa briga?

Por Ebenézer Carvalho


Com apenas pouco mais de sete meses após chegda no Brasil, a chinesa Lifan Motors investe forte na categoria SUV. Comerciais do X60 já começa a entrar no horário nobre e promete concorrer firme com os mais conhecidos do competitivo mercado brasileiro. 

Com design semelhante aos atuais da sua categoria, o utilitário possui rodas de 16 polegadas e é munidos de equipamentos necessários para o dia a dia como como sistema multimídia completo e painel digital com informações adicionais úteis ao usuário.

A empresa também estabelece indústria no Uruguai e passa por melhores adaptações e melhorias.  A montadora ainda pretende apresentar novos modelos em breve e exalta que o custo benefício entrará no gosto dos condutores que aderem a praticidade e estilo. 

Dentre seus principais concorrents estão o Tucson da Hynday, o Tiggo da Chery e o Renault Duster 1.6. Dessa vez o Eco Esport fica de fora por não possuir medidas compatíveis. Para os curiosos, a marca nasceu após o desligamento de executivos da chinesa Effa, responsável no passado pelo lançamento  catastrófico da minivan ( referindo se ao modelo M100) que foi lançado no Brasil.

A Lifan promete rápida evolução no  mercado e a satisfação geral dos clientes.  Quanto ao SUV do momento seu preço médio está na faixa de 52.777 reais.  

Por  Luciana Ávila

Lifan X60


Lexus LF-NX ConceptA marca Lexus apresentou o LF-NX Concept, protótipo que antecipa um SUV compacto da empresa. A revelação do modelo ocorreu durante os primeiros dias da realização do Salão de Frankfurt, evento alemão que vai até o dia 22 do mês de setembro.

Especialistas indicam que este carro-conceito chega em um momento que o mercado do segmento de SUVs está em uma crescente rápida e, por isso, as marcas luxuosas como a Lexus precisam investir no setor.

O carro-conceito novo desta marca premium é revelador de uma intenção da empresa em entrar no segmento de alta concorrência referente aos SUVs e mostra a personalidade que futuramente a linha “LF” pode vir a ter.

Com desenho moderno e clássico ao mesmo tempo, a aerodinâmica foi melhorada e o conceito de SUV da Lexus, caso entrasse em produção serial, teria o mais baixo coeficiente da aerodinâmica. Por dentro, o padrão de luxo da companhia foi mantido no painel, que apresenta alta qualidade de materiais. Fora isso, no centro há uma interface ampla do tipo touchscreen, destacando-se por ter 90% dos comandos do carro.

A Lexus informou que este é um dos primeiros modelos novos para Frankfurt, mas nas próximas semanas haverá diversas outras surpresas.

Por Marcelo Araújo


A história não é nova e pelo que parece ainda está longe de ter um fim: A Chevrolet prorrogou mais uma vez o processo de decisão sobre a comercialização do SUV Trax por aqui. O modelo já foi lançado na Argentina, mas para ser vendido no Brasil tem muita coisa que precisa ser levada em consideração. Na última quarta feira dia 19, o próprio presidente da montadora para a América do Sul e Brasil, Jaime Ardila, comentou durante o Salão de Buenos Aires sobre a vontade de trazer o modelo para o Brasil.

Um dos principais motivos que tem impedido a comercialização do Trax no Brasil diz respeito ao limite de carros que a montadora tem direito de importar do México. Vale lembrar que é de lá que os modelos Sonic e Captiva são importados.

O México irá produzir o Trax juntamente com outros países como a Coréia do Sul. No caso do México há certo ponto a favor da importação devido ao fato de que os carros que chegam ao Brasil vindos de lá são isentos de impostos uma vez que existe entre os dois países das Américas um acordo comercial. No entanto, em março de 2012, o governo brasileiro fez um pedido tentando limitar o número de carros importados de lá. Como teve sucesso no pedido desde então a importação está limitada a cotas.

Ardila também disse que no momento é inviável produzir o modelo no Brasil ao menos por enquanto. Um dos motivos para isso seria o fato de que as fábricas da GM no país já estarem operando em capacidade máxima.

Por Denisson Soares


O mais novo SUV da GM, o Chevrolet Trailblazer 2013, foi apresentado ao público brasileiro na última terça-feira dia 13 de novembro. A novidade foi anunciada à imprensa no Estado de São Paulo.

Com base da Nova S10, não obstante mudanças significativas no que toca ao conteúdo e a parte técnica.  O SUV estreia com características de robustez e modernidade. E claro, tudo com uma elegância clássica e conforto exigido por grande parte dos mercado consumidor. A ideia principal por trás disso é oferecer ao consumidor final um SUV 4X4 que apresente toda uma aura de força, vigor, poder e proteção sem ter que perder, ou deixar de lado um estilo confortável com características próprias da marca.

De acordo com as primeiras informações a respeito do valor da Chevrolet Trailblazer 2013, a previsão inicial é de que a mesma vá custar aos bolsos dos interessados cifras que vão se situar entre R$ 140.000 e R$ 180.000.

A Chevrolet Trailblazer 2013 será comercializada apenas na versão LTZ. De qualquer forma ela traz diversos itens de série e entre esses itens destacamos os seguintes: ar condicionado automático, airbag duplo, sistema de áudio completo, freios a disco nas quatro rodas e rodas de liga leve entre diversas outras coisas que valem a pena serem levadas em consideração.

Já no que diz respeito aos motores teremos os seguintes dados: um v6 3.6 movido a gasolina, 239 cv e 33,5 kgfm e um 2.8 diesel de 180 cv com 47,9 kgfm.

Apesar de ser um estreante o SUV da GM tem todas as características necessárias para se tornar um dos líderes de mercado nesse setor.

Por D. Soares


 No final deste mês ocorrerá o Salão do Automóvel de Paris e na ocasião, a montadora Nissan apresentará seu novo SUV Concept, o TeRRA. O projeto promete surpreender em termos de desempenho e visual. Uma das grandes modernizações no conceito é o fato do painel tradicional ter sido substituído por um tablet.

A inovação funcionará da seguinte maneira: o usuário do SUV deverá acoplar o equipamento na parte frontal do volante e, após conectado, o tablete funcionará como um Dock Station, exibindo informações relevantes como distância percorrida, velocidade, nível de gasolina, dentre outras.

Como se não bastasse, haverá a opção de exibição do sistema de entretenimento, comunicação e navegação do próprio TeRRA. O tablete funcionará enquanto o carro estiver ligado e não haverá a obrigatoriedade do mesmo permanecer no volante, ou seja, suas funções originais poderão ser naturalmente usadas em outras circunstâncias.

Vale acrescentar ainda que o TeRRA é movido à eletricidade, sendo que seu propulsor é um motor elétrico que possui células de combustível. Não há previsão para que o carro entre em linha de produção, pois  por enquanto, o TeRRA não passa de um conceito.

Se o carro agradar em Paris, é bem provável que algumas de suas configurações sejam inseridas nos próximos lançamentos da Nissan.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A R Gmbh trata-se de uma marca subsidiária da Volkswagen que desenvolve carros com conceitos mais esportivos e exclusivos sob a nomenclatura R-Line.

Dessa forma, utilizando-se destas características, o SUV Touareg R-Line passa a ser lançado no Brasil.

De acordo com as informações obtidas, externamente, o veículo apresenta novos acessórios, como: spoiler e frisos cromados no para-choque frontal, saias laterais, aerofólio, saídas do escapamento diferenciadas e novas rodas.

Também é possível observar detalhes em metal na cabine e aplicação de logotipos do modelo nas laterais, no volante, nas portas e no encosto de cabeça dos bancos da frente.

Com relação às especificações técnicas do motor, manteve-se o mesmo, ou seja, o veículo vem equipado com o motor V8 4.2 l, capaz de gerar uma potência de até 360 cv e torque máximo de 45,4 kgfm, combinado a uma transmissão automática de 8 velocidades. Dessa forma, é possível atingir uma velocidade de até 245 km/h, percorrendo de 0 a 100 km/h em apenas 6,5 segundos.

O valor do Touareg R-Line parte de R$ 333.700,00 e já pode ser encontrado disponível para venda em diversas concessionárias da Volkswagen.

Por Anne A. Matioli Dias


A Chevrolet movimentou mais uma vez o mercado automobilístico, pois apresentou a primeira imagem oficial do seu novo utilitário esportivo: o Trax. Este novo carro será mostrado em todos os seus detalhes durante o Salão de Paris que acontecerá em setembro de 2012.

O Trax será comercializado pela montadora em mais de 140 países distribuídos ao redor do mundo, sendo que não será vendido nos Estados Unidos para evitar um comprometimento nas vendas do Equinox neste país; e no Brasil pode receber o nome de Enjoy competindo com modelos como o Ford EcoSport e o Renault Duster.

Apesar de ter sido mostrado ainda existem poucas informações técnicas com relação a este modelo. é sabido que este veículo foi montado sobre a plataforma global B que também produziu o Sonic em suas versões sedã e hatch.

Com relação ao mercado brasileiro, o Trax já circula pelas principais cidades do país, será equipado com motores 1.6 e 1.8 flex, terá um comprimento de 4,35 metros sendo 25 centímetros menor do que a Chevrolet Captiva e deve ser o novo carro de entrada da Chevrolet para o segmento de utilitários.

Portanto, seja com o nome de Trax ou de Enjoy, em pouco tempo estará disponível no mercado mais uma possibilidade de carro na modalidade SUV para os amantes de carros com espaço e conforto.

Por Ana Camila Neves Morais


A JAC Motors confirmou o lançamento de seu novo  SUV compacto, intitulado de S-II. A expectativa é de que o carro seja lançado oficialmente no Salão de Pequim, que acontecerá ainda esse mês.

O automóvel possui o design bastante moderno, mas pouco original, já que a semelhança com o Hyundai ix35 é impressionante. Ainda assim, não há como negar que o carro é bastante bonito e apresenta linhas arrojadas.

O novo S-II não deixa a desejar no que diz respeito às configurações mecânicas, pois o veículo terá sua propulsão realizada através de potente motor 1.5i Turbo e transmissão de seis velocidades, feita por meio de uma moderna caixa de câmbios sequenciais com embreagem dupla.

Como itens de série, o lançamento contará com controle de estabilidade, seis airbags, climatizador dual-zone, dentre outros atributos que fazem do carro, uma grande promessa automobilística para 2012.

Segundo a própria Assessoria de Imprensa da JAC Motors, certamente algum SUV da montadora será lançado em breve no Brasil, porém ainda não foi confirmado se o novo S-II será o representante da categoria em nosso país.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A montadora Chrysler, empresa que tem participação acionária da Fiat, e cuja parceria com a fabricante italiana vem crescendo e trazendo bons resultados, tem planos audaciosos. A empresa projeta o lançamento de dois novos SUV’s compactos. Um seria  o Giulietta, produzido para a Alfa Romeo, e seria o primeiro veículo deste tipo da marca, provavelmente usando a plataforma de um modelo de sucesso da Alfa Romeo, ou baseado no carro conceito Kamal de linhas arrojadas e desenho imponente.

O outro SUV será destinado a Jeep para substituição do Jeep Patriot que deixará de ser fabricado em 2013. O atual Patriot é um utilitário de Porte com linhas clássicas que identificam o design da Jeep e aparência robusta, que agrada aos admiradores deste tipo de veículo.

De acordo com sites especializados, os investimentos para a criação e produção destes projetos deverão exigir cerca de 1,3 bilhões de euros e os modelos serão fabricados Turim. Estima-se que metade da produção, calculada em 280.000 unidades/ano, se destinará a exportação, voltada principalmente para o mercado norte-americano.

Por Mauro Câmara


A japonesa Mazda Motors tem planos ambiciosos para os próximos cinco anos. É intenção da montadora chegar à marca de dois milhões de carros vendidos. E para atingir este objetivo vem trabalhando em várias frentes. As mudanças envolvem projetos de motores, novos modelos e projetos de redução de consumo de combustíveis em seus modelos.

Conta, também,  com a expansão do mercado de automóveis no mundo, especialmente em países que fazem parte do BRIC. Economias emergentes, como por exemplo o Brasil e a Índia, estão ávidas pelo consumo e consequentemente geram crescimento através dele.

Para atingir seu objetivo ambicioso também mostrará no Salão do Automóvel de Genebra o protótipo de um SUV compacto, chamado Minagi. Segmento interessante que vem crescendo mundialmente. O nicho dos SUV’s chama a atenção por ser constituído de modelos que aliam características como potência, força, resistência, esportividade, conforto e luxo, atraindo cada vez mais o interesse dos consumidores.

E o protótipo Minagi apresenta-se com um design inovador para um SUV, mesmo sendo compacto. Com sua frente mais alongada, a traseira curta, linhas um tanto arredondadas e conjunto visual agradável e esteticamente equilibrado, passa a ideia de um carro que também soube otimizar a questão do espaço.

Resta saber como ficará uma versão final de produção para os mercados mundiais, pois somente assim saberemos se este primeiro SUV da Mazda poderá brigar forte neste segmento.

Foto: Dream Car

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Um segmento que vem ganhando corpo para as montadoras é o nicho dos utilitários esportivos. Carros que unem características de veículos esportivos com as de veículos utilitários, sempre fechando o conjunto com requinte e se possível com luxo.

E para aumentar a briga entre os modelos uma marca de peso italiana, acostumadas com modelos esportivos, deverá ter um representante neste segmento. A Maserati deverá já em 2012 produzir um SUV para concorrer neste mercado.

O novo utilitário esportivo, conforme informações dos executivos da marca deverá ter como base a estrutura do Jeep Grand Cherokee, marca pertencente à Chrysler, que é uma empresa do grupo Fiat e a motorização que deverá equipar o modelo será um V8 ou V12 da Ferrari.

Um projeto como esse para uma marca como a Maserati, de fato tradicional, mas voltada muito para os esportivos de luxo, talvez represente uma oxigenação nas vendas, pelo menos no Brasil, onde utilitários esportivos crescem no gosto dos consumidores e poderia aumentar suas vendas, garantindo-lhe uma maior fatia deste mercado.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


Uma nova opção para o segmento de minivans acaba de ser lançada pela GM. Trata-se do Chevrolet Orlando, que inicialmente, será vendido somente no mercado britânico, a um preço equivalente a R$ 43.700. O veículo estará disponível em três versões: LS, LT e LTZ.

Com relação aos equipamentos, ele sai de fábrica com ar condicionado automático, controle de cruzeiro, controle de estabilidade (ESP), seis airbags e rodas aro 16 ou 17, dentre outros itens. Além disso, ele é bastante espaçoso, podendo carregar até sete pessoas.

As opções de motor são o 1.8 16V, à gasolina, que pode alcançar 141 cv e duas versões 2.0 diesel, que podem atingir 130 cv (nesta, o consumo médio pode chegar a 20km/litro)e 163 cv. A transmissão de seis velocidades pode ser manual ou automática. Não há previsão de quando o Orlando vai chegar ao Brasil, mas quando vier, possivelmente irá substituir a Meriva e a Zafira.

Confira o vídeo de apresentação do veículo:

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: