Montadora reduz preços e quantidade de versões do modelo.

A chegada do novo Volkswagen Polo em todo Brasil mexeu também com as versões dos seus irmãos: o Gol que passou a ser vendido no modelo único, o Fox também ficou somente com duas versões o Connect e Xtreme e por sua vez o Up! Terá algumas mudanças. Anteriormente vendido nas suas quatro configurações, o subcompacto perde uma versão, a Take. Sua estratégia agora irá priorizar as versões que possuem o motor TSI, tem sido as preferidas por todos os consumidores. Os preços também foram reduzidos para todas as suas variantes.

Agora, o modelo Up! passa a ser comercializado somente em suas opções Move MPI, I-Motion, TSI, Cross TSI e também Pepper TSI. Os seus preços também começam com R$ 50.270 na versão Move MPI e podem chegar a R$ 62.394 na sua versão Pepper TSI, sendo totalmente equipada. Com uma exceção no modelo Move, o seu único opcional é o sistema de seu som, o Composition Phone, que custa cerca de R$ 1.760. Sua pintura metálica também é cobrada um adicional de R$ 1.419.

De série, todas suas versões do Up! estão vindo equipadas com o ar-condicionado, as luzes de neblina, além de direção elétrica com uma regulagem de altura, os vidros dianteiros elétricos, além de retrovisores elétricos com a função tilt-down, as luzes diurnas, a iluminação interna que é de LED e as rodas de liga leve sendo de 14 polegadas no modelo Move e 15 polegadas no modelo Cross e no Pepper. Os modelos TSI também adicionam o controle de tração enquanto a versão Cross e o Pepper também trazem o sensor de chuva e farol, além de um sistema SAVE na divisão de carga dentro do porta-malas.

Mecanicamente apenas sua versão Move tem como opção um motor 1.0 sendo MPI aspirado com até três cilindros, 82 cv e com 10,4 kgfm torque. Sua transmissão pode ser manual com cinco marchas ou automatizada com embreagem única I-Motion. Para suas demais versões, uma única opção é o modelo 1.0 TSI com três cilindros sendo turbo e com 105 cv 16,8 kgfm torque. Visualmente suas versões TSI são diferentes na tampa traseira com cor preta e também pelo emblema 170 TSI.

Os novos valores são:

Move MPI passa a valer R$ 50.270 e antes era R$ 51.290.

Move MPI I-Motion passa a valer R$ 52.710 e antes era R$ 53.690.

Move TSI passa a valer R$ 55.700 e antes era R$ 56.850.

Cross TSI passa a valer R$ 58.730 e antes era R$ 60.280.

Pepper TSI passa a valer R$ 59.240 e antes era R$ 60.820.

Com certeza esse é um ótimo momento para adquirir um modelo do UP! Essas baixas nos seus valores é uma boa para poder comprar um desses modelos. Escolha o que melhor atende suas necessidades e compre hoje mesmo. Corra até uma concessionária da Volks e faça um teste drive para ver que agora com esses novos valores compensa e muito comprar um desses UPs.

Com o fim da crise econômica que se instalou por um grande período em nosso país, talvez esse seja sua melhor oportunidade de trocar seu veículo. E agora com a baixa de alguns modelos ainda está mais fácil ainda para trocar seu seminovo em um modelo zero km.

Esse modelo é muito econômico, além de ser muito apropriado para uso de passeio com a família. Por isso se essas são suas necessidades do veículo, com certeza o Up será uma ótima opção.

Muito confortável e econômico além de possuir um design muito atraente, uma ótima opção de carro com valores totalmente acessíveis.

Corra hoje mesmo até uma concessionária e aproveite esses novos valores!

Ricardo Ferreira Rodrigues


Confira aqui as principais mudanças presentes nas novas versões do Volkswagen Golf e Variant 2019.

Para quem ainda não conhece um dos maiores sucessos da Volkswagen, o Golf, trata-se de um carro muito vendido no Brasil, composto por equipamentos muito bons e de ótimo desenvolvimento, deixando de lado um pouco a parte técnica, a parte estética também demonstra grande qualidade, uma aparência que agrada muito a maioria do público comprador ou até mesmo os que sonham em ter um. O carro não é considerado popular no Brasil, apesar de suas vendas serem bem altas, porém, é possível encontrá-lo nas ruas das cidades com uma certa facilidade, isso só é possível devido ao seu ótimo desempenho, tanto na cidade quanto na estrada.

Agora sabendo de todas estas características é notável que todos os modelos tanto da Volkswagen quanto de outras marcas recebem mudanças e melhorias, e o Golf não ficaria para trás, nesta matéria você acompanhará o que virá de novo.

O que muda ?

O carro passará por mudança em todos os aspectos, como por exemplo a simplificação da gama, aumento de potência, dentre outras coisas. O carro diferenciado da maioria possui o motor 2.0 TSi, o mesmo passou por uma modificação aumentando sua potência, que agora chega a 128 cv, coisa que deixa o carro ainda mais chamativo e com maior desempenho, até pode estar aí o motivo de ser tão querido nacionalmente.

Pensando na área de motores, temos ainda mais novidades, como a implantação de melhorias nas versões do carro, já que são três: Comfortline, GTI e Highline. Ambos adotando o mesmo motor citado anteriormente, porém, com suas particularidades que na maioria das vezes o próprio nome já diz, como é o caso do Comfortline, que é uma linha com um conforto maior, citando ainda, ele recebe o motor 200 TSi, foi este modelo que conseguiu ser adotadao a versão de 128 cv. Já no GTI, versão mais famosa e querida atualmente, o motor é bem mais forte, com o desenvolvimento de quase o dobro, sendo motor 350 TSi, isso lhe permite atingir 230 cv de potência, o que para os amantes de carros é muito bom, juntando estas características, existem muitos que dizem que este é o carro mais gostoso de ser dirigido no Brasil.

Ainda nesta parte, muita coisa ainda foi adaptada, por exemplo na Comfortline a transmissão manual de 6 marchas, que até a versão anterior não estava disponível. Isso facilita em vários aspectos, como principal deles a condução mais tranquila e com menos dificuldade, porém, não agrada a todos, existem pessoas que realmente preferem trocar de marcha manualmente, pois isso resulta em maior interação com o veículo.

Na parte de tecnologia interior do veículo, há no seu sistema de interação chamado infotainment uma mudança que trará mais luxo ao carro, sendo agora a tela de 8 polegadas, facilitando visualização e interação do motorista.

O preço devido as mudanças variam bastante, mas isso conforme a complexidade do Golf em todas as versões, por exemplo, com um preço mínimo de aproximadamente R$ 91.000, chegando até o máximo (para o mais completo da linha) de R$ 113.000. Porém, em questão de valer a pena comprar, vale totalmente, isso porque como já dito, o Golf é um hatchback muito querido no Brasil, por muitos é considerado o melhor carro para se conduzir aqui. O que proporciona tudo isso é sua confortabilidade, a confiança que se tem ao dirigí-lo, o carro também não exige muita manutenção, isso traz economia, o fato de ser Total Flex em todas as versões também é bem chamativo, principalmente agora na situação do Brasil, com tanta variação de combustível em relação ao preço.

Gustavo Martins


Novo modelo Powerful Family SUV da Volkswagen, chamado Tarek, foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global da marca.

A Volkswagen apresentou os novos SUV’s que serão comercializados no mercado chinês, tendo em foco o Toureg, porém a empresa anunciou um carro novo que surpreendeu e aguçou a curiosidade de quem estava presenciando a apresentação.

O novo modelo “Powerful Family SUV”, também chamado de Tarek foi anunciado como o futuro SUV de nível médio global. Ele será produzido na Argentina a partir do ano de 2020, por mais que pareça uma data distante, o tempo passa rápido, e um ano e meio não é tanto tempo assim.

De acordo com as especulações ele possui certas semelhanças com o sketch, que também é uma novidade da Volkswagen que foi anunciada há pouco tempo atrás. Por mais que muitos afirmam ser dois carros parecidos, a transmissão ao vivo feita pela empresa revelou que essa semelhança entre os dois automóveis é bem pouca.

O carro será lançado no Brasil e continuará com o nome, por enquanto, de Tarek.

A empresa Volkswagen está realizando uma produção “camuflada”

A marca Volkswagen está tentando manter a produção dessa nova linha em sigilo, e não fez nenhuma divulgação pública, porém algumas pessoas acabaram descobrindo sobre a nova produção da empresa.

Isso aconteceu pelo fato de que os donos da empresa da América Latina em determinadas ocasiões acabaram comentando sobre um modelo que seria criado futuramente e ganharia o nome de Tharu, nome esse que foi modificado para Tarek, o novo SUV da Volkswagen.

Os donos ainda tentaram manter em sigilo a produção do novo modelo, porém como todos sabemos mentira tem perna curta e não demorou nada para que os fãs de carros e internautas juntassem algumas informações e identificassem as “falhas” cometidas pelos donos. Em uma recente divulgação dos novos modelos que serão lançados a Volkswagen produziu um slide com 20 fotos, e justamente no modelo Tarek é possível visualizar o nome “Tharu”.

Mas para camuflar a produção os donos da empresa preferiram dizer que esse nome era dado para um novo modelo de carro que estava sendo produzido na mesma, mas como já dito não demorou muito tempo para que os internautas conseguissem identificar algumas "falhas" em seus discursos.

Nessa mesma apresentação, no momento da finalização foram divulgadas algumas legendas contendo as informações específicas de consumos de todos os carros anunciados, além de listar os motivos especificando o motivo pelo qual não eram viáveis a comercializações de alguns deles na Alemanha. E nessa lista estavam os modelos Thayron e Tharu, e como não foram anunciados e nem divulgadas informações sobre eles, a hipótese que seja o SUV Tarek foi praticamente confirmada.

Quais as possíveis características e especificações do novo modelo da Volkswagen

O levantamento das possíveis características e especificações do modelo Tarek foi baseado na sua divulgação. E através dela, foi possível perceber que a empresa havia apresentado algo semelhante há um tempo atrás.

O automóvel traz os mesmos traços de design da categoria SUV, e a principal preocupação da marca é trazer para o mercado um veículo global.

Nas últimas fotos divulgadas pela empresa foi possível notar a diferença de cor entre o Powerful Family SUV e o Tarek, é que o primeiro nas primeiras imagens que foram divulgadas (não reais), o carro possuía um tom de amarelo esverdeado, e na atual apresentação ele foi apresentado na cor marrom.

A parte frontal do Tarek, pode-se dizer, que foi baseada no Atalas (também conhecido como Teramont), a semelhança é tamanha que os executivos apontaram o possível lançamento como um “mini-Treamont”.

Com tudo isso podemos concluir que mesmo que o modelo agrade os brasileiros pela categoria, todo esse suspense que a empresa está fazendo acaba desmotivando os admiradores da marca.

A única informação que podemos afirmar é que o nome que será colocado no novo SUV da Volkswagen só será divulgado em 2020. O tempo de espera de um ano e meio ocorre pelo fato de que o ultimo país a produzi-lo será a Argentina, antes disso o carro já será produzido no México e na Rússia.

Por Isabela Pierini dos Santos

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


O destaque do modelo Tiguan Allspace 2019, da Volkswagen, fica por conta de sua esportividade

Primeiramente, é válido falar que o Volkswagen Tiguan Allspace 2019 tem esse nome por ser maior que o modelo fabricado na Europa, porém ele não perde no quesito esportividade, que é algo que será comentado mais a frente.

Este SUV tem como intuito ser um carro confortável e espaçoso, chegando para concorrer com os carros do seu mesmo segmento e preço médio. O diferencial deste SUV é a esportividade que vem na versão mais potente deste modelo.

O design é bem característico da Volks, sendo que não perde nada na linha que a empresa vem seguindo nos últimos dez anos, pelo menos. A seguir algumas especificações técnicas sobre este modelo.

Especificações do Tiguan Allspace 2019

Primeiramente temos que falar do modelo mais “básico” que é o Tiguan com motor 1.4TSI com 150cv e 25kgfm de torque, temos nesta versão um bom motor, com boa cavalaria e um torque aceitável. Esse é um motor bem parecido com os que vem nesta categoria, outro fato a falar é que este modelo vem com um câmbio DSG de 6 marchas.

Um dado importante para muitos motoristas são as velocidades de 0-100km/h e a velocidade máxima. Nessa versão temos um desempenho de: 9.9s e 196km/h, respectivamente. Vale ressaltar que este motor tem um bom desempenho em altas rotações, que é onde sua taxa de torque é melhor. Este motor tem um consumo médio de 7/10km/l na cidade e 8/12km/l em estrada, estes números são para uso com gasolina e etanol, respectivamente.

O câmbio DSG é com embreagem dupla, onde uma embreagem se encarrega das marchas impares e o outro das pares, isto proporciona mais suavidade na hora das trocas. Este tipo de cambio pode ser manual ou automático, isso depende do que o usuário quer. Alguns modelos da Audi mais esportivos, em algumas versões também tem esse tipo de câmbio.

Partindo para a segunda versão da Tiguan, temos nela um motor 2.0 TSI com 220cv e 36kgfm de torque. Este motor é bem mais potente que o anterior e considerando que é a mesma carroceria em ambos, o desempenho será, com certeza, muito melhor.

Acompanhando esse motor temos um câmbio DSG também, porém, com sete marchas em sequência.

O desempenho deste motor é quase o de um esportivo, mesmo tendo algumas desvantagens como, por exemplo, o peso. Vamos os números:

De 0-100km/h ele consegue uma média de 7s, e tem uma velocidade máxima de 224km/h, isto é muito, pois este carro pesa aproximadamente 1800kg, estes são números excelentes. O consumo médio desta versão é de 8,5km/l na cidade e até 10km/l na estrada.

As principais diferenças entre os modelos são no aspecto visual, pois cada uma tem detalhes no design que as diferenciam e dão uma cara a cada versão, partindo da versão mais simples, com motor 1.4, 5 passageiros e para-choque não personalizado, temos uma pintura bem homogênea e alguns recursos de fábrica em comum com todas as versões, sendo que esta versão tem rodas de 17 polegadas é 4×2 e é a mais leve.

Falando da mesma versão, porém com capacidade para sete passageiros, temos, além de mais assentos, rodas aro 18 e alguns detalhes a mais no retrovisor e nas laterais do carro.

Já na versão mais superior temos rodas aro 19 de liga leve, um para-choque com pegada mais esportiva, sete assentos de couro tratado, tração 4×4, e claro, o potente motor 2.0 TSI, além de alguns plus, como os modos de direção, e o sistema de estacionamento automático.

O preço varia de modelo para modelo, é claro. No modelo mais básico o preço é a partir R$ 125 mil. Para o modelo intermediário, que é o segundo que falamos, custa R$ 150 mil, já no terceiro e mais top das versões temos o valor é de R$ 180 mil.

Por Beatriz de Oliveira

Volkswagen Tiguan Allspace 2019

Volkswagen Tiguan Allspace 2019

Volkswagen Tiguan Allspace 2019


Confira aqui os primeiros detalhes sobre o novo Volkswagen Tarek.

Como se sabe, os modelos SUVs têm dominado o mundo automobilístico, engordando as vendas das montadoras. Para correr atrás do prejuízo pela falta de investimento no setor, a Volkswagem aderiu a novas estratégias para garantir o seu lugar no mercado, já que até então não havia demonstrado muito interesse no lançamento de novos modelos nesse segmento.

Sabendo disso, para o ano de 2018, a montadora alemã pretende lançar pelo menos seis novos SUVs. E nesse meio, ganhou destaque especial um compacto que já possui uma data para a estreia em território chinês. Em agosto, será lançado o modelo inédito e com a produção confirmada para a Argentina, com comercialização até 2020. E a melhor notícia de todas é que a sua distribuição será global.

Conhecido internamente pela VW como o crossover Tarek, o modelo será comercializado no Brasil de forma a competir com o sucesso de vendas da Jeep, o Compass. Sendo assim, pode-se esperar um preço superior a faixa de R$ 100 mil.

E se sua pergunta é: o que esperar desse SUV? Sua resposta será dada na seqüência. Acompanhe.

Projeção do Tarek

Apesar de ter sido divulgada a notícia pela Volkswagen sobre a novidade no mundo dos SUVs, ainda não foi feita uma apresentação oficial do carro, principalmente no que diz respeito ao visual do veículo. Porém, sabe-se que a montadora compartilhou um esboço sobre o mesmo durante uma conferência anual destinada para a imprensa. E a partir desse, os especialistas conseguiram realizar uma projeção preliminar que ilustrasse pelo menos um pouco mais sobre o Tarek, de forma a dar uma boa noção sobre o seu design.

E o resultado surpreendeu. Com uma grade frontal que impõe a sua presença, o crossover possui faróis com as dimensões compatíveis e com a mesma proporção. Para se ter uma noção, o mesmo foi concretizado pela marca com outros modelos conhecidos, como é o caso do Atlas e, mais recentemente, com a nova geração do Tiguan.

Ao que tudo indica, pouca coisa irá ser modificada do esboço em relação ao modelo real, já que essa é uma forma de manter o estilo original do para-choque. Haverá alterações, portanto, somente nas entradas de ar localizadas nas laterais, permanecendo as luzes de neblina na parte inferior do carro.

Já na traseira, não foi divulgada nenhuma imagem para a utilização como base. Sendo assim, os projetistas precisaram utilizar como inspiração as linhas usadas pela fabricante em sua produção, principalmente em se tratando do novo Tiguan.

Pegando por base os demais modelos da Volkswagen, estima-se que o projeto não deve estar fora da realidade do que nos aguarda em relação ao Tarek, já que a alemã é uma das montadoras que mais prezam e reforçam a padronização na identidade visual de uma grande maioria de seus produtos.

Muito bem equipado

Em termos de tecnologia, pode-se aguardar um carro acessível e, ao mesmo tempo, muito bem equipado. Isso porque ele virá com uma central multimídia que é comandada pelos gestos dos seus usuários.

Além disso, ainda haverá outros atrativos como: controle de cruzeiro adaptativo, painel digital Active Info Display e itens que já podem ser conferidos na nova geração do Jetta.

Em relação à plataforma, essa é a MQB, a mesma que é utilizada no Golf. Com a filosofia de ser mais barato do que o Tiguan, suas dimensões são semelhantes às do modelo sueco, com um total de 4,38 metros de comprimento no total. Na comparação com o Jeep Compass, ele medirá somente 4 cm a menos do que o concorrente.

A motorização disponível é de 1.4 TSI com 150 cv de potência, um motor que já possui produção no Brasil. Para quem busca uma versão mais potente, poderá optar pelo motor 2.0 TSI com uma potência de 200 cv. Ambas virão com com transmissão Tiptronic com seis marchas.

Kellen Kunz


Modelo possui características bem marcantes, sendo a predominância de linha bem mais arredondada e um porta-malas bastante grande, o que pode ser um grande atrativo na hora da compra.

Para os admiradores de fã da marca Volkswagen, o início de 2018 promete ser de grandes novidades para o mercado de automóveis no Brasil.

Tudo isso por que a montadora resolveu mais uma vez sair na frente com novidades e não quis economizar quando o assunto é a concorridíssima categoria dos automóveis do tipo Sedan no Brasil.

Desta vez, a marca alemã que é uma das grandes referências no país, traz para o público brasileiro o seu mais novo lançamento, o Sedan Virtus.

Após a sua apresentação feita em São Paulo num evento promovido pela montadora ainda em 2017, o novo Virtus deverá chegar às concessionárias em todo o país no começo de 2018.

Os consumidores brasileiros que ainda não conhecem o novo modelo deverão ter uma grande surpresa, principalmente, para quem já é usuário do Sedan Polo da mesma montadora, pois o novo Virtus foi criado com alguns dos componentes que lembram o primeiro.

Uma das duas características mais marcantes é a predominância de linha bem mais arredondada e um porta-malas bastante grande, o que pode ser um grande atrativo na hora da compra.

Desta vez, a Volkswagen resolveu investir num modelo único tanto para a versão hatch quanto na versão sedan e apenas pegou a dianteira da primeira e lançou na mesma plataforma a versão mais sofisticada e maia alongada no estilo Sedan.

Para o novo modelo, a empresa resolveu investir em detalhes exclusivos como um novo conjunto de faróis, novos vincos bem mais arredondados e um capô exclusivo com um novo desenho bem mais alongado.

Além desses itens, os faróis apresentam um estilo diferente com extremidades mais alongadas e o para-choque integra um conjunto da carroceria que traz uma imponência maior ao veículo e com muito mais sofisticação.

Para quem gosta de acompanhar a evolução dos automóveis da linha Volkswagen, o novo Virtus lembra muito um dos grandes sucessos da montadora na Europa, o Jetta.

Com relação à mecânica, o novo modelo vem com dois tipos de configuração: um motor 1.6 MSI com 117 cavalos de força e uma versão 1.0, também chamada de 200 TSI com 128 cavalos de força.

Para ambas as versões, o câmbio é automático do tipo Tiptronic com seis marchas.

Com relação ao consumo, embora a montadora ainda não tenha divulgado números, sabe-se que ela investiu pesado em tecnologia para que o novo modelo possa concorrer com os outros veículos do mesmo tipo e que já se encontram no mercado.

A intenção é que o novo Virtus possa concorrer com modelos como o Honda City, o Fiat Cronos, o Cobalt e o Toyota Yaris.

As primeiras fotos feitas do novo modelo que em breve deverá estar rodando nas ruas deste país chamam a atenção tanto pela sofisticação quanto pelo estilo bem requintado.

Uma das intenções da Volkswagen é que, apesar de ser considerado um modelo Sedan do tipo grande, o novo Virtus possa se destacar pela sua performance. Conforme divulgado pela marca, o automóvel é capaz de ir de 0 a 100 km em pouco menos de 10 segundos.

Além do seu desempenho e da mecânica, o novo Sedan traz outros itens para os consumidores como o controle eletrônico de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do seu diferencial e monitoramento eletrônico dos pneus.

Uma das características do novo Virtus é o seu amplo espaço interno, o que traz um certo conforto tanto para passageiros quanto para motoristas.

Como itens de série, ele traz sistema GPS de navegação, painel central de navegação, sensores de aproximação e sistema multimídia com tela do tipo touchscreen de oito polegadas.

Com relação ao preço do novo modelo, a Volkswagen ainda não divulgou o preço oficial, mas os especialistas já fizeram os cálculos com base em outros modelos equivalentes de série e o veículo deverá ficar na faixa dos R$ 60.000,00 a R$ 80.000,00 para a versão mais completa.

Por Emmanoel Gomes

Volkswagen Virtus 2018


Nova linha vem mais espaçosa e com itens digitais, aliando conforto e modernidade.

Você já conhece o Novo Polo 2018? Pois confira agora todos os detalhes deste super lançamento que a Volkswagen preparou para você no ano de 2018.

Quem já conhece o Polo da Volkswagen sabe que ele é um super carro da marca. Mas para o ano de 2018 sua montadora preparou muitas novidades que com certeza vão agradar a muitos consumidores e conquistar ainda mais clientes.

Para começar encontramos um modelo com mais espaço, o que significa mais comodidade a seus passageiros. E para completar o porta-malas também foi aumentado em cerca de 25%, oferecendo capacidade para 351 litros.

A principal novidade está nos instrumentos digitais, uma vez que ele é o primeiro Polo a vir com este tipo de equipamento. Além disso, ainda temos muitas inovações técnicas como faróis em LED, detecção de ponto cego e assistência frontal. Seu LED e ACC são os mesmos do modelo Golf.

Conhecendo um pouco de sua ficha técnica, temos um veículo aumentado em suas dimensões, comportando confortavelmente 5 pessoas. Seu tanque possui capacidade para 52 litros de combustível e seu porta-malas 351.

Em termos de motorização temos um motor de 1.0, com alimentação por meio de injeção multiponto. Abastecido com etanol o veículo oferece uma potência de 84 cavalos, com capacidade máxima de torque de 10,4 Kgfm, chegando à velocidade máxima de 170 km por hora.

Em relação à média de consumo do VW Polo 2018, o Inmetro ainda não divulgou os números deste lançamento de 2018, pois ainda se encontra trabalhando em testes para informar bem aos interessados. Contudo a fabricante afirma que este modelo foi planejado para oferecer muita economia. Resta aguardar a divulgação dos números oficiais do Inmetro.

Como os itens de série são determinantes para o consumidor na hora de fechar a compra, a Volkswagen não poupou investimentos nessa questão. Por isso, confira a lista de itens de série do lançamento:

§ Ar-condicionado;

§ Freio multi-colisão;

§ 4 Airbags;

§ Porta traseira abertura vertical;

§ Luzes tipo LED luzes laterais;

§ Sensor de colisão monitoramento do motorista;

§ Limitador de velocidade;

§ Distribuição eletrônica de frenagem EBD;

§ Dois freios à disco com dois discos ventilados.

§ Bluetooth inclui telefone e também inclui transmissão de música;

§ Luz de leitura dianteira;

§ Limpador do para-brisa;

§ Chave / cartão inteligente manual;

§ Preparação isofix;

§ Sistema de freios ABS;

§ Para-choques dianteiros e traseiros;

§ Espelho de cortesia iluminado para motorista e passageiro;

§ Entre outros.

Como podemos ver o Novo Polo VW 2018 possui interessantes itens de série, todos bem modernos e de muita tecnologia. Tudo para oferecer aos seus ocupantes o que há de melhor.

Se você gostou do novo VW Polo e está curioso em relação aos seus valores, já sabemos que eles devem variar de versão para versão. Partindo do valor de R$49.990 e chegando ao valor de R$69.190.

A versão de entrada que é o Polo 1.0 MPI deve sair por R$49.900 e mesmo sendo a versão de entrada possui muitos itens de série como ar-condicionado, vidros elétricos em todas as portas, direção elétrica e outros.

Quem desejar mais itens pode contar com duas opções de pacotes, sendo a primeira composta por controles de tração e estabilidade, um computador de bordo bem mais completo, além de bloqueio eletrônico do diferencial. Por sua vez o segundo pacote vem com central multimídia e volante multifuncional saindo a partir de R$2.600.

Veja abaixo as versões do Novo VW Polo 2018, assim como seus respectivos preços:

– VW Polo MPI 2018 – R$ 49.990;

– VW Polo MSI 2018 – R$ 54.990;

– VW Polo Comfortline TSI 2018 – R$ 65.190;

– VW Polo Highline TSI 2018 – R$ 69.190.

Por Sirlene Montes

Volkswagen Polo 2018


Confira aqui mais detalhes sobre o Novo Volkswagen Amarok 2018.

O veículo conhecido como Volkswagen Amarok 2018 é um dos principais modelos de picapes médias presentes no mercado automotivo nacional, com o seu surgimento oficial tendo ocorrido no ano de 2010, sendo que suas melhorias atuais serão abordadas em detalhes neste artigo.

Características técnicas quanto à Volkswagen Amarok 2018

Ao considerar as características técnicas relacionadas com a nova Volkswagen Amarok 2018, o primeiro destaque deve ser dado para as versões presentes neste veículo.

Com relação a este ponto, são disponíveis as modalidades S, SE, Trendline, Highline e Extreme, as quais possuem delimitações como CS e SD TDI MT 4 Motion, com variações quanto à motorização possível.

Quanto ao seu aspecto mecânico, uma das alternativas é o motor 2.0 litros TDI com funcionamento a diesel, presente na versão S, que possui um câmbio manual com seis marchas, o qual alcança uma potência de até 140 cavalos.

Já as outras versões vem equipadas com um motor também 2.0 litros movido a diesel, que conta com dois turbocompressores que podem ter um câmbio manual de seis marchas ou automático de oito velocidades, que chegam a uma potência 180 cavalos.

Nesta nova geração da Volkswagen Amarok 2018 ainda existe a alternativa de optar por um motor de 3.0 litros V6 TDI, que apresenta tração integral 4Motion em um câmbio automático de oito marchas, que chega a uma potência de 225 cavalos.

Sob o ponto de vista de seu consumo de combustível, esta picape faz em média 8,5 Km/l na cidade e 9,2 Km/l quando está trafegando na estrada, tendo como item utilizado o diesel.

Detalhes interessantes sobre Volkswagen Amarok 2018

Em seu aspecto externo, a Volkswagen Amarok 2018 possui um visual simples com destaque para a presença de faróis do tipo bi-xênon com LED diurno, retrovisores cromados e, também, rodas de liga leve, que pode variar de 18 a 19 polegadas.

Quando se considera a sua caçamba, é composta por material abrasivo e altamente resistente para conseguir suportar as condições adversas que poderá ser submetida.

No seu interior, possui todo o seu acabamento em material resistente com manutenção da sua simplicidade, mas tendo uma melhoria como os novos difusores de ar.

Além disso, ocorreram melhorias no seu volante e um painel de instrumentos com display colorido com maior facilidade para a visualização de todas as suas informações relacionadas.

Com relação aos seus diferencias tecnológicos, a Volkswagen Amarok 2018 é equipada com um sistema de multimídia chamado de Discover Media, equipado com aplicativos variados como Car Play, MirrorLink e, ainda, Google Android Auto.

São encontrados neste modelo automotivo elementos como entrada USB, navegador GPS e câmera de auxílio para ré, sendo estes dois últimos dispositivos presentes apenas na versão Highline.

Itens diferenciados presentes na Volkswagen Amarok 2018

Existem alguns tipos de equipamentos diferenciados que podem ser encontrados em algumas das versões relacionadas com a Volkswagen Amarok 2018.

Na versão S é ofertado Isofix, sistema de air bags frontais, volante que permite ajuste de altura e profundidade, bem como descanso do braço central com porta-objetos, dentre outros.

Quando se considera o formato Trendline, este modelo conta com computador de bordo, controle de cruzeiro, alavanca de câmbio e, ainda, faróis com luz de condução diurna.

Conheça os preços para Volkswagen Amarok 2018

O aproveitamento de todas as funcionalidades relacionadas com a Volkswagen Amarok 2018 exige um aporte financeiro nas seguintes proporções:

· Volkswagem Amarok S: R$116.490,00 e R$ 131,590,00

· Volkswagen Amarok SE: R$139.990,00

· Volkswagen Amarok Trendline: R$154.990,00

· Volkswagen Amarok Highline: R$169.990,00 e R$184.990,00

· Volkswagen Amarok Extreme: R$179.990,00

Conclusão

Portanto, a chegada no mercado das novas versões relacionadas com a Volkswagen Amarok 2018 marcam a presença cada vez mais sedimentada deste veículo para quem deseja conforto junto com imponência.

Ana Camila Neves Morais


Modelo será lançado em meados do primeiro trimestre do próximo ano no Brasil.

A Volkswagen do Brasil confirmou há pouco tempo que seu novo Sedan da linha Sedan Médio que tem um nome até que curioso chamado Projeto 271 ou se você preferir Volkswagen Virtus 2018 será lançado em meados do primeiro trimestre do próximo ano.

Quer saber como será este novo veículo da Volkswagen que está despertando a curiosidade de muitos fãs da VW? Continue acompanhando este artigo que preparamos para você e descubra quais são as novidades que a Volkswagen irá lançar em 2018 aqui no Brasil.

Conheça o Virtus 2018

Agora vamos trazer algumas informações interessantes sobre este novo Sedan que está sendo muito falado nas redes sociais. Buscamos dados como: preço, motorização, itens de série e alguns detalhes técnicos deste carro.

Muitos rumores têm sido feito nas redes sociais e para que você fique mais antenado com as novidades que envolvem este novo lançamento da Volkswagen, resolvemos reunir todas as informações que já foram levantadas até o momento.

Competição com Honda City

Este novo modelo da VW está chegando ao mercado de automóveis aqui no Brasil para competir diretamente com o Honda City, o Virtus 2018 é a versão sedan do conhecido Polo.

Este lançamento estará entre os quatro supermodelos que a marca está colocando no mercado e investiu pesado para isso, nada mais, nada menos que R$ 7 bilhões.

David Powels, CEO da VW Brasil, confirmou algumas informações de que este sedan terá dimensões muito parecidas com o Jetta. Está confirmação demonstra que o Virtus estará brigando na categoria sedan médios para 2018.

Fábrica de São Bernardo e São Caetano preparadas

As fábricas da VW do Brasil localizadas nas cidades de São Bernardo e São Caetano no estado de São Paulo já estão preparadas para dar inicio a fabricação do modelo derivado da plataforma MBQ A0.

Com base nessas informações, as indicações são que o novo Virtus 2018 será construído sob a plataforma do novo Polo 2018.

Detalhes do Virtus 2018

Mais detalhes do novo sedan da VW é o que vamos falar agora. Será fabricado sobre uma versão menor com comprimento de 4,20 metros e entre os eixos 2,56 metros. Este espaço vai proporcionar uma melhor acomodação das bagagens. Isso tudo será possível devido ao porta-malas de 500 litros de capacidade.

Além disso, o desempenho deste carro é dos motores da linha EA211. Muito semelhante ao Polo e com faróis de neblina que lembram o Golf 2016 que foi reestilizado. Os para-choques possuem linhas recortadas trazendo um design mais inovador e que chama bastante a atenção.

Os modelos que serão lançados começam com a linha 1.0 MPI de 82 cv. O desempenho será recompensado pelo pouco peso do motor de base MQB. O espaço interno segue a linha europeia com linhas retas e revestimentos com design agradável.

Preços e Motorização

Para você que está interessado neste novo modelo da Volkswagen deve estar preparado para investir um pouco mais. O desembolso inicial para quem quer ter um Virtus 2018 na garagem começa com valores entre R$ 60 e R$ 80 mil.

Como já citamos a motorização começam com 1.0 de 82 CV provavelmente TSI e o 1.6 16 V MSI. No entanto estas informações não foram confirmadas. Em relação ao câmbio, serão versões manual e automática.

As versões manuais contam com 6 velocidades e as automáticas 6 posições.

O objetivo com o lançamento do Virtus é mudar um pouco a imagem da Volkswagen que é conhecida por trazer veículos com opções interessantes apenas para carros de linha de entrada.

Outra novidade é a direção elétrica de série e os freios a disco, no entanto, contam com um detalhe, os discos serão nas quatro rodas.

Por Marcio Ferraz

Volkswagen Virtus


Características, Preços e Cores disponíveis do Volkswagen Golf.

Considerado um dos maiores fabricantes de carros da Europa, o grupo Volkswagen é composto por mais de 10 marcas, incluindo as mais desejadas pelos apaixonados por carros como: Porche, Lamborghini, Audi e entre outras. Além, disso o grupo conta com carros populares e esportivos.

Um carro confortável é bom, seguro é melhor ainda, e aventureiro na medida certa é ótimo! Já pensou em juntar todas essas qualidades em um só carro?

O Volkswagen Golf é o carro certo para você, pois com ar esportivo, aliado ao seu conforto, segurança e desempenho do motor o automóvel tem atraído olhares dos amantes de carros potentes e esportivos. Isso porque, o Volkswagen conta com um motor 1.4L TSI e de 150 cv BlueMotion Technology. Ou seja, potência não irá faltar! Para completar a agilidade do motor, o Volkswagen Golf conta com um volante multifuncional com controle automático de velocidade, computador de bordo e também shift paddles na versão DSG. Com capacidade de 50L de combustível o carro demora menos de 10 segundos para atingir a velocidade de 100km/h, além do mais a velocidade máxima que o carro pode atingir é de 194 km/h. Quanta potência, né?

Se o interior do carro chama atenção, você não perde por esperar sobre o design do Volkswagen Golf.

A começar pelos faróis traseiros de LED, que trazem um charme e uma esportividade única, além do mais, se você gosta de exclusividade os faróis dianteiros o tornam ainda mais único, pois existe a possibilidade de adicionar o farol de xenon, com luzes diurnas de LED, regulagem dinâmica de altura e indicador do nível de água do lavador.

Além dessas exclusividades, o Volkswagen ainda são compostos por rodas de liga leve 17'', teto solar panorâmico, faróis de neblina e retrovisores externos com luz indicadora, ajuste elétrico, rebatimento automático e função touch down.

Não gosta de estacionar? Com essas novidades vai querer parar em todos os lugares.

O carro possui o sistema de câmera traseira que é acionada assim que o motorista engata a marcha ré, Park Assist 2.0 que avalia o tamanho dos espaços disponíveis e executa manobras de esterçamento, Park Pilot, que são sensores dianteiro e traseiros, que medem a distância do carro ao estacionar, além disso, o Golf ainda conta com Discover Pro com rádio DVD-Player, tela touchscreen de 8.0", comando de voz, sensor de aproximação, Bluetooth, entrada para SD Card, conexão USB +Aux-In, HD interno de 60GB e sistema de navegação, e o start/stop que desliga o motor quando o carro está parado no trânsito, reduzindo o consumo de combustível.

Segurança

E preocupados com a segurança do condutor, o Volkswagen Golf conta com detector de fadiga que emite aviso sonoro no painel de controle e também pelo computador de bordo, sete airbags, controle de estabilidade e ativação automática da luz ata que análise o tráfego do sentido contrário por meio de uma câmera instalada no para-brisa.

Além disso, o carro conta com espaço interno para levar até quatro ocupantes.

Cores

O Golf está disponível em nove cores diferentes, entre elas: azul, preto e vermelho. E nas versões 1.0, 1.6 MSI, 1.4 e 2.0. As versões possuem marcha automática, ar condicionado, direção elétrica e outras características que dependem da versão a ser escolhida.

Valores

Com tantas qualidades os valores podem ser considerados um pouco salgados: A versão 1.0 TSI não se encontra por menos de R$ 77.247,00, a versão 1.6 MSI não sai menos de R$ 78.138,00, a versão 1.4 é encontrada a R$ 101.530,00.

Por Fabiane de Barros Coelho

VW Golf

VW Golf

Fotos: Divulgação


Volkswagen Fox 2018 tem maior conectividade e novos equipamentos.

Fabricado na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná, o veículo, na versão de lançamento, Trendline, já pode ser equipado pelo valor de R$ 48.830, contendo o Composition Touch, sistema que conta com tela touchscreen de 6,5”, que possibilita espelhamento de smartphone com sistemas Apple CarPlay, Google Android Auto e MirrorLink.

Agora as configurações Pepper, CrossFox e Highline contam com equipamentos de série, como ESC – controle eletrônico de estabilidade, câmera traseira para estacionamento e HHC – assistente de partida em rampas

Também contam com mais novidades, como banco branco Puro para todas as configurações, roda de liga leve de 16” com novo desenho para a versão Fox Highline. Todas as versões contam agora com revestimentos e figurino novos nos bancos.

O novo Fox é disponibilizado na configuração Trendline com propulsores 1.0 (de 75 a 82 cavalos) e o 1.6 (de 101 a 104 cavalos), com transmissão manual de cinco velocidades. Já a versão Track é oferecida exclusivamente com motor 1000 cc. Por outro lado, a versão Comfortline só possui propulsor 1.6, que pode utilizar automática I-Motion ou transmissão manual de cinco velocidades.

As versões Pepper, CrossFox e Highline são comercializadas sempre com propulsor 1.6 MSI, associado com transmissão I-Motion com gerenciamento para troca de marcha ou transmissão manual de seis velocidades.

A versão Fox Trendline agora tem como itens de série sensores de estacionamento, alarme “keyless”, vidros elétrico em todas as portas, retrovisores com função “tilt down” e ajuste elétrico, luzes indicadoras nos retrovisores, sistema de som Media Plus, além de retrovisores e maçanetas na cor do carro.

Desde a configuração de entrada, o modelo possui como equipamentos de série: direção elétrica, ar-condicionado, controle na chave com travamento central das portas, rodas com 15 polegadas e pneus 195/55 R15, além de coluna de direção ajustável na profundidade e altura.

O novo Fox tem, ao todo, nove cores, onde três são sólidas (preto Ninja, vermelho Tornado e branco Puro), quatro metálicas (azul Night, prata Sargas, cinza Platinum e prata Tungstênio) e perolizada preto Mystic. Há também a laranja Sahara, somente para a versão CrossFox.

FILIPE R SILVA


A nova versão, lançada neste ano, foi reestilizada e ganhou muitas novidades. A principal mudança foi na parte externa.

O Gol é um dos carros mais queridos do País, e está presente no mercado desde 1981. Além de ser um dos mais vendidos, ele passou por muitas mudanças em tecnologia e design ao longo dos anos. Por exemplo, no início ele era vendido com motor refrigerado e ar herdado do antigo fusca, mas com o tempo e investimento foi o carro mais vendido do Brasil por 25 anos.

A nova versão, lançada neste ano, foi reestilizada e ganhou muitas novidades. A principal mudança foi na parte externa, que teve o desenho reformulado e a cabine também foi foco de mudança. A parte traseira do carro, por exemplo, concentrou muitas alterações, pois no lugar das lanternas horizontalizadas, a marca acrescentou peças tridimensionais, e a borda superior foi unida por meio de um novo vinco. O automóvel ficou com um jeito de polo europeu.

Além disso, a marca investiu em conectividade e tecnologia na parte interna, em que o painel central ficou maior e ganhou leds brancos, e o quadro mostra com muito estilo e detalhe o velocímetro e também o contagiro.

Outra novidade é que a nova versão conta com três opções centrais de multimídia, para oferecer conforto e entretenimento aos usuários e passageiros. A mais simples é o Média, que possui conexão via Bluetooth, entradas auxiliares e não tem tela sensível ao toque, e pode custar R$ 835,00. A intermediária Composition Touch tem a tela touchscreen e o valor pode chegar a R$ 1.755,00.

A principal conectividade é a que está presente na série limitada Gol Connect que pode custar até R$ 2.500,00 a mais e tem como diferencial o Discover Media com GPS, sensor de estacionamento, entre outros recursos.

Outro diferencial é o motor: EA211 1.0 MPI, e também os itens de série como direção hidráulica, travas e vidros dianteiros elétricos, ar condicionado é opcional e pode chegar a custar até R$ 2.800,00. Além disso, tem ajuste de altura de banco, limpador e desembaçador traseiro e rodas de 14” contendo calotas e pneus 175/70.

Está curioso para saber o preço da nova versão do Gol 2017?

  • Gol Comfortline 1.0 = R$ 42.690,00
  • Gol Comforline 1.6 = R$ 47.490,00
  • Gol Comfortline 1.6 i-motion: R$ 57.490,00

O que achou do novo Gol 2017?

Por Babi

Volks Gol 2018


Modelo foi lançado esta semana e custa a partir de R$ 37 mil.

A Volkswagen realizou a apresentação da versão que faltava da sua linha Up 2018. O automóvel foi apresentado na noite da última segunda-feira, dia 17 do mês de abril. O Cross Up chega para se juntar à família que já estará disponível para a venda ainda neste mês de abril.

Além de lindo e todo reestilizado, o Cross Up 2018 possui características que lhe dão a impressão de automóvel mais esportivo. Isso porque o compacto apresenta um capô com vincos, nota-se os para-choques maiores e assim mais evidentes, o que visualmente faz com que o carro fique maior e marcante. De fato essas modificações visuais lhe deram 8,4 cm a mais, porém, isso não fez diferença o seu espaço interno.

A parte interna também sofreu modificações que estão muito evidentes no seu quadro de instrumentos, em que os elementos estão dispostos em tamanho maior, assim como o computador de bordo que tem sua tela aumentada. Já o console vem em formato hexagonal. Contudo, a grande novidade fica por conta de um item que será disponibilizado como opção para algumas versões, que é a Composition Phone, que permite que o usuário conecte seu próprio smartphone como central multimídia.

Sendo a última versão a ser apresentada, o Cross Up 2018 fecha com uma linha que vem enxugada, já que muitas versões foram indisponibilizadas, assim como as versões com carrocerias de duas portas e motor aspirado. Além disso, percebe-se a intenção da marca alemã em oferecer aos consumidores modelos menos clássicos e com características mais esportivas, embora esbanjem beleza e estilo, sem nenhum exagero. As versões equipadas com motor turbo apresentam a tampa do porta-malas preta, o que é um diferencial, uma faixa vermelha na grade dianteira e inscrição TSI na coluna central.

Nesse sentido, ainda neste mês todas as versões já estarão disponíveis para a venda e seus valores tiveram aumentos bem discretos em relação aos valores da linha 2017. Veja abaixo os valores de 2018 da linha Up da Volkswagen:

– Take Up: R$ 37.990 (saindo pelo mesmo valor de 2017);

– Move Up: R$ 48.290 com câmbio manual;

– Move Up TSI: R$ 52.790;

– Cross Up: R$ 55.600;

– High Up: R$ 57.100;

Cada versão possui diferenciais, contudo, todas elas prometem um bom desempenho, conforto e segurança aos seus ocupantes.

Aguarde a chegada da linha e confira pessoalmente.

Sirlene Montes


Reajuste nos preços dos modelos varia de R$ 400 a R$ 11 mil.

A montadora alemã Volkswagem publicou essa semana uma tabela com o novo preço da sua frota zero km e os preços atingiram praticamente todos os modelos da fabricante. Os preços já estão no site da VW e quem desejar comprar um carro zero pode verificar no site da mesma os reajustes que estão bem salgados. Os aumentos variam de R$ 400 até R$ 11.730,00, dependendo do modelo do veículo.

Segundo a montadora, a expectativa é de um aumento real nas vendas de 5% a 10% para esse ano de 2017.

Os únicos modelos que ficaram de fora da onda de aumentos foram o Spacefox, Spacecross, Amarok e Golf Variant, pois já tinham sofrido reajuste recente ano passado e a VW decidiu não aumentar seus preços, até porque já são modelos que não tem preços populares de mercado.

A alta dos preços pegou muita gente de surpresa, já que a Volkswagen é pioneira na fabricação de carros mais em conta para a população e como foi comprovado, não é isso que está acontecendo.

O recém lançamento da montadora, o Up!, é um bom exemplo, pois o preço da entrada subiu mais em torno de R$ 1.100,00 na versão Take com 2 portas e na versão mais em conta com motor Turbo TSI os preços pularam para salgados R$ 50.123,00. Ainda podem ser encontradas outras versões do modelo com preços ainda mais caros que ficam na casa dos R$ 55.517,00 e sempre com o conhecido motor TSI.

Já o modelo mais caro da montadora, o VW Touareg, sofreu o maior aumento e a versão top de linha equipado com o motor 3.6 V6 teve o preço aumentado de R$ 327.793,00 para R$ 337.630,00 (quase dez mil reais de aumento) e para a versão com motor 4.2 V8 os preços pularam de R$ 391.014,00 para R$ 402.744,00, mas temos que levar em consideração que esse é um carro que tem um público alvo extremamente seleto, geralmente pertencentes as classes A/B.

Na retaguarda, o único modelo que baixou em média R$ 200,00 de preço foi o Crossfox nas duas versões. Os outros modelos como o Golf pode ser encontrado com preços entre R$ 78.130,00 e R$ 128.800,00. Já o Gol tem preços que variam de R$ 36.500,00 até R$ 59.400,00, enquanto que o Voyage varia de R$ 45.400,00 até R$ 62.600,00.

Todos os preços dos modelos e demais configurações podem ser vistos no site www.vw.com.br.

Rodrigo Souza de Jesus


Modelo ganhará nova versão equipada com motor 1.0 TSI. Modelo ainda não tem preço definido.

A montadora Volkswagen trará novidades no salão do automóvel no mês de novembro. Adivinhe quem ganha uma versão 1.0 turbinada? O hatch médio Golf. Isso mesmo! A ideia começou a tomar forma quando o UP! TSI foi lançado, na época já se especulou sobre a aplicação do propulsor 1.0 turbo com injeção direta em outros modelos.

Houve boatos de que a Volkswagen estava com receio da reação do cliente brasileiro ao Golf com motor 1.0, mas se ela decidiu lançar essa versão, é porque deve estar segura da aceitação do novo motor. O que pode ter ajudado a montadora a decidir é um fato do modelo Up! TSI ser responsável por uma grande fatia das vendas da marca, ou seja, já foi bem aceito.

Na Europa, esse motor não é novidade, ele já é utilizado em vários modelos da montadora. Por lá, o motor gera 115 cv, enquanto aqui no Brasil ele irá gerar 105 cv. Tem torque máximo de 20,4 kgfm e funciona com uma transmissão manual de 6 velocidades, por aqui esse torque será de 16,8 kgfm e transmissão manual de 5 velocidades.

Testes

O Golf 1.0 chegará ao Brasil, a princípio, na versão Bluemotion Comfortline, com forte foco na economia. Ele já foi flagrado em testes, nos arredores da fábrica da Volkswagen, em São Bernardo do Campo, há algum tempo. O modelo tem um conjunto aerodinâmico, cujo foco é a redução de arrasto do ar. Além disso, ele tem pneus e rodas específicas e algumas outras características que visam diminuir o consumo.

Os itens de série do 1.0 TSI serão os mesmos da versão 1.6 MSI Comfortline, aliás, há uma especulação sobre essa versão: a de que ela está se despedindo do mercado, pois está sendo comercializada com descontos e na linha 2017 da Volkswagen aparecem apenas o Golf 1.0, 1.4 e o 2.0.

Sai um, entra outro, diminuem os impostos

A saída do 1.6 MSI Comfortline e a entrada do 1.0 TSI traz uma vantagem para montadora: a redução de impostos, já que o novo Golf passa a ser enquadrado na alíquota de 7% de IPI, contra 11%, na qual se enquadrava o Golf 1.6 MSI Flex, o que significa menos 4% de impostos. Além disso, a Volkswagen teria uma melhor posição no Inovar- Auto (Sistema de Acompanhamento do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores), o regime automotivo do governo federal. E há ainda outro ganho: a montadora coloca no mercado um carro com preço competitivo – o que é pouco provável, pois o que certamente vai acontecer é ela manter o preço visando o aumento do lucro. É aguardar para ver.

Elma de Fátima Morales Jacinto 


Modelo chega com novos sistemas de controle de tração e estabilidade.

A Saveiro sempre foi um veículo que chamou a atenção dos brasileiros e é um dos carros que vêm perdurando ao longo dos anos e passando por várias reestilizações a fim de manter o sucesso do modelo. Dessa vez não está sendo diferente, pois a Saveiro Cross, modelo que possui cabine dupla e concorre com a Fiat Strada (modelo este que tem porta traseira lateral para otimizar o acesso ao espaço traseiro), chega com um novo visual no modelo 2017.

As principais mudanças ficaram por conta de uma nova grade frontal diferente da que é utilizada no Gol e bastante similar com a grade da grandalhona Amarok. Já o painel veio idêntico ao do Gol, ou seja, em um design mais bonito, moderno e funcional. Várias funções foram inseridas no volante. A suspensão do modelo foi elevada para rodar de forma mais confortável, bem como para que o veículo pudesse encarar terrenos mais complexos.

Apesar de possuir espaço traseiro interno, o tamanho dele é apenas razoável, cabendo apenas crianças ou adultos de menor porte. O ponto negativo desse espaço na parte de trás ficou no acesso, haja vista que exige um certo grau de contorcionismo e devido a este fato é totalmente inviável para uma pessoa idosa, por exemplo. Vários especialistas do ramo já estão ousando em dizer que se o modelo tivesse uma porta lateral toda essa dificuldade de acesso poderia ser resolvida, assim como foi feito na Fiat Strada.

No quesito segurança a Saveiro Cross não deixa a desejar, uma vez que ela possui itens importantes, tais como controle de tração e estabilidade já vindo de série, sendo que a função do controle de estabilidade é a de fazer o reconhecimento de situações críticas e diante disso fazer uma redução da força do motor e caso necessário até mesmo frenagem de uma ou mais rodas até que o veículo atinja a estabilidade ideal. Já o controle de tração serve para auxiliar os condutores para arrancar em pisos que possuam pouca aderência, realizando o bloqueio do diferencial e fazendo a frenagem da roda que esteja com menor tração.

Além do controle de tração para arrancada em rampas, o veículo também possui sistema de freio ABS off-road e sistema de freio a disco nas quatro rodas.

Logo dá para percebemos que essa versão da Saveiro chega ao mercado para brigar de igual para igual com a Fiat Strada.

Por Adriano Oliveira


Modelo chega com mudanças no design e custa entre R$ 43 mil e R$ 73 mil.

A Volkswagen apresentou a sua nova linha 2017 de picape, que conta com quatro versões, duas motorizações, além de três tipos de cabine. A previsão é que o automóvel chegue ao mercado em abril e o valor deve ser a partir de R$ 43.530,00. Mas dependendo da versão e dos itens escolhidos pelo consumidor, ele pode ultrapassar o valor de R$ 73 mil.

A picape é considerada vice-líder entre as compactas do País e as novas versões contam com identidade própria e um visual totalmente renovado. As novas grades são mais robustas que as versões anteriores e ganharam frisos cromados, nos modelos mais caros da picape. Além disso, a tampa da caçamba tem a abertura no logotipo da Volkswagen e a cabine também ganhou modificações em sua estrutura, como por exemplo, os comandos que estão divididos em forma mais horizontal.

As saídas de ar passaram a ser em forma de trapézio e o volante também ganhou um desenho novo, além do quadro de instrumento, que está mais sofisticado nas versões da nova picape. A configuração de entrada da nova linha 2017 passou a ser chamada de Robust, que antes era denominada Starline. O design externo ganhou simplicidade, sobretudo com a presença dos retrovisores e maçanetas na cor preta.

Em relação aos equipamentos, o carro é despojado, ou seja, não tem rádio, vidro ou travas elétricas de série. Os interessados em adquirir itens de conforto terão que desembolsar cerca de R$ 3.790,00 para ter ar-condicionado e R$ 1.470,00 para direção hidráulica.

Todavia, a direção hidráulica aparece na versão Trendline e o ar-condicionado aparece na versão Highline. A versão da Saveiro mais completa e que tem todos os itens adicionais é a Cross, custando em média R$ 73.870,00.

A Saveiro é a única picape compacta que tem controle de estabilidade, que também só pode ser achado na versão Cross, assim como a opção do motor 1.6 16V de 120C, que tem sistema de partida à frio.

Segundo a fábrica, a picape consegue acelerar de 0 a 100Km em 10 segundos. As outras versões conseguem conservar o motor de 1.6 8V de 104 CV. O que achou da novidade da Saveiro?

Por Babi


Modelo trará novas características e design bastante contemporâneo.

Apesar de toda a expectativa do mundo automobilístico, a FAW-VW ainda está trabalhando a todo vapor no novo Bora 2016. Este sedan médio da fabricante alemã agora terá uma nova geração, esta nova geração será desenvolvida na plataforma MQB e aparecendo como um derivado de forma direta do Shanghai-VW Lamando.

Com relação ao tamanho, este novo Bora chegará ao mercado com as mesmas dimensões do modelo anterior, haja vista que ele possui 4,56m de comprimento, largura 1,59m, altura de 1,46m e entre-eixos de 2,61m. Contudo, apesar de possuir o mesmo tamanho nessa nova versão, a Volkswagen conseguiu obter um melhor aproveitamento tanto do espaço interno quanto do porta-malas desse veículo.

O design desse novo Bora ficou bastante contemporâneo e conforme a filosofia que está sendo utilizada pela Volkswagen em âmbito global, este veículo possui uma grande semelhança com alguns modelos antigos da marca, até mesmo com o primeiro Audi 100.

O lado conservador no visual desse carro é quebrado pela presença de novos projetores com LEDs nos faróis, cujo um corte negativo foi feito no seu desenho, bem como no Novo Passat. Na parte traseira desse veículo o detalhe que chama a atenção são as lanternas de LEDs bipartidas.

Já na parte interna, o novo Bora se revelou bastante discreto e possui um acabamento que faz imitação de madeira e multimídia Discover. O ar condicionado é dual zone, bancos revestidos em couro e volante multifuncional. No túnel central deste carro pode ser visto um botão de partida.

Com relação à motorização, o veículo será comercializado com os propulsores 1.6 16V o qual é capaz de produzir uma potência máxima de 110 cavalos ou com o 1.4 TSI com capacidade de produzir uma potência máxima de 131 cavalos, este conjunto mecânico trabalhará em conjunto com uma transmissão do modelo DSG dotado de sete marchas. Os clientes que preferirem o veículo com câmbio manual terão a disponibilidade de cinco marchas apenas no modelo com motor 1.6 e seis marchas no modelo com motor 1.4 TSI.

Agora teremos que aguardar porque mais notícias e revelações a respeito deste veículo irão ser divulgadas antes do seu lançamento. 

Por Adriano Oliveira

VW Bora

Foto: Divulgação


Novo modelo é mais largo e leve. Previsão é que o carro custe cerca de R$ 130 mil no Brasil.

Um dos modelos mais bem-sucedidos da Volkswagen teve sua oitava geração lançada nesta semana na cidade de São Paulo. O novo Volkswagen Passat chegará às concessionárias do Brasil no início de 2016. É bem provável que o sedã da empresa alemã chegue ao mercado brasileiro com preço em torno de R$ 130 mil. A montadora ainda não sinalizou a respeito dos preços durante a apresentação do veículo. Haverá duas versões para os interessados em adquirir o veículo: a Confortline e a Highline. Por enquanto, a Volkswagen não pretende trazer para o país a versão perua do Passat, visto que iria concorrer diretamente com o VW Golf Variante, lançado recentemente pela montadora.

A oitava geração do Passat é o primeiro automóvel sedã da VW que foi produzido utilizando como base a já popular plataforma MQB. Além de muito mais tecnológico, o veículo ficou mais largo e leve, dando uma sensação interna de amplo espaço. O carro pesa, no total, 1.499 kg, segundo informou a Volkswagem. O porta-mala do novo Passar tem 586 litros, um dos mais espaçosos da categoria.

Internamente, a maior novidade está presente apenas na versão topo de linha, a Highline. O quadro de instrumentos do automóvel pode ser analógico ou digital, com a possibilidade de escolha de várias telas, dependendo do conteúdo que o motorista deseja. Tal tecnologia já está presente nos modelos da Audi. Além disso, o pacote de tecnologia do novo Passat irá oferecer sistemas como o de abertura do porta-malas apenas com o movimento dos pés e aceleração e frenagem automáticas.

A VW está oferecendo uma garantia de três anos para o modelo.

Ambos os modelos anunciados pela VW para o novo Passat contam com o mesmo motor. Trata-se de um 2.0 turbo de 220 cv e 35,7 kgfm do Golf GTI. Ele é movido a gasolina e não terá a versão 1.4, que ficará restrito apenas à linha Golf. A montadora alemã garante que o carro consegue chegar de 0 a 100 km/h em apenas 6,7 segundos.

Por William Nascimento


Montadora fará leves alterações no design do modelo, mas trará novidades na parte tecnológica.

A grande e renomada fabricante de veículos automotores Volkswagen está planejando uma reestilização de meia-vida para a atual geração do Golf, a qual está programada para ser oficialmente lançada no final do ano de 2016, contudo, a fabricante já divulgou que deverá antecipar este lançamento.

Ao que tudo indica a Volkswagen irá fazer algumas alterações leves no design no veículo, mas as novidades mesmo ficarão na parte tecnológica. Dentre os destaques mais relevantes teremos o quadro de instrumentos que virá com detalhes digitais, além do sistema de condução autônoma até os 60 km/h.

Na parte externa o veículo será revisado, sendo que na parte frontal será inserido um novo para-choque com a presença de filetes horizontais na parte debaixo, os faróis de neblina ganharão um desenho mais delgado, a entrada de ar será ampliada e os faróis virão com a tecnologia full-LED. Nas laterais, a única novidade serão as rodas que irão ter um novo design, enquanto na parte de trás as novidades ficarão por conta da inserção de um novo difusor, novo para-choque remodelado, lanternas com os seus elementos revistos na parte interna, bem como LEDs de iluminação contínua.

Já na parte interna esta nova geração do Golf irá ganhar avanços tecnológicos bastante acentuados. As versões GTI e R, por exemplo, contarão com a presença de um quadro de instrumento totalmente digital, assim como já foi feito no novo Passat e nos modelos da Audi o TT e o A4. Este sistema irá trazer além de conta-giros e velocímetro, outras funções relacionadas ao computador de bordo e entretenimento, funções estas que serão totalmente reguláveis.  A novidade mais intrigante e mais aguardada por todos, sem sombra de dúvidas, será a central de multimídia comandada por controle por gestos.

Aqui no Brasil, a estreia do Golf nacional está marcada para ocorrer no mês de setembro, veículo este que será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Aqui no país, o design ainda será o atual, contudo o veículo irá ganhar a versão 1.6 16V de entrada e a versão 1.4 TSI será flex, a qual irá ter uma potência máxima de 150 cv com etanol, já as versões Variant e GTI continuarão vindo de fora do país. 

Por Adriano Oliveira

Novo Golf reestilizado 2016

Novo Golf reestilizado 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo deve se chamar Tiguan Coupé R e não tem data para chegar às concessionárias.

Segundo fontes confiáveis, a alemã Volkswagen estaria desenvolvendo uma versão mais esportiva do SUV Tiguan, que tem uma presença ainda tímida no Brasil. O novo modelo deve ser chamar Tiguan Coupé R e ainda não tem data para chegar às concessionárias. O futuro lançamento seria equipado com o motor EA888 2.0 TSI de 292 cv e 38,6 kgfm. O mesmo empregado em outros modelos da montadora como o Golf R.

Há quem afirme que o novo Tiguan poderá chegar a 300 cavalos de potência, mantendo o mesmo torque. Dessa forma, o Tiguan Coupé R será transformado em um legítimo crossover esportivo. É provável que o futuro lançamento tenha a mesma transmissão DSG de seis marchas, além da tração integral 4Motion, que apresenta uma suspensão adaptativa.

A montadora já evidenciou alguns conceitos relacionados ao segmento de utilitários esportivos, contudo a presença da marca ainda é limitada aos modelos atuais: o Tiguan e o Touareg. Muitos apreciadores da marca alemã afirmaram que o CrossBlue e sua versão cupê CrossBlue Coupé eram muito grandes para suceder o SUV médio, porém o Cross Coupé GTE é o modelo que mais está próximo de chegar ao mercado.

Outra notícia animadora foi a apresentação (não oficial) do conceito T-ROC, inclusive para os mercados emergentes, como o brasileiro. Trata-se de um crossover menor com a base do Golf. As perspectivas da Volkswagen se encerram com o Tiguan, que ainda se encontra indefinido. É esperado que o Tiguan Coupé chegue ao mercado entre as versões 1.4 TSI de 150 cv e 2.0 TSI de 220 cavalos de potência.

O novo Tiguan deve chegar ao mercado europeu entre os anos de 2017 e 2018, depois do lançamento do modelo de entrada e opção com entre – eixos mais alongado, com capacidade de até sete pessoas. O modelo já está em estágio avançado de desenvolvimento e espera-se que venha equipado com suspensão MacPherson na dianteira e multi-link na traseira. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Nova Volkswagen Tiguan

Nova Volkswagen Tiguan

Fotos: Divulgação


Versão foi lançada para ser o modelo de entrada aqui no Brasil e parte do valor de R$ 56.220.

Apesar de não ter apostado em uma divulgação muito ampla, a fabricante de veículos automotores Volkswagen passou a disponibilizar aqui no País a versão Trendline na linha do SpaceFox. Essa versão foi lançada na gama para ser o modelo de entrada.

Este lançamento será disponibilizado para o consumidor pelo valor de R$ 56.220 na versão que possui câmbio de cinco marchas manual, já os consumidores mais exigentes que quiserem fazer o investimento na variante dessa versão que é o mesmo veículo, contudo equipado com transmissão automatizada com sistema i-Motion e com câmbio de cinco velocidades terão que pagar R$ 59.720 para adquirirem este veículo.

Se formos comparar esta nova versão Trendline com a versão Comfortline, que é comercializada por R$ 59.710, a distinção existente entre essas duas versões é que na Trendline alguns itens foram suprimidos, tais como, o travamento elétrico das portas e do porta-malas que eram feitos por meio de controle remoto, computador de bordo, retrovisores externos e os vidros elétricos, tanto os dianteiros como os traseiros.

O motor que foi inserido nesta versão foi o 1.6 litro que á capaz de produzir uma potência máxima de 104 cavalos.

Mesmo sendo uma versão básica o SpaceFox Trenline ainda veio com os seguintes itens de série: freios ABS com sistema EBD, direção elétrica do modelo Easy drive, banco do condutor com ajuste de altura, volante com regulagem de profundidade e altura, ar-condicionado com a presença de pólen e filtro de poeira, além das bonitas rodas de aço no tamanho 15 polegadas que são complementadas com calotas modelo “FolK”.

Se os clientes quiserem um veículo um pouco mais incrementado a opção terá que ser pela versão Comfort Plus, a qual tem à disposição os seguintes opcionais: vidros e travas elétricas, para-sol com a presença de luminária, retrovisores elétricos, luzes para leitura, sensores de estacionamento, chave no modelo canivete, iluminação no interior do porta-luvas, sistema de abertura do porta-malas por meio de controle remoto. 

Por Adriano Oliveira

Volkswagen SpaceFox Trendline

Volkswagen SpaceFox Trendline

Volkswagen SpaceFox Trendline

Fotos: Divulgação


Novo modelo conta com tecnologia e modernidade.

A Volkswagen, famosa montadora alemã, conhecida nos cinco continentes do Planeta, traz ao mercado o seu mais novo lançamento: o Passat GTE.

Um dos principais destaques da marca sempre foi o seu forte investimento em publicidade. Sendo assim, o Slogan do Passat GTE não poderia deixar a desejar. A marca optou por empreender ao carrão um slogan forte e chamativo: Passat – Um carro como só os Alemães sabem fazer. Há de se entender essa frase com grande facilidade, haja vista a Alemanha ser conhecida pelos seus automotores que possuem destaque em todo o mundo, principalmente os esportivos. Entre as principais marcas que se destacam a BMW, Mercedes-Benz, Audi. Além disso, a Volkswagen, também, é Alemã.

A marca deixa claro que, no Passat, conforto e luxo sempre foram priorizados. O carro sempre se destacou por ser de alto custo e alto luxo. Por isso, o novo Passat GTE conta com materiais de extremo bom gosto e luxo. O destaque fica com o relógio analógico cravado no painel dianteiro e uma tela Touchscreen que dá maior ar de modernidade ao veículo.

Os bancos dianteiros são um acúmulo de tecnologia. Além de contar com opcional de climatizadores, pode-se optar pelo veículo com ajuste elétrico e memória de posição do banco dianteiro do motorista.

Chave para ligar o carro é coisa do passado, concorda? Pois bem, o Passat GTE conta com o acionamento através de um botão, contudo, este acessório é opcional e, consequentemente, custará mais caro ao consumidor.

O climatizador do Passat GTE é um dos destaques: o carro conta com ar-condicionado Climatronic com controle de temperatura Dual Zone no display do rádio.

O motor do Passat GTE é o famoso 2.0L TSI de 211 Cv de potência máxima. Além disso, possui um sistema de transmissão DSG com dupla embreagem. Além disso, o veículo conta com ABS, Air-bag e outros dispositivos avançados de segurança.

O Passat GTE promete surpreender!

Por Daniel Alves

Volkswagen Passat GTE

Volkswagen Passat GTE

Fotos: Divulgação


Atualização do modelo foi destinada para os veículos apenas da China.

A fabricante de veículos automotores Volkswagen fez, no último sábado, dia 6 de junho, uma discreta demonstração a respeito da atualização que foi realizada no seu veículo Phaeton, no entanto a atualização deste veículo não chegará a todos os países onde o modelo é comercializado. A princípio esta atualização foi destinada apenas para os veículos Phaeton da China. Essa restrição por parte da montadora se deu, principalmente, devido ao fato de que este sedan da marca tem maior aceitação no continente asiático.

Pelo o que pode ser observado, nessa atualização os principais destaques ficaram por conta da inserção de novos faróis bi-xenônio, de uma nova grade dianteira, a inserção de um para-choque rico em detalhes cromados, retrovisores internos que têm a função de serem aquecidos e eletricamente rebatíveis com sinais integrados, faróis de neblina de LED, bem como novas lanternas.

Com relação à motorização, este veículo atualizado será disponibilizado no mercado chinês com três opções de propulsores, sendo que estes são os seguintes: o 3.0 V6 que é capaz de produzir uma potência máxima de 250 cavalos, a segunda opção é o 3.6 V6 que tem a capacidade de produzir uma potência máxima de 280cv e a terceira e última opção será o 4.2 V8que será capaz de produzir uma potência máxima de 335 cavalos. Em todas estas opções de motores que poderão ser escolhidas pelos consumidores, este sedã irá sair de fábrica com uma transmissão do tipo automática com seis marchas e tração integral do modelo 4MOTION. Segundo a fabricante, este carro tem a capacidade de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos e tem uma velocidade máxima limitada em 250 km/h.

Para aqueles que não conhecem ou nunca ouviram falar a respeito deste veículo, ele é um sedan topo de linha da marca alemã, este carro foi recém-retirado do mercado britânico e partiu com est atualização para o mercado chinês.

As vendas deste veículo começaram no último dia 6 de junho, sendo que no mercado chinês este sedan germânico custa a partir de 759.200 yuans, ou seja, em torno de R$ 385.521.

Por Adriano Oliveira

Volkswagen Phaeton

Volkswagen Phaeton

Fotos: Divulgação


Novo modelo será lançado em Wörthersee. Versão terá a função boost, dando uma qualidade extra de torque em um período curto de tempo.

Diante de um cenário de muita expectativa e especulações, a Volkswagen acabou divulgando três imagens da nova edição que terá exemplares limitados do Golf.  Esse novo hatch da Volkswagen que teve as imagens divulgadas preliminarmente ficará entre as versões GTI Performance e o Golf R, para aqueles que ficaram curiosos e não se contentaram apenas com as três fotos, o lançamento oficial desse veículo será feito nos próximos dias em Wörthersee e será batizada com o nome de Golf GTI Clubsport.

Com relação à motorização dessa novidade, o motor utilizado será o mesmo já utilizado no veículo anteriormente, ou seja, o 2.0 litros turbo de quatro cilindros, contudo dessa vez ele será configurado de maneira especial, a fim de que a sua potência seja aumentada para 265cv, configuração esta que dará a esta versão um desempenho exclusivo.

Por falar em desempenho exclusivo, essa versão também contará com uma função “boost” a qual terá a finalidade de dar ao veículo uma quantidade extra de torque em um período curto de tempo, função esta que juntamente com o diferencial autoblocante dianteiro, pode deixa-lo com uma dirigibilidade muito melhor e mais interessante, fator este que poderá agradar bastante tanto aos críticos do ramo quanto aos consumidores.

No quesito design, esta nova versão do Golf ganhará um para-choque frontal com grades com entradas de ar, o que o deixará mais agressivo e chamativo.

Além dessas novidades, os consumidores irão notar diferença no tamanhão da asa traseira, bem como com as rodas que foram destinadas a esta versão. Para quem gostou da novidade, a única notícia ruim é que esta versão limitada desse hatch da Volkswagen só estará disponível no ano de 2016 e será lançada para celebrar os 40 anos do lançamento de outro sucesso da marca que foi o Golf GTI, com relação a valor, os preços dessa versão deverão partir de 34 mil euros.

Então, por enquanto, só nos resta aguardar a divulgação de mais novidades da montadora, o que, com certeza, ocorrerá durante o evento em Wörthersee.

Por Adriano Oliveira

Volkswagen Golf GTI Clubsport

Volkswagen Golf GTI Clubsport

Fotos: Divulgação


Montadora está voltando suas atenções aos mercados emergentes e nesse no novo modelo uma forma de atender as exigências dos consumidores brasileiros.

Um carro quando vai ser lançado é sempre aquela expectativa em volta de uma das montadoras para saber o modelo, os acessórios, funcionalidades, etc., mas a VW já adiantou que pode lançar um SUV exclusivo para o Brasil. Essa informação foi passada pela famosa agência de notícias Reuters, no último dia 28/04/2015 (terça-feira), onde ela descobriu junto com alguns profissionais da VW que esse utilitário compacto vai ser exclusivo para o território brasileiro.

Agora por que essa decisão foi voltada diretamente para atender as exigências do público brasileiro?

Segundo essas fontes é uma estratégia da empresa, que está voltando as suas atenções diretas para mercados emergentes. Através do SUV é uma forma mais fácil de entrar nesse mercado e conquistar um público fixo, pois  é um mercado muito requisitado, e tem concorrentes de grande potencial, onde podemos verificar os modelos Peugeot 2008, o Jeep Renegade e o Honda HR-V. A empresa está colocando todas as fichas nesse novo modelo.

Ainda não foi confirmado se tem alguma relação com o Taigun que foi exibido no Salão do Automóvel de 2012, mas que não foi levado para frente, mas independente do modelo que vai surgir, somente temos a certeza que a Volkswagen quer voltar a lucrar dentro dos mercados chineses e brasileiros, depois que teve a saída do seu chairman Ferdinand Piech.

Para a empresa ele teve uma importância durante muitas décadas, principalmente em várias partes do planeta, mas nem tudo na vida são flores e como tinha ideias opostas em comparação ao CEO, Martin Winterkorn, acabou saindo da empresa.

Foi uma perda muito grande para os mais conservadores, mas mesmo assim pode parecer loucura, quando comparamos que quase 80% dos investidores acreditam que a empresa vai conseguir superar tudo isso e sair bem no mercado nos próximos anos.

Por hora temos incertezas em jogo, mas que ao mesmo tempo fazem a empresa contar com a revisão das atitudes de Piech, que queria que ela estivesse em todas as partes do planeta e que ainda abastecesse o mercado em todos os segmentos automobilísticos, como caminhões de porte extrapesados e também as motocicletas.

Por Fernanda de Godoi

VW Taigun

Foto: Divulgação


Novo modelo estará à venda por R$ 50.190.

Quando temos a união da Volkswagen junto com o nome Rock in Rio temos um dos carros que apresentam um dos designs mais arrojados do mercado. Esse modelo é conhecido como o Fox Rock in Rio, foi comercializado pela última vez no ano de 2014, mas devido ao sucesso naquela época e também o fato da Volkswagen ser a patrocinadora oficial desse evento, esse veículo está retornando ao mercado com um novo visual.

No primeiro momento notamos adesivos que estão localizados nas laterais imitando justamente as silhuetas de instrumentos musicais, além de espelhos retrovisores que foram pintados justamente na cor prata, mais uma grade dianteira que é do tipo colmeia, um spoiler traseiro, os faróis com máscara negra, lanternas fumês e por último não podemos esquecer-nos das suas rodas de liga leve que são de exatamente 15 polegadas.

Já na sua parte interior o veículo apresenta soleiras personalizadas diretamente nas portas traseiras, ainda detalhes vermelhos nas saídas de ar e também na coifa da alavanca de câmbio, mais pedaleiras revestidas em alumínio e por último os bancos que são revestidos com um tecido exclusivo e ainda com porta-objetos nas laterais dos encostos dianteiros.

Com relação ao seu motor é o 1.6, e 8 válvulas com uma potência de 101 cv (gasolina) ou senão de 104 cv (etanol), além de 5.250 rpm, mais um torque máximo que chega no máximo a 15,6 mkfg e 2.500 rpm.

O Fox Rock in Rio apresenta algum tipo de acessório?

A Volkswagen informa que esse veículo apresenta as seguintes funcionalidades:

  • Direção hidráulica;
  • Sistema de som com CD Player;
  • MP3 e entradas USB e auxiliar;
  • Ar-condicionado;
  • Conjunto elétrico;
  • Sensores de Estacionamento Dianteiro;
  • Sensores de Estacionamento Traseiro;
  • Banco do Motorista com regulagem de altura;
  • Faróis de Neblina;
  • Volante multifuncional, que apresenta ajuste de altura e também de distância;
  • Coluna de Direção com regulagem de altura e também de profundidade;
  • Computador de bordo I-System, além de outros tantos equipamentos.

A produção é voltada para uma edição limitada com comercialização até o mês de agosto e com o preço de R$ 50.190.

Por Fernanda de Godoi

Volkswagen Fox Rock in Rio

Volkswagen Fox Rock in Rio

Fotos: Divulgação


A montadora Volkswagen anunciou nesta terça-feira dia 24 de fevereiro que irá fazer a exibição do novo modelo do veículo Touran. A exibição do novo monovolume da montadora será feita no Salão de Genebra o qual terá início no dia 3 de março.

Nessa nova versão o veículo teve um aumento considerável nas suas dimensões, este aumento ocorreu devido às ampliações realizadas na distância entre os eixos, bem como na capacidade do porta-malas do veículo.

Outro fator que também fez o veículo crescer foi o fato de ele ter sido desenvolvido, nesta versão, com a plataforma MBQ o que fez com que o Touran ganhasse um aumento de 13 cm, dos quais 11,2 são nos eixos, o que na prática representa um ganho real para os passageiros do veículo.

Já o porta-malas teve um aumento de 48 litros, o qual agora tem a incrível dimensão de nada mais nada menos que 1.040 litros e se o proprietário do veículo achar que o espaço ainda está pouco ele terá a opção de rebater o banco traseiro do veículo o que fará com que o porta-malas seja ampliado ainda mais, nesse modo com o banco rebatido o Touran passa a ter um porta-malas de 1.980 litros, o que com certeza é muito espaço para carregar as bagagens.

O veículo será disponibilizado ao consumidor final com várias opções de motorização, sendo que três delas serão movidas a gasolina e outras três serão movidas a Diesel.

As três versões movidas à gasolina serão as seguintes: a com motor 1.2 TSI que é capaz de produzir uma potência de 110cv, a outra opção é o motor 1.4 TSI o qual é capaz de produzir a potência de 150cv, já na versão mais potente a gasolina o motor utilizado é o 1.8 TSI que é capaz de produzir uma potência de 180cv.

Já nas versões movidas a Diesel, os motores utilizados são os seguintes: o 1.6 TDI que é capaz de produzir 110cv, o 2.o TDI de 150cv de potência e o mais potente de todos que é o motor 2.0 TDI reconfigurado o qual é capaz de produzir uma potência de 190cv. 

Por Adriano Oliveira

Volkswagen Touran

Volkswagen Touran

Fotos: Divulgação


A Volkswagen poderá divulgar mais uma novidade no Salão de Genebra, que possui previsão para o começo de março. Através de um teaser, não oficial, é possível que modelo seja o CC Concept. Segundo a mídia internacional, o conceito poderá servir de referência para a próxima geração do Passat, que seria disponibilizado em 2017. O coupé também possui um sistema inovador de tração 4×4, tendo também o motor turbo a gasolina com outros dois blocos elétricos.

Não existem detalhes a respeito da potência, entretanto, é previsto que o CC Concept usará o motor TSI 1.4 idêntico do Passat GTE, que junto com outro bloco elétrico, permite 218 cv. O câmbio é automático de seis marchas com dupla embreagem.

O Passat GTE possui alimentação por um sistema híbrido, que tem uma versão de 1,4 litro TSI a gasolina com 156 cv, auxiliado por um motor elétrico com 115 cv (85 kW) e 40,79 mkgf de torque. A potência relacionada é de 218 cv e o câmbio é automático de seis marchas com dupla embreagem. O modelo acelera aos 100 km/h em menos de oito segundos e alcança a velocidade máxima de 220 km/h. De acordo com informações, o consumo médio de combustível é de 2,0 l / 100 km.

No interior, praticamente todos os materiais são macios. O número de botões da console foi diminuído pelo motivo das funcionalidades completas de informação e entretenimento terem acesso somente através do visor tátil central.

O painel de instrumentos tem a possibilidade da escolha pela versão analógica ou completamente digital, com diversos visores possíveis, o que depende da informação que o motorista quer a cada situação. Existe também um Head Up Display como alternativa e Internet com Wi-Fi, que possibilitam a conexão do modelo com o exterior. O modelo possui a visão de 360 graus, fornecida com quatro câmeras de vídeo que possibilitam uma visão aérea do Passat.

Por Felipe Couto de Oliveira

Teaser do Volkswagen CC Concept

Teaser do Volkswagen CC Concept

Fotos: Divulgação


A marca Volkswagen está disponibilizando um curso de formação para mulheres. A formação acontecerá no dia 14 de março de 2015, a partir das 10h. A iniciativa deste projeto foi a comemoração do “Dia Internacional da Mulher”, que é homenageado no mês de março.

Neste curso gratuito estão sendo oferecidas 2.800 oportunidades nas 110 concessionárias da montadora que estão situadas em todo o território nacional. No estado do Ceará, o evento será ministrado nos seguintes locais:

– Ceará Motor – localizada na Avenida Pontes Vieira, número 855;

– Fauzato – situada na Avenida Heráclito Graça, número 1.245;

– Nacional – localizada na Avenida Rogaciano Leite, número 333;

– Saga – situada na Avenida Santos Dumont, número 6.300.

O intuito deste evento, denominado “Mecânica Interativa para Mulheres” (MIM), é transmitir alguns conhecimentos de nível básico quanto ao funcionamento interno e a manutenção geral do automóvel. Outro aspecto será de ensinar sobre a importância de fazer a revisão do carro de maneira frequente e sobre a necessidade de escolher peças originais da marca Volkswagen.

O projeto também possibilitará esclarecimentos de mitos e verdades sobre diversos assuntos sobre a maneira correta de cuidar e dirigir um veículo. Alguns exemplos dos temas que serão abordados:

– Em circunstâncias de declive, é necessário engatar o automóvel: informação verdadeira.

– É necessário examinar o óleo em cada semana: informação verdadeira.

– O pé esquerdo precisa ser mantido na embreagem: informação falsa.

No transcorrer do curso também será proporcionado que as alunas tenham uma aula prática na oficina mecânica da montadora. No início do evento, será oferecido para as pessoas presentes um kit contendo lápis, borracha, caderno e um material informativo, contendo várias dicas automotivas.

As pessoas que tiverem interesse em fazer parte deste curso, poderão realizar as inscrições através do site da montadora: vwbr.com.br/mim. O período de inscrições terminará no dia 27 de fevereiro de 2015. As oportunidades para participar deste projeto são limitadas. O requisito para participar do evento é chegar ao local meia hora antes do início da atividade. 

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen MIM


O Volkswagen Beetle (Fusca no Brasil) é verificado no Salão de Chicago: o Eneos RWB Beetle, feito em parceria entre o piloto de rallycross Tanner Foust e RAUH-Welt Begriff, preparadora de Porsches. Somado à cor laranja, o Beetle teve um alargamento da carroceria em aproximadamente 20 centímetros e rodas Motegi de 18 polegadas com talas extralargas, 10 polegadas na frente e 12 na traseira. Os para-choques e adotados acessórios originais da VW foram refeitos. A mecânica continua original.

A história da Volkswagen no Brasil inicia 1949, no momento que pesquisas no mercado latino-americano apontaram o Brasil como o melhor local para ter a primeira fábrica da empresa fora da Alemanha. A história da Volkswagen no Brasil iniciou em 23 de março de 1953, em um pequeno armazém alugado na Rua do Manifesto, no tradicional bairro o Ipiranga, em São Paulo. Começava ali a Volkswagen do Brasil Ltda. Apareceram lá os primeiros Fuscas (antes denominados ainda de Volkswagen Sedan), produzidos com peças significativas da Alemanha e com o trabalho de somente 12 empregados.

Em junho de 1956, o governo do Brasil possibilitou situações vantajosas para a instalação da indústria automobilística no Brasil, colocando as bases estruturais para o desenvolvimento em curto tempo do setor. De forma imediata, a Volkswagen resolveu construir sua fábrica pioneira em São Bernardo do Campo. No ano seguinte, em 2 de setembro, aparecia na linha de montagem o modelo pioneiro da empresa produzido totalmente no Brasileiro: a Kombi, com 50% de suas peças e componentes fabricados no território brasileiro. O primeiro Fusca (Sedan) produzido no Brasil foi lançado em 3 de janeiro de 1959. Neste mesmo ano, foram comercializadas 8.406 unidades do modelo que, em curto tempo, passava a ter um grande sucesso de mercado, em um momento dominado pelos automóveis importados de grande porte. Até 1986, o Brasil fabricou 3,1 milhões de unidades do Fusca.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen Eneos RWB Beetle

Volkswagen Eneos RWB Beetle

Volkswagen Eneos RWB Beetle

Fotos: Divulgação


Os amantes de esportes radicais que sentiam falta de um veículo para levar seus equipamentos, sobretudo para a praia, agora já podem se sentir lembrados, pois a Volkswagen já anunciou em seu site a venda da nova Saveiro Surf.

A montadora já havia lançado em 2002 um modelo esportivo da Saveiro, batizada de SuperSurf. Agora, na nova versão, o veículo vem com motor 1.6 de 104 cv, além de câmbio manual de cinco marchas. O detalhe é que a montadora está produzindo apenas a versão em cabine simples, e ainda não anunciou se haverá uma versão em cabine dupla.

Pronta para bater de frente com sua maior concorrente – a Fiat Strada – a Saveiro Surf está anunciada no site da Volkswagen por R$ 48.050,00, sendo quase cinco mil reais mais cara do que a versão simples da Strada (CE Working), que sai por R$ 43.730,00. Em comparação com a versão de cabine dupla da Strada, a Saveiro Surf é dois mil reais mais barata do que a Strada Working CD, que custa atualmente R$ 50.180,00.

O valor um pouco mais caro do que a cabine simples da Strada é justificado pelos itens que vêm com a Saveiro Surf: vidros, travas e retrovisores elétricos, ar condicionado, direção hidráulica, faróis e lanternas de neblina, ajuste de altura do banco do motorista, ajuste de altura e profundidade do volante, suspensão elevada e pedaleiras esportivas. O interessante, principalmente para quem curte carros esportivos, é que a Saveiro Surf vem preparada para a instalação de som automotivo. As rodas são de liga leve com aro 15’’.

Como itens obrigatórios, obviamente o veículo vem equipado com airbag duplo e freios ABS.

Entre os itens opcionais, não há muito o que oferecer, sendo em duas versões: a primeira, mais barata (R$ 1.360 a mais), oferece som com rádio, Bluetooth, MP3, CD, entradas auxiliares e USB, computador de bordo e volante multifuncional. A segunda versão, custando R$ 1.428 a mais, oferece ganchos para amarração de carga (muito útil para quem viaja com bagagem extra), isolante térmico nas janelas e capota marítima.

Por Felipe Villares

Volkswagen Saveiro Surf 2015

Volkswagen Saveiro Surf 2015

Volkswagen Saveiro Surf 2015

Volkswagen Saveiro Surf 2015

Fotos: Divulgação


As coisas não vão bem para o Gol, líder de vendas durante 27 anos seguidos. Após perder o posto de veículo mais vendido em 2014 para o Fiat Palio, o modelo da Volkswagen caiu para o sétimo lugar no ranking de carros mais vendidos no país na passagem de dezembro para janeiro. Os dados são do Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, cuja base é feita por meio dos dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

O Palio continua sendo o veículo mais emplacado do mês, em segundo está o Chevrolet Onix, seguido do Hyundai HB20, Fiat Uno, Ford Ka e Volkswagen Fox. O líder de vendas, o Palio, retomou o topo de vendas mensal em janeiro, quando foram emplacadas 14.432 unidades. Este número é quase 6,5 mil maior dos 7.866 modelos do Gol licenciados no mesmo período.

O Palio esteve em primeiro no ranking mensal desde julho do ano de 2014, contudo foi ultrapassado pelo Gol em dezembro, mostrando uma pequena reação do hatch da Volkswagen. Entretanto os números não foram suficientes para dar o topo ao modelo da montadora alemã. O Gol foi o segundo carro mais vendido do ano, perdendo para o Palio por poucas unidades, mais precisamente 385 delas.

Alguns analistas afirmam que a diminuição das vendas em janeiro pode ser resultado do conhecido efeito "rapel". Ele consiste no emplacamento das unidades presentes em estoque, sem que eles tenham sido comercializados. Essa é uma prática comum das concessionárias para que elas contabilizem as unidades licenciadas no balanço e assim atinjam as metas mensais para o mês.

Esse efeito rapel é uma faca de dois gumes, tendo em vista que as unidades vendidas no mês seguinte não são contabilizadas, já que os carros em estoque terão de sair, contudo eles já foram contabilizados. Já a Volkswagen atribuiu a queda à diminuição da oferta do Gol, ocasionada pela greve na fábrica de São Bernardo do Campo, ocorrida no início do mês passado.

Por Ana Rosa Martins Rocha

Volkswagen Gol

Volkswagen Gol

Fotos: Divulgação


Antes de falarmos sobre o “nosso” VW Golf, vejamos alguns caminhos percorridos pelo carro até hoje. Pelo bem da verdade, essa é sétima geração do modelo. Entretanto, para nós, é a terceira. Mas isso não importa muito. A questão é que as versões que já foram disponibilizadas no mercado nacional já tiveram diversas origens.

No começo o carro, o hatch médio da Volkswagen, era importado pela companhia da Alemanha. Época em que o modelo contava com o refinamento e os mesmos equipamentos que estavam presentes na versão oferecida no mercado europeu.

Porém, meses atrás ele começou a vir do México. Não havia impostos a serem pagos pela importação, mas, em contrapartida, alguns itens de série acabaram sumindo. O problema é que os preços continuaram os mesmos. Agora, como já foi anunciado, o Brasil terá sua própria fábrica para o Golf.

A fábrica que vai produzir o Golf brasileiro é a que se encontra situada em São José dos Pinhais, no estado do Paraná. A título de curiosidade, essa unidade comemorou recentemente seus 16 anos. O que importa mesmo é que a fábrica ganhou um investimento de R$ 530 milhões, tudo com a finalidade de deixar a unidade pronta para a fabricação do Golf.

Com essa quantia sendo investida, a expectativa é de que a unidade tenha um crescimento em relação à capacidade de produção em 20%.

O início das atividades para a fabricação do modelo na unidade do Paraná ocorre cerca de dois anos depois do anúncio oficial do investimento. Pelo visto, a coisa anda até bem, já que até a primeira carroceria do modelo já foi produzida por lá.

De acordo com informações da própria fabricante, inicialmente, a fabricação do Golf terá peças vindas do México. A previsão é de que o índice de nacionalização aumente até chegar 70%. A linha de produção do Golf contará com mais de dois mil funcionários trabalhando. E por falar nisso, esses profissionais já se encontram em treinamento, tanto teóricos quanto práticos, desde o ano passado.

Da mesma maneira como ocorreu no mercado mexicano, o novo Golf brasileiro deverá estrear com algumas novidades para os compradores. Alguns sites especializados no setor têm sugerido que será uma nova versão de entrada – a Trendline. Essa versão conta com um bloco de 1.6 litros de 16V com capacidade de gerar 120 cavalos de potência.

Já os preços, um dos pontos que mais interessam aos consumidores, ainda permanece uma dúvida total.

Por Denisson A. Soares

Foto: divulgação


O modelo Golf, da Volkswagen, alcançou sucesso de vendas a nível mundial. O veículo conquistou o mercado no mês de setembro de 2014, tendo um avanço de 50% em vendas, comparado com o ano de 2013. Desta maneira, o modelo ultrapassou os principais concorrentes, como o Corolla e o Ford Focus.

O veículo conquistou o primeiro lugar no ranking de vendas mundial, com um número total de 97.326 de unidades vendidas calculadas do mês de janeiro até setembro de 2014. Considerando as vendas acumuladas dos anos anteriores, o modelo totalizou o número de 699.690 de negociações concretizadas, com um significativo aumento de 51,70% em comparação com 2013.

Foto: Auto Show News

Em segundo lugar, o modelo que se destacou foi o Corolla, da marca Toyota, que somou um número de 95.488 unidades vendidas até o mês de setembro de 2014. Levando em conta as vendas dos anos antecedentes, o modelo somou um número de 879.495 em vendas no total, apresentando uma queda de 1,60% em relação ao ano de 2013.

O modelo Ford Focus, ocupou o terceiro lugar de destaque no ranking de vendas global, com um total de 84.002 em vendas desde o início do ano até setembro. O modelo apresentou uma queda de 14,10% em comparação com o período de 2013 e alcançou um total em vendas de 789.644 unidades acumuladas.

Em quarto lugar, o modelo Ford F-Series teve até setembro um número de 72.629 vendas, tendo uma queda de 2,00%. Já o modelo Elantra, da marca Hyundai, se posicionou em quinto lugar no ranking, tendo 66.671 de vendas e com uma queda de 10,90% em relação a 2013.

Com a divulgação destes dados estatísticos pela consultoria internacional focus2move, nota-se que o Golf da Volkswagen se destacou no mercado mundial, conquistando um maior número de clientes e, assim, tendo a superação de vendas em relação a excelentes marcas do mercado. 

Por Felipe Couto de Oliveira


Os apaixonados pela Volkswagen serão sempre apaixonados pela marca. Por isso, a VW sempre inova em seus lançamentos. Agora, a marca traz ao mercado a sua mais nova “máquina”: o Cross UP!

Às vezes é um pouco complicado essas transformações feitas pelas montadoras, haja vista que alguns carros não foram feitos para se tornarem Cross. Contudo, a aceitação do público é boa e tende a suprir essa questão.

Muitos compradores, às vezes, até desconhecem qual seria a utilidade de um Cross e tendem a comprar esse tipo de carro, literalmente, devido ao fato de possuir uma “capa” extra em relação aos modelos convencionais.

Foto: divulgação

Porém, não estamos aqui para ficar criticando ninguém, e sim para trazer informações sobre o novo lançamento da VW, o Cross UP!

Normalmente, você não vê sedãs caros com cores chamativas, adesivos ou muita firula. Um BMW 380i, por exemplo, não passa de um preto, azul ou cinza. Os hatchs médios tendem a se tornar uma espécie de boneca de menina pequena, que sofrem grandes transformações. A VW preferiu manter a tradição dos carros alemães e buscou não dar muitos detalhes “coloridos” ao Cross UP!.

As principais inovações do Cross UP! em relação à versão comum – UP! – Está no fato de ele ter ganhado uma espécie de tampa no para-choque frontal, o que dá ao carro um maior ar de modernidade. Além disso, ganhou detalhes de plástico pouco acima da caixa de rodas.

Outra inovação está no fato do carro ter adquiro uma espécie de friso, que vai do início da porta dianteira ao término da traseira, com a inscrição “Cross Up!”. As rodas são exclusivas do carro.

Foto: divulgação

Em relação à estética, essas foram as únicas mudanças.

O motor continua o mesmo 1.0 da versão comum. Além disso, para aqueles que acham que poderão sair por aí pegando lama em uma estrada de terra, a fim de fazer um passeio cross, podem desiludir. A VW não aumentou a suspensão do carro em relação à versão comum.

Por Daniel Alves


As pick-ups compactas abrangem um grande mercado no Brasil. Recentemente, a Fiat lançou o modelo cabine dupla, e agora foi a vez da Volkswagen inovar e buscar lugar nesse mercado que é dominado apenas pela rival Fiat.

A diferença da pick-up da Volkswagen é que ela leva cinco pessoas, enquanto que a rival da Fiat leva apenas quatro. Na verdade, ela seria como um gol, mas com caçamba. No entanto, o espaço no banco traseiro é bem apertado, mas mesmo assim tem mais espaço que a concorrente.

Foto: divulgação

Para aumentar o espaço interno, a VW levantou o teto um pouco mais de dois centímetros e ainda aumentou o comprimento da cabine em 68 centímetros em comparação com o modelo de cabine estendida. Mas como não tem porta traseira, apesar da porta ser maior, ainda ficou difícil entrar para o banco de trás.

Como a cabine aumentou, a caçamba diminuiu, então, para não diminuir muito a capacidade de carga da caçamba, o estepe foi parar debaixo do assoalho da caçamba. Com isso, conseguiram deixar uma caçamba com capacidade de 580 litros, o que não é muito, mas é o esperado desse estilo de pick-up.

O modelo trás algumas tecnologias, como: freio a disco nas quatro rodas, Controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, bloqueio eletrônico de diferencial, ABS com função off-road e também o novo motor 1.6 Flex 16 válvulas, que não necessita de tanquinho de partida a frio e ainda tem mais potência e torque que o motor antigo.

Foto: divulgação

O motor com gasolina tem o desempenho de 110 cavalos e 15,8 kgfm de torque e 120 cavalos e 16,8 kgfm no álcool, o que gera um desempenho muito superior quando do uso do álcool. O consumo também é um atrativo, pois o consumo médio ficou em 10,3 km/l na gasolina e 7,2 km/l no álcool.

Apesar de toda modernidade, o modelo ficou devendo no preço, pois o modelo mais simples – Trendline – começa no valor de R$ 47.490,00 (com o antigo motor 1.6 e 8 válvulas), podendo chegar a R$ 62.890,00 no modelo Cross completo.

Por Dalmo Rocha de Jesus


A Volkswagen, fabricante de automóveis consolidada no mercado brasileiro, lançou recentemente no mercado a última versão de seu compacto de sucesso, o Novo Fox.

Dentre as opções disponíveis, as categorias são Trendline, vendido a partir de R$ 36.520, BlueMotion, disponível por R$ 38.290 , Comfortline, saindo a partir de R$ 38.890 e Highline, a versão mais top que está no mercado a partir de R$ 49.590.

O modelo do Novo Fox foi inspirado em seu irmão mais velho, o Novo Golf, sendo um pouco menor, mas com lanternas, faróis e frisos que lembram o carro da categoria superior da marca.

A versão top do compacto, a Highline, está disponível apenas com motor 1.6, com quatro cilindros em linha, 16 válvulas, comando duplo, flex, possuindo 110 cv de potência quando rodando com 100% de gasolina e 120 cavalos quando utilizado com etanol. Quanto ao câmbio, pode-se optar por duas opções: o manual com 6 velocidades ou o automatizado “I-MOTION” com 5 velocidades e com a função Tiptronic. 

Foto: divulgação

Essa última versão está disponível a partir de R$ 52,780. Segundo a fabricante, o Fox Highline faz de 0 a 100 km/h em 9,8s e chega aos 189 km/h.

O Novo Fox Highline conta com o I-System, que é um opcional que mostra dados sobre o estado do veículo, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, retrorrefletores no para-choque traseiro, lanterna com lente escurecida, roda de liga leve aro 16, volante multifuncional, sistema de som, ajuste fino no banco do motorista, pedaleiras esportivas em alumínio, paletas AeroWischer, faróis duplos com máscara escurecida, faróis de neblina com aros dourados, espelhos retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas e banco traseiro rebatível.

Dentre os opcionais, pode ser acrescentado teto solar no veículo, bancos em couro e sistema de som touchscreen com navegação.

Foto: divulgação

O Fox é a aposta da VW para concorrer com outros compactos, como o HB20 da Hyundai, o Onix da GM, o Fiesta da Ford e Sandero da Renault.

Por Rannier Ferreira Mendes


A Volkswagen já divulgou em seu site, logo no início deste mês de novembro, a nova versão de seu compacto off-road: o CrossFox 2015. O carro conta com duas versões, o 1.6l MSI, que possui câmbio manual de 6 velocidades, e o MSI I-Motion, que, como o próprio nome do modelo diz, tem o câmbio I-MOTION automatizado com 5 velocidades.

A versão mais barata do compacto chega ao mercado (de acordo com a opção de compra direta pelo site) por R$ 57.990,00, que é justamente a versão com câmbio manual, enquanto que a versão com câmbio automático sai a partir de R$ 61.180,00. Porém, se o consumidor quiser contar com todos os adicionais disponíveis para esse novo modelo, como teto solar e central multimídia integrada, ele poderá desembolsar até R$ 73.912.

Dentre as vantagens tecnológicas oferecidas pelo Novo CrossFox está o E-Flex (sistema de partida a frio, sem tanque auxiliar de gasolina), Park Pilot (sensores de estacionamento dianteiro e traseiro), volante multifuncional revestido em couro (com comandos do sistema de som e do I-System e shift paddles), Easy drive (direção elétrica), piloto automático, Keyless (sistema de alarme com comando remoto), sensores de chuva e crepuscular, display multifunção (painel com I-System, acesso a dados sobre o estado do veículo, sistema de som, alertas de manutenção e mensagens da função Eco-Comfort) e Infotrip (computador de bordo com 9 funções).

Externamente, essa versão é baseada no Novo Fox, porém contando com atributos já conhecidos nas versões off-road anteriores, como o estepe fixado na tampa do porta-malas, o rack de teto, os apliques pretos fixados na lataria sobre os contornos das rodas, apliques prateados, escapamento com ponteira de duas saídas e aerofólio.

O carro conta com três cores sólidas (Branco Cristal, Vermelho Tornado e Preto Ninja), seis cores metálicas (Prata Lunar, Prata Sargas, Prata Egito, Cinza Quarzo, Vermelho Opera e Azul Night) e ainda com duas cores especiais (Amarelo Ímola e Laranja Sahara).

Por Rannier

Volkswagen CrossFox 2015

Volkswagen CrossFox 2015

Volkswagen CrossFox 2015

Fotos: Divulgação


Após sucesso do Up, veículo automotor da Volkswagen, a montadora anuncia, agora, o lançamento do Cross Up! Segundo a montadora, o veículo já tem preço definido para o mercado brasileiro.

A versão básica, chamada apenas de Cross Up!, começa a ser vendido por R$ 38.000,00. Em contrapartida, o Cross Up i-Motion possui um preço médio de R$ 40.000,00.

Além dos veículos citados acima, destacaram-se no Salão do Automóvel os seguintes: o CrossFox, Fox Pepper, Golf Variant R-Line, o novo Jetta, SpaceFox, Saveiro Surf e Amarok Dark Label.

O Cross Up chega ao mercado com uma suspensão, em média, 5cm mais alta que o Up convencional. Além do mais, a suspensão do veículo é reforçada, a fim de suportar trilhas leves.

Foto: divulgação

O atual modelo convencional do Up, que já está nas ruas, segundo o site icarros.com.br, foi avaliado pelos usuários. Em uma escala de um valor total de 10 pontos, os avaliadores deram as seguintes notas ao veículo:

– Design: 8,2;

– Performance: 8,9;

– Conforto e acabamento: 8,1;

– Dirigibilidade: 9,4;

– Consumo: 9,6;

– Manutenção: 8,7;

– Custo/benefício: 8,6.

Baseada em 16 opiniões de pessoas distintas, o Up convencional obteve uma média geral de 8,4 pontos num total de 10. E quatro das cinco estrelas no degrau de avaliação.

O consumidor, antes de fazer a compra deve avaliar o custo/benefício e a necessidade de se adquirir um veículo cross-over, já que o preço do Up convencional varia entre R$ 25.000,00 a R$ 26.000,00. Já o Cross Up!, como dito acima, possui um valor de R$ 38.000,00 em sua versão mais básica. Há uma variação de R$ 12.000,00 nos preços do veículo. 

Foto: divulgação

Cabe ao usuário fazer sua escolha e desfrutar desse veículo que já ganha grande espaço no mercado nacional.

Por Daniel Alves

Foto: divulgação


O novo modelo do Fox foi apresentado pela Volkswagen na última segunda, 18 de agosto de 2014. Já na próxima semana o novo visual do hatch da montadora alemã poderá ser encontrado nas lojas como modelo 2015.

O Fox está com cara nova, bem parecido com os modelos do Golf e será comercializado com diversas opções e preços. São três modelos 1.0 e três 1.6.

O modelo mais acessível é o Fox Trendline, com motor 1.0 de 76 cv e 4 cilindros, que tem valor de R$ 35.900. Essa versão vem com itens de série como direção elétrica, caixa de direção com ajuste de altura e profundidade, vidros elétricos nas portas dianteiras, entre outros itens, como limpador e desembaçador traseiro, abertura elétrica e travamento elétrico, tanto do porta malas como das portas.

O segundo modelo 1.0 é o Fox Bluemotion, com motor de 82 cv e 3 cilindros, que custará R$ 37.690. O Bluemotion virá com todos os itens da versão anterior, a Trendline, mas foi acrescentado o sistema de partida a frio e computador de bordo.

O Fox Comfortline também é 1.0 e tem motor de 76 cv e 4 cilindros. A previsão é que custe R$ 38.190. Também este vem com os itens de série da versão Trendline e foram acrescentados o aquecimento, faróis e lanterna de neblina, computador de bordo e sistema de som integrado.

O Fox Confortline 1.6 vem com os mesmo itens da versão 1.0, mas seu motor é de 104 cv e 4 cilindros. Ele custará R$ 41.490 e terá a opção de câmbio i-Motion, o que faz o preço ir para R$ 44.590.

O modelo mais barato do 1.6 é o Fox Trendline, de motor com potência de 104 cv e com 4 cilindros, que vem com os mesmos itens da versão 1.0.

Já o modelo mais caro da nova versão do Fox é o Highline 1.6, como motor de 120 cv e 4 cilindros, e que custará entre R$ 48.490 e R$ 51.790, caso o comprador opte pelo câmbio I-motion. Essa versão também é a única do modelo que vem com câmbio manual de seis marchas.

Há diversos itens opcionais à disposição dos interessados no novo carro da Volkswagen, entre eles o teto solar, revestimento em couro sintético, piloto automático, rodas de 16 polegadas entre outros.

Por Joana Junqueira Borges

Fotos: Divulgação


A Volkswagen do Brasil vai encerrar a produção do Polo nacional no meio desse ano (2014), devido a baixa de vendas do veículo. O carro, que tem novos concorrentes como o Hyundai HB20 e Peugeot 208 na sua versão hatch, sofre também com o preço alto na sua versão mais simples (R$ 47.500,00), deixando os clientes pensando sobre a opção de comprar esse carro, ou comprar outros da concorrência que possuem um custo benefício melhor.

Apesar da plataforma do Polo ter originado os modelos nacionais do Fox e do Novo Gol, o carro já começa a parar de ser produzido nas fábricas da Volkswagem (de 160 unidades sendo produzidas diariamente para 40).

O veículo já começou a ter seu preço reduzido. O carro, que custava R$ 49.150 na sua versão 1.6 hatch, agora custa em média R$ 46.690. Já o sedan 1.6 I-Motion está com o preço tabelado em R$ 51.570 (seu preço anteriormente era R$ 54.820). Os descontos do Polo Sedan nas diferentes categorias chegam em R$ 3.250.

O carro emplacou em apenas 354 unidades no começo de 2014, explicando o motivo da queda do seu preço e também a justificativa para sua saída do mercado nacional.

A saída do Polo do mercado será substituida pelo Novo Santana. O carro entra na linha de sedans médios (na qual o Polo fazia parte) e seu design lembra muito o do Jetta (carro sedan de luxo da montadora que compete com os carros Civic, Corolla, entre outros).

O carro tem um amplo espaço interno (seu tamanho é o mesmo que o do Chevrolet Cobalt, medindo 4,47m de comprimento) e vem para competir com o Chevrolet Cobalt, Nissan Versa, Ford Fiesta Sedan e Renault Logan.

Inicialmente, o veículo será comercializado a partir de R$ 45.000 na sua versão mais simples. O carro também será comercializado na China. 

Por Mariana Caetano

Foto: divulgação


Há algum tempo, a moda entre as montadoras é revelar seus novos modelos pouco a pouco, gerando uma expectativa maior entre os interessados no meio automotivo. E com a Volkswagen não é diferente. Recentemente a marca revelou novos detalhes sobre a oitava geração do Passat, que chegará ao mercado europeu após sua apresentação no Salão de Paris, que será realizado em outubro.

Após apresentar alguns esboços do novo sedan, a fabricante alemã agora divulgou um teaser que ainda não mostra muito o carro, mas já dá pra ter uma noção de como será a silhueta do veículo e os detalhes em LEDs dos novos faróis.

A nova geração do Volkswagen Passat continuará a oferecer as configurações sedan e perua, mas com a vantagem de ser fabricado agora com a plataforma modular MQB, que além de reduzir custos para a fabricante, ajudou o modelo a perder 85 quilogramas em seu peso final.

A expectativa é que o novo Passat seja revelado por completo já no próximo mês, com a divulgação de fotos oficias externas e internas, além de alguns detalhes técnicos do veículo.

Enquanto todas as informações não chegam, a marca germânica vai soltando alguns detalhes, como os destaques da cabine do carro, que deverá contar com uma nova tela de 12,3 polegadas para o sistema de entretenimento, igual à tela utilizada no novo Audi TT, além da adoção de um novo painel de instrumentos em LCD, substituindo os instrumentos convencionais. 

Com isso, dá para notar que o novo Passat vem para competir com carros requintados e de padrão elevado, tentando recuperar o espaço que perdeu no mercado europeu para as marcas tradicionais nesse segmento, como as compatriotas Mercedes, BMW e Audi.

Mecanicamente, o novo sedan da Volkswagen deverá contar com uma boa gama de motores no mercado europeu. Entre as novidades estará o novo motor movido a diesel que entrega 240 cv, além de uma versão híbrida composta pelo bloco 1.4 TSI e um propulsor elétrico, capaz de entregar 211 cv.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


Como o planejado pela Volkswagen, novos pacotes do Golf foram anunciados, que agora oferecem novos itens de segurança como opcionais. Com a ação, o modelo oferece mais pacotes de opcionais, contudo boa parte deles não poderá fazer parte da versão Comfortline. Atualmente, nos pacotes oferecidos oficialmente pela Volkswagen estão inclusos uma gama de itens de série. Uns mais atraentes outros nem tanto, mas eles acabaram se mostrando um diferencial na disputa pelo mercado.

Os pacotes contam agora com dois novos itens de segurança, com destaque para o assistente de luz dinâmica. Moderno e muito funcional, o item permite ao motorista controlar a luz do automóvel de maneira prática. O novo sistema é capaz de monitorar o tráfego de veículos ao redor diminuindo ou aumentando o nível do farol conforme a posição com os demais veículos, diminuindo as chances de cegar o outro motorista. Dessa forma diminui as chances de acidentes.

A outra novidade é o controle adaptativo de distância e velocidade, composto por um sensor instalado na parte da frente do Golf e serve para manter o veículo em uma distância segura do veículo da frente e dos demais carros na pista, com o objetivo de reduzir o número de colisões. Os dois itens podem ser inclusos na versão Highline e na versão esportiva GTI, entretanto a versão Comfortline não receberá os itens.

A versão Premium do Golf Highline conta os novos itens e o assistente adaptativo de distância e velocidade. Vale ressaltar que o pacote Exclusive custa R$ 15 mil a mais no valor total e o pacote Premium adiciona R$ 25 mil.

O top de linha, o Golf GTI poderá ter os dois pacotes, mas para isso o comprador terá que desembolsar mais R$ 16 mil para o pacote Exclusive ou R$ 31 mil na versão Premium.

Com as atualizações a linha Golf se torna uma das mais completas do seu segmento aqui no Brasil. 

Por Robson Quirino de Moraes

Volkswagen Golf

Foto: Divulgação


Lançada em 1996 e sendo uma das maiores fábricas de motores da Volkswagen, a unidade Volkswagen Motores localizada em São Carlos – SP acaba de produzir seu motor de número 8.500.000. O bloco em questão é o mais novo integrante de propulsores da marca alemã no Brasil: o motor 1.6 16V MSI, que equipa os modelos Saveiro Cross e Gol Rallye da linha 2015. Esse bloco faz parte da família de motores três cilindros 1.0 que é utilizado no Volkswagen Up!.

Com 35 mil m² deárea construída e 750 mil m² de área total, a unidade de São Carlos é composta por um prédio produtivo com uma linha de usinagem de blocos, uma linha de montagem de motores e uma linha de usinagem e montagem de cabeçotes.

Inaugurada a ampliação da fábrica em junho de 2013, quando começou a produzir os motores 3 cilindros 1.0 litros da família EA-211 do Up!, a unidade ainda será responsável pela fabricação do novo motor 1.6 16V MSI, com um investimento de mais de R$ 335 milhões.

Tendo o cabeçote e o bloco feitos em alumínio, o mais novo motor 1.6 é 15 quilogramas mais leve que o propulsor da mesma cilindrada com bloco feito em ferro fundido. Parece pouco, mas essa economia de pessoa faz diferença para o hatchback e para a pick-up compacta.

Capaz de gerar 120 cv de potência com etanol e 110 cv quando abastecido com gasolina, o propulsor 1.6 16V MSI oferece torque máximo a 4 mil rpm (rotações por minuto) de 16,8 kgfm com etanol e 15,8 kgfm com gasolina. Vale lembrar que, de acordo com a Volkswagen, o motor oferece 85% do torque máximo já a partir dos 2 mil rpm, garantindo uma resposta mais rápida em retomadas e na aceleração.

Com quatro válvulas por cilindro, sendo duas para escape e duas para admissão, o cabeçote em alumínio do novo propulsor 1.6 tem comando de válvulas de admissão variável. Com essa tecnologia, o carro diminui as emissões de gases, reduz o consumo de combustível, além de melhorar sensivelmente a resposta em baixos regimes de rotação. 

Por Caio Polo

Foto: divulgação


O Volkswagen Passat CC, que é importado da filial alemã, está no marcado brasileiro desde 2009, mas agora sofreu modificações em seu design. O Passat CC teve mudanças nas laterais, no para-brisa e na traseira do carro. O carro, que é top de linha, tem um bom espaço interno e carrega traços únicos dos carros da VW, como o design das lanternas já usado anteriormente nos modelos do Gol 2014.

O veículo, que passa um ar de comodidade só pelo seu formato, possui apenas uma versão, a 3.6 V6 e tem como itens de série sensor de chuva, Easy Open (que é a abertura da tampa do porta-malas com pedal virtual), volante multifuncional (que tem controle do tipo Tiptronic), controle automático de velocidade, computador de bordo, ar condicionado de duas zonas e bancos dianteiros esportivos com ajuste elétrico de 12 vias.

O carro custa a partir de R$ 184.990. Com um motor de 3.6L e 300 cavalos de potência, o carro tem um bom desempenho. A transmissão é de 6 velocidades e a direção Servotronic completa o pacote.

Com 6 airbags, freios de estacionamento eletrônico com função Auto-Hold e sistema Kessy (sistema de abertura, travamento e ignição sem chave), o carro se mostra perito em segurança e ainda para completar, o veículo tem câmera traseira integrada e sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, além um porta-malas bem compacto, com 532 litros.

Para fazer parte do conjunto, as rodas de liga leve têm aro 18 e a lanterna traseira e a iluminação da placa são em LED (sendo que os faróis dianteiros são Bi-xenon com luz diurna também em LED).

O carro que ainda não está tão presente nas ruas brasileiras faz parte da linha Volkswagen Premium, junto com o Passat, o Passat Variant, o Jetta e o Tiguan.

Por Mariana Caetano


Comprar um carro nos dias de hoje é o sonho de muitos brasileiros, haja vista o conforto e acessibilidade que oferece ao realizarmos as tarefas diárias. Contudo, ao comprar um veículo é bom estar atento às comodidades que eles oferecem e verificar qual deles se adaptam melhor ao seu estilo. Assim, vamos abordar nesta matéria os carros mais vendidos do mundo, que têm feito o maior sucesso e pode ser um de seus companheiros na estrada futuramente.

Primeiramente, a montadora que figura entre as 10 maiores montadoras globais em vendas é a Toyota, seguida por Volkswagen e Ford. Entretanto, é dessa última o modelo mais vendido no mundo, com o carro Ford Focus na lista com mais de 1 milhão de unidades vendidas em 2013.

Em segundo lugar temos o Toyota Corolla, como o segundo veículo mais comercializado em 2013, com pouco mais de 850 mil unidades vendidas. Posteriormente, temos o F-series da Ford, com 751.674 unidades comercializadas. Não podemos esquecer da Hyundai, que ficou em quarto lugar com seu famoso Elantra. A Chevrolet também entrou para a lista com o carro Cruze. Posteriormente, veio o sexto e mais vendido carro do mundo da marca Volkswagen que é o chiquérrimo Passat. A Toyota não deixa barato e tem investido cada vez mais em seus veículos e aparece novamente na lista com o Toyota Camry, seguida do Honda CR-V e Ford Fiesta. Por fim, em décimo lugar ficou o Civic da montadora japonesa Honda, como o carro mais vendido no mundo.

Como visto, são carros ousados e elegantes que fazem o maior sucesso nas ruas e estão na lista como os queridinhos dos brasileiros. Para saber mais sobre qual veículo se adapta mais ao seu estilo, vá a uma concessionária e peça para fazer um teste drive. Verifique também se você prefere um carro mais urbano ou para estrada. Certamente o que não faltará em nenhum dos carros citados é conforto e durabilidade. 

Por Luciana Viturino

Ford Focus

Foto: Divulgação


Marcada para o início de fevereiro, a chegada do Volkswagen Up! não irá limitar-se a apenas um modelo lançado por uma montadora. O novo 1.0 da empresa alemã é apenas o primeiro dos quatro lançamentos que devem acontecer até o final de 2014 e que têm o intuito de consolidar no Brasil o conceito de carros de entrada. A tendência é que esses modelos sejam até menores que os hatchs vistos nas ruas atualmente.

A intenção das montadoras é bastante clara: há uma ideia de buscar novos consumidores brasileiros com produtos modernos e mais baratos, que evidentemente não oferecerão os ‘mimos’ tão comuns nos modelos mais caros e que por esse motivo apresentam um certo luxo. Para se ter uma noção do que representa esse conceito dos carros de entrada, o Up! sequer conta com ar quente.

No caso específico da Volkswagen, há em jogo um desafio que vai muito além de uma simples apresentação de um carro de entrada. Com seu atual modelo mais ‘fraco’, o Gol, na condição de campeão de vendas há pomposos 28 anos, o objetivo é não permitir que o Up! acabe com a liderança do Gol, embora a própria direção da montadora alemã no Brasil acredite que haverá divisão de mercado entre os dois modelos.

Diferentemente dos modelos vistos na Europa, onde 250 mil unidades já foram comercializadas, o Up! desembarca no Brasil apenas com a versão quatro portas e o porta-malas um pouco maior, com capacidade para 285 litros. A Volkswagen acredita que seu novo modelo ocupará as garagens das residências de famílias consideradas pequenas, enquanto um outro público é o alvo principal no Velho Continente.

O motor será o 1.0 flex de três cilindros, que chega aos 82 cavalos quando abastecido com etanol (cai para 75 cavalos na gasolina). Não bastasse, teve boas avaliações nos crash tests realizados recentemente.

Carros.


A fabricante de carros alemã Volkswagen informou o número de vendas de carros de passeio em janeiro de 2014. Segundo a empresa, foram vendidos mais de 515,7 mil veículos de passeio no mês em todo o mundo, o que representa um aumento de 4,8% se comparado com o mesmo mês do ano de 2013. A montadora tem muito que comemorar, tendo em vista que esta é a primeira vez que a empresa vende mais de 500 mil unidades em janeiro.

Os números são bem expressivos no Brasil, mas em outros mercados, a montadora teve queda nas vendas, como nos Estados Unidos, onde houve queda de 19%, vendendo aproximadamente 23,5 mil unidades. Na Rússia os números foram ainda menos esperançosos, houve queda de 26,6 % nas entregas de carros, representando o número de 8,6 mil veículos. No Brasil foram vendidos 35,9 mil unidades, o que representa uma redução de 22,1% na comparação anual. Em toda a América do Sul houve recuo de 21,3%. Na Índia, a queda foi de 26,6%, o que representa 4,6 mil carros.

Na Europa houve crescimento de 7,9% nas vendas, o que representa 126,2 mil unidades. No país de origem da empresa, a Alemanha, a expansão foi de 8,8%, o que representa cerca de 41,4 mil automóveis comercializados. Na China foram vendidos 267,8 mil veículos no primeiro mês deste ano. Já em Hong Kong, o aumento foi de 13,9%. 

A Volks recentemente investiu pesado em diferentes unidades em todo mundo. No Brasil, foram investidos mais de R$ 12 bilhões. Só a fábrica de Taubaté, em São Paulo, recebeu mais de R$ 1,2 bilhão em investimentos. Tudo para produzir os novos modelos da marca, com destaque para o Up!, que chegou às concessionárias no início de fevereiro. Ainda foram feitos investimentos na fábrica de São José dos Pinhais (PR), que ficará a cargo de produzir o novo Golf, na nova plataforma.

Por Robson Quirino de Moraes


Na última terça feira, dia 04 de fevereiro do ano de 2014, a Volkswagen, uma das principais empresas de carros do Brasil e do mundo, lançou seu novo veículo que veio para conquistar todos os públicos e pessoas de todos os estilos e gostos. É que a marca anunciou, na cidade de Gramado, no Estado do Rio Grande do Sul, o UP!, carro este que veio para ser o  produto principal da Volkswagen junto com a Gol.  Esse automóvel compacto, por sua vez, veio para ficar no lugar do antigo Gol geração 4.  O UP!, em todo o caso, é um carrão que foi inspitado em modelo europeu e que tem características marcantes como câmbio manual de cinco marchas, setenta e cinco cavalos de potência e muito mais. Seu estillo é arrojado e ele terá como principais rivais no forte mercado de automóveis as seguintes marcas: Fiat Uno e o Palio, Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Renault Sandero, Toyota Etios e o novo Ka.  Seja como for, o carro terá os seguintes modelos ou versões, a saber: Take Up! , esse é uma versão cheia de recursos; Move Up! , essa versão é a que, segundo o Grupo, será a mais vendida; High up!: vem com  direção com assistência eletromecânica, trava, retrovisores e vidros (dianteiros) elétricos; e sensor de estacionamento, entre outras funções.

O bacana desse carro é que le é perfeito no conforto e na segurança, além de ter participado de uma bateria de testes como, por exemplo, o teste de colisão, detalhe este que mostra a força e a qualidade dessa nova aposta da Volkswagen para esse ano de 2014.  No mais, no que tange aos preços do carro, o fato é que o UP! estará custando em torno de  R$ 26.900 a R$ 39.390. Vale lembrar que há versões de duas e quatro portas. A Volkswagen ficou muito feliz com o lançamento do UP! e espera que esse automóvel seja um sucesso de vendas.


Marcada para o início de fevereiro, a chegada do Volkswagen Up! não irá limitar-se a apenas um modelo lançado por uma montadora. O novo 1.0 da empresa alemã é apenas o primeiro dos quatro lançamentos que devem acontecer até o final de 2014 e que têm o intuito de consolidar no Brasil o conceito de carros de entrada. A tendência é que esses modelos sejam até menores que os hatchs vistos nas ruas atualmente.

A intenção das montadoras é bastante clara: há uma ideia de buscar novos consumidores brasileiros com produtos modernos e mais baratos, que evidentemente não oferecerão os ‘mimos’ tão comuns nos modelos mais caros e que por esse motivo apresentam um certo luxo. Para se ter uma noção do que representa esse conceito dos carros de entrada, o Up! sequer conta com ar quente.

No caso específico da Volkswagen, há em jogo um desafio que vai muito além de uma simples apresentação de um carro de entrada. Com seu atual modelo mais ‘fraco’, o Gol, na condição de campeão de vendas há pomposos 28 anos, o objetivo é não permitir que o Up! acabe com a liderança do Gol, embora a própria direção da montadora alemã no Brasil acredite que haverá divisão de mercado entre os dois modelos.

Assim, o mundo perfeito estaria na harmonia entre os dois modelos.

Diferentemente dos modelos vistos na Europa, onde 250 mil unidades já foram comercializadas, o Up! desembarca no Brasil apenas com a versão quatro portas e o porta-malas um pouco maior, com capacidade para 285 litros. A Volkswagen acredita que seu novo modelo ocupará as garagens das residências de famílias consideradas pequenas, enquanto um outro público é o alvo principal no Velho Continente.

O motor será o 1.0 flex de três cilindros, que chega aos 82 cavalos quando abastecido com etanol (cai para 75 cavalos na gasolina). Não bastasse, teve boas avaliações nos crash tests realizados recentemente.


A Volkswagen anunciou que investirá na modernização das fábricas e expansão do mercado, sobretudo para garantir a liderança entre as montadoras europeias e continuar sendo uma marca de referência no mundo. A empresa que foi considerada uma das mais sustentáveis no seu segmento planeja reduzir os investimentos em determinadas áreas para compensar os custos injetados na modernização das instalações.

Ao todo, a empresa alemã irá gastar cerca de 84,2 bilhões de euros (US$ 113 bilhões) até 2018 em tecnologia e no melhoramento da linha de produção. Apesar dos valores altos, os investimentos não associados irão diminuir em cerca de 500 milhões de euros, passando de 13,1 bilhões de euros para 12,7 bilhões em diferentes áreas.

Os valores serão menores devido a uma série de fatores que vão desde os custos da nova plataforma de produção, descontos de prelos, efeitos de moeda e o lucro menor sentido nos últimos anos. Contudo os planos da Volkswagen são grandiosos, já que a montadora pretende ser a maior em todo mundo, principalmente com os investimentos nas fábricas chinesas, que ao todo receberão investimentos de 18,2 bilhões de euros entre 2014 e 2018.

Segundo o presidente-executivo da companhia, Martin Winterkorn, a empresa irá manter uma gestão de investimentos e disciplina de custo como cerne das atividades. Os valores serão confirmados ainda este mês, mas é quase certo, principalmente após o conselho fiscal aprovar os gastos com fábricas pesquisas, veículos e desenvolvimento em reunião.

Vale ressaltar que a Volks já afirmou que irá investir mais de R$ 2,5 bilhões na modernização da fábrica de São José dos Pinhais (PR). As melhorias ocorrerão principalmente na implementação da nova plataforma, que permitirá produzir o Golf da sétima geração e demais veículos, como o Up!. Os investimos podem gerar empregos diretos e indiretos. Atualmente a fábrica de São José dos Pinhais produz veículos para o mercado da América do Sul. 

Por Robson Quirino de Moraes

Volkswagen realizará grandes investimentos nos próximos anos

Foto: Divulgação


As montadoras já estão se preparando para os lançamentos de 2014 e a expectativa é muito grande, levando em consideração que a cada ano as marcas investem em novas tecnologias, colocando no mercado modelos com design e desempenho surpreendentes.

É nesse contexto que a empresa Volkswagen está inserida, Tudo indica que uma das grandes apostas da montadora para o próximo ano é o compacto  VW Up!. O carro em questão já foi visto circulando na rodovia Régis Bittencourt, provavelmente em fase de testes. Caso a notícia se confirme, o modelo integrará o grupo dos carros mais baratos e econômicos do país.

O novo VW Up! Acomodará com tranquilidade até cinco passageiros e embora seja um carro com dimensões compactas, o modelo oferecerá conforto aos ocupantes do veículo. Segundo fontes ligadas à VW, o carro será equipado com propulsor 1.0 de 3 cilindros, capaz de gerar 82 cavalos e 10,4 kgfm quando abastecido com etanol.

Foto: Divulgação

Nos tentes, o automóvel apresentou um bom desempenho, atingindo  9,9 km/l em ciclos urbanos e 14,5 km/l em ciclos rodoviários. O carro contará ainda com moderno sistema de partida a frio, também conhecido como E-Flex, dispensando assim o tanque de gasolina. Esse sistema tem a capacidade de identificar a temperatura ambiente e, se preciso for, aquece o combustível próximo do bico injetor. Vale acrescentar que o valor de venda do VW Up! Não foi divulgado.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


No próximo ano, os lançamentos do mercado automobilístico podem chegar com novidades que ultrapassam design e potência. Há indícios de que mais um veículo está a caminho para comprovar que as montadoras chegarão com ótimos benefícios para os consumidores brasileiros.

Uma ótima notícia que ainda não tem confirmação é o modelo do VW Up!. O carrinho foi flagrado na rodovia Régis Bittencourt e pode chegar na categoria de modelos econômicos e mais baratos do Brasil.

VW Up!

Foto: Divulgação

Circulando em teste próximo à cidade de Cajati, localizada no interior de São Paulo, o modelo poderá comportar cinco ocupantes, ao contrário dos carros menores que estão previstos. Este detalhe mostra que a versão chegará para oferecer mais conforto aos compradores brasileiros, que costumam levar mais passageiros em seus veículos.

Rumores já estão apresentando as especificações técnicas do lançamento. Ele pode vir com um motor 1.0 de 3 cilindros, com 82 cv e 10,4 kgfm com etanol. O teste feito apresentou médias de 9,9 km/l em ciclo urbano e 14,5 km/l em uso rodoviário, números também com combustível derivado da cana-de-açúcar. O veículo também conta com sistema de partida a frio E-Flex, que dispensa o tanque de gasolina. O mesmo é capaz de analisar a temperatura ambiente e, caso necessário, aquece o combustível perto do bico injetor.

Por Jaime Pargan


A Volkswagen do Brasil anunciou que investirá R$ 670 milhões no Estado do Paraná. O anúncio foi feito pelo presidente da companhia no país, Thomas Schmall, juntamente com o governador Beto Richa (PSDB), que afirmaram o investimento na fábrica em São José dos Pinhais. Nela será instalada a nova plataforma que servirá para produzir o Golf geração 7.

Do total de investimentos, R$ 520 milhões serão para a ampliação da fábrica e o que sobrar, será usado como capital de giro. As negociações entre a Volks e o governo vão bem e a empresa já assegurou os valores e as questões judiciais que envolvem os valores a serem investidos.

VW Golf

Foto: Divulgação

Apesar dos valores elevados, a produção do novo Golf só começará em dois anos. Neste período a fábrica passará por reformas para sua ampliação. A fábrica de São José dos Pinhais irá fornecer carros para o mercado consumidor da América do Sul, contudo a empresa ainda manterá as fábricas no México, Estados Unidos e Alemanha.

Com o investimento, a empresa alemã irá ampliar em 20% a produção na fábrica, que atualmente é de 800 carros diários e passará a mil. Atualmente são 3.500 funcionários e a estimativa é de 400 a 700 contratações. As obras começam até o final do ano.

Por Robson Quirino de Moraes


O universo automotivo é naturalmente competitivo, não somente nas pistas, mas também entre as grandes fabricantes e montadoras. Na corrida pela liderança, a Toyota, que representa o Japão, está no topo da tabela. Segundo informações da Jato Dynamics do Brasil, a companhia vendeu 517.125 unidades em agosto e garantiu o seu posicionamento. Já a Volkswagen da Alemanha permanece na segunda posição e vem seguida de perto pela americana Ford que ultrapassou recentemente a conterrânea General Motors e já aparece no retrovisor da alemã.

A distância entre as duas concorrentes é medida em número de vendas. Pouco mais de 27 mil unidades ainda impedem que a Ford possa chegar ao segundo lugar. Enquanto a Volkswagen vendeu 449.925 automóveis, a Ford emplacou 422.583 no mesmo período. Se comparadas com o mês de agosto do ano passado, a distância entre as duas era de cerca de 90 mil unidades. De lá pra cá, a alemã reduziu 4,7% das suas vendas enquanto a Ford cresceu em 10,9%.

Aqui no país o panorama dessa corrida é quase o mesmo. A Ford está em quarto lugar atualmente, com 28.500 automóveis comercializados em setembro e participa de 9,6% do mercado, segundo dados da Fenabrave.
No ranking mundial dos 10 mais vendidos, a Chevrolet (4°) vem logo depois da Ford (3°), seguida pela Honda (5°), Nissan (6°), Hyundai (7°), Kia (8°), Fiat (9°) e Wuling na última posição.

Por Ebenézer Carvalho


O Grupo Volkswagen foi indicado como a empresa do segmento automotor mais sustentável pelo ranking global de marcas que lideram em sustentabilidade. O índice RobecoSAM AG categorizou a companhia como o líder de Grupo Industrial e da área referente a automóveis e outros componentes em análise realizada neste ano a respeito do DJSI – Índice Dow Jones de Sustentabilidade.

A pesquisa fez uma abordagem em relação ao desempenho da sustentabilidade social, econômica e ambiental de um todo de 31 companhias do setor automotivo, sendo que sete destas está presente no mercado europeu. A referência utilizada na análise levou em consideração itens como responsabilidade da corporação, inovação e gestão e plano de proteção climática.

Investidores financeiros afirmam que o Índice Dow Jones de Sustentabilidade é considerado como referência de maior importância na medição da performance das marcas de maior sustentabilidade em escala mundial. De acordo com informações oficiais da Volks, "as ações da empresa no objetivo de planejar estratégias de sustentabilidade tem sido o diferencial da empresa ao longo dos anos.

A companhia, preocupada com o meio ambiente, investe não somente no setor automotor, mas também em sustentabilidade ambiental".

Por Marcelo Araújo


Novo Golf R de 300 cvA 7ª geração da gama Golf irá chegar ao mercado brasileiro até o fim de 2013 com 2 versões, sendo que uma é a GTI. Porém, no tradicional Salão de Frankfurt (Alemanha), a Volks lançará a opção top do veículo, o esperado Golf R, que não chegará tão cedo ao Brasil de acordo com alguns especialistas do segmento.

Esta nova versão esporte é alimentada por um renovado propulsor TSI com impactantes 300 cavalos de potência, 30 cv mais poderoso do que o antecessor Golf R, mas 18% mais econômico, aliando desempenho e vantagens ao consumidor.

O renovado veículo manterá, também, um elemento importante que aparece nas versões que o antecedem: transferência da potência do seu propulsor turbo, levando-a para o chão por meio de um conjunto de tração total, a versão mais atual do sistema conhecido como 4MOTION.

O desempenho dinâmico é garantido pela atualizada suspensão do tipo esportiva. Com uma carroceria 20mm rebaixada, o renovado conjunto com direção progressiva e a aparelhagem eletrônica de estabilidade, que pode ser desativada de forma integral no asfalto.

Com sistema de câmbio do tipo manual, o Golf R chega a 100 km/h em 5,1 segundos. Já com o câmbio DSG automatizado embreagem dupla, o tempo fica em 4,9s. A velocidade total é eletronicamente limitada e não passa de 250 km/h.

Por Marcelo Araújo


Depois de 56 anos de estrada, a boa e velha Kombi será aposentada pela Volkswagen. Sua chegada ao Brasil foi em 1953, sendo que as peças vinham da Alemanha e era montada aqui. Somente em 1957 ela começou a ser fabricada em solo brasileiro, tornando-se o primeiro carro da Volkswagen a ser feito fora da Alemanha.

Para marcar o desfecho dessa era, a Volkswagen está lançando uma edição limitada da Kombi com o nome de Last Edition. Serão fabricadas somente 600 unidades, todas numeradas e com placa.

A Kombi Last Edition é um modelo com um toque de nostalgia. Ela vem pintada em duas cores. A carroceria em azul e o para-choque, as colunas, e o teto em branco. Os pneus vem com uma faixa branca. O seu interior é todo retrô com vários itens que marcaram época na Kombi, tais como: assentos com forração especial de vinil, cortinas em tear azul nas janelas laterais e no vigia traseiro, e revestimento especial nas laterais e porta malas, além de outros.

A Kombi Last Edition vem com motor EA111 1.4l Total Flex com câmbio manual de quatro marchas. A linha especial tem o preço de R$ 85.000.

Só mesmo apaixonados e colecionadores desembolsariam esse valor.

Por Mariana Rodrigues


Depois de muita espera a Volkswagen finalmente anunciou a oficialmente a chegada da sétima geração do Golf em terras brasileiras. Segundo a montadora, as vendas por aqui começam já no mês de Setembro. Na Europa, sua terra natal, o carro já circulava desde o ano passado.

O modelo virá equipado com motores 1.4, 1.6 e 2.0 Flex, nas versões automática e manual. Na versão top de linha (GTI 2.0) chega a gerar 220 cavalos de potência, um verdadeiro esportivo.

As mudanças são em grande parte estruturais, o novo modelo do Golf utiliza a nova plataforma da empresa, a MQB, que serve também para a produção do Audi A3. O carro terá 4,25 metros de comprimento e 1,79 de largura, além disso o carro estará 100kg mais leve que sua versão anterior, sendo mais econômico.

Não foram divulgados valores ao consumidor final, mais o fato do carro ser importado do velho continente e sua grande gama de inovações devem elevar esses preços. Pelo padrão de motorização, inovações, design e tecnologia o Golf GVII deve competir com o Audi A3 e outros top de linha. 

Por Bruno Hardt

Volkswagem Novo Golf


A nova campanha promocional da Volkswagen sobre o lançamento do Fox BlueMotion 1.0 dará ênfase ao desenvolvimento sustentável.

O novo Fox possui um sistema de aerodinâmica que limita a emissão de gases poluentes na atmosfera, isto porque está equipado com itens que diminuem o consumo de combustível.

Outra questão que visa a sustentabilidade do meio ambiente é o diferencial nas rodas e no design do motor, que são feitos para diminuir o impacto no meio.

Na campanha idealizada pela AlmapBBDO, os sons e imagens são feitos pelo Instituto Criar, fundado por Luciano Huck em 2003. A Volkswagen decidiu conceder apoio na época da implantação da instituição de Huck e assim firmaram parceria no projeto. A produção da publicidade nova é feita pela Maria Farinha Filmes (produtora especializada em produzir campanhas de interesse social e público).

A Volkswagen colocou como temas a serem abordados além do novo lançamento, o conceito “Think Blue”, que enfatiza a importância de pensar e agir em prol da natureza e da manutenção da ordem ambiental e as atividades da Fundação Volkswagen.

A Fundação referida visa ao melhoramento das qualidades da escola pública brasileira e ao desenvolvimento socioeconômico das pessoas com baixa renda.

Por Melina Menezes


O Salão do Automóvel realizado no dia 20 de junho, em Buenos Aires, na Argentina também foi palco para a montadora alemã Volkswagen lançar duas novidades: o novo Golf e o compacto Up, que será produzido na planta de Taubaté (SP) e deverá ser lançado em setembro. Mesmo sem grandes novidades, a WW teve um dos maiores espaços do evento argentino, com estande de 2.150 metros quadrados preenchidos por 30 modelos europeus e locais.

As principais novidades foram a sétima geração do Golf, o compacto Up e o Passat Alltrack. O Golf será comercializado nas versões 1.4 TSI, com 140 cv, enquanto a versão GTI conta com motor 2.0 de 220 cv de potência. Ambos os modelos são acoplados à transmissão automatizada de sete velocidades. O Golf vendido na Argentina será importado do México, onde será produzido em 2014. A potente versão GTI virá diretamente da Alemanha.

No Brasil a situação ainda é indefinida, mas a tendência é que a montadora também importe do México no primeiro momento. Em 2014, o modelo deverá ser produzido na planta de São José dos Pinhais (PR).

Das três novidades, o Passat Alltrack é a que menos empolga. A versão perua Passat Variant ganhou um visual um pouco mais aventureiro. Com apliques prateados nos para-choques, o modelo não foge do gênero comercializado na Europa.

Por Marcos Junior


A montadora alemã Volkswagen lançou no Salão de Xangai, na China, a nova geração do Santana que possivelmente substituirá o Polo Sedan no Brasil até o fim deste ano, mas por enquanto será vendida na China por ser líder no mercado produzido pela joint-venture Shangai Volkswagen Automotive. 

No ano passado a Volks apresentou oficialmente o novo Santana e tem em duas versões que é o Santana 1.4 e o Santana 1.6. O novo Santana vem com o motor de alumínio naturalmente aspirado em 4 cilindros e 16V a gasolina. 

O Santana 1.4 tem 90 cv de potencia, o seu consumo médio é de 16,9 km/l e o Santana 1.6 tem 110 cv e o seu consumo médio é de 16,6 km/l. 

O Santana não perdeu o seu formato quadro para ter prioridade no espaço grande do carro que é visível, vem com um conceito inteligente fazendo que o entre-eixos de 2,6 m venha criar um espaço maior paraos joelhos 

O porta-malas cabe 480 litros, vem com sensores de estacionamento, teto solar, rodas de liga leve, vem com três versões de acabamento que são o Trendline, Highline e Comfortline, os freios é ABS.

Por Mariana Rodrigues

Novo Satana 2014


A Saveiro, o utilitário da WV que é considerado um dos sucessos em vendas, pois vem na sua versão 2014 com a identidade da Volkswagen mundial. A WV Saveiro teve poucas mudanças nos faróis. Já a grade horizontal e as linhas da frente mudaram um pouco . 

O carro vem em 3 versões (básica, trooper e Cross) e ainda tem a opção de cabine estendida e cabine dupla. O seu interior mudou pouco, pois só mudaram as saídas de ar e colocaram detalhes em prata e sua alavanca de câmbio também vem no pacote .Nas versões de luxo tem a opção de por banco de couro. 

Não teve mudanças no motor, ainda usa o EA-111 1.6 VHT que é fabricado somente para a linha Saveiro. Possui uma potencia de 104 cavalos usando etanol e 101 cavalos quando usado gasolina. 

Em todas as versões o veículo traz os principais itens como: protetor de caçamba, banco do motorista com regulagem de altura, trio elétrico, tomada 12 volts, emite um som alerta que avisa quando os faróis estão ligados e travamento central das portas.

O comprador pode escolher uma serie de opcionais como: direção hidráulica, para choque na cor do carro e muitos outros, já na versão Trooper os opcionais são mais caros como freios ABS, airbag duplo frontal, computador de bordo I-System, airbag duplo frontal entre outros. Somente na versão Cross vem com ar condicionado junto com outros opcionais de luxo. 

A Saveiro será vendida ao preço de R$ 33.490 Saveiro Cabine Simples 1.6, R$ 36.610 Saveiro Cabine Estendida 1.6, R$ 43.390 Saveiro Trooper 1.6 e R$ 48.990 Saveiro Cross 1.6 em todas as concessionarias WV.

Por Mariana Rodrigues


A Volkswagen lançou neste mês de dezembro no Brasil o modelo do Novo Fusca com 4,278 milímetros de comprimento e 1,486 milímetros de altura.

Seu motor é do tipo TSI 2.0 que alcança uma potência de até 200 cavalos e um torque máximo de 280 Nm a 1.700 rotações por minuto.

O seu estilo ficou totalmente novo com para-brisa na parte traseira, porta malas com capacidade para até 905 litros de bagagem, teto estendido e rodas de liga leve do tipo Spin com 17 polegadas.

Todas estas novidades do Novo Fusca podem ser adquiridas pelos brasileiros por valores entre R$76.600,00 (versão que vem com câmbio manual de seis marchas) e R$80.990,00 para versão com dupla embreagem e transmissão do tipo DSG.

Por Ana Camila Neves Morais


A R Gmbh trata-se de uma marca subsidiária da Volkswagen que desenvolve carros com conceitos mais esportivos e exclusivos sob a nomenclatura R-Line.

Dessa forma, utilizando-se destas características, o SUV Touareg R-Line passa a ser lançado no Brasil.

De acordo com as informações obtidas, externamente, o veículo apresenta novos acessórios, como: spoiler e frisos cromados no para-choque frontal, saias laterais, aerofólio, saídas do escapamento diferenciadas e novas rodas.

Também é possível observar detalhes em metal na cabine e aplicação de logotipos do modelo nas laterais, no volante, nas portas e no encosto de cabeça dos bancos da frente.

Com relação às especificações técnicas do motor, manteve-se o mesmo, ou seja, o veículo vem equipado com o motor V8 4.2 l, capaz de gerar uma potência de até 360 cv e torque máximo de 45,4 kgfm, combinado a uma transmissão automática de 8 velocidades. Dessa forma, é possível atingir uma velocidade de até 245 km/h, percorrendo de 0 a 100 km/h em apenas 6,5 segundos.

O valor do Touareg R-Line parte de R$ 333.700,00 e já pode ser encontrado disponível para venda em diversas concessionárias da Volkswagen.

Por Anne A. Matioli Dias


O ano de 2012 foi marcado pela estreia de novos modelos no mundo do automóvel. As reestilizações deram um up em diversos modelos que surpreenderam e superaram as vendas nos últimos meses.

E as novidades não param. Setembro não poderia ter começado diferente para os apaixonados por carros. Trinta e oito anos após o lançamento do primeiro Golf, a Volkswagen revelou a sétima geração do Golf Europeu.

Sim, o modelo que promete ser uma das melhores atrações do Salão de Paris, traz um espaço interno maior e um motor de 1.6. Além disso, esse será o primeiro carro da marca a utilizar a plataforma global da Volkswagen, a MQB, que garante mais modularidade, permitindo a instalação de motores a diesel e gasolina.

A plataforma também é flexível com relação aos espaços de eixos, tamanho das rodas e posição dos assentos. A apresentação oficial do novo modelo foi feita em Berlim, na Alemanha.

O Salão de Paris é conhecido como um dos maiores eventos de carros do mundo e começa no próximo dia 29 de setembro, seguindo até o dia 14 de outubro no Paris Expo – Porte de Versailles.

Ainda não há uma previsão exata do ano de lançamento do novo Golf aqui no Brasil, mas as fotos da reestilização já estão soltas na internet. Para os apaixonados pelo Golf, o negócio é ficar na torcida e acompanhar as novidades pela web.

Por Dayane Garcia


O sedan Voyage da Volkswagen passou por algumas mudanças necessárias no seu visual, para se adaptar à nova imagem da marca.

De acordo com as informações divulgadas, o novo modelo conta com faróis em “L” deitado, próprios para o reconhecimento do veículo principalmente em períodos noturnos, o que faz lembrar um pouco o conhecido Jetta na parte dianteira e também o Grand Siena (Fiat) na parte traseira, devido à lanterna de ré acima da luz de freio, dos refletores no para-choque e do formato da cobertura do porta-malas, que aparenta a presença de um aerofólio.

No que diz respeito às alterações internas, pode-se notar uma boa distribuição dos acessórios, contando com uma nova iluminação no painel de instrumentos, novos revestimentos dos bancos e portas e contornos diferenciados nas saídas de ar.

O acionamento das lanternas agora é posicionado do lado esquerdo do painel e o novo rádio pode exibir um gráfico de aproximação traseira com obstáculos, desde que o modelo seja equipado com o opcional sensor de ré.

Apesar do emblema escrito Bluemotion no porta-malas, o novo Voyage conta apenas com alguns elementos de caracterização “sustentável”, tais como os pneus de menor resistência à rolagem, conhecidos como verdes, e um indicador de marcha no painel. Vale ressaltar que estes diferenciais são opcionais e compõem um kit no valor de R$ 324,00.

Por Anne A. Matioli Dias


A montadora Volkswagen surgiu no mercado com mais uma novidade, pois apresentou imagens do promissor  VW Up!, que custará menos do que o Gol desta mesma marca.

O novo modelo da montadora tem a importante missão de impedir o avanço dos novos compactos como o Toyota Etios e o Hyundai HB – previstos para serem lançados no segundo semestre de 2012 – bem como Mitsubishi Mirage e o Fiat Pernambucano, que serão lançados em 2014.

Para alcançar este objetivo, o Volkswagen Up – que estará disponível no mercado em 2013, a partir de R$ 25.000,00 – consiste em um carro urbano para jovens da geração Apple sendo que este apelo aos jovens inicia pelo seu nome grafado em letras minúsculas e com um ponto de exclamação denotando, assim, a sua escolha determina o estilo de vida arrojado de seu futuro dono.

Esta é a grande ideia da montadora que deseja conquistar pelo menos 5% do mercado europeu para subcompactos, após os fracassos com os modelos Lupo e Fox; sendo que agora com o Up!, auxiliado por uma forte campanha de Marketing, a Volkswagen pretende finalmente conseguir alavancar o seu segmento de subcompactos na Europa e no Brasil.

O desenho do Volkswagen Up! foi feito pelo paulistano Paulo Antônio Pavone que trabalha no QG da VW na Alemanha, juntamente com Walter da Silva, que dita as regras de design para todo o grupo.

Este modelo terá diferenças, pois na Europa ele será cult, já no Brasil será pop com um desenho e acabamento apresentando qualidade superior para aqueles deste tipo de automóvel.

Com relação às características, o Up! é simples, com formas geométricas básicas destacando nele a grade recortada em torno da lâmina do para-choque dianteiro e a sua tampa traseira de vidro é integrada às lanternas verticais.

Internamente, este modelo da Volkswagen agrada por ter um bom espaço para quem está na frente, além de um porta-malas com capacidade de 25 l. Ele possui, também, um motor 1.0 de três cilindros com 60 ou 75 cv.

O Up! será fabricado em Taubaté (São Paulo), cuja fábrica está sendo ampliada para oferecer uma produção de 180 mil unidades do novo modelo por ano.

Deste modo, para aqueles que gostam de um modelo mais popular esta novidade pode significar uma opção com qualidade, modernidade e economia.

Por Ana Camila Neves Morais


Para celebrar os 25 anos de sucesso do Gol no cenário automobilístico brasileiro, a Volkswagen decidiu lançar uma versão comemorativa, com edição limitada. O nome não poderia ser mais oportuno: Gol 25 Anos.

O automóvel acabou de chegar às concessionárias e ganhou novos detalhes e configurações ainda mais especiais que no modelo original. O motor do Gol 25 anos é o Total Flex 1.0 com 76 cavalos de potência, o carro vem com um design diferenciado,  logotipo comemorativo, faróis escurecidos, spoiler e lanterna traseira com a lente escura.

Como se não bastasse, a série especial conta com direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, travamento central, faróis e lanterna de neblina, preparação para som, sistema elétrico de destravamento do porta-malas, rodas de liga leve 14 polegadas, rádio com CD Player, MP3, entrada Auxiliar e Bluetooth. O valor dos pacotes de personalização com os itens mencionados acima pode variar de  R$ 2.790,00 a R$ 3.790,00.

Junto com o lançamento do Gol 25 Anos, a Volkswagen apresentou também o Gol Black, com edição limitada de 800 unidades. A configuração do motor é a mesma do Gol 25 anos, mas o Gol Black conta com alguns itens de série inclusos, como faróis escurecidos e de neblina, defletor traseiro, rodas pintadas de cinza e direção hidráulica.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Charmoso, moderno, compacto. Assim pode ser resumido o New Beetle. Admirado ao redor do mundo desde 1998, o pequeno grande carro conquistou credibilidade e fama no mercado de autos. A versão de  2012 sofreu mudanças singelas, mas que com certeza, deixaram o carro ainda mais atraente. O lançamento oficial ocorrerá ainda no primeiro semestre deste ano, mais especificamente em maio.

Em relação ao visual, o carro está mais imponente e as expectativas de aumento nas vendas e na popularidade são as melhores possíveis, afinal, o New Beetle se tornou um ícone da Volkswagen. Sem contar que o novo design está muito mais esportivo e alia, na justa medida, tradição e modernidade.

O automóvel em questão é comercializado em vários países do mundo e por aqui, está disponível apenas na versão 2.0, com motor cinco cilindros  e  170 cavalos de potência, além de câmbio automático de seis velocidades ou transmissão manual de cinco marchas.

O preço de venda em terras tupiniquins ainda não foi divulgado. O que se sabe, é que nos Estados Unidos, a versão top de linha custa o equivalente a R$ 33.000,00.

Agora é só esperar para ver se o New Beetle vai continuar agradando.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Volkswagen sempre foi conhecida por fazer modelos que equilibram beleza e potência. O Novo Tiguan 2012 reafirma a proposta da marca e se apresenta como uma das grandes promessas automotivas do ano.

A parte estética surpreende pela identidade marcante e moderna. O carro possui um design arrojado, com linhas fortes e faróis diferenciados, que remetem ao Fox e ao Jetta.

A parte mecânica do automóvel também é interessante. Com motor 2.0 TSI, o Novo Tiguan atinge 200 cavalos de potência.

Outro atributo muito importante que o lançamento possui é o câmbio automático com seis marchas. O modelo do câmbio em questão é o Tiptronic, um dos mais modernos do mercado. 

Com tração 4motion, as quatro rodas recebem de igual maneira a potência do motor, isso melhora o desempenho, a segurança, a estabilidade e a dirigibilidade. 

De acordo com a montadora, o Tiguan 2012 faz de 0 a 100 km/h em apenas 8,5 segundos. Além disso, o veículo é capaz de atingir a velocidade máxima de 207 km/h.

O carro está sendo vendido por aproximadamente R$ 110 mil, valor bem abaixo da média que era prevista antes do lançamento.

Vale destacar, que esse valor inclui os seis airbags e o controle de tração presentes em qualquer versão do modelo.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Volkswagen do Brasil lançou um novo hotsite, intitulado “Premium Volkswagen”, que vai mostrar com mais clareza todos os modelos importados pela montadora alemã, e que são comercializados no mercado nacional. Inicialmente, estarão em destaque na página as recém-lançadas novas gerações do Passat, Passat Variant e Touareg.

O site, que pode ser acessado através do endereço www.vw.com.br/premium, possui um design moderno, que prioriza a apresentação dos veículos de forma diferenciada. Os visitantes da página podem conferir os principais itens oferecidos (de série e opcionais), o interior, o exterior e os recursos tecnológicos de cada carro apresentado, por meio de fotos, vídeos e textos. Para tanto, basta clicar nas figuras geométricas que se movimentam pela tela. Dados sobre especificações técnicas e desempenho também estão disponíveis.

Além disso, os internautas que quiserem informações mais detalhadas sobre os modelos ou sobre os preços e as formas de pagamento, podem se cadastrar no link “Estou interessado”. Segundo a Volkswagen, todos os que realizarem o cadastro irão receber um retorno por parte da fabricante, sem nenhum compromisso.

A ferramenta também possui versão para dispositivos móveis, com os mesmos recursos oferecidos na versão para PC, que pode ser acessada por meio de telefone celular ou smartphone.

Por André Gonçalves

Fonte: Volkswagen


O estande da Volkswagen no Salão do Automóvel de Buenos Aires está cheio de novidades para o público brasileiro, pois grande parte dos modelos expostos por lá também vai chegar ao mercado nacional nos próximos meses. Um dos destaques é a SpaceCross, versão “off-road” da SpaceFox, que teve os seus detalhes finalmente revelados.

Seguindo a linha dos carros aventureiros, a SpaceCross, conhecida na Argentina como SuranCross, vem com faróis de neblina, para-choque dianteiro reforçado e com ampla abertura em sua parte inferior, molduras, estribos e saias laterais, além de pneus de uso misto e suspensão elevada. Só faltou o estepe na traseira, que a montadora alemã optou por não colocar, assim como fez com o CrossFox.

De série, o modelo traz direção hidráulica, ar condicionado, airbag frontal, freios ABS, trio elétrico e rodas de liga leve aro 15, entre outros itens. Alguns dos opcionais serão: volante multifuncional, revestimento interno em couro e sistema de áudio com CD, MP3, entrada para iPod, USB, Bluetooth e leitor de cartões SD.

Segundo especulações, a SpaceCross deve chegar ao Brasil entre julho e agosto, custando de R$ 50.000 a R$ 55.000, e oferecida em versões com os motores bicombustíveis 1.6 manual e 1.6 I-Motion.

Por André Gonçalves


A Volkswagen já está preparando uma revitalização para o Passat CC, lançado em 2009, que deve estrear no final de 2011 no mercado europeu e que pode chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2012. O modelo, que está em fase final de testes, foi flagrado rodando camuflado, na Alemanha, pelo site Autoblog.

De acordo com a fonte, o Passat CC 2012 passará por algumas mudanças estéticas, que devem deixá-lo mais parecido e alinhado às novas gerações do Passat sedã e também do Jetta, desagradando aos fãs do cupê. A grade dianteira, o para-choque, as laterais e a traseira ficaram bastante semelhantes aos componentes dos modelos citados. As diferenças, a princípio, ficaram nas lanternas e nos faróis. Já com relação à motorização, uma nova opção deve se juntar ao atual bloco V6, de 3.6 litros, que desenvolve 300 cv de potência e 250 km/h de velocidade máxima. Trata-se de um novo propulsor 2.0 turbo.

O Passat CC vendido no Brasil tem preço inicial de R$ 180.890 e vem de série com câmbio automático de 6 velocidades e dupla embreagem, airbags duplos (laterais e de cortina), freios ABS, controles de tração e estabilidade, tração integral e piloto automático, entre outros itens.

Por André Gonçalves


As concessionárias da Volkswagen recebem a partir do próximo mês a segunda geração do Touareg, utilitário esportivo que já teve meio milhão de compradores desde sua primeira versão, lançada em 2002. A novidade apresenta modificações internas e externas por meio de novas linhas e equipamentos.

São duas as versões que chegam aos brasileiros, de motores V6 FSI 3,6 litros, capazes de desempenhar 280 cavalos de potência, e V8 FSI 4,2 litros, com 360 cv. A montadora promete eficiência e alta economia. Ambos os modelos, por sinal, contemplam transmissão automática de oito marchas.

Além desse diferencial, o Touareg conta com tração integral 4Motion, tanto para o exemplar V6 como ao V8. Em curtas palavras, o sistema atribui tração permanente nas quatro rodas.

Em meio a várias tecnologias, o utilitário possui programa de direção off-road, que permite ao motorista alterar a configuração dos sistemas EDS e ASR e os freios ABS para diferentes tipos de terreno.

As novidades não terminam por aí. Para ser breve, o Touareg chega ao consumidor com faróis bi-xenônio, de lâmpadas DS3 (sem mercúrio), que particularmente apresentam nivelamento automático e iluminação direcional quando o carro realiza curvas.

No interior, sistema de som RNS 850 com navegação via satélite e comando por voz. O melhor de tudo é sua utilização através do sistema touchscreen. Por enquanto, informações indicam que o preço inicial ultrapassa R$ 220 mil.


Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Volkswagen (Assessoria de Imprensa)


Velho conhecido do consumidor brasileiro, o novo Passat da Volkswagen chega ao Brasil em sua sétima geração renovado, recriado, mais bonito e mais equipado em uma versão revigorada que lhe dá um visual elegante, de linhas bem fluidas, visual moderno que lembra um pouco um parente próximo, o Jetta, mas que nem por isso o torna menos atraente. Pelo contrário, o novo Passat em suas duas configurações, Sedã e Station, possui encanto, charme e beleza.

E aliado a tudo isso uma gama de equipamentos que o tornam moderno e eficientemente bem equipado. Contando com o sistema Cruise Control ACC, responsável por manter a velocidade que foi programada e acompanha a distância do veículo que vai à frente, o sistema Front Assist, um sistema de frenagem que entra em ação caso o carro esteja a uma velocidade inferior a 30 Km/h e o carro da frente fica muito próximo, além do funcional Park Assist em sua nova geração.

As duas versões do novo Passat, que chegarão ao Brasil, virão equipadas com motor TSI 2.0 que podem produzir 211 CV e com transmissão de seis velocidades de dupla embreagem. Esta motorização, de acordo com a fabricante, pode fazer o Sedã Passat arrancar de 0 a 100 Km/h em 7,6 segundos. Na configuração Passat Variant, o arranque com o mesmo conjunto mecânico se dá em 7,7 segundos. A velocidade máxima das duas configurações é de 210 Km/h.

Os preços do novo Passat ainda não foram divulgados pela montadora, mas de acordo com sites especializados a previsão de preço do Sedã gira em torno de R$ 125.000 e da versão Variant, fica na casa dos R$ 130.000.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


Foi lançada, no dia 18 de abril, a nova geração do Beetle da Volkswagen, que agora conta com um espaço interior avantajado.

O novo modelo será chamado de 21st Century Beetle e sua produção vai acontecer na fábrica da montadora que fica situada na cidade mexicana de Puebla.

A mais nova versão do veículo estará em breve nas concessionárias Volkswagen com três opções de motor: com potência 2.0 TFSI a gasolina e 200 Cv; 2.5 também a gasolina e 170 cavalos de potência, e o motor 2.0 TDI a diesel com 140 Cv de potência.

Quanto ao tamanho, o veículo ganhou novas medidas, ficando mais largo (cerca de 8,4 cm) e mais comprido com seus 15,2 cm extras.

Quem quiser conferir como ficou o carro, o portal Auto Esporte publicou fotos do Beetle século 21.

A Volkswagen ainda não divulgou os possíveis valores do veículo, mas em breve deverá informar.

Para os que já ficaram com vontade de comprar um, vão ter que esperar, pois não se tem previsão de quando essa versão chegará aqui pelo Brasil.

Por Andrea Gomes


O ano de 2011 mal começou, e a montadora de veículos alemã Volkswagen apresentou no dia 25 de março a linha 2012 de seus veículos no Brasil. Entre os destaques pode-se destacar a nova cor utilizada nos painéis de instrumentos dos veículos, que passam de azul, para um tom mais avermelhado – o âmbar – com ponteiros vermelhos.

Dentre os modelos de veículos, o único que ganhou novas versões é o compacto Fox, que passa a contar com mais duas versões: BlackFox (preto perolizado) e SilverFox (prata) com aparência voltada para o mercado jovial. Ambos serão equipados com motor 1.0 VHT Flex com 76 Cv de potência.

O Golf passa a receber como itens de fábrica airbags frontais e freios com ABS, além de distribuidor eletrônico EBD em todas as versões. A perua Parati deixa de ter a versão Titan, ficando apenas com as versões 1.6 e a aventureira Surf.

A picape Saveiro ganha sua primeira atualização após o lançamento de sua nova versão, contando com novos instrumentos, tecidos dos bancos e faixas decorativas, a versão Trooper ganha lanternas escurecidas e rodas de aço na cor preta.

 A nova linha 2012 da Volkswagen está prevista para chegar às concessionárias a partir de abril deste ano.

Por Henrique Pereira


Um novo modelo da nossa tão conhecida Volkswagen Brasilia vai ser lançada. Mas calma.  O querido veículo nacional vai virar uma miniatura da famosa marca Hot Wheels. Quem deu a informação foi o blog T-Hunted.

Os pequenos carrinhos, os quais são fabricados pela Mattel, vão ter a presença do automóvel que por aqui foi muito vendido. Um ponto interessante são os traços que foram apresentados pelas imagens disponibilizadas no site. A Brasilia irá aparecer com para-choques renovados, sua suspensão foi rebaixada e as rodas ganharam cinco raios, o deixando com um tom mais esportivo.

A cor que está presente nas imagens é o Azul em tom mais claro.

Não se tem ainda informações sobre datas de comercialização, mas ao que tudo indica, quando isso acontecer não vai demorar para que as unidades sejam compradas. O SP2, outro modelo nacional lançado pela Hot Wheels, foi rapidamente “tirado” das prateleiras, se tornando uma raridade para aqueles que a compraram.

Para ver as imagens do modelo da Brasilia Hot Wheels, acesse o blog do T-Hunted.

 

Por Oscar Ariel


O jovem que começa a ser bem sucedido, que alcança seu primeiro bom emprego, normalmente recém saído da faculdade e com poder de compra razoável será o público alvo do próximo lançamento, digamos popular, que a Volkswagen planeja para o mercado brasileiro de acordo com a diretoria da empresa.

Com faixa de preço abaixo do seu carro mais popular e barato, o Gol e com preço que deverá girar em torno de R$ 23.000, a montadora planeja um carro para este perfil de consumidor e com estilo compacto, que ao mesmo tempo seja financeiramente acessível e represente o sonho e o status do primeiro carro para este público jovem.

Com a chegada das montadoras chinesas que estão quebrando o gelo e oferecendo boas opções de veículos por preços extremamente competitivos a montadora alemã percebe que a disputa neste segmento irá se acirrar e está sentindo a necessidade deste novo produto. Além disso, a Fiat que vem disputando palmo a palmo o mercado nacional também tem planos, de acordo com sites especializados, de lançar futuramente um novo modelo popular mais acessível em termos custo do que o próprio o Uno, o que vai colocar ainda mais lenha na fogueira desse segmento.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


A Volkswagen lançou a série limitada Gol Vintage, idealizada pelos projetistas brasileiros da montadora de veículos. Apenas 30 unidades numeradas serão fabricadas, celebrando os 30 anos de produção do Gol, e virão com equipamentos particulares de série, tendo partes da chaparia pintadas manualmente.

Além do veículo exclusivo, os compradores do Gol Vintage ganharão uma guitarra de presente também limitada. O carro será predominantemente branco, mas a tampa traseira, teto e capô ganharão a cor preta (à mão) e em algumas partes do carro virá o nome indicando “Vintage”.

Outros itens são bancos de couro, rodas de liga leve aro 16, motor 1.6 Flex. Mas para ter toda essa exclusividade, o cliente vai ter que mexer no bolso e desembolsar cerca de R$ 52.180,00.

Veja as fotos no blog oficial da Volkswagen do Brasil e confira outras informações técnicas a respeito do carro.

Por Andrea Gomes


O novo compacto da Volkswagen ter um perfil aventureiro, fazendo do CrossFox um carro ágil, com novo design, ultra moderno e versátil, mais robusto e cheio de novidades e tecnologia que agradam os de espírito off-road.

Com novos acabamentos nos bancos e nas portas, ele vem com direção hidráulica, chave canivete, vários porta objetos, porta luvas e gaveta em baixo do banco do motorista e volante com regulagem de altura e profundidade. Com motor 1.6 litros, desenvolve 101 cavalos de potência com gasolina e 104 cavalos com álcool, a 5.200 rpm, gerando um torque de 15,4/15,6 kgfm com gasolina/álcool.

O sistema de freios conta com disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras. Em ordem de marcha, pesa 1.130 kg e tem uma capacidade de carga de 440 kg. A transmissão conta com câmbio de 5 velocidades, e o CrossFox pode alcançar uma velocidade de até 175 km/h.

Por Gerson de Morais


Uma das marcas de maior confiabilidade no Brasil e uma das maiores montadoras de carros do mundo, a Volkswagen, que tem planos ambiciosos para 2011, já está pensando também em lançamentos para 2012. E confirmou para o mercado norte-americano o lançamento do novo VW Golf R. O novo modelo começará a ser produzido em 2012 em edição limitada a poucas unidades, conforme matéria do site Carro Online.

Embora já tenha confirmado a fabricação deste novo Golf, a data oficial de lançamento não foi divulgada. E de acordo com a matéria citada existem muitas especulações de como será este novo Golf, em termos mecânicos e de equipamentos. O que parece certo é que o propulsor será diferente da versão européia VR6, também vendida nos Estados Unidos.

O motor do Golf R deverá ser um 2.0 turbo. Entre as especulações também se comenta que ele terá novos freios, uma suspensão também modificada e o modelo contará com uma transmissão exclusiva de seis velocidades um sistema ESP modificado.

Por Mauro Câmara


Utilitário esportivo de luxo, o SUV Touareg da Volkswagen já é por si só um modelo atraente, sofisticado e tem o DNA da qualidade e tradição da Volkswagen correndo no óleo do seu motor, mas agora a Volkswagen resolveu adicionar ainda mais luxo em uma nova versão do SUV batizada de Touareg Exclusive que estará à venda no mercado alemão.

A grande diferenciação em relação às outras versões do modelo fica a cargo do acabamento, inclusive utilizando madeira de verdade. O revestimento dos bancos será em dois tons, com os bancos em tom bege ou bordô confeccionados em couro especial denominado “cool” que não deixam os assentos se aquecerem quando expostos a luz do sol.

O acabamento em couro se estende as portas e haverá detalhes em aço inox contendo a inscrição com o nome da versão. As rodas serão de 19” na cor prata com dois tipos de desenhos e esta versão também poderá ser equipada com rodas de 20” aumentando seu charme.

O preço deste luxo para os alemães sairá a partir de 58.150 euros ou o equivalente em reais a R$ 134.380 sem incluir taxas de importação e impostos.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


A crise financeira mundial gerou número infindável de alertas a todos as nações do planeta e a todos os setores. Com duração considerável, os efeitos do colapso ainda são sentidos significativamente pela União Europeia e pelos Estados Unidos, basicamente diferente do ambiente observado nos países emergentes.

Um dos setores que teve lá seus entraves foi o de veículos automotores. Atualmente, com os mercados mundiais já parcialmente estabilizados, uma montadora parece estar atenta. Trata-se do grupo Volkswagen, que em agosto apresentou alta nas vendas de 11,2%, porém com ritmo bem mais ameno em comparação a meses anteriores.

Christian Klinger, diretor de vendas da Volks, afirma que o grupo seguirá cauteloso nos próximos meses devido a riscos no mercado automotivo mundial. Nos negócios estabelecidos na Alemanha houve recuo nas vendas, mesmo depois da instauração de um programa de incentivo voltado à renovação da frota, em 2009.

Por outro lado e mesmo com as expectativas mais retraídas, segundo a agência de notícias Reuters, o crescimento vigoroso observado na China, nos EUA e na Rússia contribuíram à VW contabilizar elevação de 13,4% nas entregas globais de automóveis no mês passado.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A Volkswagen resolveu lançar uma versão intermediária da sua picape média, a Amarok. Com o nome de Trendline, a Amarok intermediária chega às concessionárias à partir de 103 mil reais. A diferença entre as duas versões é quase de um carro popular já que a versão top, a Highline sai por praticamente 120 mil. Ou seja, a diferença é de 18 mil reais.

Não há grandes diferenças de configuração na Trendline em relação à Highline. Claro, o acabamento do modelo intermediário é inferior, e isso já faz uma boa diferença no preço. O sistema de som da picape tmabém é mais simples na versão intermediária, assim como os pneus, que são menores. A Highline usa pneus aro 18; enquanto que a Trendline, aro 17.

De resto ela são bem parecidas, incluindo praticamente os mesmo itens de série e opcionais.

Por Maximiliano da Rosa


O novo Jetta 2011 deve participar do Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece no final de outubro, na capital paulista.

O modelo terá motor 2.0 litros Flex e contará com novos acessórios. A expectativa é que o Jetta 2011, que foi apresentado há algumas semanas no mercado dos Estados Unidos, comece a ser vendido no Brasil no ano que vem.

Os preços do Jetta 2011 devem variar entre R$ 65 mil e R$ 70 mil. O modelo 2010 do Jetta é comercializado a partir de R$ 84 mil no mercado brasileiro e possui, atualmente, motor de 2,5 litros.

O Salão do Automóvel de São Paulo começa em 27 de outubro e vai até novembro. Os ingressos devem começar a ser vendidos em breve.

Por Luana Neves


A Festa do Peão de Barretos de 2010, maior festa de peão da América Latina, parece ter mais espaço do que para bichos e artistas. Lá será apresentado o Amarok, da Volkswagen que pretende fixar-se como grande na luta das pick-ups médias.

Já à venda nas concessionárias Volkswagen, é um carro que se pode chamar de globalizado: foi desenvolvido na Alemanha e produzida na Argentina.

Com preço médio de R$119 mil tem motor TDI biturbo de 2,0 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com 163 cavalos, sistema de injeção direta de combustível e atinge a velocidade máxima de 181 km/h.

Um grande para competir com a Hilux, líder de vendas no mercado brasileiro. Com motor a diesel aposta na segurança e na força e pelo visto também em públicos variados e divulgação massiva.

Por Mayara Paz


Cada vez mais a indústria automobilística se esmera em estilizar os tipos de veículos oferecidos e o mercado tanto aqui quanto na Europa é invadido por crossover, off Road, roadster e etc. Cada veículo com suas características próprias, equipamentos e roupagem para a cidade, para a estrada, para fora da estrada, para a aventura, para o esporte ou simplesmente para o luxo e a exibição de quem puder pagar.

Dentro deste universo sem limites de detalhes, estilos e utilidades que definem cada tipo e modelo de carro a Volkswagen na Europa acaba de por a venda uma versão nova da minivan Touran que chegou ao mercado europeu pronta para a aventura e com trajes off Road: é a minivan cross Touran. Com desenho moderno e elegante, aspecto resistente é uma minivan que pode encantar com seu jeitão pronto para qualquer aventura. E vem motorizada com propulsores a gasolina (1.4 TSI) e turbodiesel (1.6 TDI), mas apesar da roupagem off Road o sistema de tração é dianteiro e convencional.

A capacidade de carga, divulgada pela fabricante, deste modelo vendido na Europa é de 1.989 Litros de volume de bagagem com os assentos traseiros rebatidos o que garante um espaço muito interessante. Externamente em comparação com sua irmã mais velha, a Touran, a cross Touran tem uma grade frontal diferenciada, parachoques novos e caixas de rodas mais salientes e a suspensão desta nova versão está um pouco mais alta.

Sem as taxas de importação e os impostos brasileiros a versão cross Touran está à venda na Europa com preços que partem de 27.700 euros (algo em torno de R$ 63.000).

Foto: Raymond Chen

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


Com os avanços tecnológicos em todas as áreas a meta principal é reduzir tamanho, aumentar eficiência e praticidade e otimizar a funcionalidade. E também estas regras se aplicam a indústria automobilística onde cada vez mais se projetam carros práticos e funcionais. Dentro deste parâmetro a Volkswagen vai oferecer como opcional, até o fim deste ano, no seu modelo Tiguan o KESSY (Keyless Entry Star and Exit System), traduzindo: Sistema de Entrada, Partida e saída sem Chaves, que aposenta do seu chaveiro a utilidade da antiga chave do automóvel.

Este sistema permite que o controle remoto do motorista seja reconhecido pelos sensores de proximidade localizados nos puxadores das portas e pelo rádio sensor de impulso na chave em um raio de 1.5 metros ao redor do carro. Simplesmente para dar partida basta apertar um botão e para fechar o veículo, somente pressionar o botão de travamento que fica instalado nas maçanetas.

O sistema permite rapidez, comodidade e segurança oferecendo ao condutor um recurso tecnológico a mais para a funcionalidade do seu veículo. No Brasil, além do Tiguan que vai ganhar o sistema como opcional, outro modelo que também tem este sistema como opcional é o Touareg. Na Europa os modelos que contam com o sistema são o Golf, o Scirocco e o Tiguan europeu.

Por Mauro Câmara

Fonte: UOL


De acordo com Fabrício Biondo gerente executivo da Volkswagen,não há o por que lançar um novo modelo de parati sendo que o modelo G4 ainda é bem procurado.

Fabrício deixou muito claro em nota,que a Parati não será iniciada na G5 (geração 5).De acordo com ele o modelo atual da parati tem ainda uma grande procura por parte da população.

Biondo ainda admite de que esse modelo ainda é muito procurado especialmente por policia,prefeituras e etc.

A parati é responsável por 40% das vendas totais da empresa.

Portanto por mais que já esteja num modelo “jurássico” em comparação ao Gol e Golf ,por estar vendendo bem a montadora decidiu não lançar uma nova linha.

O que da a intender que enquanto a venda da parati estiver em alta,a empresa não irá fazer nenhuma mudança no mesmo.

Por Ewerton Cruz


Vazamento de informações não são exclusividade das empresas de tecnologia como a Apple. Montadoras de automóveis também podem sofrer com isso. Veja o caso do novo Passat 2012. Não há muitos detalhes sobre o automóvel da Volkswagen. Sabe-se que ele é esperado para aparecer durante o Salão do Automóvel de Paris, e deve ser lançado em 2011.

No entanto uma imagem do carro circula livremente pela internet, e revela a nova identidade adotada pela marca, presente também em outros modelos.

Como nada é oficial, especula-se que o veículo trará várias sofisticações como GPS com comandos por voz, bancos com aquecimento e faróis iluminados por LED.

Por enquanto não há como informar dados sobre potência, motor, preço, etc. Vamos esperar para ver se novas informações surgem na rede.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Carro Online


Volkswagen exibe imagens do Milano. O conceito do táxi elétrico foi apresentado pela Volkswagen há pouco mais de um mês. O projeto do compacto é inspirado nos antigos táxis da cidade de Milan, que tinham as cores em verde e preto. A montadora alemã tem planos de por o veículo nas ruas daqui três anos, e ambiciona liderar o mercado mundial de veículos elétricos.

Por fora o Milano tem um bonito design. Por dentro, há bastante espaço, e vários itens tecnológicos como um display computadorizado que substitui o taxímetro e exibe informações sobre o computador de bordo, carga das baterias, e pode funcionar como telefone. Além disso, a tela informa o custo da viagem e permite que o pagamento possa ser feito com cartão de crédito.

No quesito autonomia e performance, o carro tem bons números, podendo chegar a 80 km/h e rodar até 300 km sem recarregar as baterias.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Autoesporte


Para quem imaginava que o ano de 2011 iria se encerrar a fabricação do Gol G4 se enganou, e a Volks irá lançar uma nova versão, o Gol Ecomotion.

Esta versão é fabricada sob a plataforma da quarta geração e tem como carro chefe de apelo ao público a economia de combustível.

Tudo foi desenvolvido pensando na economia e no baixo consumo de combustível, tanto que os pneus colocados na série são os 165/70R “verdes”, que tem baixo atrito e ajuda na economia. Outra alteração foi em relação ao comando de marchas, que ficou um pouco mais longo, além de um indicador de consumo no painel, para ajudar o motorista a se controlar ao volante.

Em relação ao Gol atual, deve baixar em até 10% o consumo e seu custo será de R$ 27.530,00.

Por José Alberi Fortes Junior.


O Bug é um carro-conceito criado pela Volkswagen, e foi desenhado por um brasileiro. Todo feito de material reciclado, o veículo é pequeno, tem lugar para duas pessoas e seria ideal para as grandes cidades, onde as vagas para estacionamento estão cada vez mais difíceis. Além disso, o carrinho não emitiria nenhum gás poluente.

O Bug guarda semelhanças com carros-conceitos de outras montadoras, mas não foram divulgadas informações mais sobre ele. Na verdade trata-se apenas de um desenho. O certo é que o projeto seria muito bem-vindo ao mercado, pois não restam dúvidas de que é disso que o mundo precisa.

Não sei se algum dia, o Bug sairá do papel, e muito menos se sua construção será viável. O problema é que carros ecológicos desse tipo esbarram em muitos problemas, e o maior talvez seja o preço.

Por Maximiliano da Rosa


Fonte: Pop News


A 5ª geração da Saveiro veio para ser líder de vendas do segmento de comerciais leves e concorrer diretamente com a  Fiat Strada Adventure. Ganhou nome composto, Saveiro Cross, e designer aventureiro com novo parachoque do Cross Fox. Para compor o visual da nova Saveiro foram instalados novos acessórios como apliques nas caixas de roda, saias laterais, frisos nas portas, tampa da caçamba e rodas de liga-leve de 15 polegadas.

Diferente da concorrência a Nova Saveiro tem cabine simples e estendida além do  preço mais baixo, R$ 41.840 na versão básica. A suspensão é mais dura, o que da firmeza para o motorista ao dirigir e proporciona uma posição mais confortável do que a oferecida pela picape da Fiat. Com o estepe sob a carroceria a cabine ganhou mais espaço, outra novidade do veículo é o sensor de estacionamento no parachoque traseiro.

A Saveiro Cross é ideal para quem procura um carro para lazer, oferece espaço e segurança com maior estabilidade além de um visual “off –road”.

Veja o video abaixo para conhecer um pouco mais sobre este belo carro.

Se você deseja ainda mais informações sobre a nova saveiro entre no hotsite


No dia 10 de fevereiro a VW divulgou informações sobre a nova versão do esportivo Touareg – trata-se do TOUAREG II, que será apresentado no Salão de Genebra, no mês de março. A mecânica deve ser parecida com a do Porsche Cayenne e do Audi Q7.

A frente do carro está similar ao Polo e Golf, tendo faróis com máscara negra e grade cromada, além de parachoques com frisos em destaque.

O acabamento do interior é bastante chique, com comandos fáceis de se usar, além de botões simples e práticos. Além disso, conta com a novidade do Area View, que é um sistema com 4 câmeras que faz com que seja possível acompanhar o que ocorre do lado de fora do carro.

O tamanho do carro? quase 5 metros de comprimento por 1,93m de largura e 1,71m de altura.

E o motor? Nada mais nada menos do que 333 cavalos de potência, podendo realizar um 0 a 100km/h em apenas 6,5 segundos, chegando a até 240km/h. Existe uma versão mais “básica” também, com “apenas” 280 cavalos. 🙂

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: